Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
II - Sombras em SteveltyHoje à(s) 5:45 ampor  KerigusVoice of the SoulHoje à(s) 1:38 ampor  YamiOperação T.N.C.T.O.N.I.Hoje à(s) 12:17 ampor  VincentMary Van TasselOntem à(s) 11:57 pmpor  KerigusSharp Teeth and Hard Fists.Ontem à(s) 11:25 pmpor  ÀsManae LiebeOntem à(s) 8:42 pmpor  RyomaCatherine Petit Barozzi Nero BellarosaOntem à(s) 8:36 pmpor  RyomaHizumy Mizushiro MayanOntem à(s) 8:35 pmpor  RyomaPedidos de CargosOntem à(s) 7:56 pmpor  Arthur LancasterAs Crônicas dos Scavenger: A Leoa, o Louco, e o MudoOntem à(s) 7:45 pmpor  Arthur Lancaster
 :: Oceanos :: Blues :: North Blue :: Flevance
Página 2 de 9 Página 2 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 XqxMi0y
Créditos : 20
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio Qua Jul 14, 2021 11:12 am
Relembrando a primeira mensagem :

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Klaus Sunwizer. A qual não possui narrador definido.

_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 J09J2lK

Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 Giphy
Créditos : 38
SashaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/


Relampago Kirinha

O loiro engoliu seco e surpreendeu-se em como Klaus era capaz de rir da alcunha ao qual para ele parecia como um conto tão assustador como o holandês voador, onde ele comentou - O motivo é muito menos amigável que o nome… Ele é capaz de botar os inimigos em picadinhos… - Ele comentou mas, logo entendeu que não adiantaria, na verdade era melhor que ele ficasse calado se quisesse sobreviver.

- Sim senhor, pode ficar, eu só quero é voltar vivo!- Exclamou o marinheiro antes de tapar a própria boca, onde entendeu que se queria ter chances, no fim não havia muito que ele pudesse fazer senão colaborar, onde comentou - Eu devo conseguir algo pra você.- Ele comentou fazendo um sinal para que ele esperasse e com isso foi correndo na direção de onde havia uma placa de almocherifado, ele levou um tempo lá mas voltou carregando consigo um par de manoplas profissionais e o mesmo em relação a grevas, quando Drake vestisse poderia ver que se as manoplas eram confortáveis, as grevas ainda estavam apertadas e requeririam um laceamento ou um ajuste pra ficar legal mas, era certamente de qualidade.

- Eram as maiores que tinham, parece que são armas muito procuradas!- Ele logo se explicou, acompanhando Klaus para comer algo, o prato do dia era macarronada com almondegas, haviam também frutas de sobremesa e por hora ele poderia fazer uso de tudo isso sem enfiar a mão no bolso, era verdadeiramente conveniente.

Spoiler:

Posts: 05
Ganhos: N/A
Perdas: N/A


_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 HGWnxh1
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 CTfWi4D
Créditos : 05





1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio

O rapaz ao contrário do que eu imaginava, conseguia trazer as armas que pedi, e até eram um tanto confortáveis, menos as botas, que pareciam meio apertadas ainda.-Era disso que eu tava falando, viu como você consegue se tiver pontinho certo de motivação. E assim seguíamos para comer alguma coisa, já que a próxima jornada prometia ser um tanto problemática.

Chegamos ao refeitório e lá uma variedade grande de comida, o que facilitava na escolha e assim eu ia pegando um prato.-Oh, coisa boa! Macarrão com almôndegas, isso é um banquete rapaz. Me sentaria ali e comeria o bastante para me sentir satisfeito, e ao terminar, pegava uma jarra de suco que estivesse por ali, e traria para a mesa juntamente de um copo, e assim beberia o líquido buscando fazer a comida descer, e ao dar o primeiro grande gole, um grande arroto vinha em seguida.-Ops, foi mal ai! E continuaria bebendo até terminar o copo, assim enchendo o segundo e também o bebendo.

Antes de sair, pegaria uma maçã e mais alguma fruta que eu poderia levar no bolso, e ia comendo no caminho, também encheria uma garrafinha com suco para levar, caso houvesse uma pelo local, para ter algo para beber antes de iniciar meu confronto com a minha nova sacolinha de dinheiro.-Garoto, se você vai comigo, só não atrapalha, não posso garantir a sua vida ou salvação, mas prometo tentar te trazer com vida, ou com parte dela. Diria com um leve sorrisinho sarcástico e brincalhão, enquanto deixava o garoto ainda mais assustado.

