Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
四 - Morte e SangueHoje à(s) 1:21 ampor  Koji6º Capítulo: Gigantes versus Dragões!Ontem à(s) 11:23 pmpor  Sashaficha Aika KinOntem à(s) 10:50 pmpor  mestrej2° - De Dawn a Shells - Uma viagem para conhecimento.Ontem à(s) 10:39 pmpor  SaruNo Maidens?Ontem à(s) 9:38 pmpor  IzumiCap. 2 - Ascendendo às profundezasOntem à(s) 9:23 pmpor  VanKaoru KageyamaOntem à(s) 9:09 pmpor  Kaoru[Pedido de instrutor] - TaliyahOntem à(s) 9:00 pmpor  nothawaiian[TUTORIAL] - TaliyahOntem à(s) 8:56 pmpor  nothawaiianPorradaria e Fuga: Grand Line Drift. [3]Ontem à(s) 8:46 pmpor  Van
 :: Oceanos :: Blues :: North Blue :: Flevance
Página 1 de 2 Página 1 de 2 1, 2  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade XqxMi0y
Créditos : 26
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1510-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao
[1] A caminho da liberdade Sex Mar 25, 2022 12:10 am
[1] A caminho da liberdade

Aqui ocorrerá a aventura do(a) civil Katatsumuri D. Nine. A qual não possui narrador definido.

_________________

[1] A caminho da liberdade J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022
Lazy
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade B143d636cd61dec5c43009d593d91df4
Créditos : 00
LazySoldado
https://www.allbluerpg.com/t1401-katatsumuri-d-nine#14465 https://www.allbluerpg.com/
Re: [1] A caminho da liberdade Sex Mar 25, 2022 4:25 pm
Nine

Flevance, uma enorme e medieval cidade. Guardas, castelos, e em meio a todo este meio, Eu. Jovem, mas já com a mentalidade de um adulto devido a independência precoce, claro, nada vem de graça e os custos foram grandes, mas nada que valesse dar grande destaque por hora.

Estava andando pelas ruas sentindo a brisa passando pelas minhas orelhas, naquele momento colocaria meu cachecol sobre o pescoço e o deixaria lá, estando calor ou frio eu não me importo, aquele objeto foi me dado com bastante carinho e eu gosto de usá-lo independente do tempo. Acabei de concluir meu treinamento e finalmente me tornei um oficial da marinha, e agora o que faço? Essa questão está me prendendo tem algumas horas, meu objetivo é crescer dentro da marinha e para isso eu tenho que começar a montar minha própria força e navegar a caminho de ficar mais forte. - Para de enrolar e vai logo pro novo mundo - Murmurou Dark, não fazia sentido eu ir para o novo mundo agora, falando a verdade não sei nem se eu conseguiria colocar meus pés lá, os poucos rumores que ouvi apontaram que aquele lugar não é para novatos. - Cê ta falando merda... - Terminei a frase já olhando para os lados procurando um qg da marinha que estivesse disponível, se eu achasse iria no balcão e pronunciaria. - Me dê uma missão. - O tom de voz foi tão calmo que poderia fazer o atendente dormir. - Muleque para de enrolar e vai direto ao ponto, nós dois sabemos que você quer sair daqui, Novo mundo foi uma piada, mas não seria uma má ideia ir para outra ilha, todos esses anos que passou aqui treinando, já tá na hora de você ser livre. - Dark falou isso porque queria diversão, ele sabia que se eu fosse navegar haveria derramamento de sangue. - Você tem razão! - Falei alto confirmando a teoria de meu amigo, já com um tom calmo novamente. - Na verdade quero uma missão que não seja nessa ilha, uma talvez em... Lvneel!! -

Cansado de ficar em pé arrumaria um lugar para me sentar, caso não houvesse, sentaria no chão à espera da minha missão, como é a minha primeira vez saindo não deve ser algo muito complicado, talvez entregar uma encomenda para algum superior? ou então resolver algum problema que não seja nem tão grande ao ponto de mandar alguém importante e nem tão pequeno ao ponto de ignorar, seja o que for estarei pronto.


Considerações:

Atributos:

Proficiências:


Player
Winter





Kisaki Ushi
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade ErLkMKV
Créditos : 18
Re: [1] A caminho da liberdade Seg Mar 28, 2022 5:43 pm


Um belo dia para caminhar pelas ruas e seguir rumo a marinha para começar finalmente uma nova fase em sua vida, Nine apesar do sol ardente no céu enrolava seu cachecol se apegando mais à sua importância emocional do que o calor que poderia sentir trajando tal objeto, felizmente para o jovem a brisa refrescante que batia em seu rosto aliviava parte da sensação de calor que poderia sentir.

As pessoas caminhavam calmamente para seus afazeres diários, o uniforme de marinheiro trazia tanto atenção quanto respeito e muitas das pessoas o encaravam, algumas se questionando sobre a aparência tão jovem. A ambição de Nine era a chave para que ele seguisse aquele caminho. Por fim, encontrou seu destino, parou de frente para o quartel general onde buscou por um balcão... Encontrando imediatamente um marinheiro parado em uma guarita o encarando, era evidente que o sujeito esperasse que Nine se apresentasse ali, até que finalmente o jovem fez.

