Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
 :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Sirarossa
Página 5 de 7 Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
Milabbh
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 Ezgif.com-resize
Créditos : 05
Localização : Flevance - North Blue
MilabbhAvaliador
https://www.allbluerpg.com/t311-haru-kaplyanova?highlight https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#980
Relembrando a primeira mensagem :

Capítulo II – Em Busca do Equilíbrio

Aqui ocorrerá a aventura do Civil Takeshi Isamune. A qual não possui narrador definido.

_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 QeMkXKw
Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 The_Moon

Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CTfWi4D
Créditos : 1





Capítulo II – Em Busca do Equilíbrio

Nosso herói finalmente conseguia a sua planta, e agora tinha seu novo rumo a ser tomado. Enquanto caminhava, sua cabeça parecia um turbilhão de informações, se passando tudo de uma vez, acontecimento após acontecimento, o que fazia o rapaz ter muitas informações passando de uma só vez pela cabeça do rapaz.

Algumas coisas começavam a se encaixar como quebra cabeças na cabeça de Takeshi, uma delas era a possível ligação de Frogg com o exército revolucionário. O rapaz tinha um ponto interessante, mas ainda não era nada que pudesse de fato decretar a ligação da pequena a aquela organização.

Algum tempo depois, ainda caminhando, ele pensou nas opções que tinha por ali sobre a Hydra, e de fato, ir até o navio caso o mesmo ainda estivesse em Toroa, seria uma boa jogada para assim ter o seu início por ali. O rapaz assim seguia, tomando seu rumo ao porto, e algum tempo de caminhada depois, ele chegava até lá, e por sorte, ainda encontrava o navio no porto.

Ao se aproximar, ele gritava chamando um dos homens, que ao ouvir, se aproximava de Takeshi ao lembrar de sua face.-Opa! Diga meu patrão. Dizia o homem descendo do navio. Takeshi o perguntava sobre uma possível filial da Hydra naquela ilha, e o homem o respondia.-Tem sim meu amigo! Fica para o centro oeste daqui… Viemos para cá justamente trazer algumas coisas para reabastecimento do local. Concluia o homem deixando que Isamune seguisse seu caminho até a Hydra.

Em meio a caminhada, ele ainda mantinha algumas coisas em sua mente, que fervilhava como uma panela de feijão, mas, após algum tempo de caminhada, ele finalmente chegava a uma nova espécie de centro comercial, e dava de cara com o prédio característico da organização, um prédio negro, com vidros espelhados e uma logo inconfundível, uma Hydra avermelhada, o que fazia Takeshi ter a certeza de que ali era o lugar.

Ao adentrar ele se apresentava como um associado a organização, e logo a atendente ao vê-lo e ouvir seu nome, o chamava para entregar uma espécie de bilhete.-Senhor Takeshi, deixaram isso aqui pro senhor mais cedo.

Bilhete:
Olá, Takeshi Isamune! Estou com uma amiga sua aqui, se quiser vê-la novamente, acho bom que venha me encontrar.

Localização: Extremo sul de Toroa, uma cabana próxima a floresta da ilha. Precisará atravessar boa parte da floresta até finalmente achar a cabana.

Em meio a entrega, um dos seguranças se aproximava e Takeshi era direcionado para o local que desejava, o líder da Hydra naquele local. Um segurança o levava até uma sala no terceiro andar, era estranho, pois o líder estava no terceiro andar? Quando ainda haviam alguns andares a mais no prédio? Pois é, talvez alguma localização estratégica.

Logo ele chegava à sala do homem, a porta se abria e o segurança entrava primeiro apresentando o rapaz.-Chefe! Esse homem quer falar com o senhor. Comentava o segurança, deixando que seu líder tomasse a o controle da situação, e era o que acontecia.-Obrigado por trazê-lo… Pode ir agora! Diria o homem que estava de pé frente a sua janela observando o lado de fora.

-Vejo que finalmente conseguiu tempo para vir até aqui… E então, o que o traz até mim? Diria o homem de forma tranquila, esperando uma resposta do rapaz, que agora, estava de frente com o big boss daquela organização, naquela ilha.




Histórico:

Número de Posts: 20
Ganhos:
Jornal Seagull Newspapper
Abastado: 1.500.00 milhões de berries
Chicote com espinhos
Algemas
Escudo - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Machado - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Mochila
Perdas:
300.000 mil berries - Compra de Malvelo
600.000 mil berries - Estadia hotel e comida
20.000 Berries - Comida
30.000 mil Berries - Jornal
250.000 mil Berries - Mochila
50.000 mil Berries - Comida
400.000 mil Berries - Chicote com espinhos
150.000 mil Berries - Algemas
NPC's:
N/A
Ferimentos:
N/A
Objetivos:
N/A

Viagem: 4/4

_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CsHkSDy
Créditos : 31
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Capítulo II

Em Busca do Equilíbrio




Ok, definitivamente aquele dia estava começando a ficar maluco. Calma, vamos recapitular um pouco…

A primeira coisa era a filial da Hydra em Toroa, algo que eu realmente já esperava existir, já que nas próprias palavras de Nagashima, a Hydra era uma organização com cabeça em vários lugares. Até aí tudo bem, sendo bem sincero mesmo, minha ida até lá foi de forma tranquila, minha mente maquinava as palavras que iriam sair da minha boca, explicações sobre o porque que eu iria desfazer a parceria um dia após firmá-la. Certo, não devo satisfação aos outros, no entanto, usufrui bastante do que a organização pode proporcionar, acho que é justo colocar meus motivos na mesa de forma clara.

O prédio mantinha as mesmas características do existente em Sirarossa – “Pelo jeito eles realmente gostam de preto.” – Pontuei mentalmente observando toda a estrutura. Sem mais delongas, entrei no lugar sem muito o que falar, observando em volta o máximo que podia, a fim de ver as faces no interior daquela filial. Antes mesmo que pudesse ter uma noção de tudo aquilo, fui surpreendido com um bilhete que deixaram lá para mim – “Que caralho é esse muleque?” – PORRA! Que desgraça estava acontecendo ali? Quem no mundo me deixaria um bilhete? Nem mesmo Ivar faria um negócio daquele, a gente tinha nosso próprio método de comunicação – Obrigado por entregar. – Tentei disfarçar como se fosse algo que eu já esperava, vi como uma boa forma de manter as coisas “em ordem”.

“Amiga?” – No primeiro momento fiquei em dúvida de quem seria, mas logo meus neurônios começaram a trabalhar em um ritmo acelerado – “Definitivamente estão falando da Frogg, só erraram na parte da amiga, mas só pode ser ela.” – Quem eram aquelas pessoas? Porque estavam ligando eu e a Frogg daquela maneira? Será que isso não é algum truque dela? Talvez ela faça parte da centelha e todo meu entendimento sobre uma possível revolucionária, foi pura ficção da minha parte – “Foda-se, primeiro vou resolver minha própria vida.” – Aquela frase surgiu seguida de um pensamento egoísta, algo que era comum em minha vida.

Com a rapidez e eficiência da Hydra, fui levado até o líder daquela filial – Opa, tudo em cima chefia? – Falei de maneira relaxada, tentando ignorar tudo que estava acontecendo – Bom, o que eu quero aqui é... – Não consegui falar mais nada além dessas frases, minha garganta travou, era como se ela tivesse se fechado por vontade própria – “Não, isso é correto. Me desvencilhar e sair daqui, ir para qualquer outra ilha que não seja Toroa. Frogg não é alguém importante, na verdade, eu não sei nada sobre ela, talvez tudo que tenha dito seja mentira, seja tudo uma armação por parte da Centelha.” – Minha mente fervilhava, era como se a decisão mais óbvia não fosse tão correta assim como normalmente parecia – É que eu quero... – A falha aconteceu novamente, meu interior indicava um segundo caminho, que meu egoísmo não estava deixando florescer.

A situação estava complicada, eu tentava amenizar com uma tosse, apontando para garganta e fazendo um sinal de “calma aí” – “Não é isso que eu quero ser, não foi por isso que eu treinei todo aquele tempo com Ivar, minha determinação não se resume a um egoísmo fútil como esse. Minha ambição nunca será alcançada se seguir esse caminho, como posso ter meu nome cravado na história desse jeito? Quem irá se inspirar ouvindo histórias sobre mim? NÃO! ISSO ESTÁ COMPLETAMENTE ERRADO.” – Parecia que eu estava livre de algumas correntes, por toda minha vida me coloquei como prioridade e nunca conquistei nada de relevante com isso, na verdade, ganhei inimigos que querem tirar minha vida na primeira oportunidade que surgir.

