Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Ato II — Tiro, Porrada e ÁguaOntem à(s) 11:46 pmporFormigaCap 3 - Uma gloriosa evoluçãoOntem à(s) 10:40 pmporRexCidade do Pecado, 罪市Ontem à(s) 10:15 pmporKoji2 - Fat Bottomed GirlsOntem à(s) 10:05 pmporMakaShen IkimuraOntem à(s) 9:59 pmporFormigaCrie sua Forma ZoanOntem à(s) 9:30 pmporSashaTeste seu TemplateOntem à(s) 9:16 pmporSadakiyoCriação de AventurasOntem à(s) 8:38 pmporSadakiyoKit mestre JOntem à(s) 8:22 pmpormestrejCapitulo 1 - O homem do terminal cinza!Ontem à(s) 8:06 pmporBarnabasBenks

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte
Kenshin
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Ahri
Créditos :
41
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1972-capitulo-iii-solsticio#21373
Kenshin
Desenvolvedor
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Dom Jun 06, 2021 12:42 pm
Relembrando a primeira mensagem :

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Manae Liebe. A qual não possui narrador definido.

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

Liebe
Imagem :
cave canem
Créditos :
28
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Liebe
Agente
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Jul 14, 2021 9:19 am
Sirarossa, West BlueSoneto a Quatro Mãos
Com o corpo ainda inclinado sobre a mesa, Liebe deixou que sua cabeça tombasse levemente para o lado contrário ao do homem pomposo, permitindo que sua atenção também chegasse ao falador. O discurso permitiu ao mink reconhecer a voz que havia captado mais cedo, assimilando-a como assinatura daquele com quem conversava – um subalterno que mediava reuniões para o seu chefe viciado em rinhas de galo.

O mink tombou o seu corpo para trás, relaxado. Mantinha seus olhos fixados no serzinho falante, atento a cada palavra dita, a fim de encontrar dualidades e segundas intenções em qualquer tipo de entrelinha. Cruzou as pernas, levando uma das mãos ao cabelo, alinhando as madeixas entre os seus chifres, e sorriu um sorriso discreto, voltado a conquistar a empatia dos homens através da simpatia. A oferta era simples, porém vulgar. Ainda assim, não era nenhuma novidade frente às condições que sua raça enfrentava ao longo da sua relação histórica com os humanos.  

Interessante foi o adjetivo utilizado pelo seu interlocutor para definir o seu povo, e Liebe agradeceu mentalmente por não estar num local reservado; caso contrário, teria atravessado o corpo daquela criatura com seus chifres sem pensar duas vezes. Ele estava acostumado a ser encarado como uma peça expositiva de uma vitrine, mas isso não o isentava de se sentir ofendido quando a situação ocorria. Em verdade, por mais que Liebe sexualizasse a si mesmo como forma de obter dinheiro, ele ainda se irritava quando o tratavam daquela forma. Minks não eram animais de zoológico ou mercadorias de entretenimento, ele gostaria de dizer. Em vez disso, alargou o sorriso um pouco mais, fingindo ter sido atraído para a proposta.

Dinheiro é dinheiro, independentemente da quantia, não é mesmo?” Procuraria dizer quando a oportunidade surgisse. Seus olhos transitavam de um homem para o outro, ainda estudando-os igualmente, mas sua voz haveria de se tornar menos mansa e sedutora ao mudar o contexto da conversa. Liebe reservava seu charme para quem estava interessado em tê-lo, e por isso permitiria que a tonalidade de seu humor acompanhasse as novas nuances que a conversa exigia. “Aceitarei a oferta de bom grado. Não sei ao certo quando meu expediente aqui no... clube acabará, mas estarei pronto o mais rápido possível para vocês. Tenho certeza que serei capaz de deixá-los verdadeiramente abismados com a minha performance.

Dito isso, Liebe não se acanharia ao se levantar, procurando fazer uma nova mesura, respeitoso frente às figuras. Suas grandes orelhas se moverem instintivamente quando a nova música começou a tocar, levando-o a olhar de soslaio o cantor que havia subido ao palco – um mink coelho de voz afinada que Liebe ainda não havia conhecido. Ele tinha um certo charme, ponderou o Touro, antes de voltar a se concentrar nos dois à sua frente. “Por hora, peço licença, para que eu possa voltar ao trabalho. Espero que desfrutem do restante da noite, e não se acanhem em me chamar, caso precisem,” finalizaria, educado, olhando-os nos olhos.

Tão logo fosse dispensado pela dupla, Liebe voltaria a transitar entre as mesas, em busca de pedidos ou serviços que pudessem ser feitos para ele. Ainda pensava sobre a proposta que havia recebido, ponderando possíveis meios de arrancar mais dinheiro daqueles humanos asquerosos.


Controle
Histórico
Ganhos:

  1. Saleiro » 02 | 10.
Perdas:

  1. Nenhuma.
Objetivos
Adquirir espada;
Adquirir proficiência em Física;
Desenvolver a qualidade Precisão Temporal;
Obter o máximo de dinheiro possível.


n o m e

MANAE LIEBE

p o s t

NÚMERO 06

o u t f i t

CLIQUE AQUI

 






_________________

Morgan
Madrinck
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Madrinck
Estagiário
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qui Jul 15, 2021 8:42 pm
Sirarossa
18:50
chuvendo



Mika Kani e Kou
O Trio se mantinha ainda na sua conversa sobre como ficar popular como artistas, enquanto Kani explicava o seu objetivo de modo claro para sua amiga. Shachi naquele momento ficava mais resguardado ao silencio já que ele não tinha objetivos parecido com o Trio para opinar em nada, mas claramente ele parecia estar afim de conversar mas não sabia como se introduzir na conversa. De todo modo Kou após da suas opiniões e Mika apreciar as mesmas, a pequena garota fazia sua proposta para o mais novo modo que ela tinha achado para se divertir.