Enquanto caminhava, eu o perguntaria.-Eai, sabe onde esse cara aí tá? Sabe se ele tem capangas ou coisas do tipo? Esperaria uma resposta do rapaz enquanto caminhava até a saída do Q.G, parando em sua porta e analisando qual caminho seguir, ainda esperando a resposta do moleque.

Quando o mesmo me respondesse, eu então decidiria.-Certo! Então é pra lá que nós vamos, siga comigo e ande próximo, não quero ter que sair correndo pra te salvar se algo de errado. E então bagunçava o cabelo do menino um pouco enquanto dava um sorriso mais amigável, assim tomando o rumo para encontrar o homem do picadinho.




Histórico:
Nome: Klaus Sunwizer
Número de Posts: 6
Ganhos:
Manoplas [Qualidade Profissional]
Grevas[Qualidade Profissional]
Perdas:
N/A
NPC's:
N/A
Ferimentos:
N/A
Objetivos:
N/A

_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 Giphy
Créditos : 38
SashaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/


Relampago Kirinha

Ao que Klaus disse, o loiro em um momento hesitou afinal, estava indo possívelmente para a toca do leão e sem tanta perspectiva mesmo no seu reforço, sua atitude o levou a fechar os olhos por um tempo, respirar fundo e encarar o que estava vindo pela frente, no melhor dos casos nem mesmo encontrariam qualquer coisa e isso era aquilo que fora o porto seguro do rapaz.

- Ao que eu sei, ele costuma trabalhar sozinho, pelo menos é o seu perfil, então eu não esperaria aliados… E onde nós vamos investigar é um galpão próximo do porto, é só uma possibilidade, meu trabalho seria ver se tem qualquer pista em uma patrulha e ao menos sinal recuar…- Ele engoliu seco, olhando para as próprias mãos e como faltou-lhe bravura, talvez até dedicação, algo que talvez fosse o motivo para que seu maior medo se realizasse, sua covardia era uma barreira ao qual talvez nunca superasse.

O modo como Klaus respondeu, o deixou um pouco mais seguro no fim, talvez fosse uma preocupação pifia de sua parte e tudo acabaria bem. Juntos, caminhariam por volta de trinta ou quarenta minutos, era definitivamente uma boa caminhada, em meio ao caminho poderiam ver a região mais portuária agitada, com comerciantes, navios da marinha aportando e até mesmo alguns que carregavam a bandeira negra tão característica de piratas ao horizonte da vista, deixando a ilha.

Conforme foram andando, aos poucos a movimentação começara a se cessar, quase como se tivessem adentrando uma zona mais periférica, onde haviam vários armazens, Hangares e um ou outro sobrado mais humilde, escorado sobre uma das casas havia um senhor bebado, com roupas rasgadas e portas rapidamente se fecharam, assim como janelas no sinal da aproximação da dupla a frente, estava o destino ao qual fácilmente se fazia destacável de se reconhecer, havia uma estrutura de madeira velha, nada firme no qua pareceu um galpão, havia ao redor lamparinas com fósforo e também combustível, provavelmente necessários para enxergar na ausência de luz que talvez houvesse quando decidissem descer. - È… É aqui.- Tremelicou e apontou o loiro ao cenário aterrorizante a sua frente.
Spoiler:

Posts: 06
Ganhos: N/A
Perdas: N/A


_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 HGWnxh1
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 CTfWi4D
Créditos : 05





1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio

A cada fala. o rapaz parecia ainda mais medroso, e parecia ter ainda mais nervoso só de pensar no que estava prestes a enfrentar, o garoto parecia viver em um frio eterno, no qual está tremendo pra sempre a cada fala que dizia.-Bom, pelo menos ele tem bolas pra agir sozinho, isso vai ser interessante.

Finalmente começamos a andar, o caminho era um tanto longo e após algum tempo de caminhada, algo como uns trinta a quarenta minutos, e finalmente chegamos ao local onde o tal galpão estava. As janelas se fechavam, assim como as portas dos lugares a volta, um homem bêbado se fazia parado encostado em uma parede, e parecia que realmente todos ali tinham medo de nos ver chegando, talvez por sermos desconhecidos? Ou apenas porque o moleque tava vestido com roupa da marinha.-Tá vendo aí, todos com medo de você… Só por ter essa farda eles já ficam com medinho! Talvez seja bobeira sua ter tanto medo assim. Olharia de rabo de olho para o garoto enquanto seguia tomando a dianteira em caminho ao galpão.