A respiração que antecedeu minha frase foi funda, todo o ar lançado para fora dos pulmões parecia carregar as incertezas que me prendiam a um Takeshi que não era o verdadeiro – Peço desculpa por isso. Talvez tenha tomado seu tempo de maneira desnecessária, sou novo na Hydra, achei que seria bom apenas vim me apresentar pessoalmente. Sou Takeshi Isamune, um aspirante a caçador, ainda não sei se é isso que quero para o meu futuro. – Disse de maneira tranquila, estando extremamente aliviado de não carregar aquela carga negativa – É isso. – Apertei a mão com força, amassando o bilhete entregue pela figura misteriosa – Preciso resolver algumas coisas agora, na verdade, uma única coisa que requer extrema urgência. Se tiver algo bom para mim, eu passo aqui na volta e vejo do que se trata. – Falei guardando o papel em meus bolsos, dando um “tchauzinho” para o homem e disparando com velocidade para fora dali, passando como um verdadeira velocista pela recepção e saindo do estabelecimento com um belo salto acrobático.

Sul! Para onde é o sul? – Caralho, onde fica essa porra? – OW! VOCÊ AÍ! – Gritaria para a pessoa mais próxima nas redondezas – PARA ONDE FICA O SUL? – Repetiria o processo quantas vezes fosse necessária, partindo com velocidade em direção ao lugar indicado pelo bilhete – “Esteja bem! Mesmo que isso seja uma armadilha, esteja bem para eu sentar o braço em você se for uma inimiga.” – Pensei enquanto corria na direção indicada pelo morador ou quem estivesse de passagem por ali. Ao chegar na floresta, entraria na mesma sem pensar duas vezes, mantendo o ritmo veloz e a consistência na passada, tomando é claro os devidos cuidados para não pisar em nada prejudicial pela floresta. Ao avistar a tal da cabana, pararia de correr no momento que meus olhos a encontrassem, agachando o mais rápido possível, colocando a mochila no chão com cuidado.

Meu primeiro passo era observar, identificar possíveis inimigos que podiam estar rodeando o lugar. Pegaria o machado na mochila, usaria apenas como uma simples distração no momento oportuno, mantendo as espadas em minhas costas e o chicote em minha cintura, já que aquelas eram minhas verdadeiras armas – “Tomar no cu, vamo pra porrada então.” – Não estava muito para rodeios naquele momento. Ficaria de pé de maneira súbita, observando o local e quem quer que estivesse ao redor – AE CARALHO! – Gritaria o mais alto que meus pulmões e garganta permitisse – TAKESHI IMASUNE CHEGOU PORRA! QUEM ME CHAMOU AQUI? – A minha expressão era de raiva e permaneci ali mantendo meus olhos totalmente atentos, me precavendo de possíveis investidas inimigas, que nesse caso optaria por esquivas me aproveitando do lugar, saltando para trás e usando até mesmo o cenário ao redor para me impulsionar em diferentes direções – SEGURA ESSA ARROMBADO! – Diria antes de jogar o machado com toda minha força na direção do inimigo mais próximo, puxando o chicote e realizando movimentos curtos e circulares ao meu redor, lançando o mesmo enquanto me movimentava de maneira concisa.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Takeshi Isamune - Histórico/Objetivos:
Número de Postagens: 21
Número de Posts Viajando: 08
Dinheiro Atual: 4.275.000 B$

Ganhos:

    √ Chicote Categoria Profissional - POST 05
    Descrição do Item - Chicote
    Arma: Chicote Profissional
    Descrição: É uma arma usada por Chicoteador, com comprimento de 4m e 20 centímetros, sendo esses últimos a empunhadura da arma. É feita de couro reforçado, em todos os seus quatro metros existem espinhos feitos de aço, extremamente finos e com uma capacidade de perfuração e corte acima da média. A arma tem uma tonalidade de cor preta, tendo alguns detalhes na cor lilás escuro. Por último, em sua ponta existe uma pequena ponta de lança, tendo como comprimento míseros de centímetros e comprimento.
    Tipo da Arma: N/A
    Qualidade: Profissional
    Durabilidade: Média
    Dano: 60 xLv

    √ 2x Algemas - POST 05
    √ 1.500.000 B$ - Abastado - POST 04
    √ Escudo do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ Machado do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ 500.000 B$ - Recompensa pelo Chuchunmaru - POST 07
    √ Jornal Seagull Newspapper - POST 14
    √ Comida e Garrafas com Suco - 00/15 Usos - POST 18
    √ 300g de Malvelo - 00/30 Usos - POST 18


Perdas:

    × 550.000 B$ - Compras de Armamento e Acessórios - POST 05
    × 250.000 B$ - Mochila - POST 08
    × 50.000 B$ - Comida - POST 08
    × 250.000 B$ - Jornal - POST 14
    × 20.000 B$ - Comida - POST 14
    × 600.000 B$ - Comida e Hospedagem - POST 18
    × 300.000 B$ - 300g de Malvelo - POST 18


Ferimentos:

    Contusão em todo lado direito do corpo - 05/05
    Costela esquerda fraturada - 06/06


Objetivos da Aventura:

    Pegar a Grana do Abastado 1.500.000 B$ []
    Aprender Proficiência: Anatomia [ ]
    Acumular 10.000.000 B$ [ ]
    Treinar a Qualidade Patrono 01/05 []
    Viajar para Toroa Island [ ]
    Conseguir Malvelo em Grandes Quantidades []
    Inserir o/a NPC Acompanhante []
    Inserir o Primeiro NPC Seguidor [ ]
    Ir para Kano [ ]

    Adquirir Itens:
    Kit de Primeiros Socorros [ ]
    Itens para Manipulação de Químicos [ ]
    Granadas de Fumaça [00/05]
    Granadas de Luz [00/05]
    Granadas Explosivas [00/05]
    Mochila Grande [01/02]
    Garrafas de Álcool [00/05]
    Pedaços de Pano [00/05]
    Isqueiro ou Fósforo [ ]


Objetivos Gerais:

    Conhecer a Grand Line [ ]
    Conhecer Amigos [ ]
    Conhecer o NPC Acompanhante [ ]
    Conhecer os Seguidores [ ]
    Treinar Qualidade: Patrono (03) []
    Acumular 1.000.000.000 B$ [ ]
    Ter Grandes Feitos [ ]
    Ser Livre [ ]


Informações do Personagem:

Photoplayer: Tengen Uzui - Kimetsu no Yaiba
Aparência Atual: Aqui

Qualidades:

    Abastado
    Ambidestro
    Experiência em Combate
    Mestre em Haki


Defeitos:

    Ambição
    Extravagante
    Dívida
    Inimigo
    Narcisista


Proficiências:

    Acrobacia
    Farmácia
    Herbalismo
    Primeiros Socorros
    Toxicologia
    Química


Estilos de Combate:

    Artista Marcial
    Chicoteador
    Espadachim


Status:
Nível: 02
PdV: 4.480
STA: 200

Força: 480 [Hábil]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 146 [Regular]
Reflexo: 661 [Hábil]
Constituição: 10 [Regular]
Agilidade: 453[Regular]

Técnicas/Habilidades:


    Nada por enquanto






_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 EBEAdF4X4AYyK13
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CTfWi4D
Créditos : 1





Capítulo II – Em Busca do Equilíbrio

Nosso herói vivia um dilema, deixar Frogg para lá, ou ir ajudá-la? Ele ainda guardava ressentimento pelo ocorrido no navio, mas, seu ressentimento não era algo de fato real, já que a menina não havia feito nada para deixá-lo magoado, apenas mostrou saber mais sobre o rapaz.

Porém, ele parecia de alguma forma estar preso a aquele ciclo, onde ele estava se tornando alguém, que ele não queria se tornar, alguém egoísta, e que pensasse em que tudo se moldasse ao seu jeito, e esse dilema o perseguiu até a Hydra. Ao chegar, o bilhete que era entregue ao rapaz o fazia ter ainda mais desses pensamentos, mas era como se suas correntes começassem a ser quebradas, pouco a pouco, ele de fato parecia se libertar daquilo que o prendia.

Ao chegar ao comandante da Hydra naquela ilha, parecia que sua voz não conseguia sair de sua boca, sua garganta travava, e parecia faltar ar para que ele pudesse falar, levou algum tempo para conseguir digerir a situação, e o homem apenas o olhava de forma tranquila.-Fique tranquilo! Não precisa ter pressa, se quiser, tem água aqui. Dizia o homem de forma calma, deixando que o rapaz se recuperasse.

Porém, Takeshi conseguia finalmente tomar controle de seu corpo e assim conseguia dizer o que queria naquele momento, o homem havia percebido que algo o incomodava, e então o deixava seguir para voltar quando tivesse de fato resolvido tudo o que ele tinha para resolver, e assim Isamune partia em velocidade para fora do prédio da organização.

O rapaz saia fazendo acrobacias e se movendo em velocidade, no caminho ele perguntava, para onde fica o sul, e um senhor logo apontava para o rapaz que mais parecia estar em perigo.-É para lá! Dizia logo deixando que o rapaz corresse em velocidade até o seu destino final.