Era claro que a dança não era o forte de ninguém ali, Mika se negando a dançar e Shachi um bom companheiro que era sempre querendo ficar ao lado de sua amiga decidia por estar do mesmo lado dela, enquanto isso Kou e Kani estavam ambos de acordo em dançarem juntos, e era ali que a dupla se separava. Shachi e Mika indo para o terceiro andar junto para a sala de jogos enquanto Kou e Kani iam ambos em meio ao salão de dança.

Os irmãos inicialmente tentavam seu melhor para imitar sequer os passos de dança que os outros casais faziam, entretanto aquilo acabava por os dois se estabanarem e baterem na cabeça um do outro, e aquilo já era o suficiente que eles não tinham o necessário para dançarem de modo chique e formal, Kani então inovava começando a dançar no estilo de movimento dos caranguejo chamando bastante atenção de muitos casais ali que encaravam Kani e consequentemente Kou de maneira desconfiada, Kou que ficava ali dançando com Kani que parecia se divertir muito com a sua mais inovação engraçada.

Liebe

O Mink continuava com suas deduções sobre a dupla de homens a qual ele estava sentando junto, tudo oque o pequeno careca falava parecia ser a pura verdade, não querendo esconder nenhuma coisa de você até onde tudo se mostrava. Mas o Mink touro facilmente se sentia deveras irritado com as palavras a qual o Homem utilizava para ele, mas para a felicidade do careca o Homem touro se segurava para não o empalar ali mesmo. De toda forma continuando com o seu falto carisma para os dois ele por fim saia de lá dando a ideia de que tinha aceitado a proposta para os homens, o gordo que naquele momento estava bem feliz com a resposta ganha.

Voltando para seu trabalho e pegando alguns pedidos pelas mesas que passavam, sendo elas respectivamente Mesa 4, 6 e a 9, todas pedindo garrafas de vinho ironicamente, e era claro que Liebe dedicado ao seu trabalho, mesmo que ainda aprofundado aos seus pensamentos ele tinha passado por todas as mesas e os únicos pedidos tinham sido a daquelas 3 mesas. Enquanto isso o Mink Coelho começava a cantar um pouco mais calmo para trazer um ambiente mais tranquilo para o local, enquanto o mesmo começava a dançar de modo sensual encima de um pequeno palco.

Agora tudo que faltava era continuar de modo resumidamente monótono o vai e vem de pegar pedidos e cumpri os mesmos, tirando o fato dos olhares, comentários e raramente mãos que teriam de ser enfrentadas aquela noite.

Mika
Agora separada de Kou e Kani novamente, Shachi e Mika iam até o terceiro andar por um longo e extensivo caminhada por escadas de detalhes de mármore e ouro, o corrimão sendo de uma madeira de provável alta qualidade, mas depois de andar um tempo com o Shachi calado dando a entender que estava formulando alguma coisa em mente para te falar, mas para a felicidade de Mika a dupla já se encontravam no gigantesco e extenso salão de jogos aonde o numero de pessoas que se encontravam ali mostrava ser muito mais requintado e numeroso do que o salão de dança do primeiro andar.

O Salão de jogos tinham dezenas de mesas para jogos de azar, uma forma de perder ou ganhar dinheiro com facilidade, sendo tais mesas de azar aonde se encontravam as pessoas mais ricas e também a maioria das pessoas, nos cantos da Sala por outro lado tinham objetos tanto quanto diferentes, bancadas numerosas e muito bem construídas aonde cada uma era uma modalidade diferente para crianças, famílias e amigos jogarem juntos. Todavia voltando mais a questão do salão, o local era claramente muito caro, lustres e colunas eram detalhadas com cristais e partes de ouro,o piso sendo um mármore polido que mesmo sem nenhum detalhe em sua superfície tinha o seu valor, quadros e decorações chegavam ao mesmo nível do que já foi dito antes.

- Caramba, eles não pegam leve no orçamento ein, mas então Mika, vamos fazer oque?- Shachi perguntava enquanto ficava na sua frente olhando tudo aquilo com muita admiração, mas uma coisa além de se notar era as pessoas. Todos ali encaravam Shachi e Mika, além do mais era raro ver a raças de vocês num local como aquele, muitos sussurrando e alguns sussurros que chegavam aos ouvidos de Mika mesmo estando na entrada - São empregados da boate escondida daqui? Por que saíram de lá? Tão de folga e tão passeando por aqui?- os outros comentários não eram muitos amigáveis e sim um pouco preconceituosos diga-se de passagem, Shachi que até aquele momento parecia já ter percebido os sussurros mas não entendido oque estavam sussurrando tanto.

Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UvhbRwr
Onigami
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
05
Localização :
Sirarossa - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t430-kani-ketam https://www.allbluerpg.com/
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Ter Jul 20, 2021 10:50 am
SONETO A QUATRO MÃOS

- Oof! – Diria ao bater a cabeça contra a de Kou, sentindo um pouco de dor e passando minha mão na parte acertada. – Você tá bem? – Perguntaria para ela e depois daria uma risadinha. Nós claramente não éramos muito bons nisso, mas era divertido me movimentar de forma desajeitada com minha antiga companheira de orfanato. Continuaria com minha curiosa dança decápode por mais alguns minutos para tentar fazer minha irmãzinha rir. Logo notaria os olhares dos casais no salão e ficaria com um pouco de vergonha.

- Oh, acho que estamos atraindo atenção de novo. Vou sair de fininho... – Eu diria, aproveitando os meus movimentos siritásticos para sair de ladinho da pista de dança, esperando que Kou viesse junto. – Foi divertido, mas acho que ainda tenho que aprender a me mover melhor, haha! – Riria baixo, coçando a cabeça uma vez que estivéssemos longe o suficiente dos outros. – Bom, ainda temos muitas coisas para explorar nesse hotel! Quer ir ver a senhorita Mika e o senhor Shachi ou ir para outro lugar? Podemos invadir a cozinha e libertar os caranguejos e lagostas!