- Olha... Isso aí não é comigo não... Mas vou chamar alguém para te ajudar, espera aí. - O marinheiro olhava com suspeita para o rapaz, tanto pela forma abrupta e pouco educada como havia ordenado uma missão, quanto a forma que parecia responder a si mesmo falando sozinho. Um louco. Era a hipótese do guarda que olhava ainda mais feio para o jovem quando este ordenou agora uma missão fora da ilha... " Esse louco está tentando fugir para Lvneel? E essas roupas... Está na cara que ele as roubou... " Utilizando seu denden mushi, o homem começava a entrar em contato com um capitão para informar da situação e mandar alguém cuidar do rapaz com complexo de grandeza e esquizofrenia.

As ações do guarda eram pausadas quando um grito agudo ecoava próximo dali. - AAAAhhh ELES ME ROUBARAAMM!! ALGUÉM AJUDE!!! - A mulher apontava para dois garotos que corriam em toda as suas velocidades para fugir do local do crime, um deles carregava com si uma bolsa em tom rosa claro, e ambos seguiam juntos rumo ao final da rua. A mulher caía em prantos e desespero enquanto logo corriam em direção à marinha que estava logo ali, cujo a troca de guardas havia diminuído consideravelmente o número de marinheiros em sua entrada, estando apenas Nine e o guarda porteiro que se apressava para entrar em contato com alguém para informar do crime.

Histórico:
Nine:



_________________

Lazy
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade B143d636cd61dec5c43009d593d91df4
Créditos : 00
LazySoldado
https://www.allbluerpg.com/t1401-katatsumuri-d-nine#14465 https://www.allbluerpg.com/
Re: [1] A caminho da liberdade Seg Mar 28, 2022 11:38 pm
Nine

Sentado estava eu enquanto via o guarda olhar estranho. " Mata esse merda! " Afirmou Dark para mim, na verdade era o que ele mais queria que eu fizesse, todavia não seria nada conveniente sair matando pessoas assim sem mais nem menos, afinal quebraria meu código de honra. - As vezes eu tenho vontade mesmo... - Falei em um tom sarcástico enquanto encarava o oficial a minha frente, ouvi ele falar que chamaria um responsável por distribuir uma missão, levantaria e afirmaria com a cabeça indicando que estaria à espera do homem.

No mesmo minuto percebia que algo estava errado quando escutei um grito agudo adentrando meu ouvido, olhei para os lados e avistei uma mulher berrando e apontando para alguns meninos que tinham pegado a bolsa dela, no mesmo momento pensei: " Será que vale a pena pegar de volta os pertences da mulher? Se fosse algum abuso ou até mesmo homicídio eu nem hesitaria em ir, porém não é algo tão grave roubar uma bolsa. " Pensamentos confusos possuíam minha cabeça, eu não tinha mais tempo sobrando, ou eu agia naquele momento, ou então deixava as coisas como estavam e seguia em frente apenas pegando minha missão e indo direto para o meu objetivo. - Fod**** -

Começaria a correr em direção dos moleques e ao passar pela mulher sussurraria para que apenas ela pudesse ouvir - Para de chorar caralho é só uma bolsa! - Continuaria correndo ferozmente atrás das duas crianças para recuperar os itens perdidos da mulher, caso eu consiga chegar perto o suficiente de um dos dois eu pularia e agarraria ele, não o soltando mais, meu objetivo era apenas pegar um dos dois garotos, se eu o pegasse ele falaria a localização do outro que conseguiu fugir de mim.

" Você é muito frouxo, tem a oportunidade perfeita de matar alguém e ao invés de matá-los você quer capturá-los? isso não faz o menor sentido, garoto burro e insolente, deveria acabar com todas as pessoas más matando-as e finalmente eliminando o mal para sempre, fazendo assim o mundo melhor como você sempre quis. "


Considerações:

Atributos:

Proficiências:


Player
Winter





Kisaki Ushi
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade ErLkMKV
Créditos : 18
Re: [1] A caminho da liberdade Ter Mar 29, 2022 11:28 am


Enquanto discutia com Dark, Nine finalmente resolvia tomar uma atitude e ir atrás dos pequenos ladrões, afinal, era um marinheiro e seu dever era proteger a população... Mesmo que ele fosse nada gentil ao fazê-lo, passou pela mulher e soltou a curta frase que poderia desmotivá-la ainda mais, com sorte os gritos de ajuda dela teriam abafado a ignorância de Nine para com sua situação. Os dois garotos corriam o máximo que podiam, mas era óbvio que não conseguiriam fugir de alguém maior indo atrás deles, mesmo que o pequeno tamanho dos dois os ajudasse à passar por entre as pessoas com mais facilidade.

A perseguição durava dois quarteirões, dado a vantagem que a dupla tinha no começo, até que finalmente Nine estivesse perto o suficiente para agarrar um deles, se enfiaram em um beco e poucos passos a mais o recruta da marinha estava se lançando para cima de um dos dois, o jovem com a bolsa era o mais lento por estar carregando o peso e caía batendo a cabeça no chão o que lhe causava uma pequena ferida, o outro garoto olhou para trás com preocupação, mas logo ignorou a captura de seu comparsa e continuou sua fuga.

- Aaaii, me solta seu idiota! - Reclamava o garoto que se debatia em vão para se soltar de Nine. A bolsa tinha voado três metros a frente e caído no chão, onde revelava algo brilhante dentro dela. A intimidação de Nine para onde estava o outro não surtia efeito algum, enquanto o sangue escorria pela testa do pequeno que devia ter por volta de 10 anos de idade. - Você não sabe com quem está mexendo, seu palhaço! - O pequeno casca grossa parecia não querer ceder à ameaças comuns para delatar onde o comparsa estava.

