Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

[TDN] Yuuma D. Yukinaga

Dreamstain
Imagem :
[TDN] Yuuma D. Yukinaga Playli11
Créditos :
10
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1881-yuuma-d-yukinaga#19833 https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
[TDN] Yuuma D. Yukinaga Qua Ago 31, 2022 11:05 pm
Titulo: Esse é meu jeito ninjaaaaa!
Participantes: Yuuma D. Yukinaga
Grupo: Civil
Resumo: Estou triste pra caralho mas vou tentar fazer esse resumo enquanto bebo whisky temperado com minhas lagrimas. Mesmo não aparentando pela quantidade de posts minha aventura tem avançado muito bem já com alguns acontecimentos legais mas vamos logo ao resumo.

Yuuma , O NINJA PROTAGONISTA FODÃO, chegou ao Reino de Illusia pegando a carona com alguns revolucionários hippies que haviam lhe salvado da escravidão em uma fábrica. Os revolucionários foram legais, deram uma grana e soltaram o moleque no mundo, não os julgo. Como um bom viciado em treinamento e preparo, uma cópia mal feita do Batman, o mesmo resolveu comprar equipamentos mas esqueceu que a inflação está alta e com a grana do apadrinhamento dos revolucionários o ninja falido só consegui comprar uma adaga degastada, não sei de onde ele tira esse otimismo mas o tonto foi todo feliz voltar a colocar suas habilidades de combate pra treino em uma região afastada da cidade.

Como um estrangeiro sem um conto no bolso e um guia turístico o arrombado caiu na famosa armadilha de ficar até tarde em uma quebrada que ele não conhece, após ouvir o rugido das feras ele parou seu treinamento e resolveu ir à procura de um local para se abrigar. É aqui que as coisas ficam interessantes... esse ninja é um viciado em combate mas pra sorte dele também tem bom senso, o maluco queria sair na mão com um suposto urso mas o ‘’anjinho do bom senso’’ sussurrou em seu ouvido que ele deveria entrar numa cabana abandonada que havia achado pq sair na porrada com um urso munido de mil e uma armas naturais enquanto se tem uma faca de pão não é uma boa ideia. Feito uma cópia desnutrida do Papai Noel ele entrou pela chaminé da cabana e graças aos deuses não morreu preso, tipo o pai daquela mina lá em Gremlins, dentro da cabana o mesmo demonstrou sua falta de conhecimento cultural e mandou o que achou pra dentro, indo dormir logo em seguida.

O ninja sem cultura não havia ledo Cachinhos Dourados, esse minúsculo conhecimento o salvaria pois a Mamãe e o Papai Urso chegaram... isso seria foda ! Na real que chegou foram alguns bandidos da montanha, que conseguiram prender nosso herói com cordas enquanto ele dormia. Os bandidos tinham certeza que o nosso ninja era um outro ninja que havia lhes dado problemas anteriormente, começaram a contar sobre o tal ninja e só conseguiram deixar Yuuma extremamente interessado em conhecer o problemático pois o mesmo era tudo aquilo que o protagonista almejava se tornar. Até esse momento esqueci de contar que o Yuuma tem o sonho de forma um clã e a descrição do ninja batia com seus próprios objetivos e comportamentos, o que gerou uma identificação rápida. Ele já foi um pirata conhecido, viveu inúmeras aventuras e paga de herói nos tempos vagos, aquela ideia de liberdade e conhecimento que faz os olhos dele brilhar.

Enquanto os bandidos discutiam se o protagonista era o tal ninja e qual dedo eles iriam cortar foram surpreendidos e abatidos pelo o ninja problemático, a partir desse momento vamos o chamar de Rapidflow. Depois de fazer uma demonstração de habilidades acabando com os bandidos, Rapidflow ajudou a soltar Yuuma e o recomendou vazar dali o mais rápido possível mas o Yuuma é o Yuuma e não se abalou com a situação e tentou convencer o ninja que ele era crescidinho o bastante para lhe ajudar na situação com os bandidos da montanha, na real o Yuuma viu ali uma oportunidade de aventura ótima em que ele iria ajudar pessoas, aprender coisas novas com um ninja mais experiente e de quebra lutar com uma galera. Rapidflow chegou a fazer um teste bem maluco envolvendo levantar uma vaca mas foi facilmente superado por Yuuma, acho que ali ele percebeu que o guri podia lhe ser útil.

O problema ao qual Rapidflow está tentando resolver é salvar uma vila de ataques de bandidos e outros arrombados que estão a saqueando deixando seus moradores mais que ferrados, os caras estão vendendo o almoço de hoje para tentar comprar o de amanhã e falhando miseravelmente mas não desistindo de viver ... o que fez Yuuma ficar mais determinado em ajudar. Nosso ninja está extremamente desconfiado dos reais objetivos dos vilões, afinal a vila não tem mais o que ser roubado mas continuam o ataque. A justificativa pode ser pelo fato da vila ter sido o lar de relíquias e tesouros do império, expulsar os moradores pode ser uma forma de tentar retomar as buscas nas terras da vila, pelo menos Yuuma pensa assim. Meio que sem querer ele ouviu uma conversa do Rapidflow e alguém mais sobre que aparentemente os moradores estão quase desistindo, mesmo com os esforços do ninja.