Embora eu quisesse ver os meus dois novos companheiros do mar, ainda queria passar um tempo com minha relação de longa data, então apenas esperaria uma resposta e concordaria com que a pequena artista decidisse. Tínhamos um tempo antes de ficar muito tarde, e embora eu ainda estivesse um pouco cansado, tinha energia o suficiente para mais um pouco de aventura.




Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV
Blossom
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
09
Localização :
Sirarossa
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t510-kou-chiharu#2057 https://www.allbluerpg.com/t582-take-1-soneto-a-quatro-maos#2990
Blossom
Civil
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Jul 21, 2021 9:27 pm


 
Post 04

 

 
Soneto a Quatro Mãos

 
Gostaria de ter respondido Mika antes mas acredito que teríamos um bom tempo para papear sobre diversos tipos de arte, inclusive a pintura. Afinal nosso grupo tem muita diversidade nessa área. Ao chegar perto de Kani para uma dança, acabaríamos nos trombando e batendo nossas cabeças. Deve ter sido bem engraçado para alguém mas para nós, dois cabeçudos, foi um pouco dolorido... e talvez um pouco cômico também. - "Aiê!" - Colocaria a mão na cabeça no local que foi acertado também por instinto. - "Estou bem, obrigada."

Afasto-me um pouco e pararia a minha tentativa de dança para observar os movimentos de Kani, que seriam bem imprevisíveis. - Sinto que o Kani nasceu caranguejo e virou humano sem querer. Além de não falar sobre outra coisa, sua dança era muito parecida com os passos de um. - "KWAHAHAHAHA! Irmãozinho você é hilário!" - Responderia ele depois de dar uma gargalhada com sua dança. Estava tão entretida com aquilo que demoraria para perceber os olhares reprováveis. - "Certo... vamos indo." - Seguiria Kani esperando que nós ficássemos longe do salão de dança.

Após manter uma distância consideravelmente boa para não chamar tanta atenção, começaria a responder Kani. - "Realmente foi bem divertido, mesmo não sendo nenhuma loucura parece que muita gente não gostou." - Diria flexionando o meu braço para repousar uma mão em meu próprio ombro, sentindo um pouco de desconforto na cabeça. - "Bom, acho que deveríamos dar uma beliscada em alguma comida antes de continuarmos. Nem lembro qual foi a última vez que comi. Vamos ver eles uma outra hora ou até depois de nos alimentar." - Afirmaria dando um sorriso envergonhado. - "Podemos ver se aqui tem algum espaço para nós dois matarmos a fome, mas não garanto que vamos conseguir libertar seus amigos, KWAHAHA!" - Daria uma risada pela ideia ser um pouco inusitada, não querendo caçoar dos gostos de meu irmão.

Seguiria com ele até um local que mostraria um mapa ou até uma localização de onde estava pontos importantes do hotel, procurando pelo espaço de alimentação. Se não conseguisse achar nada ou se o local não estivesse por perto, iria até a recepção perguntar ao atendente. - "Boa noite, aqui possui um restaurante para hóspedes ou um local parecido? Onde fica?" - Perguntaria calmamente apesar de estar com um pouco de pressa. - "Muito obrigada, tenha um bom expediente." - Agradeceria de forma carismática se me respondessem. Caso tivesse sucesso em encontrar o local, entraria prontamente junto com Kani e procuraria por uma mesa para nós dois com um leve receio de não cumprir mais ainda as etiquetas do ambiente. Se não tivesse nenhum lugar para saciarmos a fome, ficaria um pouco confusa e iria até o bar pedir por um petisco. Tinha até um salão de jogos e não tinha um lugar para comer?
   


Histórico:


Personagem:

 
  Code by Arthur Lancaster



_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Fofa210

FalasPensamentos ㅤ Ações
Madrinck
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Madrinck
Estagiário
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Jul 28, 2021 7:49 pm
Sirarossa
19:10 com chuva fraca




A Dupla naquele momento já afastada o suficiente do salão de dança, tal que em meio ao trajeto no lugar de ouvirem comentários de reprovação eram pequenas risadas e maioria dos comentários que envolviam o tema de juventude criativa. Muitas das pessoas que não tinham medo de falar em tom de voz alto ainda comentavam que queriam ter tal energia que a dupla de irmãos tinha. Todavia aquilo já não era tão importante e os mesmo já estavam muito longe para continuar ouvindo as dezenas de comentários e conversas que tinham sido criadas somente com a dança de vocês.  

Passeando ainda pelo primeiro andar enquanto trocavam palavras era possível perceber pelas janelas que a chuva começava a diminuir, talvez em pouco tempo as nuvens de chuva já iriam ter passado pela ilha e as ruas da cidade por fim estariam livres para andar normalmente, mas aquilo não era o objetivo dos irmãos, achando o mapa do primeiro andar do Hotel, que logo ao lado tinha um maior ainda que mostrava aonde pontos de interesse do edifício de cada andar se encontrava, o que os dois mais queriam se encontrava no segundo andar, que pelo mapa parecia ser quase que completamente dedicado a esse restaurante, sendo que o resto do andar era simplesmente corredores.

E Agora sabendo aonde tinham que ir os irmãos subiam poucas escadas para a sorte deles, por que subir dezenas de escadarias não seria muito bom para as pernas de ninguém, todavia dando maior atenção ao restaurante em si, o local era tão bonito quanto qualquer outro local do Hotel, mesas de madeira de alta qualidade com panos brancos e vermelhos encima para dar um ar que se olhado por cima todas as mesas formariam um tabuleiro de xadrez, mas não era só isso. Todas as mesas tinham jarros com belas flores indo de belas rosas a lindas orquídeas, candelabros tinham ornamentos de ouro e os lustres eram tão brilhantes naquele momento por causa da iluminação que era difícil enxergar os mesmos.

