All Blue RPG

Um RPG narrativo baseado no universo de One Piece, obra criada por Eiichiro Oda.
 
InícioCalendárioFAQProcurarMembrosGruposRegistarEntrar
Últimos assuntos
» [Narrada/Fechada] 1 - Vozes
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Ryanletony Sáb Abr 20, 2024 11:15 pm

» [Narrada/Fechada] Força x Magnética
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Shiro Sáb Abr 20, 2024 12:33 pm

» [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Wesker Sex Abr 19, 2024 7:42 pm

» Zulkras
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Takamoto Lisandro Ter Abr 16, 2024 1:40 pm

» [TUTORIAL] - MAURICE
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Maurice Seg Abr 15, 2024 12:06 am

» [Narrada/Aberta] Lia, a Guerreira do Mar
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor mestrej Sáb Abr 13, 2024 6:07 pm

» Cap 1 ~ Piratas Indomáveis em Sabaody
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Blind1 Ter Abr 09, 2024 7:00 pm

» [TUTORIAL] - Erj Euclid
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Erj Euclid Ter Abr 09, 2024 3:28 pm

» [Autonarrada/Fechada] - A Duke's Return and a Queen's Will.
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Kenshin Sex Abr 05, 2024 11:58 pm

» RP Player - Ficha Yang (Douglas)
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Takamoto Lisandro Sex Abr 05, 2024 8:44 pm

» Crie sua Forma Zoan
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Jonas Hatake 007 Sex Abr 05, 2024 7:38 am

» [FICHA] - Kuro Dragunov
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor OverLord Qua Abr 03, 2024 9:08 pm

» Mr.Joy
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor gmasterX Qua Abr 03, 2024 2:46 pm

» [Ficha NPC Companheiro] Meghan Strongbody
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Tanaka Qua Abr 03, 2024 12:10 pm

» Registro de Photoplayer
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:50 am

» [FICHA] Meera
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:45 am

» Meera
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:45 am

» [FP] - Ajaw "Jack" K'iin
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Mizzu Qua Abr 03, 2024 11:12 am

» [Narrada/Aberta] Mei Homi, Mei Fera. Revo Total
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor Sagashi Ter Abr 02, 2024 9:51 pm

» Claire Allim Rac
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Emptypor King Ter Abr 02, 2024 6:21 pm


------------
- NOSSO BANNER-

------------


 

 [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas

Ir para baixo 
3 participantes
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Wesker
Revolucionário
Wesker


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptySeg Mar 11, 2024 11:04 am


Sigam as Borboletas

Participantes: Strauss Hakai - Chocho Kimiko
Localização: Las Camp - West Blue
Modalidade: Narrada
Invasão Livre: Desligada


_________________

Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2804-strauss-hakai#29767 Conectado
Wesker
Revolucionário
Wesker


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyQua Mar 13, 2024 1:58 pm






West Blue
Las Camp
01


Strauss Hakai
Sigam as Borboletas




Deixava a fumaça sair dos pulmões dando fim ao relaxamento após dar o último trago naquele charuto - A dívida está sanada então, doutor! Até o último centavo! - Dizia sentado em frente ao médico que havia cuidado de mim todos esses anos, Cecil Rhodes, um velho e aposentado marinheiro, assim como eu.

- Acho que já vi o suficiente desta ilha, não é diferente das outras… Lugar nenhum é. Creio que já te contei dos meus planos, não é? Da Nova Marinha. Não gostaria de se juntar? Sem dúvidas seria bom ter um médico competente como você para me ajudar com os recrutas… - Já vinha alimentando-lhe com minhas ideias há alguns anos, não que fosse algo difícil. Assim como eu, Cecil já havia visto todas as contradições da Marinha atual, só dizia estar velho demais para fazer alguma coisa.

- Por falar nisso, onde um homem consegue algum dinheiro por aqui? Com a falta de um quartel general, dei sorte de encontrar um arruaceiro para capturar aquecer os ossos, mas não sei se gostaria de ficar subindo a bordo daquele navio da Marinha para pegar cartazes de recompensa… - Questionava





emme

HP: 600/600 ll ESP: 600/600 ll STA: 300/300

Objetivos:

_________________



Última edição por Wesker em Ter Mar 19, 2024 12:37 am, editado 1 vez(es)
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2804-strauss-hakai#29767 Conectado
Akuma Nikaido

Akuma Nikaido


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptySeg Mar 18, 2024 8:40 pm


Sigam as Borboletas
Marine:Chocho KimikoRelatório:
Localização:Las Camp1
Missão:Encontrar Hakai
Uma viagem tranquila para Las Camp, ou ao menos tão tranquila quanto se podia esperar de uma nova marinheira. O serviço diário de limpar chão, auxiliar nas tarefas de cozinha e reportar aprendizados sobre nossas funções básicas como marinheiros enchiam o dia, mas não podia reclamar. Havia finalmente entendido que, se eu queria recuperar meu reino, precisaria do braço forte do Governo Mundial para me ajudar, e somente conseguiria isso sendo parte dele.


— Tio, como será que o senhor está?...


Fazia tempos que não via Hakai, desde que ele abdicara da família real para poder viajar e conhecer o mundo. A última notícia de seu paradeiro que eu tinha era que ele encontrava-se em Las Camp. Com essa carona, finalmente poderia procurar por mais informações e esperava encontrá-lo logo.  Talvez com ele sabendo sobre as notícias poderia me ajudar. Como alguém importante na marinha, tinha fé que poderia me guiar até os mais altos cargos.


Enquanto me perdia em meus devaneios, a ponte de meu navio finalmente era erguida para o navio móvel da Marinha. Oficialmente agora eu seria apresentada como membro do G-6, o quartel da ilha. Havia tirado os últimos dias para estudar sobre a política de Las Camp, a fim de evitar gafes, mas estava nervosa mesmo assim.


Elegantemente dava meus primeiros passos no navio, sorrindo enquanto me apresentava para os que estivessem presentes.


— Princesa Chocho Kimiko se apresentando para o serviço, senhor!


Eu podia ter perdido meu reino, mas jamais renegaria meu título de princesa.

Objetivos:



Ganhos:
Perdas:
Relações: -
PdV: 600
STA: 600
Iniciativa: 4
 Acerto: 5
Reflexo: 7
OPA: 3
Dano CAC: 79  
Dano AD: 112
 Armadura: 10
Pen: 0
Mineração
Forja
Física
Anatomia
Mecânica
Vantagens:
Ambidestro
Atraente
Empático
Afinidade com haki
Criativo
Memória fotográfica
Prodígio
Talentoso


Desvantagens:
Ambição (espada)
Apegado  (reino)
Heroico
Perfeccionista
Extravagante
Honesto
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t364-chocho-kimiko https://www.allbluerpg.com/t1050p20-operacao-g-r-e-t-a
Oni
Pirata
Oni


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 0g5XGJQ
Créditos : 90

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyTer Mar 19, 2024 7:32 pm

~ Sigam as borboletas Post 01~


HAKAI STRAUSS


— Ai ai... — Dr. Cecil suspirava ao ver Hakai fumando cigarro dentro do seu consultorio. O médico abria a janela e abanava a sala na esperança de a fumaça sair a tempo do próximo paciente entrar, enquanto  ouvia a proposta esquisita de seu velho amigo. — Nova Marinha? Com todo o dinheiro que você me pagou, eu vou apenas esperar alguns pacientes se recuperarem comlpetamente e vou me aposentar pra sempre. Hyuhyuhyuhyuhyu — Ria-se. — Esse sempre foi o seu problema, Strauss. Você não sabe quando dar no pé ou descansar. Talvez o seu tratamento tivesse durado bem menos se não fosse tão teimoso.

Neste momento, o ex-marinheiro de tapa-olho perguntava onde poderia conseguir algum dinheiro. Em resposta, o médico suspirava mais uma vez. — Todos esses anos tratando você e já quer ir se machucar de novo... — Dava de ombros. — Bem, eu já deveria imaginar. — Alisava o próprio rosto. — Pelo menos você pagou caro por isso..