No beco onde estavam pouca luz entrava, uma grande nuvem havia coberto o céu acima daquela localização, o que por pouco tempo tornava o lugar em uma noite sombria e vazia, onde apenas os sons vindos à alguns quarteirões, vindos dos cidadãos vivendo suas vidas podia ser escutado, como um lembrete de que a vida continuava. Corvos levantavam vôo dentro daquele mesmo beco em uma de suas curvas, que denunciavam a direção para quão o outro menino tinha corrido, visto que fora por lá. Mas ali estava o item roubado, assim como um dos ladrões, infelizmente o jovem não parecia querer ceder à imobilização e continuava fazendo força para se soltar.

Histórico:
Nine:



_________________

Lazy
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade B143d636cd61dec5c43009d593d91df4
Créditos : 00
LazySoldado
https://www.allbluerpg.com/t1401-katatsumuri-d-nine#14465 https://www.allbluerpg.com/
Re: [1] A caminho da liberdade Qua Mar 30, 2022 12:22 am
Nine

Após uma longa correria sobre terra, finalmente consegui capturar a criança que não parava de falar por nem um segundo, o comparsa conseguiu fugir mas tenho confiança de que conseguirei capturar os dois, nada que uma pequena investigação não resolva. - Não é mesmo Dark? - Faria uma pergunta que não era respondida, ele nem sempre me responde, para falar a verdade ele que gosta de puxar o assunto, velhote estranho!

Segurando a criança em meu braço e vendo a bolsa da mulher a minha frente começaria a fazer perguntas para o pequeno menino que estava em minhas mãos. - Onde seu amiguinho foi? - O menino parecia não querer falar, logo levantaria minha mão direita sobre meu ombro e então desceria em alta velocidade, assim acertando a cara do menino, faria isso até ele começar a falar, como ele é uma criança tenho certeza de que não levará muito tempo até abrir a boca. Depois de bater nele levantaria e pegaria os pertences que estava poucos metros à minha frente, juntaria os itens que estava no chão e jogaria tudo de volta dentro da bolsa da mulher, caso o garoto tenha falado para mim o paradeiro do seu amigo, eu iria direto para lá, sem pressa afinal eu saberia para onde ele iria, contudo se ele ainda não tiver falado eu voltaria e continuaria batendo nele até falar. " Isso mesmo garoto, se a violência não funcionou é porque não usou o suficiente hahahahahahhaa" Exclamou Dark enquanto caia nas gargalhadas.

O beco onde estava tinha pouca iluminação, e eu agradecia por isso, pois se alguém avistasse eu batendo em uma criança, traria sérios problemas essa cena sem breves explicações, mesmo com pouca luz eu consegui ver a direção que o segundo menino tinha ido, porém não valeria a pena correr atrás dele sem saber a localização exata, ficaria até descobrir, e quando conseguisse, ai sim iria atrás da segunda criança levando comigo a bolsa da mulher.

Independente de ter conseguido o local do garoto, abriria a bolsa da senhora para ver o que tem de tão especial que fez essas duas crianças escolherem essa mulher em específico, talvez foi pura coincidência e os dois roubaram sem querer algo especial, ou então já sabiam o que tinham dentro e arquitetaram o plano para conseguirem roubar a dama que caminhava sem más intenções pelas ruas, se os dois meninos não tivessem feito nada eu jamais faria algo como bater neles, eu já sofri isso na pele, mas eles fizeram algo errado, dependendo da pessoa poderia fazer algo pior do que eu já estou fazendo.




Considerações:

Atributos:

Proficiências:


Player
Winter





Kisaki Ushi
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade ErLkMKV
Créditos : 18
Re: [1] A caminho da liberdade Qua Mar 30, 2022 12:19 pm

Em uma cena brutal, Nine começava a atacar o garoto que gritava por ajuda e depois de três golpes resolvia falar, já com lágrimas escorrendo de seu rosto, dizia gaguejando. - Ele, ele foi, encontrar, encontrar o chefe. - Depois de uma breve explicação sobre o caminho que deveria seguir, o marinheiro soltou o garoto que apenas se encolheu no chão e botou a mão no rosto numa fracassada tentativa de diminuir a dor.

Ao averiguar os itens dentro da bolsa, pode perceber que facilmente a mulher tinha uma coleção de joias que valeriam algo em torno de 10 milhões de berries, se foi por puro acaso que tinham efetuado o roubo ou por algo planejado não tinha como Nine saber. Convicto de que faria o segundo garoto sofrer as consequencias de suas ações, o recruta tomava a decisão de ir atrás... Talvez... A pior decisão que poderia ter feito.

Assim que cruzou a primeira esquina daquele beco, viu dois sujeitos completamente mal encarados vindo pela direção oposta. Poderiam ser apenas transeuntes, ou talvez bandidos aleatórios, mas para o azar de Nine, o loiro de cabelos compridos e um tapa olho imediatamente sacava uma arma e apontava para o marinheiro. - Não tente fazer nenhuma gracinha, onde está o Billy? - Não precisava ser nenhum gênio para entender que o homem falava sobre o garoto que estava ainda caído no chão na outra viela do beco. Logo em seguida, o homem de cabelos pretos e curtos seguia caminho correndo e passava por Nine, indo continuo no beco para procurar o ladrãozinho esmurrado. - Passe a bolsa para cá devagar e coloque as mãos para cima ou vou te encher de buracos mais rápido do que você vai conseguir chorar para sua mamaezinha. - Dizia em claro tom de ameaça, não parecia haver misericórdia em seus olhos.

