Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
II - Sombras em SteveltyHoje à(s) 5:45 ampor  KerigusVoice of the SoulHoje à(s) 1:38 ampor  YamiOperação T.N.C.T.O.N.I.Hoje à(s) 12:17 ampor  VincentMary Van TasselOntem à(s) 11:57 pmpor  KerigusSharp Teeth and Hard Fists.Ontem à(s) 11:25 pmpor  ÀsManae LiebeOntem à(s) 8:42 pmpor  RyomaCatherine Petit Barozzi Nero BellarosaOntem à(s) 8:36 pmpor  RyomaHizumy Mizushiro MayanOntem à(s) 8:35 pmpor  RyomaPedidos de CargosOntem à(s) 7:56 pmpor  Arthur LancasterAs Crônicas dos Scavenger: A Leoa, o Louco, e o MudoOntem à(s) 7:45 pmpor  Arthur Lancaster
Página 1 de 1
Chesire
Ver perfil do usuário
Imagem : Masquerade  GRh51xf
Créditos : 25
Localização : Sirarossa
ChesireAdministrador
https://www.allbluerpg.com/t270-bjarke-hallet-flamesguard https://www.allbluerpg.com/t299-i-juros-simples#870
Masquerade Ter Ago 24, 2021 9:24 pm
MASQUERADE


INFORMAÇÕES


Nome: Masquerade
Sistema de Governo: Monarquia
Regente: Rei Ludovic Beaumont-Bressuire
Densidade Populacional: Alta
Religião: Nenhuma Predominante
Clima: Ilha de Outono
Temperatura Média: 13°C
Geografia: Masquerade é quase totalmente urbanizada, com grande parte da sua superfície coberta por uma extensa cidade com arquitetura gótica, com prédios altos e construções imponentes. A única parte não urbanizada são grandes campos nas laterais da ilha, onde vários alimentos são cultivados, e nem mesmo praias existem, pois as laterais da ilha são formadas por rochedos altos.






HISTÓRIA


A estrutura de poder de Masquerade, que antes possuía um nome diferente, é algo que se mantém desde sua fundação: uma família real e 5 famílias nobres, descendentes dos fundadores do reino de Varusia naquela ilha antes inóspita. Por mais que a família real seja aquela que comanda na ilha, com o rei tendo poder máximo e irrestrito, os nobres possuem dinheiro e terras, dando-lhes muita influência, de forma que tudo culmina no momento da coroação do próximo rei. A tradição estabelecida na ilha determina que o herdeiro ou a herdeira da família Beaumont-Bressuire, quando fosse assumir o trono como rei ou rainha, deveria se casar com um conjugue de uma das famílias nobres, preferencialmente o herdeiro direto. Dessa forma a linhagem real continuaria no poder, e se perpetuaria somente entre as famílias de sangue azul, garantindo sua pureza.

Esse modelo se manteve por gerações até que o grande escândalo da ilha aconteceu, iniciando-se quando o rei Antoine teve seu primeiro filho, o príncipe Jérémy Beaumont-Bressuire, após várias tentativas fracassadas. Entretanto, o único herdeiro da coroa nasceu com uma grave deformação fácil que o deixava terrivelmente feio, e por mais assustado que tivesse ficado, e por mais que tentasse, foi incapaz de ter outros filhos. Temendo pela continuidade da família real, primeiro ele ordenou que todos os espelhos do palácio fossem removidos, impedindo que o príncipe fosse capaz de ver seu rosto, e o mantendo confinado no palácio para que não fosse visto pelo povo. Por vários anos o povo se manteve em dúvida, sem ouvir nada sobre a existência do herdeiro, enquanto Antoine mantinha esperanças de conseguir um segundo filho. Apenas quando Jérémy atingiu 16 anos o rei percebeu que seu tempo havia acabado e não conseguiria produzir outro herdeiro, revelando então tudo para seu filho único. Pela primeira vez, Jérémy viu seu rosto, um rosto horrível e deformado que todos no castelo eram obrigados a aturar sem esboçar nenhuma reação por mais de uma década, e tudo começou a desmoronar. Enojado com sua aparência, o príncipe passou a usar uma máscara, e por mais furioso que estivesse com tudo aquilo, sabia que se tornaria rei e se casaria com uma das herdeiras de uma das 5 famílias nobres.

Para a surpresa da população, que começava a pensar que o rei Antoine era infértil e não havia sido capaz de ter filhos, o príncipe pela primeira vez deu as caras. Foi um momento de choque, mas a máscara que cobria seu rosto era a parte mais intrigante de tudo, fazendo com que boatos e histórias sobre a origem da estranha máscara começassem a se espalhar pelo reino. Os anos se passaram, e com o rei já velho, chegou a hora de Jérémy se casar. Apaixonado por Sofia, a filha mais velha da família Picardie, o príncipe conseguiu convencer o pai a escolhê-la para se tornar rainha. Sofia era querida tanto pelos nobres quanto pelo povo, por sua bondade, graciosidade e principalmente por sua beleza, e não foi surpresa quando ela foi escolhida para se tornar rainha, para a felicidade de todo o reino. Uma rainha como Sofia era tudo que poderiam sonhar, e a cerimônia aconteceu, mas por mais que as famílias nobres presentes protestassem, Jérémy se recusou a remover sua máscara mesmo no dia de seu casamento, usando na ocasião uma máscara que deixava apenas sua boca exposta, para concretizar o matrimônio.

O príncipe acreditava que quando estivesse casado, não haveria mais preocupações para si, mesmo com aquele rosto horroroso, mas quando chegou a hora da noite de núpcias e Sofia tirou sua máscara enquanto ele dormia, o destino do reino foi selado. Vendo aquela face monstruosa, a recém coroada rainha soltou um grito de horror, acordando todo o palácio, inclusive seu noivo, e fugiu aterrorizada, chorando ao descobrir a aberração que era seu marido. Enfurecido e humilhado, Jérémy mandou os guardas atrás de sua esposa, e logo na manhã seguinte decretou sua execução. O reino inteiro ficou em choque com o anúncio, algo que eles nunca pensavam que iriam ouvir, e puderam apenas assistir enquanto a mulher querida por todos tinha a cabeça arrancada em uma guilhotina. Sem querer admitir derrota, o então rei decidiu que iria se casar novamente, dessa vez com Rosalie, a irmã mais nova de Sofia, uma sequência de eventos escandalosa, mas naquele ponto Jérémy não se importava mais com as consequências de suas ações, e havia se tornado um tirano. Mesmo a contragosto, Rosalie se casou com o homem que mandou matar sua irmã, e também descobriu sobre o rosto do rei, mas ele estava preparado e não cometeria o mesmo erro novamente, e por mais que a nova rainha protestasse, foi calada e proibida de fazer o mesmo que sua irmã.

Como em uma garantia para que aquilo nunca mais acontecesse, somado com um forte rancor pelas ações de sua primeira esposa, Jérémy cortou todos os direitos que as mulheres possuíam na ilha, ação que causou fortes revoltas, em especial da parte feminina, mas que foi reprimida com violência através da fundação de um grupo leal a coroa e de métodos brutais que ficaram conhecidos como Les Misérables, instituindo um reino agressivamente patriarcal. Vendo aquilo tudo e sabendo da posição que ocupavam, os nobres decidiram apoiar o rei, pois sabiam que discordar dele e tentar confrontá-lo diminuiria a chance de que seus herdeiros ocupassem o trono, isso se não fossem banidos. Mesmo a família Picardie, que havia passado a ser mal vista pelos outros nobres, foi obrigada a baixar a cabeça e aceitar o destino de suas herdeiras. Durante todo esse tempo o domínio masculino foi se estabelecendo cada vez mais, tratando as mulheres como subalternas e educando-as para obedecer apenas, mesmo as nascidas nas famílias nobres.

Mas não parou por aí, e conforme os anos se passavam e a agressividade do rei Jérémy Beaumont-Bressuire foi se intensificando, ele começou a sentir que todos eram diferentes dele, tornando-se raivoso sempre que via o quão bonitas as outras pessoas eram, enquanto ele mesmo era deformado, e decretou a obrigatoriedade do uso de máscaras para toda a população, sob pena de morte. O reinado de terror de Jérémy durou muitos anos, até que morreu aos 96 anos de idade, e o tempo que esteve no poder foi o suficiente para estabelecer aqueles costumes na recém nomeada ilha de Masquerade, onde o uso de máscaras era obrigatório. Mesmo nas gerações seguintes, esses costumes se mantiveram rígidos, principalmente pelo apoio das famílias nobres, que para agradar a família real continuavam a reforçá-los.

Mesmo assim, certos pontos foram se suavizando com o tempo, em especial pelo surgimento de uma nova classe social. Os nobres, sem deveres e cheios de privilégios, viviam bem, aproveitando seus bens, em grande parte através de grandes festas organizadas para as famílias abastadas da ilha, não apenas os nobres, onde grandes bailes aconteciam. As máscaras só podiam ser tiradas em momentos pessoais, mas o desejo de ver rostos era algo que se tornou algo proibido e tentador, principalmente nessas festividades, culminando no surgimento das cortesãs como um grupo à parte. Essas mulheres já existiam, mas acabou instituindo-se que as cortesãs estariam isentas da lei das máscaras, podendo participar dos bailes com o rosto a mostra quando contratadas, exibindo seus rostos reais. Isso tornou as cortesãs pessoas muito importantes na ilha, se tornando um grupo estruturado sob a tutela da cortesã-chefe.




LOCAIS IMPORTANTES


Varusia

Varusia é o reino das máscaras, em que todos os moradores e viajantes são obrigados a vestirem máscaras o tempo todo em público, podendo apenas removê-las quando se está sozinho. Todos que chegam na ilha pelo porto, que é a única forma de chegar na ilha sem ter que escalar os rochedos, são recebidos por uma comitiva que informa sobre a obrigatoriedade da ilha, entregando-lhes máscaras padrões produzidas em grande quantidade, e instruindo-os a visitar o Mercado de Máscaras para comprar máscaras pessoais. As máscaras são feitas para que não saiam facilmente, presas firmemente à cabeça para evitar acidentes, e qualquer um pego publicamente sem o uso de uma máscara ou tirando a máscara de alguém à força é preso e condenado a trabalho comunitário. Em caso de reincidência, entretanto, e sendo julgada culpada, a pena se torna a Mascaração, uma cerimônia em que uma máscara de ferro específica dos condenados é grudada permanentemente ao rosto da pessoa, e ela se torna uma escrava, trabalhando o resto da vida nos Campos Comuns para as famílias nobres.

Palácio Real: O palácio real é o coração da ilha, onde a família real mora e todos os comunicados reais são anunciados. É muito alta, possui várias torres, e uma arquitetura gótica assim como as outras construções da ilha. Está sempre repleta de guardas que protegem arduamente o lugar, e só é possível entrar com um convite de alguém da família real.

Jardins Suspensos: Os jardins suspensos são a única parte verdadeiramente arborizada nessa ilha cinza e urbana. Se trata de um longo jardim disposto em uma região suspensa a pelo menos 100 metros de altura bem ao lado do palácio, considerado o local mais belo da ilha, e é onde muitos nobres e pessoas abastadas passam seu tempo livre, sendo o local mais fácil de se encontrar pessoas importantes na ilha.

Mercado de Máscaras: Quando qualquer um chega na ilha, caso não tenha trazido a própria máscara, o mercado de máscaras é a primeira parada. Disposto bem na frente do único porto da ilha, esse longo mercado vende máscaras de muitas cores e formatos, sendo o principal ponto em que a população no geral compra suas máscaras, um item indispensável do guarda-roupa. É onde se vende as máscaras mais baratas e comuns.

Noveau Visage: A maior e mais conhecida loja de máscaras da ilha, fundada por Claude, é onde todos que possuem dinheiro vão para encomendar máscaras artesanais. Claude faz máscaras belíssimas, de vários materiais difíceis, como cerâmica ou até mesmo ouro. Em Varusia, a máscara que você usa determina sua posição social e o quão bem você vai ser recebido, então para aqueles que querem desfrutar do bom e do melhor sem restrições na ilha, as máscaras de Claude são essenciais.

Galeria de Rostos: Para os Desmascarados, grupo fundado por rebeldes anti-máscaras que passaram pela Mascaração e conseguiram fugir do trabalho forçado, lutar pelo que acreditam se torna a única opção que lhes resta. Reconhecidos pelo exército revolucionário, os Desmascarados receberam ajuda externa em sua empreitada. A galeria de rostos é a base desse grupo, uma passagem secreta abaixo de uma ponte na borda da cidade, onde reuniram pelas paredes de pedra milhares de fotos e retratos de antes da lei das máscaras, um santuário onde podem ver rostos reais em vez de rostos artificiais.

Salão de Festejos: O centro dos maiores bailes da ilha, organizados pelas famílias nobres, é um grande salão oval grande o suficiente para acomodar centenas de pessoas, mesmo que não sejam muitos os que possuem influência ou dinheiro o suficiente para serem aceitos nesses espaços. Quando um baile ocorre, os nobres se reúnem para festejar, sendo um dos principais lugares de interação entre os herdeiros da família real e seus nobres pretendentes.

Lar das Cortesãs: Base das cortesãs da ilha, esse edifício é localizado bem próximo do salão de festejos, para que possam comparecer rapidamente caso sejam contratadas, o que é quase que uma regra para essas festas, já que das mulheres comuns é esperado obediência e compostura. Recebem grandes quantidades de dinheiros por estarem isentas da lei das máscaras, de modo que as cortesãs podem ir e vir sem problemas de quase todos os lugares na ilha mesmo que não tenham sido contratadas. Mesmo quando uma delas é pega sem uma máscara publicamente, o máximo que recebem é uma leve advertência, tamanha é sua influência. Também é aqui a base de um grupo secreto conhecido como Filhas de Sofia, fundado por Ève Chapelle, que vêem na bondosa Sofia a primeira vítima da estrutura patriarcal da ilha, e usam sua influência nos nobres para tentar acabar com o domínio masculino pelas sombras.

Quartel General G-107: Quando o rei Ludovic fez um acordo com a Marinha para possuir um Quartel General em sua ilha, a ideia foi vista como escárnio, em especial pelos marinheiros enviados para lá, afinal como poderiam identificar piratas e criminosos em uma ilha onde todos usam máscaras? Mesmo no caso das pessoas pegas sem máscaras, a guarda da própria ilha fazia questão de lidar com eles, exigindo que qualquer um deles capturado pela marinha fosse entregue diretamente à coroa. Se tornou claro que o objetivo do rei com o acordo era deixar a marinha cuidar dos criminosos comuns, batalhando para ter relevância na ilha, enquanto concentrava seus esforços em lidar com os Desmascarados, mas com a intervenção e apadrinhamento do Exército Revolucionário, foi decido que a marinha seria mais participativa no embate a eles, além da caça do serial killer que surgiu na ilha. Diferente do governo local, os oficiais da marinha não têm o costume de submissão feminina, já que em grande maioria vieram de fora, mas preferiram enviar apenas marinheiros homens para evitar conflitos diplomáticos.

Campos Comuns: Localizados nas laterais de Varusia, são grandes campos de terra preparados para a agricultura, e de posse das 5 famílias nobres da ilha, onde grande parte dos cidadãos trabalha. Parte do que é produzido fica para quem trabalhou, mas outra parte vai diretamente para os nobres, abastecendo-os ao ponto de não precisarem nunca se preocupar em trabalhar. É aqui que os escravos que passaram pelo processo de Mascaração trabalham após serem adquiridos por uma das famílias nobres.

NPC's IMPORTANTES

Ludovic Beaumont-Bressuire

Descrição: Ludovic assumiu o trono vindo da família Lyonnais ao se casar com Éloide, a filha única do antigo rei. Em sua época como nobre, se destacou por sua seriedade, sem participar dos bailes da ilha, sendo até visto como estranho, mas foi escolhido pelo antigo rei devido ao poder que possuía, que fez o antigo regente acreditar que ele seria o rei ideal para guiar a ilha, tanto em força quando e inteligência. Essas expectativas se provaram verdadeiras, já que foi em seu reinado que conseguiu se aproximar do Governo Mundial, conectando a ilha com o restante do mundo, e mesmo com todos os problemas que enfrenta em seu reinado, continua firme e focado em lidar com os traidores e fazer com que Varusia se torne cada vez maior e mais poderosa.  
Nível: 8
Estilo de Combate: Lanceiro (Alabarda)
Hone Hone no Mi (Fruta do Osso):
Categoria: Paramecia
Habilidades: Chamada de fruta do osso, permite ao seu usuário projetar ossos pelo corpo, criando armaduras e armas de osso de vários tamanhos e formatos projetando-os tanto para ataque quanto para defesa, mas quanto mais ossos cria, mais frágeis ficam, precisando consumir leite para devolver a força aos ossos.

Éloide Beaumont-Bressuire

Descrição: Filha única do antigo rei de Masquerade, Éloide foi criada, assim como as outras mulheres da ilha, para servirem caladas, mesmo sendo a futura rainha da ilha. Esse papel foi tão profundamente inserido nela que se tornou uma seguidora cega da ideologia patriarcal, obedecendo seu marido e fazendo de tudo para também disciplinar sua filha da mesma forma que ela mesma foi, parte disso por causa de um arrependimento profundo por ter engravidado de um plebeu na época que era jovem e inconsequente, antes de se tornar rainha, que quase se tornou um escândalo caso não tivesse sido acobertado. Tem uma aura arrogante, com nojo declarado dos rebeldes e de qualquer um que questione os costumes da ilha, e secretamente possui uma raiva velada das cortesãs, considerando-as tudo de ruim que existe na ilha pela influência que possuem.
Nível: 4
Estilo de Combate: Não Luta

Amélie Beaumont-Bressuire

Descrição: Primeira e única filha de Ludovic e Éloide, é a herdeira do trono, mas está destinada a não aproveitar o poder por ter nascido mulher. Foi criada de forma rígida pela mãe para seguir a tradição de subserviência feminina, mas ao contrário dela nunca aceitou esse destino, apesar de não declarar isso abertamente. Mesmo que de forma contida, luta para cada vez mais ganhar mais liberdade, e costuma sair constantemente do castelo sem avisar os pais. Em uma dessas fugas conheceu e criou uma amizade com Ève, sendo influenciada pelas ideias anti-patriarcado dela.
Nível: 4
Estilo de Combate: Não Luta

Gaël Arquette

Descrição: Membro do Governo Mundial e agente da cp8, Gäel Arquette recebeu a missão de se infiltrar no reino de Varusia como cidadão e ganhar a confiança do rei para que fosse escolhido como sucessor em seu tenebroso grupo secreto de assassinato. Fundados pelo odiado rei Jérémy, o grupo conhecido como Les Misérables são formados por 7 membros, chamados de Zéro, Un, Deux, Trois, Quatre, Cinq e Six, sendo Zéro seu líder, que porta uma coroa falsa na cabeça. São um grupo secreto que fazem todos os serviços sujos que os guardas e a marinha não fariam, e servem fielmente o rei, cometendo as maiores atrocidades secretamente sem reclamar. Às vezes também executam pedidos das famílias nobres, mas somente quando elas fazem uma audiência com o rei e pedem diretamente a ele que dê a ordem aos Les Misérables. O grupo possui sempre 7 membros, e quando um é morto, ele é rapidamente substituído por uma pessoa escolhida a dedo pelo rei. Gaël assumiu a posição de Quatre após causar sua morte em uma das missões do grupo, se juntando aos Les Misérables de modo a poder ficar de olho nos movimentos dele e para conseguir informações sobre os Desmascarados que o rei não divulga para o Governo Mundial, apesar do acordo entre os dois.
Nível: 7
Estilo de Combate: Ceifeiro

Laurent Picardie

Descrição: Atual herdeiro da família Picardie, que havia ficado mal vista durante entre os nobres durante regência de Jérémy, quando Sofia foi condenada à morte. Por mais que a família tenha sido capaz de se restabelecer e deixar aquele evento para trás, Laurent cresceu ouvindo a história da suposta traição de Sofia, mas em vez de desprezá-la como é educado para fazer, ele vê o que fizeram como uma grande injustiça, e nutre rancor pela família real. Ninguém de sua família sabe disso, muito menos seus pais, principalmente pelo fato de ser o maior pretendente da família pela mão de Amélie, mas deseja a mão da princesa apenas para consertar a história da ilha e acabar de vez com a visão má que criaram de sua antecedente, para limpar o nome de sua família.
Nível: 5
Estilo de Combate: Espadachim

Cédric Goësbriand

Descrição: Assim como Sofia foi muito adorada pelo povo antes de sua execução, Cédric nutriu uma fama parecida, ao ponto que é o pretendente que torcem para conseguir a mão de Amélie. O herdeiro dos Goësbriand tem o costume de passear pela cidade e interagir com o povo, mesmo à contragosto de sua família, usando o que pode de sua herança para ajudar os necessitados. Entretanto, por sua semelhança com Sofia, algumas pessoas acabam não confiando nele, acreditando na traição de Sofia e temendo que ele seja um traidor como ela. Mesmo sendo bondoso, cresceu aprendendo sobre a subserviência das mulheres, e é incapaz de ver problema nisso. Trata todos bem, mesmo as mulheres, apesar de insistir de forma branda que sigam os costumes, e não se sente confortável em abusar do poder que tem.
Nível: 6
Estilo de Combate: Espadachim

Mathieu Château-Gontier

Descrição: Conhecido como um dos mais peculiar dos herdeiros das casas nobres, Mathieu possui um senso de justiça distorcido, insistindo sempre em acompanhar e até mesmo liderar os guardas na captura de fugitivos, e possui uma fixação na captura do Risonho. Ninguém sabe ao certo porque ele age assim, mas o herdeiro da casa Château-Gontier parece expressar um profundo senso de responsabilidade, como se, sendo superior, devesse lidar com os problemas da ilha e liderar plebeus.  
Nível: 6
Estilo de Combate: Atirador

Julien Montalembert

Descrição: De todos os cinco herdeiros das casas nobres e pretendentes a se tornarem rei, o mais temido sem dúvida é Julien, um homem calado e misterioso, com um senso de superioridade que o faz usar do poder e influência que tem para deixar clara a diferença entre ele e os plebeus, mandando prender quem o atrapalha ou até mesmo que fale consigo do jeito errado, expressando certo sadismo. Muitos acreditam que Julien é o próprio Risonho, um boato que circula bastante nas ruas, mas os nobres sabem que isso é impossível, visto que vários assassinatos do serial killer foram executados ao mesmo tempo de festas em que Julien estava presente junto das outras famílias nobres.
Nível: 6
Estilo de Combate: Ladino

Olivier Lyonnais

Descrição: Desde que Olivier se tornou o herdeiro direto da família Lyonnais, foi o responsável por organizar a maioria dos bailes do Salão de Festejos, com um espírito festeiro que não quer saber de responsabilidades. Está sempre bebendo e festejando, e sempre está presente em todas as festas e bailes organizados na cidade, o completo oposto do atual rei, que também é dessa família. Por mais que Ludovic tenha esperanças de que Olivier pudesse se tornar um bom pretendente para manter sua família no trono, e até mesmo tente o estimular a isso, o herdeiro não tem interesse nas responsabilidades de ser rei, preferindo aproveitar a vida com os privilégios que recebeu de nascença.
Nível: 5
Estilo de Combate: Taekwondo

Capitão Dominique Plessis, A Asa da Noite

Descrição: Nascida em Varusia, Dominique é na verdade uma mulher, e viveu a vida toda tendo raiva do sistema, que exigia que ela fosse obediente aos homens, sonhando em ser algo mais. Quando Ludovic trouxe um QG da marinha para a ilha, ela viu nisso sua oportunidade, já que os marinheiros não tinham os mesmos princípios que os nativos da ilha de submissão das mulheres, então não verificariam seu gênero. Fingindo ser um homem e se aproveitando de seu nome unissex ingressou na marinha pelo quartel general da ilha e galgou patentes até se tornar a responsável pela marinha na ilha. Ninguém sabe que ela é na verdade uma mulher, nem mesmo seus subordinados no QG, e ela pretende manter as coisas assim para continuar tendo o respeito e a vida que sempre quis, sem a interferência direta dos nobres da ilha. Possui uma coruja chamada Nix que a ajuda a patrulhar a cidade, principalmente na caça do Risonho, que sonha capturar.
Nível: 8
Estilo de Combate: Espadachim (Duas Espadas) e Atiradora (Arco e Flecha)

Risonho

Descrição: Risonho é o maior mistério da ilha. Surgindo na ilha pouco tempo depois da inauguração do Quartel General, é um serial killer que ninguém teve sucesso em capturar, e segue fazendo vítimas diariamente na cidade. Todas as suas vítimas tem o rosto mutilado para exibirem um sorriso cortado nas bochechas, e tem suas máscaras substituídas por máscaras pessoais do serial killer, com apenas um grande sorriso. Ninguém sabe seus motivos, e parece atacar qualquer pessoa sem nenhum tipo de padrão, mas muitos acreditam ser o espírito vingativo de Jérémy, que voltou dos mortos para continuar seu reinado de terror. Atualmente a prioridade total da marinha da ilha está em sua captura, mas é extremamente furtivo, e sempre desaparece sem deixar rastros.
Nível: 7
Estilo de Combate: Ladino (Facão)

Ève Chapelle

Descrição: Conhecida como chefe das cortesãs da ilha, é ela quem dá as ordens no Lar das Cortesãs, e é venerada como a mais bela mulher da ilha. Como é uma das poucas que mostra o rosto, não é um título muito difícil de conquistar, mas sua beleza é realmente muito superior à das outras cortesãs, sendo venerada quase como uma musa, e mesmo sendo muito requisitada, raramente aparece pessoalmente junto das outras cortesãs. Secretamente é a líder do grupo chamado Filhas de Sofia, que querem acabar com o patriarcado, formado quase exclusivamente por cortesãs, só atende um pedido quando acredita que pode conseguir uma vantagem para sua causa. Se aproximou da princesa para influencia-la com seus ideais, e acabaram se tornando amigas, tendo fé que ela um dia será capaz de acabar com a condição das mulheres na ilha.
Nível: 6
Estilo de Combate: Ladina

Claude Heroux

Descrição: Claude é o maior artesão de máscaras da ilha, uma profissão extremamente respeitada e importante para a estrutura política de Masquerade. Está sempre em sua loja, Noveau Visage, fazendo máscaras de qualidade inacreditável, e atende principalmente as famílias nobres e as famílias reais, com muito orgulho pelo seu trabalho, ficando enfurecido quando alguém faz pouco caso de suas obras ou as menospreza.
Nível: 5
Estilo de Combate: Bárbaro

Simon Gerard

Descrição: Quase tão procurado na ilha quando o Risonho, Simon é o líder do grupo rebelde conhecido como Desmascarados, composto de ex-escravos que passaram pela Mascaração e por revolucionários que vieram para a ilha e se juntaram à causa deles. Foi um dos escravos nos Campos Comuns, e arrancou a máscara de ferro do seu rosto para fugir, assim como os outros que tiveram o mesmo destino e se juntaram ao grupo, arrancando parte do seu rosto com isso, e usando faixas para esconder a face mutilada. Eles aproveitam as leis de uso de máscaras para não serem percebidos pelos marinheiros e guardas quando vão executar suas missões, principalmente de resgate de escravos e ataques a estruturas de poder, vez ou outra atacando a loja de Claude pelo que ela representa. Por seus esforços, foi concedido a ele a patente de oficial no exército revolucionário, recebendo ajuda e apoio em sua cruzada quase obcecada pelo fim das máscaras.  
Nível: 8
Estilo de Combate: Pugilista e Taekwondo

Noémie Renouard

Descrição: Noémie é a filha bastarda da atual rainha Éloide, que a teve na juventude com um plebeu, gravidez que foi acobertada pela família real e, para esconder o ocorrido, foi viver com seu pai na cidade sem saber sobre sua mãe. Entretanto, quando já estava maior e seu pai ficou com sonhos de grandeza pelo sangue real de sua filha, ele foi assassinato pelos Les Misérables, mas como a rainha não era capaz de mandar matar sua própria filha, ordenou que cortassem suas cordas vocais para não mais poder falar e passou pela Mascaração, virando escrava. Foi libertada por Simon em uma de suas operações, tendo a máscara de ferro arrancada do seu rosto e passando a o venerar, com uma animação e felicidade incomum para alguém que passou por tudo que ela passou. Como não consegue falar, se comunica por sinais e por escrita, principalmente com o líder dos Desmascarados, que aprendeu língua de sinais e tem esperanças que ela seja a chave para mudar a ilha.
Nível: 6
Estilo de Combate: Chicoteadora (Faixas)


_________________

Masquerade  WcCcIuX