Dessa vez, era o próprio Dr. quem acendia um charuto e encarava pela janela. — Essa vida já me trouxe muitos arrependimentos, meu velho amigo. Eu já quis voltar atrás muitas vezes. Eu poderia parar em uma ilha qualquer e ter uma família. Espero que já não seja tarde demais agora. Eu posso te dizer como você pode continuar, mas queria que você pensasse nisso antes, nem que fosse por um segundo. Você tem uma chance nova de descansar e ser completamente diferente do caminho solitário que está buscando. Conviver com alguém que você ame. Parar de tentar tomar as rédeas de tudo... — Tragava o charuto profundamente e então soltava a fumaça. — Olhem para mim, quem eu estou tentando enganar... Hyuhyuhyuhyu... Nós dois somos iguais. E eu também não sei se vou me aposentar. Arena dos Touros, meu velho amigo. Lá sempre tem confusão e apostas. Se quiser seguir por esse caminho, lá é provavelmente o lugar onde vai conseguir dinheiro, nem que seja apostando. — Ele ficava em silêncio terminando de fumar seu charuto e encarando o horizonte.

Era uma noite fria.

__________________________

Chocho Kimiko

Chocho limpava o convés do navio enquanto o mesmo se aproximava de Las Camp. A garota podia enxergar que a ilha era enorme, com diversas luzes acesas em diversos pontos daquela paisagem anoitecida, o que por si só já demonstrava o quão populosa ela era.

Seria bastante complicado encontrar seu tio ali.

Assim que terminava de limpar o convés, notava um marinheiro mais ou menos da sua idade chegando no mesmo.

O jovem pegava uma shinai e a empunhava, acertando ataques no ar. Primeiro, golpes retos, clássicos de kendô. Então, mudava a postura para aquela de um esgrimista, então alterando para um modelo mais clássico, como um cavaleiro. Dava diversos ataques no ar, o que fazia com que, após algum tempo, o suor respingasse para todos os lados.

- HÁ! HÁ! HÁ! - Seguia seu treinamento com a shinai, alterando entre diversas formas de empunhadura e acertando inimigos imaginários no ar com bastante foco. — HÁAAAA!! - Dava o último ataque.

Era só nesse momento em que seu foco desligava e ele percebia que estava sendo encarado.

— Yo! Eu sou Hiro. Só Hiro. Um soldado. Estou à sua disposição!

O navio finalmente embarcava na ilha e, após os trâmites de estivagem, todos tinham a noite livre para fazer o que quisessem. Chocho ficou de sobreaviso sobre a missão que receberia na manhã seguinte, também estando livre até lá.

Hiro continuava treinando no convés, mesmo parecendo exausto.

Hiro:

Ficha Chocho:

Hakai:

_________________

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas N7yl9g2

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas T7y7CNR
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2958-sai-kyoumaru#30711
Akuma Nikaido

Akuma Nikaido


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyQua Mar 20, 2024 12:10 pm


Sigam as Borboletas
Marine:Chocho KimikoRelatório:
Localização:Las Camp2
Missão:Encontrar Hakai
A imagem de Las Camp à minha frente era grandiosa. Se meu reino era um reino pequeno e com poucos milhares de habitantes, dava facilmente para ver que todos meus súditos poderiam caber só onde minha vista alcançava. Era impressionante. O foco de minha atenção mudava rapidamente para um jovem que utilizava seu tempo livre para treinar sozinho. Meus olhos acabavam fitando-o sem que percebesse. Saía do transe ao mesmo tempo que ele também me notava, cumprimentando-me.


— Muito prazer, sou a princesa Chocho Kimiko, também uma soldado!


Após cumprimentá-lo, parava para apresentar-me formalmente para meus superiores e, ao saber que estaria de sobreaviso e tinha tempo livre, começava a pensar comigo mesma o que fazer.
"O que fazer agora? Queria muito já ir procurar meu tio, mas sei que marinheiros não são bem-vindos dentro da ilha. Ir à noite, sem conhecimento e fora de missão talvez não seja a melhor ideia..."


Lutava contra meu impulso de ir em busca de meu parente. Após anos sozinha nessa luta, finalmente estava próxima de encontrar Hakai, mas tinha a sobriedade de entender que o momento ainda não era oportuno. Eu havia já demorado tanto tempo, poderia esperar mais um dia. Com isso na cabeça, minha mente voltava-se para o jovem Hiro. Fazia séculos que eu não empunhava meu florete de fato e estava destreinada. Talvez fosse hora de praticar um pouco.


INÍCIO DO APRENDIZADO: ACROBACIA


Vendo ainda Hiro treinando, voltava-me para ele e dizia:


— Você também é um espadachim, Hiro-san? Se importa se treinarmos juntos? Estou um tanto quanto destreinada!


Os movimentos ágeis do marinheiro me lembravam a base da Esgrima Real Chocho. Começava a alongar-me para então começarmos o nosso treino, após Hiro ter aceitado. Sacava meu florete e então colocava uma proteção na ponta, para não ter risco de furá-lo. Espadas de bambu/madeira eram excelentes ferramentas de treino para espadachins, mas não serviam tão bem quando usava somente floretes. A diferença de forma e de peso falseava os movimentos adequados.


— En guardè!


Logo de cara ia para cima do jovem, fingindo um ataque em seu lado esquerdo e, no último momento, fazia um movimento lateral de mão jogando o florete para minha mão direita e atacando-o do outro lado. A finta não saía fluida e dava tempo de reação para que o soldado entendesse a mudança e colocasse sua shinai na frente, bloqueando o golpe.


— Muito bom, muito bom!


Durante as próximas tentativas ia notando o quão enferrujada estava. Nem podia mais dizer que sabia utilizar a esgrima Real Chocho com o meu nível de aproveitamento. Tinha o conhecimento teórico mas a prática estava muito aquém no momento. E o fator decisivo para perceber isso foi quando, em um golpe direto que Hiro me trazia, tentava fazer uma pirueta para cair atrás dele e atacar de volta. Ao fazer o movimento de giro, simplesmente perdia o equilíbrio e caía no chão com tudo, expondo-me a seus golpes consecutivos.


— Acho que estou enferrujada demais, Hiro-san. Sinto muito por não ser uma adversária adequada...


Dava um sorriso enquanto embainhava minha lâmina, mostrando que o treino havia acabado. Estava envergonhada pelo meu desempenho pífio mas tentava demonstrar alguma dignidade. Hiro me surpreendia e, em vez de tripudiar de sua vitória ou mesmo tentar me consolar, apenas me oferecia sua sincera ajuda, dizendo que podia me auxiliar a treinar acrobacias.


— Muito obrigado, Hiro-san! Aceito sua ajuda!


E assim passávamos as próximas horas, com ele me mostrando movimentos acrobáticos e ensinando o que fazia para cada um deles, ajudando-me também a alongar e preparar para fazê-los. Mesmo quando errava, o garoto pacientemente me apontava onde havia feito diferente e corrigia-me.  Ao fim do treino e quando já estava suficientemente aprovada, despedia-me dele para ir descansar, mas não sem antes dizer


— Hiro-san, prometo que sou uma ferreira melhor que uma esgrimista! Se precisar de uma espada nova, a qualquer momento, me procure. Prometo fazer uma no capricho!


FIM DO APRENDIZADO: ACROBACIA


Após meu treino, sentia-me esgotada e iria jantar, tomar banho e dormir. O próximo dia seria bastante cheio, afinal.
Objetivos:



Posts: 2
Ganhos: Proficiência acrobacia
Perdas:
Relações: -
PdV: 600
STA: 600
Iniciativa: 4
 Acerto: 5
Reflexo: 7
OPA: 3
Dano CAC: 79  
Dano AD: 112
 Armadura: 10
Pen: 0
Mineração
Forja
Física
Anatomia
Mecânica
Vantagens:
Ambidestro
Atraente
Empático
Afinidade com haki
Criativo
Memória fotográfica
Prodígio
Talentoso


Desvantagens:
Ambição (espada)
Apegado  (reino)
Heroico
Perfeccionista
Extravagante
Honesto
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t364-chocho-kimiko https://www.allbluerpg.com/t1050p20-operacao-g-r-e-t-a
Wesker
Revolucionário
Wesker


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyQua Mar 20, 2024 9:43 pm






West Blue
Las Camp
02


Strauss Hakai
Sigam as Borboletas




- Você sabe muito bem, meu bom amigo, eu nem sequer estaria vivo se não fosse tão teimoso - Ria sozinho com a resposta que dava a Cecil, que não parecia surpreso e nem satisfeito quando eu lhe perguntava sobre onde poderia ganhar dinheiro - Não se preocupe. Irei me consultar com o doutor Rickon se te incomodo tanto! - Dizia provocando em tom de brincadeira, sabendo o quando ele desgostava do seu concorrente.