Histórico:
Nine:



_________________

Lazy
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade B143d636cd61dec5c43009d593d91df4
Créditos : 00
LazySoldado
https://www.allbluerpg.com/t1401-katatsumuri-d-nine#14465 https://www.allbluerpg.com/
Re: [1] A caminho da liberdade Qua Mar 30, 2022 11:36 pm
Nine

O menino já tinha me falado o paradeiro de seu amigo então sem perder tempo iria para lá, junto comigo estava a bolsa da madame que quando olhei dentro consegui avistar algumas joias que se vendidas para as pessoas certas renderia uma boa grana. " Ela deu sorte que sou um marinheiro " Pensava enquanto andava a caminho do lugar onde a outra criança está. - Por que você quer tanto assim achar essa criança? - É o que você deve estar se perguntando não é mesmo Dark? Aqui está a resposta, se a criança sabia que a bolsa da mulher estava cheia de jóias, então alguém de fora passou a informação para o menino e pediu ou o mandou que a roubasse. - Acha mesmo que uma criança saberia de tal informação? - Exclamei em alto e bom som, com meu corpo reto e cabeça erguida era de se perceber que fiz isso para Dark sentir orgulho de mim, não que tenha funcionado.

Andaria e andaria até conseguir chegar no local informado. " Aqueles caras parecem estar vindo em sua direção. " Duas pessoas andavam em minha direção, seus passos trazia uma tensão enorme, e o olhar deles eram firmes, o homem de loiro parou em minha frente apontou sua arma para mim e me fez uma pergunta, enquanto o outro de cabelo preto passou direto parecendo que iria procurar alguém, possivelmente o menino que estava jogado no chão. " Que cara feio " falou Dark. - Hahahahahahahahahahahahhaahha, nessa situação a unica coisa que você tem a dizer é isso? PFTT Você realmente não serve para nada! - Minha risada era longa e suave, a situação não era a melhor mas não tem muita coisa que eu possa fazer além de rir e improvisar.

Ele tinha pedido para eu passar a bolsa e levantar as minhas mãos, mas antes disso falaria essas últimas palavras. - O menino que você tá procurando, o tal de Billy, passou toda a informação pra gente. - Respiraria e apontaria meus dedos para meu uniforme, e então continuaria. - O beco onde seu parceiro foi, tá repleto de marinheiros profissionais, eles me mandaram investigar o lugar onde o menino tinha informado. - Falaria o local para confirmar que sei onde é. - Então daqui alguns minutos esse lugar vai estar repleto de marinheiro querendo sua cabeça, antes que você pense em me usar como isca, eu não sou nada além de um novato que pode ser substituído a qualquer momento, então o que vai fazer? Você pode tentar me matar, mas isso demoraria algum tempo, ou então pode fugir e avisar os seus companheiros, logo novamente eu te pergunto, o que vai fazer? - Queixaria o homem, caso ele insista em me ameaçar seguiria as ordens dele de cabeça baixa e mãos para o alto, porém se ele caísse em minha mentira ficaria de olho para ver como ele reagiria.

Fiz algo arriscado e querendo ou não foi a única coisa que eu poderia fazer, além é claro de ceder e seguir as ordens dele, mas não é algo que eu gostaria de fazer, o que me resta é ver se conseguirei agir de forma que o convença de que estou falando a verdade.




Considerações:

Atributos:

Proficiências:


Player
Winter





Kisaki Ushi
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade ErLkMKV
Créditos : 18
Re: [1] A caminho da liberdade Sex Abr 01, 2022 1:53 am


Em frente ao homem armado, Nine começava a sua conversa sozinho, respondendo questões que não faziam sentido algum para o sujeito, que confirmava uma outra vez o comando de soltar a bolsa e colocar as mãos para cima, ainda mais impaciente. Logo o marinheiro usava de suas habilidades com as palavras para conseguir se safar daquela situação de alguma forma e na mesma hora podia constatar o olhar de receio do homem que apontava a arma, que por alguns poucos segundos abaixava um pouco as mãos e olhava com o canto do olho para o redor, como se tentasse ver se estava cercado ou não. As palavras de Nine teriam uma grande sucesso... Se não fosse um pequeno detalhe, o beco onde tinha batido no garoto estava logo atrás dele, e homem de cabelos negros e curtos já voltava com o menino em seu colo.

- Ha ha ha, você quase me enganou rapaz! - O riso no rosto do homem de cabelos compridos sumia repentinamente quando o outro o repreendia. - Você está rindo King!? Veja a merda que esse cara fez com o Billy! - O homem passava por Nine carregando o menino que parecia se aproveitar da situação, ele não tinha tomado uma surra tão grande, mas fingia estar morrendo de dores e quando passava pelo marinheiro fazia questão de mostrar a língua, disfarçadamente, claro, para que os dois bandidos não o vissem fazer.

- Solte a bolsa agora e venha com a gente. - As palavras dele eram firmes e frias, o de cabelos pretos, ainda não tendo seu nome revelado, pegava a bolsa e prosseguia no caminho pela frente, enquanto o outro ia pelas costas guiando Nine, sempre apontando a arma para sua nuca, qualquer movimento poderia significar a morte do marinheiro nesse momento, o mais esperto era apenas seguí-los.

Sequer saíam daquele labirinto de becos e chegavam a uma escada, nos fundos do que parecia ser uma loja, alguns poucos degraus que levavam para um grande galpão subterrâneo, lá, podia ver um vasto número de pessoas presas em jaulas, rapidamente confirmava que se tratavam apenas de outros habitantes de ilhas do céu, tritões e minks, todos surrados e magros. O homem de cabelos pretos soltava a bolsa em um canto, enquanto levava o garoto para um outro cômodo que Nine não conseguia ver.

