Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Moda casual de luxoHoje à(s) 5:15 ampor  CatherineRen na Grand LineHoje à(s) 3:06 ampor  TerryProjetinho Fellas: O Vasco Sobe, Volta RibamarHoje à(s) 2:38 ampor  Masques[ Tumba - 1º Andar] Minks do BarulhoHoje à(s) 2:24 ampor  TerryCréditosHoje à(s) 1:47 ampor  PepeWorld Legacy ScarsHoje à(s) 1:45 ampor  Pepe I - Fool me onceHoje à(s) 1:23 ampor  Lyosha[ Tumba - 1º Andar] Os bons de guerraHoje à(s) 12:52 ampor  Kira[Tumba - 1º Andar] Casal da pohaHoje à(s) 12:03 ampor  Deep1º Caneco - Bottoms Up!Ontem à(s) 11:55 pmpor  Maka
Página 1 de 1
Ryoma
Ver perfil do usuário
Imagem : a
Créditos : 45
Localização : Sirarossa
RyomaAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t308-hany-g-drezat https://www.allbluerpg.com/t985-capitulo-i-cuidado-com-a-meia-noite
Matthew Carter Qua Jan 12, 2022 10:18 pm



Matthew Carter








Sobre o Personagem


Nome: Matthew Carter.
Idade: 19.
Género: Masculino.
Mão Predominante: Ambidestro.
Risada: HÔ HÔ HÔ
Altura: 4m.
Peso: 350kg.
Raça: Meio-Gigante.
Origem: Desconhecido.
Localização: Sirarossa – West Blue.
Grupo: Marinheiro.

Complementos



Aparência:
Matthew é um meio-gigante, possuindo uma estrutura física bem corpulenta e bastante volume e definição dos músculos. Assim, para os parâmetros da sua raça, o rapaz está em forma. Seu corpo todo é marcado por cicatrizes, exceto seu rosto. O rapaz possui olhos castanhos e sobrancelhas até que finas. Seu cabelo é preto e possui comprimento mediano, com algumas madeixas caindo sobre seus olhos. Um detalhe que possui, o jovem conta com uma pinta bem característica próxima ao lado esquerdo de sua boca. Sua voz grossa e sua risada espalhafatosa, fácil de ser arrancada do rapaz, tornam ele uma figura ainda mais extravagante. Sobre o que veste, Matthew gosta de usar regatas de cores neutras e shorts mais largos, exceto, claro, quando está vestindo sua roupa tradicional de marinheiro.

Personalidade:
Com certeza, altruísmo é a principal característica do meio-gigante. Ainda que possa muitas vezes sair prejudicado e machucado, Matthew entende que não há sentido em ser forte se não for pra colocar esse poder em função das pessoas que não tem tantas condições assim de se protegerem. Embora seja muito bom com aqueles que considera indefesos, também sabe ser mau com aqueles que merecem sua raiva. O rapaz odeia a injustiça e os malfeitores que abusam de seu poder para prejudicar a vida da população. Logo, mesmo que tente usar com temperança sua força, quanto mais repulsivo for o criminoso, mais a tendência é de que o meio-gigante venha a querer mata-los, antecipando o processo da justiça. Ainda que saiba que não é o ideal e esteja buscando se aprimorar, o sangue de guerreiro corre pelas veias dele. Mas fora isso, Matthew é um rapaz agradável para se conversar e conviver, sempre atencioso e otimista, com um coração bondoso e um bom humor que o tornam uma pessoa fácil de se gostar, sempre deixando sua gargalhada extravagante e retumbante escapar. Além disso, pelas atitudes corajosas e bem definidas, muitos consideram o rapaz um líder nato e uma referência, confiando nas suas ordens e seguindo suas orientações, mesmo que em situações casuais. Ainda que muitas vezes possa ser prejudicado por ser fiel aos seus valores, Matthew sempre irá ponderar o resultado de suas escolhas, sabendo que a hierarquia é importante, e que quanto mais conseguisse avançar na corporação, mais efetivas e contundentes seriam suas atitudes e ordens para a manutenção da Justiça. Logo, ele pensaria sempre sobre o benefício de fazer as coisas de seu jeito agora ou fazer de acordo com o seu superior e assim poder avançar até chegar a um ponto onde seria ele a dar as ordens.