O lugar era um tanto estranho, haviam alguns materiais como lamparinas e fósforos, juntamente a combustível para acendê-las, e obviamente, aquilo era para auxiliar na visão quando a luz caísse, e claro, eu deixava isso nas mãos do garoto.-Toma! Pega isso e ilumina pra gente o caminho quando precisar… Não posso ter minhas mãos ocupadas caso precise usá-las. Diria ao rapaz de forma confiante e com um leve sorriso no rosto enquanto caminhava rumo ao que tivesse de encontrar.

Estaria preparado a cada passo para qualquer investida repentina, vinda de algum inimigo, dessa forma, buscaria me defender de algum golpe de alguma forma, bloqueando ou esquivando, assim seguiria em busca de informações, ou quem sabe do próprio inimigo em si.




Histórico:
Nome: Klaus Sunwizer
Número de Posts: 7
Ganhos:
Manoplas [Qualidade Profissional]
Grevas[Qualidade Profissional]
Perdas:
N/A
NPC's:
N/A
Ferimentos:
N/A
Objetivos:
N/A

_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 Giphy
Créditos : 38
SashaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/


Relampago Kirinha

O que Klaus havia dito talvez fizesse sentido, mesmo o maior dos palermas com um uniforme poderia ser intimidador e o loiro respondeu - Tem razão, talvez, eu não devesse me preocupar tanto.- Comentou o rapaz quase como se o seu temor no fim fosse completamente infundado.

- Certo, eu posso segurar mas você vai na frente!- Ele teria dito logo correndo na direção do que era necessário para garantir iluminação e até mesmo teria sido prestativo o suficiente para abrir o galpão com uma das mãos enquanto iluminou com a outra o caminho, revelando assim uma pequena escadaria para o interior do local, não é necessário dizer que cada passo que se daria mais adentro do local o rangido da madeira velha se faria maior, tornando assim uma missão quase impossível de qualquer discrição.

Conforme fosse andando, Ambos poderiam sentir um cheiro de sangue muito, muito forte e iluminando o loiro pôde ver que haviam marcas e rastros de sangue seco pelo local inteiro, que nada mais era do que uma sala vazia com uma porta ao fundo e muito sangue como se tivesse sido arrastado alguém antes por ali. - V-...Vamos sair daqui é o local, vamos pedir reforço!- Sussurou o loiro, já querendo ir em direção a saída, e com o barulho que fizeram, era possível ouvir batidas fortes do outro lado que até tremiam um pouco o chão e sem que fosse possível a Klaus entender, o rapaz traduziu - È código morse… o código diz… Ele esta aqui, mas ainda não percebeu vocês ai fora, quatro pessoas além de mim presas. - ele teria dito ao balbuciar o que poderia ser o código, poderia ser uma interpretação errada dele ou não, a coisa era, se ele saísse correndo ele parecia que lutaria no escuro e não pareceu que o seu oponente itnha qualquer problema em lutar sem a luz.

Spoiler:

Posts: 07
Ganhos: N/A
Perdas: N/A


_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 HGWnxh1
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 CTfWi4D
Créditos : 05





1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio

Ao entrar, era como se tudo começasse a se tornar cada vez mais sombrio, a falta de iluminação era algo tão problemático quanto demonstrava ser, e aquilo certamente me prejudicaria em um combate.-Oh, então ele tá lá dentro… E tem pessoas presas? Meu semblante agora parecia se mergulhar em uma profunda escuridão e trevas, e minha feição se tornava tão agressiva e demoníaca quanto o próprio demônio, afinal, ver aquele tanto de sangue pelo lugar, e um possível cativeiro não era algo que deixaria alguém feliz e se tinha algo que me deixava puto, era alguém torturar outras pessoas a bel prazer.

Eu olhava para o garoto e então dizia em um tom mais sério e seco.-É realmente isso o que você entendeu? Meu olhar sobre os ombros se direcionavam diretamente ao garoto, o observando como um monstro prestes a atacá-lo, mas claro, ele não era meu alvo, minha presa estava atrás daquela porta, e era ela que eu iria caçar. Com isso, ouviria o que o rapaz tinha a dizer, e apesar da nítida vontade de socar aquele merda até a morte, pensava brevemente no que fazer.-Deixe essa vela em algum lugar por aqui, veja se encontra algum lugar para pendurá-la, vá lá fora e busque mais algumas, vamos iluminar esse lugar.