O homem nomeado de King apontava para uma das selas abertas, sendo um total de 6, onde apenas duas estavam vazias e com suas portas arriadas, apontou com a arma num evidente comando para que Nine entrasse ali. Enquanto dizia: - Não tente fazer gracinha anjinho, logo o Joker vem aqui para te desmoralizar um pouco, essa é sua vida agora. - Se fosse reagir este poderia ser o momento, apenas um dos homens estava naquela sala, juntos à outros presos que em sua maioria estavam sentados com a cabeça baixa evitando olhar para King. O grande problema era que a todo momento o bandido apontava sua arma para o marinheiro, tornando difícil que alguma coisa pudesse ser feita a respeito.

Histórico:
Nine:



_________________

Lazy
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade B143d636cd61dec5c43009d593d91df4
Créditos : 00
LazySoldado
https://www.allbluerpg.com/t1401-katatsumuri-d-nine#14465 https://www.allbluerpg.com/
Re: [1] A caminho da liberdade Seg Abr 04, 2022 6:40 pm
Nine

Como poderia ter tanto azar? Minha mentira não foi pensada para dar certo, com certeza foi no improviso, mas não achei que seria desmentido tão rapidamente, pois o homem de cabelo preto já estava voltando e no seu colo estava Billy debochando da minha tentativa falha de persuadir o homem. " Agora você tá fodido " Clamou enquanto eu caminhava a comando dos dois homens, não sabia para onde estavam me levando, e mesmo assim não poderia fazer nada, seria dois contra um, e eu que acabei de me formar sei de minhas capacidades, então a escolha mais óbvia é segui-los independente de onde vão.

Após alguns minutos andando pelos becos, finalmente chegamos ao local que queriam me levar, entrei e quando bati o olho consegui ver várias celas com tipos diferentes de raças, e uma delas estava separada para mim, entro nela sem exitar e ficaria lá olhando para o teto, minha fúria era enorme e minha tristeza também por não conseguir fazer nada em uma situação tão agonizante. " Eles pegaram várias raças diferentes, mataram, est******, torturaram e fizeram o que queriam com eles, você que está lutando pela liberdade vai deixar eles impune? Acorda moleque, mate todos e torturem eles igual fizeram com essas pessoas, façam eles sofrerem o dobro do que causaram. " Depois dessa fala eu me perdi, meus olhos começaram a lacrimejar e meus pensamentos estava embaçado, já tinha me perdido na escuridão, só não os ataquei pois não é possível, ainda com minha cabeça apontada para cima, diria tais palavras.

- O que acha de ter um servo? Acabei de me formar na marinha e apesar de não ser nada, com algum tempo posso chegar em um cargo bem grande, eu não tenho nenhuma ambição como salvar o mundo ou me tornar o maior marinheiro, o que eu quero é dinheiro! E nada melhor do que me juntar a vocês e ganhar mais e mais barries, posso ser um agente duplo e informar a localização da marinha aonde quer que vocês estejam, e então nunca serão pegos. O que acha? - Exclamaria com um tom suave e gélido na voz, agora o que me resta é ver se conseguirei convencê-los, novamente estou encurralado com a esperança de que minhas palavras me salvem. " Realmente preciso ficar mais forte. "





Considerações:

Atributos:

Proficiências:


Player
Winter





Kisaki Ushi
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade ErLkMKV
Créditos : 18
Re: [1] A caminho da liberdade Seg Abr 04, 2022 9:34 pm


Sem muitas opções para conseguir se livrar daquela situação, Nine tentava barganhar com o homem que se mostrava um mercador de escravos, não era uma ideia ruim, afinal, seu uniforme da marinha lhe davam crédito suficiente para conseguir investir nessa mentira, sua lábia ajudava muito para conseguir influenciar ainda mais e por alguns segundos King pensava sobre o assunto, infelizmente um pequeno empecilho estava no caminho do marinheiro. - Hahaha Eu quase achei uma boa ideia, mas essas suas asas vão me render muito mais dinheiro hahaha - Um chute em suas costas o fazia voar para dentro da cela que logo em seguida era trancada pelo molho de chaves que o mercador guardava em seu bolso.

- Você.. Você é um marinheiro mesmo? Você pode nos salvar? - Uma voz doce, suave, chegava aos ouvidos de Nine, provindas de uma pequena garota na cela ao lado, com no máximo 1,50 de altura, os cabelos ruivos chamavam atenção, e chamavam ainda mais atenção para as orelhas peludas no topo da cabeça, uma pequena e bela mink.

Mesmo que Nine tentasse se levantar e sair dali a todo custo não tinha forças para arrebentar aquelas barras e questão de pouco tempo, talvez dois ou três minutos, o mesmo sujeito de outrora voltava, aquele de cabelos negros. Pelos olhares dos outros presos, o terror que assumia em suas faces e como a jovem se encolhia no canto oposto, Nine podia deduzir que já tinha conhecido o Joker à minutos atrás e agora ele estava ali, parado diante as grades com um porrete em suas mãos. - Isso vai ser divertido! - Psicótico, Joker começava a abrir a cela com outro molho de chaves. - VAI1 FAZ A SUA COISA OU VAI SOFRER JUNTO! - Gritava batendo nas grades ao lado, num berro que assustava a todos e logo alguns soluços de choro e gemidos de dor ecoavam pelo lugar, uma sensação de medo completa tomava conta de todos... A garota ainda encolhida no canto caminhava devagar mais para perto das grades que a separavam do marinheiro. - Me... Me desculpe... - Um onda de choque corria pelo chão até atingir Nine, que não conseguia entender de imediato o que estava acontecendo até sentir seu corpo sendo eletrocutado, a descarga eletríca não era muito potente, mas o deixava desnorteado por pouco tempo, talvez um segundo, o suficiente para conseguir ver o taco vindo em alta velocidade na direção da lateral de sua cabeça. O golpe seco corria pelo salão enquanto o marinheiro se sentia ainda mais perdido por conta da concussão imediata e caída no chão.

