All Blue RPG

Um RPG narrativo baseado no universo de One Piece, obra criada por Eiichiro Oda.
 
InícioCalendárioFAQProcurarMembrosGruposRegistarEntrar
Últimos assuntos
» Crie sua Forma Zoan
Momoiro Emptypor Kenshin Hoje à(s) 8:36 pm

» Crie seu Estilo de Combate Único
Momoiro Emptypor Pippos Hoje à(s) 8:18 pm

» Criação de Habilidades Passivas
Momoiro Emptypor Pippos Hoje à(s) 8:00 pm

» Yuno
Momoiro Emptypor Jean Fraga Hoje à(s) 7:35 pm

» Criação de Profissão Personalizada
Momoiro Emptypor Kenshin Hoje à(s) 5:31 pm

» RP Player - Doodles
Momoiro Emptypor Kenshin Hoje à(s) 3:40 pm

» Shang Zayang & Xia Ziyin
Momoiro Emptypor Kenshin Hoje à(s) 3:40 pm

» [Ficha] Koko
Momoiro Emptypor Blind1 Hoje à(s) 12:17 pm

» Ficha de Chocho Kimiko
Momoiro Emptypor Akuma Nikaido Hoje à(s) 11:19 am

» Drak Skarhall
Momoiro Emptypor Blindao Ontem à(s) 6:58 pm

» [RP Player] Elsa Volkerbäll
Momoiro Emptypor Às Ontem à(s) 4:12 pm

» RP Player - [Ficha] Apollonia D. Lupertazzi
Momoiro Emptypor Kenshin Ontem à(s) 1:30 pm

» Apollonia D. Lupertazzi
Momoiro Emptypor Kenshin Ontem à(s) 1:30 pm

» RP Player [Ficha] Kira
Momoiro Emptypor Kenshin Ontem à(s) 1:28 pm

» Nero Warcry
Momoiro Emptypor Kenshin Ontem à(s) 1:27 pm

» [Ficha] Kidolegends
Momoiro Emptypor Kidolegends Ontem à(s) 12:53 pm

» Morgana Pendragon
Momoiro Emptypor Mizzu Ontem à(s) 12:02 pm

» [FICHA] RyanLeTony
Momoiro Emptypor Mizzu Ontem à(s) 11:12 am

» [Ficha] Crisbella Rhode (Em construção)
Momoiro Emptypor Mizzu Ontem à(s) 11:08 am

» Ficha - Ineel (Em construção)
Momoiro Emptypor Mizzu Ontem à(s) 11:07 am


------------
- NOSSO BANNER-

------------


 

 Momoiro

Ir para baixo 
AutorMensagem
Sasha
Rank B
Sasha


Imagem : Berserker
Créditos : 9
Localização : Rota 6 - 4ª Ilha Vedde

Momoiro Empty
MensagemAssunto: Momoiro   Momoiro EmptySáb Mar 25, 2023 10:51 am

Momoiro




INFORMAÇÕES

Nome: Momoiro
Sistema de Governo: Monarquia Eletiva
Regente: Symone Zahara
Densidade Populacional: Média
Religião: Nenhuma predominante
Clima: Ilha de Primavera
Temperatura Média: 28ºC
Geografia: Com fauna e flora rosa e afeminada, Momoiro possui 4 pequenos montes rodeando uma montanha maior, todos em forma de coração, cobertas por florestas e habitadas pelos animais da ilha. No nível do solo, a ilha é coberta por florestas e pradarias cor de rosa, com animais tão afeminados quanto seus habitantes.








Momoiro não seria nada sem Ruby Red. Antes da chegada da fundadora do Reino Kamabakka na ilha, Momoiro era apenas uma ilha isolada da Grand Line, com uma fauna e flora peculiar cor de rosa e animais afeminados, mas sem nenhuma civilização, abandonada à vida selvagem. Sem o dedo do Governo Mundial, entretanto, a ilha rosada foi vista pelos exilados e perseguidos do Governo como o local perfeito para se refugiarem e viverem em paz fora do radar da organização que dominava o mundo inteiro, mas a vida era precária, vivendo em pequenos acampamentos improvisados e sobrevivendo como podiam. Um dia, a futura rainha da ilha chegou, como uma salvadora, atraída pela peculiar ilha, a qual escolheu para fundar seu reino, e encontrou essas pessoas, divididas e desesperadas, à procura de um lugar para viver. A chegada daquela que passou a ser chamada de Mama Ru pelos habitantes foi um grande ponto de virada não só no destino daquela ilha, mas também para todos que lutavam contra o Governo Mundial, pois com a ajuda das pessoas que encontrou ao chegar na ilha, organizou-os em um esforço coletivo mútuo para fundar o Reino Kamabakka, sendo a líder que todos eles precisavam naquele momento de dificuldade, dando-lhes propósito, e sendo venerada quase como uma deusa por aqueles que haviam perdido tudo.


O que começou de forma pequena e singela, devido ao trabalho duro daquelas pessoas dedicadas a transformar aquele lugar em seu lar, se tornou algo maior quando começaram a desenvolver para a exportação a agricultura, focando-se no maior bem daquela ilha: as flores. Crescendo principalmente nas Cordilheiras do Amor, a ilha possui uma quantidade inimaginável de flores, até mesmo algumas espécies nativas únicas, que começaram a ser cultivadas no nível do mar em grandes campos floridos para serem vendidas para outras ilhas, e principalmente devido às espécies únicas, foram conseguindo desenvolver uma base econômica a partir dessa prática inusitada, que começou a atrair casais que queriam aproveitar o clima romântico da ilha.