Enquanto caminha com uma moradora da vila, de nome Thulia, Yuuma ouvi o que ela sabe sobre a história do local e pensa em uma solução inusitada para ajudar. Do nada são atacados por um bandido da montanha, Yuuma se empolga avança devido ao fato de não ter tido um combate nos últimos dias e resolve se vingar por isso e pelas merdas que os bandidos tem feito com os moradores. Antes de fazer seu primeiro movimento ele identifica que o bandido carrega consigo a bandana do clã que o caça mas estranhamente o mesmo não reconhece o nosso herói, o fazendo chegar à conclusão que o bandido não seria membro do clã porem o clã está envolvido de alguma forma com os ataques a Vila, agora está acontecendo um combate ao qual é carregado de dúvidas e vinganças... bem legal né ?
Até o momento é isso que aconteceu de forma extremamente resumida, não detalhei reações ou comportamentos com outros acontecimentos não muito importantes. Acho que vale a leitura da aventura, são poucos posts é bem rapidinho. A aventura chegou agora num momento bastante interessante e intrigante, esse misto de coisas descontraídas e construções interessantes tornam para mim essa aventura bem divertida e me empolga bastante em interpretar o Yuuma. É esse resumo... ler ela não é uma perca de tempo, confia, enquanto espero o próximo post volto a garrafa de whisky.
 
Obs: Meu primeiro post foi quatro de julho e esse post está saindo dia 4 de agosto, espero que seja um sinal dos astros. hahahahahaha

(31/08/2022)

Foi um sinal dos astros que eu iria voltar aqui... hehehehehehe Fazer o que? Apenas aceitei minha sorte hahhahahaha

Retomando o resumo ... de forma absurdamente rápida. O Bandido do combate não era um bandido e sim um guarda da vila, isso foi interessante, nessa hora descobri que independente de proficiência eu tinha que ter atributos hahahahaha Meu personagem foi saltar pro lado e tomou porrada, foi bom ter acontecido isso pq estabeleceu que meu personagem era apenas um ser humano normal com um pouquinho mais de destreza, NICE !!! Mais um grau de dificuldade, agora eu tenho que pensar como superar os combates sem me garantir muito com as proficiências e talvez sem edc, não tive uma chance de comprovar essa última ainda hahahahahahaha Desse guardinha descobri um possível infiltrado e que os bandidos estariam atrás de uma tal Arca, como um bom idiota que sou fui avisar ao o outro ‘’ninja fodão’’  hehehehehehe Achei o mesmo em pura tristeza e ruinas, aquele mesmo ninja fodão alto astral heheheheehe Ele me contou que iriam vender a vila e que a arca seria do ‘’ Clã Imagawa foi o primeiro clã de Wano, foram eles que inventaram o sistema de clãs’’, o mesmo alega que possui um parentesco com o clã. Na tentativa de uma interação a lá anime o Yuuma tentou fazer o mesmo ninja prestar atenção nele e aceder de volta a chama de sua determinação , como em um anime shonen Yuuma mandou socos na direção do ninja  ‘’ não com intenções de machucar e sim passar uma mensagem’’ hahahahaha Yuuma acertou os três socos sem ter a proficiência briga naquele mesmo ninja fodão, pegou tão bem que acredito ter quebrado o nariz do cara haahhahahaha Toda merda feita ele foi até o museu e encontrou o arqueólogo responsável que apitava mais que o necessário que era o infiltrado, eu falei que o responsável anterior do museu morreu envenenado ? E que esse bate com as descrições coletadas antes de ser o possível ninja infiltrado? Vamos levar isso como uma pegadinha ... Lá no museu ele se encontrou com Thulia que lhe ensinou a proficiência anatomia e se demonstrou ser capaz de ler mentes hahahahahaha Já que a mesma leu os pensamentos de Yuuma sobre ler livros de arrombamento, Yuuma não encontrou nenhum livro e nem falou sobre sua busca por eles, e  também demonstrou saber fazer um explosivo, mesmo o ninja descrevendo materiais de uma bomba de fumaça hahahahahaha Yuuma acaba sendo seguido por Thulia quando negocia uma aliança com o guardinha de antes mas após isso acaba se ligando que aquilo tudo não fazia sentido com o que ele acredita, após ouvir o relato de Thulia ele chegou a essa conclusão. O desabafo de Yuuma foi tão forte que ele voltou no tempo e se encontrou no museu de novo, esqueça a interação de aliança com o guardinha ... serio ... Yuuma viaja no tempo. De saco cheio e determinado apenas a sentar bica na bunda de seus Inimigos , Yuuma volta a cidade para se equipar, buscar informações e beber um pouco hahahahaha Achou que ia terminar ? ACHOU ERRADO OTARIO !!! Yuuma vai vender uma katana desgastada e um revolver desgastado e o vendedor lhe fala : ‘’ as vezes os mendigos acham coisas dessa qualidade nas lixeiras e trazem para mim. ฿S30.000 pelas duas armas e eu não quero a bandana, pode vender pro ferro velho pelo metal.’’ Como diria um velho filosofo ‘’ a vida do pobre não tem um dia de paz’’ , triste e acabado psicologicamente Yuuma foi beber.

O resumo super absurdamente rápido foi cansativo? Eu esqueci como separo por parágrafos, me desculpe. Agora nesse momento Yuuma se encontra numa Taverna tentando ouvir informações sobre seus inimigos e enchendo a cara, como um bom início de aventura de rpg. É um ótimo ponto pra ‘’ recomeçar’’ a narrar essa aventura caso acredite que ela está avançada.  
Obs¹: Já entendi que meu personagem é um bosta ... não precisa martelar isso sempre.

Localização: Reino de Illusia - West Blue
Ultimo narrador: MestreJ
Motivo de troca: O estilo de narração não vem me agradando e ocorrência de alguns erros. Começou logo no primeiro turno em que assumiu a narração. Tentei saltar na direção das costas de um inimigo e não sobre as costas dele, deixei bem claro o que estava fazendo mas o salto falhou (Turno 7). A justificativa era o fato de meu personagem ser um humano normal e por isso não conseguiria entrar em combate com tanta facilidade de movimento, até fez um texto expositivo sobre no turno. Logo depois fiquei sabendo por uma pessoa que os Atributos não afetariam o fato de eu conseguir executar uma proficiência, só em caso de algo muito inumano ... deixei passar pq não consegui chegar a uma conclusão porem achei bizarro. Teve o ninja sinistro que conheci apanhando para meu personagem lv 1 sem a proficiência em briga ou edc de combate desarmado (Turno 10) hahahahaha Isso foi bizarro de acontecer logo em seguida.

Uma ação minha foi atrasada por uns dois turnos e modificado pelo mesmo, pq a resposta e continuidade do mesmo diálogo não tinham nada haver com o que narrei no post, eu dependia de um sim ou não de uma personagem para tomar medidas diferentes para cada uma das escolhas e no final da narração isso se tornou uma outra coisa sendo que meu diálogo com o npc foi totalmente cortado (Turno 12). No final esse mesmo npc se mostrou um mutante lendo meus pensamentos.  Isso fica claro quando eu cito matérias para uma bomba de fumaça e o mesmo diz saber o que eu planejo, meu plano secundário de roubar e possível bomba que eu estaria fazendo. O npc é o Sherlock ou um mutante? Fiquei intrigado... meu personagem não verbaliza o que está procurando mas a npc sabe quais livros são mesmo que no final ele não tenha achado os livros, a npc se demonstra saber quais livros ele não achou (Turno 12 ) hahahhahaa Finalizando com meu personagem voltando no tempo, ignorando um diálogo e negociação com um outro npc com direito a teleporte para outro local sendo que o mesmo já havia estabelecido aonde de fato eu estava. (Turno 13)

Esquece pequenos detalhes dos meus posts, pode até fazer sentido não citar eles no turno do narrador para evitar de se tornar repetitivo mas pra mim pode gerar até mesmo chaves de interações e não lembrar delas quebra muito meu rp. Como por exemplo coletar flores no caminho ou buscar livros numa biblioteca, esses detalhes são ignorados mas ao mesmo tempo podem me ser útil em uma interação futura, entende? (Turno 10 e 12)

Eu sou totalmente ciente que é difícil pegar uma aventura em andamento principalmente quando se é um novato, a gente não sabe como mexer com certos npcs ... faz leitura por cima e não pega detalhes mínimos e importantes daquele outro narrador ... e não sabe como avançar uma narrativa do outro pois é um pouco difícil criar em cima de algo já estabelecido... a gente as vezes tá cansado quando decide escrever e fica horrível pra focar em fazer algo acabando empurrando com a barriga ....  reconheço que é de fato complicado. Mas os erros que foram sendo apresentados me quebram a vontade de jogar, por esse motivo peço a troca de narrador.

Link da Aventura: https://www.allbluerpg.com/t1947-esse-e-meu-jeito-ninjaaaaa
Kenshin
Imagem :
[TDN] Yuuma D. Yukinaga Ahri
Créditos :
51
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio#21373
Kenshin
Desenvolvedor
Re: [TDN] Yuuma D. Yukinaga Qua Set 07, 2022 12:05 am
shroud será seu narrador, tenha uma boa aventura

_________________

[TDN] Yuuma D. Yukinaga J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022