Enquanto isso, eu observava a porta, esperando caso a mesma se abrisse enquanto o garoto saía para buscar mais luz, e se a mesma se abrisse, eu estaria ali parado, sob uma luz tão fraca quanto a própria luz da lua cobrindo o canto mais escuro da cidade. Quando o garoto voltasse, eu esperaria que ele deixasse tudo iluminado o suficiente, e assim o diria.-Você vai ficar lá fora! Eu vou chamar a atenção desse cara pra mim e vou enfrentá-lo enquanto você liberta o pessoal que tá preso lá dentro. Eu olhava para a porta de forma séria enquanto falava em um tom baixo para que só o garoto ouvisse e não tivéssemos problemas com o nosso procurado.

-Bom, eu vou dar um jeito de chamar a atenção dele para cá, e você quando tiver a chance, entre lá e tire os demais… Você vai ter que ter coragem, e vai ter que deixar esse medo de lado, lembresse que agora você está salvando vidas e é um marinheiro, eu não sirvo pra isso de salvar pessoas e por isso vou ficar aqui pra aniquilar esse verme, conto com você garoto, quando eu der o sinal, você entra. Em meio a isso, eu buscava analisar tudo à minha volta, paredes, dobras das paredes, possíveis buracos pelo local e assim começava a pensar em como agir.

Começava a arrumar todas as velas em pontos estratégicos, perto de qualquer coisa que pudesse inflamar, jogando um pouco do combustível em alguns pontos, que talvez pudesse ser usado para uma manobra arriscada no futuro, então, após ter analisado tudo, eu começava os preparativos.-Vá lá para fora e se esconda, e quando tiver a chance, entre pela brecha que vou abrir ali e vá tirá-los daqui, e se quiser pode ir para o Q.G, a partir daqui, meu nome será feito! Eu dizia ao garoto e então começava a andar em direção a uma das paredes, mais em específico a que ficava de frente para a luz do sol.

Ao me aproximar, preparava um soco de bastante força e então golpearia a parede, a quebrando e deixando a luz entrar como se fosse uma janela.-Ah, agora sim, esse lugar tava precisando de uma luzinha! Uns ajustes aqui e ali e dá até pra morar. Após isso continuaria quebrando mais uma parte da parede, mas agora seria uma parte mais próxima ao solo, que daria passagem para o garoto agir e entrar quando o merdinha estivesse do lado de fora me enfrentando.

Quebraria um espaço bom o suficiente para que ele pudesse passar, e então quebraria mais uma parte, do lado do primeiro burado, porém, esse era um espaço alternativo de fuga, caso fosse necessário, e também mais luz para aquele buraco. Mesmo que eu estivesse focado em quebrar aquelas paredes, eu estaria de olho no momento que o homem aparecesse, fosse pela porta que havíamos visto, ou fosse pela porta que entramos, afinal eu não tinha como saber se ele não tinha passagens secretas por ali.

E quando o mesmo aparecesse, e ele iria, eu estaria pronto para enfrentá-lo.-Oh, Olá estranho! Você mora aqui? Se mora me desculpe, eu não sabia que isso aqui tinha dono, é uma espelunca bem fudida. Diria enquanto o olharia nos olhos e continuaria quebrando a parede com socos e chutes, olhando diretamente para ele como se estivesse o provocando, e estava.[/color] Mesmo eu estando fazendo tais coisas, ainda estava esperto e preparado para um ataque do homem, afinal ele era o tão temido picadinho, e poderia me atacar sem nem mesmo me dizer uma palavra.

Encararia o mesmo e então diria ainda quebrando as coisas e analisando os movimentos que ele tentasse fazer em minha direção, para assim poder me defender caso fosse necessário naquele momento.-Meu nome é Klaus! Klaus Sunwizer! E você deve ser o tal do picadinho não é? Meu olhar era tão firme e cerrado quanto uma lâmina afiada de um samurai pronta para cortar o adversário em combate.-Já te disseram que esse nome é uma merda? Sério, dá vontade de rir quando ouço essa merda. E assim eu me colocava frente ao homem que faria meu nome começar a ser pronunciado pelo mundo como um pirata, esperando a movimentação do homem para que eu finalmente pudesse o enfrentar.

Ficaria de olho caso ele tentasse se aproximar, e então me colocaria em estado de combate direto, pronto para bloquear ou me esquivar de algum ataque, que possivelmente viria de uma faca ou espécie de lâmina.




Histórico:
Nome: Klaus Sunwizer
Número de Posts: 8
Ganhos:
Manoplas [Qualidade Profissional]
Grevas[Qualidade Profissional]
Perdas:
N/A
NPC's:
N/A
Ferimentos:
N/A
Objetivos:
N/A

_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 Giphy
Créditos : 38
SashaCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/


Relampago Kirinha

 
O loiro confirmou, mostrando que sim, não havia erro para o código que havia sido passado a ele naquele momento, na verdade era um código que era passado pra qualquer um que pudesse ter ouvido e não era uma certeza sequer que isso poderia ter tido algum efeito mas, se valeu a tentativa de quem quer que tivesse avisado lá dentro

Klaus tinha a sua própria ideia de buscar por mais luz como a solução para o problema de seu ambiente, sugerindo ao loiro que fosse atrás de mais algo para iluminar o local mas, havia o tempo? De fato para que essa ideia fosse realizada?  Enquanto explicou a sua ideia de maneira extensa, até que o loiro pudesse ali se dispor da coragem  que quase lhe paralisou as pernas, um som pode ser ouvido do outro lado da porta que separava o local onde haviam entrado do local onde provavelmente poderia ser encontrado o vilão.

O som? Era o de um golpe poderoso que era realizado contra a parede que os separava, o que poderia ser melhor descrito como um som estridente similar a arranhar uma lousa, perturbando qualquer um que fosse infeliz de ouvir aquele som, o que literalmente fez com que o marinheiro covarde naquele momento só travasse de modo que a iluminação naquele momento começou a ficar irregular e era possível ver um liquido descendo, indicando que literalmente o rapaz havia se mijado de medo.

Haviam ali sido percebidos? Se não haviam no momento em que Klaus começou a demolir a parede de cima havia ajudado um pouco na iluminação enquanto a que os separou revelou o momento onde ficou claro que atrás dela, havia o famoso zé do picadinho, erguido, com poucas vestes e com a mão já em formato de garras, a iluminação irregular tornou difícil de identificar todos que estavam presos mas, uma moça loira e bem alta ao ponto de fazer mesmo Klaus parecer baixinho , estava acorrentada como a única das pessoas ali que ainda tinha consciência.

- Ora Ora,  um ratinho assustado e um  cupim… Quando achei que nada mais me surpreenderia.- O homem comentou de modo que sua voz teria reverberado, um barulho forte de correntes se agitou ao fundo, eram correntes pesadas do ponto que poderiam muito bem ancorar um navio, onde se fez visível uma voz feminina - Por Odin! Garoto da lanterna alcance a chave! Eu mesma vou quebrar esse fodido na porrada!- Ela comentou e era possível ver apenas o brilho de seu olhar com aquelas chamas irregulares da lanterna, enquanto seu dedo apontou para uma direção esperando alguma resposta do rapaz que  mesmo para seu papel de iluminar não conseguiria se mexer.

O barulho continuou a se fazer mais e mais alto de modo que parecia que toda a estrutura cederia sobre a cabeça deles a qualquer momento, apesar das coisas não terem andado como o esperado havia ali ainda uma chance limpa de encarar de frente o seu inimigo, haviam também a misteriosa e gigante moça ao qual parecia determinada a derrubá-lo de modo que se surpreenderia pela história de como foi parar ali naquela situação o loiro? Se fosse mais inutil naquele momento se chamaria de Momo. A Luz que entrava não era o suficiente pra iluminar o local inteiro, haviam vários locais aos quais poderiam ser problemáticos, então a luz do lampião ainda poderia ser um trunfo em muitos casos.

Spoiler:

Posts: 08
Ganhos: N/A
Perdas: N/A


_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 HGWnxh1
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 CTfWi4D
Créditos : 05





1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio

Ao quebrar as paredes que havia me disposto a destruir, poderia sentir a luz do sol adentrar, deixando tudo um pouco mais iluminado e menos problemático, porém, ao observar atrás da mesma, estava o tão temido zé do picadinho.Mas que puta nome besta. Meu olhar cruzava com o do homem, e minha postura se mantinha firme e ainda com mais vontade de atravessar a cabeças daquele verme.

Ao observar melhor, uma mulher estava acorrentada, a mesma tinha uma altura considerável, que poderia me fazer me sentir um anão a seu lado, e a mesma parecia ser a única a ainda ter consciência dentro daquele lugar. Ela então gritava pedindo para que o filho da puta do medroso fizesse alguma coisa, e a tirasse dali, afirmando que queria ela mesmo acabar com o homem, eu a olhava e então fintava o loiro com um olhar cerrado.-Esqueça isso… Esse ai travou e não vai se mexer nem um centímetro.Já vi que o plano foi por água a baixo… Vou ter que me virar sozinho. Com isso, eu analisava alguns pontos do local, observando que mesmo ao ter um pouco de luz, ainda era insuficiente, e eu teria que me virar com o que tinha.

Me voltava a olhar para o homem, e então o respondia.-Pois é amigão! Parece que o ratinho seguiu o cheiro de lixo até achar um verme gigante… E olha, esse ratinho tá morrendo de fome, e sabe muito bem como são os ratos quanto encurralados não é? Um sorriso malicioso se fazia presente em minha face, meu olhar era sério, apesar da brincadeira, e logo eu estava lá, parado o observando e o chamando para que viesse em minha direção.-E ai, Picadinho… HAHAHAHA! Sério, esse nome é patético cara, eu não consigo não rir quando ouço! Logo me tornava sério novamente, como se tivesse uma bipolaridade vinda de mim, e então o questionamento.-Vai vir expulsar o ratinho, ou eu vou ter que ir ai e te arrastar até aqui? Qual é, vamos, ouvi dizer que você era perigoso, mas tá me deixando decepcionado. Dizia enquanto mostrava uma cara triste e de desânimo, porém, de forma sarcástica.

Logo, analisaria todo o local, onde estaria a chave, observaria onde seria um bom lugar para me movimentar, onde seria um problema, e como utilizar tudo ali dentro para um combate, assim, como também as possíveis rotas de fuga, para caso fosse necessário uma retirada estratégica ou uma movimentação mais veloz para ganhar espaço.-Sabe, eu não sou de bancar o herói, na verdade eu não gosto desse título, acho ele bem… Merda, digamos assim, mas, acho que talvez eu tenha que ser o herói aqui, pelo menos dessa vez. Dizia enquanto rapidamente pegava o garoto pelo braço e o arremessava para fora do galpão.-Vá embora, você só vai atrapalhar desse jeito, salve sua vida e viva com essa vergonha estampada na sua vestimenta. Daria um cuspe para o lado enquanto falava, como se tivesse desprezando o rapaz e a postura de um marinheiro naquele momento, o que infelizmente era verdade, mas, aquilo era de fato para que ele tomasse um choque de adrenalina e saísse dali, naquele estado, só seria um peso que atrapalharia ou acabaria morrendo.

Era uma medida drástica e talvez desesperada, mas tinha de ser feito, e eu não me importava se ele me odiaria, na verdade nada me importava, afinal, ele era um marinheiro, e eu? Eu sou alguém tentando me tornar um dos piratas mais famosos e temidos do mundo. Quanto a mulher, eu não podia tentar salvá-la agora, primeiro porque eu me tornaria um alvo fácil, segundo, que meu orgulho não deixaria eu simplesmente obter ajuda na eliminação de um cara como aquele, e era óbvio que eu iria enfrentá-lo sozinho.-Me desculpa querida! Mas vai ter que esperar um pouquinho ai… Preciso enfrentá-lo sozinho, caso contrário, não poderia ser chamado de capitão da minha futura tripulação! E assim, eu estava pronto, postura armada e firme, posição de combate e pronto para sentar o sarrafo no desgraçado, porém, agora restava saber.-Vai vir até mim, ou vou ter que ir até você e te transformar em picadinho?




Histórico:
Nome: Klaus Sunwizer
Número de Posts: 9
Ganhos:
Manoplas [Qualidade Profissional]
Grevas[Qualidade Profissional]
Perdas:
N/A
NPC's:
N/A
Ferimentos:
N/A
Objetivos:
N/A

_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras
Formiga
Ver perfil do usuário
Créditos : 2
FormigaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t766-takeshi-isamune https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune


Relampago Kirinha


Kira continuava mantendo a postura imponente, o desejo pelo embate aumentava gradativamente em seu interior. O falatório desenfreado do pseudo Pirata, era ignorado pelo vilão, que apenas observava inerte as duas presas em seu território, sendo uma delas, um tremendo covarde. Não resistindo às piadas, ele gargalhou - Soa engraçado, você achar que sairá com vida. - De maneira fria suas palavras ecoavam pelo galpão caindo aos pedaços, pelos feixes de luz que entravam pelas gretas, era notável a poeira que despencava do teto.

O marinheiro ela lançado para fora do lugar, contudo, ele retornava ao lugar tão rápido quanto tinha saído - Não! - Falou o mais sério que conseguia - Posso ser covarde, posso ser o mais fraco… mas ainda sim, sou um marinheiro. Tome conta dele, eu liberto a mulher e todos os outros com vida. - Por mais que não tivesse certeza das duas últimas palavras, um súbito desejo por ajudar preencheu todo seu coração. Então, ele correu em direção as chaves, em meio a tropeços, terminou por cair em cima de um cadáver. Ele gritou extremamente assustado, seu rosto e suas vestes estavam manchados pelo líquido carmesim. O homem tentou ficar de pé, entretanto, escorregou na poça de sangue e novamente entrou em contato com o líquido, parecia uma criança afundando no mar raso.

Zé gargalhava ainda mais com toda aquela situação, de todos, parecia ser o que mais estava se divertindo com a situação. Kira ao observar o lugar notava uma extensa área, o galpão era grande e aberto, os únicos empecilhos eram os corpos das vítimas espalhados pelo lugar, a maioria estava nas laterais. O cheiro fétido da morte parecia se intensificar com o tempo que ele permanecia ali, a iluminação era um problema, algumas frestas se mostravam presentes e pequenas linhas luminosas cortavam o lugar, ainda sim, ele teria dificuldade para ter uma visão apurada.

Atrás do Picadinho uma espécie de freezer se fazia presente, ele o abria sem tirar os olhos de Kira. Um pedaço de carne era retirado de lá e o homem rasgou aquilo com os dentes, de maneira semelhante a um animal raivoso - Preciso comprar mais gelo. - Pontuou. Ele lançou o pedaço com cerca de três quilos de carne na direção de Kira, o projétil voava tão rápido quanto uma bala, certamente causaria algum dano se fosse recebido de maneira descuidada. Sem pestanejar o homem partiu, veloz como um leopardo ele cortou a distância entre ambos em questão de alguns segundos, um sorriso era visto em seu rosto, o sangue escorria pelo canto da sua boca e um soco ascendente subia na direção do Sett paraguaio, seu punho estava fechado, mostrando que ele ainda não estava levando seu oponente a sério.

Spoiler:

Posts: 09
Ganhos: N/A
Perdas: N/A


_________________

Certificurso:
Curso Narrador AB, 2021
1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 EBEAdF4X4AYyK13[/center]
Kira
Ver perfil do usuário
Imagem : 1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 CTfWi4D
Créditos : 05





1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio

O homem não parecia sequer dar alguma atenção ao que ouvia, e nem mesmo aparentava sentir algo, com tudo, ao arremessar o garoto para fora, o mesmo retornava, dizendo que faria aquilo que eu havia planejado, por outro lado, aquilo não me agradou em nada, e como era de traço da minha personalidade, em não me importar em fazer o bem ou o mau, contanto que meu nome fosse dito, eu o olhava de rabo de olho, um olhar tão sombrio quanto o de picadinho e então dizia.-Olha só pra você, tá tentando bancar o durão e mostrar alguma coragem, mas já deixou bem claro que é apenas um covarde… Se me atrapalhar, eu mesmo te mato! E então retornava meu olhar para o homem que estava a minha frente.

O garoto tentava mostrar coragem, de alguma forma algo movia seu corpo, mas era nítido que ia contra tudo o que o mesmo acreditava, tava nítido que o que movia seu corpo era o próprio medo, talvez o medo de ser um covarde, ou talvez o medo de ser um marinheiro que havia deixado pessoas morrerem, ou de não ser alguém digno, mas não importava, era triste ver aquela cena, onde o garoto caía sobre os corpos e se mergulhava no sangue, era tão patético que me dava pena, mas pouco me incomodava, já que ele havia escolhido fazer aquilo.

Meu olhar, apesar da pouca iluminação, se mantinha voltado ao zé, analisava sua movimentação e os seus arredores, porém, algo me chamava atenção, o mesmo parecia abrir uma espécie de freezer, de onde tirava um pedaço grande de carne, e logo o mordia, fazendo o sangue jorrar pela sua boca, no mesmo instante, o homem arremessava o pedaço de carne em minha direção, e aquilo poderia causar um estrago caso me acertasse, eu esperava até os segundos finais para a colisão da carne com meu corpo, desta maneira, observando o que o homem faria e que movimentação tentaria.

Talvez isso tivesse me ajudado, e logo percebia que o mesmo avançava como uma besta em minha direção, e ao perceber que o homem se aproximava com tamanha velocidade, quase que juntamente a carne que vinha voando em minha direção, percebia que seu punho vinha de cima para baixo, o sorriso no rosto do homem juntamente ao sangue escorrendo pelos cantos de sua boca, me faziam perceber o que estava em jogo ali, que era minha vida.

Ao perceber seu punho, eu me movimentaria de forma veloz, buscando sair da direção da carne, então eu jogaria meu corpo inclinado na diagonal para a direita, dessa forma saindo da direção do projétil de proteína e me colocando em uma posição um tanto confortável para que eu pudesse aplicar um golpe, essa movimentação na diagonal, poderia me fazer sair da direção de seu soco, assim como da carne, me colocando em posição superior, onde eu teria ângulo para aplicar um golpe de quase qualquer direção.

Com isso, caso tudo desse certo e minha movimentação fosse um sucesso, eu o golpearia de cima para baixo, focando o topo de sua cabeça, como uma marreta descendo em cima de um prego, pronto para fincá-lo na madeira, um soco apontado com a parte frontal do punho direito, forçando após o golpe, a impulsão de seu crânio para baixo.

Juntamente ao soco, minha perna esquerda estaria vindo em uma direção diferente, viria em linha reta, aproveitando melhor da inclinação do meu corpo, buscando acertar a face do homem logo após a colisão do meu punho contra sua cabeça, assim deixando sua face na altura correta para a joelhada.

Porém, o movimento do meu joelho, não era para apenas complementar o meu primeiro golpe, então, caso meu soco não surtisse o efeito desejado, jogando a cabeça do homem para baixo, ou eu não conseguisse acertá-lo, rapidamente estenderia a perna para assim aplicar um chute, e para conseguir a distância correta, eu imediatamente ao perceber que não acertaria o soco ou que não havia surtido o efeito desejado, giraria meu corpo levemente para frente, apoiando a mão ao solo enquanto arremessava a perna com toda a força e impulsão que tinha, como uma catapulta arremessando uma pedra contra uma muralha.

Dessa forma, eu buscava atingir o homem, de forma que causasse algum dano, e também o afastasse de mim, mesmo que a meia distância, deixando bem claro que ele não tava lutando contra um qualquer. Meu olhar para o homem caso tudo isso desse certo, seria um olhar de desprezo e desdém, um olhar de cima para baixo, o vendo como um inferior e demonstrando a soberania de um rei, afinal, minha arrogância às vezes não tem limites.

Porém, era claro que o homem poderia sim tanto defender meus golpes quanto contra atacar em meio a minha movimentação, e com isso, após o soco, usaria o corpo para girar para fora de sua linha de alcanse, sendo até então seus punhos, jogando meu corpo mais para baixo, inclinado enquanto giraria com as duas mãos no solo, em sentido contrário ao do corpo do homem, seguindo assim seu movimento de avanço, porém, contra golpeando o queixo do mesmo com a perna direita enquanto eu estivesse com a barriga para cima executando o giro sob meu eixo, fazendo meu joelho seguir como um ponteiro que está prestes a penetrar uma parede de concreto, após uma martelada com uma marreta, e esse teria um endereço certo, seu queixo.




Histórico:
Nome: Klaus Sunwizer
Número de Posts: 10
Ganhos:
Manoplas [Qualidade Profissional]
Grevas[Qualidade Profissional]
Perdas:
N/A
NPC's:
N/A
Ferimentos:
N/A
Objetivos:
N/A

_________________

1v9 Kirinha Adventures - 2° Episódio - Página 2 V5YJKwL

Pensamento
Fala
Extras