Algum tempo de corrida depois, Takeshi chegava até a floresta, e logo se colocava em nível máximo de atenção, logo ele retirava o machado da mochila, buscando dar uma distração com o mesmo, enquanto avançava prestando atenção em todos os lugares, assim que ele entrava na floresta, um pássaro passava sobre sua cabeça, como se tivesse procurando uma caça, e finalmente tivesse a achado.

Takeshi não percebia a mesma, já que sua atenção era apenas em quem pudesse estar na floresta. Ele continuava avançando com ferocidade e em sua face o semblante de pura raiva, era claro que ele estava se libertando do que era antes, e estava se tornando alguém diferente. Logo, quando ele finalmente chegava a cabana e gritava em voz alta que estava ali, o pássaro passava rente a seu rosto em alta velocidade, cortando sua bochecha e logo sumindo novamente dentro da vegetação da floresta, sem deixar que Isamune tivesse real noção do que era.

Poderia ter sido um dardo? Um tiro? Algo de certo acertou seu rosto, naquele local, Takeshi era a caça e no horizonte, o homem aparecia, segurando Frogg amarrada em uma das mãos, e tendo uma fita em sua boca para que ela não fale.-Olha só! Achei que nunca iria chegar… Acho que a centelha estava errada afinal de contas… Disseram que você só se preocupava com sigo mesmo, mas aqui está você, vindo salvar outra pessoa. Comentava o homem, buscando atrair a atenção do rapaz, de forma bem eficiente.

No céu, Takeshi caso olhasse, poderia perceber um pássaro voando, nada que o chamasse atenção diretamente, afinal, era um pássaro, mas o mesmo parecia rodear exatamente acima da cabeça do rapaz, mas claro, em uma altura bem grande.




Histórico:

Número de Posts: 21
Ganhos:
Jornal Seagull Newspapper
Abastado: 1.500.00 milhões de berries
Chicote com espinhos
Algemas
Escudo - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Machado - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Mochila
Perdas:
300.000 mil berries - Compra de Malvelo
600.000 mil berries - Estadia hotel e comida
20.000 Berries - Comida
30.000 mil Berries - Jornal
250.000 mil Berries - Mochila
50.000 mil Berries - Comida
400.000 mil Berries - Chicote com espinhos
150.000 mil Berries - Algemas
NPC's:
N/A
Ferimentos:
N/A
Objetivos:
N/A

Viagem: 4/4

_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CsHkSDy
Créditos : 31
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Capítulo II

Em Busca do Equilíbrio




Minha velocidade era grande ao ponto de me fazer ofegar em alguns momentos, mas era necessário manter aquele ritmo elevado. A entrada na floresta aconteceu de maneira voraz, mas ainda sim tendo toda atenção necessária para não entrar em uma situação desvantajosa, pelo menos era essa minha ideia inicial. De qualquer forma, encontrei o lugar depois de um tempo – “Que porra é essa marreco?” – Pensei ao sentir o ferimento surgindo em meu rosto – “Uma flecha? Cadê o arco desse maluco? Som de tiro não teve...” – alguns suposições surgiam em minha mente, enquanto ouvia as palavras daquela criatura que carregava a pequena Frogg amarrada como um animal – Vai tomar no teu cu. 0– Bradei em alto e bom tom, olhando de maneira séria para meu oponente – E vai tomar no cu da centelha também! – Falei um pouco mais alto, já que a raiva para com essa organização era maior.

A situação estava estranha, aquele pássaro chamava minha atenção e a situação era extremamente complicada, afinal, que porra tinha acertado o meu rosto? Isso seria algo que eu teria que descobrir no momento do combate, já que a situação estava complicada – “Não posso atacar de maneira descuidada, posso acabar atingindo a criaturinha ali.” – Olhei para a menina, tentando entender alguma coisa que ela podia estar tentando me passar com suas expressões – A gente vai sair na mão ou você vai continuar aí parado? – Tentei instigar alguns sentimentos de raiva – Com essa sua cara de cu murcho aí, filha da puta. – Estava usando todas as cartas na manga, mesmo que não fosse meu estilo ser tão pesado como estava sendo, mas o momento não era propício para uma observação melhor.

Minha ideia era simples, usar o machado como uma indicação do meu estilo de luta, mas aquilo era complicado, não podia lançar de qualquer maneira, precisava salvar a garota das garras daquele homem – “E se ele estiver esperando por isso? Vou meter o louco mané.” – Era isso, ser imprevisível tinha suas qualidades – Tô indo em cuzão! – Avisei e em seguida iniciei a investida na direção do meu antagonista, correndo ainda segurando o machado e ficando atento ao pássaro que estava no céu, ele podia ser um aviso para outros homens nos arredores. Para isso, manteria meu olhar atento e minha audição também, buscando ouvir qualquer tipo de ação vinda da floresta, na qual me obrigaria a usar movimentos defensivos de esquiva, movendo-me em zig-zag para desviar de possíveis ataques. No entanto, se fosse o famoso x1, quando estivesse em uma distância boa, lançaria o machado na direção das pernas do meu oponente, com toda força existente em meus músculos. Não pararia por aí, retirava o chicote preso em minha cintura e giraria meu eixo, aproveitando a movimentação para lançar com o máximo de velocidade possível, na direção que meu antagonista se esquivasse, ou seja, independente para o lado que ele fosse, meu ataque iria segui-lo.

O ataque anterior não seria focado no meu oponente, pelo menos não em causar dano, mas sim libertar a minúscula figura de suas amarras. Visaria seu braço, para enrolar e/ou atingir com força aquela região, ao ponto de fazê-lo soltar Frogg no chão. Esperava que se fosse efetivo, ela pudesse dar seu próprio jeito para se afastar daquela área, mesmo que fosse um pouco e então começaria uma série de ataques pesados com o chicote, de maneira diagonal, de um lado para o outro, tentando literalmente alvejar meu antagonista com uma sequência de ataques.

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 Trevor-belmont-castlevania

Me manteria atento a possíveis golpes, onde realizaria movimentos de esquivas, pulando lateralmente para sair do raio de ação do seu golpe, puxando o chicote para perto e lançando contra o mesmo, tentando enrolar minha arma no oponente, puxando de maneira veloz em seguida para que os espinhos rasgassem a carne daquele escroto de merda. Não ficaria atento apenas a isso, também estaria ligado a um possível ataque a distância ou uma investida estranha, como aquela que causou o corte em minha bochecha. Nesse caso tentaria bloquear usando meus braços, isso é, se não fosse possível esquivar e no momento em que fosse atingido, aplicaria um chute no que quer que fosse, faria com o máximo de força, principalmente se fosse um inimigo de carne e osso.

Aquela primeira leva de ataque seria voltado a salvar a pequena Frogg das amarras daquele homem, além de claro, entender um pouco sobre como aquele homem lutava, já que não sabia nada sobre ele.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Takeshi Isamune - Histórico/Objetivos:
Número de Postagens: 22
Número de Posts Viajando: 08
Dinheiro Atual: 4.275.000 B$

Ganhos:

    √ Chicote Categoria Profissional - POST 05
    Descrição do Item - Chicote
    Arma: Chicote Profissional
    Descrição: É uma arma usada por Chicoteador, com comprimento de 4m e 20 centímetros, sendo esses últimos a empunhadura da arma. É feita de couro reforçado, em todos os seus quatro metros existem espinhos feitos de aço, extremamente finos e com uma capacidade de perfuração e corte acima da média. A arma tem uma tonalidade de cor preta, tendo alguns detalhes na cor lilás escuro. Por último, em sua ponta existe uma pequena ponta de lança, tendo como comprimento míseros de centímetros e comprimento.
    Tipo da Arma: N/A
    Qualidade: Profissional
    Durabilidade: Média
    Dano: 60 xLv

    √ 2x Algemas - POST 05
    √ 1.500.000 B$ - Abastado - POST 04
    √ Escudo do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ Machado do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ 500.000 B$ - Recompensa pelo Chuchunmaru - POST 07
    √ Jornal Seagull Newspapper - POST 14
    √ Comida e Garrafas com Suco - 00/15 Usos - POST 18
    √ 300g de Malvelo - 00/30 Usos - POST 18


Perdas:

    × 550.000 B$ - Compras de Armamento e Acessórios - POST 05
    × 250.000 B$ - Mochila - POST 08
    × 50.000 B$ - Comida - POST 08
    × 250.000 B$ - Jornal - POST 14
    × 20.000 B$ - Comida - POST 14
    × 600.000 B$ - Comida e Hospedagem - POST 18
    × 300.000 B$ - 300g de Malvelo - POST 18


Ferimentos:

    Contusão em todo lado direito do corpo - 05/05
    Costela esquerda fraturada - 06/06


Objetivos da Aventura:

    Pegar a Grana do Abastado 1.500.000 B$ []
    Aprender Proficiência: Anatomia [ ]
    Acumular 10.000.000 B$ [ ]
    Treinar a Qualidade Patrono 01/05 []
    Viajar para Toroa Island [ ]
    Conseguir Malvelo em Grandes Quantidades []
    Inserir o/a NPC Acompanhante []
    Inserir o Primeiro NPC Seguidor [ ]
    Ir para Kano [ ]

    Adquirir Itens:
    Kit de Primeiros Socorros [ ]
    Itens para Manipulação de Químicos [ ]
    Granadas de Fumaça [00/05]
    Granadas de Luz [00/05]
    Granadas Explosivas [00/05]
    Mochila Grande [01/02]
    Garrafas de Álcool [00/05]
    Pedaços de Pano [00/05]
    Isqueiro ou Fósforo [ ]


Objetivos Gerais:

    Conhecer a Grand Line [ ]
    Conhecer Amigos [ ]
    Conhecer o NPC Acompanhante [ ]
    Conhecer os Seguidores [ ]
    Treinar Qualidade: Patrono (03) []
    Acumular 1.000.000.000 B$ [ ]
    Ter Grandes Feitos [ ]
    Ser Livre [ ]


Informações do Personagem:

Photoplayer: Tengen Uzui - Kimetsu no Yaiba
Aparência Atual: Aqui

Qualidades:

    Abastado
    Ambidestro
    Experiência em Combate
    Mestre em Haki


Defeitos:

    Ambição
    Extravagante
    Dívida
    Inimigo
    Narcisista


Proficiências:

    Acrobacia
    Farmácia
    Herbalismo
    Primeiros Socorros
    Toxicologia
    Química


Estilos de Combate:

    Artista Marcial
    Chicoteador
    Espadachim


Status:
Nível: 02
PdV: 4.480
STA: 200

Força: 480 [Hábil]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 146 [Regular]
Reflexo: 661 [Hábil]
Constituição: 10 [Regular]
Agilidade: 453[Regular]

Técnicas/Habilidades:


    Nada por enquanto






_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 EBEAdF4X4AYyK13
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CTfWi4D
Créditos : 1





Capítulo II – Em Busca do Equilíbrio

A situação parecia ter o seu início, seu primeiro contato com o homem era um tanto inesperado, Frogg estava presa em suas mãos, amarrada como um animal, a sua volta, árvores, árvores e mais árvores, em cima, um pássaro estranho, e ele tinha a razão de pensar que o animal poderia atrair novos inimigos, mas talvez, aquela não fosse sua única função.

Takeshi investia contra o homem rapidamente, jogando seu machado na direção de suas pernas, mas o mesmo parecia ser bem hábil, e rapidamente saltava deixando o machado passar direto e fincar sua lâmina no chão. Frogg parecia querer dizer algo ao rapaz, mas estava com sua boca tapada com uma fita e não conseguia dizer nada além de urros, enquanto suas lágrimas caiam de seu rosto.

Era como se a menina soubesse o que estava acontecendo, mas não pudesse passar para aquele que ela ainda via como um amigo. Isamune aproveitava da movimentação do homem, e logo começava uma série de ataques com seu chicote, isso seria uma ótima jogada. Porém, o pássaro sumia dos céus, e Takeshi não percebia o seu sumisso, e quando ele estava prestes a acertar seu golpe no homem, o pássaro mais uma vez golpeava seu corpo, passando em velocidade pela sua lateral cortando seu braço de forma mais profunda que anteriormente, era um corte tão profundo quanto o de uma lâmina.

Isso dava tempo do homem se mover em meio às árvores, e nesse meio tempo, ele lançava Frogg para o alto, e agora Takeshi conseguia saber o que havia acontecido anteriormente, o pássaro agora pegava Frogg com suas garras, segurando a menina e a levando para o céu, enquanto o homem sumia em meio aos arbustos e vegetações das árvores.

Isso fazia com que Takeshi o perdesse de vista por alguns segundos, e logo, o homem surgia novamente com duas facas em punho, uma em cada mão, um corte certeiro em seu abdome, e outro que passava por sua coxa, fazendo o rapaz sentir e entender do que se tratava. O pássaro mais uma vez era encontrado no céu, agora com Frogg em suas garras, e seu inimigo havia mais uma vez desaparecido.

O homem que o mesmo enfrentava, tinha um visual mais ocidental Suas vestes eram de certa forma elegantes, mais seus movimentos e sua forma de lutar era um tanto quanto desonrosa, já que o mesmo usava de investidas em pontos cegos e que seu oponente não pudesse interceptar.

Aquele era o seu habitat, ele sabia que era o melhor naquela região, e isso deixava o nosso herói em desvantagem de terreno, ainda mais tendo em vista a utilização do chicote, era como se o homem quisesse que ele continuasse com aquela arma, já que em meio a tantas árvores, seria completamente ineficaz, e poderia acabar atrapalhando o próprio Takeshi em algum momento.

Isamune tinha agora em suas mãos, algumas decisões a tomar, e ele precisava ser rápido, no céu, o pássaro continuava sobrevoando sua cabeça, e poderia atacá-lo novamente a qualquer momento, ainda mais tendo em vista que o homem havia sumido de seu ponto de visão momentaneamente, o que será que nosso protagonista fará nessa situação?




Histórico:

Número de Posts: 22
Ganhos:
Jornal Seagull Newspapper
Abastado: 1.500.00 milhões de berries
Chicote com espinhos
Algemas
Escudo - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Machado - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Mochila
Perdas:
300.000 mil berries - Compra de Malvelo
600.000 mil berries - Estadia hotel e comida
20.000 Berries - Comida
30.000 mil Berries - Jornal
250.000 mil Berries - Mochila
50.000 mil Berries - Comida
400.000 mil Berries - Chicote com espinhos
150.000 mil Berries - Algemas
NPC's:
N/A
Ferimentos:
Corte no Braço Direito. [0/3]
Corte na Coxa. [0/2]
Corte no Abdome. [0/3]
Objetivos:
N/A

Viagem: 4/4

_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CsHkSDy
Créditos : 31
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Capítulo II

Em Busca do Equilíbrio




“MERDA!” – A dor dos golpes era tamanha, o sangue escorria pelos meus ferimentos e mais uma vez eu estava em uma situação ruim, essa podia ser considerada ainda pior do que a batalha contra o rinoceronte. De qualquer forma eu pude entender um pouco do estilo de luta do meu antagonista e aquele pássaro filha da puta estava junto com ele, como pode um animal cortar tanto assim uma pessoa? Tinha uma lâmina no lugar do bico? Eu ainda vou matar essa porrinha voadora!

Respirei fundo observando o sumiço repentino do meu oponente – “Eu caí de boca na armadilha dele, ele consegue esse lugar como ninguém.” – Pensei enquanto puxava as duas espadas curtas, empunhando uma em cada mão e guardando o chicote novamente em minha cintura – “Não posso confiar em uma única arma sempre, a versatilidade sempre foi um dos meus pontos fortes.” – Pensei. De fato, aquela era uma das minhas maiores qualidades, conseguir lutar contra diferentes oponentes, usando métodos ortodoxos e outros convencionais, não podia começar a me restringir ao uso de uma única linha de habilidade.

Certamente meu oponente estava tramando mais uma investida, usando da furtividade e conhecimento do terreno para ter uma vantagem ainda maior sobre mim. Olhei ao redor buscando identificar onde eu realmente estava, se fosse no meio de um amontoado de árvores, correria para perto da posição anterior do meu oponente, onde ele se esquivou do meu primeiro ataque – “Certo, preciso me concentrar agora.” – Aquele pensamento foi o último a passar pela minha mente, por mais que Frogg me deixasse preocupado, eu precisaria me manter vivo para poder ajudá-la posteriormente. A dor me incomodava, mas eu era um guerreiro e um sobrevivente hábil não deixaria aquilo me atrapalhar de uma maneira exacerbada. A limpeza mental ocorria com velocidade e assim focar unicamente em meus sentimentos, mantendo meus olhos abertos, focando unicamente em um ponto fixo na minha frente.

Qual era minha ideia? Simples! Ao focar em meus sentidos, buscaria identificar possíveis sinais de uma investida. O som de passos, de galhos ou plantas sendo pisadas, até mesmo da própria respiração ou sons externados pelo meu oponente. Empunhando minhas espadas me manteria atento, se um projétil fosse direcionado até mim, usaria minhas habilidades com acrobacia para mover meu corpo lateralmente, dando uma cambalhota no ar e deixando ambas as espadas prontas para realizar possíveis bloqueios. Se por acaso uma nova investida fosse feita pelo homem, tentaria antecipar usando meus sentidos, deixando ser guiados por eles e movendo meu corpo em um único fluxo, visando bloquear e ao mesmo tempo contra atacar o meu antagonista, com um golpe horizontal extremamente veloz, que visaria cortar a sua carne.

Se em algum momento um bloqueio ou esquiva fossem realizados, não daria tempo para que ele montasse uma nova investida. Logo após flexionar os joelhos com velocidade, avançaria na direção do mesmo com todo meu ímpeto, movendo as lâminas em conjunto, como se fossem uma tesoura alcançando o pescoço ou uma das pernas do meu oponente, na verdade, acertaria onde se mostrasse mais fácil naquele curto momento de racíocinio. Puxaria ambas as espadas de uma só vez, causando estrago com ambas as lâminas onde quer que elas pudessem alcançar, minha ideia era retribuir os ferimentos causados por ele inicialmente, tentando também deixa-lo de certa forma incapacitado. Não deixaria ele fugir, usando da minha agilidade para acompanhar seus movimentos, me mantendo atento para – se necessário – realizar bloqueios e esquivas com velocidade, sempre usando as espadas de maneira separada ou até mesmo em conjunto, se isso me proporcionasse uma maior proteção.

Por fim, o pássaro tinha entrado em meu radar e ficaria atento aos seus movimentos. Se em algum momento ele tentasse investir contra mim enquanto carregada Frogg, optaria unicamente por uma esquiva curta, onde me daria abertura o bastante para mover o fio da espada na direção do tecido que prendia a garota, em uma tentativa de libertá-la de maneira cuidadosa, sem que botasse sua vida em perigo. Pegaria ela no colo – ou nas mãos – se fosse possível, tirando rapidamente as amarradas da sua boca e voltando minha atenção para o antagonista principal, movendo minhas armas sempre de maneira defensiva, para proteger a integridade física minha e da pequena.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Takeshi Isamune - Histórico/Objetivos:
Número de Postagens: 23
Número de Posts Viajando: 08
Dinheiro Atual: 4.275.000 B$

Ganhos:

    √ Chicote Categoria Profissional - POST 05
    Descrição do Item - Chicote
    Arma: Chicote Profissional
    Descrição: É uma arma usada por Chicoteador, com comprimento de 4m e 20 centímetros, sendo esses últimos a empunhadura da arma. É feita de couro reforçado, em todos os seus quatro metros existem espinhos feitos de aço, extremamente finos e com uma capacidade de perfuração e corte acima da média. A arma tem uma tonalidade de cor preta, tendo alguns detalhes na cor lilás escuro. Por último, em sua ponta existe uma pequena ponta de lança, tendo como comprimento míseros de centímetros e comprimento.
    Tipo da Arma: N/A
    Qualidade: Profissional
    Durabilidade: Média
    Dano: 60 xLv

    √ 2x Algemas - POST 05
    √ 1.500.000 B$ - Abastado - POST 04
    √ Escudo do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ Machado do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ 500.000 B$ - Recompensa pelo Chuchunmaru - POST 07
    √ Jornal Seagull Newspapper - POST 14
    √ Comida e Garrafas com Suco - 00/15 Usos - POST 18
    √ 300g de Malvelo - 00/30 Usos - POST 18


Perdas:

    × 550.000 B$ - Compras de Armamento e Acessórios - POST 05
    × 250.000 B$ - Mochila - POST 08
    × 50.000 B$ - Comida - POST 08
    × 250.000 B$ - Jornal - POST 14
    × 20.000 B$ - Comida - POST 14
    × 600.000 B$ - Comida e Hospedagem - POST 18
    × 300.000 B$ - 300g de Malvelo - POST 18


Ferimentos:

    Contusão em todo lado direito do corpo - 05/05
    Costela esquerda fraturada - 06/06
    Corte no Braço Direito - 01/03
    Corte na Coxa - 01/02
    Corte no Abdômen - 01/03


Objetivos da Aventura:

    Pegar a Grana do Abastado 1.500.000 B$ []
    Aprender Proficiência: Anatomia [ ]
    Acumular 10.000.000 B$ [ ]
    Treinar a Qualidade Patrono 01/05 []
    Viajar para Toroa Island [ ]
    Conseguir Malvelo em Grandes Quantidades []
    Inserir o/a NPC Acompanhante []
    Inserir o Primeiro NPC Seguidor [ ]
    Ir para Kano [ ]

    Adquirir Itens:
    Kit de Primeiros Socorros [ ]
    Itens para Manipulação de Químicos [ ]
    Granadas de Fumaça [00/05]
    Granadas de Luz [00/05]
    Granadas Explosivas [00/05]
    Mochila Grande [01/02]
    Garrafas de Álcool [00/05]
    Pedaços de Pano [00/05]
    Isqueiro ou Fósforo [ ]


Objetivos Gerais:

    Conhecer a Grand Line [ ]
    Conhecer Amigos [ ]
    Conhecer o NPC Acompanhante [ ]
    Conhecer os Seguidores [ ]
    Treinar Qualidade: Patrono (03) []
    Acumular 1.000.000.000 B$ [ ]
    Ter Grandes Feitos [ ]
    Ser Livre [ ]


Informações do Personagem:

Photoplayer: Tengen Uzui - Kimetsu no Yaiba
Aparência Atual: Aqui

Qualidades:

    Abastado
    Ambidestro
    Experiência em Combate
    Mestre em Haki


Defeitos:

    Ambição
    Extravagante
    Dívida
    Inimigo
    Narcisista


Proficiências:

    Acrobacia
    Farmácia
    Herbalismo
    Primeiros Socorros
    Toxicologia
    Química


Estilos de Combate:

    Artista Marcial
    Chicoteador
    Espadachim


Status:
Nível: 02
PdV: 4.480
STA: 200

Força: 480 [Hábil]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 146 [Regular]
Reflexo: 661 [Hábil]
Constituição: 10 [Regular]
Agilidade: 453[Regular]

Técnicas/Habilidades:


    Nada por enquanto






_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 EBEAdF4X4AYyK13
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CTfWi4D
Créditos : 1





Capítulo II – Em Busca do Equilíbrio

Quando nosso protagonista entendia qual era sua situação, ele tomava uma postura diferente, de fato seu inimigo conhecia o terreno, e sua arma  também não o ajudava muito, e nisso ele optou por um movimento mais veloz, e logo sacando suas espadas, guardando seu chicote e voltando a ser o Takeshi de antigamente.

Sua movimentação era consciente, e seus olhos estavam agora abertos a não só os ataques de seu adversário, mas também de seu ajudante, o pássaro. Quando Takeshi tocava seus pés no solo e puxava as suas espadas, seu oponente usava isso para finalmente emergir da escuridão, e avançar contra ele.

O primeiro golpe era dado, Takeshi conseguia se esquivar com movimentos acrobáticos, mas, seu oponente não era qualquer um, e enquanto ele se preparava para um golpe de seu adversário, em meio a seu movimento, uma rasteira era aplicada por parte do caçador, desequilibrando nosso herói e logo vindo com suas duas facas na direção de seu tórax, preparado para fincar as duas direto em seu peito.

Mas, Isamune era um cara veloz e astuto, em meio ao ataque das facas, ele cruzava suas duas espadas travando o avanço das facas de seu adversário, e em meio a isso, aplicava um um giro seguido de um corte lateral, que vinha na diagonal e raspava na pele do homem, deixando a marca de sua lâmina em seu corpo, e deixando claro para ele, que aquele combate ainda não tinha terminado.

Em meio ao golpe recebido, o homem mais uma vez se colocava nas sombras, seus movimentos pareciam ter se tornado ainda mais velozes e ocultos, e assim, ele mais uma vez investia, um ataque direto, e ao se aproximar, ele dava um giro em seu próprio eixo, passando as duas lâminas no corpo de Takeshi, cortando sua coxa na parte posterior e sua costela no mesmo lado, porém, quando ele passava pelo corpo de Takeshi, nosso protagonista o pegava de surpresa, movimentando sua espada de cima para baixo em um giro rápido, cortava suas costas, um rasgo de cima para baixo, que pegava do inicio da nuca até o meio das costas.

Nesse momento, os dois tinham uma leve queda, Isamune caia de joelhos, devido ao corte em sua coxa, mas nada que o fizesse perder o movimento, apenas uma resposta rápida do seu corpo a dor sentida, já seu oponente, caía de peito no chão, mas rapidamente rolava se levantando e mais uma vez entrando em seu modo furtivo, ele agora sabia que Takeshi não era qualquer um, e certamente precisaria da ajuda de seu pássaro, será que ele apelaria para o seu companheiro mais uma vez? E quais serão as decisões tomadas por Takeshi caso isso acontecesse?




Histórico:

Número de Posts: 23
Ganhos:
Jornal Seagull Newspapper
Abastado: 1.500.00 milhões de berries
Chicote com espinhos
Algemas
Escudo - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Machado - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Mochila
Perdas:
300.000 mil berries - Compra de Malvelo
600.000 mil berries - Estadia hotel e comida
20.000 Berries - Comida
30.000 mil Berries - Jornal
250.000 mil Berries - Mochila
50.000 mil Berries - Comida
400.000 mil Berries - Chicote com espinhos
150.000 mil Berries - Algemas
NPC's:
N/A
Ferimentos:
Corte no Braço Direito. [1/3]
Corte na Coxa. [1/2]
Corte no Abdome. [1/3]
Corte na parte Posterior da Coxa. [0/4]
Corte na Costela. [0/2]
Objetivos:
N/A

Viagem: 4/4

_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CsHkSDy
Créditos : 31
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Capítulo II

Em Busca do Equilíbrio




As chamas do combate aumentavam gradativamente, aquela criatura inimiga era astuta e utilizava um estilo de combate sujo, ele não era um verdadeiro guerreiro – “Nem todos tem esse desejo, alguns apenas optam pela sua própria sobrevivência.” – Aqueles pensamento serviam também para mim, já que no momento de perigo não poupava esforços ou meios para continuar mantendo minha integridade física – Urgh... – A dor era externada de maneira verbal, a desvantagem estava clara e meu lado da corda estava se partindo pouco a pouco – “Preciso evitar ser acertado, mas como posso fazer isso?” – Uma pergunta pertinente, por mais que tivesse causado algum dano ao meu oponente, ainda sim, em números eu estava perdendo.

Aquele modo furtivo era um problema, a velocidade e o conhecimento do terreno estavam me deixando em completa desvantagem – “Preciso mudar o ambiente, talvez seja a melhor opção.” – A primeira ideia surgia em minha mente – “Agora será que é a melhor opção? Talvez acabe me metendo em uma enrascada ainda pior.” – Era uma hipótese, mas continuar daquela forma me soava ainda pior – “Certo, é isso.” – Minha rota de ações havia sido definida, arriscar era algo intrínseco em minha personalidade.

Me coloquei de pé sentindo as dores dos ferimentos, respirei fundo concentrando meus sentidos novamente o máximo que podia e mantinha minhas espadas empunhadas com vigor, me mantendo pronto a possíveis investidas realizadas pelo meu antagonista. Com meus joelhos flexionados disparei em direção a cabana, usando de toda minha velocidade naquele momento para cortar a distância entre mim e aquela casa, que seria meu novo território de combate. Claro, ele conhecia o lugar mais do que eu, porém, diminuir o espaço para suas ações e as possibilidades de furtividade. Agora, isso era tudo? É claro que não!

Vamos com calma! Inicialmente minha ideia era simples, diminuir o raio de ação do meu oponente, mas uma segunda vertente daquele plano tinha sido maquinada em minha mente de maneira instintiva: chamar a atenção do antagonista. Claro! Tenho certeza que ele estava de olho em meus movimentos e acredito que ele sabia que lutar dentro da cabana era algo desfavorável a ele, será mesmo que ele iria me deixar adentrar no lugar de maneira tranquila? Eu esperava que não! Enfim, meu foco estava aos meus arredores, enquanto disparava usando toda minha velocidade e força, para aguentar a dor que a movimentação causava. Meus sentidos estavam atentos e esperando o sinal de uma investida do meu oponente, afinal, ao ser atacado por duas vezes as coisas começam a fazer sentido, o entendimento do estilo de luta é algo passivo para um guerreiro experiente como eu.

Se por acaso ele realmente investisse durante o caminho até a cabana, esperaria até o momento em que ele estivesse certo, continuando a fingir que estava apenas correndo com velocidade para o interior do lugar. A primeira parte do meu corpo a se mover em direção ao meu antagonista seriam os olhos e um sorriso extenso tomaria minha face naquele momento, demonstrando toda minha felicidade em ter aquele patinho preso em meu plano. Um corte limpo seria dado em direção ao meu inimigo, com tamanha velocidade ao ponto de arrancar um dos seus membros com facilidade. Dobraria os joelhos e faria uma rotação pelo calcanhar, mudando a direção da minha investida, independente se o primeiro ataque estivesse sido efetivo ou não, partindo na direção do homem extraindo ainda mais da minha velocidade, usando uma das minhas espadas como uma lança, segurando pelo cabo e atingindo a parte mais exposta do seu corpo. Continuaria tentando acertar com movimentos diagonais e horizontais, acertando seus membros superiores, inferiores e também o tronco, visando acabar com sua vida de maneira tão veloz como ela começou.

Se em meio a esse combate o pássaro voltasse a me atacar, voltava minha atenção para suas ações, não perdendo de vista o humano. Minha ideia seria libertar Frogg o mais rápido possível e usaria toda minha técnica com espadas para cortar o tecido, tendo cuidado para não acertar a garota. Não apenas isso, tentaria atingir o próprio pássaro com a espada, visando cortar suas asas ou tirar sua vida em um único movimento, já que aquela porra estava me enchendo o saco.

Por último, se o homem permitisse minha jornada até a cabana, entraria nela com velocidade, passando pela porta ou forçando a passagem se fosse necessário. A primeira ação no interior do lugar seria observar o que tinha à disposição, já que não sabia se era algo inabitado ou um lugar que aquele inimigo usava diariamente. Olharia as possíveis rotas de entrada, portas, janelas e afins, para me manter atento aos locais que ele pudesse investir. Não parando por aí, se por acaso não fosse seguido rapidamente, olharia ao redor buscando algo de útil, como medicamentos, álcool, fósforo.

Meus movimentos defensivos não seriam muito diferente dos anteriores, buscando usar minhas espadas como forma de bloqueio, aproveitando uma possível brecha para aplicar um chute pesado em sua face e/ou tronco, onde abriria mais espaço para ofensivas curtas e precisas, visando sempre acertar seus membros, torso e pontos sensíveis, como pescoço e olhos.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Takeshi Isamune - Histórico/Objetivos:
Número de Postagens: 24
Número de Posts Viajando: 08
Dinheiro Atual: 4.275.000 B$

Ganhos:

    √ Chicote Categoria Profissional - POST 05
    Descrição do Item - Chicote
    Arma: Chicote Profissional
    Descrição: É uma arma usada por Chicoteador, com comprimento de 4m e 20 centímetros, sendo esses últimos a empunhadura da arma. É feita de couro reforçado, em todos os seus quatro metros existem espinhos feitos de aço, extremamente finos e com uma capacidade de perfuração e corte acima da média. A arma tem uma tonalidade de cor preta, tendo alguns detalhes na cor lilás escuro. Por último, em sua ponta existe uma pequena ponta de lança, tendo como comprimento míseros de centímetros e comprimento.
    Tipo da Arma: N/A
    Qualidade: Profissional
    Durabilidade: Média
    Dano: 60 xLv

    √ 2x Algemas - POST 05
    √ 1.500.000 B$ - Abastado - POST 04
    √ Escudo do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ Machado do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ 500.000 B$ - Recompensa pelo Chuchunmaru - POST 07
    √ Jornal Seagull Newspapper - POST 14
    √ Comida e Garrafas com Suco - 00/15 Usos - POST 18
    √ 300g de Malvelo - 00/30 Usos - POST 18


Perdas:

    × 550.000 B$ - Compras de Armamento e Acessórios - POST 05
    × 250.000 B$ - Mochila - POST 08
    × 50.000 B$ - Comida - POST 08
    × 250.000 B$ - Jornal - POST 14
    × 20.000 B$ - Comida - POST 14
    × 600.000 B$ - Comida e Hospedagem - POST 18
    × 300.000 B$ - 300g de Malvelo - POST 18


Ferimentos:

    Contusão em todo lado direito do corpo - 05/05
    Costela esquerda fraturada - 06/06
    Corte no Braço Direito - 02/03
    Corte na Coxa - 02/02
    Corte no Abdômen - 02/03
    Corte no Posterior da Coxa - 01/04
    Corte na Costela - 01/02


Objetivos da Aventura:

    Pegar a Grana do Abastado 1.500.000 B$ []
    Aprender Proficiência: Anatomia [ ]
    Acumular 10.000.000 B$ [ ]
    Treinar a Qualidade Patrono 01/05 []
    Viajar para Toroa Island []
    Conseguir Malvelo em Grandes Quantidades []
    Inserir o/a NPC Acompanhante []
    Inserir o Primeiro NPC Seguidor [ ]
    Ir para Kano [ ]

    Adquirir Itens:
    Kit de Primeiros Socorros [ ]
    Itens para Manipulação de Químicos [ ]
    Granadas de Fumaça [00/05]
    Granadas de Luz [00/05]
    Granadas Explosivas [00/05]
    Mochila Grande [01/02]
    Garrafas de Álcool [00/05]
    Pedaços de Pano [00/05]
    Isqueiro ou Fósforo [ ]


Objetivos Gerais:

    Conhecer a Grand Line [ ]
    Conhecer Amigos [ ]
    Conhecer o NPC Acompanhante [ ]
    Conhecer os Seguidores [ ]
    Treinar Qualidade: Patrono (03) []
    Acumular 1.000.000.000 B$ [ ]
    Ter Grandes Feitos [ ]
    Ser Livre [ ]


Informações do Personagem:

Photoplayer: Tengen Uzui - Kimetsu no Yaiba
Aparência Atual: Aqui

Qualidades:

    Abastado
    Ambidestro
    Experiência em Combate
    Mestre em Haki


Defeitos:

    Ambição
    Extravagante
    Dívida
    Inimigo
    Narcisista


Proficiências:

    Acrobacia
    Farmácia
    Herbalismo
    Primeiros Socorros
    Toxicologia
    Química


Estilos de Combate:

    Artista Marcial
    Chicoteador
    Espadachim


Status:
Nível: 02
PdV: 4.480
STA: 200

Força: 480 [Hábil]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 146 [Regular]
Reflexo: 661 [Hábil]
Constituição: 10 [Regular]
Agilidade: 453[Regular]

Técnicas/Habilidades:


    Nada por enquanto






_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 EBEAdF4X4AYyK13
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CTfWi4D
Créditos : 1





Capítulo II – Em Busca do Equilíbrio

Os ataques eram revidados, e agora sim, parecia que Takeshi começava a tomar as rédeas do combate, os dois estavam feridos, mas Isamune realmente tinha alguns ferimentos a mais, porém, em gravidade, parecia que os dois estavam iguais.

Nosso protagonista então decidiu por uma abordagem diferente, porém, inteligente, ele começava a correr em velocidade, em direção a cabana, buscando fazer com que seu adversário viesse atrás dele e assim conseguir usar de sua estratégia. Logo que Takeshi se aproximava da cabana, ouviu alguns gritos e pedidos de ajuda.

Esses pareciam vir de dentro da cabana, mas em específico, vinha da parte de baixo da cabana, como se houvesse uma espécie de subsolo sobre aquele lugar, Takeshi poderia ouvir as vozes e pedidos de ajuda, e agora tinha que pensar no que fazer, matar seu adversário? Ajudar aquelas pessoas? Ele tinha que vencer, o mais rápido possível.

No céu, o pássaro começava a fazer sons altos, o som de um falcão quando encontra uma presa, aquilo parecia um aviso, tendo em vista que o pássaro já sabia da localização do nosso herói. Será que isso significava a presença de mais inimigos, outras pessoas? Ainda não dava para saber, mas de certo, Takeshi podia dizer que eram mais problemas.

Ao longe, vozes começavam a ecoar pelo lugar.-Rápido, o pássaro do chefe tá rodeando esse lugar, o sinal veio dessa direção, andem logo! Enquanto também ao longe, porém, da direção oposta, ele ouvia outras vozes, também indo em direção ao local.-Vamos homens, alguém, cuide do pássaro! Ele tá avisando nossa localização, e também pode ser o sinal de inimigos a frente! Nesse momento, o homem vinha na direção de Takeshi, o mesmo parecia não ter ouvido as vozes vindas das duas direções diferentes.

Era um ataque duplo, o pássaro levando Frogg em suas garras vinha na direção do rapaz, com um voo rasante, parecendo mais um míssil descendo a toda velocidade, e a sua frente, o homem surgia, pronto para pegar Takeshi e cravar suas facas em seu corpo. Porém, no meio do caminho, alguém acertava uma flechada no pássaro, diretamente na asa, o fazendo cair girando de uma grande altura, Frogg ainda estava presa em suas garras, Takeshi percebia o acontecido, e logo percebia que Frogg acabava por sair das garras do falcão.

Ela começava a cair em uma queda livre, mas Takeshi ainda tinha que lidar com seu adversário, e em um movimento veloz e furioso, ele girava sobre seu calcanhar, girando suas espadas, enquanto saia do ataque do inimigo, a lâmina que certamente perfuraria seu estômago passa de raspão em sua barriga, fazendo um corte superficial do centro até a lateral, mas em seu giro, Takeshi acertava as duas espadas nas costas do homem, dois cortes rápidos e que seriam fatais, se não fosse a velocidade de reação daquele homem.

Assim que ele percebia seu ataque não causando o dano necessário, para matar o nosso protagonista, ele percebia também que Takeshi tinha se colocado em uma posição extremamente favorável a ele, e que seu ataque certamente seria fatal se o acertasse, e por isso, ele girava seu corpo no ar, colocando suas duas facas na frente das espadas de Takeshi, ele não conseguia impedir o golpe por completo, mas evitava que fosse o golpe final.

Dois cortes eram feitos de forma leve na parte de seu peito, cortes esses que poderiam ser o fim da vida dele. Isamune agora via Frogg se aproximar com velocidade ao chão, e logo corria e a segurava com suas mãos, impedindo que isso de fato acontecesse, e isso era um prato cheio para seu adversário usar como brecha para um ataque. De fato seria um ataque que causaria danos severos a Takeshi, mas logo, uma flecha passava tão perto da face do homem, que o mesmo quase via sua vida sair pelo seus olhos.

-Eles estão ali! Tem um homem com a Frogg nas mãos! Ele parece ter evitado a queda dela daquela altura! Mas tem outro com ele, e esse parece ser aquele que capturou ela. Takeshi conseguia ver as silhuetas vindo pelas árvores, mas ainda sem uma forma específica. Logo atrás outra voz era ouvida, e dessa vez o ataque era do outro lado, e um disparo era ouvido, a munição acertava o braço de Takeshi, causando uma perfuração dolorosa, o que o fazia correr para trás de uma árvore e assim, desamarrou Frogg enquanto tinha tempo.

Ele tinha algum tempo agora, já que seu adversário recuou ao perceber mais inimigos chegando, mas certamente não era o fim daquilo, eles ainda teriam um combate feroz, era apenas um reagrupar e se reposicionar. A ameaça aérea havia sido neutralizada, porém, agora o local se tornava uma espécie de campo de batalha de uma guerra, um grupo de cada lado, pronto para destruir um ao outro.

De dentro da cabana, Takeshi e Frogg conseguiam ouvir os gritos e batidas, um homem se aproximava dos dois, e então Frogg dizia.-Ele está comigo… É um amigo meu! Veio para me salvar e livrar os homens daquela prisão lá embaixo, são todos escravos. Diria Frogg olhando para ele com um olhar de fúria, já que ele havia deixado ela para trás, magoada e por isso ela tinha sido capturada, mas ela sabia que aquilo tudo não tinha sido por mal, e o que importava era que ele tinha ido salvar ela quando mais precisou.

O homem cuidava do braço de Takeshi, amarrando uma faixa.-Obrigado por salvar nossa amiga! Era uma espécie de pomada e uma faixa amarrada sobre a perfuração da bala, e logo nosso herói estava pronto para continuar. Takeshi se levantava e então Frogg dizia.-Nós vamos cuidar desses homens, vá até a cabana e tire os prisioneiros de lá, vamos ganhar tempo aqui fora, então seja rápido, vamos precisar o máximo de ajuda que pudermos. Era uma decisão a ser tomada.

Isamune agora tinha duas escolhas, seguir o que era dito por Frogg, ou apenas ignorar e se juntar ao combate. Certamente ele poderia fazer os dois, precisava apenas tomar a decisão certa naquele momento, e certamente, teriam mais ajuda ao libertar aqueles homens presos dentro daquele buraco.

Aquele era o início de uma guerra generalizada, dois grupos se enfrentando, Takeshi ainda não sabia quem eram as pessoas que vieram salvar Frogg, e nem quem eram os homens que enfrentava, o que ele sabia era, ele precisava tomar a liderança daquela situação, salvar os prisioneiros, e voltar para a luta, para acabar com aquele filho da puta que tava lutando com ele.

A distância dele para a cabana não era grande, cerca de vinte metros, seu adversário estava mais longe, devido a aproximação dos homens que vieram por Frogg, era como se os inimigos tivessem recuado um pouco, deixando a cabana como uma zona neutra naquele impasse.




Histórico:

Número de Posts: 24
Ganhos:
Jornal Seagull Newspapper
Abastado: 1.500.00 milhões de berries
Chicote com espinhos
Algemas
Escudo - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Machado - Pêgo do inimigo capturado (Qualidade - Clássica)
Mochila
Perdas:
300.000 mil berries - Compra de Malvelo
600.000 mil berries - Estadia hotel e comida
20.000 Berries - Comida
30.000 mil Berries - Jornal
250.000 mil Berries - Mochila
50.000 mil Berries - Comida
400.000 mil Berries - Chicote com espinhos
150.000 mil Berries - Algemas
NPC's:
N/A
Ferimentos:
Corte no Braço Direito. [2/3]
Corte na Coxa. [2/2]
Corte no Abdome. [2/3]
Corte na parte Posterior da Coxa. [1/4]
Corte na Costela. [1/2]
Perfuração de tiro no Braço esquerdo. [0/5]
Objetivos:
N/A

Viagem: 4/4

_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 CsHkSDy
Créditos : 31
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune




Capítulo II

Em Busca do Equilíbrio




Minha principal estratégia havia dado certo, o homem vinha em minha direção no momento em que corri até a cabana. Certo, até aí tudo bem, o problema todo foi quando aquela criatura medonha demonstrou agilidade e reflexos acima da média, já que conseguia desviar e ainda contra ataque o meu golpe, mostrando ser alguém verdadeiramente forte. De qualquer modo, salvar Frogg era algo que me trazia alívio, não sabia o motivo, porém, fazer “o certo” era algo realmente bom. O pior de tudo não foi isso meus amigos, enquanto todo o combate tinha seu desenrolar, algumas vozes foram escutadas por mim, aparentemente grupos rivais.

“Que porra é essa?” – Pensei no momento em que tudo acontecia de maneira repentina, o tiro, as flechas, o pássaro sendo acertado e o golpe recebido e aplicado em meu antagonista, fora todas as palavras ditas por Frogg e os outros grupos. Minha ideia naquele momento era simples: matar o meu antagonista. E o problema? O montante de seres vivos que pareciam querer o proteger, que desgraça em? Pelo menos agora tinha um estranho grupo junto comigo, que lidaria com o aglomerado de pessoas inimigas – “Frogg é a líder dele? Não, ela não parece ser alguém desse patamar.” – Meus pensamentos voavam como flechas em grande velocidade, várias ideias, opções e algumas incertezas.

A pequena parecia incomodada comigo, mas aquilo era algo que iremos resolver em outro momento, na verdade, era ela quem me deve algumas explicações – Não precisa agradecer, fiz isso por mim mesmo, para ser bem sincero. – Bradei quase que instantaneamente após ouvir as palavras daquele homem, que me fazia o tratamento de urgência. A dor por todo corpo era algo notável, mas, a adrenalina que percorria meu corpo ajudava a manter em pé – Tá beleza! – Falei logo após escutar as palavras de Frogg, seguir ordens não era algo que eu gostava tanto assim, contudo, naquele momento crítico não era aceitável bobagens como aquela.

Corri com o máximo de velocidade que meu corpo conseguia alcançar, empunhando minhas espadas e mantendo minha atenção extremamente alta. O combate aconteceu, a pequena guerra tinha seu início com selvageria e em minha mente buscava entender quem era quem, afinal, de onde surgiu tanta gente assim? Os revolucionários são tão grandes assim? Sempre achei que eram um pequeno grupo, como se fossem um Robin Hood ligeiramente maior. A cabana não estava muito longe, mas eu não podia vacilar, se por acaso fosse atacado de alguma maneira, voltaria toda minha atenção à evasão e o bloqueio, sendo este último feito apenas em casos realmente necessários. A acrobacia era algo que seria utilizada em todos os momentos, saltando, dando cambalhota e até mesmo tentando deslizar, escorregando no próprio solo.

“Prisioneiros? Será que eles fazem parte do exército revolucionário? É, provavelmente, esse é o motivo que o grupo veio até aqui, inclusive a própria Frogg.” – As coisas começaram a se encaixar, pelo menos esse era meu entendimento sobre toda a situação que estava inserido. De qualquer modo, ao chegar na cabana entraria em um rompante, chutando a porta com toda minha força e observando tudo ao meu redor, buscando por possíveis inimigos em seu interior. Se tivesse algum por lá, avançaria sem pensar duas vezes, visando realizar cortes rápidos e curtos na altura do pescoço, para finalizar os oponentes com facilidade.

Contudo, se o lugar estivesse vazio. Voltava minha atenção a libertar aqueles homens, procurando no chão um alçapão ou qualquer tipo de sinalização que pudesse indicar alguma passagem no subsolo. Procuraria por portas e/ou escadas que me levassem até o andar de baixo, correndo assim que encontrasse a entrada existente, ainda mantendo a cautela – ESTOU AQUI PARA LIBERTÁ-LOS! – Gritei no momento que encontrei aqueles prisioneiros, dando uma boa olhada nos mesmos, buscando ver se não eram inimigos em potencial. Quebraria o que estivesse bloqueando a liberdade das pessoas ali, usando minha espada e/ou até mesmo a própria mão, nesse último caso, usando técnicas marciais para aumentar o Kime – força final do golpe – Vocês estão livres! São do exército revolucionário? – Indaguei na expectativa de conseguir alguma informação daquele grupo.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Takeshi Isamune - Histórico/Objetivos:
Número de Postagens: 25
Número de Posts Viajando: 08
Dinheiro Atual: 4.275.000 B$

Ganhos:

    √ Chicote Categoria Profissional - POST 05
    Descrição do Item - Chicote
    Arma: Chicote Profissional
    Descrição: É uma arma usada por Chicoteador, com comprimento de 4m e 20 centímetros, sendo esses últimos a empunhadura da arma. É feita de couro reforçado, em todos os seus quatro metros existem espinhos feitos de aço, extremamente finos e com uma capacidade de perfuração e corte acima da média. A arma tem uma tonalidade de cor preta, tendo alguns detalhes na cor lilás escuro. Por último, em sua ponta existe uma pequena ponta de lança, tendo como comprimento míseros de centímetros e comprimento.
    Tipo da Arma: N/A
    Qualidade: Profissional
    Durabilidade: Média
    Dano: 60 xLv

    √ 2x Algemas - POST 05
    √ 1.500.000 B$ - Abastado - POST 04
    √ Escudo do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ Machado do Chuchunmaru - Qualidade Clássica - POST 07
    √ 500.000 B$ - Recompensa pelo Chuchunmaru - POST 07
    √ Jornal Seagull Newspapper - POST 14
    √ Comida e Garrafas com Suco - 00/15 Usos - POST 18
    √ 300g de Malvelo - 00/30 Usos - POST 18


Perdas:

    × 550.000 B$ - Compras de Armamento e Acessórios - POST 05
    × 250.000 B$ - Mochila - POST 08
    × 50.000 B$ - Comida - POST 08
    × 250.000 B$ - Jornal - POST 14
    × 20.000 B$ - Comida - POST 14
    × 600.000 B$ - Comida e Hospedagem - POST 18
    × 300.000 B$ - 300g de Malvelo - POST 18


Ferimentos:

    Contusão em todo lado direito do corpo - 05/05
    Costela esquerda fraturada - 06/06
    Corte no Braço Direito - 03/03[strike]
    [strike]Corte na Coxa - 02/02

    Corte no Abdômen - 03/03
    Corte no Posterior da Coxa - 02/04
    Corte na Costela - 02/02
    Perfuração de Tiro no Braço Esquerdo - 01/05


Objetivos da Aventura:

    Pegar a Grana do Abastado 1.500.000 B$ []
    Aprender Proficiência: Anatomia [ ]
    Acumular 10.000.000 B$ [ ]
    Treinar a Qualidade Patrono 01/05 []
    Viajar para Toroa Island []
    Conseguir Malvelo em Grandes Quantidades []
    Inserir o/a NPC Acompanhante []
    Inserir o Primeiro NPC Seguidor [ ]
    Ir para Kano [ ]

    Adquirir Itens:
    Kit de Primeiros Socorros [ ]
    Itens para Manipulação de Químicos [ ]
    Granadas de Fumaça [00/05]
    Granadas de Luz [00/05]
    Granadas Explosivas [00/05]
    Mochila Grande [01/02]
    Garrafas de Álcool [00/05]
    Pedaços de Pano [00/05]
    Isqueiro ou Fósforo [ ]


Objetivos Gerais:

    Conhecer a Grand Line [ ]
    Conhecer Amigos [ ]
    Conhecer o NPC Acompanhante [ ]
    Conhecer os Seguidores [ ]
    Treinar Qualidade: Patrono (03) []
    Acumular 1.000.000.000 B$ [ ]
    Ter Grandes Feitos [ ]
    Ser Livre [ ]


Informações do Personagem:

Photoplayer: Tengen Uzui - Kimetsu no Yaiba
Aparência Atual: Aqui

Qualidades:

    Abastado
    Ambidestro
    Experiência em Combate
    Mestre em Haki


Defeitos:

    Ambição
    Extravagante
    Dívida
    Inimigo
    Narcisista


Proficiências:

    Acrobacia
    Farmácia
    Herbalismo
    Primeiros Socorros
    Toxicologia
    Química


Estilos de Combate:

    Artista Marcial
    Chicoteador
    Espadachim


Status:
Nível: 02
PdV: 4.480
STA: 200

Força: 480 [Hábil]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 146 [Regular]
Reflexo: 661 [Hábil]
Constituição: 10 [Regular]
Agilidade: 453[Regular]

Técnicas/Habilidades:


    Nada por enquanto






_________________

Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 Fi6WMX7


Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
Capítulo II –  Em Busca do Equilíbrio - Página 5 EBEAdF4X4AYyK13