História:


O encontro

Num dia ensolarado, um grande navio cortava as ondas do West Blue. Tudo parecia normal, e os tripulantes daquele navio, ainda que mal encarados, não pareciam apresentar nenhum perigo. Até que com a aproximação de duas embarcações da Marinha, o caos adentrou o navio. Atacar? Não atacar? Eles não podiam saber o que carregavam ali naquela embarcação, mas já era tarde. Os marinheiros, suspeitando do comportamento deles, decidiu averiguar a embarcação. E foi o suficiente para um embate começar, sangrento o suficiente para deixar baixas dos dois lados. Mas o quê Matthew tem a ver com isso tudo? Ele era um dos prisioneiros dos traficantes, que comercializavam, digamos, espécimes exóticos. Ainda uma criança, em torno de 4 anos, o meio-gigante ainda tinha “apenas” 1,80m de altura, com seus 70kg e músculos até que desenvolvidos. Naquele dia, sendo solto pelos marinheiros de sua cela, o garoto salvou um dos marinheiros se colocando a frente de um dos piratas, que tentava atacar por trás, bloqueando o corte da espada ao instintivamente cruzar seus antebraços frente ao seu tronco, empurrando com toda sua força a lâmina para trás e jogando longe o pirata. Aquele marinheiro, que teve sua vida salva por Matthew, era William Carter, um Tenente já de idade, um pouco distante de seus tempos áureos.

Um novo começo

Sendo o único dos meio-gigantes naquele navio, William Carter decidiu adotar Matthew. Embora tenha conversado com ele sobre seus pais ou sobre sua terra, o garoto disse que só conhecia a mãe, que também havia se tornado alvo do contrabando e enviada sabe se lá pra onde e sobre seu pai, apenas histórias sobre sua bravura, honra e força, sendo um nobre guerreiro. À respeito de sua origem, o garoto não sabia ao certo se havia nascido numa ilha de pessoas como ele, mas acreditava que sim. Sem ter certeza da origem do garoto e do paradeiro de seus familiares, William convenceu o garoto a permanecer com ele no Reino de Ilusia, se comprometendo a ensiná-lo e torna-lo um grande guerreiro, tal como seu pai. Aprendendo um pouco mais sobre a cultura dos meio-gigantes e das histórias sobre sua dignidade e força, William percebeu que muitos de seus valores eram compatíveis com o que se falava dos gigantes. Desse modo, desde sempre cultivou no garoto a disciplina e ensinou a ele que o mundo precisava de justiça. Ciente de que o heroísmo e o altruísmo eram condições herdadas, decidiu aprimorar isso no rapaz, explicando que a força de alguém não estava na capacidade de levantar peso ou de vencer disputas, mas sim na capacidade de proteger as pessoas que amamos e aquelas que precisam e devem ser salvas.

Os ensinamentos

Ao completar 13 anos, já com quase 3m de altura e com mais de 250kg, o garoto já possuía alguma experiência nas Artes Marciais. Embora fosse difícil encontrar oponentes do tamanho de Matthew, William fazia com que o garoto repetisse muitas vezes os movimentos, corrigindo sua postura e os golpes e se certificando de que, quando necessário, ele seria efetivo. Em relação as esquivas, o tenente percebeu que não eram o forte do jovem, então fez com que ele se dedicasse ainda mais a fortalecer o já privilegiado físico e rigidez que Matthew já herdara por ser um meio gigante. Desse modo, era comum que o garoto tivesse que aguentar muitos socos, chutes e demais golpes, desenvolvendo uma resistência ainda maior a dor, sempre enxergando o propósito daquele treino e jamais enxergando aquilo como um castigo, mas sim como um sacrifício, uma responsabilidade que o tornaria um formidável lutador, preparado para proteger e aplicar a justiça por onde fosse. Isso fazia com que ele estivesse sempre motivado a se exercitar, conseguindo manter um bom físico e aumentar sua força, resistência e volume muscular, garantindo a ele ir ao limite do que o seu porte avantajado permitia nos mais variados exercícios, como corridas, escalas, atividades de impactos, buscando sempre alcançar o máximo do seu potencial. Quando Matthew completou 15 anos, William, vendo que o garoto já sabia atacar com seus punhos e pernas de maneira efetiva, queria que além de contundente, o garoto usasse sua força para aplicar golpes cortantes também, além de proporcionar ao garoto um estilo de luta que era comum do seu povo, o machado. Gastando um certo dinheiro para forjar uma arma para o rapaz e muitos, muitos, troncos, o tenente incentivou Matthew a aprender a manusear o machado, levando livros e instrutores da Marinha para ensina-lo. Vendo que apenas aquilo não seria o suficiente, e querendo dar ao garoto uma oportunidade extrema para se desenvolver como um líder e guerreiro, William fez com que Matthew participasse de um treinamento preparatório para aspirantes a Marinha, algo não oficial, mas que serviu como base e contribuiu no alistamento e na carreira dos jovens. Assim, tendo um treinamento teórico de 6 meses sobre algumas táticas de sobrevivência, como caça e o preparo dos abates, liderança e outros comportamentos a serem aprendidos para manter-se vivo. O grupo que iria com Matthew seria dividido em dois: o de suporte e o de combate, sendo duas pessoas designadas para o suporte e 4 para o combate, sendo Matthew um deles.

Faculdade da vida: sobreviver e servir.

Assim, 6 garotos embarcaram rumo a Derlund, onde ficariam durante 1 ano, levando alguns suprimentos iniciais, tanto comida quanto ferramentas e uma arma para cada. As regras do treinamento era a seguinte: eles teriam uma provisão de comida para 3 meses e uma arma por ano. Caso a comida acabasse, teriam que esperar o novo semestre para receber a provisão, assim como novos equipamentos e itens médicos. Em relação a arma, se ela quebrasse, ficariam apenas com a mão nua para enfrentar os perigos de uma reclusa floresta. Além disso, se alguém morresse, os demais não seriam mais aceitos na Marinha, portanto decidiram que andariam sempre juntos. Chegando lá, foram alocados numa grande caverna, grande o suficiente para que Matthew entrasse e ficasse confortável. Lá decidiram dividir a comida igualmente, com uma porção igual por dia que durasse os 6 meses, e o resultado da caça complementaria a alimentação deles, essa sendo dividida proporcionalmente pelo tamanho dos rapazes, o que agradava a Matthew. Os primeiros dias foram cercados de tensão, com a tentativa de encontrar e mapear a região para marcar o lugar onde houvesse recursos, como água, árvores frutíferas e possíveis locais perigosos. As primeiras caçadas de Matthew estavam sendo difíceis, principalmente por sua dificuldade em se locomover entre as árvores de maneira sutil. Entretanto, a prática e o entrosamento do grupo foram melhorando com o passar do tempo, pegando animais cada vez maiores. Matthew ficava responsável pelo abate e preparo dos animais, dividindo suas partes e as armazenando. Ainda que conseguissem caçar, os dias eram cansativos e nem sempre havia tanta comida disponível, o que fazia que o rapaz não estivesse sempre no auge do seu vigor físico. Ainda assim, Matthew interagia bem com os seus companheiros, sendo considerados por todos ali um grande líder, principalmente pelo seu carisma natural e sua paixão por ajudar os outros. Boa parte do treinamento foi isso, alguns perrengues com comida, algumas intrigas internas que foram resolvidas com justiça e bom senso, mas o principal: os perigos de morte. O primeiro deles foi quando um urso adulto, que de pé ficava do tamanho de Matthew, os pegou desprevenidos. O pessoal do suporte e o outro rapaz do combate estavam um pouco mais distante, mas o urso não pararia enquanto não matasse todos ali. Matthew, num dia em que não havia se alimentado bem, estava com muitas dificuldades para vencer o oponente. Naquele momento, decidiu que apenas ganharia tempo para os demais, e ainda que morrer fosse prejudicar os demais a ingressar na Marinha, estaria honrado em permiti-los viver. Assim, o meio-gigante começou um embate com o urso. Naquele momento, sem o machado, Matthew percebeu que apenas técnica não seria suficiente e que ele precisaria usar o corpo todo para causar dano ao seu inimigo. E assim, após um bom tempo lutando sozinho e sofrendo com forte hemorragia, Matthew conseguiu nocautear o urso, caindo em seguida, após ir além do seu limite, demonstrando ser um indivíduo duro na queda. Outros embates foram importantes, alguns mais fáceis, utilizando o machado, outros tão dramáticos quanto a luta contra o urso, mas em todos Matthew saiu com a vitória: manteve-se seus companheiros longe do perigo. Passado 1 ano, Matthew visivelmente mais magro, havia aprendido a manusear bem seu machado e colocar em prática tudo aquilo que aprendeu no treinamento teórico, criando grandes amigos.

O caminho da justiça

Depois disso, com o retorno, o rapaz decidiu recuperar seu condicionamento físico, voltando a ganhar a massa muscular que havia perdido se alimentando mal em Derlund. Continuou realizando seus treinos de artes marciais e com o machado, assim como fez questão de continuar aprendendo sobre os temas que aprendeu antes de ir para o treinamento e desenvolver sua liderança natural. Cada vez mais estava certo de que assim como William, entraria na Marinha, onde faria o seu próprio estilo de justiça, um em quê a força fosse usada com responsabilidade e sabedoria para proteger pessoas inocentes e prender criminosos. Matthew aprendia muito com o Tenente, que contava suas histórias ao longo da carreira, mostrando que muitas vezes tomou decisões difíceis, entre fazer o certo para a corporação e o certo para os seus próprios valores, e disse que em todos esses anos, aceitou assumir os riscos de manter seus ideais e sua própria forma de ser justo. Contou sobre piratas que formou amizade, e que homens bons e maus existem em qualquer lugar, em qualquer grupo e que, portanto, às vezes seria necessário ter coragem para não se submeter aos maus colegas, assim como para ser tolerante com a bondade de alguns piratas. Já com 19 anos, e com a aposentadoria de Carter, Matthew decidiu que estava na hora de trilhar seu caminho na Marinha. Se despediu emocionadamente do tenente, e prometeu que até o fim dos seus dias buscaria aperfeiçoar seu entendimento de justiça e aplica-la sempre com bom senso, garantindo ao tenente que ele ainda o veria como um Almirante de Frota. Recebeu uma pequena quantia do mesmo, mas o mais importante, se comprometeu a usar o sobrenome de William, Carter, buscando honra-lo. Assim partiu para Sirarossa, onde se alistaria. Lá, passou por um exame físico, realizado com tranquilidade, e um teórico, já não tão simples para o rapaz. Entretanto, o mesmo passou no alistamento e antes de começar sua carreira e as missões, foi alocado para ajudar na infraestrutura do quartel, utilizando a força dele para ajudar a movimentar blocos, ou seja, serviços braçais internos. Matthew já estava contente por ter passado, mas aguardava ansiosamente por poder estar nas ruas praticando o seu dever e paixão, a justiça.

Características



Qualidades:
Ambidestro (1) Você possui uma destreza elevada, sendo capaz de dominar igualmente a coordenação de ambos os lados do corpo.

Duro de matar (2) Você continua consciente mesmo ao atingir uma porcentagem negativa de PdV, entretanto, ainda morrerá normalmente ao alcançar -21% de seus PdV.

Hipoalgia (2) Você tem uma tolerância alta a dor, essa qualidade não o torna incapaz de sentir dor, mas o torna extremamente capaz de resistir a ela. Em situações onde outras pessoas simplesmente desmaiariam, você é capaz de resistir. Essa qualidade não o torna de qualquer forma resistente aos danos, no entanto você se torna capaz de aguentar muito bem a dor e pode passar a idéia de ser muito mais resistente do que verdadeiramente é. Em termos mecânicos, você não reduz de forma alguma o dano que recebe.

Liderança (2)  Você é um líder nato, é capaz de conquistar o respeito e confiança de seus subordinados, quando você dá ordens, elas não são questionadas. Personagens seguindo suas ordens recebem bônus narrativo.

Vigor (Racial)  Os meio-gigantes possuem uma resistência física superior, assim sendo, reduzem todas as condições negativas relacionadas à exaustão em uma categoria.

Corpulento (Racial)  Os meio-gigantes possuem uma estrutura óssea e muscular superior, assim sendo, são uma raça extremamente resistente. Em termos de atributos, os meio-gigantes recebem uma redução de dano de 5%.

Defeitos:
Altruísta (2) Você constantemente coloca a vontade, os desejos e a segurança das outras pessoas sobre a sua.

Ambição (2) Você tem uma meta ou objetivo de vida claro e não mede esforços para alcançá-lo. Pode-se tratar de alcançar um posto, adquirir um objeto ou realizar uma mudança no mundo, você aproveitará toda oportunidade que tiver para se aproximar de seu objetivo: Chegar ao posto de Almirante de Frota.

Diligente (2) Você dedica sua vida para cumprir uma missão ou dever que acredita ser sagrado, não medindo esforços para transformar tal dever em uma realidade: O dever de Matthew é buscar aperfeiçoar e aplicar a justiça até o último dia de sua vida. Esse é o motivo pelo qual ele acorda motivado todos os dias.

Extravagante (1) Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.

Exótico (Racial) Você não sofre preconceito devido a sua aparência ser similar a de um ser humano comum, entretanto, você ainda é capaz de fascinar ou espantar alguns e possui um alto valor pelo seu corpo no mercado de escravos, o que é sempre um problema.

Sob medida (Racial) Você possui grande dificuldade para encontrar itens e consumir serviços que sejam apropriados para sua espécie, muitas vezes tendo que encomendar itens sob medida. Todo serviço comprado ou item consumido tem seu custo multiplicado por um valor entre quatro e dez vezes a depender da situação.


Atributos


Nível: 1
Experiência: 400

PdV: 7100
STA: 100

Força: 225 [+120 Raça] [+60 EDC] = 405 (Hábil)
Destreza: 202 (Regular)
Acerto: 50 [+120 Raça] [+60 EDC] = 230 (Regular)
Reflexo: 10 (Regular)
Constituição: 115 [+120 Raça] = 235 (Regular)

Agilidade: 120
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 5%

Conhecimentos



Proficiências:

• Atletismo;
• Briga;
• Caça;
• Preparo;
• Sobrevivência.

Profissão:
N/A

Mascote


Nome do Mascote
Animal: Raça e especificações de seu mascote.
Altura: Altura de seu mascote.
Peso: Peso de seu mascote.
Porte: Porte do seu mascote.
Raridade: Raridade do seu mascote.
Aparência: Aparência do seu mascote.
Personalidade: Personalidade do seu mascote.
Atributos: Foco de atributo de seus personagens.

Comandos:
Lista de Comando complexos que foram ensinados ao seu mascote

Estilos de Combate



Artista Marcial:
Artistas Marciais são especialistas em combates de curta distância, que fazem de seu próprio como arma durante as lutas, com chutes e socos, utilizam soqueiras, luvas, manoplas, botas, joelheiras e similares.

Bárbaro:
Bárbaros são especialistas em combates de curta distância, que se baseiam em força bruta e superioridade física para lutar, utilizam armas como machados, clavas, maças, martelos, mangual e similares.

Técnicas


Nenhuma por enquanto.

Projetos


Nenhuma por enquanto.


Haki da Observação


Não despertado.

Haki do Armamento


Não despertado.

Haki do Rei


Não despertado.

Berries: 250.000 ฿S

Itens



Cabeça:
- X -

Pescoço:
- X -

Tronco:
- X -

Braços:
- X -

Mãos:
- X -

Pernas:
- X -

Pés:
- X -

Inventário



10 U

Nome do Item:
Espaço:
Descrição:

Embarcações


Nenhuma por enquanto.

Menções no Jornal


Nenhuma por enquanto.

Photoplayer



Photoplayer:
Matthew Carter Assistir-baki-hanma-son-of-ogre-dublado-episodio-1-meus-animes-online

Universo Envolvente



Aventuras:

[url=link da aventura]nome da aventura[/url]
Extras:
[url=coloque o link aqui]Tipo (Conto/Inimigo/Evento/etc) - Nome do Tópico[/url]

Relações



Players:
[url=Link da Ficha do Player]Nome do Personagem[/url] - Relação com o Player

NPCs:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC

NPCs Importantes:
[url=Link com a Aparencia se existir]Nome do NPC[/url] - Relação com o NPC