Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Página 1 de 1
JoaoVinicius
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin 120x120
Créditos : 00
[TUTORIAL] Shin Qui Out 14, 2021 8:46 am
Nome: Ri Shin
Idade: 20 anos
Raça: Humano
Gênero: Masculino
Localização: Centaurea - South Blue
Estilo de Combate Básico: Lanceiro
Mão Predominante: Destro
Qualidade: Visão na penumbra: Você é capaz de enxergar com clareza em ambientes com pouca iluminação. Desde que não seja uma escuridão completa, você consegue distinguir coisas e pessoas com relativa precisão. Mecanicamente, esta qualidade reduz a condição Cego em uma categoria quando a causa do efeito em questão for relacionado a falta ou obstrução de luz.
Defeito:  Avarento: Você odeia gastar dinheiro e sempre faz tudo o possível para economizar, por conta disso, muitas vezes acaba comprando produtos e serviços de qualidade duvidosa.
Photoplayer:
[TUTORIAL] Shin QCr9mEX
Devil Guy
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin OrgyADY
Créditos : 00
Re: [TUTORIAL] Shin Qui Out 14, 2021 10:21 am
TUTORIAL APROVADO

Bem vindo ao All Blue RPG, a partir de agora eu serei seu Instrutor, irei lhe ensinar o básico sobre o fórum. O primeiro post é seu e peço desde já que se atente a sua mini ficha para trabalhar bem suas qualidades e defeitos durante a narrativa. Qualquer dúvida que tiver pode mandar MP que irei responder o mais rápido possível. Segue abaixo algumas informações importantes:

● A ficha usada para o tutorial é exclusiva dele e não precisa ser reaproveitada na sua ficha oficial, que pode ser completamente diferente. Mas nada lhe impede de usar o mesmo personagem.

● O fórum parte da premissa de evitar ao máximo God Mode, ou seja, que o jogador, controle NPCs e cenários. Em resumo evite descrever coisas como “O sol estava forte”, “Era uma manhã fria”. Não é um problema você dizer que acordou ou que está em casa, porém evite criar coisas.

● Uma dica importante para todos é que apesar de não se poder narrar cenários, ou controlar NPCs você pode procurar coisas e interagir com elas colocando a possibilidade de encontrar tais coisas. Exemplo: “Iria levantar e ir até a geladeira da casa, procuraria dentro dela uma maçã e se encontrasse uma já metia aquela bela mordida”

● Recomendo que consulte o Guia de Narração, Guia do Novato e Guia de Combate. antes de realizar o primeiro post.

● Por fim, sempre atente-se ao post de seu Instrutor e as dicas que ele der com cuidado, elas podem ajudar muito você a se guiar no fórum.

_________________

Falas #ff0000
Pensamentos #cccccc
"Atormentado"

[TUTORIAL] Shin Hoyvb0R
JoaoVinicius
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin 120x120
Créditos : 00
Re: [TUTORIAL] Shin Qui Out 14, 2021 5:18 pm
Estava abrindo os olhos mais uma vez, sem ter muita ideia se era dia ou noite. O meu péssimo hábito de dormir em qualquer lugar que eu sentisse segurança acabava gerando essas confusões ao acordar. Mesmo sem saber o local exato, ao menos minhas costas não estavam doendo, parecendo ter um mínimo de conforto.
Logo pensei sobre como era perigoso também dormir em qualquer lugar, mas não me vinha à memória nenhum incidente ruim como assaltos ou agressões. Apenas me sentia com sono e dormia, e nada de mal acontecia após isso. Pelo menos isso não me deixava apegado a nenhuma residência em específico, e pedir para dormir de favor em alguns lugares sempre me rendeu uma ótima economia. O frio de Centaurea costumava incomodar no passado, mas acho que criei uma certa resistência a isso, ou talvez minhas roupas realmente sejam muito boas.

Depois desse momento de reflexão, era hora de levantar. Tentaria olhar para o céu, e identificar se era dia ou noite. Caso fosse dia, iria me esticar, olhar ao redor e tentar procurar algum lugar para me alimentar. Embora fosse pobre, talvez eu pudesse encontrar algum lugar que me desse as sobras de algum lanche ou algo do tipo.
Se fosse noite, iria procurar algum pedaço de madeira parecido com uma lança, tentaria quebrar ou afiar uma das pontas dela e olharia ao redor em busca de qualquer animal comestível, como um peixe ou uma ave noturna.

Alimentado ou não, voltaria para o lugar onde despertei. Nunca tive maiores desejos na vida, mas havia tido um sonho estranho dias atrás que me incomodou. Me vi em uma missão qualquer, como em livros, tentando derrubar uma organização maligna. E, mais um dia, essa lembrança me veio na mente. Será que finalmente vou achar um propósito?

Então, após refletir sobre o sonho, iria olhar o ambiente ao meu redor. Procuraria algum cartaz, jornal ou pedaço de papel que mostrasse alguma grande organização. Quando há uma loja, uma empresa ou mesmo um governo, sempre há alguém pra se opor a ele. E talvez, se eu me juntasse a essas pessoas, poderia dar continuidade no sonho real.
Devil Guy
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin OrgyADY
Créditos : 00
Re: [TUTORIAL] Shin Sex Out 15, 2021 1:31 am



Ri Shin era um jovem rapaz acordando no meio do nada numa das ilhas mais frias do South Blue, a ilha de Centaurea. O inferno da ilha era branco, pois a neve cobria até onde era possível enxergar. Infelizmente, alguém devia ter roubado suas roupas de frio, pois estava coisa roupas de couro em seu corpo, que protegiam do vento mas não isolavam a temperatura do seu corpo para que se esquentasse, o que fazia com que todo seu corpo tremesse perante o frio predatório que se instaurava ali. Era manhã, pois era um local claro, mas o sol não podia ser visto facilmente, uma vez que as nuvens tapavam sua luz, e um fino chuvisco de gelo preenchia o lugar. O rapaz estava localizado na entrada de uma pequena caverna, e provavelmente foi aquela caverna que o impediu de morrer de frio durante o sono. Perto dele, conseguiu encontrar um bastão de madeira com a ponta lascada, que servia muito bem como uma lança, caso fosse necessário ser usada para combate. Suas mãos estavam geladas, mas ele dispunha de força suficiente para poder se movimentar, uma vez que estava descansado.

Em sua memória, não se lembrava de nada, quase como se tivesse surgido ali por acaso... aliás, qual era sua história? Como ele havia vivido? Parecia ter perdido sua memória... não haviam animais selvagens para caçar, mas havia o que parecia ser uma aldeia ali próximo, bastava descer o barrando onde se encontrava. Estava se lembrando de um sonho nebuloso que teve... algo que o lembrasse da civilização, mas nada muito claro. Sempre que tentava se lembrar, sua cabeça doía, parece que havia batido ela em algum lugar. Mas estava tão frio que ele mesmo não conseguia se concentrar muito.

E agora? Qual seria o próximo passo? Ele estava em uma caverna no alto de um morro, e fazia um frio de morrer... literalmente. Se caminhasse por alguns minutos, chegaria ao vilarejo ali perto. Mas será que era um vilarejo mesmo? Não dava pra saber se eram nem mesmo casas, mas conseguia ver uma fina fumaça subindo aos céus, em meio a precipitação de neve. Estava equipado com uma lança pontuda de madeira que servia para qualquer coisa, e podia procurar abrigo. Ao fundo, viu o que parecia ser uma figura humana montada em um alce... ou aquilo era um urso? Também havia essa possibilidade. Mas as decisões para sua caminhada estavam com Ri Shin.



Considerações:
Olá! Espero que aproveite o tutorial.

Estou instruindo você com pretexto de ensinar sobre o fórum e sobre como jogamos aqui. Pelo post, você parece ter alguma experiência, e o primeiro post sempre é o mais difícil, né? Mas tenho algumas dicas:

> Interaja com as pessoas que encontrar pela frente! Nunca se sabe se são boas ou ruins, mas elas podem lhe ajudar.
> Tente participar das possibilidades que o narrador expõe para você! Será que há algum plot envolvido nisso?
> É bem interessante que você narre os pensamentos e as sensações diversas do seu personagem, isso deixa a narração mais orgânica e vívida, o que ajuda muito. Ou seja, sair da zona de ação e entrar na zona de sensação pode incrementar muito a narração!

Qualquer dúvida, estou à disposição no discord e por MP! Ótimo post, e bom tutorial!

_________________

Falas #ff0000
Pensamentos #cccccc
"Atormentado"

[TUTORIAL] Shin Hoyvb0R
JoaoVinicius
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin 120x120
Créditos : 00
Re: [TUTORIAL] Shin Sex Out 15, 2021 1:20 pm
Falas: 0066ff
Pensamentos: 009900

-------------------------

- É, realmente está muito frio.. - Resmunguei, enquanto passava a mão pelos meus braços, na tentativa de me esquentar. Realmente não me lembrava sobre roupas mais quentes, mas agradecia a Deus por essa aqui ter me protegido de mais uma noite de frio intenso.

Enquanto observava ao meu redor, já com aquele bastão na mão, comecei a me lembrar aos poucos do meu passado. Morei de favor com alguns parentes por algum tempo, após a morte de meus pais. Se me lembro bem, meu pai havia sido soldado da marinha em alguma dessas ilhas, mas acabou vendo coisas traumáticas e decidiu abandonar a profissão.
- Filho, lembre-se: a justiça não tem uma só forma, e por vezes ela é uma máscara que esconde o verdadeiro mal do mundo - Dizia meu pai, nas poucas lembranças que eu tinha dele. Até seu rosto era meio apagado pra mim, assim como quaisquer memórias mais fortes. Mas aquelas palavras acabaram ficando marcadas na minha história. Pena que minha cabeça começou a doer novamente, então decidi encerrar minhas lembranças por enquanto.

- Que loucura.. sonhar com uma civilização que me parecia familiar, e agora lembrar das frases do meu falecido pai.. esse frio tá me fazendo mal mesmo.. - Disse, com a boca rachando pela baixa temperatura.
Apoiei a ponta do bastão no chão e sai daquela caverna, com passos curtos, até notar que estava sobre um morro, com um barranco abaixo. A vontade de descer era grande, mas o medo de capotar e rolar no chão frio me fez ter cautela, ao menos, para pensar no melhor caminho.
Olhando ao redor, reparei em figuras que acredito serem telhados e fumaça, talvez uma chaminé até, embora não tenha certeza. Talvez fosse uma aldeia ou um vilarejo, e não me lembro muito bem se já havia visitado aquele local. Decidi então que desceria aquele barranco, com todo cuidado do mundo.

- Acho que vou fincar a ponta desse bastão aqui no chão. Espero sinceramente que eu não escorregue, não vai ser legal... . Com um pouco de força, apoiei o bastão no início do barranco, um ou dois passos a frente de onde eu estava, e senti firmeza no movimento. Decidi dar o primeiro passo em direção ao declínio, torcendo para que os próximos fossem tão firmes quanto o primeiro.

Caso eu conseguisse dar os outros passos em segurança, desceria o barranco com cuidado, sempre apoiado no bastão. Não me importaria de demorar, já que estava descansado. Porém se eu escorregasse e caísse, provavelmente descansaria sentado no chão, tentando me recuperar de algum ralado ou torção que a gravidade poderia me proporcionar.

Se desse certo a descida, com ferimentos leves ou em segurança, sacudiria a sujeira da roupa e olharia para o céu novamente. Aquela chuva fina de gelo não parecia que iria parar tão cedo. E, lá embaixo, olhando novamente para o horizonte, avistei um vulto, uma mancha meio borrada, que mais parecia um animal estranho e corpulento.
Ou era um alce com uma pessoa montada, ou um urso bem diferente.
- Só espero que o bicho não esteja com fome, pois não sei se vou aguentar uma luta com ele - pensei.

Decidi então que iria seguir em frente. Senti que talvez fosse uma escolha interessante, embora ainda arriscada. Se o vulto não estivesse na direção do vilarejo, iria seguir em frente e apenas observá-lo, sem desviar do meu caminho para matar minha curiosidade.
Porém, se o vulto estivesse na direção diferente do vilarejo, iria respirar fundo e tomar uma decisão nada sensata: Contar com a sorte! Iria pegar meu novo bastão de madeira e atribuir uma escolha pra cada ponta.
- Se ele cair com a ponta afiada fincada no chão, irei em direção a sombra preparado para uma luta. Se a ponta arredondada fincar no chão, manteria cautela, me aproximando apenas o suficiente para gritar "Quem é você e porque está aqui?". Porém, se o bastão cair de lado, sem ponta alguma no chão, iria tentar passar despercebido. Deitaria no chão frio, torcendo para não congelar de vez, e me arrastaria até o vilarejo na tentativa de não ser notado.

Então, esfregando as mãos mais uma vez e aquecendo o corpo com dois pulinhos leves, jogaria o bastão pra cima, e torceria para que a sorte me desse uma boa jornada!


Considerações:
Eai, tudo bem?
Cara, eu fui ex ADM (antigo ADM Law) de um fórum: HXH Adventure, também da forumeiros, lá pra 2013 se não me engano. Acho que não vai conhecer, mas enfim, era época de adolescência e me dediquei muito pra tentar salvar o fórum, o que acabou sendo impossível.

Quanto ao tutorial: tá mais dificil que eu imaginava, perdi totalmente o hábito. Queria saber quantos posts durará +/-, pois já tenho ideias pro meu personagem principal (Um Revolucionário) e espero começar logo!!
Nesse tutorial provavelmente eu já procure células revolucionárias, pois vou aproveitar boas ideias daqui pra primeira aventura oficial.

Prazer em te conhecer brother, espero que eu possa contribuir com vc também!!!
Devil Guy
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin OrgyADY
Créditos : 00
Re: [TUTORIAL] Shin Sab Out 16, 2021 12:47 am



Shin tentava se recompor com o frio que estiava pela ilha de Centaure. Aos poucos, tentava se lembrar de seu passado, lembrava-se das memórias do pai, e tentava recobrar a consciência... mas sua amnésia não ajudava muito, e a cabeça parecia doer. O frio era tanto que seus lábios rachavam e seu corpo tremia, as orelhas estavam geladas e até mesmo piscar os olhos doía. Seu surgimento ali não tinha sido sem motivo. O senso de justiça de Ri Shin era diferente... ele sabia que a Marinha e o Governo Mundial nada serviam, seu senso de justiça era distorcido e perverso... mas talvez ele devesse se preocupar com o frio que poderia matá-lo em algumas horas, se não encontrasse roupas quentes o suficiente para se manter vivo. Embora, de fato, suas ideias fossem... interessantes.

Ao longe, o vulto de um homem montado no animal parecia se aproximar de Ri Shin, cada vez mais perto. Talvez alcançasse o rapaz antes de ele descer a colina para chegar ao que parecia um vilarejo, pois a viagem até o mesmo devia demorar por volta de 10 minutos, e o homem no alce caminhava a passos até mesmo rápidos. Ao fincar sua lança no chão, e a mesma caía com a ponta fincada na neve. Parece que, pela sorte, ele deveria se direcionar à figura que caminhava até ele. Assim que a figura se aproximava, ela notável a sua forma. Um homem vestido com vários tecidos diferentes ocultava a sua aparência, mas ele estava montado em cima do que parecia ser um alce corpulento, com enormes chifres. Seu rosto, assim como seu corpo, não eram visíveis, somente sua forma sombria. O homem chegou bem próximo a Ri Shin, e ele parecia ameaçador. Não portava nenhuma arma, mas estava sério.

Alto! Quem é você e o que faz perto da nossa tribo? — Perguntou o homem, sua voz era muito grossa — Responda com sabedoria, ou poderá ser o último dia de sua vida! Quem é você, e o que faz aqui?

As habilidades sociais de Ri Shin pareciam ser necessárias naquele momento. Talvez lutar não fosse uma boa ideia. O homem não parecia estar em postura de batalha, mas o alce era muito grande, e provavelmente poderia pisotear o rapaz se ele desse algum deslize... a situação era tensa, e ele estava com muito frio, mas certamente o jovem aventureiro conseguiria se safar dessa.



Considerações:
Olá Law! Não sei se te conheço, eu sou jogador novo por essas bandas, cheguei a jogar em alguns fóruns de jcink, e já sou experiente nessa narração, por isso virei um instrutor...

As dicas e a instrução são mais em prol de tirar da zona de conforto e melhorar melhor a escrita e a narração! Embora pareça difícil, não é tanto quanto parece, uma vez que eu gosto de orientar para que os jogadores possam se desenvolver com essas ideias! Haha

Você parece ter experiência com narração e com jogo, vejo pela sua escrita e pelo desenvolvimento do seu personagem, mas acho que pode melhorar bastante, heim! Tenta colocar um justify no seu post (ele fica mais agradável esteticamente), e algumas outras...

> Quando fizer suposições em relação ao direcionamento do narrador, suponha para todas as opções! Você supôs que iria para a vila, ao mesmo tempo que deixou para a sorte decidir seu destino (e escolhi o caminho oposto, pois não sei o código de random aqui). Você poderia ter suposto uma interação com a figura montada no animal, mas não o fez. Não é um erro propriamente dito, mas acho que pode ser uma dica valiosa!

Gostei muito da maneira como você escreve seu personagem, desenvolve os pensamentos, expõe as emoções e até como você narra! É tudo muito natural, e o personagem parece bem vivo. Nota 10! Continue assim, e já já terminamos! Hehe

_________________

Falas #ff0000
Pensamentos #cccccc
"Atormentado"

[TUTORIAL] Shin Hoyvb0R
JoaoVinicius
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin 120x120
Créditos : 00
Re: [TUTORIAL] Shin Seg Out 18, 2021 10:32 am

RI SHIN
Tutorial




- Alto! Quem é você e o que faz perto da nossa tribo? — Perguntou o homem, sua voz era muito grossa — Responda com sabedoria, ou poderá ser o último dia de sua vida! Quem é você, e o que faz aqui?

— Bom dia senhor! Brrrr! - o frio já começava a afetar até minha fala. Os dentes batiam após algumas palavras — Chamo-me Shin, Ri Shin. Me perdoe por entrar em suas terras, sou apenas um homem com muito frio lutando para viver mais um dia! Brrrr!!

Poderia ser algo da minha imaginação, mas senti até mesmo a respiração do grande alce (que realmente seria menos intimidador que um urso selvagem). Eu até sabia lutar um pouco, mas algo me dizia que aquele não era o momento, e muito menos que eu daria conta de fazer algo contra ambos.

— Novamente, peço perdão ao senhor. Estou procurando, brrrr, estou procurando por um lugar quente para me recompor. Sei que uma estátua minha congelado pode até parecer interessante para afastar outros estranhos, mas eu seria muito útil lavando pratos ou arrumando mesas, por exemplo.. Atchim! — Pronto, agora estou espirrando também.. Era só o que faltava.. — Se eu te atrapalho, peço a licença e irei me retirar, sem incomodar vocês. Mas se você precisar de alguém para algum trabalho, a única coisa que peço em troca é um lugar quente, uma roupa velha que me esquente e uma sopa, se não for muito! Brrrrrrr!

Se aquele vulto se recusasse a ajudar, eu agradeceria da mesma forma: —Sinto muito pelo incômodo senhor! Brrrrrr. Vou me retirar, mas antes só gostaria de mais uma informação, se puder. Vou para a direção contrária ao seu vilarejo, mas onde eu poderia encontrar um lugar para me aquecer? Sinto que morrerei em breve se não fizer nada.

Porém, caso homem aceitasse minha oferta de trabalho, realmente me ofereceria para cuidar de algum serviço braçal. Até mesmo varrer uma estalagem seria melhor que permanecer naquele frio, e o calor do trabalho esquentaria minhas juntas. Se fosse um bar ou algum lugar com aglomeração, prestaria atenção em cada pessoa que estivesse ali, assim talvez conseguisse mais informações sobre a cidade. —Obrigado amigo, você é um amigo! Posso acompanhá-lo até lá? Minha caminhada não é das mais rápidas, mas esse pedaço de pau me ajuda a caminhar com mais firmeza! E prometo te recompensar por ter salvo minha vida!

Mesmo assim, seja no início do papo ou durante o trajeto, me manteria preparado para qualquer movimento brusco em minha direção. Tanto o alce quanto o vulto com certeza eram muito mais fortes que eu, então de nada adiantaria eu fazer o primeiro contra ataque. O jeito será eu andar sempre com as mãos próximas ao peito e cabeça, e torcer para as pancadas serem leves. Se houver um espaço eu uso minha arma, mas espero que precise dela.

Então, se o estranho fosse colaborativo, caminharia ao lado dele até o lugar aquecido. Mas se ele for rude, tentaria retornar para minha caverna e procurar algum lugar diferente lá do topo do morro, onde poderia ver mais longe.



- Fala
- Pensamento


Considerações:

Copiei o template do Yami, pois não sabia fazer o meu sozinho.. achei lá no tópico de teste de template. Espero que ele não se incomode, qualquer coisa eu tiro.

Fim de semana foi complicado pra postar, e to fraco de ideias também.. prometo ir evoluindo.

Ah, me tira uma dúvida, já pensando no meu próximo personagem? Qual raça tá sendo mais bacana de jogar/narrar? sei que os minks tem a questão racial, mas vejo isso como algo mais bacana até que ser um humano comum.. To em dúvida entre mink, homem peixe e meio gigante, e com certeza tentarei ser revolucionário.

E aqueles pontos de atributo dão tanta diferença assim? Ou o caminho é eu escolher uma raça que me agrade e depois penso em como melhorar os atributos?


Objetivos:

Terminar tutorial
Ter primeira aventura
Virar Revolucionário
Fazer missões em todas as ilhas do South Blue
Ir para Grand Line
Conseguir Akuma no Mi
Devil Guy
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin OrgyADY
Créditos : 00
Re: [TUTORIAL] Shin Qua Out 20, 2021 4:04 pm



Não era possível ver o homem e suas expressões, mas a situação era de tensão. O alce parecia calmo, mas algo dizia que seus chifres e seu enorme corpo não seriam um bom oponente, uma vez que era simples esmagar um adversário com o peso de seus músculos bem desenvolvidos. Shin, então, começou a conversar com o homem, dizendo o motivo de estar ali. O frio não estava fazendo bem para o rapaz, ele mal havia acordado e já tinha um problema de um desconhecido procurando atacá-lo, e mais ainda, o vento invernal parecia estar lhe fazendo pegar um resfriado daqueles. Seu corpo tremia da cabeça aos pés, e as articulações pareciam travadas enquanto ele abraçava seu corpo para tentar conseguir algum calor.

O andarilho montado no alce parecia ouvir todas as palavras, até o momento em que retirou os tecidos que lhe envolviam. Por baixo dos tecidos, era possível ver, na verdade, uma mulher, loira e de olhos claros, com traços eslavos em sua face. Parece que ela, na verdade, estava arrouqueando sua voz para falar com o rapaz. Ela estava vestida com um casaco grosso de pele de animal, e um capuz protegia sua cabeça. Não carregava armas, mas suas luvas pareciam ter algum metal em seus dedos, se Shin observasse suas mãos com mais atenção... Ela jogou o tecido no chão, entre o alce e o rapaz, como num ato de ajuda ao próximo.

Muito bem, Shin, reconheço que está passando frio e que pode fazer trabalho. E é verdade, nossa tribo nômade precisa de pessoas para auxiliar em trabalhos, tanto domésticos quanto braçais, e podemos te alimentar bem, embora não gostemos muito de intrusos de fora. Posso fazer uma exceção pra você. Porém... — Dizia ela, sua voz agora era melodiosa.

Ela parecia ser a salvadora do rapaz, e falava como uma sinfonia em meio a tempestade de neve que começava a se construir, e iria atingir o local em pouco tempo. O momento estava curto. Ela desceu do alce, e começou a caminhar em direção ao rapaz. Se Shin tentasse pegar as vestes para cobrir seu corpo, o alce botaria seus pés nelas, e daria um mugido para que o rapaz ficasse longe. Ela parecia estar ajudando, mas pra tudo havia um preço.

Não precisamos de pessoas insolente, nem mesmo fracos, para compor nossa tribo, ou passar um tempo conosco. Vou testar suas habilidades! Se não for satisfatório, deixarei que morra no meio do frio! — Gritou ela. — Meu nome é Ivanka, venha com tudo!

Ela ficava em posição de batalha, curvando levemente os joelhos e levantando os punhos. Ri Shin estava com uma lança pobre de madeira em seu punho, e o frio talvez não o auxiliasse... mas quem sabe ele poderia tirar a melhor, e até mesmo ganhar mais do que o prometido? O alce não aparentava que iria atrapalhar a luta, só estava guardando as vestes. Ivanka dava a oportunidade prima de ataque para o viajante amnésico. Agora era hora da batalha!



Considerações:
Mandei uma MP pra você, depois lê e me avisa!

Inclusive: seu post está muito bom. Só vai faltar esse próximo post de batalha e você pode prosseguir. Boa escrita!

E perdão pela narração pobre, estou muito cansado esses dias...

_________________

Falas #ff0000
Pensamentos #cccccc
"Atormentado"

[TUTORIAL] Shin Hoyvb0R
JoaoVinicius
Ver perfil do usuário
Imagem : [TUTORIAL] Shin 120x120
Créditos : 00
Re: [TUTORIAL] Shin Qua Out 20, 2021 6:04 pm

RI SHIN
Tutorial




— Meu nome é Ivanka, venha com tudo!

— Aquela bela mulher, uma grata surpresa nesse frio tão gelado, parecia fascinante e ao mesmo tempo assustadora. No ato de jogar aquela roupa ao chão, só consegui perceber um detalhe reluzente em suas mãos.. algo parecido com metal, levemente brilhante, mas eu não sabia dizer se era uma jóia ou uma manopla de batalha. Talvez, para o meu bem, fosse algo de menor valor ou de menor dano. — Que situação hein.. Tribo nômade, no meio do inverno rigoroso, e ela ainda me dá seu casaco? Essa vai ser uma luta bem dificil.. ainda mais com essa tempestade de neve chegando.

Observei bem a mulher, que já levantava os punhos em uma posição de combate. Algo me dizia que ela tinha alguma experiência nisso, ou fingia muito bem. Ao seu lado, o alce estava impassível, parecendo um muro de concreto com aquela montanha de músculos, e bem próximo aos seus pés estava a salvação da minha vida. Aqueles chifres gigantes coroavam a cena, que se mostrava como um desafio para mim. — Suponho que se eu pular para pegar o casaco, ele irá pisar em cima na mesma hora, e vai deixar a roupa presa ao chão.. o jeito vai ser improvisar..

Pensei em usar uma frase de efeito, algo poderoso e intimidador como "Hehe, eu sou o maior guerreiro da minha família!".  Mas com o frio, a boca rangendo e os tremores causados pelo vento, saiu apenas: — Rêrê, eu fou o maior ferreiro fa minha familia!!

Então, dando dois passos rápidos para frente, tentaria me impulsionar deslizando, quase deitado ao chão, tentando atingir ela com meus pés, como uma rasteira. Nesse impulso, também deixaria aquela lança velha e mal acabada com a ponta afiada para baixo, entre minha costela e meu braço e apoiada no chão, pois não queria realmente machucar a moça. A outra ponta, mais arredondada, seria apontada para cima, cerca de 60 graus, tentando atingi-la na altura da barriga, ou em seus pés caso ela pulasse.

Atingindo ou não, seguraria no meio da lança já apoiada ao chão, e faria um grande impulso com a perna direita, tentando levantar meu quadril e perna esquerda o mais alto possível, em uma tentativa de chute lateral na sua cintura. Ao mesmo tempo, colocaria meu braço esquerdo em frente ao meu torax e barriga, segurando a virilha, para evitar maiores danos de um ataque de encontro.

Se ela me atacasse, independente da ordem dos movimentos, me jogaria para trás e agacharia no chão, com os dois joelhos no solo e fincando a lança no chão, bem em minha frente, como se fosse minha coluna vertebral mas na parte da frente do meu corpo. Com isso, estaria preparado para a madeira ajudar a aguentar chutes fracos e medianos vindos de frente. Como estaria agachado, a barriga seria protegida, as pernas também estavam muito juntas para absorver o impacto e os braços livres para tentar agarrar ela.

Sejam com chutes ou tomando pancadas, tentaria agarrá-la pelas roupas. Se fosse necessário, pularia na direção dela me expondo a socos e chutes, com a lança na mão direita, apenas para abraçá-la e segurar a lança com a outra mão, como se fosse um extensor dos meus braços para aquele abraço forte, com a madeira pressionando seu corpo contra o meu. Teria que tomar cuidado com aquelas luvas, já que não sabia do que eram feitas, e esse abraço permitiria que no mínimo os golpes fossem mais fracos, por não ter como se mexer muito.

— Me diga, por favor.. — minha voz estava certa agora, já que o calor dos movimentos estava me permitindo falar com clareza — Com uma voz tão bonita, por que você tentou fazer aquele tom tão ameaçador?

— Já sei.. vou fazer de tudo para agarrar ela e me jogar em cima do casaco, nos pés do alce. Se é pra morrer, que seja nos braços de uma mulher.. E se tudo der certo, ele não irá pisar em nós.. até um pano no chão será mais confortável que o frio que estou passando agora!

Se eu fosse bem sucedido, seguraria ela e me jogaria em direção ao casaco no chão, já preparado para cair rolando e tentar me enrolar nele. Seria possível até segurar ele com uma mão, e ela com a outra, pra puxar ambos e tentar aproximar tudo. Com o alce funcionando como uma estaca, provavelmente o pano não se moveria, então precisaria me atentar apenas ao outro braço que segurava ela.

Mas se ela escapasse ou eu simplesmente não conseguisse capturá-la, iria me preparar para qualquer golpe lateral que ela me desse, tentando agachar novamente, dessa vez colocando as mãos sobre a cabeça, tentando formar um rústico capacete. Como ela estava sem armas, enquanto eu estivesse longe provavelmente ela me daria chutes para me alcançar. Mas estando próximo, aquele brilho nas mãos dela dava a impressão de que iria reaparecer, e não de uma forma bacana.



- Fala
- Pensamento


Considerações:

Desculpa se ficou confuso o post, tentei pensar em todas as possibilidades, e pensar em como criar sequencias dentro dela também.. Bate pouco em mim ai, por favor kkkkk
Espero que curta!!

Objetivos:

Terminar tutorial
Ter primeira aventura
Virar Revolucionário
Fazer missões em todas as ilhas do South Blue
Ir para Grand Line
Conseguir Akuma no Mi