A convivência fazia bem. Tanto tempo vivendo ali para o tratamento e pagamento de minha dívida haviam feito com que o homem que salvou minha vida se tornasse um bom amigo e, por consequência, um dos poucos com quem eu realmente baixava a guarda e expunha um lado mais amigável.

Ironicamente, o médico que fazia cara feia com o meu charuto agora acendia o seu próprio, Aquilo parecia ser o combustível que ele precisava para falar mais sério e até desabafar um pouco - É justamente por pensar nas pessoas que amo, Cecil. Sabe muito bem que estão todas mortas. Seria cuspir na história deles deixar que o mundo podre que os matou, faça o mesmo com mais pessoas. Mudá-lo ou morrer tentando é a minha forma de manter vivo o legado da minha esposa e da minha família. Eu tinha uma sobrinha, Doutor. Apenas uma criança, em Tsubasa, nem ela foi poupada. Eu só consigo dormir a noite sabendo que darei até a última gota de meu sangue para ver isso mudar.

Dava mais um trago no charuto. Podia prometer para meu amigo que pensaria no que ele diz, mas a verdade é que eu sequer conseguia conceber aquele pensamento - Sou um homem que não tem nada a perder, exceto talvez por um bom amigo que já está cansado do meu papo furado. Que seja eu na linha de frente no lugar de pessoas que tem o que perder - Concluía.

A fala de Cecil terminava com ele mesmo duvidando de sua aposentadoria, sabia bem, éramos muito parecidos nesse sentido - Arena dos Touros então! Não é o ideal, mas precisarei de muitos recursos se quiser fazer meu plano funcionar. Te agradeço, meu amigo - Dava o último trago e jogava fora o charuto. Apertava a mão do homem e partia para a porta do consultório - Espero que consiga a família que quer, doutor. Se quer um conselho, recomendo que pare de fumar dentro de casa, seus filhos e esposa vão agradecer - Brincava - E saiba que se a aposentadoria realmente não der certo, a Nova Marinha vai estar de portas abertas para um novo recruta - Era um convite sincero, apesar da palavra recruta ser mais uma provocação - Espero não precisar mais dos seus serviços nessa ilha, te vejo nos jornais!

Finalmente partia, rumo a Arena dos Touros. Sabia o caminho, já estava na ilha a um tempo. A noite fria era impedida pela farda de tocar minha pele. Seria aquele o início de tudo e a determinação era grandiosa. Eu lideraria os homens que mudariam o mundo junto comigo, ou morreria tentando.





emme

HP: 600/600 ll ESP: 600/600 ll STA: 300/300

Vício: 1/10

Objetivos:

_________________

Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2804-strauss-hakai#29767 Conectado
Oni
Pirata
Oni


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 0g5XGJQ
Créditos : 90

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptySex Mar 22, 2024 6:09 pm

~ Sigam as borboletas Post 02~

Chocho Kimiko

Chocho treinava com um Hiro que aparentava estar cansado, apesar de manter um semblante sorridente durante todo o tempo.

Conforme batalhava, a garota percebia a facilidade do espadachim em manejar sua arma. A priori, notava que seus movimentos estavam sendo muito óbvios devido ao enferrujamento, pelo que tentava arriscar cada vez mais, visando fazer acrobacias para se tornar menos direta. Ao cair durante uma simples pirueta, todos os seus ancestrais que praticaram o mesmo estilo devem ter se revirado no túmulo.

A partir deste momento, os dois começaram a treinar acrobacia juntos. Hiro a mostrava como posicionar cada parte do seu corpo para controlar a movimentação no ar bem como manter o equilíbrio. O garoto fazia dez saltos mortais para trás seguidos, pulando e levando os joelhos rapidamente para o peitoral, de modo que a parte superior do corpo fosse impulsionada pela parte inferior, então ajustando os pés no chão. A partir disso, a demonstrou como diversos outros movimentos acrobáticos partiam daquele mesmo princípio.

Em um dos momentos, acabou se atrapalhando e caindo de costas no chão. — Hahahahaha! — O garoto ria. Pela reação de Chocho, estava claro que havia se atrapalhado por estar cansado demais do seu treinamento. — Meu corpo me mandou parar! — Começava a se levantar.

Neste momento, a ferreira dizia que era melhor em seu ofício do que em seu estilo de combate, ao que o garoto respondia:

— Então você deve ser uma ótima ferreira, porque é muito boa como lutadora! Vamos fazer assim: quando nossa patente elevar-se, se você achar que eu sou um marinheiro bondoso o suficiente, você me dá de presente!

Após este momento, os dois se despediam. Kimiko jantava e se aprontava para dormir. Nuvens cobriam as estrelas enquanto o navio balançava em movimentos soníferos.

Na manhã seguinte, o Sargento responsável pelo navio chamava todos nos deque principal.

Bark, o senhorzinho que havia liderado Chocho até aquele momento, era um homem velho, pequeno e de cabelo grisalho. Normalmente, seus olhos estavam tão fechados que não dava para saber se ele estava acordado ou dormindo. E ele costumava dormir com muita frequência. Um colega havia contado para Chocho que o velhote não possuía família e por isso não se aposentava da Marinha para não se sentir sozinho. Os Cabos eram bastante livres, sendo os principais responsáveis por aquele esquadrão, o que conferia bastante liberdade aos soldados.

Ao lado de Bark, um homem de cabelos negros e tapa-olho se apresentava.

— Bom dia! — Ele dizia, cruzandos os braços. Seu tom não era rude, mas demonstrava que ele não se importava em soar educado. — Para aqueles que não sabem, eu sou o Tenente Matthew Catle, responsável pela Marinha nesta ilha. Vocês foram chamados aqui para liberar alguns soldados para que tenhamos como designá-los para funções mais complexas, diante de uma atipicidade que merece atenção especial ocorrendo nesta ilha. — No momento em que ele tragava o cigarro em sua boca, Kimiko percebia que, para além desta indisciplina, de fumar enquanto falava, ele também não havia amarrado sua gravata. — Algumas coisas precisam ser explicadas. A primeira: esta ilha possui uma Guarda própria. Por isso, alguns civis da ilha, bem como figurões poderosos desprezam o nosso trabalho. Por isso, até mesmo a nossa base está fixada em dois navios, que chegam, no máximo, até o porto. Peço que não façam nada que piore ainda mais a nossa imagem e muito menos que se movam sem a ajuda de pessoas mais experientes... — Chocho notava que Hiro tinha um olhar confuso. Ao mesmo tempo, Tenente Matthew parecia olhar ao seu redor, como se procurasse por alguém. — Falando nisso... Ela já deveria ter chegado...

Neste momento, uma mulher literalmente meio felina, usando roupas que a deixavam praticamente seminua, portando um chicote, adentrava o navio quase como se rebolasse, devagar como se não estivesse atrasada.

— Desculpe o atraso, docinho. A Arena dos Touros estava uma completa bagunça na noite passada. — O Tenente fazia uma cara enfezada ao ser chamado de docinho. Aquela mink felina parecia ter dito aquilo de propósito para provocá-lo, apenas para seu próprio divertimento. — Venham comigo, eu vou levá-los até o local onde será a sua próxima missão. Por favor, me sigam direitinho e não toquem em nada. Se precisarem visitar algum lugar, falem comigo. — Começava a caminhar. — Ah, e antes que eu me esqueça, me chamo Senhora Beau. Por favor, não esqueçam do "senhora" se não tiver intimidade comigo. — Talvez fosse por ela ainda estar falando de costas e com a mão na cintura, mas algo em seu tom revelava que ela queria dizer em uma acepção muito específica de "intimidade".

Então, os marinheiros caminharam por horas e horas, andando por vias esquisitas e pouco convencionais, como se fossem piratas fugindo da Marinha. Após seguirem a Senhora Beau por um bom tempo, finalmente chegaram a uma enorme fazenda, do tipo que sequer conseguia se ver onde o território começava e terminava.

— Vão se estabelecer em um dos assentamentos. Depois eu lhes explico os detalhes da missão. — Dizia Bark. Ao mesmo tempo, Matthew parecia conversar com seus homens, que estavam na fazenda antes, provavelmente informando-os que receberiam novas missões e que estavam livres daquele trabalho.

__________________________


HAKAI STRAUSS

Ainda durante a noite, Hakai se dirigia à arena de touros.