- Isso vai ser divertido! KISAKISAKISAKISA! - Covardemente, não dando chance alguma do marinheiro conseguir se defender, Joker começou a bater em seu tórax, que caído no chão tinha poucas chances de conseguir reagir, os golpes eram seguidos, um após o outro, quase sem pausa, aquilo nem chegava a ser uma tortura, parecia muito mais puro espancamento, onde o atacante continuava a rir demonstrando toda a diversão que sentia ao fazer aquilo. Depois do quinto golpe, Nine conseguiu ouvir, vibrando dentro de seu corpo, seus músculos e órgãos imediatamente mandavam aquela sensação de dor, enquanto sua audição captava o quebrar de duas de suas costelas. Talvez estivesse apanhando tanto por ter batido no garoto anteriormente, isso poderia ter deixado Joker ainda mais irritado do que já parecia ser, talvez fosse apenas o uniforme da marinha, ou pura psicose do sujeito.

- Pare. Você vai matá-lo e não vamos conseguir um centavo com ele morto. - O estado de frenesi cessava imediatamente antes que pudesse dar outro golpe e terminar de arrebentar as costelas do marinheiro. O controle de King sobre ele parecia absoluto, respeito, irmandade, medo? Quem sabe qual era o motivo. Saía devagar e fechava outra vez as grades da cela. - Temos que resolver umas coisas, o barco vai chegar logo, a marinha sequer vai perceber o sumiço desse novato aí a tempo. Logo estaremos longe daqui e ricos! - Ambos os homens deixavam o recinto.

A jovem mink, tinha seus olhos cobertos de lágrimas e grudava nas grades próxima de Nine, seu olhar era deprimido, suas vestes rasgadas acolhiam as gotas de água que escondiam pelo seu rosto e novamente ela falava com a voz fraca e tremula. - Me... Desculpe... -

Histórico:
Nine:



_________________

Lazy
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade B143d636cd61dec5c43009d593d91df4
Créditos : 00
LazySoldado
https://www.allbluerpg.com/t1401-katatsumuri-d-nine#14465 https://www.allbluerpg.com/
Re: [1] A caminho da liberdade Qua Abr 06, 2022 12:04 pm
Nine

Presos em um armazém na vivida cidade de Flevance, não é possível que ninguém vai notar a minha falta. " Você não é importante, como alguém vai te procurar? " Minha raiva somente aumentava em meio aquele caos que estava presenciando, ao abaixar minha cabeça ouvia o loiro falar que minhas asas renderiam mais dinheiro do que eu poderia imaginar, apesar de achar difícil isso ser verdade, não poderia fazer nada além de abaixar minha cabeça e esperar.

Enquanto refletia sobre o que fazer ouvia uma voz gentil e suave falando comigo, olharia para a direção da voz e uma pequena mink era quem falava comigo. - Se eu sou um marinheiro? To começando a duvidar também! - Falei com minha voz baixa e rouca, por pouco ela não conseguiria escutar, minha frustração não era apenas de ter falhado duas vezes em convencê-los, mas mesmo que eu tentasse quebrar a jaula não conseguiria sair, não consigo salvar nem a mim mesmo, como vou salvar os outros? Ridículo, pelo menos o Dark fica me mantendo firme com as suas falas inusitadas, se não fosse por ele já teria desmoronado faz tempo.

Algum tempo se passou e o maluco de cabelos negros voltou, acho que seu nome é Joker, sentado com minhas pernas cruzadas, era como eu ficava enquanto encarava descaradamente o homem que abria as celas e gritava colocando terror em varios ali presentes, a menina com seu corpo fragil vinha em minha direção, achei que ela iria falar algo de novo, estava enganado, por incrivel que pareça ela era a culpada por eu ficar imovel, não sabia como ela tinha conseguido fazer tal coisa, porém um segundo era o suficiente para o louco vir e atacar covardemente minha cabeça, a criança pedia desculpa fazendo parecer que ela estava sendo forçada a fazer aquilo, caido no chão após receber um golpe, tentaria levantar para me reerguer e avançar em direção do homem, uma tentativa falha pois ele batia seguidamente em minha barriga sem nenhum jeito de se defender. - HAHAHAHAHAHAHAHA, Se eu conseguir sair daqui eu vou te matar! Não, na verdade eu vou te torturar até você pedir perdão, você vai implorar para que eu pare! - Afirmaria logo depois do homem ter parado de me bater. A saliva que saia da minha boca era carmesim devido ao sangramento que tinha sofrido, meus dentes ficavam à mostra durante a minha fala e era perceptível o sangue acumulado na minha boca. " Se eu pudesse escolher qualquer outra pessoa do mundo para conversar, eu continuaria escolhendo você hahahahha " Disse Dark, falou uma frase carinhosa depois de muito tempo somente falando asneira. - Obrigado - Agradeci com um sorriso no rosto.

Sentaria novamente com a perna cruzada e continuaria encarando o sujeito que me golpeou, antes eu não tinha chances contra eles, agora eu estou ainda mais na merda, machucado e com a audição afetada por causa da pancada que levei anteriormente, o que vai acontecer comigo está nas mãos do destino, de verdade acho que vou morrer que nem um fracassado, só queria ajudar uma senhora, agora estou prestes a ser vendido como escravo.