A Movimentação lá estava certamente boa, garçons iam e viam com bandejas em mãos recheadas de deliciosas comidas chiques e com cara de caro, mas para a felicidade de Kani e Kou tinha mesa o suficiente para os dois se acomodarem e aproveitarem um encontro, quero dizer, um jantar no melhor hotel da ilha, agora os dois acomodados em uma mesa e em cadeiras claramente confortáveis, em poucos instantes um garçom ia até vocês e perguntavam - Oque vão querer meus jovens? Talvez eu possa recomendar alguns pratos do cardápio que são bons para encontros- o Garçom falava de modo calmo e gentil, mesmo que seu vocabulário não fosse tão chique quanto as roupas que ele usava, todavia ele entregava dois cardápios para vocês dois e esperava pacientemente a resposta sobre a pergunta anterior dele.






Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UvhbRwr
Onigami
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
05
Localização :
Sirarossa - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t430-kani-ketam https://www.allbluerpg.com/
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Seg Ago 02, 2021 3:01 pm
SONETO A QUATRO MÃOS

Enquanto andava pelo corredor, ouviria as vozes das pessoas falando sobre nós lentamente ficando mais baixas. Ficaria um pouco curioso sobre o que estavam falando. Talvez quisessem aprender minha fabulosa dança siritástica? De qualquer forma, tentaria não prestar tanta atenção no momento, afinal Kou ainda queria comer, e não sabia por quanto tempo o restaurante ainda estaria aberto.

Sairia de lá e notaria o cenário de fora. Parecia que estava ficando com menos chuva, o que era bom, já que Sirarossa já era fria o suficiente para o meu gosto. – Tomara que amanhã esteja um pouco menos frio... – Pensaria pra mim mesmo, já planejando algumas coisas para fazer no próximo dia. Ainda tinha que conseguir alguns recursos e um trabalho antes de seguirmos para as próximas ilhas e eventualmente para a Grande Rota. E se possível, queria mais um companheiro crustáceo.

Depois de subir algumas escadas, olharia o andar do restaurante e ficaria visivelmente impressionado. – Uau. Eles têm um salão inteiro para isso. E é bem decorado. – Diria, dando um pequeno assobio enquanto me aproximava de uma das mesas para me sentar. Ao ser abordado pelo garçom, ficaria um pouco envergonhado com o mal-entendido e tentaria me clarificar. – Ah, não, não. Ela é minha irmã. – Diria com as bochechas vermelhas. – Mas pode indicar um prato, por favor! – Sorriria gentilmente para evitar desconfortos. Passaria os olhos por cima do cardápio por alguns segundos, tentando ver algumas opções baratas para aquele hotel que provavelmente tinha preços caríssimos. – O que vai querer, Kou? – Perguntaria, olhando por cima do cardápio.




Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV
Blossom
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
09
Localização :
Sirarossa
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t510-kou-chiharu#2057 https://www.allbluerpg.com/t582-take-1-soneto-a-quatro-maos#2990
Blossom
Civil
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Seg Ago 02, 2021 6:02 pm


 
Post 05

 

 
Soneto a Quatro Mãos

 
Parece que depois de nossa chegada começou um bom falatório na pista de dança. Mesmo que já não desse para continuar ouvindo os comentários, preferi não dar tanta importância e apenas pensar sobre o ótimo momento que tive com meu irmão. Aquilo seria uma boa historinha para contar e possivelmente tirar algumas risadas de alguém. Observando a janela durante a pequena conversa com Kani, pude notar que a chuva, que havia me dado um leve trabalho anteriormente, estava começando a cessar aos poucos. Felizmente, mesmo que a chuva continuasse, ela não seria nossa preocupação já que estávamos abrigados em um belo hotel.

Com sucesso em encontrar o mapa do hotel, entraríamos no restaurante que, por surpresa, era um andar inteiro! Não daria para disfarçar o rosto de admiração por toda a beleza do local depois de encontrar uma mesa e conseguir analisar bem a arquitetura. - "Pois é! Certamente quem decorou sabia mesmo o que estava fazendo." - Responderia Kani com minha leve observação. Assim que me acomodasse, ficaria olhando para as mesas e para as flores que tinham em cada uma, provavelmente parecendo uma criança olhando um doce. Aquele lugar parecia uma obra de arte. - Um lugar desses até que parece bem acessível. - Após pensar brevemente, voltaria a atenção para Kani e a razão de estarmos aqui: ter boa uma refeição.

Rapidamente, seríamos abordados por um garçom que queria fazer um bom trabalho e atender da maneira mais eficiente nós, os clientes. Uma recomendação de pratos até poderia ser uma boa ideia mas em encontros? Ficaria levemente incomodada com a colocação que ele nos colocou mas, meu querido irmão, corrigiria ele prontamente. Mesmo com a correção, queria deixar tudo totalmente compreendido, reforçando as palavras dele. - "Exatamente, somos apenas dois irmãos querendo ter um jantar tranquilo." - Kani já haveria pedido uma sugestão do garçom mas não queria comer nada que ele recomendasse diretamente.

Ajeitaria o cardápio em mãos e logo daria uma breve leitura. Se houvesse alguma ilustração ou fotografia dos alimentos, procuraria olhar para elas primeiro antes de ler sua descrição, na finalidade de encontrar algo que me agradasse. Caso houvesse alguma massa num preço mais coerente e que tivesse como seu acompanhamento nenhum tipo de fruto do mar, mostraria para Kani e faria a sugestão de trazer o suficiente para conseguirmos degustar juntos para mesmo garçom, devolvendo o cardápio após a decisão. Ao terminar de fazer nosso pedido, daria um pequeno suspiro lembrando do erro do funcionário de assumir que era um encontro, provavelmente porque somos uma dupla de homem e mulher. - "Que situação inconveniente..." - Diria levemente envergonhada para Kani assim que garçom fosse embora.
   