Deixava seu amigo para trás com seus pensamentos, indo diretamente para o centro da confusão.

Ao chegar, notou que nenhuma corrida de touros estava correndo, com a arena oval estando completamente vazia, sem ninguém apostando naquele momento. Entretanto, um bar estava a pleno vapor, onde pessoas pareciam estar apostando em cartas e em outros jogos. A população imensa daquela cidade se fazia ver em torno daquele bar, com muitas pessoas transitando e vendedores ambulante tentando vender como se fosse uma feira, mesmo que já fosse quase madrugada.

— Está perdido, bonitão? — Dizia uma mink felina, andando como se rebolasse em sua direção. — Você me parece muito sisudo para estar atrás de diversão neste lugar. Esse tapa-olho até me faz lembrar do Tenente Matthew, que nunca vem pros lados de cá a não ser que esteja atrás de confusão. Tome cuidado. Prazer, me chamo Beau. Senhora Beau. Eu sou a responsável por essa arena. Sinto em informar, mas se veio atrás de uma corrida de touros, elas apenas retornarão amanhã.

Neste momento, entretanto, algo de surpreendente acontecia.

— É aquele! Eu nunca vou esquecer dessa maldita cara de enfezado e do tapa-olho. Capitão Haikai Strauss! Foi ele que me prendeu! — Neste instante, três homens começavam a se dirigir em direção ao marinheiro, portando espadas.

Eles não precisaram se apresentar, pois era evidente que eram piratas.

— Oh, droga. Um Capitão e não sabe que Marinheiros não podem andar por esses bandos? Aqui a Guarda Real pouco se importa de patrulhar e não tem mais nenhum marinheiro por perto. Sinto muito, mas você está sozinho nessa. Droga, mais uma maldita confusão para arrumar. Parece que vou me atrasar amanhã de manhã...


Ficha Chocho:

Hakai:

_________________

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas N7yl9g2

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas T7y7CNR
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2958-sai-kyoumaru#30711
Wesker
Revolucionário
Wesker


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptySáb Mar 23, 2024 1:03 am






West Blue
Las Camp
03


Strauss Hakai
Sigam as Borboletas




O lugar realmente era bem vivo, por mais que a arena estivesse desativada naquela noite. Ali, um bar parecia ser o centro de toda a vida que a Arena dos Touros tinha aquela hora da noite. Mesmo já vivendo em Las Camp por alguns anos, nunca havia frequentado a arena. Estava focado demais em minha recuperação e não conseguia lembrar de um dia que havia passado sem me dedicar inteiramente a isso. Agora, entretanto, aquela talvez fosse a arena onde surgiria a Nova Marinha.

Queria ter um charuto para acender mas, a bem da verdade, não tinha. Sem muitas opções, decidi que deveria começar pelo bar em busca de algum objetivo. Quando dava o primeiro passo, entretanto, uma voz feminina cortava a noite e chamava a minha atenção. Senhora Beau. Mesmo sendo um ex-capitão da marinha, poucas vezes havia encontrado com os minks. Aquela, por sua vez, parecia ter uma importância ímpar para a ilha, o que era no mínimo surpreendente.

Beau parecia interessada no que eu fazia por ali, algo esperto de sua parte pois era bem óbvio que eu não pertencia ao lugar. Se conseguisse suas graças, talvez pudesse me indicar um bom caminho para começar. Naquele momento, entretanto, um outro acontecimento me chamou a atenção.

Uma outra voz cortava a noite, desta vez portando uma animosidade bem maior que a da minha anfitriã. Algum criminoso meia boca que eu havia conhecido no passado, com toda certeza. Não lembrava do seu nome nem rosto, mas ele se lembrava muito bem de mim. Se estava a solto e pronto para se vingar um velho que só havia cumprido seu trabalho, era para mim mais um sinal do quanto a Marinha falhou, falha e falhará em cumprir o seu papel na sociedade.

- Senhora Beau, não é? - Dizia-me voltando na direção deles, e tirando a farda que vestia por cima da camisa social. Não gostaria de sujá-la com sangue - Apesar de interromper nossa conversa, vejo que este homem fez a bondade de me apresentar. Mas se engana, já não sou mais um Marinheiro. Carrego hoje algo que será muito maior! - Dizia sem demonstrar falsa confiança, simplesmente acreditava naquilo como a mais pura verdade. Jogava a farda aos pés da mink - Não vou pedir para que uma dama que mal conheço carregue minha farda, mas posso pedir para que garanta que ninguém pise nela? Isso não vai demorar… - Dizia sacando as duas espadas e agora começando a andar também na direção daquele trio.

- Não me lembro de onde te conheço, rapaz. Já prendi muitos idiotas iguais a você - Não estava provocando, apenas não o considerava digno de qualquer respeito ou consideração - Devo alertá-lo que as coisas mudaram, não faço mais prisioneiros… - Dava os primeiros passos em direção ao trio, com a espada sacada -  Mas você e seus amigos deveriam se considerar sortudos. Não é todo dia que bandidinhos pés raspados como vocês tem a chance de ser parte de algo maior… - Começava a avançar com tudo - Serão parte do nascimento da Nova Marinha!

Avançava com velocidade máxima. Havia passado os últimos anos treinando meu corpo para este momento e, em meu âmago, sentia um grande júbilo por finalmente alcançá-lo. A postura, o olhar, a velocidade, tudo uma distorção… Um aprimoramento do que um dia foi a Esgrima Real Chocho. Agora ela dispensava movimentos fúteis e focava apenas em um avanço veloz, carregado de puro e transbordante instinto assassino.

Avançava em velocidade máxima contra o homem que havia me desafiado, deixando seus amigos de lado naquele momento. A escolha do primeiro alvo era óbvio pois, se já havia sido preso por mim, sabia muito bem da ferocidade e da força que um dia já tive e com certeza se lembrava muito bem. Me aproveitaria disso para em um avanço veloz impor toda a intimidação possível nele e com isso conseguir uma brecha para atacar muito antes de ele poder reagir. O golpe era uma estocada direta, com a espada da mão direita mirando o coração. Podia até ser incapaz de matá-lo com um só golpe, mas sem dúvidas traria a ele uma gigantesca sensação de quase morte.

Seguiria com uma movimentação rápida. Imaginava que, naquela altura, seus amigos já estariam me atacando. Com os inimigos lado a lado, a probabilidade maior era de que os golpes fossem estocadas simultâneas, em diagonal. Para me esquivar disso usaria de toda a minha velocidade para mover o corpo para trás ao mesmo tempo em que girava o corpo em 360º, com a espada da mão direita agora se movendo um corte horizontal em direção ao pescoço do inimigo que estava a esquerda do meu alvo primário. Tentaria então finalizar este alvo com uma estocada da espada da mão esquerda quase no centro das costas, um pouco a direita da coluna. Depois disso, me afastaria do grupo para avaliar a situação e pensar novamente em como agir.





emme

HP: 600/600 ll ESP: 600/600 ll STA: 300/300

Vício: 2/10

Objetivos:

_________________

Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2804-strauss-hakai#29767 Conectado
Akuma Nikaido

Akuma Nikaido


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyDom Mar 24, 2024 9:48 am


Sigam as Borboletas
Marine:Chocho KimikoRelatório:
Localização:Las Camp3
Missão:Concluir missão da Marinha
O treino com Hiro era cansativo, mas o jovem soldado mostrava-se alguém bastante prazeroso de se passar tempo com. Ao despedir-nos, prometia forjar uma espada para ele e suas palavras elogiosas me coravam um pouco.


— Pode deixar que farei com todo o capricho! Que tipo de espada você prefere para uso? Floretes? Sabres? Cimitarras? Montantes? Não... você não parece o tipo de usar espadas longas. Mas só dizer que farei!


Percebia minha empolgação após minha fala e logo tentava recompor-me. Quando espadas eram o tema eu perdia totalmente minha compostura real. Mas só de pensar nos momentos na forja, o calor emanado de uma arma recém-produzida... Sentia arrepios de felicidade.


Respirava fundo e voltava a focar nos meus momentos de relaxamento para dormir, pois amanhã teria minha primeira missão como marinheira. Após uma boa higiene pessoal e uma alimentação reconfortante, adormecia e me revigorava para o dia seguinte. Tão logo este começava, apresentava-me pronta, devidamente trajada, no convés do navio para ouvir o que teria a ser dito. A primeira impressão que Matthew passava era péssima. Quero dizer, eu sabia que ele era alguém indisciplinado e rude, já haviam me alertado para isso, mas aquela gravata... Aaaaargh.


"Não encare, Kimiko... Resista a tentação de pedir licença e consertá-la, você sabe que isso vai soar rude..."


Respirava fundo, mantendo a discrição, enquanto tentava desviar meu foco da gravata para o que realmente importava, a missão. Enquanto ouvia as primeiras informações de nosso comandante olhava rapidamente para o lado — será que se não fitasse a gravata diretamente seria mais fácil resistir ao impulso de consertá-la? — e via Hiro. Dava um sorriso para meu colega e, ao vê-lo confuso com as informações de não sermos bem-vindos sorria internamente ao ver que havia feito bem o dever de casa. Ter perguntado informações sobre a ilha antes havia pago seu preço.


Porém logo eu é quem ficava confusa ao ver uma mulher-onça à minha frente. Eu conhecia as akuma no mi mas era a primeira vez que eu via uma Zoan na minha frente. E não compreendia muito bem o porquê dela escolher ficar em sua forma híbrida, mas isso era uma curiosidade que só resolveria se a perguntasse, e não imaginava ter intimidade para tal, ainda mais depois de sua primeira fala.


Mantendo a postura que se espera de alguém da marinha, andava por horas sem dizer uma única palavra, mantendo-me compenetrada em seguir as ordens passadas. Mas, claro, aproveitava para fitar o ambiente ao meu redor, tanto para memorizar o trajeto caso precisasse em algum momento retornar às pressas ao navio, quanto para ver as pessoas ao meu redor. Sabia que, nesse formigueiro humano, as chances eram mínimas, mas quem sabe não poderia fitar o rosto de Hakai nesse meio-tempo? Claro que sabia que ele provavelmente havia mudado muito desde a última vez que o havia visto, mas tinha esperanças de ainda reconhecê-lo. Ele não era um homem que passava desapercebido facilmente, afinal.


Por fim, após várias tortuosidades no caminho chegávamos a um enorme campo aberto, que só poderia ser uma fazenda, dado seu tamanho. Bark logo em seguida nos dizia para nos estabelecermos em um assentamento. Procurava por Hiro para perguntar-lhe se havia recebido algum lugar específico para ir.


— Vamos para o mesmo assentamento, Hiro-san? Assim podemos treinar mais em nosso tempo livre. O que acha?


Sugeria a meu novo companheiro. Procuraria, a partir daí, um assentamento para agrupar-me ou, se recebesse ordens específicas para ir para algum em particular, assim o seguiria. Não possuía ainda muita informação sobre nossa missão, então era difícil até mesmo pensar no que poderia fazer neste momento, mas ocupava-me com o reconhecimento do terreno e das pessoas com quem nos encontrávamo-nos. Se alguém falasse comigo, me apresentaria e conversaria de forma simpática e amistosa, porém formal.


No caso de algum superior dirigir a palavra a mim, reforçaria a formalidade, colocando-me na posição submissa de um soldado, tal qual eu era, mas sem perder a dignidade de ser uma princesa. Aguardaria por maiores informações para então saber o que fazer, porém se por hora nada nos fosse informado, procuraria por um espaço para realizar uma refeição. Caminhar durante horas dava fome e como estava em desjejum começava a sentir já a necessidade de um alimento.
Objetivos:



Posts: 3Ganhos: Proficiência acrobacia
Perdas: -
Relações: Hiro (NPC criado): em construção
PdV: 600
STA: 600
Iniciativa: 4
 Acerto: 5
Reflexo: 7
OPA: 3
Dano CAC: 79  
Dano AD: 112
 Armadura: 10
Pen: 0
Mineração
Forja
Física
Anatomia
Mecânica
Vantagens:
Ambidestro
Atraente
Empático
Afinidade com haki
Criativo
Memória fotográfica
Prodígio
Talentoso


Desvantagens:
Ambição (espada)
Apegado  (reino)
Heroico
Perfeccionista
Extravagante
Honesto
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t364-chocho-kimiko https://www.allbluerpg.com/t1050p20-operacao-g-r-e-t-a
Oni
Pirata
Oni


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 0g5XGJQ
Créditos : 90

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyQui Mar 28, 2024 1:11 pm

~ Sigam as borboletas Post 03~

Chocho Kimiko

Ao ser convidado para um assentamento com Kimiko, Hiro deu um sorriso de empolgação. — Sim, claro! — Os dois caminhavam até uma espécie de chalé, a partir do qual era possível observar, cerca de um quilômetro dali, uma enorme mansão, onde provavelmente o nome daquela fazenda vivia. — Sabe... Eu não conheço muitas pessoas tão interessadas em treinar como nós dois. Espero que sejamos designados para as mesmas missões por um bom tempo! — Sorria enquanto arrumava suas coisas em um dos beliches. O chalé possuía vários quartos com diversos beliches em cada um deles, variando a depender do tamanho de cada quarto. Contudo, no final, todos os cerca de 30 soldados designados para aquela missão puderam se estabelecer bem. Os dois jovens ficavam no mesmo quarto.

Após algum tempo, um dos Cabos chamou os soldados para uma reunião próximo a um outro chalé, onde Bark estava hospedado com os Cabos. Após cumprimentos e uma breve introdução, um dos três Cabos ali presentes começou a explicar a missão.

— Para aqueles que não sabem a história dessa ilha, apenas nessa geração o Governo Mundial começou a ser aceito. Até hoje é a Guarda da ilha quem garante a segurança dos habitantes. É extremamente complicado agir com liberdade aqui dentro sem ofendê-los, bem como realizar missões, o que significa que, muitas vezes, visando ampliar nossa atuação no futuro, nós devemos fazer concessões e realizar algumas missões em ambientes privados, como estamos fazendo agora. Isso é de uma importância para melhorar nossa fama na ilha, não se enganem. Quanto à tarefa que nos foi designada, apesar de soar estranho, nós precisamos apenas patrulhar essa fazenda e o que mais aparecer. Provavelmente alguns de vocês irão receber tarefas especiais, que contarão como uma segunda missão, mas nada de muito complicado. — Enquanto o Cabo falava, Bark parecia dormir em pé. — Vocês serão divididos em trios e atuarão em turnos e próximos à cerca ou à casa principal. Em caso de qualquer novidade, irei deixá-los saber. Estão dispensados.

Após isso, o Cabo designou a região Sul para Hiro e Kimiko, que pediram para ficar juntos. Mais um marinheiro foi com eles dois, mas acabou ficando distante da dupla, que resolvia treinar.

Matthew já tinha deixado a fazenda havia muito tempo, acompanhado de seus homens. Antes do treinamento, os dois comeram a ração que lhes havia sido entregue. Apesar do nome, a refeição não era nada desagradável.

— Sabe de uma coisa, Kimiko? Talvez seja por causa do meu estilo de combate, que depende de entender como as pessoas funcionam, ou pode ser que eu tenha nascido assim, mas, quando o Tenente Matthew estava falando, eu senti que você queria ajeitar a gravata bagunçada dele! Hahahaha! — Revelava como se não quisesse ter contado antes para não constranger ninguém.

Os dois estavam próximos a uma cerca, que estava virada em direção a uma floresta. Ali, distantes de todos, pareciam poder relaxar e treinar esgrima à vontade.

Mais uma vez, o garoto movia sua espada no ar, em um estilo que se alterava a todo o momento.

__________________________


HAKAI STRAUSS

Strauss estava certo.

Aquele homem havia ficado traumatizado com a última vez em que os dois haviam se enfrentado. O que provava essa hipótese era o fato de que o Almirante da Nova Marinha disparava diversos metros em sua direção, sacando sua arma e lhe atacando, enquanto o pirata ficava completamente parado, com a boca aberta, como se não olhasse nada diante de si, mas tão somente seu passado aterrorizador.

O sangue do seu adversário respingava no chão, com o som agudo de ferro contra ferro antes do golpe e do ferro contra o ar após o golpe.

Com seu único olho, observava que um dos garotos mais jovens, o que estava à direita, havia protegido seu Capitão usando a sua própria espada, o que fazia com que a arma de Strauss se movesse a tempo de apenas ferir superficialmente o rosto do homem do meio.