Considerações:

Atributos:

Proficiências:


Player
Winter





Kisaki Ushi
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade ErLkMKV
Créditos : 18
Re: [1] A caminho da liberdade Qua Abr 06, 2022 8:53 pm

O que restava para Nine além de lamentar? Podia observar nos rostos alheios o mesmo olhar de vazio, desesperança, era isso o desmoralizar que King havia dito, todos tinham passado por algo assim, alguns com mais tortura, outros com mais espancamento, mas todos, sem exceção tinham passado pelas mãos de Joker. A mink ao lado continuava próxima a grade e falava baixinho: - Mas.. Você é um marinheiro, virão atrás de você, logo alguém aparece! - Parecia tentar ainda se agarrar a um pequeno rascunho do que algum dia já foi uma esperança, porém, toda palavra naquele lugar coberto pelo medo era fácil de ser ouvida, mesmo as mais baixas dado o silêncio assombroso das selas. - Você não ouviu eles dizendo? Vão nos transferir hoje, ninguém vai ajudar, pare de sonhar garota idiota! - Uma voz esganiçada corria pelas grades vindas de um sujeito de braços longos no outro lado da sala e chegava aos ouvidos de Nine, que aos poucos estava recuperando sua audição normal.

Outra vez silêncio, horas se passavam, a fome para aquele que a muito tempo não tinha passado uma necessidade, a barriga roncava, um privilégio daquele único sujeito que chegava hoje como novo escravo, os outros já sabiam que não seriam alimentados, apenas a magreza em excesso denunciava isso. Na parte da tarde, finalmente viam King outra vez, para o pavor de todos ali, Joker estava junto, arrastava uma grande corrente com diversas algemas à cada um metro, assim foi abrindo sela após sela, Joker puxava as pessoas sem delicadeza, enquanto o comparsa de cabelos loiros King apontava sua arma e com a outra mão fumava um cigarro. - Ninguém precisa se machucar, não tentem gracinhas. - Um a um, foram formando uma fila de prisioneiros. Em penúltimo a mink que também não tentava rejeitar o comando, chegando finalmente nas grades de Nine.

- Olá marinheiro, seja bonzinho, okay? - Um grande sorriso de deboche surgia no rosto de Joker, estava claramente gostando daquilo tudo e tirando sarro da situação de Nine. Não havia muito o que o marinheiro pudesse fazer, seu estado era deplorável e acabar levando um ou dois tiros findaria sua vida certamente.

Quando todos estavam alinhados, foi colocado uma fita isolante na boca de cada um e por fim ordenados a caminhar devagar rumo à saída. Apenas algumas horas eram o suficiente para que um ser sentisse falta do calor do sol tocando sua pele? Nine logo descobriria, por apenas alguns segundo, enquanto todos entravam seguindo em uma grandiosa e majestosa carruagem, digna de um verdadeiro nobre, os ornamentos em azul e dourado, junto à um escudo belo com leão e duas espadas desenhadas em sua lateral deixavam o veiculo ainda mais charmoso aos olhos alheios.

Com todos dentro, começou a caminhar, no recinto, os prisioneiros podiam encarar os olhos uns dos outros, não conseguiam ver o lado de fora graças à cortinas que tampavam as janelas, nem ouvir as vozes de Joker e King discutindo na frente junto à aquele que guiavam a carruagem. Apenas uma fresta revelava as ruas por onde passavam, com cidadãos que caminhavam por ali sem sequer saber do que acontecia bem abaixo de seus narizes. Ao menos um sinal de misericórdia ocorria, um dos prisioneiros, um tritão espada se pronunciava: - Você está muito ferido... Posso dar uma olhada? Eu estava aprendendo medicina.. Talvez consiga aliviar um pouco sua dor. -

Histórico:
Nine:



_________________

Lazy
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade B143d636cd61dec5c43009d593d91df4
Créditos : 00
LazySoldado
https://www.allbluerpg.com/t1401-katatsumuri-d-nine#14465 https://www.allbluerpg.com/
Re: [1] A caminho da liberdade Sex Abr 08, 2022 11:11 pm
Nine

Vozes e mais vozes, ignoraria elas e ficaria calado esperando o fluxo me levar, o que eu poderia fazer? Nada! Eu só podia ficar falando várias e várias vezes que eu sou um bosta, ouvia pessoas me pedindo ajuda e com certeza eu queria ajudá-las, contudo eu não tenho poder para isso, se tivesse já teria feito a muito tempo.

Depois de um longo período sozinho os dois comparsas voltaram para o local, nós somos tratados que nem lixo, não nos alimenta e nem nos lava, somos somente objetos de valor para um mercador que quer lucrar, para crescer na vida eles fizeram coisas ruins, não importa o passados que os dois tiveram, não é justificativa para fazerem atos tão grotescos, algo desumano não é tolerável, por isso entrei na marinha, tenho o objetivo de acabar com isso, do meu jeito irei mudar esse sistema.

