Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Ragnar Hungpuh *

Yami
Imagem :
Ragnar Hungpuh * Giphy
Créditos :
25
Localização :
Alabasta - 7ª Rota
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t1413-hellhounds-5-darude-sandstorm
Yami
Avaliador
Ragnar Hungpuh * Seg Jul 04, 2022 12:38 pm

Ragnar Hungpuh




21

Masculino

Mink - Paquiderme

Marinheiro

Reino de Lódtä

Briss Kingdom

Direita

198 CM

200 Kg

1

250.000




Ragnar é um mink de grande estatura da ordem Proboscidea, sendo um adulto de cerca de um metro e noventa e oito de altura, e duzentos quilos bem distribuídos em massa e gordura por todo o seu corpo. Suas presas são bruscamente curvas em formato de “U” e tem, cada uma, trinta centímetros. Todo o seu corpo tem uma tonalidade cinza, e frequentemente, está machucado ou com marcas devido ao seu treino intenso nas acomodações da marinha.

Sua tromba é longa, começando mais grossa e afinando-se em seu comprimento. Suas orelhas grandes tem poucos pelos, assim como todo o seu corpo. Inclusive, ele possui cabelo, que frequentemente estão amarrados por uma tira que concede um coque espetado em coloração vermelho escuto. Além disso, seus traços são extremamente primitivos, lembrando muito um verdadeiro elefante.

Seu corpo é naturalmente musculoso, e geralmente, ele costuma mostrar o seu busto andando sem camisa por aí, ou pouco coberto. Exibe dois Kruang, um em cada braço, feitos de corda e extremamente grossos, e um Mongkon da academia dos seus pais, que costuma exibir em sua cabeça frequentemente, mesmo sendo um adereço utilizado principalmente em competições e coisas do tipo.


Ragnar é um lutador por paixão, odeia drogas, mesmo que todos os integrantes da sua família sejam envolvidos e trafiquem uma droga do Reino que o mink nasceu. É o tipo que gosta de jogos, de qualquer tipo, apostas, e jogos de azar; Acha divertido e frequentemente se pega apostando coisas com seus companheiros. No entanto, em combate é extremamente sadista, gostando de machucar seus oponentes com força avassaladora, além de geralmente, não querer demonstrar dor, ou qualquer sentimento de angústia no meio da luta, tentando, com unhas e dentes, passar a veracidade da frase: Eu vou te matar.

Além disso, ele é conectado diretamente com o estilo de combate que seu mestre desenvolveu, e foi para os Blues para propagar e demonstrar todo o conhecimento passado, até a morte do velho, numa forma de prestigiar e não permitir que todo aquele conhecimento marcial se perca. Segue a risca todos os costumes do Muay Thai, usando frequentemente seu Mongkon na cabeça mesmo que efetivamente, não participe de campeonatos de luta.

Ritualisticamente, realiza movimentos desse estilo com puramente o intuito de machucar, cessar agressão, ou neutralizar uma ameaça antes mesmo que ela se faça realmente presente. Seus movimentos, todos, são com o intuito de quebrar ou machucar gravemente, nunca "brincando" com seus oponentes. Tirando aos treinos sparring, aonde efetivamente, ele só mostra seus movimentos, padrões e evita colocar força, lembrando do que seu professor fazia com os alunos que tentavam "se mostrar"

Socialmente é extremamente pacifico, só partindo pra ignorância caso seja atacado, evitando diversas vezes inclusive, combates que não teriam sentido nenhum. E quando recebe dano, ou é atacado, nunca irá se esquecer do que aconteceu, memória de elefante, e a fim de nunca mais ser atacado por aquele ser, irá atacar, sem arrependimentos, com toda a brutalidade que consiga causar.


Nasceu em uma terra gelada, e pouco se sabe sobre sua família ou seus pais, mas, ainda quando pequeno foi encontrado por um grupo de exploradores que vagavam nos picos gélidos do país. Foi acolhido e levado para pacata vila aonde cresceu, e se manteve até os cinco anos de idade. Pra falar a verdade, a vida no campo, mesmo pacata era divertida. Mesmo diferente, sempre foi tratado bem pelos humanos que conheceu e interagiu, e mesmo por sua família era tratado como filho.

Mas, nem tudo que é bom acaba. Certo dia, descobriram uma forma de sintetizar uma erva alucinógena, e meus pais entraram de cabeça nisso, sendo um dos pioneiros, plantando e fabricando o entorpecente. Como a procura do substrato era grande, logo enriqueceram. Criaram um cartel e um real império sobre isso, agindo sobre as sombras para comercializar a dita droga. Com doze anos, tinha vida de rei. Comia as melhores comidas, vestia os melhores panos e me mantive extremamente acomodado nesse meio tempo.

No entanto, a vida não era um morango. Enquanto voltava para casa, depois de um dia inteiro brincando com meus colegas de reino, fui emboscado por três homens, eles simplesmente não gostavam de mim pela minha raça diferente, e com a premissa de enriquecer pedindo resgate para minha família, eles tinham todos os motivos possíveis para me sequestrar.