Histórico:


Personagem:

 
  Code by Arthur Lancaster




Última edição por Blossom em Ter Ago 03, 2021 1:11 am, editado 1 vez(es) (Motivo da edição : Quote.)

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Fofa210

FalasPensamentos ㅤ Ações
Madrinck
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Madrinck
Estagiário
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Ago 18, 2021 7:47 pm
Sirarossa
19:15 com chuva fraca



O Garçom se admirava por estar errado, rapidamente se desculpando para os dois - Mil perdões por esse meu erro, para me desculpar vou garantir dar alguns aperitivos grátis pelo inconveniente- ele falava enquanto pegava um caderninho de bolso anotando o pedido de Kou enquanto respondia Kani - Um bom guisado suíno com legumes no estilo de Sirarossa, é muito gostoso e não é muito caro ele falava esperando a resposta do garoto, terminando por fim de anotar o pedido de Kou que tinha sido um macarrão com um nome muito complicado para se pronunciar ou até mesmo ler, mas pela descrição resumidamente dizia que era muito delicioso e suculento.

Dependendo da resposta de Kani, sendo aceitar aquela sugestão ou escolher algum alimento no cardápio, que era muito grande e que tinha dezenas de pratos, sopas e bebidas que iam de preços bem acessíveis até preços exorbitantes, e assim ele partia deixando vocês dois, agora vocês tinham tempo de sobra para conversar enquanto seus pratos eram preparados. Enquanto isso no fundo do restaurante uma pequena banda tocava uma musica suave e calma, algo que combinava com o ambiente que a dupla se encontrava com certeza.

E era claro que não era somente a musica que ambientava o local, conversas soltas preenchiam o grande restaurante, alguns falando sobre familias ou coisas do cotidiano, outras que falavam com animação aventuras em alto mar, era claro que naquele restaurante para quem prestava atenção era um tesouro de historias e conversas, todavia era igualmente infernal aquele local quando estivesse cheio, podendo imaginar o quão sofredor eram os dias dos garçons atendendo muitas vezes clientes arrogantes, exemplos? Era só olhar para os lados, homens e mulheres tratando os pobres garçons de modo precário. Oque estragava um pouco o clima agradável do local.



Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UvhbRwr
Liebe
Imagem :
cave canem
Créditos :
28
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Liebe
Agente
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qua Ago 25, 2021 8:45 am
Sirarossa, West BlueSoneto a Quatro Mãos
Os acontecimentos da noite transcorriam de forma tranquila, e não demorou para que Liebe se acostumasse ao trabalho de servente. Era um bom garçom, disso ele já não tinha dúvidas, e o seu comportamento receptivo parecia ser um chamariz adequado para a graça dos clientes. Transitava entre as mesas com a elegância e a malícia que aprendera na alta classe, abrindo sorrisos sugestivos aqui e ali, gracejando e rodopiando, vez ou outra flertando quando uma mão mais atrevida resolvia se aventurar por seus pelos morenos. De vez em quando, lançava olhares para a mesa dos seus preferidos – o carequinha baixinho e o seu amigo, atento aos seus próximos passos.

Mas a dupla não parecia disposta a respirar novos ares, e, por isso, Liebe resolveu preencher a sua atenção com outras atividades. Os pedidos estavam escassos, ele notou depois de algum tempo, e nenhuma outra mesa parecia necessitar de seus serviços além da 4, da 6 e da 9. Um calafrio percorreu a extensão de sua espinha, e Liebe sentiu seu coração acelerar quando a ansiedade lhe beijou o juízo. Aqueles eram, afinal, numerais não muito bem vistos por quem detinha crença no destino, e o mink era uma das pessoas a associá-los ao imaginário do diabo.

Sacou o saleiro mais uma vez, removendo-o de um dos esconderijos de sua roupa de couro, e jogou algumas pitadas do mineral sobre o ombro, repetindo a prece que já havia feito naquele mesmo lugar. Que mau presságio terrível. Preciso me distrair antes que enlouqueça, concluiu em pensamento, e resolveu se deslocar pelo pub a procura de uma mesa de bilhar.

Caminharia com calma, deslizando entre os fregueses, atento a seus cheiros e a seus segredos, enquanto tentaria encontrar a recreação dos adultos naquele ambiente. Seus ouvidos captaram a nova melodia do roedor cantor, e Liebe se concentrou na canção como tentativa de acalmar seu coração. Não havia muito o que fazer, ponderou; se não encontrasse um possível salão de jogos, resolveria finalmente voltar para a presença dos homens que lhe convocaram mais cedo. Liebe estava relativamente aborrecido com o trabalho de garçom, e manter seus volumes expostos – aqueles abaixo do cóccix – já não lhe desperta mais o mesmo encanto do início da noite. Necessitava, em vez disso, de adrenalina e sangue quente; se entre lençóis ou espadas, para ele isso não importava.

Controle
Histórico
Ganhos:

  1. Saleiro » 03 | 10.
Perdas:

  1. N/A.
Ferimentos:

  1. N/A.
Objetivos
Adquirir espada;
Adquirir escudo;
Adquirir proficiência em Acrobacia;
Desenvolver a qualidade Precisão Temporal;
Afiliar-se ao Distrito da Luz Vermelha;
Obter o máximo de dinheiro possível.


n o m e

MANAE LIEBE

p o s t

NÚMERO 07

v e s t e

JOCKSTRAP

l o c a l

SUBSOLO DO HOTEL BELUCCI SPREZZATURA

c o m

NINGUÉM
 






_________________

Morgan
Onigami
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
05
Localização :
Sirarossa - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t430-kani-ketam https://www.allbluerpg.com/
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Sab Set 04, 2021 7:35 pm
SONETO A QUATRO MÃOS

Por um momento sentiria um leve lapso, como se estivesse sonhando acordado ou imaginando coisas. De certo me lembrava de estar fazendo alguma outra coisa, em algum outro lugar. Minha família me viria a cabeça, além de nossa companheira Mika, mas tudo teria passado em um microssegundo, como se tivesse sido apenas um devaneio. Deixando esses pensamentos de lado, me voltaria para o homem que estava atendendo a mim e minha irmã, voltando a realidade.

Balançaria a cabeça levemente para o garçom, gostando da ideia de receber alguns aperitivos de graça, mas nem tanto da sugestão, já que sou adepto do ovolactovegetarianismo. – Agradeço a sugestão, mas acho que vou com alguma outra opção, só com vegetais. – Diria, procurando alguma salada ou massa que poderia consumir sem a adição de carne e a um preço acessível. – Ah, gostaria de um suflê de vegetais, por favor. – Me decidiria, entregando o cardápio de volta para o garçom. – E peço que não traga nada com carne. Especialmente frutos do mar! – Avisaria, tentando soar gentil para compensar a situação estranha.

Esperaria ele se retirar e ouviria as reclamações de Kou. – É, realmente foi um tanto constrangedor. Mas não devemos deixar isso tirar a diversão dessa noite. – Tentaria animá-la com um pequeno sorriso, embora ainda estivesse um tanto incomodado com o jeito que as outras pessoas tratavam o pessoal do hotel. Claro, a música era alta o suficiente para distrair disso, mas ainda assim não me deixava muito confortável. – Hum... Não sei se estou gostando tanto desse lugar. Talvez seja melhor comermos rápido e sair daqui. Tenho certeza de que deve ter mais coisas para explorar em outros andares. – Diria para minha irmã enquanto esperava a comida chegar com os braços cruzados.




Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV
Blossom
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
09
Localização :
Sirarossa
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t510-kou-chiharu#2057 https://www.allbluerpg.com/t582-take-1-soneto-a-quatro-maos#2990
Blossom
Civil
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Dom Set 05, 2021 7:56 pm


 
Post 06

 

 
Soneto a Quatro Mãos

 
Com a saída do garçom, tive a sensação de ter passado por diversas coisas ao mesmo tempo num mísero segundo. Era um sentimento estranho porém, nada que me incomodasse de maneira absurda. Sentiria então que aquilo era uma espécie de lembrança, já que vi pessoas conhecidas e novas, deixando de lado a possibilidade de ser um sonho. Concentrando-me novamente no meu compromisso, veria que Kani já havia feito seu pedido e só faltava o garçom voltar com o nosso jantar. Colocaria as mãos por cima da mesa dando algumas batidinhas bem leves enquanto olhava para meu irmão, mostrando uma leve inquietação pela situação constrangedora com o garçom e pelas lembranças passadas.

Kani tentava me animar com suas palavras e realmente aquele pequeno incidente não pode desanimar a gente. A música da banda entrava pelos meus ouvidos de maneira suave e a orquestra conseguiria passar aquela sensação tranquila, cativando imediatamente minha atenção. - "Claro. É normal cometermos erros, acho não posso julgar tanto aquele senhor. - Admitiria acenando positivamente com a cabeça. - "Gosto que nesse hotel parece ter uma atração a cada andar, deveria acalmar um pouco nosso ambiente." - Comentaria, mesmo não tendo certeza se havia uma atração ou não por ter visitado poucos andares ainda.

Enquanto estávamos esperando, também notaria como que estavam tratando os funcionários e aquela atitude me faria repensar o jeito que agi com o garçom que nos atendeu. - Acho que não tinha jeito. Era corrigir ou passar por outro constrangimento quando ele retornasse. Se bem que pode nem ser o mesmo que irá nos servir... - Pensaria brevemente e ouviria as ideias de meu irmão. - "Não podemos ficar aqui pra sempre também. O clima desse lugar tinha tudo pra ser o melhor mas muitas coisas não me agradaram. Podemos seguir a senhorita Mika, indo no salão de jogos no terceiro andar assim que sairmos daqui. Está muito cedo para voltarmos para o nosso quarto também."

Terminaria de falar com um sorriso no rosto e, se ele concordasse comigo, sorriria um pouco mais. Caso o aperitivo chegasse antes do principal, agradeceria o garçom que nos serviria e daria uma olhada para o que nos faria esquecer o inconveniente. Usaria um garfo para comer o petisco e se não houvesse nenhum sinal de ter algum fruto do mar, degustaria sem nenhuma preocupação. Se o tal macarrão suculento chegasse primeiro, experimentaria uma porção com um garfo, enrolando macarrão e visando apresentar uma boa educação.

   

avaliadores, A personagem voltou do evento do churrasco:


Histórico:


Personagem:

 
  Code by Arthur Lancaster



_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Fofa210

FalasPensamentos ㅤ Ações
Madrinck
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
11
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t323-john-doe https://www.allbluerpg.com/
Madrinck
Estagiário
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Ter Set 07, 2021 8:52 pm
Sirarossa
19:30 com chuva fraca



A Noite andava a passo lerdo, claramente para a dupla de irmãos um pequeno inconveniente tinha acontecido mas ambos ignorava tal alucinação momentânea como meros sonhos. Agora dando atenção a vida real não demorava muitos minutos para que chegasse um garçom com um prato cheio de pequenos pães, ele afirmava ainda por cima que os pães estavam recheados com uma quantidade de geleia. Os pães não eram muitos, no total de 6, além do mais eram só aperitivos, mas eles eram claramente gostosos e tinham distraído o suficiente. E para a surpresa de vocês a comida principal tinha chegado até que rápido. Para Kou o seu delicioso macarrão bem temperado e suculento, o seu gosto era principalmente bem delicioso para algo que não era necessariamente tão caro.

Para Kani o seu suflê de verduras, o cheiro era incrivelmente esplendido e o seu formato peculiar, que era lembrava vagamente uma flor, mostrando que a comida de lá não decepcionava. E Agora o garçom por fim se despedia antes de dizer as palavras tão comuns, aprecie a sua comida. A Musica continuava a tocar de maneira bela e as vozes começavam a se calar, era triste ver alguns ricos se fazendo de maiorais, mas pelo que parecia muitos achavam que dinheiro é poder, e de certa modo isso não esta errado.

Liebe

O Queridíssimo minotauro estava numa situação desconfortável já que tudo demonstrava a clientela estava fraca. E os numeros especificamente incomodavam o pobre Mink que fazia oque ele mais costumava fazer, botar sal em seus ombros. Oque tudo se mostrava estar sem nenhum pedido, e andando por aquele local de pessoas sem critérios sobre seus gostos não demorava para achar uma nova sala. O Estilo continuava igual e os mesmos tanques com o mesmo tipo de raça dentro da primeira sala, o local agora descoberto demonstrava ter poucos homens, mas todos pareciam animados e rindo. Jogando desdê de bilhar até poker. E Não demorava muito até que o nosso Mink favorito fosse abordado por um grupo de homens em uma mesa de poker -Ei! Você ai dos chifres, pode trazer umas duas garrafas de uísque?- depois de fazer o pedido o homem que antes falou. Tal que vestia de terno e fedora te encarava esperando uma resposta de modo paciente, esperando talvez uma afirmação que você iria buscar o que foi pedido.

A Sala não era tão grande, tinha no máximo 4 mesas de bilhar e de poker. A Variedade não era muito, mas o local era bem mobilhado e vivo certamente, não demoraria que em mais alguns minutos mais pedidos chegassem, e ora só. Era oque acontecia! Um homem que assobiava para você, do outro lado da sala levantava uma garrafa de vinho que já estava vazia, indicando provavelmente que queria uma nova.
Thanks, Lollipop @ Sugaravatars

_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 UvhbRwr
Liebe
Imagem :
cave canem
Créditos :
28
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1598-morgan-morozova#17144 https://www.allbluerpg.com/t1602-a-voz-dos-silenciados#17206
Liebe
Agente
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Qui Set 09, 2021 4:41 pm
Sirarossa, West BlueSoneto a Quatro Mãos
Liebe se esforçava para camuflar o tédio.

Caminhando entre os ambientes noturnos com a graça de um verdadeiro aristocrata, ele despejava sorrisos e elogios para quem implorasse por sua atenção. Moço gentil, decerto poderiam pensar, se não fossem todas aquelas pessoas cientes de que cada um de seus agrados lhes custavam dinheiro. Liebe os observava enquanto se galanteava, a luz agradável iluminando um cenário onde homens sem mistérios bebiam aperitivos, afundados no que ele julgava serem poltronas de couro. Nada além de mosquitos, refletiu, antes de dar-se conta de que finalmente havia encontrado o salão de jogos do recinto.

Lá dentro, mais do mesmo; Liebe separou os lábios, usando seus traços para emoldurar um bom sorriso quando um dos clientes bradou por sua atenção. "Você aí dos chifres", repetiu para si mesmo em pensamento, absorvendo com repulsa o vocabulário precário de um sujeito cujo bom gosto se limitava ao terno no corpo. “Feito por santo; trajado pelo diabo,” gracejou em silêncio, aproximando-se para ouvir o pedido.

Guten Abend, Herr¹. – Cumprimentou, inclinando o tronco numa mesura respeitosa. Estava lidando com um bárbaro, mas não havia por que se rebaixar ao mesmo nível. – Providenciarei a sua bebida o mais rápido possível. – Completou antes de dar as costas ao homem e dirigir-se ao bar. Não dera dois passos e um novo pedido surgiu, desta vez acompanhado de um assobio que fez seu estômago revirar. Deitou seus olhos sobre o dono do insuportável gesto, controlando-se para não demonstrar a apatia enquanto o assistia brincar com uma garrafa vazia feito um macaco de circo. "Outro animal", queixou-se em segredo, sustentando a máscara agradável enquanto assentia para seu desejo.

Tão logo averiguou que não haveria mais pedidos, tratou de se dirigir à adega. Ansiava fervorosamente pelo fim do expediente, desejoso por acontecimentos mais marcantes nas próximas horas. Lá fora, seus ouvidos podiam captar a garoa farfalhar pelos telhados, e Liebe sentiu, subitamente, a necessidade de ar fresco. Mas não podia abandonar o serviço, disso ele bem sabia. Em vez disso, deslocar-se-ia ao bar, traçando o mesmo percurso que fizera tantas vezes naquela noite esquecível, e procuraria retornar aos clientes com suas devidas preferências. Decidiu que escolheria um vinho de seu gosto, já que não houve especificação alguma por parte do freguês, e torceria para que quem fosse bebê-lo detivesse um paladar tão bom quanto o dele.

¹Boa noite, senhor.

Controle
Histórico
Ganhos:

  1. Saleiro » 03 | 10.
Perdas:

  1. N/A.
Ferimentos:

  1. N/A.
Objetivos
Adquirir espada;
Adquirir escudo;
Adquirir proficiência em Acrobacia;
Desenvolver a qualidade Precisão Temporal;
Afiliar-se ao Distrito da Luz Vermelha;
Obter o máximo de dinheiro possível.


n o m e

MANAE LIEBE

p o s t

NÚMERO 08

v e s t e

JOCKSTRAP

l o c a l

SUBSOLO DO HOTEL BELUCCI SPREZZATURA

c o m

NINGUÉM
 






_________________

Morgan
Onigami
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
05
Localização :
Sirarossa - West Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t430-kani-ketam https://www.allbluerpg.com/
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Sex Set 10, 2021 10:09 pm
SONETO A QUATRO MÃOS

Ao ver o prato em minha frente, minha boca começaria a salivar, transmitindo uma sensação de apetite ao sentir o aroma do suflê ondulando junto com o vapor da comida e entrando pelas minhas narinas, estimulando meu hipocampo e produzindo dopamina antes mesmo da refeição propriamente começar. – Nossa, isso parece divino. – Notaria minhas primeiras impressões enquanto pegava os talheres adequados para averiguar se minhas expectativas seriam atendidas como em minha previsão. Usaria uma colher para pegar um pouco do suflê quentinho e aromático, pausando um pouco antes de chegar a boca, apreciando seu aroma e soprando de leve para dissipar o ar quente que o envolvia. Logo colocava a colherada para dentro, degustando vagarosamente o alimento e sentindo cada sabor se misturando em uma esplêndida obra culinária.

- Wa... Tão gostoso! – Diria com um rosto levemente corado e visivelmente apreciando a comida dali. Depois de passar o dia viajando e sem ter consumido nada para meu sustento, um bom prato de comida era algo revigorante, e talvez a fome ajudasse a temperar mais ainda a receita, criando uma experiência gastronômica totalmente prazerosa. – Esse hotel realmente é de luxo... Poderia voltar mais vezes, fufu! – Riria de leve enquanto consumia o resto de forma um pouco mais ligeira, minha fome vencendo um pouco os hábitos requintados e a vontade de apreciar a comida devagar.


Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 2eaa68518ca77bfa86bc60dfcbf90dba2060a805


Depois de me saciar, voltaria a pensar nos planos para a noite. Com certeza seria interessante passar um tempo com a doce senhorita Mika em um salão de jogos, mas algo me intrigava um pouco no hotel. Uma sensação de que devia ter mais do que eles poderiam ver por ali. – Hum, bom eu acho que poderíamos tentar ver mais coisas do hotel. Esse lugar é bem grande. Aposto que se procurarmos bem, podemos achar coisas secretas e interessantes por aqui. Afinal, com tanta gente rica, deve ter algum tipo de entretenimento diferenciado por aqui. – Raciocinaria, parecendo animado com o que poderia nos esperar. – Podemos perguntar para alguém ou tentar a sorte. O que acha? – Perguntaria para minha irmã enquanto rapava os legumes ao fundo da forminha do suflê para uma mordida final.

Depois disso, me levantaria da mesa e deixaria os talheres arrumados. Dependendo do que ela respondesse, já me prontificaria de procurar algum atendente, de preferencia o garçom que havia nos atendido anteriormente. - Obrigado pela comida, amigo! Dê meus cumprimentos ao chef! - Diria para puxar conversa. - Gostaria de pedir a conta. E também gostaria de saber se tem algum entretenimento... Diferenciado, por aqui. - Tentaria ser sutil, mesmo não parecendo ser do tipo que procuraria coisas potencialmente proibidas. A curiosidade era simplesmente mórbida, e eu tinha que atender a essa vontade.





NOTA!:

Objetivos:

Histórico:

Personagem:


_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 PSOJ2CV
Blossom
Imagem :
Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 350x120
Créditos :
09
Localização :
Sirarossa
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t510-kou-chiharu#2057 https://www.allbluerpg.com/t582-take-1-soneto-a-quatro-maos#2990
Blossom
Civil
Re: Take 1 – Soneto a Quatro Mãos Sab Set 11, 2021 3:00 pm


 
Post 07

 

 
Soneto a Quatro Mãos

 
Comeria um dos pãezinhos recheados primeiro e teria uma surpresa agradável com o sabor do aperitivo, ficando encantada com o recheio doce do pão. Talvez esses pães não combinem tanto com o macarrão que chegaria depois então, terminaria a degustação de somente um por enquanto. Pelo jeito, Kani  resolve esperar pelo suflê ao invés de comer um dos pães e acho que seria uma ideia inteligente da parte dele, já que poderíamos levar o resto dos pães para o nosso quarto. Não demorava tanto tempo para a chegada de nossos pedidos: o macarrão e o suflê.

Ficava com um pouco de água na boca ao ver a comida na mesa, causada pela fome e não perderia mais tempo para experimentar. O macarrão realmente era bastante apetitoso e nada da refeição deixava a desejar, fazendo-me terminar o prato inteiro em alguns minutos depois de sua chegada com um rosto totalmente satisfeito. A fome era tanta que cheguei a ignorar as palavras de meu irmão e até sua presença por um breve momento. - "Eh... Desculpa, Kani. Esqueci de perguntar se você queria um pouco." - Pediria o perdão de forma sincera, não me importaria se Kani comeu o seu suflê sem oferecer um mísero pedaço para mim já que, afinal, fiz a mesma coisa e queria ver meu irmão de barriga cheia assim como ele estava agora.

Ao final da refeição, limparia a minha boca com um guardanapo que estivesse na mesa e pararia para ouvir as ideias de meu irmão. - "Entretenimento diferenciado...?" - Perguntaria a mim mesma em voz alta tentando captar o significado daquilo. - "Bom, acho que indo onde a senhorita Mika está deve ser uma boa para saber se lá tem o que você procura mas, suspeito que você não queira ir até lá ainda." - Concluiria dando um leve sorriso, após Kani não sugerir ir até lá e ter a ideia de explorar esse hotel de um outro jeito. Até que poderia ser uma ideia boa. No entanto, nem eu e nem ele tínhamos uma "aparência" de gostar desse tipo de coisa.

"De qualquer jeito... quero levar esses aperitivos com a gente se você não quiser comer agora, é claro. Acho que seria um bom café da manhã." - Terminaria de compartilhar minha ideia e me levantaria também, fazendo a mesma coisa com os talheres. Caso Kani aceitasse levar os pãezinhos para viagem, esperaria a chegada do garçom para fazer um último pedido. - "Muito obrigada, a comida estava deliciosa. Poderia os pães para viagem também?" - Perguntaria depois dos questionamentos de meu irmão, para tentar não atrapalhar. Ouviria a resposta do garçom atentamente, vendo se a curiosidade de Kani poderia ser saciada ou não.

   


Histórico:


Personagem:

 
  Code by Arthur Lancaster



_________________

Take 1 – Soneto a Quatro Mãos - Página 2 Fofa210

FalasPensamentos ㅤ Ações