“ Um pensamento bem motivador eu diria, pena que é mais fácil falar do que fazer ” Os homens iam de cela em cela pegando as pessoas, por fim finalmente chegou a minha vez, levantei e escutei o de cabelos pretos caçoar de mim enquanto fazia um sorriso, começaria a rir junto dele, afinal o que é um peido para quem já está cagado? Ele logo colocou uma fita nas nossas bocas para prevenir que a gente grite, uma estratégia óbvia, porém eficaz, claro que eu não resistiria, não ganharia nada fazendo tal coisa. " Talvez uma bala na cabeça" ... - Verdade - Concordaria com Dark enquanto seguia o caminho que nos mandaram fazer, claramente estão nos levando para onde que possamos ser transportados, no fim eu realmente estava certo, por alguns segundos consegui ver uma enorme carruagem com um símbolo estranho de leão estampado nela, um nobre? talvez!

Já dentro do veículo não conseguia ouvir e nem ver nada, as cortinas impediam a gente de olhar o mundo lá fora, e as paredes não deixavam o som chegar ao nossos ouvidos, de repente alguém me chamou, um homem que se parecia um peixe deu prontidão perguntando se eu queria que ele curasse meus ferimentos, chegaria perto dele e falaria. - Fique à vontade - Esperaria um pouco para que ele pudesse finalizar e então faria uma pergunta. - Alguém aqui tem uma boa audição? Talvez você garota que me atacou, você consegue ouvir ruídos de pessoas conversando na rua? - Caso estejamos no meio da rua seria o momento perfeito para sair daqui, deixaria a garota falar e dependendo da resposta dela, iria com tudo contra a parede da carruagem, colocaria minha força sobre meu ombro com o objetivo de fazer um buraco que dê para as pessoas passarem, provavelmente eu me machucaria, mas seria um preço bom a se pagar, contudo se a resposta da menina for negativa, deixaria tudo do jeito que está.

Considerações:

Atributos:

Proficiências:


Player
Winter





Kisaki Ushi
Ver perfil do usuário
Imagem : [1] A caminho da liberdade ErLkMKV
Créditos : 18
Re: [1] A caminho da liberdade Seg Abr 11, 2022 12:11 pm

- Sim... Eu consigo ouvir, eles estão discutindo sobre o que parece ser onde vão encontrar o primeiro comprador... Acho que não seremos todos vendidos para uma pessoa só.. Eles vão nos levar para Kites... -

A jovem falava sem demonstrar esperança, um segundo após a explicação, Nine, em um surto, o desespero de conseguir resgatar a todos ali e ser o grande herói, o fazia se jogar contra a lateral da carruagem por dentro, usava toda sua força e batia contra a madeira, tinha sorte em não ouvir o barulho de algo quebrando, pois não seria o veiculo, mas sim os ossos de seu ombro, felizmente ainda estava intacto.. Ao menos essa parte de seu corpo. Sendo uma carruagem nobre, seu material não era qualquer pegaço de madeira vagabunda, possuía uma alta qualidade, todo o projeto daquele veiculo tinhs sido feito por um carpinteiro habilidoso e não se romperia com facilidade, talvez mais dez ou quinze golpes conseguisse abrir um buraco grande suficiente para os prisioneiros fugirem, mas certamente destruíria os ombros de Nine... Não era uma opção.

Pouco tempo depois, os prisioneiros sentiam a elevação da carruagem, estavam subindo por uma rampa e pela pouca visibilidade era possível confirmar esse fato, entravam em um barco agora. A carroça continuou parada por um tempo e enquanto isso o tritão arrancava um pedaço de suas roupas e começava a enrolar em volta de Nine, recebendo a ajuda de quase todos ali, parecia tentar de alguma forma fazer uma bandagem, algo que pudesse deixar o abdomen do rapaz travado e talvez assim diminuir um pouco das lesões internas que ele podia ter tido, com um último puxão ele amarrava os panos sujos pelo corpo do marinheiro que sentia várias fisgadas de dor durante todo o processo.

Dentro da carruagem, puderam ouvir quando King e Joker desceram e várias outras vozes surgiam, um bando de mercadores de escravo que começavam os trabalhos para zarpar o navio. Se algo não fosse feito, Nine deixaria Flevance contra sua vontade. Enfim a grande embarcação dava inicio a sua saída do porto e com isso a porta da carruagem era aberta por um sujeito mal vestido e com sorriso ameaçador, um pirata em todo o seu ser, toda a tripulação destoava muito de King e Joker, uma vez que eles estavam sujos e usavam roupas velhas, enquanto o capitão e seu comandante usavam roupas limpas e novas. O sujeito barrigudo puxou para fora Nine, o último a ter entrado no veiculo e o primeiro a descer, a claridade batia no seu rosto com força outra vez, quem dera fosse a brisa da liberdade que tocasse seu rosto, mas era apenas o bafo de um outro com garrafa de saquê em mãos que cantarolava: - Vamos logo Tuba! Coloque os prisioneiros no porão e vamos comemorar!! Estamos finalmente ricos kikikiki - O homem de gordura acima da média continuava puxando os prisioneiros e encaminhando para descerem escadas do porão localizado no deck da grande embarcação. Nine podia ver que não estava muito longe da costa, Flevance ainda podia ser vista perto, estava a menos de uma milha da ilha. Comemorando ali no barco, ele conseguia ver cinco sujeitos, mas não King e Joker, que já era evidente serem os lideres da embarcação, visto o simbolo de KJ tatuado no rosto dos membros, como se fossem propriedade da dupla. Estes piratas pareciam ralê, mas esbanjava alegria por terem tantos prisioneiros exóticos assim para vender.

Por fim, o alçapão foi fechado, deixando Nine e os outros num lugar escuro com um cheiro desagradável, a única iluminação que entrava era por três janelas, que pouco ajudavam a ver o que tinha ali além de muito feno. Podia ser o lugar usado como banheiro pela tripulação.


Histórico:
Nine:



_________________