Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
 :: Oceanos :: Blues :: West Blue :: Sirarossa
Página 1 de 2 Página 1 de 2 1, 2  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído XqxMi0y
Créditos : 25
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
Anjo Caído Sex Set 17, 2021 9:51 am
Anjo Caído

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Akira Harukawa. A qual não possui narrador definido.

_________________

Anjo Caído J09J2lK
Revescream
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído Templa15
Créditos : 00
Localização : Em seu coração.
Re: Anjo Caído Sex Set 17, 2021 7:00 pm
Akira Harukawa


ANJO CAÍDO
Falas | Pensamentos | Técnicas

"Nas profundezas escuras de Sirarossa, escondiam-se muitos daqueles que um dia foram considerados habitantes da superfície. Seres puros de inocência genuína como a luz, tal qual anjos, também estavam submersos pelas águas sombrias do Submundo, na companhia de outros seres tão horríveis e cruéis quanto as próprias trevas... No entanto, mesmo com esse cenário devastador, conseguiram encontrar aconchego num abandonado casebre, onde passaram vários de seus dias desde que foram obrigados a manterem sua presença em sigilo absoluto para com todos."

Céus! Esse seria um ótimo trecho de introdução, caso eu fosse começar a escrever uma aventura literária. — Dizia em voz alta para consigo mesmo, olhando para o teto com seu foco perdido em devaneios. — Na real, escrever um relatório contando minhas experiências seria muito bacana, ainda mais com tanta aventura que vamos encarar pela frente. — Continuava elaborando, exibindo seu típico sorriso fechado, enquanto as expectativas pareciam altas naquele momento, antes de finalmente saltar de onde estava e espreguiçar seus membros como uma estrela.

Tá decido! Quando começarmos a desbravar os mares, eu vou iniciar um relatório de bordo contando nosso dia-a-dia, no futuro certamente será uma recordação de extrema importância, não somente para nós mesmos, e sim, para todo o mundo quando nos tornarmos MARCOS DA HUMANIDADE!

E assim continuava, exaltando-se dessa forma, ansioso pelas viagens que ele e sua irmã passariam a vivenciar em breve. Muito tempo já havia passado desde que se entocaram em Sirasossa, e como um apaixonado por aventuras e mistérios, Akira estava comprometido a sair daquela espelunca o mais rápido possível. Colaborando com essa ideia, Shizumi começava a estudar livros de Expedição Marinha, buscando se tornar uma navegadora tão eficiente quanto uma profissional. Sério, ela largou a carreira de medicina e trocou pela de navegação somente para ajudar seu irmão na busca de seus sonhos...

E a melhor irmãzinha do mundo, que certamente escutou todo meu falatório, concorda comigo certo?! — Questionava em tom divertido, aguardando uma possível resposta de sua irmã que poderia estar próxima. Todavia, caso ouvisse nada em retorno, ou mesmo que viesse, Akira buscaria pela localização de sua irmã mais nova, querendo aborda-la com um abraço acalorado. Na hipótese dessa estar em alguma atividade privada, e por essa razão não respondesse de imediato, Akira pouco se importaria e invadiria o espaço com um largo sorriso de orelha-a-orelha.

Ô irmãzinha querida do meu coração, não querendo atrapalhar mas já atrapalhando, quer dar uma volta comigo pela cidade? Creio que precisamos de dinheiro... Bastante dinheiro, então toda ajuda e método é bem-vindo para ter grana no bolso. — Informaria com entusiasmo na voz, mantendo a guarda-alta para o caso de Shizumi ficasse brava com sua atitude e tentasse atingi-lo fisicamente, a qual Akira faria a contramedida de esquivar-se para os lados em prontidão e retornando para o abraço inicial logo em seguida, ainda com seu sorriso alegre estampado no rosto.

Buscando uma resposta para sua pergunta, Akira continuaria a provoca-la com sua presença até que essa lhe desse enfim uma conclusão. — Okay então! Aliás, você vai querer alguma coisa ou está precisando algo? Talvez material de navegação novo? — Perguntaria ainda colado aos ombros da menor pelo seu abraço, esse que agora seria desfeito assim que a garota-lula lhe dissesse suas vontades.

Na alternativa de que Shizumi aceitou segui-lo pela cidade, Akira esperaria sua irmã se preparar antes de seguir para fora do esconderijo onde estavam, entregando-lhe sua mão para que a mesma segurasse caso quisesse. Entretanto, por outro lado, no caso de Shizumi preferir ficar no casebre, Akira depositaria um beijo em sua testa e sussurraria um "volto mais tarde", antes de virar-se para a saída do esconderijo e continuar seus planos.

"Céus, minha noção de tempo está horrível... Não faço ideia de como as coisas estão no exterior, porém, com sorte espero que tenha muitas carteiras cheias andando pelas ruas hoje."

Após um suspiro inaudível, o celestial se afastaria daqueles aposentos cautelosamente, não querendo chamar muita atenção para si - estando acompanhado de sua irmã ou não - caminhando seus passos firmes e ágeis na direção do que seria as ruas principais de Sirarossa, levantando seu cachecol um pouco mais alto para cobrir sua boca e um pouco de seu rosto. "Friorento como sempre." Pensava enquanto ajustava sua vestimenta, retornando sua atenção para rua logo depois que decidia enfim desbravar aquele cenário.

Prosseguia dessa forma, mantendo seu olhar atencioso para os arredores, buscando examinar como estava o clima, a movimentação e o horário atual que se encontrava; contudo, sua atenção estaria realmente focada em dois elementos comuns: pessoas de aparência minimamente civilizada e pequenas lojas.

Com sua aparência meiga, acompanhada de sua voz igualmente andrógena, o Harukawa buscava passar o sentimento de ser apenas um menor de idade caminhando pelas ruas como um qualquer, até que buscaria alguém que pela aparência denunciasse levar dinheiro em algum lugar de fácil acesso - como bolsos e cintura, onde trombaria com essa pessoa "acidentalmente" e, no mesmo instante, agiria levando sua destra para o bolso do alvo em questão, buscando realizar um furto discreto e veloz, e na sequência a esconderia no próprio bolso, antes de falar "desculpe-me!" com a pessoa pelo trombo e, secretamente, pelo roubo.

Por fim, com seu encontro primário realizado, tendo sucesso ou não, Akira verificaria as lojas e pontos de referências que passava durante sua caminhada. Desejava encontrar uma loja de conveniência, uma loja de penhores ou qualquer categoria de comércio que pudesse ter os materiais que tinha em mente conseguir. Na hipótese de encontrar uma, adentraria ela e permaneceria em silêncio como se estivesse apenas olhando os produtos a sua volta, senão continuaria seu trajeto normalmente rumo ao centro da cidade.


Considerações:

Resumo/Observações:
● Busquei localizar-me dentro de um esconderijo secreto, sem muitos detalhes, e na sequência busquei localizar e fazer um dialogo com a NPC Shizumi, que pode ser encontrada nas relações oficiais da Ficha. Por fim, sai do esconderijo e busquei averiguar todo o cenário e arredores, antes de prosseguir numa tentativa de roubo já no primeiro turno. q

● Considerar a Qualidade Meigo nas interações do Personagem. Considerar a Proficiência Furto na tentativa de roubo do Personagem.

Objetivos:
● Adquirir Proficiência - Avaliação [ ].
● Adquirir Proficiência - Ocultismo [ ].
● Treinamento de Qualidade: Patrono (Três Pontos) - Exército Revolucionário [ ].
● Arrecadar 500.000.000 ฿S (00/500.000.000) [ ].
● Conquistar um barco de tamanho médio [ ].
● Torna-se um Pirata "Novato" [ ].
● Conquistar os seguintes itens utilitários: 2x Mochila (0/2) [ ]; 2x Roupas de Exploração (0/2) [ ]; 2x Binóculos (0/2) [ ]; 1x Luneta [ ]; 1x Bússola [ ]; 1x Astrolábio [ ]; 1x Barómetro [ ]; 1x Barraca Pequena [ ]; 1x Cartas de Tarot [ ]; 1x Bola de Cristal [ ].

Aparência:
● De Rimuru Tempest, Tensei Shitara Slime Datta Ken.
● Roupas idênticas à dessa imagem.
Crimsoon equipada nas costas, carregada por uma alça e envolvida por ataduras.

Ponto-Situação do Personagem:

№ de Posts: 01
Cleptomaníaco: 01/10 Turnos

Status:
PdV: 2500
STA: 100

Força: 161 (+40 Arma) = 201 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 112 [Regular]
Reflexo: 402 [Hábil]
Constituição: 5 [Regular]
Agilidade: 257 [Regular]

Ganhos:
~x~

Perdas:
~x~

Extras:
~x~

Técnicas/Habilidades:

~x~

Koji
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído HKNMPj9
Créditos : 24
Localização : Sirarossa
KojiNarrador
https://www.allbluerpg.com/t764-harvey-abgnalle#6176 https://www.allbluerpg.com/t786-cap-1-renascimento
Re: Anjo Caído Seg Set 20, 2021 12:10 am


Anjo Caído - 1
13:00 / Sirarossa



Aprisionados naquela gaiola de concreto, privados das interações sociais e dos sentimentos do "lado de fora", um jovem deixava que seus sonhos crescessem mais do que aquela pequena sala onde se escondia. Sua pequena irmã o apoiava, deixando que aqueles anseios e vontades não fossem apenas pensamentos, concretizando-os com suas pequenas ações que retribuíam seu grande irmão. Pouco a pouco, o que desejava ia se concretizando, e naquele início de tarde, Harukawa dava mais um passo para o que necessitava.

Levantando em um ímpeto de sua cama em farrapos, exaltava um breve pensamento que tivera naquele momento, não se importando em passar muito do tom de voz ou atrapalhar sua irmã que estudava astronomia do seu lado. Poeira era levantada quase imediatamente, cobrindo o ar com pequenas partículas que eram vistas apenas pela luz que passava por uma minúscula janela localizada na calçada da rua da frente. Assim que seu monólogo acabava, o ambiente era deixado em um silêncio quase constrangedor, antes de Akira voltar a interagir com Shizumi.

A pequena que tentava focar nas lições de seu livro mal dava atenção ao companheiro empolgado, tentando prestar atenção na leitura que lhe abria a mente e trazia mais conhecimentos para seu cérebro jovem. Antes que percebesse, já não captava mais as ideias propostas com Akira constantemente falando antes de a pegar no colo com um apertado abraço. Sem opções, apenas soltava uma pequena bufada com a boca e relaxava seu corpo nos braços quentes de Harukawa, que desde o momento que a conheceu, protegeu a garota.

Sigh... vou ficar por aqui mesmo. — expressava seu descontentamento breve, antes de novamente se animar com uma ideia que lhe passava pela cabeça. Ah! Me traz um telescópio! — ela exclamava, ligando seus estudos com sua curiosidade e a súbita proposta do irmão. Assim que dizia o que queria, soltava seu corpo meio humano, meio lula, e lhe dava um beijo de despedida na testa, antes de cochichar um "volto mais tarde" para a pequena; era uma das suas diversas formas de dizer "eu te amo".

Ao sair pela pesada porta de ferro que o separava do resto do mundo, suas mazelas e perigos, via um mundo não muito diferente do seu cômodo onde vivera pelos últimos meses. Um beco fechado e escuro, com poças de água da chuva da noite anterior e um cheiro de urina que não passava nem com a maior das faxinas. Misturado a esse odor, carne podre proveniente de ratos e pequenos animais de cidade deixava o clima um tanto quanto repudiável. Além disso, sujeira espalhada por toda sua extensão poluía a visão e o resto dos seus cinco sentidos, antes de ele sair daquele lugar e passar para uma das duas ruas principais que cortavam o local.

O bairro onde estava se localizava nos subúrbios, portanto, a pobreza era comum e costumeira. A muvuca presente por causa do horário não mudava esse fato, apenas adicionava mais vítimas para a condição execrável do jovem. O vento frio característico de Sirarossa cortava sua pele e passava correndo pelos seus ouvidos, o que o fazia levantar seu cachecol, cobrindo metade de seu rosto, enquanto caminhava normalmente, como qualquer outro. Mesmo que rodeado por pessoas, poderia facilmente se sentir sozinho; ninguém notava sua presença, muito menos seus olhos atentos por um alvo.

Sua procura gerava um resultado não muito tempo depois, ao ver um engravatado, parecido com um mafioso. Seu rosto, no entanto, não era nada nobre ou honrável - carregava uma expressão carrancuda, como se o homem estivesse passando pelo pior dia de sua vida. Seus cabelos penteados e brilhosos balançavam com o vento, enquanto batia o pé no chão a cada passada em aborrecimento com a própria vida ou universo. Era o alvo perfeito para o garoto de cabelos azuis, que não hesitava em realizar seu plano.

Ao esbarrar sem querer com o homem, este não via que Akira colocava suas mãos sorrateiramente em seu bolso e afanava o seu relógio de ouro. A cada segundo, se ouvia um pequeno tic-tac que rapidamente se sincronizava com os batimentos cardíacos de Harukawa. A vítima, cego pelo ódio, não via o item que faltava em seu bolso, agora no compartimento da vestimenta do ladrão. Seus olhos, no entanto, focavam no rosto daquele ser aparentemente jovem demais para lhe causar qualquer mal. Quase imediatamente, ele abria a boca para gritar e descontar os sentimentos negativos com os "mais fracos".

— Olha por onde anda, tampinha! — exclamava, chamando a atenção de todos na rua. Sua voz era tão alta e imponente que nem ao menos ouvia os falsos pedidos de desculpa do jovem, que voltava para sua rotina de caminhada comum após o ocorrido. Com o relógio no bolso, não mais focava em pessoas, mas sim em lojas de conveniência, penhores ou artigos aleatórios. A vizinhança pobre era, em sua maioria, composta por cortiços ou sobrados em deterioração. Raramente encontrava algo fora desse padrão, mas quando acontecia, imediatamente se focava no local.

Se tratava de uma pequena loja. Sua porta era corrediça e de metal, aberta completamente naquela tarde. Algumas bancas com jornais do lado de fora agiam como um atrativo para o seu interior, que apresentava os mais variados itens colecionados pelo comerciante, este que fumava um cigarro logo na entrada enquanto observava o movimento dos possíveis clientes. Cumprimentava alguns e simplesmente ignorava outros; fato é que a clientela parecia devagar, e isso aparentemente aporrinhava o homem, que possuía uma expressão totalmente diferente de felicidade.


Histórico:
Akira:
N° de posts: 1
Ganhos: -
Perdas: -
Ferimentos: -
Cleptomaníaco: 0/10

Legenda / Npc's:
— NPC's aleatórios
Onomatopéias e sons
— Inimigos
— Shizumi Ikama - Aparência

Considerações:

Caso tenham uma sugestão, feedback ou algo para pedir, sabem onde me encontrar, boa aventura!

   Code by Arthur Lancaster

     
    
Revescream
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído Templa15
Créditos : 00
Localização : Em seu coração.
Re: Anjo Caído Ter Set 21, 2021 12:50 am
Akira Harukawa


ANJO CAÍDO
Falas | Pensamentos | Técnicas

Amor, repulsa, tensão e euforia, quatro sentimentos tão distintos, mas que se mesclavam conforme o percurso do celestial era traçado pelas linhas do destino. Por instantes, que mais pareciam minutos, Akira se perdia em meio ao calor de ter sua pequena irmã envolta de seus braços, trazendo aquele sentimento de ternura que sempre lhe confortava, sendo esse amor o que lhe dava forças para continuar em frente e suportar todas as ruindades que aconteciam nesse mundo.

Em contrapartida a esses sentimentos afetivos, ao sair do esconderijo, tomava-lhe a franzir o cenho quando sentia o cheiro da podridão invadir os seus sentidos, gerando uma repulsa imediata da parte do Celestial. "Céus... Não pensarei duas vezes quando surgir uma oportunidade de sairmos dessa merda." Pensava entre resmungos, sentindo a brisa gélida ultrapassar a sua pele e o fazer estremecer, antes de levantar seu cachecol de pele e seguir em direção as ruas principais de Sirarossa, realizando uma breve corrida para se afastar do mau-odor e chegar aonde pretendia.

Quanta a tensão e euforia, somente outro cleptomaníaco para entender como exatamente o que se passava com Akira, tal andrógeno observava quem seria a primeira vítima de seus furtos naquela tarde. O mafioso não parecia estar em seus melhores dias, tornando-o o perfeito para que um roubo lhe acontecesse e o mesmo sequer notasse. Ao esbarrar contra o engravatado, rapidamente Akira pôde saquear o que parecia ser um relógio de bolso e no mesmo instante o escondia em seu casaco, recebendo apenas uma advertência agressiva do homem que não demonstrava perceber o que acabara de acontecer. "Espero que esse percevejo feio não volte para me morder depois!" Proclamava mentalmente, antes de voltar seu foco ao caminho que trilhava e no segundo lugar que desejava visitar.

...

Enquanto caminhava rumo a pequena loja que encontrara, Akira retirava o produto de seu furto mais recente e começava a examina-lo. Seu olhar pairava, a princípio, nas horas que o objeto estaria apontando, em sequência focava no material do qual parecia ser moldado em sua constituição. "Será que isso é ouro de verdade? O mais provável é que seja prata pintada em dourado, quase tudo em Sirarossa é falsificado..." Meditava, ainda fitando o relógio durante alguns segundos, antes de outro suspiro escapar de seus lábios. "Um arqueólogo que não sabe reconhecer a veracidade dos tesouros que encontra... Chega a ser constrangedor pensando assim, o quão precisas serão minhas descobertas se eu não souber discernir entre o falso e o verdadeiro?" Um soar desanimado ecoava em seu âmago, levando-lhe a balançar a cabeça na tentativa de afastar aqueles pensamentos. "Um dia eu aprendo, meu foco agora é outro..."

Chegando a poucos metros do estabelecimento, o Harukawa parava sua marcha na intenção de contemplar melhor o cenário. Seus olhos perambulavam entre o exterior e o que podia ver do interior da loja, entretanto, ao parar sobre a bancada de jornais disponíveis logo a frente, a curiosidade inata do azulado o levava inconscientemente a tentar ler o conteúdo que os mesmos abordavam. "Quais são as noticiais da atualidade? Será que alguém descobriu alguma coisa sobre os Poneglyphs? Algum evento marcante em Sirarossa?" Uma enxurrada de perguntas lhe passavam pela cabeça, ficando ansioso para conseguir obter respostas de quaisquer maneiras que fossem, então Akira pegaria um dos jornais e começaria a ler seus parágrafos apressadamente.

Conseguindo, ou não, saciar sua curiosidade por aquela edição jornalística, o azulado finalmente adentraria a loja num ritmo um poucos mais agitado, enquanto mantinha sua atenção dividida entre o proprietário e os itens que estariam sendo exibidos para oferta. "Controle-se... Não posso furtar nada aqui, eu não posso furtar nada aqui, eu não posso-" Interrompia seu próprio pensamento, notando ao chegar mais perto que se tratava de um velho infeliz quem estaria o atendendo. "Okay, talvez eu possa comprar algumas coisas e pegar emprestado outras..." Reconsiderava sua atitude, continuando assim até alcançar o que seria o balcão onde estaria o comerciante, permanecendo com sua expressão neutra e meiga de costume.

Com licença, boa tarde senhor! Poderia me ajudar? — Abordaria pacificamente, fixando seus imensos olhos dourados contra os do vendedor, enquanto retirava novamente o relógio de dentro do casaco. — O quanto você avalia esse relógio de ouro? Gostaria de troca-lo por uma quantia de Berries. — Questionaria já o entregando aquele relógio no balcão, continuando a ter seus olhos presos ao que seria o próximo movimento do humano, principalmente no caso do mesmo demonstrar algum conhecimento quanto a avaliação de objetos - o que particularmente interessava Akira e continuava a incomoda-lo o fato de não saber concretiza-lo.

Numa realidade em que tenha conseguido averiguar o conteúdo do jornais, e sendo algo de particular interesse do celestial - seja a existência de um tesouro escondido, uma alternativa para ganhar dinheiro, ou quaisquer eventos marcantes para Sirarossa - Akira retornaria a falar com o velho demonstrando interesse. — Ei, sobre as notícias que saíram no jornal, o senhor poderia me explicar melhor do que se trata?

Voltando seu olhar para os arredores, tendo acontecido ou não o dialogo anterior, Akira prestaria mais atenção aos itens quando de perto, procurando por aqueles que estavam em sua mente desde o início. "Roupas de exploração, barracas pequenas de acampamento, binóculos... Ahh, e também tem o telescópio de minha irmã, no entanto, quem sabe eu não compro logo tudo relacionado a navegação para que ela possa se sentir mais preparada com esses equipamentos? Será um grande presente!" Prosseguia com seu monólogo mental, buscando encontrar cada um dos itens que procurava enquanto isso, até que voltaria de frente para o comerciante e o perguntaria diretamente dos objetos que tinha em mente, numa hipótese de que o mesmo os tivesse a venda.


Considerações:

Resumo/Observações:
● Autoexpliticativo.

● Considerar a Qualidade Meigo nas interações do Personagem.

Objetivos:
● Adquirir Proficiência - Avaliação [ ].
● Adquirir Proficiência - Ocultismo [ ].
● Treinamento de Qualidade: Patrono (Três Pontos) - Exército Revolucionário [ ].
● Arrecadar 500.000.000 ฿S (00/500.000.000) [ ].
● Conquistar um barco de tamanho médio [ ].
● Torna-se um Pirata "Novato" [ ].
● Conquistar os seguintes itens utilitários: 2x Mochila (0/2) [ ]; 2x Roupas de Exploração (0/2) [ ]; 2x Binóculos (0/2) [ ]; 1x Luneta [ ]; 1x Bússola [ ]; 1x Astrolábio [ ]; 1x Barómetro [ ]; 1x Barraca Pequena [ ]; 1x Cartas de Tarot [ ]; 1x Bola de Cristal [ ].

Aparência:
● De Rimuru Tempest, Tensei Shitara Slime Datta Ken.
● Roupas idênticas à dessa imagem.
Crimsoon equipada nas costas, carregada por uma alça e envolvida por ataduras.

Ponto-Situação do Personagem:

№ de Posts: 02
Cleptomaníaco: 00/10 Turnos

Status:
PdV: 2500
STA: 100

Força: 161 (+40 Arma) = 201 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 112 [Regular]
Reflexo: 402 [Hábil]
Constituição: 5 [Regular]
Agilidade: 257 [Regular]

Ganhos:
~x~

Perdas:
~x~

Extras:
~x~

Técnicas/Habilidades:

~x~

Koji
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído HKNMPj9
Créditos : 24
Localização : Sirarossa
KojiNarrador
https://www.allbluerpg.com/t764-harvey-abgnalle#6176 https://www.allbluerpg.com/t786-cap-1-renascimento
Re: Anjo Caído Qui Set 23, 2021 1:25 am


Anjo Caído - 2
13:13 / Sirarossa



O dia para Akira começava relativamente tarde, e sem tardar, os infortúnios acometiam o jovem andrógeno. O beijo de despedida em sua irmã ajudava a anestesia-lo contra aquele odor fétido que emanava logo na porta de sua casa, o fazendo repudiar instantaneamente o lugar. Não se queixando muito do problema, mas o evitando pelo dado momento, ele partia para as ruas de Sirarossa, onde encontrava sua primeira vítima. Segundo ele, apenas aqueles com condições similares se entendiam, e levando isso em consideração, afanava o relógio dourado de um desafortunado qualquer, antes de seguir seu caminho até a desejada loja de conveniências.

Durante a breve caminhada, aproveitava para examinar seu mais novo item. Apesar de parecer valioso, não tinha o conhecimento necessário para confirmar essa hipótese. Contentando-se com isso, apesar de uma pequena exortação mental, olhava para as horas que aqueles ponteiros marcavam a cada tic e tac. Exatamente 13:08, indicando o início da tarde e o enfraquecimento do Sol no céu diurno. O clima, apesar de tudo, estava ameno e nublado, como era o usual na cidade dominada pelas atividades criminosas e máfia.

Chegando, enfim, no destino que desejava, seus olhos não evitavam passar e escanear o interior daquele estabelecimento. Tudo o que parecia ver era mais do mesmo: velharias, itens comuns, aleatórios e coleções antiquadas; o rosto do comerciante parecia espelhar o conteúdo de seu comércio. Apesar de tudo, o que mais chamava a atenção do celestial eram os jornais expostos logo na frente da loja. Nele, diversas páginas com notícias diferentes e manchetes sensacionalistas eram expostos, além das inúmeras imagens de personalidades que pareciam ser conhecidas pela região.

Em suma, alguns latrocínios, assassinatos e investigações importantes. Além disso, um anúncio para um grande evento beneficente: o leilão do incrível Black Diamond; uma joia rara encontrada recentemente naquele blue. Aparentemente, a localização de tal evento era conhecida, se tratando da grande Casa de Leilões Salvatore. A data, outra informação importante, era exposta em caixa alta: "HOJE ÀS 22:00!". Saciado pela notícia ou não, o jovem Harukawa voltava para seus afazeres, caminhando até a loja novamente. Sua cabeça já maquinava o próximo roubo ao mesmo tempo que lutava contra a própria vontade pelos riscos. Ao ver o idoso que cuidava do local, no entanto, relaxa até demais.

Sem demoras, o celestial ia até o rapaz. Quanto mais chegava perto, mais aquela figura misteriosa fitava o jovem Akira, tragando aquele velho cachimbo de segundo em segundo sem que o conteúdo acabasse tão rapidamente. Ao ser abordado, o homem prontamente respondia: — Deixe-me ver isso. — suas ágeis mãos pegavam o relógio do ladrão e começavam a examina-lo incessantemente. Fazia uso do tato e da visão com certa maestria, eventualmente pegando um monóculo próprio para esse ofício. Ele observava cada ranhura, marca e zona de impacto, estimando assim o preço daquele item.

— Eu te dou 50.000 berries por essa belezinha aqui. — dizia, cruzando as pernas e retirando o monóculo, enquanto olhava para cima, encarando Harukawa - por estar sentado em uma cadeira, parecia bem menor do que realmente era. O jovem, que estivera esse tempo todo analisando cada movimento feito pelo comerciante, apenas respondia àquele senhor com outros questionamentos. Ah? Bom, apenas o de sempre. Alguns assassinatos, roubos e morte. — dizia como se a rotina sangrenta fosse comum para as pessoas dali. — Tome cuidado, que você pode ser um alvo fácil. — alertava o garoto aparentemente indefeso, se não fosse pelo item estranho em suas costas.

Ah! Claro! Também tem aquele leilão lá. — com certa despreocupação, falava sobre o assunto que talvez mais interessasse ao homem. — Todos os ricos tão loucos por aquela joia. Huh... e a gente aqui nessa miséria. — não perdendo a chance de reclamar, assim o fazia. Como se havia novamente se perdido nas palavras do velho, Harukawa simplesmente se dispersava e continuava com sua busca pela loja. Irritado, o senhor novamente reclamava. — As crianças de hoje em dia, tão mal-educadas! — suas palavras soavam como um pensamento alto, praticamente não chegando aos ouvidos do celestial.

Passeando pela loja, procurava pelos itens que necessitava para si mesmo e sua irmã. O único dinheiro disponível em seu bolso era o da provável venda do relógio dourado, mas os seus anseios eram maiores que o seu saldo no "cofre". Por fim, acabava por encontrar todos os itens, menos o dito telescópio - o mais próximo disso era uma luneta, usada também nas navegações. Novamente indo pedir ajuda, se direcionava ao dono do lugar que assumia agora  uma grandiosa carranca. — Leve o binóculos e a roupa de exploração por 50.000! O que acha? O resto sai mais caro! — aumentava o seu tom de voz um pouco antes de responder, dando a alternativa ao pequeno ladrão de casaca.



Histórico:
Akira:
N° de posts: 2
Ganhos:
- Relógio de ouro (post 01 - furto)
Perdas: -
Ferimentos: -
Cleptomaníaco: 1/10

Legenda / Npc's:
— NPC's aleatórios
Onomatopéias e sons
— Inimigos
— Shizumi Ikama - Aparência

Considerações:

Caso tenham uma sugestão, feedback ou algo para pedir, sabem onde me encontrar, boa aventura!

   Code by Arthur Lancaster

     
    

_________________

Anjo Caído FObIUiu


"Assume the position to get down on your knees"



Curso narrador All Blue, turma de Janeiro 2021:
Anjo Caído Jpu3OmR
Revescream
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído Templa15
Créditos : 00
Localização : Em seu coração.
Re: Anjo Caído Ter Set 28, 2021 12:51 am
Akira Harukawa


ANJO CAÍDO
Falas | Pensamentos | Técnicas

Embora Akira tivesse muitas qualidades em sua persona, a sua extrema curiosidade agia como um defeito que conseguia levar tudo de melhor consigo. No passado, se não fosse por ela, talvez ainda estivesse vivendo em Aether Paradise como um Celestial de sua espécie, e não como um "anjo caído" nas terras mundanas. Não fosse sua curiosidade, nunca teria desenvolvido sua ansiedade pelos segredos de Hazar D. Calico e provavelmente não seria um cleptomaníaco como agora...

Mais uma vez, essa realidade se acometia na situação atual, desde sua pré-entrada na loja de conveniência. Primeiramente bisbilhotava as matérias dos jornais a vista, realizando uma verificação e leitura rápidas de seu conteúdo, memorizando desde a mais pífia informação até o único anúncio relevante do papel, ao qual o celestial desenvolvia um segundo desejo por investigação, que seria visto logo mais a frente. Depois prosseguia o caminho dentro a loja, com seus olhos dourados perambulando entre o comerciante do local e seus produtos à venda, averiguando quais tipos de itens poderia encontrar ali até que, finalmente, chegava no balcão de recepção, onde acabava soltando uma enxurrada de perguntas para cima do velho razinza.

Respondendo-lhe as questões uma por uma, o velho percebia a falta de reação do celestial, apesar desse conseguir escuta-lo perfeitamente. Sua atenção estava novamente focada nos suprimentos que encontrava, visto que fora levado pela simples curiosidade de explorar o estabelecimento com mais afinco. "Parece que tenho tudo aqui, no entanto, como faço pra levar essa bagagem sem que o velho cause um alvoroço?" Meditava com sua destra apoiada ao queixo, antes de novamente questiona-lo, agora, sobre o valor dos produtos por inteiro. Todavia, a resposta mais alta do velho parecia surpreender o azulado de maneira... positiva?

50.000฿S? Pelo binóculos e a roupa juntos? — Perguntava retoricamente, como se estivesse aguardando por uma confirmação. Akira estava genuinamente perplexo em sua reação, pois embora não fosse alguém próximo de comércio sabia que tal valor não era nem metade do padrão frequentemente encontrando. — Eu... Adoraria, de verdade. — Dizia, ainda hesitante. — Fique com o relógio então, deixe-me escolher o modelo das roupas. — Prosseguia com um sorriso fechado enfeitando seus lábios, aproximando-se mais uma vez do balcão com seus almejados itens a serem comprados.

Atenciosamente, o Harukawa buscaria pelo modelo que mais parecia se encaixar ao seu já atual estilo de roupa, embora não se importasse caso tivesse que sair com uma opção fora dessa preferência; contudo, seguindo numa situação com a hipotética sorte do seu lado, não demoraria muito para que logo apontasse o dedo para uma coleção que potencialmente chamaria sua atenção. — Vou levar essa, por favor.

Incrivelmente, sua aparência seria mais social do que se esperaria de um vestuário feito para exploração. Consistiria num sobretudo preto, com um moletom de blusão e calças escuros que combinam igualmente a um uniforme e uma linha amarela no centro, além de botas grossas com solas especiais para caminhar em terrenos adversos, um lenço de cachecol menor totalmente negro e uma máscara branca com filtração de ar.

Coloque tudo dentro de uma sacola pra viagem, por gentileza. — Diria de antemão, mesmo que pudesse ser óbvia a necessidade. — Obrigado... Bem, desculpe-me qualquer incômodo da minha parte, acredito que voltarei em breve para comprar o resto também. — Falaria ainda um pouco receoso, entretanto, aprofundando-se num suspiro pesado, deixaria o pouco do nervosismo de lado e continuaria. — Aliás, não pude deixar de notar que o senhor parecia muito experiente quando avaliou o relógio minutos atrás, gostaria que pudesse me ensinar a fazer isso... O básico pelo menos? — Perguntaria, com seus olhos dourados quase fingindo estarem suplicando junto a sua face meiga.

Independente da resposta que viesse em seguida, o celestial esboçaria um meio sorriso, prosseguindo em direção a porta de saída na sequência. — Muito bem, veremos isso na próxima vez que eu vier aqui. Agora eu tenho outros compromissos a cumprir. — Diria em som brincalhão, quase parecendo se divertir/zombar da situação que acontecesse. — Até em breve! — Sairia em passos velozes, não olhando para trás enquanto seguiria rumo as calçadas de Sirarossa mais uma vez.

Por mais estranho que aparentasse a decisão em seu comportamento, Akira realmente estava convencido a não continuar seu roubo com aquele velho. "Se eu conseguir aquele diamante e negociar com o velho, as chances de eu o convencer a me dizer o que eu quero e negociar o restante do valor com materiais e dinheiro saliente são altíssimas... O problema de tudo é conseguir pegar esse diamante." Meditava em reflexão mental, deixando apenas escapar um mero sorriso sugestivo em seu exterior para o que estava planejando fazer no evento de mais tarde. "Bem, primeiro vejamos os preparativos; depois, encontrar o maldito telescópio."

Com esse último pensamento flutuando em sua cabeça, Akira traçaria seu próximo destino para nenhum outro lugar se não a grande Casa de Leilões Salvatore, onde presumia estar acontecendo a organização para o evento da noite desde esse horário. No entanto, sendo mais uma rotina e hábito a repetir, o celestial manteria se atento na existência de lojas que possuíssem coisas que lhe atraem no momento. O pequeno ser com asas angelicais realizaria uma caminhada básica entorno do local que tenha seguido, avaliando numa distância relativamente segura para depois tomar distância o suficiente para que não fosse visto pelas redondezas.


Considerações:

Resumo/Observações:
● Autoexpliticativo; o personagem aceitou vender o relógio e saiu comprando o que foi oferecido sem roubar nada! Depois disso, fez uma proposta de aprendizagem pra Avaliação mais pra frente e seguiu rumo ou a outra loja que o personagem tenha encontrado e se confundido ou averiguar a situação e organização do leilão da forma que inicialmente achar melhor.

● Considerar a Qualidade Meigo nas interações do Personagem.

Objetivos:
● Adquirir Proficiência - Avaliação [ ].
● Adquirir Proficiência - Ocultismo [ ].
● Treinamento de Qualidade: Patrono (Três Pontos) - Exército Revolucionário [ ].
● Arrecadar 500.000.000 ฿S (00/500.000.000) [ ].
● Conquistar um barco de tamanho médio [ ].
● Torna-se um Pirata "Novato" [ ].
● Conquistar os seguintes itens utilitários: 2x Mochila (0/2) [ ]; 2x Roupas de Exploração (0/2) [ ]; 2x Binóculos (0/2) [ ]; 1x Luneta [ ]; 1x Bússola [ ]; 1x Astrolábio [ ]; 1x Barómetro [ ]; 1x Barraca Pequena [ ]; 1x Cartas de Tarot [ ]; 1x Bola de Cristal [ ].

Aparência:
● De Rimuru Tempest, Tensei Shitara Slime Datta Ken.
● Roupas idênticas à dessa imagem.
Crimsoon equipada nas costas, carregada por uma alça e envolvida por ataduras.

Ponto-Situação do Personagem:

№ de Posts: 03
Cleptomaníaco: 01/10 Turnos

Status:
PdV: 2500
STA: 100

Força: 161 (+40 Arma) = 201 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 112 [Regular]
Reflexo: 402 [Hábil]
Constituição: 5 [Regular]
Agilidade: 257 [Regular]

Ganhos:
~x~

Perdas:
~x~

Extras:
~x~

Técnicas/Habilidades:

~x~

Koji
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído HKNMPj9
Créditos : 24
Localização : Sirarossa
KojiNarrador
https://www.allbluerpg.com/t764-harvey-abgnalle#6176 https://www.allbluerpg.com/t786-cap-1-renascimento
Re: Anjo Caído Qui Set 30, 2021 10:45 pm


Anjo Caído - 3
13:25 / Sirarossa



Começando sua jornada pela gigantesca cidade de Sirarossa, Akira já partia para a primeira loja que, durante um breve momento, seria seu próximo alvo. As mãos safas do garoto andrógeno por pouco não apunhalavam o velho comerciante pelas costas, chegando a pensar na própria fuga antes de realmente roubar as coisas. Apesar disso, se mantinha na honestidade até o momento de perguntar sobre os itens que desejava para o velho. Para a sua surpresa, apenas a bagatela de 50.000 berries seria o suficiente para comprar dois dos itens que desejava.

— Sim, rapaz. — confirmava o velho homem com um olhar de indagação direcionado ao garoto de madeixas azuladas. A resposta era a esperada, devido à imagem de dúvida formada no rosto de Harukawa, que, ainda hesitante, ia mais afundo na loja para escolher o modelo de roupa que desejava. Apesar do pequeno tamanho do lugar, a variedade que se encontrava apertada entre os cabides era enorme, não sendo muito complicada a tarefa de encontrar algo que se adequasse aos seus gostos específicos.

Esquecendo da ideia de furtar o humilde local de trabalho daquele experiente comerciante, ele levava tanto o binóculos quanto a peça de roupa que havia escolhido: um sobretudo preto, acompanhada de uma camiseta e calças largas, enfeitadas com uma listra amarela central. Além disso, como uma cereja no bolo, uma máscara de filtração de ar finalizando o conjunto com a cabeça junto de um cachecol negro. Nos pés, botas de couro grossas com solas especiais para situações adversas. Os itens daquele conjunto todo parecia um pouco empoeirado e fedido ao toque; provavelmente aos anos de exposição naquela loja - nada que impedisse a compra do celestial.

Nesse momento, então, segurando um pouco do seu nervosismo, Akira pedia uma sacola para levar suas compras. O senhor rapidamente se levantava da cadeira onde estava e buscava uma pequena sacola verde, guardando os itens ali com uma delicadeza digna de um ogro. Sua face aparentemente ansiosa quase dizia para o meigo cliente que ele desejava um tempo a sós com a nova aquisição (o relógio). Prestes a sair, uma nova pergunta surgia nas bocas de Harukawa, antecedida por agradecimentos e desculpas educadas que não tiveram tempo para serem devidamente respondidas.

— Posso sim, garoto. — dizia de maneira apressada após pouco pensar. Na sua voz não se via mais aquele aspecto rabugento - seu dia havia sido melhorado pela súbita presença do garoto ali. — Venha depois que eu te ensino um pouco. — desviava seu olhar para os cantos da loja, evitando aqueles olhos de súplica do jovem que certamente o derreteriam. — Até mais! — finalizava, por fim, aquela compra, analisando o relógio que acabara de adquirir.

Akira, por outro lado, saía da loja sem olhar para trás sequer um segundo. Admitindo que seu comportamento havia sido estranho, decidia, mesmo assim, não continuar com o roubo influenciado pela cleptomania. Seus objetivos agora deveriam ser outros: roubar aquele diamante, para conseguir mais dinheiro e informações com o velho da loja. A notícia nos jornais havia atiçado sua curiosidade, bem como enchido seus olhos de desejo, que brilhavam amarelos naquela tarde nublada, mesmo com a ausência do Sol.

Com sua sacola em mãos, voltava para as ruas movimentadas da cidade grande. Como mania ou hábito peculiar, continuava a procurar por lojas que lhe chamassem a atenção ou conveniências que lhe fossem convenientes. Seu olhar treinado varria toda a localização que passava, encontrando algumas coisas aqui ou ali; mercados, pet shops, lojinhas, quitandas e, por fim, um lugar chamado "Stellarium." O nome talvez chamasse sua atenção, e como sugeria, vendia artigos para os astrônomos da cidade grande, assim como algumas revistas recheadas de dicas para iniciantes e calendários de eventos que hão de acontecer.


Histórico:
Akira:
N° de posts: 3
Ganhos:
- Binóculos e Roupa de exploração (post 3 - troca pelo relógio)
Perdas: -
Ferimentos: -
Cleptomaníaco: 2/10

Legenda / Npc's:
— NPC's aleatórios
Onomatopéias e sons
— Inimigos
— Shizumi Ikama - Aparência

Considerações:

Caso tenham uma sugestão, feedback ou algo para pedir, sabem onde me encontrar, boa aventura!

   Code by Arthur Lancaster

     
    

_________________

Anjo Caído FObIUiu


"Assume the position to get down on your knees"



Curso narrador All Blue, turma de Janeiro 2021:
Anjo Caído Jpu3OmR
Revescream
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído Templa15
Créditos : 00
Localização : Em seu coração.
Re: Anjo Caído Seg Out 04, 2021 10:46 pm
Akira Harukawa


ANJO CAÍDO
Falas | Pensamentos | Técnicas

Conseguindo adquirir seus primeiros equipamentos de expedição, uma oferta de aprendizado no seu retorno à loja e um meio de transportar seus novos itens consigo, Akira partia cantarolante em direção as ruas de Sirarossa mais uma vez. Com um novo objetivo em mente, o celestial iniciava uma busca mais rápida pelos apetrechos que desejava obter, a fim de prosseguir logo para os eventuais preparativos de seu evento noturno.

Felizmente, após uma varredura significativa da região, não demorava muito para que os olhos do Harukawa encontrassem um estabelecimento chamado "Stellarium" entre a vasta quantidade de comércios adjacentes. A temática envolvendo astrologia era rapidamente captada pelo azulado, levando-o a esboçar um pequeno sorriso enquanto mantinha seu olhar para a entrada do lugar. "Parece que a sorte está sorrindo para mim." Pensava ainda sorridente, entretanto, a sensação de formigamento em suas mãos logo fazia questão de lembra-lo de sua condição, desmanchando aquele mesmo sorriso poucos instantes depois. "Vejamos o que posso pegar emprestado, eu também não tenho o dia inteiro."

Novamente, voltaria seu olhar astuto para uma verificação mais minuciosa da loja em primeira instância; investigaria os possíveis meios de entrada, como as portas, janelas, talvez um duto de ventilação, observando-os em sua análise na formulação de uma provável rota de fuga eventualmente, antes de concentrar-se na localização dos produtos pelo exterior da loja. Na hipótese de encontrar um caminho, independente do quão precário estivesse, para adentrar ao espaço sem que fosse percebido Akira iria segui-lo com pouca hesitação, levando ainda consigo a sacola com suas roupas e binóculos e manobrando o suficiente para que a mesma não lhe prejudicasse durante o ato; todavia, em caso de não encontrar uma passagem mais discreta a sua preferência, seguiria pela entrada da frente com mais cautela - tentando o possível manter seus passos silenciosos e chegada desapercebidos, enquanto vasculharia mais profundamente o interior do recinto.

Quando estivesse por dentro, dependendo do cenário em que se encontrasse, Akira prosseguiria com seus próximos passos. Numa situação onde tivesse sido notado, seja pelos funcionários do local ou clientela avulsa, o celestial andaria pacificamente em direção as revistas e calendários, ironicamente, não fingindo interesse em buscar se informar do conteúdo que esses transmitiam, pois realmente o faria com genuína vontade e pela simples curiosidade do saber. Em outra hipótese, numa realidade em que conseguiu adentrar não sendo descoberto, Akira se manteria em guarda no esconderijo, prestando atenção nos arredores em que estava e na possível existência de segurança ou vigilância - com mais afinco para armadilhas mecânicas devido a sua familiaridade com tal perícia - buscando encontrar tempo na formulação de uma contramedida para essas ameaças.

Prosseguindo antecipadamente, na possível sequência de ambos os eventos, Akira tinha como principal e talvez único objetivo furtar um dos produtos em questão: o telescópio, que daria de presente a sua irmã com qual tinha se comprometido. Na possível infelicidade de ser abordado por qualquer indivíduo Akira respiraria de forma profunda, numa tentativa de aliviar a tensão que poderia lhe prejudicar, antes de responder com um semblante meigo enganosamente abatido: — Estou apenas olhando os produtos, desculpe-me qualquer incômodo... — Iria se afastar em seguida, mas não saindo da loja por enquanto. Sua rota estaria definida para ir de encontro ao bendito telescópio, e quando o tivesse em sua vista, buscaria outra vez examinar o ambiente para saber a melhor oportunidade de - com uma investida ágil e mãos leves - furtar o produto inteiro e coloca-lo de forma cabível dentro da sacola que carregava, prosseguindo para a saída em passos mais rápidos - na melhor das hipóteses, com ninguém tendo assistido a todo seu movimento.


Considerações:

Resumo/Observações:
● Autoexpliticativo. Preferi adiantar desde a entrada até o momento da saída do estabelecimento, visto que não tinha muito conteúdo ao qual trabalhar ainda, mas o narrador tem a livre mão para inserir algum evento que interrompa todo o fluxo apresentado (ou então apenas narrar todo o percurso como foi mostrado, sem erros KKKK).

● Considerar a Qualidade Meigo nas interações do Personagem; Qualidade Prontidão nas investidas do personagem; Proficiência Armadilhas na percepção de possíveis pontos e existência de gatilhos de segurança, câmeras de vigilância e outras formas de captura; Proficiência Furto nas tentativas de roubo sem que seja percebido.

Objetivos:
● Adquirir Proficiência - Avaliação [ ].
● Adquirir Proficiência - Ocultismo [ ].
● Treinamento de Qualidade: Patrono (Três Pontos) - Exército Revolucionário [ ].
● Arrecadar 500.000.000 ฿S (00/500.000.000) [ ].
● Conquistar um barco de tamanho médio [ ].
● Torna-se um Pirata "Novato" [ ].
● Conquistar os seguintes itens utilitários: 2x Mochila (0/2) [ ]; 2x Roupas de Exploração (1/2) [ ]; 2x Binóculos (1/2) [ ]; 1x Luneta [ ]; 1x Bússola [ ]; 1x Astrolábio [ ]; 1x Barómetro [ ]; 1x Barraca Pequena [ ]; 1x Cartas de Tarot [ ]; 1x Bola de Cristal [ ].

Aparência:
● De Rimuru Tempest, Tensei Shitara Slime Datta Ken.
● Roupas idênticas à dessa imagem.
Crimsoon equipada nas costas, carregada por uma alça e envolvida por ataduras.

Ponto-Situação do Personagem:

№ de Posts: 04
Cleptomaníaco: 02/10 Turnos

Status:
PdV: 2500
STA: 100

Força: 161 (+40 Arma) = 201 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 112 [Regular]
Reflexo: 402 [Hábil]
Constituição: 5 [Regular]
Agilidade: 257 [Regular]

Ganhos:
~x~

Perdas:
~x~

Extras:
~x~

Técnicas/Habilidades:

~x~

Koji
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído HKNMPj9
Créditos : 24
Localização : Sirarossa
KojiNarrador
https://www.allbluerpg.com/t764-harvey-abgnalle#6176 https://www.allbluerpg.com/t786-cap-1-renascimento
Re: Anjo Caído Ter Out 05, 2021 11:02 pm


Anjo Caído - 4
13:35 / Sirarossa



Os seus encantos naquela pequena loja de conveniências acabavam com a finalização de sua compra. Por mais normal que isso parecesse, para Akira, era um grande passo contra a sua cleptomania, que o dominava constantemente. Resistindo aos seus impulsos imorais, Harukawa seguia em frente, planejando um feito que talvez fosse maior que si mesmo. Sustentando esse objetivo com seu ego e confiança, partia pelas ruas de Sirarossa, agora em busca, à parte da missão principal, pelo pedido mais complicado de sua irmãzinha: o telescópio. Apesar da raridade do produto, a sorte parecia estar ao seu lado, como constatado pelo mesmo.

Encontrando a tal loja que tanto procurava - Stelarium - o pequeno não hesitava em primeiramente fazer o reconhecimento do local. Sua posição estava entre duas outras construções, possuindo apenas a fachada da frente. A porta, único meio de acesso, estava localizada no meio da calçada, acompanhada lado a lado por duas vitrines; ambas mostrando o logo da loja. Em ambas as vitrines, era posto os produtos mais chamativos presentes no estabelecimento: o telescópio e um brinquedo que simulava uma espécie de veículo espacial fantasioso, capaz de subir aos céus com uma cauda de chamas¹.

Satisfeito então com aquele tanto de informação adquirida no exterior do comércio, era hora de partir para a parte de dentro. Logo quando passava pela porta, um sino anunciava sua chegada, atraindo a atenção de alguns consumidores menos focados e um funcionário que os ajudava; nem um, nem outro parecia interferir com a presença de Akira no momento, apesar da estranheza que tinham com a aparência do garoto e o item anormal em suas costas. Andando para lá e para cá na loja, descobria e traçava caminhos que o levassem até o item desejado e a sua fuga.

Os mais variados produtos eram encontrados naquele local: desde pequenos planetários até globos suspensos que poderiam servir de decoração para algum ambiente. Artigos e revistas que anunciavam descobertas empolgantes para amantes da astronomia também marcavam presença de maneira quase exagerada no local apertado. Quanto à disposição dos itens da loja, podia-se ver o balcão logo em frente a porta de entrada, no outro extremo da sala que possuía no máximo dez metros de comprimento por dez de largura. No meio, um corredor, e delimitando essa passagem, duas prateleiras equidistantes em relação às paredes.

Enquanto caminhava e fazia o reconhecimento, era suspeitosamente analisado por alguns indivíduos, incluindo, entre eles, o único funcionário ativo na loja - com exceção de uma bela moça de cabelos loiros disposta no balcão. Sem ao menos fingir interesse, sua ação predefinida era folhear as revistas e aprender um pouco mais sobre constelações e estrelas enquanto despistava seus futuros perseguidores. Continuando o que estava fazendo logo após, quando julgava estar seguro, partia então para a fase final do plano: roubar o item mais valioso da loja, disposto na vitrine.

Com passos leves e praticamente irreconhecíveis, chegava até o canto esquerdo do estabelecimento. A prateleira da mesma extremidade tampava a visão da balconista, restando apenas a preocupação que poderia ter com os demais integrantes da loja - por volta de 3 indivíduos. Seus olhos atentos escaneavam o local para se ter certeza do timing da ação que vinha em seguida: passar as mãos na caixa em evidência e coloca-la na sacola já em utilização. Com pressa e um pouco de dificuldade, era capaz de escondê-la lá dentro, ainda um pouco visível, porém o suficiente para completar sua missão. Apesar disso, o barulho da sacola em constante movimento alertava o jovem vendedor.

— Como pretende pagar por isso? — com uma calmaria não condizente com a atual situação, o rapaz de pele escura abordava Harukawa, congelando seu coração e liberando uma corrente de adrenalina em seu sangue. Após uma fitada profunda, o homem abaixava seu tronco até ficar na altura de Akira, e novamente dirigia sua fala a ele. — Espero que não esteja tentando roubar esse valioso item. — abria um sorriso que ia de olho a olho, desviando seu olhar até a sacola estufada do pequeno ladrão.


Histórico:
Akira:
N° de posts: 4
Ganhos:
- Binóculos e Roupa de exploração (post 3 - troca pelo relógio)
Perdas: -
Ferimentos: -
Cleptomaníaco: 3/10

Legenda / Npc's:
— NPC's aleatórios
Onomatopéias e sons
— Inimigos
— Shizumi Ikama - Aparência

Considerações¹:

Caso tenham uma sugestão, feedback ou algo para pedir, sabem onde me encontrar, boa aventura!

Vulgo foguete. Preferi manter assim por não haver foguetes no universo.

   Code by Arthur Lancaster

     
    

_________________

Anjo Caído FObIUiu


"Assume the position to get down on your knees"



Curso narrador All Blue, turma de Janeiro 2021:
Anjo Caído Jpu3OmR
Revescream
Ver perfil do usuário
Imagem : Anjo Caído Templa15
Créditos : 00
Localização : Em seu coração.
Re: Anjo Caído Qua Out 06, 2021 3:26 pm
Akira Harukawa


ANJO CAÍDO
Falas | Pensamentos | Técnicas

Como numa animação infantil, Akira expandia suas órbitas douradas ao encontrar o seu objetivo de furto logo nas vitrines de exposição da frente do comércio, sentindo um misto de ansiedade e tensão se formarem repentinamente em seu âmago. Estava muito perto de conseguir realizar mais uma prova de afeto à sua irmã, na intenção de trazer um pouco de felicidade para aquela carranca geralmente séria por detrás do cachecol vermelho, no entanto, também estava mais exposto do que costuma preferir, a facilidade para qualquer um apanha-lo em flagrante naquela posição causava-lhe um nervosismo interior, denunciado pelos lábios formando um sorriso atrapalhado, mas saber que faria a escolha de seguir enfrente independente do que poderia lhe aguardar era sem dúvidas o sentimento mais excitante.

Adentrando ao estabelecimento, e sentindo-se angustiado pelo breve anúncio de sua chegada, atraindo olhares curiosos e atentos por instantes, Akira tentava manter sua compostura neutra e prosseguir com reconhecimento da loja, memorizando até os pequeninos detalhes da mesma e suas possíveis rotas de fuga, enquanto parava em certos intervalos para aproveitar de uma leitura silenciosa das revistas que transmitiam um pouco daquele conhecimento astrológico. "Muitas vezes interligada com o sobrenatural, muitos proficientes no ocultismo utilizam da astronomia na tentativa de prever fenômenos, leitura de espíritos e aquisição de conhecimento... Interessante." Um dos possíveis conteúdos certamente chamaria uma atenção particular do bisbilhoteiro, como um arqueólogo, era de seu interesse possuir aptidões que lhe agregassem para o acúmulo de sabedoria a cerca da história e cultura, também lembrando-se que o ocultismo fazia parte de um seleto grupo de sociedades que existiram e ainda persistem na atualidade; com tudo isso, Akira fazia uma nota mental para buscar mais tarde o conhecimento do oculto.

Despistando os eventuais perseguidores, que poderiam lhe dificultar no que estava prestes a fazer, Akira finalmente chegava próximo do telescópio que tanto almejava sem chamar alarde. O formigamento em suas mãos e dedos aumentava muito mais, seu estômago embrulhava pela ansiedade e tensão que se intensificavam pela consciência do ato imoral, e como um impulso nervoso em constante tentação – o que é realmente verdade – o tato ligeiro do celestial apanhava o produto e, como se não fosse o bastante, também capturava o segundo item que estava ao lado do principal na vitrine: o brinquedo de espaçonave.

Com a mesma velocidade do furto, o Harukawa tentava esconder o primeiro dentro da bolsa junto com seus outros itens enquanto o segundo – antes de também tentar ser escondido na pilha de objetos – era averiguado pelos olhos compulsivos numa busca curiosa por alguma função além de contemplativa daquele brinquedo moderno; em sua mente, deveria existir alguma coisa de especial nele para estar numa posição semelhante ao telescópio funcional...

"Como pretende pagar por isso?" Trancava-se, nem sinal de Den Den Mushi passava onde a luz do sol não bate ao escutar aquelas palavras sendo dirigidas a sua pessoa, junto a uma calmaria incomum que definitivamente não ajudava em amenizar a situação. Quando sentia o coração retornar após o susto, Akira virava-se lentamente para fitar aquele com qual estaria por muito pouco de entrar em pânico, dando ao encontro de seus olhos dourados com os outros claros do mesmo, que agora estava inclinado na mesma altura para encarar o afeminado.

Em sequência a sugestão de um roubo sendo efetuado, e após sua consciência interromper a repetição de todas as maldições que conhecia mentalmente, o esboço de um sorriso colorido era demonstrado pelo azulado, que ainda se mostrava um pouco nervoso pela situação. — Puhuhuhu! Cla-Claro que não, né? Eu-Eu vou pagar com Berries. — Falava risonhamente, torcendo para que o rapaz não pressionasse a mentira. — Estou pegando para ver o valor de tudo na hora da compra, sabe quanto custaria? — Questionaria enquanto desviava sua atenção para a sacola, antes de bloquear a visão dessa com o próprio corpo, e voltasse a encarar o funcionário em seguida.

No entanto, independente da resposta que viesse, os pensamentos de Akira já estavam longes daquela interação, estando reflexivos na alternativa mais rápida de fugir dali. "Deixe-me pensar, a porta é o único meio de entrada e saída aqui... Ou talvez..." Com uma ideia surgindo em mente, Akira ajustaria a sacola em suas costas para carrega-la com maior carga, virando-se em direção ao balcão a fim de pegar maior distância da vitrine. — E quanto aquele modelo atrás do balcão? Quanto custa, senhor? — Indagaria mais uma vez, buscando levar o funcionário para fora do caminho pelo qual estava passando e fazendo lhe ultrapassar quando chegasse a bancada. A caso do funcionário permanecer aonde estava, Akira esboçaria outro de seus semblantes meigos fingindo aborrecimento. — Não! Eu quero aquele lá no balcão... — Repetiria, insistindo para que o outro rapaz fosse estimulado a verificar de qual produto estava afirmando, mesmo que pudesse suspeitar da próxima ação que Akira estava prestes a fazer.

De forma repentina, Akira estaria de prontidão quando o funcionário estivesse fora de sua linha de corrida, alcançado o máximo de seus Reflexos e Força no instante em que fazia um súbito avanço em direção a vitrine da frente da loja, mergulhando contra a mesma na intenção de usar todo seu peso, força e impacto gerados pela explosão de velocidade para quebrar o vidro e atravessar aquela parede transparente. — PUHUHUHU! Desculpa! Eu preciso disso mais do que você pode imaginar! — Gritaria eufórico, ao mesmo tempo em que se levantava com a idêntica prontidão de outrora, passando a correr em disparada para longe daquele lugar rumo ao submundo de onde viera no início. Em suas costas o pequeno par de asas estaria gerando fricção incansavelmente, fazendo sua piromancia se incendiar na intenção de protegê-lo de um possível disparo à arma de fogo pela retaguarda, bloqueando-o com a densidade de suas chamas.


Considerações:

Resumo/Observações:
● Autoexpliticativo. CORRE NEGADA!

● Considerar a Qualidade Meigo nas interações do Personagem; Qualidade Prontidão nas investidas do personagem; Qualidade Memória Fotográfica para memorizar todos os eventos, sejam do passado ou do presente; Proficiência Furto nas tentativas de roubo sem que seja percebido.

Objetivos:
● Adquirir Proficiência - Avaliação [ ].
● Adquirir Proficiência - Ocultismo [ ].
● Treinamento de Qualidade: Patrono (Três Pontos) - Exército Revolucionário [ ].
● Arrecadar 500.000.000 ฿S (00/500.000.000) [ ].
● Conquistar um barco de tamanho médio [ ].
● Torna-se um Pirata "Novato" [ ].
● Conquistar os seguintes itens utilitários: 2x Mochila (0/2) [ ]; 2x Roupas de Exploração (1/2) [ ]; 2x Binóculos (1/2) [ ]; 1x Luneta [ ]; 1x Bússola [ ]; 1x Astrolábio [ ]; 1x Barómetro [ ]; 1x Barraca Pequena [ ]; 1x Cartas de Tarot [ ]; 1x Bola de Cristal [ ].

Aparência:
● De Rimuru Tempest, Tensei Shitara Slime Datta Ken.
● Roupas idênticas à dessa imagem.
Crimsoon equipada nas costas, carregada por uma alça e envolvida por ataduras.

Ponto-Situação do Personagem:

№ de Posts: 05
Cleptomaníaco: 03/10 Turnos

Status:
PdV: 2500
STA: 100

Força: 161 (+40 Arma) = 201 [Regular]
Destreza: 0 [Incompetente]
Acerto: 112 [Regular]
Reflexo: 402 [Hábil]
Constituição: 5 [Regular]
Agilidade: 257 [Regular]

Ganhos:
- 1x Binóculos;
- 1x Roupa de Exploração.

Perdas:
~x~

Extras:
~x~

Técnicas/Habilidades:

~x~