Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
[Kit] ChrolloHoje à(s) 1:29 ampor  HooliganColorsHoje à(s) 12:17 ampor  Shiori1v9 Kirinha Adventures - 1° EpisódioHoje à(s) 12:14 ampor  KiraMazushi: Por um punhado de berriesHoje à(s) 12:08 ampor  Wild Ragnar[Tutorial] VincentOntem à(s) 11:57 pmpor  VincentCréditosOntem à(s) 11:36 pmpor  HooliganTutorial - HooliganOntem à(s) 11:32 pmpor  Dio1º Chapter - Wild HuntOntem à(s) 11:22 pmpor  ÀsHere Comes The SunOntem à(s) 11:14 pmpor  RavenbornDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5Ontem à(s) 10:37 pmpor  Narrador De Eventos
Página 1 de 1
Milabbh
Ver perfil do usuário
Imagem : Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois Ezgif.com-resize
Créditos : 05
Localização : Flevance - North Blue
MilabbhAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t311-haru-kaplyanova?highlight https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#980
Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Jasmine J. Cousteau. A qual não possui narrador definido.

_________________

Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois QeMkXKw
Falta de Humildade:

Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois ABC
King
Ver perfil do usuário
Créditos : 00

ULTIMATE DESPAIR
Falas x Pensamentos x Devaneios

Minha nossa, eu finalmente cheguei, olá, reino de Illusia! Não esperava que a viagem durasse tão pouco. Mas havia, enfim, pisado em terra firme depois de um tempinho no mar. Illusia, esse é o nome da ilha aonde começará a história da garota que revolucionar o mundo. - Reino… Né não? - Indagava ao caminhar. Só de pensar um pouco no nome do local, algumas ideias maquiavélicas surgiam na imaginação. - Seria uma pena se algo acontecesse com a família real… Me tornaria um monstro aos olhos de todos. - E foi nesse momento que uma voz familiar surgia ao pé de meus ouvidos. “Se esqueceu da razão pela qual você está aqui?” Tom grave, com uma pitada em excesso de formalidade, as características marcantes do papai. De súbito, dei um leve tapa no meu rosto, balançando-o rapidamente, como se tentasse recobrar a consciência. - Verdade, pai! Meu foco aqui é a marinha. Virar uma marinheira de renome e chutar a bunda de uns criminosos por aí. - Eu não podia perder o foco. Por mais que atentar contra os governantes fosse uma ideia tentadora, meu foco é o que vai acontecer no longo prazo. “Me alistar na marinha, ganhar um pouco de prestígio, aterrorizar os criminosos e, por fim, trair meus companheiros quando menos esperarem, rumo a Grand Line." A empolgação ao imaginar meus próximos passos me fazia mordiscar o polegar esquerdo, com um sorriso diabólico no semblante. - VAI SER INCRÍVEL! - E terminava por gargalhar com um sorriso enorme, jogando os braços para trás da cabeça e continuando em frente, rumo ao meu objetivo.

- Pera aí…. Pra onde mesmo? - A ilha era uma novidade e tanto. Apesar de entender bem sobre a história do mundo, eu não sabia muito sobre esse reino em específico, o que tenho em mente é que precisava me alistar na marinha, mas onde e como eu faria isso? Disposição não me faltava, mas conhecimento? De certa forma, sim. “Não sou nenhuma garota engessada, daquelas cheias de vergonha ou mau humor, é só perguntar pra alguém!” E assim eu faria, procurando pela pessoa que parecesse mais desmotivada pelo horizonte, eu me aproximaria com um visível bom astral, retirando meus óculos e a fitando. - Ei! Companheiro, Camarada, compatriota! Tô um pouco perdida por aqui, pra que direção fica a central da marinha? Tô afim de ensinar umas boas maneiras pra pirataiada! - E finalizaria dando um soco em uma das minhas mãos, enfatizando meu objetivo por essas bandas. Bem correspondida ou não, eu vagaria pelas ruas pedindo informação até que alguém com o mínimo de senso de humor ou educação respondesse. Com as informações necessárias, não hesitaria em apertar o passo e ir correndo rumo ao meu destino. “Tudo começa aqui… Mal posso esperar!”

Claro, o que fazer em seguida já estava decidido, mas eu não conseguia me conter, então, até chegar ao destino final, eu não deixaria de observar bem para as peculiaridades da ilha, as pessoas, os locais… Tudo que, naturalmente, causaria um encanto aos olhos de uma estrangeira. Afinal, quando me tornasse o Desespero Absoluto, tudo isso não passaria de uma vaga lembrança na mente dos habitantes. Talvez, durante todo meu percurso, eu acabasse me encontrando com a figura do meu pai ou da mãe, um pouco desapontados com a minha falta de foco. Além de uma expressão exagerada de tristeza, por não poder aproveitar o que havia na ilha, eu não esboçaria mais reações. Enfim, eventualmente chegaria próxima do lar dos marinheiros e, com isso realizado, faria questão de ter uma entrada triunfal. “Nada mais digno para o Desespero Absoluto.” Reunindo fôlego, bradaria para que todos pudessem ouvir, colocando meus óculos-estrela de volta. - E AÍ RAPAZIADA! AONDE EU ME INSCREVO PRA BATER EM VAGABUNDO? - E observaria o local, até encontrar algo que se assemelhasse com um recrutamento, observando as estruturas e o contingente que abrigava meus companheiros...

Por enquanto.

Histórico:
Personagem: Jasmine J. Cousteau
Posts: 1
Estilo de Combate: Taekwondo
Qualidades: Destemida, Atraente, Prodígio, Carismática, Afinidade com Haki e Versátil (racial)
Defeitos: Extravagante, Bisbilhoteira, Ambição, Impulsiva, Louca e Compulsiva (1/10)
Proficiências: Dramaturgia, História, Acrobacia, Atletismo e Ameaça.
Pertences: 125.0000 Berries
Localização: Reino de Illusia - ?
Objetivos:


  • Virar marinheira e fazer umas missões aí
  • Bater em uns criminosos (se for do submundo, melhor ainda)
  • Aprender proficiências (a definir)
  • Talvez ir atrás de alguma qualidade
  • Diversão acima de tudo



_________________

Se a Jasmine tivesse uma voz...


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois DS0oIiS
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois 6Zsycwl
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910

Bater Primeiro, Perguntar Depois


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h






Reino de Illusia – West Blue
8:00h
Dia frio com céu nublado, 12 °C


Com o navio chegando finalmente em Illusia, Jasmine podia ver a ilha muito bem, as grandes planícies que comportavam a maior parte da população e as grande montanhas e natureza que ao longe iam ficando cada vez mais densas.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois AWnlj7p


Começando a andar após chegar a garota começava a cogitar sobre a sua ambição, ali seria o início de tudo, onde ela se transformaria no mal que o mundo precisaria, ela sabia que o mundo só estaria em paz quando um mal muito maior aparecesse, e ela seria ele.

Cogitando algumas ideias maquiavélicas e até mesmo matar a família real ela continuava andando, porem seu velho pai aparecia rapidamente em sua mente e a lembrava do grande motivo que estava ali naquela ilha.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois Host10


Pensando no grande potencial que seu plano teria entrando para a marinha, a mulher começava a gargalhar no meio da rua, algumas pessoas olhavam sem entender nada e outras até tiravam suas crianças de perto da maluca.

Porem havia ainda um grande agravante para o início de seu plano incrível, ela não sabia caralhos onde estava, afinal havia acabado de chegar nesse local novo, então desinibida como sempre ela chegava em um cidadão e perguntava.

Um homem com uma grande cartola, cachimbo e um bigode enorme parava e dava uma atenção a jovem, o cheiro que saia de seu fumo era forte, porém não era desagradável.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois F07588fd9706caf31c85ce7e18df4904


— Hmm? Ah senhorita na verdade você está mais próxima que imagina! Apenas siga essa rua até o final e você dará de cara com ele, você é bem animada chochochocho.

Ele retirava a sua cartola em um sinal respeitoso e se retirava, agora sabendo para onde veria ir, Jasmine apertava os paços em direção ao seu destino, porem mesmo com a pressa ela não deixava de notar as coisas ao seu redor.

Parecia que ela estava em uma rua principal da ilha ou algo assim, várias lojas e pessoas até bem vestidas andavam por ali, muitas crianças e bastante fumaça nos céus por causa das fabricas logo ao lado.

Agora a doidinha Jasmine via não apenas seu pai, porem sua mãe também! Ambos estavam um pouco decepcionados com a falta de foco da garota, afinal ela deveria o quanto antes ir cumprir seus objetivos!


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois Zo_o_h10


Finalmente de frente com o QG, ela podia ver um prédio de cinco andares rodeado por um pátio cercado por muros onde vários marinheiros treinavam incansavelmente, o portão de fora estava aberto e então entrando no prédio a garota fazia uma entrada triunfal!

Mas a recepção que ela esperava não era aquela, um sargento estava na sala bem no momento e olhava para ela com desprezo pelo grito.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois 1a35a7b200830f7becae4bfd773b2d8f


— Ou você é muito burra, ou muito corajosa para chegar na marinha querendo se alistar gritando e falando de forma tão leviana, porem você tem sorte, hoje mesmo nos vamos testar alguns recrutas e você se realmente quer se alistar vai estar no meio deles!

Ele se virava e arrumava todos em uma fila e dizia em voz alta.

— Certo agora iremos para o teste “pratico” para ver como vocês se saem, menos você garotinha, você vai fazer algo bem especial...

Ele sorria e todos olhavam meio que falando, boa sorte, ele levava ela até um local muito sujo, praticamente imundo, jogava apenas um balde e um pano velho e dizia,

— Você tem duas horas para deixar esse local brilhando, pode usar qualquer coisa deste quarto para te ajudar, porém não acho que terá nada por aí, boa sorte.

Ele saia feliz da vida, porem reparando melhor no quarto se dava para ver que ele além de escuro tinha várias tralhas ali dentro, mas uma vassoura estava ali no canto também, talvez desse para usá-la para varrer o chão imundo.


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico:
Post: 1
Perdas:

Ganhos:

Considerações:


_________________

Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois KMdYuOB
King
Ver perfil do usuário
Créditos : 00

IT'S CLEANING TIME!
Falas x Pensamentos x Devaneios


O reino de Illusia havia se mostrado um verdadeiro encanto! Não é qualquer um que tem a oportunidade de pisar em um lugar tão peculiar. Algumas pessoas pareciam se assustar com a minha presença, já outras me achavam um pouco simpática. “O que eu posso dizer? O Desespero Absoluto não passa despercebido!” Era realmente intrigante o quão luxuosa a região que percorria aparentava ser e, apesar da bela aparência, a fumaça cobria boa parte do horizonte, em especial as regiões mais altas. Eu mal havia pisado na ilha e já senti que esse reino marcaria as minhas memórias. “E eu tenho certeza que marcarei a história dele também.”

Minha recepção na marinha não havia sido tão calorosa quanto pensei. Claro, eu fui notada, afinal, como uma garota que nem eu passaria despercebida? Mas não da forma que esperava ser recebida. O jeito que me comportei causou um certo rebuliço em um dos marinheiros, por coincidência ou não, esse era o recrutador. Eu encarei sua apreensão com olhos arregalados, fingindo que me sentia amedrontada com suas palavras, assim como também levava uma das mãos à frente dos lábios, impedindo que um riso escapasse. “QUE CARA ENJOADO!” Eu certamente pegaria no pé dele assim que ganhasse um pouco de respeito por ali, caçoar de pessoas com pouca paciência é algo que me diverte bastante. Fomos arrumados numa fila e o estraga-prazeres fez questão de me destacar do resto, dizendo que meu teste seria especial. A seriedade em sua fala me deixava pronta para disparar outra zombaria. Levantei as mãos, como se fosse uma rendição, enquanto arregalava os olhos de forma bem caricata. – AI MEU SENHOR! – Gritei, para logo em seguida, desmontar a pose e seguir o marinheiro, tentando passar um pouco mais de seriedade.

Foi mesmo uma surpresa quando cheguei no chiqueiro que o marinheiro tinha a audácia de chamar de quarto. – CARAMBA! – A minha resposta ao presenciar a imundície toda foi de esfregar os olhos quase que imediatamente, desacreditando que aquilo fosse real. “Acho que nem me esforçando consigo chegar nesse nível!” O rabugento me dava um prazo para limpar aquilo tudo e, vendo o que havia disponível, eu sabia que não seria uma tarefa fácil. Ao perceber que ele havia demonstrado o mínimo de felicidade ao me colocar nessa saia justa, eu não conseguia me conter, e mandava outra provocação enquanto ele se distanciava. – Senhor... Eu entendi! Isso é algum tipo de treinamento secreto, né? OBRIGADO PELA CONFIANÇA! – E sendo correspondida ou não, fazia questão de aumentar o tom de voz e finalizar tudo com um aceno. Agora, o que me restava era lidar com aquela bagunça toda. Era um pouco desesperador ter que limpar tudo isso em um prazo bem apertado. – Eu nunca disse que o começo seria algo glorioso! É aqui que o desespero nascerá! – E colocando as mãos na cintura, comecei a cogitar como lidar com o problemão à minha frente.

Vendo que havia um balde, um pano e talvez uma vassoura mais no fundo, comecei a bolar uma estratégia de como limpar toda a sujeira. Primeiramente, eu procuraria por fontes próximas de água, se o marinheiro havia me dado um balde, talvez houvesse mesmo água por perto e se eu fosse mesmo sortuda para achar isso, encheria o balde sem pensar duas vezes. Em sequência, testaria se a vassoura que havia ali estava minimamente funcional. Com sucesso, eu utilizaria para limpar o piso de forma superficial. Após começar a faxina, eu utilizaria o pano para fazer o mesmo, uma leve limpada, só que nas paredes e teto, se houvesse alguma área difícil de alcançar, eu utilizaria dos meus conhecimentos acrobáticos para elaborar uma pequena gambiarra: Eu cobriria a ponta debaixo da vassoura com o pano e, usando alguma coisa que servisse de elevação, nem que fosse o balde virado para baixo, eu faria o possível para alcançar os pontos mais altos sem perder o equilíbrio, mesmo que isso exigisse estar na ponta dos pés, me contorcer, ou situação parecida. Depois de tudo isso, conseguindo a água, e quiçá mais produtos de limpeza, eu mergulharia a vassoura junto do pano neles e repetiria os movimentos anteriores, porém com um zelo maior.

E para ter certeza de que o cômodo estaria mesmo limpo, qualquer tralha que eu encontrasse ali dentro e parecesse dispensável, carregaria para o lado de fora sem pensar duas vezes, amontoando-os no canto mais oportuno que houvesse nas redondezas. – Isso deve ser o suficiente. – Mesmo uma alma empolgada como a minha se sentiria desgastada depois de fazer aquilo tudo. Depois de ter a certeza que estava tudo limpo, respiraria fundo e procuraria pelo mesmo emburrado que havia me atribuído a limpeza. Tentaria soar desiludida e mais cansada do que estava, só para quebrar as expectativas de todos mais uma vez. – Senhor.... E-eu.... CONSEGUI! O seu treinamento foi mesmo um sucesso, sinto o poder emanando dos meus dedos! – E faria um punhado de gestos com as mãos bem soltas no ar, com a mesma expressão jocosa de outrora.

Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois D1dd71c12879b00849e6fed2655a41e1dde994db

– Então é isso? Tem mais alguma tarefa pra virar marinheira, senhor.... Qual seu nome mesmo? – E continuaria a indagar um pouco mais. Já estava evidente que ele não gostou muito de mim e por isso mesmo suspeitava que as minhas tarefas não parariam por ali, suponho que seriam até mais exigentes que o normal. “E sendo sincera? Eu acho isso perfeito!”


Histórico:
Personagem: Jasmine J. Cousteau
Posts: 2
Estilo de Combate: Taekwondo
Qualidades: Destemida, Atraente, Prodígio, Carismática, Afinidade com Haki e Versátil (racial)
Defeitos: Extravagante, Bisbilhoteira, Ambição, Impulsiva, Louca e Compulsiva (2/10)
Proficiências: Dramaturgia, História, Acrobacia, Atletismo e Ameaça.
Pertences: 125.0000 Berries
Localização: Reino de Illusia - Central da Marinha
Objetivos:


  • Virar marinheira e fazer umas 2 missões
  • Bater em uns criminosos (se for do submundo, melhor ainda)
  • Aprender 2 proficiências (a definir)
  • Talvez ir atrás de alguma qualidade
  • Diversão acima de tudo


_________________

Se a Jasmine tivesse uma voz...


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois DS0oIiS
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois 6Zsycwl
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910

BATER PRIMEIRO, PERGUNTAR DEPOIS


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h






Reino de Illusia – West Blue
8:20h
Dia frio com céu nublado, 12 °C


O início da garota não era lá muito o que ela esperava, e parece que já era o centro de atenções de alguém que provavelmente não seria tão bom irritar, já que era seu superior direto ali dentro.

Quando ela fazia a primeira provocação o homem apenas suspirava, meio que pensando, talvez ela só seja burra, quando ela via a situação do quarto não podia de deixar de comentar sobre.

— Sim, caramba, boa sorte! Você vai precisar hmhmhmhmhmhmhmhm.

Ele ria de forma bem baixinha porem quando estava quase saindo do quarto Jasmine comentava sobre a missão secreta, que fazia apenas o homem olhar para trás incrédulo por um segundo, mas logo seguia seu caminho balançando a cabeça

Olhando tudo ela começava a procurar por água, e por sorte havia um banheiro ligado ao quarto e lá havia uma pia que poderia encher o balde quantas vezes fosse preciso para limpar toda aquela imundice.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois Original


Para sua sorte a vassoura parecia que funcionava bem, e agora com tudo o que precisava ela começava o trabalho não tão glamoroso assim, ela começava a varrer e tirava toda a sujeira superficial depois de um grande tempo.

Logo após ela começava a usar o pano para outras áreas e para sujeiras mais profundas, cada vez que o pano saia do balde ele voltava preto o que rapidamente sujava a água a fazendo tendo de trocar novamente.

Ela até mesmo limpava os tetos e paredes usando alguns moveis de apoio, aos poucos a grande maioria da sujeira já sumia, mas ela retirava tudo que ia atrapalhar e dessa vez limpava tudo de maneira mais zelosa e usava tudo ao seu favor.

Considerando que apenas havia usado, um balde, agua, um pano velho e uma vassoura descabelada o resultado ficava muito mais do que satisfatório e bem em cima da hora o seu superior voltava.

Cansada ela se sentia desgastada após tudo, porem tarefa dada era tarefa cumprida certo? Ela mais uma vez se comportava de uma forma totalmente incoerente na frente de seu superior, porem dessa vez ele ria.

— Ah poder fluindo pelos dedos hum? Fico feliz que se sinta assim já que isso não teve nada a ver com o processo de admissão de novos cadetes hmhmhmhmhmhmhmhmhm.

Ele ria de forma sádica e baixinho meio que rindo da cara dela, quase como se sempre fizesse isso com recrutas.

— Fazia tempo que não ria assim, bem agora que está com todo esse poder fluindo sobre seus dedos, você vai lutar contra um amigo meu, se conseguir vencer você pode me acompanhar em uma missão de teste, e por sinal pode me chamar de senhor Daisuke.

Ele mostrava para ela o caminho, ela podia ver vários marinheiros de alta patente gritando com pobres coitados mortos de cansados e esfomeados que não podiam parar de correr, até mesmo alguns que tinham que pagar continência para uma arvore já que ela era mais antiga que eles por ali.

Ela logo chegava lá fora e um ringue de terra estava ali, algumas armas de madeira estavam ao lado tendo várias opções, ele seguia até um homem e o apresentava.

— Este é meu amigo ruivo, porem para você ele é senhor Kat.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois 3a722c8a62867fb3a623f7b87bd19abe


O homem era alto, um olhar penetrante, várias cicatrizes e a roupa deixava todos seus músculos e elas amostra, seu cabelo longo e vermelho estavam amarrados por um tecido branco, e o cheiro dele era de alguma erva que recentemente havia sido fumada pelo mesmo com o cachimbo em sua cintura.

— HAHAHAHAHAHAHA, OLA GAROTA, VEJO QUE ESTA BEM? ENTÃO QUER ENTRAR PARA A MARINHA

Daisuke rapidamente antes que ele falasse tampava seus ouvidos, parece que ele já estava acostumado ao jeito gritante de fala do ruivo.

— Bom deixarei os dois aí e quando acabar eu volto e iremos para uma primeira missão simples.

— PERFEITO MEU AMIGO HAHAHAHAHAHAHAHA, VAMOS LÁ SE EQUIPE E ENTRE NO RINGUE, PODE ESCOLHER QUALQUER UMA DESSAS ARMAS DE MADEIRA, A LUTA VAI ATE ONDE UM DIZER EU DESSISTO OU EU ACHAR QUE VOCÊ É BOA O SUFICIENTE PARA PASSAR!!!

Ele entrava no ringue com uma espada de madeira bem grande e arrumava a sua postura em uma base não muito conhecida, e sacava de sua cintura uma garrafinha e uns fósforos, era estranho mas parecia fazer parte do seu estilo de luta.

Assim que Jasmine entrasse no círculo ele ficava mais sério que antes e apertava os olhos.

— QUANDO QUISER!!!! PODE VIM PARA CIMA!!! NO SEU TEMPO!!! VEM COM TUDO!!!


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico:
Post: 2
Perdas:

Ganhos:

Considerações:


_________________

Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois KMdYuOB
King
Ver perfil do usuário
Créditos : 00

DID YOU SAY BATTLE?!
Falas x Pensamentos x Devaneios




Limpar aquele cômodo imundo não foi fácil, mas assim como imaginei, não era nada impossível para aquela que estava destinada a destruir esse mundo. Com sagacidade e meu espírito animado, fiz tudo que era possível para transformar aquele lugar em um espaço minimamente agradável, faltando pouquíssimo tempo para a volta do ranzinza instrutor. E eu devo dizer, como ele estava diferente! O meu humor e provocações até faziam efeito no homem, mas não da maneira que eu esperava. Ele aparentava gostar muito do sofrimento que os recrutas passavam no processo de alistamento. Seja pelo bem ou mal, eu não me abalava com aquilo. Pelo contrário, o jeito excêntrico dele só me motivava a passar por cada provação que colocasse em meu caminho. “Que loucura, só tem doido na marinha!”

Quando ouvi que o próximo teste era uma batalha, senti os ânimos subirem pelo corpo, enquanto dava um pequeno pulo de deleite. – FINALMENTE! – Eu segui o mau humorado saltitante até nosso destino final e pude perceber que aquele lugar realmente era barra pesada. Os novatos estavam sofrendo em seus treinamentos e aquilo só me deixava mais ansiosa. “Eu também preciso sofrer, tenho que ultrapassar meus limites, dia após dia, noite após noite.” E eu sabia que meus pais também pensavam assim. Bem, pelo menos eles passaram a concordar comigo depois que morreram.

Não demorou para encontrar meu adversário. Ele parecia ser um membro calejado da marinha e, só de observá-lo uma única vez, já estava nítida a diferença entre ele e o senhor Daisuke. Ao perceber o entusiasmo do homem, abri um sorriso de orelha a orelha, um tanto quanto boba ao perceber que ele era mais parecido comigo. Enfim, tudo que eu deveria fazer é lutar contra o ruivo musculoso e depois seguir para uma primeira missão. Tudo conforme meus planos. “Eu me pergunto como vou me comportar... Talvez uma marinheira violenta? Zero tolerância com o crime? Isso certamente passaria uma mensagem para os piratas das redondezas...” Eu aproveitava o tempo para elaborar melhor meus próximos passos, e estava determinada a realmente despertar o medo no coração dos criminosos que enfrentaria. Porém, o que importava agora é que eu tinha um curioso adversário para vencer.

Armas de madeira e uma garrafa acompanhada de uns fósforos. Eu não fazia ideia do que o tal Kat poderia fazer com aquilo tudo, e essa imprevisibilidade só me deixava mais animada. Eu não possuía intenção de perder, pelo contrário, se eu conseguisse uma vitória contra o instrutor, isso certamente impressionaria os outros novatos, e já seria mais um passo dado em direção a farsa que planejava. Levando tudo isso em conta, comecei a agir, transpondo todo o ânimo que possuía com uma singela frase. Apoiando uma das pernas num objeto que encontrasse, a flexionaria enquanto apontava com as duas mãos para ela, sorrindo com os dentes a mostra. – Armas de madeira? POR FAVOR! Quem precisa de armas, quando se tem pernas como essa? – Em seguida, ergueria os braços no ar, também os flexionando e expondo um pouco da minha musculatura. – Ou braços como esses? – Após a pequena brincadeira, eu entraria no ringue de terra sem pensar duas vezes. Sim, além de desejar a vitória, eu queria fazer isso de mãos nuas. “O que eu posso dizer? Adoro quando as chances não tão ao meu favor!” e daria alguns pulinhos, já aquecendo para o combate. – Não te darei nada além do meu melhor, senhor Kat! – E após esbravejar, eu avançaria com toda a velocidade que meu corpo aguentasse para cima do adversário. Já fazia um tempo em que não lutava a sério, esperava que pelo menos observasse do que eu era capaz.

Mesmo sem compreender o que estava enfrentando, optei pela ofensiva. Sendo mais específica o meu plano seria realizar uma pequena finta para acertar o marinheiro em cheio. Baseando no que eu disse antes, ele provavelmente pensaria que eu sou uma lutadora que utiliza tanto dos pés quanto as mãos e, levando em conta essa hipótese, eu fingiria um soco em direção ao seu rosto com a mão destra.  E assim que notasse alguma resposta dele perante esse movimento, o verdadeiro golpe seria realizado: A perna esquerda seria levantada rapidamente, realizando um chute mirando as suas costelas. Antes de retornar meu pé ao chão, já aproveitaria que uma das pernas estava ao ar para sequenciar o movimento anterior, executaria um chute retilíneo em sua barriga. E os golpes não haviam sido aleatórios, meu objetivo era desnorteá-lo, quem sabe até fazer com que ele perdesse o fôlego, mas percebendo o espírito do homem, aquilo não seria nada. E se eu tivesse mesmo enganado o instrutor, já tinha uma piada na ponta da língua. – Nossa, não é que funcionou? Essas mãos ainda não servem para o combate, senhor! NYE! –

Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois 192a76eaed3a4f871bd566ab2a0a4e9c

Depois dos dois golpes a minha última tentativa seria retornar a perna ao chão, só para erguê-la em seguida, dessa vez no ponto mais alto que aguentasse. O objetivo final era um chute que acertasse bem no queixo de Kat. Claro, era bem provável que eu não tivesse sucesso em todas as minhas tentativas e, contando com isso, eu tentaria manter a distância entre mim e o marinheiro diminuta. Pensando em seu tamanho e na espada grande que empunhava, a distância seria um fator crucial para ganhar aquela batalha, mas não era a única coisa que importava. Eu ainda não sabia o que ele faria com aqueles objetos peculiares que havia sacado antes, então eu deveria me preparar para o pior. No caso de eu ser acertada de alguma forma, eu tentaria resistir a dor e prosseguir com o planejado. Se o ataque por ventura envolvesse sua espada, após ser golpeada, tentaria prender o objeto entre meu corpo e um dos meus braços e, me aproveitando disso, adiantaria a parte em que chutaria seu queixo.

Na possibilidade de errar mais golpes ou mesmo ser golpeada mais vezes, meu foco estaria, mais uma vez, em manter a distância curta entre nós. E me aproveitando disso, emendaria um chute para surpreendê-lo: Um preciso, e certamente doloroso movimento. Tentaria chutar a lateral de um de seus joelhos para fazer com que perdesse seu equilíbrio e, assim, poder continuar com a sequência que havia imaginado.

Baseada na minha intenção de suportar os golpes do homem e na maneira que se comportava, eu duvidava que a batalha se encerraria tão cedo, mas supondo que isso acontecesse, eu respiraria fundo, colocando as mãos na cintura e rindo para o adversário. – UAU! Você é muito mais legal que o senhor mau humorado! – E começaria a vasculhar os arredores com o olhar, a procura de Daisuke.



Histórico:
Personagem: Jasmine J. Cousteau
Posts: 3
Estilo de Combate: Taekwondo
Qualidades: Destemida, Atraente, Prodígio, Carismática, Afinidade com Haki e Versátil (racial)
Defeitos: Extravagante, Bisbilhoteira, Ambição, Impulsiva, Louca e Compulsiva (3/10)
Proficiências: Dramaturgia, História, Acrobacia, Atletismo e Ameaça.
Pertences: 125.0000 Berries
Localização: Reino de Illusia - Central da Marinha
Objetivos:


  • Virar marinheira e fazer umas 2 missões
  • Bater em uns criminosos (se for do submundo, melhor ainda)
  • Aprender 2 proficiências (a definir)
  • Talvez ir atrás de alguma qualidade
  • Diversão acima de tudo


_________________

Se a Jasmine tivesse uma voz...


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois DS0oIiS
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois 6Zsycwl
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910

BATER PRIMEIRO, PERGUNTAR DEPOIS.


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h






Reino de Illusia – West Blue
8:40h
Dia frio com céu nublado, 12 °C


Daisuke até ficava meio sem achar graça quando percebia que a garota não havia ficado nem ao menos estressada com tudo, quando ele a deixava com outra baba ele até mesmo suspirava em alivio e saia reclamando de algo.

— Argh como pode uma recruta ser tão animada para apanhar?

Ela finalmente conhecia seu “instrutor” e quando via as armas de madeira ela fazia uma brincadeira que deixava o homem mais animado do que é

— ISSO, VAMOS LUTAR DA FORMA QUE VOCÊ ACHAR QUE TEM VANTAGEM!! SE PREFERE USAR AS MÃOS E PÉS USE, EXATAMENTE, ISSO, PERFEITO, REDONDO!

Ela também começava a ficar extremamente animada e entrava no ringue e dizia palavras antes de começar seu embate com o marinheiro.

— SIMMMMMMMM PERFEITO!!!!! ME DE TUDO DE SI!!!!!

Em uma tentativa ofensiva de Jasmine ela saia em direção rápida ao seu oponente e fingia uma finta com um soco direto, porem ela logo usava seu golpe real que era um chute na costela, porem quem sentia dor não era o homem, parecia que ela estava chutando uma parede de concreto.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois 835c4576c2520b312f956d39a0af8d282f472bd9_00


Mesmo sem perder o ânimo ela continuava o primeiro golpe e chutava seu estomago porem era lançada para trás, ainda aproveitava e terminava com um chute no queixo do homem que o fazia sangrar levemente com um corte, e ele ficava estático com um sorriso no rosto, e quando ela comentava sobre sua estratégia ele respondia.

— HAHAHAHAHAHAHAHAHA MUITO BOM!!!! MUITO INTELIGENTE, SAGAS, SIM!!! MAS VOCE JÁ PODE PARAR DE BRINCADEIRA E ME ATACAR DE VERDADE AGORA!! PORQUE EU FAREI O MESMO!!

Os ataques de antes não pareciam ter surtido muito efeito contra o homem pedra, ele se aproximava em uma velocidade assustadora e acendia os fósforos em sua mão, dava um grande gole em sua bebida e cuspia um jato de fogo em sua espada que acendia em chamas.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois Fde1723ed62b5d189427aa6c5fe65631


Um corte reto era feito e o calor todo subia naquela arena, o homem de fato não estava pegando leve e não queria saber de brincadeira, a vida dela estava em risco ali, ele seria doido em matar um recruta?

O chão era destruído pelo peso incrível do golpe, por pouco Jasmine saia da direção do golpe, aproveitando a brecha ela se aproximava e chutava mais e mais o homem, a cada chute parecia que seus ossos de sua canela rachavam lentamente.

Ele rodava a espada mais uma vez, porém quando via que ia acerta-la ele a deixava de lado, porem o impacto ainda era surreal, o fogo que era espalhado no impacto gerava algumas queimaduras e ela era jogada para longe, e ele gritava bem alto.

— SE CAIR FORA DO RINGUE VOCÊ TA FORA DA MARINHA HAHAHAHAHAHAHAHAHA!

Por alguns milímetros ela conseguia se manter ainda ali dentro, mas ele começava a correr mais uma vez em sua direção quase como um touro infernal, sua espada em chamas era o que provavelmente trazia mais dor de cabeça.


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico:
Post: 3
Perdas:

Ganhos:

Considerações:



Última edição por Alexander III em Sab Jun 19, 2021 2:27 am, editado 1 vez(es)

_________________

Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois KMdYuOB
King
Ver perfil do usuário
Créditos : 00

DID YOU SAY BATTLE?!
Falas x Pensamentos x Devaneios




Eu poderia pedir por algo mais esplêndido do que a confusão que me encontrava? As chances de sair vitoriosa pareciam ficar mais nulas conforme o tempo passava. Minha tentativa de pegar meu oponente de surpresa acabou por surpreender ninguém além de mim mesma. Os chutes que dei naquele homem eram dolorosos, conseguia sentir meus ossos tremendo, alguns até mesmo pareciam que estavam prestes a trincar e se isso não fosse o suficiente, o marinheiro demonstrou o por que de carregar aqueles utensílios peculiares. Quando sua arma ficou coberta por chamas, a reação que tive foi de ficar extasiada, boquiaberta ao realizar a encrenca em que havia me metido. – Perfeito... – Era esse tipo de desafio em que eu buscava na minha jornada. Para me tornar o desespero absoluto, era preciso experienciar o desespero inúmeras vezes, e sempre sair triunfante do embate. Lidar com aquela espada não foi fácil e, por pouco, fui arremessada para fora da arena, condição que Kat reforçou ser importante para ser admitida como marinheira. Queimada, com dores e encurralada... Era mesmo uma batalha divertida.

“O que está esperando? A gente sabe que você consegue fazer isso!” Foi quando vi a imagem da minha mãe aparecendo no fundo do horizonte, acenando em minha direção com seu típico semblante sorridente. E ela estava certa, eu até não conseguiria derrota-lo agora, mas era só uma questão de tempo para alcançar seu nível, o que eu certamente posso fazer, nesse momento, é reagir a montanha de músculos que estava avançando até mim. Quem sabe passar no teste de admissão, também. “E falando em músculos...” Pode ser um engano dos meus sentidos, mas em todos os ataques que eu realizei contra o senhor Kat, o único que não senti meu corpo sendo ferido foi quando chutei seu rosto, além disso, foi a parte da ofensiva que realmente chegou a feri-lo, mesmo que fosse só um pouco. “Essa força toda vem dos músculos?” E uma teoria surgia em minha mente, se tinha algo que não faltava no marinheiro, eram músculos um tanto quanto hipertrofiados. Eu estando certa ou não, a melhor opção para ataca-lo ainda parecia ser seu rosto, por conta da ferida.

Sem mais delongas, decidi agir ao me dar conta que o ruivo realmente avançava com tudo em minha direção e minha resposta para isso seria fazer o mesmo que meu oponente. Correndo com um olhar focado no adversário, reuniria fôlego para abusar um pouco do espírito de luta do meu adversário. – SENHOR, EU SÓ CAIO PRA FORA SE EU TIVER MORTA! – E continuaria avançando, pronta para realizar meu primeiro ataque. Aproveitando do deslocamento que estávamos fazendo, pisaria forte contra o solo e me lançaria ao ar, elevando a perna canhota em conjunto, tentando acertar uma joelhada no queixo do marinheiro. Eu sabia que, por mim mesma, não tinha muita força para machuca-lo, então só mesmo com o impulso da corrida haveria chance de causar dano novamente. Em sequência, antes que perdesse impulso, eu colocaria minhas mãos sobre os ombros do marinheiro como forma de suporte para me impulsionar para frente e sair do canto em que estava encurralada. A maior ameaça seria ele me acertar com a espada, ou com as chamas que explodiam ao seu redor, antes de conseguir ataca-lo. Por conta disso, tentaria desviar me afastando da trajetória da lâmina com um pequeno pulo, seja para os lados ou mesmo para frente. No caso das chamas avançarem em minha direção novamente, eu retiraria meu casaco para utilizar como um escudo improvisado, arremessando-o no chão logo em seguida. – Nhe, nunca gostei dele mesmo. – E voltaria a caçoar da situação em que me encontrava.

Depois da primeira ofensiva, com sorte, eu teria acertado um golpe e tanto no instrutor, ou ao menos me teria reposicionado no campo de batalha. Continuando com meus planos, eu me viraria em sua direção o quão rápida conseguisse e, aproveitando do giro, realizaria um chute visando acertar seu rosto, em especial, as bochechas. Por fim, eu tomaria uma certa distância do homem, imaginando que seu ataque, assim como antes, começasse depois que eu parasse com os meus.

Supondo que um ataque viria, eu me manteria em posição de batalha, observando as próximas ações do marinheiro. Meu objetivo era, mais uma vez, pegá-lo com a guarda baixa e, para isso, eu tinha que esperar seu próximo ataque. Por enquanto meu foco estaria em desviar, bloquear aquela espada flamejante era impossível, então, assim que ele atacasse, eu tentaria esquivar do seu golpe para onde houvesse espaço no ringue, me jogando sem pensar duas vezes nessa direção. Em seguida, me colocaria de pé e tentaria realizar um pisão contra seu rosto e se fosse possível fazer isso enquanto me levantava, o alvo seria, mais uma vez, seu queixo.

E isso era o melhor que consegui pensar no momento. Se meus ataques se mostrassem pouco efetivos, tais como nas vezes em que tentei atacar o resto do corpo de Kat, tudo que me restava era focar na defensiva, em um constante movimento pela arena, na esperança de encontrar alguma falha nos movimentos do ruivo. Na hipótese daquilo tudo bastar para encerrar a batalha, eu coçaria a cabeça, fitando o meu futuro superior. – Não havia como eu perder, minha mãe tava torcendo pra mim, Nyeh! –


Histórico:
Personagem: Jasmine J. Cousteau
Posts: 4
Estilo de Combate: Taekwondo
Qualidades: Destemida, Atraente, Prodígio, Carismática, Afinidade com Haki e Versátil (racial)
Defeitos: Extravagante, Bisbilhoteira, Ambição, Impulsiva, Louca e Compulsiva (3/10)
Proficiências: Dramaturgia, História, Acrobacia, Atletismo e Ameaça.
Pertences: 125.0000 Berries
Localização: Reino de Illusia - Central da Marinha
Objetivos:


  • Virar marinheira e fazer umas 2 missões
  • Bater em uns criminosos (se for do submundo, melhor ainda)
  • Aprender 2 proficiências (a definir)
  • Talvez ir atrás de alguma qualidade
  • Diversão acima de tudo


_________________

Se a Jasmine tivesse uma voz...


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois DS0oIiS
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois 6Zsycwl
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910

BATER PRIMEIRO, PERGUNTAR DEPOIS


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h






Reino de Illusia – West Blue
9:00h
Dia frio com céu nublado, 12 °C


Após ver a espada de seu superior em chamas, Jasmine não podia fazer nada a não ser ficar ainda mais animada, o caminho que ela havia escolhido era aquele e quanto mais muros para ela quebrar mais forte ela ficaria.

Mesmo quase caindo do ringue ela ainda via sua mãe lhe dando forças para continuar, ela sabia que aquele sorriso significava que ela poderia vencer aquilo, então ela tem uma sacada brilhante, seu rosto era o único ponto em que ela não se machucava quando batia!

Enchendo seus pulmões vendo aquele “touro de fogo” indo em sua direção ela gritava algo que fazia ele sorrir e responder.

— ENTÃO TEREI QUE FAZER SEU CAIXÃO E UM LINDO ENTERRO!!! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!

Ela saltava na direção do homem, talvez não fosse a melhor estratégia considerando sua velocidade, mas uma joelhada era acertada em cheio no centro do queixo do homem, ele não diminuía sua velocidade apesar disso.

Jasmine acertava porem dava uma cambalhota forçada pela força que o homem corria e caia de costas no chão, não era a melhor forma de sair da enrascada, mas ela saia do perigo por enquanto, quando ele virava ela podia ver que seu maxilar estava levemente torto.

— HAHAHAHAHAHAHAHAHA, EGNTÃO VOSSE ENTLENDEU MINHA FAQUEZA!!!! MUTHO BUOM!

Ele pegava sua mão e encaixava seu maxilar que estava meio solto, ele logo pegava sua espada e tentava um ataque direto em Jasmine que logo já estava preparada, ela pulava para frente em diagonal, enquanto esquivava do golpe e se aproximava ela usava seu casaco para se proteger das chamas que voavam em sua direção.

— HAHAHAHAHAHAHAHA SAGAZ MAS MINHA ESPADA NÃO É MINHA ÚNICA ARMA!!!

O homem agarrava ela pela testa, sua mão era tão grande que quase tocava a parte de trás de sua cabeça, mesmo sendo segurada ela ainda conseguia desferir mais um chute em sua bochecha que dessa vez soltava o maxilar do homem de vez.

— HAHAHAHAHA!!! OEAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!

Ele a segurava com força e então pulava e abaixava com toda a força esmagando sua cabeça contra o solo, um grande vórtice de fogo e vento se formavam e por um segundo a recruta podia sentir como se um elefante estivesse esmagando seu crânio.


Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois Omake+Gif+Anime+-+Boku+no+Hero+Academia+-+Episode+49+-+All+Might+United+States+of+Smash


— JÁ CHEGA SEU DOENTE VOCÊ TA MALUCO ELA É UMA RECRUTA PORRA!

Uma voz familiar era escutada por Jasmine que logo em seguida apagava por alguns segundos e acordava deitada em um banco já toda enfaixada, o ruivo estava de cabeça abaixada com o maxilar solto enquanto Daisuke brigava com ele.

— VOCÊ TA LOCO PORRA, NÃO ERA PRA ESMAGAR A CABEÇA DELA ASSIM TU SABE QUE TU É FORTE PRA CARALHO DOENTE!

— MAA ELA FOOI A PRIMEIIA A ME MACHUKA ACCIM!!

— FODA-SE SEU MANIACO EM BATALHA, ELA AINDA ERA UMA RECRUTA!

Quando os dois percebiam que ela já estava acordada eles arregalavam os olhos considerando que ela era até que bem resistente, o ruivo finalmente concertava mais uma vez seu maxilar mas ainda continuava meio torto.

— HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA, OCE FOOI INCKIVEL!!

Daisuke ficava com a mão na testa meio pensativo com tudo que havia ocorrido, e o Kat sorria de orelha a orelha.

— NEHUM RECUTA MACUCOU EU AFFIM ANTHES!! OCE TA APOFADA!

O outro superior levantava o dedo indicador como se fosse acrescentar algo, mas logo murchava e ficava em silencio.

— Bem considerando que tudo ficou “bem” no final não irei reportar nada disso, bem mesmo que eu não concorde muito Kat quis ser seu superior direto neste tempo que você ficar aqui na base então bem, boa sorte nova marinheira e parabéns pela admissão eu acho...

Ele saia coçando seus cabelos pretos meio confuso com tudo, o ruivo se abaixava com um sorriso muito animado na cara.

— ENTHÃOO MARRINERA OCE HOGE TA DESPHENSADA!! LUTHOU BIEM!! AGHORA VÁ DESCANSHARR E RESORFER COISAS, AMANHA OCE VORTA!! EU FOU ARRUMAR MAXILHARR!

Ele saia mexendo em seu queixo meio desconfortável e por mais que a cabeça doesse pelo menos ela havia ganho um dia de folga e finalmente havia entrado na marinha mesmo que não fosse muito padrão daquela forma.


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico:
Post: 4
Perdas:

Ganhos:

Considerações:


_________________

Trigger Happy Havoc - Bater Primeiro, Perguntar Depois KMdYuOB