Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
RanksHoje à(s) 10:03 ampor  ShiroCriação de AventurasHoje à(s) 9:13 ampor  WolfgangVirando a casacaHoje à(s) 1:54 ampor  TerryThe Red Hot Bounty HuntersOntem à(s) 11:10 pmpor  SashaCriação de Profissão PersonalizadaOntem à(s) 10:26 pmpor  WolfgangAs Crônicas dos Scavenger: A Leoa, o Louco, e o MudoOntem à(s) 9:43 pmpor  KojiHere Comes The SunOntem à(s) 9:43 pmpor  gmasterX[P.D.N.] Achiles, Kerigus & MephistoOntem à(s) 9:29 pmpor  Achiles[Ficha] WolfgangOntem à(s) 9:15 pmpor  SkÿllerBrina BrittaOntem à(s) 9:15 pmpor  Skÿller
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Ficha - Yuura Mimiko FTKZRir
Créditos : 03
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t529-yuura-mimiko#2306 https://www.allbluerpg.com/t536-i-desventuras-em-sirarossa#2350
Ficha - Yuura Mimiko Seg Maio 24, 2021 9:16 pm



Yuura Mimiko








Sobre o Personagem


Nome: Yuura Mimiko
Idade: 15
Género: Feminino
Mão Predominante: Direita
Risada: Shishishishishishi
Altura: 1,65m
Peso: 59kg
Raça: Humano - Versátil
Origem: Ilha Ugmo - East Blue
Localização: Sirarossa - West Blue
Grupo: Civil

Complementos



Aparência:
Yuura é uma jovem agraciada com uma beleza exótica e extremamente encantadora. Em sua estrutura física temos 1,65 de altura preenchidos de forma proporcional por 59kg. Dona de um físico invejável, tendo uma proporção lapidada nos mínimos detalhes, chamando a atenção – dependendo da vestimenta – para sua cintura fina e quadril largo. Uma pele branca, macia e que entra em contraste com os olhos azuis e lábios rosados da jovem, que por sinal tem cabelos na mesma tonalidade da sua íris, tendo como única diferente uma tonalidade um pouco mais escura em sua raiz.

Normalmente é vista com seus cabelos soltos, contudo varia seu penteado dependendo da ocasião, tendo como preferência o cabo de cavalo ou um coque volumoso. Tem uma cicatriz na altura da clavícula esquerda proveniente de um ataque com espada, mas, que normalmente fica escondida pelas duas vestes. Falar nisso a jovem tem preferência pelo conforto, utilizando roupas largas até mesmo para não chamar atenção de terceiros, dada suas curvas acentuadas,  dada suas curvas acentuadas. Atualmente utiliza um casaco laranja, por baixo uma camisa de manga na cor branca, por fim uma calça confortável e que permite movimentos flexíveis, finalizando com um par de tênis brancos.

Personalidade:
Uma das principais características da personalidade da garota é sua determinação, nunca teve medo de arriscar, de tentar, de se jogar de cabeça naquilo que está fazendo. Mesmo sendo nova mostra uma inteligência acentuada, tendo principalmente um conhecimento e domínio sobre seu corpo e mente - mesmo que por causa de algumas atitudes infantis, não passe essa sensação - tendo principalmente uma noção das suas limitações, o que trás uma racionalidade e ponderação ao realizar suas ações. Entretanto, essa racionalidade muitas das vezes entra em choque com o seu lado mais coração, principalmente quando se tem um objetivo em mente para ser conquistado. Isso faz a garota se manter em uma tênue linha entre ações seguras/controladas e literalmente apostar tudo em uma única jogada.

A vida lhe proporcionou um certo amadurecimento, lidar com o ódio e ao mesmo tempo com a responsabilidade de cuidar do seu avô, deram a jovem um discernimento que a maioria das pessoas não tem na sua idade. Contudo, ainda assim não apaga os traços de infantilidade que ela carrega, podendo muitas vezes parecer uma garota boba. Ficar em silêncio é algo complicado para Mimiko, porém, descarrega toda a vontade de externar suas opiniões e achismos com Yui, sua amiga imaginária. É claro que quando vê a necessidade não tem medo de colocar o que acha em jogo.

Falando um pouco mais do interpessoal Yuura se mostra uma jovem sem qualquer problema para se relacionar com os outros, é extremamente sociável, bem humorada e tem um carisma contagiante, podendo trazer com facilidade um clima de tranquilidade e harmonia para o ambiente que estiver inserida. Com seu jeito brincalhão não leva tanto a sério o que lhe falam, porém, sabe se impor quando necessário para cortar quem passar dos limites.  Um dos poucos momentos de facilidade para a garota permanecer em silêncio é quando sua curiosidade é saciada com histórias - sejam elas reais ou pura ficção - deixando sua imaginação fértil aflorar, conseguindo até mesmo imaginar como se estivesse sendo a protagonista da história que está ouvindo.

Desfruta de um certo controle emocional, sendo capaz de controlar suas emoções em alguns momentos, todavia, sabe que está em constante evolução para no futuro conseguir controlar o seu lado emotivo com maior facilidade. Criar um vínculo afetivo verdadeiro é um ponto interessante em sua personalidade, pois, mesmo que ela queira e tente suas vivências a deixam com um pé atrás no quesito confiança, sendo necessário uma constância na interação entre ela e outra pessoa, para forjar tal vínculo. Quando isso ocorre ela se mostra uma companheira leal, com um instinto de proteção exacerbado, fazendo tudo dentro das suas capacidades e dependendo do momento indo até além disso, em prol do bem estar dos seus amigos.

A ambição é um traço em sua personalidade que a move, buscando sempre que possível dar um passo adiante em busca do seu objetivo. Traçando planos e até mesmo metas juntamente com Yui, para que possa alcançar com maior velocidade o seu desejo. Relacionada a sua fobia em grande parte do tempo prefere manter em segredo, mesmo que seja quase impossível de não perceber o seu pavor quando está na presença de uma borboleta. Na grande maioria do tempo por está conversando com Yui, acaba em determinadas situações perdendo a noção de onde está, passando do lugar que iria ou simplesmente se perdendo.

História:
Nossa história começa com a presença de uma jovem garota em um terraço, seus cabelos azulados reluziam com o brilho do luar – Ferraria Joshuel... Que merda. – Resmungava enquanto da pequena bolsa tirava um velho e gasto diário, tendo a capa de couro e apenas um nome entalhado no material – Khan... como tudo pode ter acabado assim? – Balbuciou a menina de maneira lenta, suas palavras carregavam um misto de tristeza e até mesmo um certo arrependimento que parecia ser algo pesado para alguém tão jogo carregar dentro de si – Mamãe... Velho Khan... Espero que estejam olhando por mim daí de cima. – Lágrimas escorriam pelo seu rosto enquanto a mesma observava a lua – Até o fim você amou esse diário, não é vovô? – Passava sua mão com delicadeza por cima do couro com leves manchas de sangue – Espero que um dia a Ashino retorne e encontre este diário, infelizmente não poderei lhe esperar minha amiga. – Concluiu sua fala enquanto limpava as lágrimas com a manga do seu casaco, em seguida começando a escrever no diário.

"Oi , Ashino! É a Mimi que está escrevendo, eu espero que você esteja bem. Se estiver lendo isso sei o quão deve ser estar sendo difícil digerir toda essa informação, infelizmente o vovô Khan não se encontra mais em vida, assim como minha mãe que se foi um pouco depois da sua partida rumo aos seus objetivos. Você sabe o quão grata sou por vocês terem recebido eu e a mamãe como se fossemos da sua família mesmo, se bem que me considero parte dela de verdade... Vocês cuidaram de mim e da mamãe principalmente quando ela começou a apresentar sua loucura, vocês não tinham a mínima responsabilidade, mas mesmo assim fizeram de tudo o possível para que ela ficasse bem." – Pausou sua escrita e respirou fundo, parecia reunir energias para continuar – "Desde pequena você foi como uma irmã mais velha e uma segunda mãe para mim, afinal, foi você que me ensinou a andar, lembra? Yui também sempre esteve junto conosco, aqueles tempos de união e tranquilidade fazem falta." – Olhou para o lado observando uma cadeira vazia perto da mesa –Saudades da Yui, não consigo superar. Mas ela deve está bem... Não, eu sei que ela está bem. – Falou e logo voltou a escrever – "Hoje eu estava lembrando da nossa infância, das corridas e principalmente das brigas que você e a Yui travavam por mim, eu sempre fui a mais fraca do trio, não é? Esse foi um dos motivos do vovô me ensinar a lutar, foi um presente dado por ele para que pudesse me defender no futuro. Aliás, depois da sua ida aprendi bastante coisa, sabia? Forjar, a lidar com o maquinário e até mesmo consertar algumas coisas, bem, essa última ainda preciso de mais experiência em alguns pontos, para não acabar quebrando tudo ao invés de consertar." – Um singelo sorriso foi formado na face da menina, relembrar os velhos também parecia lhe trazer paz – "Me desculpe, mesmo aprendendo tanta coisa não fui capaz de proteger o vovô daqueles malditos." – Segurou o diário com mais firmeza, as lembranças dos responsáveis por destruir tudo construído por Khan surgiam em sua mente – "Aquela família, não! Aquela espécie gananciosa e cruel que são os pescoços de cobra nos tiraram tudo! Desculpe pelas letras trêmulas, mas a raiva me consome sempre que lembro deles." – Um grito de raiva foi expelido pela menina, o ódio que corria no seu corpo precisava de alguma forma ser externado – "Eles roubaram tudo, o quarteirão inteiro foi tomado por eles, a família dona da Floricultura apareceu morta um pouco depois de subitamente terem vendido suas propriedades, já outros simplesmente definharam por não ter mais seus bens, um deles foi o vovô. De novo, me desculpe por não ter tido força para protegê-lo…

Um momento de pausa foi dado pela jovem Yuura, sua respiração oscilava em meio as lágrimas que voltaram a escorrer do seu rosto – Desculpa vovô, eu deveria ter... Eu deveria ter sido mais forte. – Uma dor agoniante tomava conta do seu peito, forçando ela a levar sua mão até o mesmo como uma forma de acalentar a dor que sentia – "Por um tempo ele resistiu a vender a loja, mas as coisas começaram a ficar difíceis, os clientes pareciam proibidos de vim, os materiais necessários também triplicaram seus preços... Tudo isso fez com que ele vendesse a preço de banana para aqueles desgraçados. Sabe Ash, ele ficou nem por um tempo, mas a falta e a situação da venda fizeram ele adoecer, você bem sabe que a ferraria era sua vida." – Parou de escrever e balançou a caneta entre seus dedos – Vocês estão bem aí em cima, não é? – Falou enquanto olhava para o céu estrelado – Yuu, foco! – Escutou.

Voltou sua atenção ao diário – "Eu fiz tudo o que podia para dar um conforto a ele, ainda existem pessoas boas e John me deu um emprego em sua mercearia, com isso consegui arcar com os custos da casa, alimentação e os os remédios que ele precisava. Algumas pessoas no começo nos ajudaram, mas ficou difícil para todos... – Virou a página com todo cuidado para não danificar o diário, ela sabia o quanto Khan o amava – "Aliás, espero que o vovô não se importe que eu esteja escrevendo em seu diário. Infelizmente foi a única coisa que consegui resgatar após o repetindo incêndio que ocorreu em nossa casa, eu tenho certeza que os culpados são os mesmos! – Parou de escrever novamente ao notar a presença de um pequeno animal, um cachorro se aproximava balançando seu rabo de um lado para o outro – Billy! – Falou animadamente acariciando o cachorro – Diferente daqueles malditos, você é um amor, sabia? Queria poder ficar contigo, mas não dá, me desculpa viu? – Olhou novamente para cadeira e fez um sinal de “sim” com sua cabeça, voltando sua atenção ao diário novamente – "Ah! Tem outra coisa que preciso contar. Um pouco antes do vovô partir ele me deu uma carta escrita pela mamãe um pouco antes dela falecer, ele não conseguiu me dizer com certeza se foi escrita em um dos seus momentos de loucura ou não, mas ele sentia que havia sido em um dos poucos momentos de racionalidade vividos por ela em seu estado final. Na carta dizia quem era meu pai, mesmo que estivesse um pouco desconexa, mas também não posso pedir muito, né? A mamãe lutou em silêncio por longos anos contra seu estado mental, enquanto trabalhava diariamente sem sequer ter um dia de folga para nos sustentar, antes de conhecer vocês." – Suas palavras carregavam um orgulho e carinho ao falar da sua mãe, afinal, ela tinha sido o seu bem mais precioso – "Em suas palavras meu pai era um robusto homem que se assemelha aos titãs, ela dizia que com sua altura ele podia pegar uma estrela com sua própria mão. Eu sei que existem gigantes, mas será que existe um tão alto assim? Ela contou sem muitos detalhes do momento em que passou com ele, mas que só descobriu a gravidez quando já havia deixado a ilha em que estavam, seu nome é Arthur, seus cabelos são pretos como a noite e também tem olhos azuis, acho que puxei isso dele." – Deu uma risada que exalava felicidade com a ideia de encontrar um familiar – "A única pista que ela sabia do seu paradeiro era que ele estaria em Sirarossa, mas não sabe quando. Não conheço essa ilha, mas não custa nada arriscar, certo? Aqui não tem nada mais para mim, na verdade preciso fazer apenas duas coisas e vou em busca dele sem sequer saber se isso é verdade ou não, loucura né?" – Passou uma página novamente e notou que havia chegado na única filha em branco do diário – O senhor escreveu bastante, em vovô? – Brincou.

Seu avô não era nenhum escritor, mas documentava alguns dos teus feitos para que não se perdesse com o tempo – "Consegui enterrar o vovô no cemitério da cidade, falei com Teiun, não sei se lembra dele, mas você pode visitá-lo sempre que quiser. Vou deixar esse diário com , se bem que se já estiver lendo, ela já lhe entregou. Por fim, eu estou bem, viu Ashino? Espero que você tenha conseguido chegar mais perto do seu objetivo, quero ler deus feitos nos jornais, como uma boa marinheira que você deve estar sendo. Estou me espelhando em você para sair daqui e ir buscar aquilo que desejo, acho que finalmente descobri minha ambição de vida. Talvez você ache algo fútil, na verdade eu sei que vai achar pois te conheço, você nunca ligou para isso. Eu quero ter poder, Ash, o poder necessário para proteger aqueles que eu amo. Ainda existe você no mundo, eu sei das duas capacidades, mas eu preciso ser forte para que o que aconteceu com o vovô não se repita novamente, pretendo um dia ter uma família, você sabe, quero poder proporcionar a eles uma qualidade de vida que nunca tivemos não quero que tenham preocupação com dinheiro ou com sua própria segurança. Eu serei forte minha irmã, talvez até mesmo trabalhemos juntos um dia, não sei qual caminho seguir ou como conquistarei esse objetivo... Talvez eu siga seus passos e vire uma marinheira? Não,nunca gostei de receber ordens daqueles que não concordo. Pirata talvez? Assim poderíamos se tornar rivais, o que acha? Na verdade acho que não, capaz do vovô descer do céu só pra me dar uma surra. Se bem que ele foi um pirata também não é? Olha, talvez seja uma opção, viu? – Gargalhou ao escrever esse trecho, será que o destino pregaria tal peça e colocaria as duas em lados opostos no futuro? Mimi não sabia, mas, deixaria a vida a levar – "Espero um dia me reencontrar com você para colocarmos o papo em dia e você me contar todas suas histórias! Não vejo a hora de ouvir os contos da marinheira Ashino Mijuko. Fique bem, o vovô está olhando por nós lá de cima, tenho certeza disso. Espero não ficar louca que nem a mamãe, não sei se o que ela tinha era algo hereditário ou não, mas acho que estamos bem." – Riscou rapidamente o “estamos”, colocando “estou” em cima do risco – Quase deixo escapar, Yui. – Falou olhando para cadeira que anteriormente estava vazia, agora uma figura de madeixas negras estava sentada com um sorriso no rosto, aquela era sua melhor amiga e irmã de Ashino, que havia falecido anos atrás – Seria ótimo se ela também pudesse me ver, mas acho que não acreditaria nem mesmo se você contasse a ela. Você sabe como a Ashino sempre foi. – Disse a figura – Verdade, de qualquer forma estaremos sempre juntas, certo Yui? – Indagou e quase que instantaneamente recebeu uma confirmação da sua amiga imaginária.

Por fim a garota utilizou o dinheiro que lhe restava para ir até Sirarossa para confirmar a veracidade das informações da sua mãe, ela não sabia sequer por onde começar, entretanto, um sentimento diferente tomava conta do seu corpo, não era medo, mas sim uma curiosidade em pensar o que o futuro guardava para ela – Vamos lá, vamos ver o que o futuro tem pra gente! – Falou enquanto caminhava. Algumas semanas passaram e nada sobre o paradeiro do tal homem tinha sido descoberto – Hoje vai ser melhor que ontem! – Bradou animada para mais um dia.

Características



Qualidades:
Versátil (Racial)Você pode somar até 9 pontos de defeito, conseguindo dessa forma gastar 9 pontos de qualidade em vez de 7.

Atraente (01) Você é considerado belo pelos outros, seja pela sua aparência, porte físico ou estilo, você é capaz de despertar interesses românticos ou ser tratado mais favoravelmente por conta disso.

Carismática (02) Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.

Prontidão (02)Você está sempre pronto para agir ou reagir, alcançando o ápice da sua velocidade ou força em questão de poucos instantes. Mecanicamente, reduz a condição lento em uma categoria, SE a condição aplicada for categoria III ou inferior.

Mestre em Haki (04) Assim que você desbloquear a especialização do Haki da Observação ou do Haki do Armamento, você pode escolher seguir dois caminhos de especialização simultaneamente. Nesse caso, os efeitos narrativos se acumulam, mas os bônus de atributo concedidos não. Nessa hipótese, o melhor atributo entre os dois será considerado sempre.


Defeitos:
Ambição (02)Você tem uma meta ou objetivo de vida claro e não mede esforços para alcançá-lo. Pode-se tratar de alcançar um posto, adquirir um objeto ou realizar uma mudança no mundo, você aproveitará toda oportunidade que tiver para se aproximar de seu objetivo.

Explicação: Yuu sentiu na pele do que as pessoas são capazes. Com isso nutriu um desejo pelo poder, tanto físico como financeiro, para que não passe novamente por tais experiências e tenha a capacidade para proteger aqueles que ama.

Dependente - Açúcar e Doces em Geral (01) Você é viciado em alguma substância e precisa fazer uso contínuo da mesma para manter sua sanidade. Caso não sacie sua dependência no tempo estipulado, você começa a sentir os efeitos da abstinência, equivalente ao estado da condição Intoxicado II. Você deverá então se atentar a boa interpretação de seu personagem em abstinência, que durará até que você faça uso de seu objeto de dependência. Ignorar completamente os efeitos da abstinência em sua narração poderá acarretar em consequência a sua nota da página em questão.

Explicação: Yuura é viciada em doces e guloseimas no geral, tendo preferência por pirulitos sabor morango.

Fobia - Motefobia (01)Você tem um medo extremo e irracional de algo ou de alguma situação específica. Varia de um até quatro pontos dependendo do objeto de sua fobia.

Explicação: O lugar onde cresceu anualmente recebia uma grande quantidade de Borboletas Monarcas que ao realizar o processo migratório passavam por lá. Em um determinado momento da vida a menina se viu no meio daqueles insetos, o que gerou na jovem uma aversão irracional desses seres.

Na presença desses insetos Mimi costuma manter seu corpo rígido, o suor frio escorre nos primeiros segundos após seus olhos terem contato com o monstro voador. Faz o necessário para se manter distante e evitar entrar em contato com a borboleta.

Intolerância Racial - Pescoço de Cobra (02) Você tem um grande ódio, raiva ou rancor contra uma raça determinada.

Explicação: Yuura tem ódio pela raça Pescoço de Cobra, por serem responsáveis pela morte do seu avô.

Louco (02)Você acredita ser algo que não é, como o representante de deus na terra, além disso, pode acreditar possuir características que não possui de fato, como voar ou ser imortal. Você também pode, em vez disso, ter um amigo imaginário, ver coisas que não existem fora da sua cabeça.

Explicação: Mimi consegue ver e interagir com a figura da sua melhor amiga, filha do velho Khan. Essa foi a fórmula que a mente da garota achou como válvula de escape, para que ela não entrasse em total colapso mental enquanto estava em negação. A vestimenta e também o humor variam dependendo do momento, como é algo imaginário, normalmente está ligado com algum momento vivido por ambas em vida. Yui serve como um porto seguro e uma fiel confidente, fazendo jus ao papel de melhor amiga. Às vezes ambas entram em atrito por besteira, mas, logo fazem as pazes. Como forma de pregar uma peça com Yuura, Yui também pode se apresentar com aparências diferente, contudo mantendo sua personalidade.

Sono Pesado (01)Quando você dorme, as vezes nem mesmo uma explosão é capaz de acordá-lo.


Atributos


Nível: 1
Experiência: 400

PdV: 4000
STA: 100

Atributos provenientes da raça devem ser colocados em verde [#99cc00], os provenientes de estilos de combate devem ser colocados em laranja [#ff6600], os provenientes de armas devem ser colocados em amarelo [#ffcc00], as bonificações de outros atributos em azul [#34B1EB] e as bonificações de Akumas no Mi em roxo [#cc00cc]

Força: 119 + 60 (EdC) = 179 [Regular]
Destreza: 00 = [Incompetente]
Acerto: 181 +160 (Racial)  +60 (EdC) = 401 [Hábil]
Reflexo: 20 = [Regular]
Constituição: 80 = [Regular]

Agilidade: 210
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 00

Conhecimentos



Proficiências:

Acrobacia
Briga
Forja
Mecânica
Mecatrônica

Profissão:
Por enquanto nenhuma

Mascote


Nome do Mascote
Animal: Raça e especificações de seu mascote.
Altura: Altura de seu mascote.
Peso: Peso de seu mascote.
Porte: Porte do seu mascote.
Raridade: Raridade do seu mascote.
Aparência: Aparência do seu mascote.
Personalidade: Personalidade do seu mascote.
Atributos: Foco de atributo de seus personagens.

Comandos:
Lista de Comando complexos que foram ensinados ao seu mascote

Estilos de Combate



Lanceiro:
Lanceiros são especialistas em combates de média distância, fazem uso de armas de haste para explorar a distância entre eles e seus oponentes. Utilizam lanças, bastões, naginatas e similares.

Técnicas


Nenhuma por enquanto.

Haki da Observação


Não despertado.

Haki do Armamento


Não despertado.

Haki do Rei


Não despertado.

Berries: 250.000 ฿S

Itens


Tratam-se dos itens equipados em seu personagem

Cabeça:
- X -

Pescoço:
- X -

Tronco:
- X -

Braços:
- X -

Mãos:
- X -

Pernas:
- X -

Pés:
- X -


Inventário


Trata-se dos itens carregados pelo que não estão equipados em seu corpo.

10 U

Nome do Item:
Espaço:
Descrição:

Embarcações


Nenhuma por enquanto.

Menções no Jornal


Nenhuma por enquanto.

Photoplayer



Photoplayer:
Ficha - Yuura Mimiko 9c90970eb7d8af9403e31b6475a1741e-01

Relações



Players:
[url=Link da Ficha do Player]Nome do Personagem[/url] - Relação com o Player

NPCs:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC

NPCs Importantes:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC



Link da sua Instrução ou última ficha:Aqui

_________________

Ficha - Yuura Mimiko Y3cDX2G


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Ficha - Yuura Mimiko EBEAdF4X4AYyK13
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 20
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Re: Ficha - Yuura Mimiko Qui Maio 27, 2021 1:01 pm

_________________

Ficha - Yuura Mimiko O0yljIK

Ficha - Yuura Mimiko WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith