Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
RanksHoje à(s) 10:03 ampor  ShiroCriação de AventurasHoje à(s) 9:13 ampor  WolfgangVirando a casacaHoje à(s) 1:54 ampor  TerryThe Red Hot Bounty HuntersOntem à(s) 11:10 pmpor  SashaCriação de Profissão PersonalizadaOntem à(s) 10:26 pmpor  WolfgangAs Crônicas dos Scavenger: A Leoa, o Louco, e o MudoOntem à(s) 9:43 pmpor  KojiHere Comes The SunOntem à(s) 9:43 pmpor  gmasterX[P.D.N.] Achiles, Kerigus & MephistoOntem à(s) 9:29 pmpor  Achiles[Ficha] WolfgangOntem à(s) 9:15 pmpor  SkÿllerBrina BrittaOntem à(s) 9:15 pmpor  Skÿller
King
Ver perfil do usuário
Créditos : 00
Ficha - Jasmine J. Cousteau Sex Maio 07, 2021 3:09 pm



Jasmine J. Cousteau








Sobre o Personagem


Nome: Jasmine Jalbert Cousteau
Idade: 17
Gênero: Feminino
Mão Predominante: Esquerda
Risada: NYEH HEH HEH!
Altura: 1,63 m
Peso: 56 kg
Raça: Humana
Origem: Ilhéu avulso e desconhecido da Grand Line
Localização: Reino de Illusia - West Blue
Grupo: Civil

Complementos



Aparência:
Jasmine é uma moça que não chama atenção quando o assunto é altura, mas se destaca no campo da beleza. Seu corpo no geral é esguio, típico do somatotipo ectomorfo, mas possui algumas curvas acentuadas e uma leve definição muscular, similar ao porte físico de uma atleta. Outro ponto de destaque é a harmonia de seus traços faciais, que denota uma beleza invejável. O que mais se destaca são seus olhos, de cor verde, um pouco maiores e arredondados do que o habitual. Atualmente, Jasmine utiliza um par de lentes para combinar os olhos com os outros elementos rosa em seu visual.

Além disso, é perceptível que ela quer se destacar da multidão ao utilizar cores vibrantes em suas roupas, acessórios e outros elementos. Por exemplo, seu cabelo é divido em duas camadas, a primeira sendo da cor natural do seu cabelo, preto, e que consiste na parte superior de sua cabeça, com dois coques e um nó de tranças que alcança a nuca, e um par de tranças envoltas dos dois coques em conjunto com uma franja repartida que alcança até a metade de seu rosto, ambos tingidos com um forte tom de rosa. A mesma tonalidade acompanha algumas partes de seu nó de tranças.

Já suas vestimentas consistem de um volumoso casaco de couro, similar aos outros tons de rosa, que Jasmine sempre utiliza aberto, para mostrar suas outras peças de roupa. Um óculos com lentes em formato de estrelas, assim como um top que expõe parte de sua barriga, em conjunto as calças, que formam um padrão de teia e com um tom bem escuro de azul. Seus calçados são botas bem simples, que imitam o padrão do restante das vestimentas e quase passam despercebidos como uma peça à parte. Suas unhas estão pintadas com o mesmo tom de azul escuro, assim como seu batom.

Por fim, Jasmine possui uma tatuagem de adaga com asas similares a de uma borboleta em seu antebraço esquerdo, o mesmo padrão pode ser encontrado na parte frontal de seu top. Similar a uma tatuagem, Jasmine possui uma marca de nascença na parte traseira de seu ombro direito, próximo a nuca. Trata-se de uma estrela púrpura.

Personalidade:
Se trata de uma garota de um nível de extroversão altíssimo, adora estar envolta de pessoas e tem um espírito agitado, que pode facilmente contagiar quem está em volta. Jasmine fala alto, as vezes acaba por dizer seus pensamentos em voz alta, e talvez seja isso, somado a sua aparência e outros trejeitos, que fazem dela uma pessoa tão excêntrica, que se torna o centro das atenções em um piscar de olhos. E se tem algo que ela adora, é ser vista. Toda essa empolgação e energia fazem da garota um tanto quanto curiosa, se jogando de cabeça nos mistérios e curiosidades que encontra em sua jornada, e acaba tomando algumas decisões antes de pensar duas vezes, e isso se dá, também, por parte do seu intelecto. Jasmine pensa rápido e acaba extrapolando demais algumas de suas ideias, antes de cogitar se realmente são boas ou viáveis.

Dona de uma coragem imensa, Cousteau assume alguns riscos que alguém da sua idade e porte físico jamais faria. Essa valentia, somada ao seu comportamento jocoso, dão a impressão que Jasmine não teme e nem leva nada a sério, o que em partes é verdade. Pode-se dizer que ela é uma tagarela que desconhece o medo, rindo na cara do perigo. As situações em que essa braveza realmente se destacam são em batalhas, sua empolgação ao entrar numa luta, em especial naquelas que sua vitória é incerta, também são um marco em sua personalidade.

Jasmine possui um objetivo, que não sabe definir como um fardo ou sonho, mas que está disposta a fazer de tudo para alcançá-lo. Ela deseja se tornar o “Desespero Absoluto”, a criatura mais temida e poderosa em todo o mundo, para que a “Esperança Absoluta'' possa surgir. Essa meta surreal é um dos poucos assuntos que faz um pingo de seriedade surgir na moça. Por conta da tamanha devoção que possui com esse objetivo, ela tem um grande respeito pelas ambições e sonhos dos outros, especialmente quando são algo realmente desafiador. Tamanha é a obsessão da jovem em se tornar o "Desespero Absoluto" que isso acabou afetando sua sanidade. Jasmine realmente acredita que está predestinada a se tornar essa criatura temível, o que explica um pouco mais sobre sua coragem e espírito aventureiro, mas o que realmente impactou é na sua forma de ver o mundo, literalmente. Ela vê "aparições" das pessoas que se foram durante sua jornada para cumprir sua ambição, e que interagem com a garota de tempos em tempos.

Outro aspecto que contribui para sua extravagância é seu amor pela dramaturgia. Jasmine simplesmente adora atuação, em especial quando se trata de interpretar personagens e referenciar pessoas ou acontecimentos que ela conhece e esse amor, somado a sua impulsividade, faz com que a garota não consiga se segurar por muito tempo longe das interpretações. De tempos em tempos, ela imita pessoas que ela já conheceu ou que está conhecendo, muitas vezes de forma extrapolada, por conta de sua natureza cômica. Mesmo que os outros não entendam as falas ou trejeitos interpretados, o entretenimento próprio é o suficiente para satisfazer Jasmine.

História:

Prólogo: Uma História Que Transpassa Gerações.

Spoiler:
Para entender quem é essa garota excêntrica, primeiro é necessário conhecer os fatos que aconteceram antes de seu nascimento. Jasmine vem de uma família que tem uma longa geração de marinheiros que foram conhecidos por serem perpetuadores da justiça e também possuírem uma força considerável. Os Jalbert também tinham uma outra característica peculiar, apesar da grande força, nunca ingressaram em algum cargo da organização além do de Capitão, seus espíritos determinados sempre lhes fizeram serem impacientes e, por muitas vezes, desobedecerem às ordens dos superiores. Muitos acreditavam que tinham mais liberdade para agir sob o cargo de capitão do que em patentes superiores, e por assim permaneceram por várias e várias décadas. Entre eles, um se destaca, sendo este o avô de Jasmine, Jacques, inconformado com a maneira que o governo negligenciava o mundo do crime. Claro, combater a pirataria era importante, mas deixar o submundo impune era algo que o incomodava bastante. Apesar de ser alertado por seus pares que um único homem não conseguiria mudar o mundo, Jacques insistiu em sua luta e pagou o preço com sua vida.

Mas isso não foi o fim dos Jalbert. O filho de Jacques, o capitão Jasper, herdou a vontade do pai em acabar o submundo, mas não estava disposto a pagar um preço tão caro quanto o de seu antecessor. Jasper nunca temeu a própria morte, assim como seu pai, mas não admitiria que sua família fosse usada como forma a dissuadi-lo de sua ambição. Usando de seus fundos e do renome, ele migrou sua esposa e filha recém-nascida para uma ilha pacata e avulsa na Grand Line, que poderia ser considerada pequena até mesmo para os padrões de um ilhéu. Além de um pequeníssimo vilarejo, não havia muito contato com o local. Foi uma decisão difícil e arriscada, mas o marinheiro acreditava ser o melhor para as duas, acreditando, esperançosamente, que um dia poderia reencontrar sua família em segurança.

Cap. 1: Um Início Conturbado.

Spoiler:
Os anos em que passou com sua mãe foram bem agradáveis para a garotinha, mas difíceis para sua progenitora, Dália. Por mais que ela negasse, sua saúde sempre fora frágil e, depois que se mudou para um ilhéu, tudo piorou. Ao contrário de seu esposo, sempre foi uma pessoa bem extrovertida, aberta e brincalhona, conviver no meio do nada, sem ele e com uma comunidade pequena para se relacionar só fez com que sua situação piorasse. Apesar de todas as dificuldades, todos os seus sacrifícios foram recompensados. Jasmine crescia saudável e bem inteligente, com apenas dois anos já tinha uma boa noção de escrita e de fala, assim como se mostrava muito curiosa e agitada. O que havia além daquela imensidão de água? Quem era seu pai? São perguntas que doíam em Dália, mas que ela não podia dar uma resposta certa, e Jasmine percebia muito bem isso. Talvez o mais doloroso era enxergar as semelhanças que ela possuía com Jasper, como o espírito aventureiro e briguento e um certo apreço pela justiça.

Tudo que Jasmine sabia era que sua família materna se chamava Cousteau, e que pela ausência da marca estrelada nos ombros de sua mãe, aquilo certamente era algo vindo de seu pai. Jasmine viveu daquele mesmo jeito por nove anos, a mesma rotina tediosa todos os dias, com sua mãe privando-a da verdade, o que deixava a garotinha inconformada. Ao menos ela pode aprender uma coisa ou outra naquele tempo todo no ilhéu, havia espaço o suficiente para se exercitar, até mesmo aprender algumas manobras acrobáticas. Mas nada sobre o mundo lá fora.

Foi quando o pior aconteceu.

Não se sabe como, mas uma poderosa tempestade surgiu aos arredores do ilhéu. Não precisava ser muito inteligente para perceber que, tamanha era a força da natureza que a vila, talvez até mesmo a ilha, seriam varridas do mapa. Não havia muito tempo para preparar uma saída, Jasmine buscou por sua mãe e insistiu que elas saíssem logo dali. O maior infortúnio foi que, ao longo dos anos, a saúde mental e física da frágil Dália havia se deteriorado demais, quando a tempestade apareceu, ela sabia que não resistiria, para navegar rumo a ilha mais próxima seriam necessários vários dias de viagem, isso num barco próprio para a navegação na Grand Line, o que a vila não possuía. Ademais, Dália pressentia a algum tempo que não conseguiria viver por muito tempo, e já havia instruído os outros membros do vilarejo para cuidarem de Jasmine, no pior dos casos, navegar pelo oceano até encontrarem uma forma de contatar Jasper.

Foi soluçando de tanto chorar e nos braços dos aldeões que Jasmine se despediu da sua mãe. Ela repetia inúmeras vezes a mesma pergunta, o porquê de sua mãe não os acompanhar. Diferente da filha, Dália estava sorrindo, ainda que algumas lágrimas escorressem pelo rosto. “Você e seu pai mudarão o mundo. Esse é o seu destino… E esse o meu. Adeus, Jasmine, mamãe te ama.” E o pequeno navio sumiu no horizonte, assim como a ilha. Depois da morte de Dália, Jasmine passou dias em um estado catatônico. Por mais que seus vizinhos tentassem animar a garota, ela não parecia esboçar reação alguma. Em sua mente, ela pensava constantemente sobre o tal “destino” e sua ligação com seu pai. As poucas vezes que Jasmine parecia interagir, eram em momentos aleatórios, em que ela aparentava estar conversando com sua mãe, ou algo do gênero. Era nítido que a perda brusca da mãe havia afetado a sanidade da garotinha, então os aldeões optaram por deixar a garota absorver melhor o que aconteceu sozinha. Conforme os dias se passavam, a viagem pela Grand Line foi se mostrando aterrorizante. Jasmine viu alguns dos tripulantes definharem de fome, outros pulavam ao mar por julgarem ser uma forma menos dolorosa de morrer, mas ela permanecia firme e forte, até porque os habitantes da vila acreditavam que a garotinha deveria ser prioridade, por tudo que sua família havia contribuído ao mundo.

Cap. 2: Filha De Um Capitão... Pirata.

Spoiler:
Passaram semanas desde que os aldeões começaram a navegar e sem encontrar qualquer sinal de terra por perto. Muitos já haviam abandonado a esperança, acreditando que estavam fadados a morrer no mar e, entre esses, estava Jasmine. Ela acreditava fielmente que esse era o seu destino, morrer em conjunto com o que restava do mundo que conheceu. Em um eventual momento, a garota estava faminta, à beira de desmaiar, assim como os poucos sobreviventes que haviam restado, quando encontraram um navio no horizonte. Talvez tenha sido o desespero, o medo da morte que fez com que eles mal conseguissem coordenar o navio na direção certa, mas, por sorte, a embarcação veio até eles, mas não foi exatamente a ajuda que esperavam. Se tratava de uma tripulação pirata. Eles não viram muito valor em um navio decrépito, prestes a cair aos pedaços, e quase abandonaram-no por ali mesmo, quando um dos aldeões implorou para que, ao menos, os homens lhes dessem uma morte indolor. Os criminosos gargalharam e uma figura esguia vestindo roupas bem luxuosas para os padrões da pirataria apareceu. Brincando com o próprio bigode grisalho, ele concordou com os termos do aldeão e foi nesse momento que Jasmine gargalhou também, e disse em alto e bom som que finalmente poderia “ver de novo a mamãe.” Foi então que o semblante do pirata mudou completamente, ele pegou a garota nos braços e ordenou que seus homens cuidassem do resto, enquanto a levava para seus próprios aposentos, a tripulação deu fim no que restava da pequena vila.

Jasmine não entendia o motivo de ter sido poupada, e chegou a protestar, querendo reencontrar a única família que tinha. Foi quando o homem explicou a motivação por trás de suas ações. Seu nome era Edward, e ele também havia perdido sua família. O homem já estava na meia-idade e, depois de perder o que considerava mais precioso, também cogitou em tirar a própria vida, quando teve uma epifania e decidiu se tornar um pirata. Nas palavras de Edward, ele perdeu o que tinha por conta da negligência do governo e, como forma de recompensar a tragédia, o destino o havia dado o ânimo e a força para se tornar um bravo pirata, que não fazia nada além de defender a própria liberdade. Nas palavras do próprio, se tratava tudo de uma questão de equilíbrio, e que ele não havia encontrado a garota por acaso. Apesar de ter se tornado um homem violento e criminoso, ao ver uma criança à beira da morte, seu instinto paterno prevaleceu. Ao contrário de sua filha biológica, Edward poderia salvar aquela garotinha. É claro, a garota não estava interessada em todo aquele lenga-lenga, então o capitão pirata resolveu adotar uma estratégia diferente: Realmente tratá-la como uma filha. Ele contou piadas, fez imitações galhofas e, depois de muito tempo, Jasmine sorriu. Ele fez questão de servir do bom e do melhor para sua filha adotiva, entretê-la pessoalmente todos os dias e, por muitas vezes, fazia brincadeiras vergonhosas mesmo na frente de sua tripulação. Edward já era um homem excêntrico e depois de conhecer Jasmine, ele parecia ainda mais estranho, porém feliz, mesmo sem abandonar sua identidade de um pirata violento.

De início a tripulação ficou receosa em abrigar uma criança consigo, mas conforme o tempo passava e Jasmine se recuperava da sua depressão, ela conquistava o coração dos piratas. Ela herdou o carisma da mãe e, a convivência com Edward certamente havia contribuído nisso também. O bando do Bigode Grisalho cresceu em fama e poder, mas nunca foi um dos grandes nomes da Grand Line. O que realmente crescia desconhecendo limites eram os mimos que Jasmine recebia de seu pai adotivo, o que tinha suas vantagens, mas também alguns aspectos negativos. Ele havia proibido a garota de se envolver com qualquer atividade relacionada ao combate, e os tripulantes fizeram questão de proibir a garota de empunhar quaisquer uma das armas que haviam no navio. Mas Jasmine insistia que podia ser forte, e que provaria isso. Através da observação de alguns inimigos que enfrentavam, como também por uma questão prática, Jasmine começou a praticar chutes e outras manobras envolvendo suas pernas. Por conta de sua estatura pequenina, chutes eram a única forma efetiva de atingir os adultos. Em dado momento, ela apareceu diante alguns dos membros do bando e acertou alguns belos chutes e joelhadas, o que deixou Edward ainda mais impressionado, permitindo que ela participasse dos combates menos perigosos, o que não impediu a garota de se jogar em cima dos desafios mais difíceis sem pensar duas vezes.

No geral, pode-se dizer que a convivência com piratas foi benigna para a garota. Apesar de crescer em um ambiente violento, Jasmine teve amizades e algo que nunca havia experimentado na vida: O amor de um pai. Edward dedicou uma boa parte de seu tempo para entreter e motivar Jasmine. Ambos adoravam brincar de “faz de conta” e desenvolveram uma brincadeira secreta de imitar tripulantes, inimigos e prisioneiros. Tamanha era a empolgação da menina que, mesmo sozinha, não deixava de brincar de imitação. E todos os mimos que recebera lhe fizeram ter uma aparência e vestimentas reconhecíveis a quilômetros de distância. Talvez a única omissão que o capitão cometeu foi de não contar o significado da estrela em seus ombros, algo que todos os membros da tripulação sabiam muito bem do que se tratava. Uma ligação com o ex-marinheiro Jasper, que depois do incidente na ilha, acreditou que sua família tinha morrido e de alguma forma aquilo foi causado pelo submundo, aposentando da carreira e declarando guerra total contra as organizações mais obscuras do mundo.

Enquanto isso, Jasmine mal sabia que fazia parte dos Jalbert.

Cap. 3: O Desespero Absoluto.

Spoiler:
Jasmine viveu entre o Bando do Bigode Grisalho até poucos meses antes de completar seus 15 anos. Edward já tinha alguns planos em sua mente, apesar de ser um pirata, ele queria o melhor para sua filha. Ainda que ela auxiliasse a tripulação pirata, ele fez de tudo para ocultar a presença da jovem. Quando ela completasse seus 15 anos, ele planejava deixá-la em algum dos quatro oceanos para que tivesse a chance de reconstruir sua vida longe da pirataria, um plano que ele ainda não havia comunicado para a garota, mas deixava subentendido em seus ensinamentos. Ele sempre insistiu na questão do equilíbrio. “Não há luz sem trevas. Se o governo é autoritário, pequena, o Bando do Bigode Grisalho sempre existirá”. Edward também fez questão de ensinar um pouco sobre a história geral do mundo, para ter certeza de que sua filha não ficaria perdida e entendesse o que estava prestes a enfrentar, além da jornada que percorreram pelo oceano.

Mas não foi isso que aconteceu.

Semanas antes do aniversário de Jasmine, quando já haviam deixado a Grand Line, o bando foi pego numa violenta batalha contra a marinha, e acabaram derrotados. Para infortúnio do capitão, a jovem foi percebida como um deles e também foi capturada. Edward lamentou pela captura de seus companheiros, pois ele sabia muito bem que, ou eles seriam executados, ou presos para sempre em Impel Down. Antes de embarcarem como prisioneiros, ele se virou para a garota e expressou o que pensava daquilo tudo. “Esse não é seu fim, querida. É seu destino mudar esse mundo!” Jasmine riu, depois de tantos anos, esse papo sobre destino lhe parecia besteira, mas ela respondeu que não se importava em ser executada junto de sua família.

O que nenhum dos que embarcavam naquele navio, piratas, revolucionários e demais criminosos, assim como os marinheiros, era a forte tempestade que enfrentariam no caminho. Se isso não fosse azar o suficiente, o navio foi atacado por reis dos mares que desafiavam o limite do possível, os marinheiros não tiveram outra escolha senão contarem com ajuda dos prisioneiros para escapar daquele inferno. Jasmine não estava com tanto medo, preocupava-se mais com a segurança de seu pai e companheiros, sendo respondida de prontidão por seu coroa. “Você vê, minha pequena? ZYRYAHAHAHA! Isso é o universo salvando sua pele! Seu destino vai muito além dessa tempestade, observe!” Foi nesse momento que Jasmine teve uma epifania. Ela se escondeu em conjunto com seu pai, e observaram os homens lutando por suas vidas. Revolucionários, marinheiros, piratas, civis… O desespero havia consumido seus corações, a ponto deles esquecerem suas diferenças e lutarem juntos pela sobrevivência. Jasmine sorriu, e finalmente entendeu seu papel no mundo. Mas antes que ela pudesse dizer qualquer coisa, seu pai a puxou pelo braço, a colocou num bote e jogou no mar, se despedindo de sua filha. “Deixe sua marca no mundo, Jasmine, lembre-se… Equilíbrio!” a jovem chorou, mas dessa vez com um sorriso no rosto. A embarcação rumou na direção oposta da tempestade, enquanto o navio naufragava aos poucos. Aquele era o fim dos Bigodes Grisalhos, e qualquer ligação da jovem com a pirataria.

Jasmine havia enfim entendido qual era seu destino. Se tornar o desespero absoluto. Uma criatura tão temível e poderosa que o mundo inteiro teria de se unir para detê-la. Somente assim, a verdadeira esperança surgiria no mundo, depois que todos os povos e grupos esquecessem suas diferenças para se unir em um único objetivo: A derrota da garota. Tratava-se mesmo de uma questão de equilíbrio. Jasmine estava disposta a fazer de tudo para alcançar seu objetivo, mesmo que isso significasse entregar sua vida a isso. Com um senso de justiça e equilíbrio distorcidos, pode-se afirmar que a garota herdou a vontade dos Jalbert, da sua mãe Dália e do pai adotivo, Edward.


Epílogo: Após A Tempestade.

Spoiler:
Após navegar um tempo no bote, Jasmine chegou em uma ilha e começou a botar seu plano em ação, afinal, como se tornaria o Desespero Absoluto? A ilha em questão não importava. Ela abusou de artimanhas e da própria sorte para se preparar para o futuro. Perambulou por diversas ilhas, contendo sua identidade e própria personalidade, para aprimorar o que havia de melhor em si mesma. Conseguiu encontrar uma arte marcial que usava os pés como arma principal, oficializou algumas de suas paixões, como a dramaturgia, e aprendeu a despertar o desespero no coração de seus inimigos. Mas o que realmente vale a pena ser citado é que, depois de 3 anos, ela se sentiu pronta para dar os primeiros passos rumo ao desespero. Jasmine se dirigiu ao West Blue até alcançar à ilha de Illusia. Primeiro, ela estava disposta a se alistar na marinha, interpretar uma marinheira sádica e obcecada com justiça, para se tornar uma ameaça real a pirataria e, quando a organização menos esperar, abandoná-los e se tornar uma criminosa, afinal, qual outra ocupação o Desespero Absoluto poderia ter? Já seriam dois grupos cientes do desespero que ela pode trazer. Enquanto isso, ela não faz ideia que é membro da família Jalbert, e seu pai combate o submundo com unhas e dentes. Unidos pelo sangue e a estrela.



Características




Qualidades:

Versátil (Racial):
Você pode somar até 9 pontos de defeito, conseguindo dessa forma gastar 9 pontos de qualidade em vez de 7.

Destemida (1 Ponto):
Você tem uma coragem distinta e não se deixa abalar diante de grandes desafios ou provações, mesmo que tudo esteja contra você e as condições não sejam favoráveis você ainda é capaz de enfrentar seus desafios de cabeça erguida, sem se sentir intimidado. Em termos mecânicos, a aplicação da condição amedrontado em você sempre é reduzida em uma categoria.

Atraente (1 Ponto):
Possui uma aparência invejável, tanto de corpo quanto de rosto.

Prodígio (2 Pontos):
Você é mais inteligente do que a média e tem facilidade em adquirir novos conhecimentos, em termos mecânicos, é capaz de aprender uma proficiência extra a cada nível ímpar, além de ter termos menos rígidos para tal aprendizado.

Carismática (2 Pontos):
Seja por sua aparência, personalidade excêntrica e extravagante ou talvez um pouco de sorte, a garota possui um magnetismo natural em atrair os outros.

Afinidade com Haki (3 Pontos):
Por algum razão, você tem uma facilidade natural para compreender a manipulação e o conceito de Haki, por conta disso, você pode escolher aprender o Haki do Armamento ou Haki da Observação no nível oito, aprendendo o Haki seguinte normalmente no nível dez.


Defeitos:
Extravagante (1 Ponto):
Jasmine fala alto, gesticula bastante e faz questão de se vestir sempre com roupas chamativas. Muitas vezes acaba por falar seus pensamentos, principalmente os mais irrelevantes, em voz alta. É difícil que a garota passe despercebida.

Compulsiva (1 Ponto):
Por conta de seu amor e talento a dramaturgia, Jasmine tem a mania de interpretar, geralmente de forma galhofa e exagerada, as pessoas que ela conheceu ou está conhecendo na sua jornada. (Uma vez a cada duas páginas)

Bisbilhoteira (1 Ponto):
A curiosidade da garota é gigante, ela deseja conhecer muito bem o mundo que está destinada a enfrentar, se jogando em mistérios sem pensar duas vezes.

Ambição (2 Pontos):
Jasmine deseja se tornar o "Desespero Absoluto" que, segundo a moça, é "A criatura mais temida e poderosa de todo o mundo."  Aos seus olhos, isso fará com que as pessoas esqueçam suas diferenças para se unirem e a derrotarem, trazendo a "Esperança Absoluta" ao mundo.

Impulsiva (2 Pontos):
Você não pensa antes de agir, comprando brigas e assumindo riscos que podem ser mortais, além de frequentemente ignorar o bom-senso padrão.

Louca (2 Pontos):
Jasmine vê "aparições" das pessoas que pereceram durante sua jornada para se tornar o "Desespero Absoluto." Normalmente, quem aparece é seu pai adotivo ou sua mãe, mas outras figuras podem surgir e interagir de forma visual e auditiva com ela. Normalmente, eles vão apreender ou incentivar suas ações com base em seu "destino". Conforme ela avança, novas figuras podem se juntar ao elenco das alucinações.



Atributos


Nível: 1
Experiência: 20

PdV: 140
STA: 100

Atributos provenientes da raça devem ser colocados em verde [#99cc00], os provenientes de estilos de combate devem ser colocados em laranja [#ff6600], os provenientes de armas devem ser colocados em amarelo [#ffcc00], as bonificações de outros atributos em azul [#34B1EB] e as bonificações de Akumas no Mi em roxo [#cc00cc]

Força: 0 = Incompetente
Destreza: 11 (+2 Tae) (+8) Racial) = 21 Hábil
Acerto: 4 (+2 Tae) = Regular
Reflexo: 4 (+2 Tae) = Regular
Constituição: 1 = Regular

Agilidade: 6
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Conhecimentos



Proficiências:

• Dramaturgia
• História
• Acrobacia
• Atletismo
• Ameaça

Profissão:


Estilos de Combate



Taekwondo:
Usuários de taekwondo são especialistas em combates de curta distância, fazem de seu próprio corpo uma arma para lutar, mais especificamente suas pernas. Utilizam botas, joelheiras e similares.

Técnicas


Nenhuma por enquanto.

Haki da Observação


Não despertado.

Haki do Armamento


Não despertado.

Haki do Rei


Não despertado.

Berries: 250.000 ฿S


Itens


Tratam-se dos itens equipados em seu personagem

Cabeça:
- X -

Pescoço:
- X -

Tronco:
- X -

Braços:
- X -

Mãos:
- X -

Pernas:
- X -

Pés:
- X -


Inventário


Trata-se dos itens carregados pelo que não estão equipados em seu corpo.

10 U

Nome do Item:
Espaço:
Descrição:

Embarcações


Nenhuma por enquanto.

Menções no Jornal


Nenhuma por enquanto.

Photoplayer



Photoplayer:
Ficha - Jasmine J. Cousteau  Photop14

Relações



Players:
[url=Link da Ficha do Player]Nome do Personagem[/url] - Relação com o Player

NPCs:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC

NPCs Importantes:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC



Última edição por King em Dom Maio 16, 2021 1:25 am, editado 5 vez(es) (Motivo da edição : Terminar a ficha né pae)

_________________

Se a Jasmine tivesse uma voz...


Ficha - Jasmine J. Cousteau  DS0oIiS
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 20
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Re: Ficha - Jasmine J. Cousteau Ter Maio 11, 2021 11:06 pm
Quando estiver pronto manda um salve

_________________

Ficha - Jasmine J. Cousteau  O0yljIK

Ficha - Jasmine J. Cousteau  WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith
King
Ver perfil do usuário
Créditos : 00
Re: Ficha - Jasmine J. Cousteau Dom Maio 16, 2021 12:48 am
Salve, tudo pronto

_________________

Se a Jasmine tivesse uma voz...


Ficha - Jasmine J. Cousteau  DS0oIiS
Skÿller
Ver perfil do usuário
Imagem : ALOU TESTANDO O TESTE TESTADOR DE TESTES TESTADOS
Créditos : 20
SkÿllerSoldado
https://www.allbluerpg.com/t272-annabelle-petit-barozzi https://www.allbluerpg.com/t303-voice-of-the-soul#875
Re: Ficha - Jasmine J. Cousteau Seg Maio 17, 2021 9:21 am

_________________

Ficha - Jasmine J. Cousteau  O0yljIK

Ficha - Jasmine J. Cousteau  WhdRXxk

Fala Annabelle
Pensamento Annabelle
Fala Lilith