Imediatamente, Strauss apenas girava em torno de si e ia para trás do adversário à esquerda, acertando um corte em seu pescoço e uma estocada em suas costas em alta velocidade. O homem agonizava de dor e se debatia, mas ainda não estava morto, pois rastejava para longe do combate.

Ao mesmo tempo, Strauss se afastava dos outros dois adversários.

— O que houve, pai? Nunca te vi reagir tão mal para um velhote lento como esse! — Dizia o garoto que havia defendido o velho inimigo de Strauss.

O homem havia sido intimidado pelo passado de Strauss, mas, agora, diante do seu presente, de um corpo velho e enfraquecido, poderia se recuperar. — Desculpe, filho. — Respirava fundo. — Eu não vou deixar isso acontecer de novo. — Preparava a arma para voltar a combater.


Ficha Chocho:

Hakai:

_________________

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas N7yl9g2

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas T7y7CNR
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2958-sai-kyoumaru#30711
Akuma Nikaido

Akuma Nikaido


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptySáb Mar 30, 2024 4:14 pm


Sigam as Borboletas
Marine:Chocho KimikoRelatório:
Localização:Las Camp3
Missão:Concluir missão da Marinha
Enquanto andava com Hiro rumo a nosso assentamento, ouvia a proposta do garoto. Sorria enquanto levava minha mão ao cabo de meu florete, dizendo:


— Uma ferreira que não sabe lutar com espadas cria meros ornamentos, Hiro-san... Melhorar minhas habilidades em luta permite-me entender onde preciso melhorar em minhas habilidades como ferreira.


Desembainhava minha arma e fitava seu corte, reforçando que não havia nenhuma lasca ou dente que envergonhassem seu aspecto. Aquela era uma arma simples, porém bem-feita. Por ser originalmente um florete ornamental, não possuía grandes acabamentos que reforçassem sua qualidade quanto lâmina, mas logo eu faria melhorias nela.


Falar sobre espadas comigo era uma ótima forma de me distrair. Quando finalmente recompunha-me, notava que já nos encontrávamos na frente de nosso chalé. Corava rapidamente ao perceber que havia perdido a compostura, mas guardava rapidamente minha lâmina e observava meu quarto. Por mais que houvesse me enturmado com Hiro estava visivelmente desconfortável de dividir um quarto com alguém do sexo oposto.


— Hiro-san, dormirei no beliche de cima, ok?


Já que dividiríamos o quarto, pelo menos estando em cima eu não seria tão facilmente observada. Arrumava meu cantinho e comia uma ração básica antes de ser chamada para o treinamento e reconhecimento da missão. Após ouvir a explicação, mantinha a seriedade e esperava para ver com quem eu seria designada. Parecia que não faríamos nada, afinal, e isso me incomodava bem menos do que poderia imaginar.


Relembrava como, a despeito de meus treinamentos como princesa, a etiqueta de ficar parada durante horas apenas assistindo treinamentos era algo enfadonho. Sempre fui uma pessoa que gostava mais da ação do que da observação. Porém passar anos em busca de meu tio, sem ter pistas novas sobre ele há tempos ou sequer saber como faria para chegar a Las Camp me deu uma capacidade de ter uma paciência muito maior. Se aquilo era o que eu precisava aturar para atingir meus objetivos, então que seja.


Após a escolha de trio, fechava com Hiro e mais um outro marinheiro, dessa vez um desconhecido total. Enquanto andávamos para nossa área de patrulha, ouvia o garoto acertar sobre minha vontade de arrumar a gravata do tenente e, desconcertada, corava totalmente.


— Estava tão óbvio assim? Mas, nossa... aquilo estava me incomodando horrores, acho que se a reunião durasse mais uns 10 minutos eu tinha ido lá eu mesma corrigir...


Dava um sorriso travesso, mostrando que era óbvio que não o faria. Percebia que, sem querer, estávamos excluindo o outro marinheiro que vinha conosco e, então, virava-me para ele, dizendo:


— Ó, que maus modos os meus, perdoe-me! Eu sou a princesa Chocho Kimiko esse é Hiro... Só Hiro. Qual o seu nome?


Enquanto apresentava-me a nosso novo companheiro, via Hiro já começar a treinar casualmente, quase como se me chamasse a treinar com ele. Tirando o robe que trajava por cima de meu uniforme, dobrava-o cuidadosamente e colocava-o em um local limpo e adequado. A partir daí, começava uma série de alongamentos para aquecer meu corpo e melhorar minha mobilidade. Iria alongando cada um de meus grupos musculares, começando pelo pescoço e braços, passando então por cada grupamento da coluna, tórax e abdome, para por fim alongar quadril, coxas e panturrilhas. Eu precisava de estar o mais flexível possível para uma luta adequada no meu estilo e, após a última mancada, queria evitar passar nova vergonha.


Depois de um alongamento intenso o bastante para sentir que meu corpo iria se rasgar a qualquer momento se continuasse puxando, punha a mão em meu florete e sacava-o, novamente espetando a ponta com um protetor para não machucar Hiro.


— Se quiser treinar com a gente, só avisar!


Falava para o último membro de nosso trio, antes de avançar na direção de Hiro. Flertaria com a possibilidade de um golpe direto em sua face, mas a essa altura ele já sabia que eu tentaria uma finta. Agora aquecida e também retreinada em acrobacias após as aulas dele, tentaria algo mais audacioso e, ao derrubar o florete de minha mão, chutaria-o para o lado esquerdo, pegando agora com minha mão esquerda e visando acertar na altura do fígado.


Porém já estava preparada para possíveis ataques dele e, se notasse que seria atacada em meu lado direito, que deixara exposto propositadamente, giraria rapidamente em uma pirueta para não só desviar do golpe mas também me reposicionar do lado oposto da lâmina de Hiro, fazendo com que ele precisasse girar o corpo em um grande ângulo para se aproximar, deixando-o exposto para um contra-ataque.


A partir daí passaria os próximos minutos praticando minha Esgrima Real Chocho, sempre usando e abusando da troca de mãos, fintas e reposicionamentos para buscar abrir flancos em Hiro e acertá-lo nos locais mais expostos, enquanto cuidadosamente procuraria me posicionar de modo que evitasse ao máximo me expor ou, pelo menos, de modo a ter margem para escapar de seus ataques.


Objetivos:



Posts: 4Ganhos: Proficiência acrobacia
Perdas: -
Relações: Hiro (NPC criado): em construção
PdV: 600
STA: 600
Iniciativa: 4
 Acerto: 5
Reflexo: 7
OPA: 3
Dano CAC: 79  
Dano AD: 112
 Armadura: 10
Pen: 0
Mineração
Forja
Física
Anatomia
Mecânica
Vantagens:
Ambidestro
Atraente
Empático
Afinidade com haki
Criativo
Memória fotográfica
Prodígio
Talentoso


Desvantagens:
Ambição (espada)
Apegado  (reino)
Heroico
Perfeccionista
Extravagante
Honesto
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t364-chocho-kimiko https://www.allbluerpg.com/t1050p20-operacao-g-r-e-t-a
Wesker
Revolucionário
Wesker


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyDom Mar 31, 2024 12:37 am






West Blue
Las Camp
04


Strauss Hakai
Sigam as Borboletas




A situação não exigia palavras. O que ela exigia, era uma análise fria de todas as informações sobre os inimigos que eu conseguia adquirir com esta última sequência de golpes. Primeiramente, eu estava certo. Um avanço rápido e ameaçador contra o adversário mais antigo era o suficiente para reviver em sua cabeça memórias que o deixariam sem reação. Uma análise muito bem feita.

A segunda questão, entretanto, era o que impedia a primeira de ter total sucesso. Um dos homens mais jovens se referia com a palavra “pai” ao alvo do primeiro ataque. Esse parentesco havia sido o suficiente para que ele tivesse foco em defender seu patriarca no lugar de me atacar, fazendo com que a primeira estratégia falhasse em ter seu fim mais aperfeiçoado. Isso dito, duvidava também que a primeira tática fosse voltar a funcionar sob circunstâncias normais depois de isso ter acontecido.

Terceiro ponto, mas não menos importante, havia conseguido derrotar o terceiro homem. Não estava morto, o que não me permitia descartá-lo totalmente da luta, mas tudo indicava que estava sim em um estado de incapacidade. A questão aqui é que os outros dois mal pareciam se importar, deixando evidente que a proteção que tinham era mais uma questão de pai e filho que de fato uma questão de grupo. Deveria levar todas essas informações em consideração na hora de voltar a agir.

Balançava as espadas no ar, a fim de limpar-lhes do excesso de sangue. Já tinha outra ideia. Se o filho estava tão disposto a proteger o pai, será que o contrário também era recíproco? Precisava testar essa teoria. Começava a avançar novamente em direção ao adversário mais antigo, exalando a mesma vontade de matar que tinha anteriormente. Levantava a espada da mão direita para atacar mas, quando estava próximo o suficiente, mudava minha rota rapidamente para o “filho”.

Não estava no ápice de minha forma física, é verdade, mas ainda confiava em minha agilidade o suficiente para acreditar que era capaz de ganhar algum tempo de vantagem com uma mudança repentina de rota lutando contra homens como aqueles. O primeiro ataque de fato tentava atingir. Aproveitava-me da ideia de que os inimigos provavelmente pensariam que meu alvo fixo seria o inimigo mais antigo, devido a sequência anterior e tendo isso em mente tentava acertar o mais novo com um corte diagonal no peito, enquanto me posicionava de modo que o inimigo mais antigo ficasse dentro do campo de visão do meu olho bom.

Seguia então com a luta. Tendo acertado ou errado, agora fazia diversos ataques que não tinham a intenção de acertar, sendo mais uma finta que um ataque propriamente dito. Buscava desferir diversos cortes, que apesar de não acertarem tinham a intenção de não deixar o filho ter tempo de reagir com mais do que bloqueios e defesas. Por mais que achasse que ataques psicológicos não teriam a mesma força ali, esperava que um homem conhecidamente ameaçador como eu atacar o filho de um pai geraria alguma reação, ainda mais considerando que o filho sequer estaria passando por uma situação de risco se não fosse pelo progenitor.

Esperava que, de alguma forma, o pai fosse tentar defender sua prole. Seja me atacando ou defendendo o mais novo, imaginava que ele tentaria agir rápido para tal. Era dessa brecha que eu pretendia me aproveitar. Quando a arma inimiga viesse ao meu encontro, me jogaria para trás (ou para o lado), justamente por já estar esperando algo assim. Em meio a tanta movimentação, se eu desse sorte, ambos se atrapalhariam e trombariam devido ao fato do pai estar vindo com tudo. De qualquer forma, me aproveitaria desta esquiva para cortar na vertical o braço que o pai segurava a espada, seguindo de um golpe horizontal no pescoço caso a brecha surgisse. Voltaria a me afastar após, se possível, chutar a arma inimiga para longe.





emme

HP: 600/600 ll ESP: 600/600 ll STA: 300/300

Vício: 3/10

Objetivos:

_________________

Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2804-strauss-hakai#29767 Conectado
Oni
Pirata
Oni


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 0g5XGJQ
Créditos : 90

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyTer Abr 02, 2024 10:10 am

~ Sigam as borboletas Post 04~

Chocho Kimiko

O outro marinheiro parecia extremamente tímido e um tanto quanto covarde. Quando Chocho o chamou para o treino, ele tomou um susto com o leve aumento de voz dela, disfarçando com um sorriso. Negou com a cabeça. Logo após, sentou-se no chão e tirou uma espécie de forno de sua mochila, acendendo e começando a cozinhar arroz para fazer bolinhos. Eles claramente poderiam comer juntos em breve, quando se cansassem do treino. Ao mesmo tempo, ele era tão assustado que parecia ser perfeito para aquela vigília, pois qualquer barulho chamava sua atenção.

Então, sem mais preocupação, os dois começavam o treinamento de espada.

Chocho, menos enferrujada em seu estilo, foi com tudo para cima de Hiro, tendo desde o seu primeiro passo pensado.

Ao observar a possibilidade de um golpe direto em sua face, o marinheiro abaixou sua espada, deixando-a apontada para o chão, e observou bem a arma de Chocho. Ao largar o florete antes da estocada, a marinheira o chutava de volta para a outra mão. Da perspectiva de Hiro, ao ver a arma se deslocando no ar e as faces da lâmina refletindo o brilho do sol, era como assistir uma borboleta batendo as asas e planando de volta para a mão da adversária, o que o fazia arregalar os olhos de empolgação.

Dava um salto para trás, só que tarde demais, o que fazia com que um arranhão fosse feito na altura do seu fígado, rasgando sua farda da marinha naquele local.

— Eu vi esse estilo em algum lugar! Meu mestre me contou sobre ele! Droga, eu sou péssimo com nomes! Como se chamava mesmo... Hm... Maldição, é um dos estilos mais raros!

Após isso, Hiro ajeitava o queixo, arrastava um dos pés para trás e pegava o cabo de sua shinai com as duas mãos, parecendo ficar mais determinado. — Eu só lembro de como rebatê-lo. Acho que era... Hm... — Neste instante, voltava a segurar a arma com apenas uma mão, como se fosse um florete á sua frente, erguendo a mão esquerda atrás de si e ficando com a postura ereta. — Estilo Mimético da Espada Pura: Estilo da Aranha!

Avançando em direção a Chocho, ele deu quatro estocadas em alta velocidade. Algo na forma como puxava seu braço para trás rapidamente e no jeito como girava seu pulso fazia com que aparentasse que as quatro estocadas haviam chegado ao mesmo tempo, como que em um quadrado.

Desviando-se rapidamente, Chocho girava em torno de si e ia para o lado oposto do garoto, visando atacá-lo. Quando chegou lá, ele já estava virado para ela, com a mesma postura.

Quando menos percebeu, estava desarmada.

Ele havia acertado a espada dela com a ponta de sua shinai, de maneira tão rápida e em tantos ângulos diferentes, que Kimiko conseguiu enxergar o desenho de uma teia de aranha no ar.

Sua espada quicava sobre a grama e se afastava.

— Esgrima Real Chocho! Como em "borboleta"! Eu lembro! — Dizia comemorando. — Os movimentos são únicos. Belos e imprevisíveis. Como você conseguiu aprender isso? Meu Mestre me disse que apenas a nobreza conseguia. Esse é realmente um ótimo estilo! — Dava um sorriso. — Já o meu estilo se chama Estilo da Espada Pura. Meu mestre me mostrou o básico de quase todos os estilos de espada existentes, para que eu sempre tenha como evitar um estilo com outro que é sua fraqueza. O grande problema é que eu acabo só sabendo o básico, o que significa que qualquer um mais avançado pode me deter. Mas, um dia, quando o meu estilo florescer naturalmente, ele terá diversas influencias e será o meu estilo mais puro! — Fazia um sinal de positivo com o polegar no ar. — Ah! E o mesmo vale para você! Já que eu consegui te derrotar com o Estilo da Aranha, que foi criado no meio de revolucionários para derrotar o Estilo Chocho, significa que, assim que você superar o nível básico, conseguirá me derrotar com facilidade!

A partir disso, os dois prosseguiram no treinamento durante todo o dia. Diversas vezes Kimiko foi desarmada de supetão pelo estilo que parecia desenhar uma teia de aranha no ar, impedindo suas movimentações de borboleta e limitando sua capacidade com a espada. Certamente, quando derrotasse aquele garoto, seria o sinal de que havia voltado á sua maestria antiga.

Hiro tirou sua camisa da marinha e entregou para o terceiro marinheiro, que fez o favor de costurá-la de volta. Fizeram algumas pausas para comer bolinhos de arroz durante o dia e outra vez de noite.

O turno finalmente terminava e agora era o momento de voltarem para dormir, sendo substituídos por enquanto por outro trio.

Em um momento, enquanto retornavam, puderam ouvir rugidos do lado da floresta, próximo à cerca. Era como um enorme felino.


__________________________


HAKAI STRAUSS

Hakai fazia cálculos pragmáticos.

Então, rugia como uma fera caçadora em direção ao pai daquela dupla. Mas, de maneira perversa, como nenhum animal planejaria, se virava na direção do filho de surpresa.

O garoto, com o olhar enraivecido, bloqueava o ataque de Hakai com a espada. Ao mesmo tempo, o velho inimigo rangia os dentes e, sem precisar sair do lugar, já que os dois estavam próximos, pelo que também não tinha como acabar se chocando com o filho, fazia descer um corte diagonal nas costas do Almirante da Nova Marinha.

Ainda com a espada se chocanco contra a do mais novo, não conseguiu se esquivar com a velocidade que queria. Havia criado uma estratégia um tanto quanto insana de permitir ser pinçado pelos inimigos, recebendo ataque dos dois lados. Entretanto, como já estava esperando por aquilo, conseguiu dar um passo para o lado.

Desta maneira, recebeu em suas costas um golpe que lhe rasgou a camisa e lhe deixou um talho. Mas, ao mesmo tempo, seu pé que havia dado um passo para o lado começou a servir de pivô, permitindo-o girar em torno de si, e, enquanto a espada havia acabado de cortá-lo, ele já estava terminando sua movimentação em 360º e cortando o braço portador da arma por debaixo.

Tropeçou após sua movimentação, cambaleando para trás e derrubando uma mesa. Contudo, logo após, vendo seu adversário também cambaleando, recobrou o equilíbrio e disparou à frente, visando acerar seu pescoço.

O filho do homem acertou sua espada, correndo na direção do golpe, evitando que seu pai se ferisse. Então, levantou o cabo da arma e acertou-o no queixo de Hakai, jogando-o para trás, o que o fazia cair sobre uma barraca e desarmá-la, fazendo o tecido cair sobre si.

O pai do garoto se levnatava, apesar do sangue estar escorrendo em seu braço. Os dois estavam em guarda, ainda mais preparados para o retorno de Hakai.



Ficha Chocho:

Hakai:

_________________

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas N7yl9g2

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas T7y7CNR
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2958-sai-kyoumaru#30711
Wesker
Revolucionário
Wesker


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyQua Abr 03, 2024 11:58 pm






West Blue
Las Camp
05


Strauss Hakai
Sigam as Borboletas




- Hwahahaha - É claro que sentia frustração após ser atingido tantas vezes, mas isso não era o suficiente para segurar a risada. Por alguns instantes, enquanto estava afastado dos inimigos, parecia apenas um senhor amigável - Tenho que agradecer a vocês. Obrigado por ajudarem um velho como eu a tirar a ferrugem! - Dizia como uma provocação enquanto me levantava do chão.

Apesar de ter atingido o braço do inimigo conforme planejava, precisava ser muito mais rápido se quisesse que o plano de ataque que eu havia formulado funcionasse. Infelizmente, fui incapaz de fazer com que isso acontecesse. No momento atual eu esticava o corpo, como um alongamento, pronto para avançar novamente.

Estava velho e enferrujado, era verdade. Tão velho e enferrujado quanto as espadas que eu carregava. Apesar disso, sabia que mesmo com este corpo eu podia mais. Sabia que podia ficar ainda mais veloz, para que pudesse atacá-los com mais facilidade. Usaria esta luta para conseguir botar isso em prática.

Havia acabado o momento de sorrir. Voltava a avançar em velocidade máxima, tentando desta vez quebrar os limites estabelecidos anteriormente pelo meu próprio corpo. Os inimigos estavam com a guarda mais alta do que nunca, era verdade, por isso mesmo eu deveria criar uma brecha.

Como ambos estavam próximos, eu resolvia correr em círculos ao redor da dupla, tentando ser rápido o suficiente para não deixar que me atacassem com velocidade, tornando-me um predador que rodeia a presa. Quando encontrasse o ângulo correto, chutaria a mesa que havia derrubado anteriormente. A intenção era chutar o móvel na direção do pai, mais especificamente de seu braço anteriormente danificado para gerar uma certa dificuldade em sua defesa.

Assim que chutasse a mesa, começaria a avançar para aproveitar-me da brecha criada que eu esperava que, no mínimo, impedisse que um ajudasse o outro na defesa. Atacaria com a espada da mão direita mirando o pescoço do filho em um corte horizontal, um golpe que seria fatal e teria que ser bloqueado. A intenção, no fim, não era acertar com o primeiro ataque. O que eu queria ali de verdade era manter a lâmina inimiga ocupada para que este não pudesse bloquear o segundo golpe que vinha quase ao mesmo tempo, com a lâmina da mão esquerda. Em um corte horizontal, mirava o corte na região da cintura do filho, pouco abaixo do umbigo. Seguido do corte, continuaria correndo para trás do oponente a fim de me afastar novamente e ver o resultado do golpe.





emme

HP: 600/600 ll ESP: 600/600 ll STA: 300/300

Vício: 4/10

Objetivos:

_________________

Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t2804-strauss-hakai#29767 Conectado
Akuma Nikaido

Akuma Nikaido


Imagem : [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas 350x120
Créditos : 36

[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas Empty
MensagemAssunto: Re: [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas   [Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas EmptyQui Abr 04, 2024 7:26 am


Sigam as Borboletas
Marine:Chocho KimikoRelatório:
Localização:Las Camp4
Missão:Concluir missão da Marinha
Apesar da minha tentativa de enturmar o terceiro marinheiro, ele parecia mais pacato e não se comunicava muito. Era uma pena, mas aceitava. Sabia que forçá-lo a interagir era algo que EU queria, não ele. E logo mais começava o treino com Hiro. Agora mais ágil conseguia realizar um dos movimentos característicos de meu estilo de luta. Era surpreendida ainda assim com sua velocidade, que permitia-o escapar praticamente ileso, exceto por um... arranhão?


— Hiro-san, desculpe! Devo ter encaixado mal o protetor e não notei.Não era para ter te arranhado!


Mas de nada mudava estar ou não com o protetor. A partir daquele ponto, o modo de lutar do garoto modificava-se para algo totalmente novo e por mais que eu tentasse era completamente contra-atacada a ponto de passar pela segunda maior vergonha que uma esgrimista poderia passar: ser desarmada. Arfando, preparava uma congratulação ao rapaz quando ouvia sua própria fala. Imediatamente meu semblante mudava.




— Como assim criado por revolucionários? Hiro-san, quando eu disse que sou a princesa Chocho Kimiko, quis dizer exatamente isso...


Agora aperfeiçoar meu estilo era mais do que uma obrigação. Eu precisava melhorar e me aperfeiçoar a ponto de não permitir que os revolucionários me derrotassem. Várias e várias vezes eu perdia, mas usava o aprendizado anterior para entender melhor o estilo e aprender como não ser vítima fácil dele. Ao final de nosso treino voltava para mais uma rodada daqueles bolinhos de arroz feitos antes de retornarmos a nosso assentamento.


— Gochisousama deshita! Estavam deliciosos!


Sorria para o marinheiro, mostrando que apreciava sua dedicação e esforço. Enquanto caminhávamos de volta, aproveitava então para contar a Hiro sobre como eu era a princesa de Tsubasa, como aprendi a esgrima real Chocho com o melhor instrutor e como há 10 anos fui arrancada de meu lar devido a um coup organizado por revolucionários. Expliquei como passei esse tempo atrás de meu tio para que pudéssemos nos reorganizar e retomar o reino e como vim parar na marinha. Conseguia manter a expressão neutra enquanto contava tudo, exceto ao falar de meus pais, que sabia que a essa hora provavelmente estariam mortos. Conseguia conter as lágrimas, porém uma teimosa escapava.


— Estou te contando tudo isso mas por favor não fique comentando com os outros, ok, Hiro-san? Te confidenciei porque vejo em você um amigo.


Já em nosso assentamento, aproveitava para alongar uma última vez o corpo antes de esfriar, desenvolvendo-o o máximo possível. Fazia minha rotina de alimentação e higiene antes de arrumar-me para deitar. Dava boa noite a meu amigo e aprumava-me para ter um sono tranquilo. Amanhã seria um novo dia.


Objetivos:



Posts: 4Ganhos: Proficiência acrobacia
Perdas: -
Relações: Hiro (NPC criado): em construção
PdV: 600
STA: 600
Iniciativa: 4
 Acerto: 5
Reflexo: 7
OPA: 3
Dano CAC: 79  
Dano AD: 112
 Armadura: 10
Pen: 0
Mineração
Forja
Física
Anatomia
Mecânica
Vantagens:
Ambidestro
Atraente
Empático
Afinidade com haki
Criativo
Memória fotográfica
Prodígio
Talentoso


Desvantagens:
Ambição (espada)
Apegado  (reino)
Heroico
Perfeccionista
Extravagante
Honesto
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t364-chocho-kimiko https://www.allbluerpg.com/t1050p20-operacao-g-r-e-t-a
 
[Narrada/Fechada] Sigam as Borboletas
Ir para o topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissões neste sub-fórumNão podes responder a tópicos
All Blue RPG :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Las Camp-
Ir para: