Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Página 1 de 1
Dovakin
Ver perfil do usuário
Imagem : [Tutorial] - Dovakin 120x120
Créditos : 00
[Tutorial] - Dovakin Sab Jun 19, 2021 11:50 pm
Nome: Hermak Dovakin
Idade: 40 anos
Raça: Humano
Gênero: Masculino
Localização: Stevelty - North Blue
Estilo de Combate Básico: Atirador
Mão Predominante: Destro
Qualidade: Precisão temporal
Defeito: Mal-humorado
Photoplayer:
[Tutorial] - Dovakin DavidHeidhoff_adp_wk2_hw
TheRealBlind1
Ver perfil do usuário
Imagem : [Tutorial] - Dovakin JrUCYQb
Créditos : 05
Re: [Tutorial] - Dovakin Dom Jun 27, 2021 11:02 am
TUTORIAL APROVADO

Bem vindo ao All Blue RPG, a partir de agora eu serei seu Instrutor, irei lhe ensinar o básico sobre o fórum. O primeiro post é seu e peço desde já que se atente a sua mini ficha para trabalhar bem suas qualidades e defeitos durante a narrativa. Qualquer dúvida que tiver pode mandar MP que irei responder o mais rápido possível. Segue abaixo algumas informações importantes:

● A ficha usada para o tutorial é exclusiva dele e não precisa ser reaproveitada na sua ficha oficial, que pode ser completamente diferente. Mas nada lhe impede de usar o mesmo personagem.

● O fórum parte da premissa de evitar ao máximo God Mode, ou seja, que o jogador, controle NPCs e cenários. Em resumo evite descrever coisas como “O sol estava forte”, “Era uma manhã fria”. Não é um problema você dizer que acordou ou que está em casa, porém evite criar coisas.

● Uma dica importante para todos é que apesar de não se poder narrar cenários, ou controlar NPCs você pode procurar coisas e interagir com elas colocando a possibilidade de encontrar tais coisas. Exemplo: “Iria levantar e ir até a geladeira da casa, procuraria dentro dela uma maçã e se encontrasse uma já metia aquela bela mordida”

● Recomendo que consulte o Guia de Narração, Guia do Novato e Guia de Combate. antes de realizar o primeiro post.

● Por fim, sempre atente-se ao post de seu Instrutor e as dicas que ele der com cuidado, elas podem ajudar muito você a se guiar no fórum.
Dovakin
Ver perfil do usuário
Imagem : [Tutorial] - Dovakin 120x120
Créditos : 00
Re: [Tutorial] - Dovakin Seg Jun 28, 2021 12:56 pm
O maldito e odioso chefe para quem trabalhava, um homem movido a ganância e sem escrúpulos, atrasava o seu pagamento pelo terceiro mês seguido. Três meses de trabalho árduo na carvoaria e a única coisa que conseguiu era uma puta dor nas costas. Seus 132 centímetros de estatura ferviam de raiva, uma veia saltada no pescoço parecia que iria explodir a qualquer momento. Desgraçado, filho de uma rapariga, ladrãozinho de merda... vou enfiar em você a droga de um pedaço de carvão onde o sol não bate. Quero ver se você vai gostar disso. Era o que diria se tivesse metade de sua rabugice em coragem, contudo, a situação era totalmente oposta. A verdade é que você sempre foi uma pessoa covarde. Sua ex-esposa o lembrava disso toda vez que o via. Pelo menos não levava mais porradas dela após a separação. As lembranças dos dias em que ela chegava bêbada ainda o fazia perder noites de sono.

Encarava mais uma vez a vida patética que estava levando, com certeza não era isso o que esperava vivenciar em sua meia-idade. Irritado, engoliu sua raiva e abaixou a cabeça para seu chefe. Queria muito dar um soco no rostinho bonito dele, mas nunca teria a audácia necessária para isso, portanto, contentou-se em xingá-lo de todos os nomes possíveis em seus pensamentos. Definitivamente não levantarei de madrugada para estar aqui no dia de amanhã! Pensou, enquanto começava a vaguear sem rumo pela cidade. O rosto triste e murcho evidenciava para todos que passavam por você que esse não estava sendo um bom dia. Decidiu que toda essa melancolia faria um excelente par com uma caneca de cerveja, de modo que os seus pés começaram a trotar rumo ao objetivo: qualquer bar em que pudesse gastar o fim de suas economias, caso ainda tivesse algumas moedas. Mesmo que não tivesse qualquer tostão em seus bolsos, começaria a perguntar por referências e coordenadas para um ou outro transeunte que estivesse próximo de si, expondo um grande e convidativo sorriso no rosto. Opa, tudo bom? Sabe me dizer onde posso encontrar um bar pelas redondezas? Caso alguma pessoa soubesse indicar o caminho, agradeceria ela com um singelo obrigado e um forte aperto de mão se ela o permitisse, seguindo para o local ao término do agradecimento. Se ninguém conseguisse responder a pergunta, continuaria caminhando pela cidade em busca de alcançar seu objetivo, mantendo atenção aos arredores.

Para você nada é melhor do que uma boa bebida para esquecer as amarguras da vida. Mesmo que tivesse que mendigar por um copo de cerveja, implorar ou enganar, faria tudo o possível para afogar as mágoas com um pouco de álcool. Entretanto, o verdadeiro pesar que o atormentava dia e noite, não era o salário atrasado ou sua ex-esposa agressiva, mas a vontade enlouquecedora que tinha em usar seus conhecimentos de alquimia e engenharia para trabalhar. Esse sempre fora seu sonho, desde décadas atrás. Trabalhar com algo que ama e ser capaz de sustentar-se com isso. Também era o motivo que o fazia permanecer na cidade de Stevelty, já que o Centro Científico era como se fosse o paraíso na terra para você. Mesmo que eu seja a pessoa mais covarde do mundo, para trabalhar no Centro Científico, eu criaria coragem até mesmo para me tornar um caçador de recompensas e arriscar minha vida na captura de piratas!
TheRealBlind1
Ver perfil do usuário
Imagem : [Tutorial] - Dovakin JrUCYQb
Créditos : 05
Re: [Tutorial] - Dovakin Qua Jun 30, 2021 9:59 pm


[Tutorial] - Dovakin DkI2H3
Narração

Diferente das carreiras que costumam nortear esse gigantesco universo, Dovakin preteriu a pirataria, marinha, exército revolucionário, governo mundial e a caça de recompensas para trabalhar como um mero civil em uma carvoaria em Stevelty e construir a sua família. Já faz algum tempo que o seu casamento ruiu e restaram às lembranças ruins dessa experiência, agora, no auge dos seus 40 anos de idade, Dovakin começa a refletir se esse foi o desfecho que ele imaginou para a sua vida.

Aquele havia sido um dia árduo de trabalho, o macacão azul com o seu nome costurado na altura do coração estava totalmente preto de carvão e o fedor do suor poderia confundi-lo com um gambá se não fossem suas longas tranças ruivas do seu avantajado bigode. Mas aquele não era um dia de trabalho qualquer, e sim o dia que todo trabalhador espera ansiosamente ao fim da semana ou mês, o dia do pagamento. Na semana anterior e próxima do fechamento do mês, um bônus havia sido anunciado se a empresa atingisse a meta o que exigiu de seus funcionários trabalho em dobro, mas no final eles foram felizes em obter os resultados esperados.

No entanto, na hora de efetuar o pagamento com o bônus o responsável pelo setor fez de contas de que não era com ele e apenas a quantia de 250.000 ฿S foi paga, para uma reação bastante acalorada por parte dos funcionários, compartilhando da raiva testemunhada em Dovakin. Não bastassem os salários atrasados, agora os compromissos não seriam honrados também? Sinceramente, se esse não fosse o sinal que Dovakin esperava para sair daquele emprego e quem sabe procurasse uma carreira que enfim trouxesse novos ares, eu não sei o que é que ele espera.

Era por volta das sete horas da noite e o céu já estava totalmente escuro, com apenas as estrelas e a lua de companhia. Pela primeira vez do lado de fora do seu local de trabalho após oito horas, Dovakin absorveu o ar, sofrendo com as microscópicas partículas de poeira que invadiram sua garganta e criaram um desconforto. O som das rodas correndo sobre os trilhos, o cheiro alcalino de diversos tipos de poluição produzido pela fumaça. Ah! Aquele maldito cheiro de cidade. Os transeuntes em sua maioria trajavam vestes elegantes, com direito a cartolas sendo adotadas pelos homens. Em sua maioria eram casais que buscavam um restaurante ou simplesmente admirarem as linhas de trens construídas.

Como alguém que residia e trabalhava naquela cidade já há pelo menos três meses e recém divorciado, Dovakin estava sendo modesto ao cogitar perguntar para alguém onde poderia encontrar diversão. Foi quando ele se deparou com aquela visão encantadora, rústica e íntima. Era difícil ver através dos grandes vitrais, mas a música e o alto som de conversação vindo de dentro podiam ser sentidos lá fora. Ao entrar no bar após um longo dia de trabalho a emoção e a sensação de conforto que aquele lugar emanava poderia amenizar o estresse testemunhado mais cedo.

Várias mesas longas eram ocupadas por casais, viajantes solitários e qualquer um que desfrutasse de boa companhia. As outras mesas menores também eram ocupadas por pessoas cantando e dançando e ocasionalmente uma garçonete desprevenida era puxada para dentro de uma roda de dança. Inicialmente ainda assimilando a noite de Stevelty um conhecido que o avistou de longe provocou um esbarrão em suas costas. — Você é Hermes, certo? — Perguntava o homem com os olhos revirados e alguma dificuldade em sua fala. — Eu sou Motta e trabalho no setor de Novas Tecnologias na empresa, você não me conhece, mas eu testemunhei o que suas habilidosas mãos são capazes de fazer. — Suscitou um episódio em que o nosso protagonista, suprindo a ausência de um alquimista, ajudou o setor na manipulação de produtos inflamáveis. — Venha, junte-se a nós. — Convidou o homem de maneira amigável colocando sua mão esquerda no ombro oposto de Dovakin.

Caso aceitasse o convite se depararia com uma longa mesa com outros três homens com o mesmo uniforme da empresa em que trabalhava e uma dançarina dançando sob a mesa. Os copos de bebida naquela altura do campeonato estavam todos espalhados pela mesa e os aperitivos que não se encontravam no chão já haviam sido todos devorados. — Rapazes, esse é Hermes, ele trabalha com a gente. — Mesmo que você talvez tivesse corrigido o seu nome verdadeiro, poderia ver a insistência do homem em errar o seu nome, muito provavelmente resultado da bebida. — Eu estou lembrado, ele nos deu uma mão em nosso setor, foi um feito e tanto. Aliás, eu sou Kenzo. — Respondeu um entre o trio, os outros dois estavam ocupados demais para te receberem. — Por que você não tenta uma vaga em nosso departamento? Somos muito bem pagos e não precisamos nos sujar de carvão. — Perguntou o homem. — Você tem alguma ambição na vida? — Encerrou.

As expectativas de Dovakin eram atingidas e ele poderia se preparar para o que será, sem dúvida, uma grande noite.


Considerações:

Olá! Primeiramente quero registrar as minhas boas-vindas, espero que você desfrute do fórum e se divirta em primeiro lugar. Estou satisfeito com o que vi, parabéns!  

OBS: Sobre a demora para postar, enviei uma MP com antecedência explicando que estaria ocupado nos últimos dias, espero que tenha recebido.