Mas, durante a noite, existia um senhor, já bem velhinho. Protegia os indefesos, e morando nas montanhas, calhou dele estar passando pelo distrito comercial naquele mesmo momento. O velho andava sem camisa, com duas cordas amarradas uma em cada braço, e um shorts curto, com uma escrita estranha e chamativa. Quando o vi lutar, parecia que cada soco, pancada ou mesmo facada que o corpo dele levava, não surtia efeito nenhum.

E cada golpe do senhor era destruidor, devastador. Usou de chutes diagonais, principalmente, e nocauteou todos os três em um período tão rápido que eu mesmo não consegui ver o que se passava. Ele me pegou no colo e me levou para casa. Mesmo que eu tivesse quase o dobro da sua altura e fosse minimamente, duas vezes mais pesado do que ele.

O leve pra treinar no meu centro de treinamento, num dos pés dos montes gelados. Ele precisa aprender se defender, ou hora dessas, vocês vão ver seu filho morto.

E isso marcou a virada de fases da minha vida, alguém que precisava ser defendido mergulhou de tromba nos ensinamentos que o velho tinha para me ensinar. Cada cotovelada, joelhada ou canelada que eu tomava, servia de aprendizado e deixava cada vez mais meu corpo duro para contato. Cada vez que o velho me espancava, todas as vezes que ele forçou meu corpo ao máximo, ele me moldou. Treinei até os vinte anos de idade, quando me graduei professor.

No entanto, pra falar a verdade, foi nessa mesma época que comecei a desenvolver um estilo característico que envolvia combate com uma característica peculiar do meu corpo em produzir eletricidade. Treinei, durante um tempo, para que conseguisse desafiar meu professor para um mano a mano. Mas, antes que essa hora chegasse, ele partiu dessa para melhor. Morreu dormindo, de velhice.

A partir dali, resolvi ir para um dos cantos do mundo, para que pudesse passar os seus ensinamentos e estilo característico para toda a criatura, para que todos conseguissem conhecer, no mínimo uma vez, as maravilhas que uma verdadeira arte marcial poderia proporcionar. De primeiro, meus pais não foram muito a favor da ideia, mas eles prometeram mandar dinheiro para que eu pudesse ficar bem durante minha estadia fora do meu país de origem.

Me alistei na marinha, e fui mandado para oceanos desconhecidos. Cerca de um mês de viagem, parando em diversas ilhas para conhecer diversas culturas. Parei no Reino de Briss, onde começaria os trabalhos, para subir na hierarquia e passar um pouco, para todas as gerações, do que meu mestre havia me ensinado. Tais como princípios que piratas nunca entenderiam, a abnegação em proteger aqueles que precisavam de proteção.

Marinha então. O que será que tens preparado para mim. Ó destino?









N/a

N/a








320

160

40

60

340


Agilidade50

Oportunidade de ataque3

Redução de dano5

Armadura0

Penetração0



Audição aguçada
Memória Fotográfica
฿ 1.500.000 - Sendo filho adotado de uma família quase totalmente de exploradores e aventureiros do reino de Lódtä, que enriqueceu manipulando a erva de Deolek e vendendo mundo a fora, recebe toda aventura uma ajuda de custo para bancar seus luxos e consumos.
Domínio da Forma Sulong
Precisão temporal
Idioma Silvestre
Exclusivo para elefantesinks elefantes tem presas afiadas com um alto potencial de perfuração que podem ser utilizadas como uma arma natural.



Preconceito
Atípico
Sensíveis ao calor
Forma Sulong
Você só ataca um adversário depois de sofrer dano do mesmo.
Sonâmbulo
Sadista
Vingativo


Lábia
Ameaça
Etiqueta
Furtividade
Jogatina


Ladrão










Mink Ryu: Esse estilo de luta é disponível como um estilo de combate básico apenas para minks. O usuário Mink Ryu é especialista em combate de curta distância utilizando de suas características raciais ao máximo, garras, presas, cauda, o próprio corpo do mink é a sua arma, podendo apresentar grandes diferenças e particularidades, tendendo ao mais primal do que técnico. Dentre suas armas destaca-se em principal, sua própria pelagem, sendo capazes de expressar em combate uma característica única dos minks, o electro, cuja capacidade está de gerar correntes elétricas poderosas para o combate.  Há a limitação no entanto de que ainda deve ser aprimorado e por isso, a eletricidade apenas se estende pelo corpo do mink e o mesmo não tem capacidade de expelir a eletricidade para fora de seu corpo. Este estilo de combate apenas está disponível para as restantes raças a partir do nível 6.

N/a

N/a

N/a

N/a

Atordoamento: 2, Sangramento: 1, Envenenamento: 1





Aqui irá ficar as informações atreladas ao grupo do personagem caso haja e qualquer outro dado relevante.


Menções nos jornais irão ficar aqui