O grande reino foi enfim fundado em pouco tempo, com uma arquitetura delicada e bem feita, ao ponto que quem havia ouvido falar de Momoiro poucos anos antes mal conseguia acreditar que algo assim havia sido feito em tão pouco tempo. Admirando a graciosidade da regente, muitos viram nela sua inspiração, tornando-se okama como ela, mas não qualquer tipo de okama, uma vertente única e inovadora inspirada totalmente em Ruby Red: as dragkamas. Com caráter performático através das características exageradas de gênero, as dragkamas dominaram a ilha com suas maquiagens pesadas e adereços espalhafatosos, dedicando-se de corpo e alma para Mama Ru, e chamando atenção do mundo, de modo muitos okamas ao redor do globo também ouviram falar da ilha que havia sido construída, chamada por todos de Paraíso Travesti, e se mudaram para lá, aumentando sua população de apenas um pequeno grupo de exilados devotos para uma quantidade surpreendente de okamas, todos reverenciando Ruby Red, sua grande unificadora e primeira rainha do Reino Kamabakka.

Com a proliferação das dragkamas, seja pelos antigos exilados políticos que viam em Mama Ru sua musa inspiradora que lhes deu propósito, pelos okamas que vieram para a ilha e se identificaram com a vertente ou simplesmente por pessoas que se viram movidas pela liderança, bondade e generosidade da rainha okama, o recém fundado reino de Kamabakka começou a atrair atenção. Por ter um caráter performático, muitas dessas dragkamas se trajavam com roupas exageradas que chamavam atenção, recebendo os olhares em especial do Reino de Briss e do Distrito da Informação. Em pouco tempo a ilha se tornou palco de espetáculos grandiosos protagonizados pelas dragkamas ou qualquer um com coragem o suficiente para vestir figurinos de gostos duvidosos, estabelecendo uma relação comercial duradoura com a ilha da moda do South Blue, na qual seus estilistas mais promissores enviavam suas coleções mais inovadoras e experimentais para a Grand Line para serem expostas nas grandes passarelas da ilha, tudo documentado de perto pelo submundo, que viu grande potencial na glamourização das dragkamas. Dentre todos,

Em poucos anos Momoiro se tornou de uma selva inabitada para um dos maiores polos da moda do mundo, tudo graças à liderança de sua rainha, mas tudo começou a desandar quando Ruby Red, com sua imensa compaixão ao ver seus súditos, antigos exilados do Governo Mundial, acabou se aproximando do líder do Exército Revolucionário, disposta a se juntar à causa após tudo que havia visto, e se tornou uma general deles, recebendo uma recompensa por sua cabeça. Todos sabiam qual seria o destino da ilha se fosse descoberto que muitos deles eram ex-perseguidos políticos e uma general do Exército Revolucionário: não haveria misericórdia, e tão rápido quando aquele paraíso havia sido criado, um Buster Call o destruiria. Foi então que Mama Ru tomou sua decisão.

Levando sua guarda real escolhidas a dedo consigo, Ruby Red deixou Momoiro para participar ativamente da revolução, para que seus amados súditos pudessem viver em paz, e nomeou como rainha interina Symone Zahara, que se tornaria sua sucessora aos olhos do mundo. Assim se fez, e quando os olhos do Governo Mundial se viravam para o Reino Kamabakka, fizeram com que todos acreditassem que Ruby Red havia perdido seu posto como rainha por ter se afiliado com o Exército Revolucionário, sendo substituída por outra rainha sem relação com os inimigos do Governo Mundial, o que, apesar de algumas investigações, conseguiu convencê-los. Mesmo assim, todos sabiam que por mais que o reino seguisse intacto e em paz, Mama Ru era a alma da ilha, era ela que havia fundado aquele reino, e era ela que todos admiravam, e quando tudo se acalmou, Symone tomou a ação óbvia: contatou a verdadeira regente da ilha e, sob suas orientações, transformou a Ilha Momoiro em uma grande base revolucionária. Secretamente sob o comando de Ruby Red, a ilha tornou-se a maior e mais importante base revolucionária da Grand Line, disfarçada pela ilha das donzelas populada pelos okamas.


Descoberta:


 

Reino Kamabakka
Paraíso Travesti, Capital do Romance, Polo da Moda, o Reino Kamabakka possui vários títulos, cada um focado em uma de suas facetas. Projetado em meio às florestas cor-de-rosa da ilha, a cidade está bem conectada com a natureza, com animais afeminados indo e vindo, e com grandes construções brancas e rosas que criam belos contrastes com a atmosfera da ilha. Mas se tem algo que Kamabakka não é, é monocromática. Por todo lado é possível ver dragkamas em suas roupas espalhafatosas e coloridas, com características propositalmente exageradas para chamar atenção. Algumas delas são ou já foram participantes da Corrida da Moda, um grande desafio artístico que recebe a cobertura do Pelican Newspaper, sendo consideradas celebridades, de modo que é sempre possível ver paparazzis do Distrito da Informação tirando fotos de suas estrelas.

A vida em Momoiro, para o cidadão comum e para os viajantes, está envolta em glamour e roupas exageradamente bregas e chamativas, mas por baixo dos panos uma grande conspiração mantém tudo funcionando como precisa ser. Por mais que a grande maioria dos okamas da ilha venerem Ruby Red, sua adesão aos revolucionários a colocou em uma posição delicada, de modo que não expressam esse afeto publicamente, por não quererem ser considerados parte do grupo, mas existe um grupo seleto do Reino Kamabakka, chamado de Comitê das Bailarinas, da qual participam a rainha interina e outras figuras de importância da ilha, que apesar de não fazerem parte do exército revolucionário, seguem ordens diretas de Mama Ru, sabendo sobre a base secreta na ilha e gerenciando a cidade para que mantenha sua estabilidade, enquanto tiram do caminho inimigos dos revolucionários de forma discreta, mantendo suas posições seguras. Cada membro do Comitê das Bailarinas possui consigo uma caixinha de música com uma bailarina de cristal, que dá nome ao grupo, que é usada para repassar mensagens codificadas pelas melodias, de forma a manterem Kamabakka na palma de suas mãos.

