Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
2 - Fat Bottomed GirlsHoje à(s) 4:36 pmporMakaIneel BitencourtHoje à(s) 4:35 pmporIneelCréditosHoje à(s) 4:25 pmporAntestorPerpétuos I - Malfeito FeitoHoje à(s) 3:07 pmporMaka[PEDIDO DE INSTRUTOR] - HOKIHoje à(s) 2:55 pmporLorin031O Bando da Rainha CaolhaHoje à(s) 2:53 pmporShiroIII - Death or ParadiseHoje à(s) 1:18 pmporLyoshaShimizu D. AkiraHoje à(s) 1:17 pmporYami[FP] Lucian YveltalHoje à(s) 12:49 pmporZenimaruSpear & Shield - 01Hoje à(s) 10:33 amporMinduim

[FP] Shizuke

flare
Imagem :
[FP] Shizuke 350x120
Créditos :
00
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/
[FP] Shizuke Ter Jun 21, 2022 2:34 pm

Shizuke




18

Masculino

Humano

Cívil

Shells Town — East Blue

Shells Town — East Blue

Direita

200cm

85kg

1

250.000




É impossível dizer com precisão a idade de Shizuke observando somente por seus traços, embora a aparência seja de alguém jovem. Tem olhos grandes e afiados, quase sempre acompanhados com uma expressão de fogo e desafio, reflexo de seus anos no orfanato. Em baixo de cada olho possui uma marca pequena, semelhante a um raio. O cabelo cai sobre o rosto em duas mechas separadas nas laterais, com uma franja cobrindo a testa, prendendo duplamente no topo da cabeça. Além disso, carece de outros traços dignos de nota, com um corpo esguio e ombros largos, comumente usando roupas simples — camisetas com mangas compridas e calças.


Shizuke é violento, excêntrico, leal e expressivo.

Desde o começo da vida, sem nenhum modelo parental para se espelhar, Shizuke conheceu a violência como forma de expressão. Através de sua força, ainda criança, ele se sentiu útil pela primeira vez, inebriado com a força que podia usar para proteger todos ao seu redor. Entre a adolescência e a vida adulta, Shizuke se tornou consideravelmente mais violento para proteger a si mesmo e aos seus amigos, mas também passou a ficar cada vez mais inclinado a adotar uma postura pacífica em situações onde antes usaria a violência de forma banal, sem finalidade alguma. Devido a sentir-se constantemente contrariado sobre o uso de sua força, tem sintomas psicossomáticos sempre após terminar uma luta, quando seu corpo "esfria", sentindo fortes dores nas mãos. A verdadeira motivação para sua ambição de ser temido, de que a menção de seu nome ou de sua futura tripulação cause pânico, é que ele não tenha de usar a força tão frequentemente.

Sabendo que não possui os mesmos talentos que os amigos fora de uma luta, confia cegamente na opinião de Yuta e Getou, os seguindo e apoiando suas decisões quando não é necessário protegê-los, embora geralmente o faça à sua própria maneira, sempre emitindo uma opinião, mesmo que infundada. Conhecido por ser cabeça quente e ceder facilmente à provocações, por vezes, sem perceber, acaba também por ameaçar os próprios aliados, ainda que nunca vá além de uma ameaça verbal. Contra desconhecidos, facilmente responde à provocações ou se irrita, mas com a idade adulta conseguiu adquirir controle sobre si mesmo ao ponto de ponderar seus atos após uma breve explosão de impaciência.

Embora goste muito de falar incessantemente, geralmente o faz sem escutar ativamente qualquer um que não seja Getou ou Yuta, tendo péssimos modos para lidar com estranhos, incapaz de medir suas palavras.


Shizuke chegou ao orfanato com três anos de idade. O passado anterior a sua chegada é desconhecido tanto por ele mesmo quanto pelo orfanato e, embora tenha escutado o rumor de ter sido deixado lá por um oficial da Marinha da ilha, a única certeza que tem é sobre o momento e idade de sua chegada.

Pelo que se lembra, a estadia no orfanato foi agradável desde o momento de sua chegada. Os cuidadores do local o tratavam bem e mesmo que a memória de antes fosse turva, sabia instintivamente que a vida antes do orfanato havia sido consideravelmente pior. Cresceu cercado de amor e carinho, com as condições proporcionadas muito melhores do que se poderia esperar desse tipo de instituição, o que se dava em grande parte pelo baixo número de outros órfãos, mas sem sofrer ou causar nenhum evento significativo o suficiente para ser digno de nota. Foi, em todos os sentidos, uma criança comum com um desenvolvimento comum.

Quando começou a acompanhar os outros órfãos nas saídas pela ilha, especialmente seus amigos mais próximos Getou e Yuta, Shizuke despertou uma personalidade mais autêntica, se tornando muito mais expressivo. Ele sabia que entre tudo que ele e os outros órfãos faziam para ajudar o orfanato, Getou tinha os próprios negócios, sempre encontrando meios de trazer mais dinheiro ou roupas melhores para todos. Shizuke estava sempre o observando, enxergando nele a figura de um irmão mais velho, eventualmente descobrindo os métodos do amigo. Bastou prestar atenção o suficiente para confirmar suas suspeitas, ainda que suspeitasse que ele provavelmente não fazia nenhum esforço em esconder o que fazia, mas os outros simplesmente não se importavam — órfãos compreendiam bem o conceito de cuidar da própria vida.

Uma vez encontrou-se bisbilhotando os assuntos particulares de Getou. Quando o mais velho percebeu, Shizuke passou a acompanhá-lo como um cão de guarda. Apesar da diferença de idade entre os dois, Shizuke era mais altos, seus ombros largos davam a ele uma aparência fantasmagórica, como se fosse um espantalho pairando sobre Getou e espantando os eventuais corvos que não se deixavam cair na lábia do outro órfão. Em diversas ocasiões salvaram uns aos outros: eventualmente um dos negócios escusos de Getou não saía como o planejado, como na vez em que invadiram uma casa na calada da noite e acabaram sendo descobertos, Shizuke tendo de abrir caminho aos socos até estarem em segurança. Mas Getou também o ajudara por vezes, o que aliás era muito mais frequente, dado que Shizuke tinha uma tendência a se meter em confusão, pois era extremamente fácil de ser provocado, sempre cedendo a violência. Quando feriu e deixou uma cicatriz permanente num homem mais velho, Getou interviu para convencer esse homem a não convocar todos os bêbados e vagabundos da ilha para espancar Shizuke. Com o tempo, ambos se tornaram mais cuidados, sem perder a essência, com a base daquela amizade sólida, pronta para o futuro que haviam planejado.

Assim como Getou, Yuta também acabou saindo do orfanato antes de Shizuke. Mas a diferença de tempo não foi tão grande — depois da saída de ambos, ele percebeu que fazia pouco sentido ficar e acabou encontrando seu caminho num circo itinerante que estava em temporada por Shells Town. Havia começado como guarda costas, sua aparência intimidadora deixava qualquer perigo longe, mas passou a prestar mais atenção nos espetáculos do que na entrada e saída e, embora isso nunca tivesse causado nenhum tipo de problema de segurança para o circo, o dono não ficava contente com o comprometimento de Shizuke. Ele queria fazer parte do espetáculo, usar suas habilidades físicas para além de bater e intimidar, mas sem sucesso. Foi discutir com o dono, dizendo que merecia ao menos uma chance, sendo recusado novamente. Para piorar, eventualmente todos os membros do circo começaram a fazer piadas com o segurança que sonhava em ser artista circense. Com o pouco de paciência que tinha, até que Shizuke aguentou por um longo tempo, mas eventualmente causou um evento caótico digno dos jornais.

Dessa vez, tinha ido até o dono do circo reclamar das intermináveis brincadeiras, das palavras que eram sussurradas por suas costas e dos risinhos que soltavam quando ele passava. Ele riu diante de Shizuke. O anão, dono do circo, deu de ombros. Naquele momento Shizuke soube que odiaria fervorosamente todos daquela maldita espécie.

Quando emergiu da raiva cegante, tinha sangue nas mãos, nas vestes, no rosto e o circo ardia em chamas. Ele sabia que tinha matado o anão, incendiado o circo.

Era hora de reencontrar Yuta e Getou.
















0

260

160

50

50


Agilidade105

Oportunidade de ataque3

Redução de dano0

Armadura0

Penetração0



Prodígio
Intuitivo
Afinidade com Haki
Mestre em Haki


Por queimar um circo em Shells Town
Se tornar famoso e temido pelos seus feitos como pirata
Cabeça quente
Aos amigos Getou e Yuta
Anões


Anatomia
Diagnose
Navegação
Primeiros Socorros
Psicologia


Médico: Os médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.
Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.










Lanceiro [Bastão]: Lanceiros são especialistas em combates de média distância, fazem uso de armas de haste para explorar a distância entre eles e seus oponentes. Utilizam lanças, bastões, naginatas e similares.










Aqui irá ficar as informações atreladas ao grupo do personagem caso haja e qualquer outro dado relevante.


Menções nos jornais irão ficar aqui




Yami
Imagem :
[FP] Shizuke Giphy
Créditos :
08
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Yami
Avaliador
Re: [FP] Shizuke Dom Jun 26, 2022 2:47 pm
NEGADO

[FP] Shizuke 1f538 Está faltando os bônus raciais nos atributos dos Humanos.

[FP] Shizuke 1f539 Toda a formatação e pontuação de algumas qualidades/defeitos estão erradas, e boa parte disso é por questão do modelo atual de ficha, que não está atualizado. Além disso, está faltando a qualidade racial dos humanos (Versátil ou Adaptável).

[FP] Shizuke 1f538 A descrição da sua profissão está duplicada.

No mais, sugiro que aguarde que o modelo e o gerador de fichas esteja totalmente ajustado antes de mandar essa sua para a atualização. Quando isso for feito, basta sinalizar por aqui que retornarei para reavaliá-lo.

_________________

[FP] Shizuke V8upj2D

[FP] Shizuke YDNzcDa