Castelo de Quartzo: O castelo que antes pertenceu a Ruby Red e atualmente é residência de Symone Zahara é feito inteiramente dos cristais da atual regente, uma magnífica obra arquitetônica feita por ela na época de Mama Ru como ato de devoção e que se manteve até hoje. Quando os raios de sol tocam suas paredes de pedras preciosas, elas brilham com muita beleza, criando uma vista estonteante para quem a vê de fora, com arco-íris multicoloridos e com a bandeira de Kamabakka tremulando no topo da torre central. É fortemente guardado pelas novas Guardas Reais, que só deixam o castelo para acompanhar a Rainha Interina ou caso sejam ordenados por ela, e serve como centro para que as soldadas rasas da ilha recebam suas ordens e itinerários de ronda. Por se tratar da residência da Rainha Interina, é onde muitas vezes alguns membros do Comitê das Bailarinas de reúne em segredo, usando os túneis subterrâneos para não serem percebidas.

Passarela Reluzente: O grande brilho de Kamabakka está na Corrida da Moda, um enorme espetáculo realizado entre as dragkamas tanto para que possam realizar suas performances quanto para mostrar para o mundo as novas tendências experimentais da moda. Realizado na Passarela Reluzente, uma gigantesca passarela feita de ouro puro e massiva em tamanho, localizada no centro de um parque projetado para a realização do evento, que mobiliza a ilha. O evento é simples: três jurados e uma série de desafios, que envolvem geralmente apresentações de talentos, combates e até mesmo corridas de verdade, todas focadas mais no espetáculo do que em si próprias, e todas as candidatas recebem notas de 0 a 10 em cada etapa. Qualquer um pode tomar um lugar para assistir o espetáculo, mas mesmo entre as dragkamas da ilha, somente alguns nomes seletos são capazes de participar. Para fazer parte do desfile, é preciso primeiro que você seja um estilista ou se filie a um, declarado no documento de inscrição, o que leva costureiros de todo o mundo, principalmente do Reino Briss, a buscar candidatas de Momoiro para que suas obras sejam exibidas. Em seguida, é preciso que a candidata consiga um selo de aprovação de alguma das Patrocinadoras, então apenas as que conseguirem impressioná-las o suficiente para receber um selo podem enviar sua inscrição e participar do evento que é divulgado para o mundo todo através dos pelicanos do Distrito das Informações. Muitos veem esse evento como uma grande bobagem, já que a maioria das roupas exibidas são bizarras e surreais, mas é em meio às bizarrices que as verdadeiras pérolas são encontradas, moldando o mundo da moda. As próprias okamas levam a Corrida da Moda muito à sério, pois na contagem final da bateria de provas, a dragkama que recebe a maior pontuação dos jurados e se torna a vencedora é conhecida pelo título informal de “rainha drag”.

Arte do Bouquet: A maior floricultura da ilha, que recebe as flores dos Campos Floridos para as vender no mercado interno, incluindo as flores especiais, que são vendidas a preços mais em conta para os visitantes e moradores por não ter a taxa de exportação. Além disso, em seus fundos, possui uma grande área de fabricação de perfumes, tanto de aromas mais comuns quanto os das flores especiais da ilha, que são postos à venda junto das mesmas. Possui muitos clientes, a maioria casais que vem tirar férias na ilha para aproveitar o ambiente acolhedor para toda forma de romance, vendendo muitos buquês diariamente, com grande ênfase no Buquê Arco-Íris. Muitas pessoas também compram as flores para jogar na Passarela Reluzente durante a Corrida da Moda, em apoio às suas participantes favoritas.

Palácio do Glamour: Sendo uma cidade lotada de dragkamas, é preciso haver um lugar onde se possa comprar roupas e acessórios que elas possam vestir para se montar, e o Palácio do Glamour é o ponto mais famoso para isso. Fundado por um famoso estilista do Reino Briss, o negócio passou para a sua filha quando ele morreu, e se tornou a maior loja de roupas da ilha. Lá é possível encontrar de tudo, desde roupas comuns para visitantes, com estilos dos mais variados lugares do mundo, até as vestimentas espalhafatosas das dragkamas, além de muitos tipos de maquiagens e joias, tudo que se pode querer vestir, do bom e do melhor. Também vendem materiais brutos, como tecidos e malhas, de modo ter como clientela também os estilistas que desejam enviar seus projetos para serem apresentados na Corrida da Moda.

Jornal Pelican Newspaper: Se algo aconteceu, os pelicanos do Distrito das Informações sabem, esse é o lema dos editores do jornal que é lido no mundo todo, e que reúne informações confidenciais para o submundo do crime. Com a fama repentina das dragkamas e a relação que foi estabelecida entre Momoiro e outras ilhas com produção têxtil e centros de moda, Pelican J. Boechat rapidamente viu o potencial que a ilha tinha, e conseguiu estabelecer uma das sedes do jornal em Kamabakka, se tornando além de um centro de impressão para a distribuição mundial quanto uma sede próxima da Corrida da Moda para que pudesse fazer a cobertura completa em tempo real, sempre em busca das novas tendências da moda. Todos os paparazzis que circulam a ilha são vinculados a esse distrito.

Hotel Belucci: Para todos os membros do submundo que vem até Momoiro para realizar serviços, o hotel Belucci é o lugar em que tudo acontece. Mais afastado do centro da cidade, ele é bem comum e discreto, em comparação com outros hotéis da ilha, de modo a garantir que somente se hospede quem deve se hospedar, uma tática que até o momento tem dado certo. Rumores têm se espalhado de membros do submundo que repentinamente param de dar as caras, apenas para reaparecer dias depois completamente mudados, abandonando os distritos e se tornando residentes da cidade, o que gera muitas teorias da conspiração que são ignoradas pela maioria dos integrantes.


Prisão da Perversão: A grande prisão do reino Kamabakka não é usada apenas para encarcerar criminosos que surgem na ilha, como piratas que resolvem atacar, mas também para manter aprisionadas pessoas que tentam descobrir os segredos da ilha e a sua relação com os revolucionários. A prisão é dividida em duas partes, a de cima, no nível do solo, funciona como um presídio comum para criminosos, e é a única parte conhecida pelo grande público, enquanto a parte subterrânea, conectada com as Cavernas de Cristais, é onde os bisbilhoteiros são levados para que possam ser disciplinados pela carcereira-chefe, passando por um processo de reabilitação hipnótico para que se tornem submissos e decidam se manter ali por conta própria, fato que acabou fazendo a ilha ganhar a fama de que marinheiros e agentes enviado acabava se tornando um civil okama da ilha, abandonado seu posto em favor da vida de glamourosa das dragkamas. Além da carcereira-chefe, de Lust e das guardas, a prisão é dotada de diversos cães treinados pela própria Latrice, que seguem suas ordens e atacam ferozmente quem tenta escapar.


Cordilheira do Amor
Erguendo-se por cima da cidade, as Cordilheiras do Amor são um conjunto de cinco montanhas, uma maior rodeada por quatro menores, que possuem a forma de corações, mais finos na base e vão se alargando, até darem lugar a florestas e campos que tomam a forma da parte superior arredondada do coração. Devido ao seu formato peculiar, é de difícil acesso, mantendo a vida animal e vegetal quase intocada, com exceção de uma ou outra pessoa que as escalam para visitar a região mais selvagem de Momoiro. Todos os animais são bem fortes, e possuem, sem exceção, características afeminadas que simulam cílios e batom, além de variarem apenas entre tons de rosa e branco. Entre eles, um que se destaca são as toupeiras-rosadas, enormes soricomorphos quase do tamanho de um humano que vivem principalmente no subterrâneo das montanhas mais altas. É nessas cordilheiras que as flores especiais da ilha nascem, e onde alguns piratas buscam se esconder após causar confusão.

Orfanato Mamãe Bondade: À primeira vista, se trata de um orfanato comum, chefiado por Serena, que acolhe crianças abandonadas na ilha. Desde que o reino Kamabakka ficou famoso e a existência dos okamas se tornou conhecimento comum difundido pelo mundo, muitas crianças que eram vistas como afeminadas eram abandonadas nos litorais da ilha por causa do preconceito das pessoas que não queriam filhos travestis e transexuais, sendo essa junto da vinda dessas pessoas por conta própria as duas maneiras que a população de Momoiro segue estável, já que não existe reprodução em uma ilha onde a grande maioria de seus habitantes são travestis homosexuais. Por esse motivo o orfanato foi criado, ainda sob a regência de Ruby Red, para que alguém cuidasse dessas crianças até que pudessem atingir a maioridade. Após a ilha se tornar uma base revolucionária, entretanto, o orfanato ganhou um novo motivo: secretamente possui uma entrada para as Cavernas de Cristais, onde fugitivos do Governo Mundial vem se esconder nas instalações secretas do orfanato, cuidados por Serena até que a poeira baixasse, parassem de ser perseguidos e pudessem ou se tornarem cidadão de Kamabakka ou partirem. É a única construção localizada na cordilheira, localizada na montanha baixa, onde existe uma grande escada ornamentada para que se tenha acesso.

Colina dos Amantes: Localizada no topo da mais baixa das montanhas da Cordilheira do Amor, onde o Orfanato Mamãe Bondade está localizado, é onde as crianças abandonadas na ilha mais ficam, apesar de ser visitado constantemente por outros moradores por ser considerado o local mais romântico da ilha, com uma bela vista para toda a ilha e para o mar. Consiste em uma grande pradaria, com belíssimas flores e uma única árvore solitária em forma de coração. Seu tronco se encontra todo cravado de coração com nomes dentro, pois diz a lenda que qualquer pessoa com alma de donzela que escreva o seu nome e o nome do seu príncipe encantado em seu tronco terá seu romance concretizado.

Campos Floridos: Antes da criação da Passarela Reluzente, a maior fonte de renda da ilha era a venda de flores, que são cultivadas em extensos campos nos arredores da cordilheira, em plantações que vão até a vista alcança e agradam aos olhos pintando a superfície da ilha de uma infinitude de cores. Várias fazendas cor-de-rosa fazem o plantio e a coleta das flores, mas todas são chefiadas por Layne, que fornece os materiais para as okamas cultivarem as flores e depois revende tanto internamente quanto externamente. Dos lucros, ⅓ vai de imposto para a coroa, ⅓ volta para os produtores e ⅓ fica para si, e mesmo assim recebe tanto dinheiro que é uma das pessoas mais ricas da ilha, principalmente pelas 3 flores especiais de Momoiro, vendidas a altos preços por kg, os quais formam o famoso Buquê Arco-Íris, o buquê mais famoso e caro de Momoiro.

Cravo-Prismado:

Narciso-Trescalo:

Rosa-Hipnótica:

Cavernas de Cristal: A verdadeira base dos revolucionários da ilha são as extensas cavernas de cristais criadas por Symone sob a orientação da general revolucionária. Ao longo do subterrâneo da ilha e por dentro das 5 montanhas da Cordilheira do Amor uma série de cavernas foram escavadas discretamente pelas enormes toupeiras-rosadas treinadas por Latrice Monsoon, e fortificadas contra desabamentos por Dorothy usando principalmente ágatas rosas, ametistas e principalmente rubis, gerando amplos espaços mobiliados e preparados para receber discretamente o exército revolucionário na ilha, mesmo que grande parte dele se reunisse naquele lugar. Existem várias entradas para esse sistema de cavernas, todas muito bem protegidas por revolucionários, incluindo as do castelo e a do orfanato, mas a principal está localizada nos fundos da ilha, em uma entrada secreta subaquática mais discreta, que só pode ser acessada por submarinos, e que é a mais usada pelos revolucionários que chegam em Momoiro.



Symone Zahara, A Joia Escarlate

Atual regente da ilha durante a ausência de Ruby Red, Symone é totalmente devota à Mama Ru, quase ao ponto de obsessão, vendo nela uma verdadeira deusa. Era um dos perseguidos do governo que presenciou a chegada da primeira rainha okama da ilha, se redescobrindo e tornando-se uma dragkama, e agradece todos os dias por ter sido escolhida para ocupar o trono do reino que ajudou a construir enquanto ela está fora. Assim como a antiga regente, é calma e graciosa, principalmente por fazer de tudo para a imitar e seguir seus passos, mas as vezes acaba saindo do personagem por acidente. Cuida de toda a parte burocrática e da relação dos revolucionários da ilha, mantendo contato constante com Ruby Red e chefiando todas as ações do Comitê das Bailarinas, que ela mesma fundou e esculpiu as caixinhas de música. Adora joias, e está sempre bem arrumada e com várias joias, em especial rubis, que são suas pedras preciosas favoritas por remeterem à sua musa, e passa um forte ar de realeza e bondade com todos, mas como boa dragkama, está sempre vestida com roupas extremamente chamativas e exageradas. Por ser uma das Patrocinadoras da Passarela Reluzente muitas candidatas vem até o castelo em busca de aprovação, mas Symone é muito exigente, apenas aceitando dar o carimbo para as candidatas nas quais vê as mesmas virtudes de Ruby Red.
Nível: 15
Estilo de Combate:
Shiny Ruby:
Hose Hose no mi (Fruta da Gema):



Siegheart Von Kuss, A Beijoqueira

Descrição: Chefe da guarda real, veio para Momoiro bem depois da fundação de Kamabakka, assim como muitos outros okamas que viam Momoiro como o oásis construído por Ruby Red naquele mundo hostil com os travestis. Gosta sempre de estar bem vestida, portando as melhores e mais luxuosas roupas, o que a torna uma cliente assídua do Palácio do Glamour e amiga próxima de Adrienne, e ama ser o centro das atenções devido à sua personalidade extrovertida. Se entendia facilmente, e constantemente pede à Symone permissão para fazer rondas pela cidade, usando seus poderes para sobrevoar a ilha. Foi escolhida para se tornar uma guarda real em um rigoroso processo seletivo feito por Symone quando se tornou rainha, no qual foi revelado a ela sobre a relação da ilha com os revolucionários, tornando-se a protetora do Comitê das Bailarinas.  
Nível: 14
Estilo de Combate:
Lip Sync:
Tori Tori no mi (Fruta da Ave – Modelo Beija-Flor):





Serena Velour

Descrição: Conhecida e amada como a dona do Orfanato Mamãe Bondade, é Serena que cuida de todas as crianças abandonadas na ilha, com seu imenso coração de mãe, que sempre cabe mais um. Também é ela que recebe e cuida dos refugiados, com o mesmo zelo e afinco que cuida das crianças, até mesmo tratando dos feridos e doentes. Cuida das tarefas domésticas do orfanato com felicidade, brincando com as crianças quando está com tempo livre e organizando piquenique na Colina dos Amantes todos os dias. Ela não insiste que as crianças abandonadas se tornem okamas, apenas cuida daqueles que são abandonados ali, assim como os refugiados, sempre frisando que eles devem ser o que quiserem ser, apesar da maioria acabar seguindo esse caminho mesmo. Tem uma alma brincalhona, bebendo constantemente e fazendo besteira, dizendo sempre “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”. Devido a posição que ocupa, faz parte do Comitê das Bailarinas, guardando sua caixinha de música sempre em uma gaveta trancada do seu escritório.
Nível: 13
Estilo de Combate: Artista Marcial



Latrice Monsoon

Descrição: Dentro das paredes rígidas da Prisão da Perversão, é Latrice Monsoon quem manda e desmanda. Com sua roupa chamativa, ela tem um lado sádico e tarado, disciplinando seus internos para que se tornem submissos e obedientes, principalmente aqueles que são enviados por irem contra o Exército Revolucionário, como os que tentam invadir a base ou simplesmente acabam lá por acidente. Não pratica tortura para não cair para o nível do Governo Mundial, mas faz seções de palmatória e de sadomasoquismo aplicando seus conhecimentos hipnóticos para fazer lavagem cerebral em quem é enviado para suas mãos para que não se torne uma ameaça para a ilha, como uma legítima dominatrix. Para aqueles de vontade forte, nos quais fazer uma lavagem cerebral completa não é possível, Latrice realiza suas sessões para apagar trechos da memória, que ficam reprimidos no fundo do subconsciente, esquecendo o que descobriu e pelo que passou nas mãos da dragkama. Por tudo que sabe e para poder exercer melhor seu papel, Latrice se tornou membra do Comitê das Bailarinas. Vários de seus antigos internos, agora libertos, se tornaram fiéis guardas servindo a carcereira, que os recompensa com as punições que amam. Também ama animais, sempre parando para brincar com os cães que ela treinou, de forma menos dolorida do que os humanos, claro.
Nível: 14
Estilo de Combate:
Mistress Order:



Lust

Descrição: Sem conseguir que Kamabakka se junte ao Governo Mundial, por várias vezes enviaram marinheiros e agentes até a ilha. Geralmente voltavam de mãos vazias, mas em alguns casos o contato era perdido por algum tempo, até que finalmente descobriam deserções, na qual os enviados estavam vivendo como moradores comuns de Momoiro, respondendo apenas que haviam descoberto seu lugar no mundo quando eram questionados. A verdade, mais obscura, se mantém oculta, conhecida apenas por aqueles que passaram pelo nível inferior da Prisão da Perversão, mas até hoje, um caso específico ainda se mantém um mistério: o desaparecimento do marinheiro August Gallagher. Enviado até a ilha como muitos outros, ele foi o único até hoje que não reapareceu, isso pois descobriu sobre as Cavernas de Cristais e teve uma intensa luta com Violet Fontaine, sendo levado para a Prisão da Perversão para reabilitação, mas sua vontade era muito poderosa, e nem mesmo o processo de apagar as memórias importantes estava sendo efetivo, de modo que Latrice precisou recorrer a um método mais delicado e de longo prazo: o apagamento total. Por meses a carcereira-chefe trabalhou nele, até que finalmente foi capaz de apagar completamente sua personalidade, se tornando um indivíduo quase animalesco que só conseguia pensar em suas punições. Sem a opção de o liberar, pois o tratamento se tornaria óbvio, decidiram dar a ele um novo propósito, recebendo o nome de Lust e o tornando o cachorrinho particular de Latrice, servindo como o segundo em comando no presídio, seguindo suas ordens à risca. Até hoje nunca foi reconhecido, mesmo com as vistorias do presídio, pois usa o tempo todo uma roupa de faixas de couro que cobre todo o seu corpo, prendendo seus braços e com uma mordaça de bola travando sua boca.
Nível: 15
Estilo de Combate:
Tight Leather:



Layne Montresse

Descrição: Durante a fundação do Reino Kamabakka, foram as flores únicas que permitiram o rápido desenvolvimento da ilha, mas a chegada de Layne na fez o mercado da ilha ter uma mudança brusca. Devota da ideologia okama, ela era membra do Distrito da Luz Vermelha, no submundo, acumulando uma fortuna com seus trabalhos, e quando descobriu sobre Kamabakka, teve grande interesse pelo que o reino estava se tornando, não só devido a ela própria ser uma okama e acabar aderindo ao estilo dragkama, mas também pelo fascínio que adquiriu pelas flores da ilha, em partes por ter nascido sem o sentido do olfato, desejando as fragrâncias que nunca poderia experimentar e com a esperança de que alguma das flores da ilha pudesse lhe proporcionar tal sensação. Tomou então a decisão de se aposentar do submundo e se mudar para Momoiro com todo o dinheiro que havia adquirido para comprar para si as fazendas locais. Após adquirir boa parte delas, começou uma estratégia de monopólio para forçar as outras okamas que não haviam aceitado vender suas terras a falirem e saírem do mercado, mas a coroa da ilha percebeu o que estava acontecendo e fez um acordo com a okama para que todos pudessem sair ganhando: todos aqueles que trabalhavam na terra continuariam nela, trabalhando e recebendo uma parte dos lucros pelo que produzissem, e em contrapartida, a coroa diminuiria os impostos pela importação, mesmo que aquela fosse a maior fonte de renda do reino. Até hoje muitas okamas da ilha veem Layne como uma travesti cruel e impiedosa, mas a verdade é que ela leva negócios muito a sério. Por não possuir olfato, é uma das únicas pessoas imune aos efeitos da Rosa-Hipnótica, caminhando por seus campos sem proteção e sem sentir seus efeitos nocivos. Apesar de ter se aposentado do submundo, ainda mantém relações amigáveis, visitando constantemente o hotel Belucci e a sede do jornal. Com seu cargo como Patrocinadora da Corrida da Moda, muitas candidatas vêm até ela atrás do seu selo de aprovação, mas Layne só o concede àquelas que consegue firmar contratos que lhe dão parte dos direitos pelas coleções expostas, caso façam sucesso, ou como favor para o Distrito das Informações, quando a pedem para aprovar uma candidata promissora que parece que geraria uma bela matéria no jornal.
Nível: 13
Estilo de Combate:
Killing Fragrance:



Adrienne Laviolette

Descrição: Nascida no Reino Briss, seu pai era um estilista notório de lá, mas que era zombado por suas peças fora do comum. Desde criança sempre ajudou seu pai em seu ateliê, criando muitas vestimentas, mas a carreira de seu pai nunca pareceu decolar, até que ouviram falar de Momoiro. As roupas que as dragkamas usavam pareciam exatamente o tipo de vestimenta que seu pai confeccionava, e logo os dois fizeram uma viagem para conhecer a tão falada ilha, onde Amaury finalmente teve o reconhecimento que desejava, sendo aceito pelas dragkamas. Decidiram então se mudar de vez para a ilha, fundando uma loja de roupas e acessórios que foi crescendo a cada dia. Com o sucesso veio a inspiração, e Amaury começou a inovar cada vez mais, fazendo experimentos para criar tinturas únicas, que fossem capazes de expressar tudo que desejava em suas peças e elevando ao máximo o aspecto visual das suas produções. Infelizmente ele já estava velho, e acabou falecendo, deixando muitas de suas pesquisas e projetos perdidos, mas Adrienne fez o possível para continuar o legado do pai. Por várias edições foi capaz de fazer sua candidata vencer de forma unânime a Corrida da Moda, em especial pelos pigmentos que cria, inspirada no pai, como o P!nk, conhecido como o rosa mais puro e forte que existe. Por um pedido da coroa, parou de participar da Corrida da Moda através de dragkamas representantes, uma vez que vencia sempre e por sua marca já ser famosa, sendo um sucesso instantâneo sempre que uma coleção nova é lançada. Tornou-se então uma Patrocinadora, decidindo aquelas que competem na disputa. Ao contrário das outras duas, é bem mais receptiva, aceitando toda candidata com fogo no olhar e um bom figurino, sendo quem mais confere seu carimbo às participantes. Várias vezes já tentou convencer Siegheart, sua amiga próxima, a participar, oferecendo seu carimbo, mas ele sempre recusa a oferta por acreditar que isso poderia atrapalhar suas funções como Chefe da Guarda Real.
Nível: 13
Estilo de Combate:
Scissor Waltz:



Violet Fontaine, O Coração do Mar


Descrição: Apesar dos membros do Comitê das Bailarinas serem simpatizantes dos revolucionários que os auxiliam, no final não passam de civis bem intencionados, já que precisam manter sua posição pelo bem da ilha. Quem realmente ocupa o cargo revolucionário mais elevado da ilha é Violet, sob a patente de Coronel. É ele quem organiza os revolucionários que vem até a ilha, protegendo a entrada submersa das Cavernas de Cristais, ou abrindo passagem para os recém chegados, e também que repassa comunicados de Ruby Red para a Rainha Interina e para os outros membros do Comitê das Bailarinas, além de fazer rondas periódicas pelos arredores da ilha. Antigamente um escravo mantido em cativeiro em Sabaody para ser vendido, foi libertado pelo Exército Revolucionário em um resgate dos escravos antes que fosse vendido para um Nobre Mundial. Desde então se tornou um devoto da causa revolucionária, se tornando grande admirador de Ruby Red, ao ponto que a própria pediu que ele fosse para Momoiro chefiar uma base tão importante. É um okama assim como os outros habitantes da ilha, possuindo uma armadura em forma de corações por cima de sua pele oleosa de homem-peixe salmão. Tem uma personalidade rígida e focada, com uma paciência inabalável, mas adora admirar o próprio reflexo, principalmente em espelhos d'água, sendo bastante narcisista.
Nível: 15
Estilo de Combate:
Heartbreaker:



Olivia Katya Aquaria Monét Aja, a Máquina Fotográfica

Descrição: Olivia é quem comanda o Pelican Newspaper na ilha, tendo sob sua disposição uma centena de paparazzis para conseguir as melhores fotos e realizar a cobertura completa da Corrida da Moda. A verdade é que, apesar de ser a pessoa de mais cargo dentro do distrito na ilha, não é fiel a ele, sendo uma infiltrada. Antigamente era uma dragkama como as outras em Momoiro, fazendo parte do grupo mais devoto à Mama Ru, quando a primeira rainha okama decidiu se juntar aos revolucionários, um enorme problema surgiu: o Distrito das Informações. Eles já haviam se fixado na ilha, com o intuito de fazer a cobertura da Corrida da Moda, mas daquela forma eles rapidamente descobririam que as okamas ainda mantinham contato com a sua verdadeira rainha, então uma medida extrema precisou ser tomada. Oferecendo-se para o trabalho, ela abandonou seu antigo nome, assumindo um novo escolhido por ela mesma, que forma a sigla O.K.A.M.A., e com o auxílio dos revolucionários teve seu corpo totalmente alterado para se tornar a candidata perfeita para o distrito. Sem passado e com apetrechos que a permitiam fazer com excelência os serviços para o jornal, Olivia alcançou um cargo alto rapidamente, sendo designada para Momoiro por ser uma Okama, o que facilitaria o serviço, e era exatamente isso que ela queria. Como editora-chefe e membra do Comitê das Bailarinas, ela faz questão de garantir que nenhum de seus homens fuce onde não deve, mantendo o jornal alheio à presença revolucionária e cortando pela raiz qualquer tentativa de descobrir o que realmente está acontecendo. Todas as câmeras de seus subordinados estão ligadas a ela, sob a desculpa de “tem sempre acesso imediato de tudo que está acontecendo”, mas o verdadeiro motivo é para que seja capaz de fazer edições relâmpago, editando qualquer fotografia na qual apareça algo que não deveria, apagando qualquer registro ou prova, e sabendo imediatamente caso um de seus homens cruze a linha sem sua permissão.
Nível: 15
Estilo de Combate:
Say Chesse:

Willow Von’Du

Descrição: Na Corrida da Moda, o maior e mais importante evento da ilha, os jurados são quem dão a palavra final sobre quem ganha e quem perde. Do início ao fim do evento, sua palavra é lei, e nem mesmo a rainha pode questionar seu julgamento. Willow é um desses jurados, e também um membro do Distrito das Informações que receberam um dos três assentos no espetáculo como prova de boa fé. Apesar de não ser okama, se veste sempre com roupas estranhas e exageradas, bem sincronizado com as participantes, e é conhecido por ter as reações mais exageradas, narrando com euforia as apresentações, sendo o jurado mais fácil de agradar. A verdade, entretanto, é que Willow é um agente infiltrado no submundo, e tem como serviço manter seus olhos no jornal Pelican Newspapper, e para isso faz um trabalho fenomenal para que não descubram sua identidade. Por não agir como paparazzi, conseguiu fazer com que não precisasse carregar uma das câmeras de Olivia, tendo uma própria, mas a ciborgue, junto das outras membras do Comitê das Bailarinas, descobriram sua identidade, e mantém um olhar especial a ele, mesmo que não esteja ali de olho dos revolucionários, e nem ao mesmo saiba de sua presença na ilha, apenas tendo ressalvas em relação aos agentes e marinheiros que tiveram uma estranha mudança súbita e largaram sua posição.
Nível: 14
Estilo de Combate: Artista Marcial, Rokushiki, Seimei Kikan


Dahlia Zhane, O Demônio da Passarela

Descrição: Dhalia é vista como uma verdadeira diaba para as participantes da Corrida da Moda. Com ar altivo, a dragkama é exigente ao extremo, e até hoje nunca deu uma nota 10, sendo conhecida por dar sempre notas bem inferiores aos outros jurados, criticando detalhadamente até a mais perfeita das performances com seu profundo conhecimento técnico sobre uma enorme variedade de áreas. Sua aparência peculiar se deve à ela ter comido a smile da lagosta, ficando com pele vermelha devido ao exoesqueleto e duas grandes pinças no lugar das mãos, o que contribui para sua má fama. Mesmo assim, todos sabem que sua presença é de crucial importância para o espetáculo, provocando as maiores confusões e brigas em palco, o que deixa tudo mais divertido. Ela era um príncipe de outra nação, tendo sido abandonada em Momoiro devido a seus trejeitos afeminados e crescido no Orfanato Mamãe Bondade, mas nunca se viu satisfeita, acreditando que nasceu para a realeza, e sonhando com o dia que poderia se tornar a rainha de Momoiro, assumindo seu lugar de direito no trono, fato que mantém em segredo. Mesmo assim, Dahlia vive como uma rainha, frequentando apenas os mais finos estabelecimentos e dando grandes entrevistas para o jornal, sendo entre os três jurados a que mais faz aparições públicas.
Nível: 14
Estilo de Combate:
Velvet Devil:

Alexis DeVayne

Descrição: Para completar os assentos de jurados, Alexis é uma dragkama mink caprina de grande estilo, portando sempre grandes ornamentos em seus chifres. Como jurada, ela é mais quieta e observadora, e como Willow quase sempre da notas boas, e Dahlia quase sempre dá notas ruins, muitos acreditam que a nota mais importante das três é a de Alexis. Secretamente é uma membra do Comitê das Bailarinas, tendo seu lugar como jurada garantido para que seja capazes de lidar com qualquer situação problemática que ocorra durante o espetáculo, já que durante sua execução dos jurados tem poder absoluto. Um dos eventos mais ansiados e temidos pelas participantes da Corrida da Moda é a provação de Alexis, quando ela não se vê capaz ainda de dar uma nota definitiva para uma participante e vai pessoalmente ao palco, participando para pronfrontar diretamente a concorrente e ser capaz de dar sua nota final.
Nível: 14
Estilo de Combate: Mink Ryu, Mugetsu


Mariah Imfrust

Descrição: Muitas dragkamas passaram pelo pódio da Corrida da Moda com o passar do tempo, mas nenhuma acumulou tantas vitórias quanto Mariah, que é considerada a maior competidora desde a fundação do espetáculo. Está sempre cercada de paparazzis, e tem uma enorme legião de fãs, que se mostram sempre interessados nos próximos figurinos que vai apresentar. Era antigamente a representante direta de Adrienne, ganhando uma enorme quantidade de disputas com a ajuda de sua amiga, o que acabou criando o boato de que vencia apenas devido à estilista, mas quando ela se tornou uma Patrocinadora e Mariah precisou buscar uma nova estilista, foi capaz de provar a todos que estavam errados ao continuar sua sequência de vitórias. Mariah é vista como uma espécie de vilã por todas as outras competidoras, que deve ser superada a qualquer custo, parte disso por sua personalidade provocadora e altiva, sempre se mostrando superior a todas as outras participantes. Sempre participa de todas as edições da Corrida da Moda, recebendo sem demora o selo de Adrienne, que ainda mantém uma forte amizade. Entre todas as outras participantes, a única que mais chama a atenção de Mariah é Zuzu Detox, uma vez que por receber muita atenção por sua identidade ser um mistério, surgindo apenas para o espetáculo e desaparecendo em seguida, sente que está roubando seus holofotes, e a considerá sua rival pessoal.
Nível: 13
Estilo de Combate:
Nine Inch Nails:


Andre Charles Kressleyt




Descrição: Responsável pelo Hotel Belucci na ilha, Charles é uma figura peculiar. Apesar de não ser okama, se veste de forma chamativa semelhante às deles, visto como um excêntrico, mas é muito cuidadoso com suas responsabilidades no hotel, mediando todas as relações entre os distritos que ocorrem entre suas paredes, e enxotando qualquer um que ameace causar confusão. Sabe tocar piano como poucos, e costuma fazer apresentações despretensiosas no saguão, ao lado do restaurante do hotel, e muitos hóspedes costumam pedir músicas específicas a ele para deixar o ambiente mais agradável. É um dos poucos que sabe que os rumores sobre alguns membros do submundo abandonando seus distritos para virarem okamas é verdadeira, mas faz o possível para manter isso como boato para não causar alarde, tratando do assunto diretamente com seus superiores, apesar de não acreditar que haja algo de intrinsecamente errado nisso, por causa de seu segredo. Sem que saibam, vez ou outra se veste como dragkama, tendo criado certa afeição pelo movimento, e participa da Corrida da Moda sob seu nome artístico de Zuzu Detox. Ninguém sabe quem Zuzu é, sendo um dos mistérios da ilha, e Andre pretende manter as coisas assim.
Nível: 13
Estilo de Combate: Lanceiro




N/A
Ir para o topo Ir para baixo
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/ Conectado
 
Momoiro
Ir para o topo 
Página 1 de 1

Permissões neste sub-fórumNão podes responder a tópicos
All Blue RPG :: Oceanos :: Grand Line Paradise :: Rota 5 :: Momoiro-
Ir para: