Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
Registro de PhotoplayerHoje à(s) 9:58 ampor  FormigaOperação T.N.C.T.O.N.I.Hoje à(s) 2:25 ampor  PepeTerra em TranseHoje à(s) 2:10 ampor  AchilesAnjo CaídoHoje à(s) 1:25 ampor  KojiRelações Beni : )Hoje à(s) 1:19 ampor  BenisuzumeOs Monarcas - I Efeito BorboletaHoje à(s) 12:34 ampor  O TaverneiroSolomonOntem à(s) 11:43 pmpor  RangiAs Crônicas dos Scavenger: A Leoa, o Louco, e o MudoOntem à(s) 11:42 pmpor  KojiSharp Teeth and Hard Fists.Ontem à(s) 11:15 pmpor  KiraBenisuzume L. FlurioteOntem à(s) 11:03 pmpor  Benisuzume
Página 2 de 3 Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte
Narrador De Eventos
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Akhl8LC
Créditos : 00
Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 Seg Maio 31, 2021 12:15 pm
Relembrando a primeira mensagem :


Desventura na Terra dos Sonhos



Grupo 5

“Um soar que lembrava uma flauta, aos poucos entoava uma melodia melancólica, algo que parecia até mesmo como um pedido de socorro. Ela ecoava pelos ouvidos e estremecia até os ossos.” - Durotan Almarc, Guerra no mundo dos sonhos.

Era uma sensação agonizante para aqueles que ali chegavam até abrir os olhos, o mundo havia mudado, seus ouvidos se preenchiam agora com um barulho de água corrente, mas à sua volta haviam paredes de metal. Sim, era uma pequena sala vazia, o chão era reto e liso e parecia regular. Um lugar aterrador e sombrio, uma sensação de alguém estar os observando era inquietante, mas não parecia existir ninguém além dos 3. De primeiro momento, não era possível escutar nada além das suas respirações e palpitar do coração, mas assim que se focassem seriam capazes de escutar diversos sons vindos das portas, como se fossem sussurros ou chamados.

A sua frente haviam 3 portas numeradas em algarismos romanos I,II,III, e uma incógnita se deve ou não ser aberta e se vão... qual delas abrir? Algumas pessoas estão agora ali reunidas nesse claustrofóbico ambiente, dado que o espaço é curto, medindo apenas 4 metros de largura e 10 de altura. O grupo está preso nesse local, em um clima frio. Tão frio que conseguiam ver o "fumo" saindo da sua respiração e até mesmo sentir cada parte de si começar a tremer. Era um frio tão agonizante que parecia ser impossível de se replicar.

A sensação é de que a qualquer momento podem desenvolver algum problema, talvez hipotermia, talvez alguma outra coisa. Cada porta transmitia uma sensação única: a primeira porta parecia transmitir um calor único, como se por de trás dela os aguarda-se o tão desejado calor que almejavam; a segunda porta, não sentiam nenhuma alteração de temperatura, no entanto pareciam escutar água corrente e sons de folhas abanando; por fim, a terceira porta, tinha uma aura tão fria quanto aquela sala, parecia até mesmo que estava sendo congelada nas suas extremidades. - Achem a saída... - escutavam uma voz sussurrar dentro da cabeça de cada um deles, uma voz tenebrosa e cheia de intensões malignas - Ou aceitem o vosso destino...

Regras Gerais

1- Só será usado um único atributo de suas fichas que é a Agilidade, essa com a finalidade de definir qual dos personagens agirá primeiro, tirando isso os atributos da ficha são irrelevantes para os combates e ações gerais.

2- Deve-se considerar também que os personagens possuem armas básicas de seus respectivos estilos de combate, mas todos possuem também a perícia briga, e podem utilizar suas habilidades de “Classe” que vão lhe conceder pequenos poderes/melhorias que independem de seus estilos de combate padrão.

3- Os posts devem ser realizados em um total de 48 horas após o post do narrador, caso um jogador não poste esse será pulado, e sofrerá consequências narrativas por ficar paralizado lá durante aquele post. A reincidência disso o levará a ser desqualificado do evento.

4- Se um jogador for desqualificado do evento sem uma justificativa plausível para tal, este ficará banido do próximo evento, por prejudicar seu grupo com um membro a menos dentro dos desafios.

5- O limite dos posts é de 4000 caracteres sem contar espaços, para evitar posts muito volumosos, e dificultar muito o trabalho do narrador. Caso passe desse número, tudo que passar daqui será desconsiderado.

6- A abertura das portas será definida de uma maneira aleatória. Independente da porta que os jogadores escolherem a sua frente será rolado 1d3, esse definirá qual é o destino por trás da porta que eles abriram.

7- Caso por motivos de roleplay os jogadores discutam e discordem na hora de abrir a porta a Agilidade define quem tomou a iniciativa de abrir.

8- Não podem, de maneira alguma, editar o post após ele ser postado.




Rangi
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 120x120
Créditos : 00





Legenda


Narração.
"Pensamentos".
-Falas.


Post - 03



A situação complicou rápido. Afastado do grupo e desatento, era o alvo perfeito para os inimigos. As flores, os cipós, a lama, tudo nesse pântano está tentando nos impedir de seguirmos nossa aventura. É quase como se o lugar inteiro estivesse vivo, talvez seja isso mesmo. Lembro de ouvir aqueles barulhos estranhos assim que chegamos, como se estivéssemos dentro de um monstro. Mas se aqui for o inferno ou um sonho, não tem porque perder tempo procurando uma lógica. O importante é: precisamos pegar o cajado.


-ACHEI O CAJADO.- gritaria para o grupo -Matem esse monstros logo. O cajado está com um...um…um... não importa. Só limpem logo a área  não encontrava as palavras certas para descrever o monstro.

Mantendo a calma, analisaria a situação. A garota é bem forte e consegue lidar facilmente com os monstros e o lobo pode transformar seu corpo em ferro. Quanto ao perigo, podemos ser atacados de todos os lugares e sem aviso. Pelo menos temos nosso alvo final. Vamos com calma. Primeiro vou me livrar desse monstro de lama tentando me engolir. Posicionaria a mão canhota em direção ao inimigo e liberaria uma onda de energia debilitante para atrasar seus reflexos (debuff - lentidão). -Me ajuda aqui Lobão-. pediria esticando a mesma mão para ele e liberando uma nova onda de energia, dessa vez vitalizadora, aumentando sua força.

Por fim, apontaria a pistola para o monstro e dispararia. Se o monstro morrer, olharia para a garota e veria sua situação - Temos que reagrupar-. diria para o Lobo. Partiria para perto da nossa aliada atento aos arredores e ao chão para caso encontrar outro monstro de lama, desviar o percurso. Se for atacado, tentaria desviar tirando o corpo da trajetória do golpe ou me abaixando para dentro da água.  Se os ataques vierem pela água, saltaria para os lados ou sobre oque está mirando em mim.

-Qual o plano? questionaria o time caso consiga reuni-los.





Histórico:
Player: Rangi
Personagem: Solomon
Post 01
Classe: Suporte
Agilidade: 13 (260 no novo modelo)
Ganhos:
Perdas:
Controle Buff/Debuff:

- Buff -
Usado no post:
01 - Destreza
02 - Velocidade

- Debuff -
Usado no post: 03 - Lentidão
Disponível novamente no post: 05

Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Dz4yuJf
Créditos : 00
Blade
Lobão
Blade parecia ficar preocupado com a garota de primeira, afinal um marmanjo daquele tamanho tem como se virar sozinho, mas a situação dele não parecia estar lá muito boa não.

Ao olhar para os monstros ao seu redor Blade não se assustaria, ''Eles vão ver o monstro", era o que o lobo estava pensando nesse momento. O lobo uivaria para o céus com um som que tinha um único propósito, é hora da caçada. O lobo transformava seus braços em ferro e começava a respirar profundamente.

Blade ficava de quatro visando ganhar velocidade naquela lama nojenta enquanto pensava, ''Não posso salvar todo mundo, e nem faço questão''. O mink estava se referindo a garota em seus pensamentos, já que no um contra cinco estava meio inseguro sobre qual dos dois lados iria ganhar.

Enquanto corria em direção ao ser feito de barro, Blade tinha um olhar sanguinário e quando tivesse alcance o lobo pularia em cima do monstro, em uma posição como se fosse mergulhar no homem de barro, seus braços juntos em cima de sua cabeça como se fosse um nadador profissional entrariam no peito do monstro, o mink não estava esperando matar ele ali, naquele simples movimento, afinal o monstro era feito de barro de uma forma ou de outra, rapidamente o lobo tiraria as mãos do peito de seu adversário e se apoiaria em cima dele agora.

Após o movimento inicial, o lobo agora abriria a sua boca e fecharia ela na cara do homem de barro, puxando com violência o que seria sua face, enquanto com suas garras de ferro cortaria todo o tronco do monstro, com movimentos repetidos e padronizados, como se já tivesse feito a mesma coisa várias vezes antes. O lobo esperava um ataque do homem de barro, esperava que ele soltasse seu amigo e viesse com os braços pra cima dele.

Antes do homem de barro atacar o mink, o mesmo já partiria pro próximo ataque, Blade diria ainda em cima do monstro, -O que foi? Quer um abraço?, o lobo diria saindo de cima do monstro, pulando por cima dele pra ficar atrás do mesmo, frente a frente com suas costas, o lobo sentiria toda aquela vitalidade dada a ele pelo seu amigo e diria, -Eu acho que dessa vez eu vou te abraçar por trás. O lobo abraçaria as costas do monstro e realizaria um suplex, visando bater a cabeça do monstro no chão do pântano, com força o suficiente pra achatar ela se fosse preciso






perícias:
• Adestramento: Você é capaz de ensinar um animal domado a executar diversas tarefas, como, por exemplo, servir de montaria, servir de animal de carga, atacar, caçar e executar diversas outras funções.
• Doma: Você é capaz de domesticar ou tornar mansa uma criatura selvagem, fazendo com que ela deixe de ser hostil contra você ou seu grupo momentaneamente.
• Ilusionismo: Você é capaz de realizar truques e enganar uma plateia. Podem ser coisas simples, como fazer uma moeda surgir ‘‘do nada’’ em sua mão até truques complexos com fumaça e espelhos.
• Discurso: Você domina a arte das palavras, sendo capaz de expressar suas ideias, vontades, sentimentos e objetivos com precisão. Com sua dicção e articulação é capaz de se comunicar com exatidão com pessoas e grupos, podendo cativá-los dependendo da mensagem que deseja passar.
• Veterinária: Você consegue tratar de ferimentos animais, desde que tenha em mãos os materiais necessários, independentemente da complexidade dos ferimentos.

Os artistas dominam a arte do canto, dança, artesanato ou outras áreas. Artistas são mestres do entretenimento, sendo capazes de se expressar nas mais diversas formas e cativar aqueles que o cercam
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades :

Carismático (2 Pontos):
Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.
Visão na Penumbra (1 Ponto):
Você é capaz de enxergar com clareza em ambientes com pouca iluminação. Desde que não seja uma escuridão completa, você consegue distinguir coisas e pessoas com relativa precisão. Mecanicamente, esta qualidade reduz a condição Cego em uma categoria quando a causa do efeito em questão for relacionado a falta ou obstrução de luz.
Visão Aguçada (1 Ponto):
Você tem capacidades visuais sobre-humanas, sendo capaz de enxergar com clareza e precisão mesmo em grandes distâncias, além disso, costuma ver detalhes não notados pelos outros. (Metade do custo para Minks)
Olfato Aguçado (1 Ponto):
Você tem capacidades olfativas que são capazes de rivalizar com um cão farejador, sendo capaz de distinguir aromas e cheiros com clareza e precisão mesmo em médias distâncias. (Metade do custo para Minks e cegos)
Renome(1 Ponto):
Você é conhecido localmente de forma positiva, seja por um feito ou sua origem, não importa se você é filho de um herói lendário ou ajudou a capturar uma gangue de criminosos locais. As pessoas tendem a confiar facilmente em você, além de lhe tratarem bem e respeitarem enquanto seu comportamento for coerente.
Blade é bem conhecido pelos lugares aonde passa, pelos seus truques e pela sua fama de gente boa.
Impassível (1 Ponto):
Você é uma pessoa calma que não tem o seu humor alterado por ameaças, provocações ou acontecimentos drásticos, sua razão sempre consegue dominar a sua emoção e você sempre é capaz de tomar as suas decisões com clareza. Isso não significa que você não possa sentir raiva ou outros sentimentos extremos, apenas consegue ter um controle maestral sobre os mesmos.
Qualidades de Raça:
Garras e presas: Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos): Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Electro: Minks tem a capacidade de produzir choques elétricos a partir de seu corpo, de forma não contínua e por meio de liberação única. Os Minks não são capazes de manipular essa eletricidade, apenas gerá-la e transferi-la para outro corpo através de contato direto. O Electro pode ser utilizado uma vez por página e não gera nenhum bônus de atributo, apenas narrativo.

Idioma Silvestre: Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas similares a sua subespécie através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Defeitos:

Extravagante (1 Ponto):
Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.
Apegado (2 Pontos):
Você ama algo ou alguém, não medindo esforços para proteger e recuperar o alvo de seu apego emocional. Perder algo que ama é uma experiência traumática que pode deixar sequelas.
Blade ama seus companheiros e amigos de verdade, sejam eles membros da sua tripulação ou um pet
Intolerância Racial (2 Pontos):

Blade tem ódio e repulsa contra minks felinos, também desgosta dos animais que lembram ele dos mesmos, um preconceito antigo de Blade
Leal(2 Pontos):
Existe algo ou alguém, uma pessoa ou organização, que você coloca acima de si mesmo, não se importando com o fato de ignorar seus valores ou se sacrificar para proteger essa relação.

Blade é leal ao seu bando e ao seu capitão
Defeitos de Raça:
Preconceito: Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Atípico: Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Sensíveis ao calor: Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong: Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.

Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.


Histórico:
Nome: Blade
Posts: 3
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:

_________________

Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Trono1
Narrador De Eventos
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Akhl8LC
Créditos : 00

Desventura na Terra dos Sonhos



Grupo 5

O tempo passava, e aquela batalha parecia estar apenas começando, e nossos três aventureiros estavam agora divididos em duas frentes de batalha após eliminarem a primeira ameaça que eram os cipós que tinha vida própria e os atacara anteriormente. No entanto, os problemas apenas apareciam, complicando ainda mais a situação deles.

O “gigante” garoto Solomon que estava um pouco mais afastado de seus dois companheiros, avistava a tal criatura, que carregava consigo o devido cajado que eles deveriam encontrar, e logo tratava de avisar os outros dois, porém não seria tão simples seguir com algum plano de ir até a criatura e buscar o objeto que eles agora almejavam. Solomon se pôs a pedir a ajuda de Blade para tentar escapar da criatura de lama, e antes mesmo que o lobo chegasse, o garoto se utilizou do poder que agora tinha consigo, deixando o ser mais lento do que o normal, e mesmo assim, Solomon continuava preso.

Com mais calma, Solomon sacava sua pistola e atirava na criatura, seu tiro lhe acertava o peito, e um buraco era feito, e com lentidão buscava se regenerar. No entanto, dentre o buraco, era possível para Solomon ver que Blade se aproximava, já que ele havia pedido a ajuda do lobo anteriormente, inclusive buscando aumentar sua força com seu novo poder.

O lobo agora junto de Solomon, desferia golpes ferozes, se aproveitando da magia usada para impedir que aquele monstro se regenerasse com rapidez. Com garras transformadas em puro ferro, Blade dilacerava a criatura, utilizando não apenas suas garras, mas também a força de sua mandíbula e o corte de suas presas para dar fim ao monstro e, aparentemente, libertar Solomon da criatura. Contudo, a poucos metros dali um embate desigual acontecia entre Jasmine e as cinco criaturas humanoides feitas de planta, que se aproveitavam da vantagem numérica para dificultar as coisas com nossa garota.

Jasmine com toda sua coragem e convencimento de que poderia encarar todas ao mesmo tempo, se pôs a tomar a iniciativa, usando de seu novo poder, e de suas capacidades acrobáticas, conseguiu atingir com grande impacto a criatura que estava mais próxima, pois era lenta de mais para reagir ao ataque de Jasmine, sendo jogada ao chão, e também como um trampolim para que a garota saltasse em direção a planta que estivesse próxima dali, girando artisticamente no ar para finalizar aquele belo movimento com um forte chute de cima para baixo na parte superior do humanoide, deixando assim, duas daquelas criaturas paralisadas com o ataque.

Jasmine tentou usar da segunda planta viva para criar uma abertura e desferir mais um golpe, porém com a pancada atingida na parte superior da criatura, fez com que ela fosse ao chão, e mesmo Jasmine tentando pular para trás, acabara por ser surpreendida por uma chicotada com espinhos, que deixavam marcas no rosto de Jasmine, lançando a garota poucos metros para trás. Ela poderia ver que o golpe vinha de um dos braços de uma das plantas vivas, que estavam cobertos por espinhos, e que o sangue de Jasmine escorria pelo braço de uma das criaturas. Num susto, Jasmine conseguia ver que as outras duas plantas inflavam a sua parte superior que era mais parecida com uma flor, e de repente cuspiam de dentro de si, um líquido verde na direção da garota, que rapidamente conseguiu se esquivar perfeitamente de um deles, porém o outro que vinha de uma direção diferente, pego de raspão em seu braço esquerdo, causando uma dor imensa, fazendo a sentir que aquele pequeno toque lhe queimava, corroendo um pouco de sua pele.

Um imenso barulho poderia ser ouvido pelos três aventureiros, e de repente uma sombra pairava sobre eles, que quando olhassem para cima, poderiam ver uma enorme quantidade de piche no formato de uma mão caindo sobre eles.

Histórico:

Blade:

Solomon:

Jasmine:
Pequenos cortes no rosto.
Pequena queimadura no braço esquerdo.

Pedido de Desculpas:
Meus queridos e lindos players... peço perdão pela minha demora em postar, pois estava resolvendo alguns problemas pessoais, e de queda ainda fiquei doente kkkk

Mas estamos de volta! Obrigado pela paciência.



King
Ver perfil do usuário
Créditos : 00

WELCOME, DESPAIR!
Falas x Pensamentos x Devaneios




E quem disse que a batalha seria fácil? Eu até havia me dado bem ao mandar duas das plantas vivas direto para o chão, mas isso me custou dois ferimentos feios. A chicotada de vinhas foi o de menos, sendo sincera, mas aquele cuspe ácido, mesmo que mal tenha encostado em mim, foi o suficiente para causar um estrago sério no braço. – Nossa, cês não tão de brincadeira hein? – Eu reclamava em um tom meio abobado, enquanto dava leves assopradas na direção do machucado, como se eu tentasse resfria-lo. É claro que não acreditava que seria curada assim, mas era mais uma forma de zombar dos meus inimigos. – Eu devo dizer que vocês são as plantas mais idiotas que já encontrei! Se vocês cospem veneno, então não vão se enrolar e me comer viva! – Vociferava com um sorriso no rosto, apontando para as criaturas a frente. – Pera, isso vale para plantas ou cobras? – E cocei o queixo, como se não entendesse o que estava acontecendo perante a mim. Na realidade, eu entendia muito bem o perigo que enfrentava, mas desejava transparecer que não era nada além de uma jovem inocente. Se aqueles bichos possuíam o mínimo de racionalidade, o esforço valia a pena.

“Ok, hora de lutar a sério.” Eu havia neutralizado, a menos aparentemente, duas das plantas, o garoto esguio sinalizava que o cajado estava com algum outro tipo de criatura e, por fim, uma mão gigante pairava sobre nós. “I-Isso é da tal criatura do cajado? DEMAIS!” Se o nosso próximo inimigo tinha poderes tão grandes a ponto de fazer aquilo, eu estava desperdiçando meu tempo. Não há como o desespero absoluto provar seu valor com meros capangas do verdadeiro oponente. Eu tinha que acabar com aquelas plantas, e rápido. – AÍ Ó GRANDÕES, ME AJUDEM A ACABAR COM OS APERITIVOS PRA GENTE CHEGAR LOGO NO PRATO PRINCIPAL! – Tomada pela emoção, eu falava de um jeito figurativo, mas imaginava que meus companheiros entenderiam. Com essas considerações em mente, eu traçaria algumas opções para agir. O primeiro passo seria avançar em uma das plantas que ainda estavam de pé, se dentre elas houvesse alguma que estava preparando novamente o cuspe ácido ou outra chicotada, essa seria meu alvo. Cobrindo minhas pernas com a aura esmeralda eu terminaria o percurso me lançando ao ar e tentando-a atingir com os dois pés, uma voadora que acredito ser o suficiente para derrubá-la ao chão.

Após isso, eu me afastaria ligeiramente para trás, estando ciente de que poderia ser atacada. Se mais cuspes fossem realizados, eu daria leves gingados para confundir a mira dos inimigos, me jogando num súbito para a direção oposta, uma vez que o disparo fosse realizado. Na hipótese de uma chicotada, o mesmo seria feito, e já imaginando que eu fosse acertada, afinal, eram cinco oponentes, eu deslocaria o braço intacto como uma última defesa, impedindo que alguma área vital fosse acertada. A partir disso, eu me distanciaria o máximo que pudesse das plantas, pois tinha uma ideia mirabolante em mente. “Espero que ele não se importe de machucar os próprios amigos.” E, enquanto corria para fora da mão gigante, eu me viraria, dando um pulo no ar e energizando a perna esquerda com o máximo que conseguisse da energia verde, chutando o ar para disparar uma rajada de energia, em forma de meia lua rumo ao grupo de inimigos. O meu objetivo ali era claro, a meia lua seria direcionada para a região que, em corpos humanos, correspondia as pernas. Com as plantas derrubadas, elas certamente não conseguiriam escapar de serem esmagadas. Após isso, eu continuaria a correr com tudo que tinha para fora da área da mão, antes que acabasse sendo esmagada. Durante a corrida, estaria atenta ao que estava abaixo de mim, em especial as plantas que eu não tinha certeza que haviam morrido ou não, temendo um possível ataque, assim que notasse uma vinha, ácido ou semelhantes saindo de seus corpos em minha direção, eu pularia, elevando minhas pernas o máximo que conseguisse, afinal, elas são a minha principal arma.

Supondo que não conseguisse fugir ou que isso acontecesse com meus camaradas, a minha estratégia seria outra. Me reposicionaria rapidamente para realizar outro pulo no ar, jogando meu corpo para a direção dos dois com o o famoso chute bicicleta, canalizando o máximo da energia, eu desferiria uma grande onda para cima, acompanhando o trajeto que fiz com o chute. Acreditava que aquele poder seria o suficiente para atingir o piche que estava tanto sobre mim quanto eles e, bem, pelo menos reduzir os danos.

Se tudo ocorresse bem, após as plantas serem atingidas pelo piche, eu saltaria o quão alto conseguisse e utilizaria da energia para chutar diversas vezes o ar, disparando pequenos, mas numerosos feixes na região em que as plantas estavam, para certificar que elas haviam sido mesmo abatidas. – ADEUS! –


Histórico:
Personagem: Jasmine J. Cousteau
Posts: 4
Classe: Duelista
Agilidade: 120 (acho que é isso aí no modelo novo kek)
Estilo de Combate: Taekwondo
Qualidades: Destemida, Atraente, Prodígio, Carismática, Afinidade com Haki e Versátil (racial)
Defeitos: Extravagante, Bisbilhoteira, Ambição, Impulsiva, Louca e Compulsiva
Proficiências: Dramaturgia, História, Acrobacia, Atletismo, Ameaça e Briga (Infelizmente só pelo evento).

_________________

Se a Jasmine tivesse uma voz...


Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 DS0oIiS
Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Dz4yuJf
Créditos : 00
Blade
Lobão
Blade estava impressionado com a facilidade que foi matar o monstro, por outro lado o mesmo não poderia ser dito por sua companheira, que já estava um pouco machucada.

Mesmo assim, Blade não teve muito tempo para pensar, já que uma mão gigantesca caia sobre ele, o lobo então pensaria rápido, e correria pra fora da área de ataque da mão, esperando que ela batesse contra o chão, a tentativa de esquiva poderia ou não ser bem sucedida, para Blade verdadeiramente não importava, pois em sua cabeça surgia uma bela ideia.

O lobo estava pensando que era até mesmo um gênio, mas no fim apenas juntava 2 + 2 e descobria que dava 4. Se tem uma mão feita de piche, um material inflamável na sua frente, e você tem uma arma na cintura o que você faz? Blade não perdeu tempo na hora de responder, o lobo correria em direção a mão e subia nela antes de ela se levantar, quando ela estivesse se levantando para se sacudir ou tentar tirar o lobo de cima dela, Blade pegaria a sua arma e encostaria na mão, atirando e pulando de cima do membro colossal.

Um dia as pessoas chegaram a temer os vulcões, hoje possuem o poder de um vulcão nas próprias mãos, uma arma de fogo pode resolver boa parte dos seus problemas, mas quando você tem uma mão, gigantesca e incandescente atrás de você, você corre dela, e é isso que o lobo faria, após pular de cima da mão, transformaria seu tronco em ferro para diminuir uma área inflamável de seu corpo, e correria em direção das plantas, usando suas quatro patas para ganhar velocidade no pântano sujo.

Olharia para a garota fazendo seus ataques e gritaria, -COOOORRE!!!, quando chegasse em meio as plantas, o lobo pararia e esperaria a mão vir ataca-lo, com bastante atenção as plantas a sua volta, caso uma atacasse ele se abaixaria para desviar, e daria uma rasteira na que atacou, esperando pelo ataque colossal. Quando a mão estivesse para atingir o lobo, suas esperanças estariam no seu tronco, coberto em ferro e ele levantaria suas mãos, como se fosse segurar a mão gigantesca de piche.

O lobo se posicionaria embaixo de um dos dedos da mão antes de receber o ataque, e quando ela fosse atingi-lo, o lobo agarraria o dedo, e se impulsionaria para cima, ele tentaria subir na mão de novo, de um jeito menos prático dessa vez, se subisse, Blade transformaria as pernas em ferro para que elas não queimassem, torcendo para que as plantas tenham sido atingidas pela mão de fogo, e em cima da mão, Blade pularia para outro canto, o mais rápido possível, para evitar pegar fogo, pularia da mão, e começaria a correr para o monstro de piche.

Correndo até o "chefão", usando suas quatro patas pra pegar distância da mão gigante, antes que ela pudesse se recuperar. Quando tomasse a distância certa, afim de evitar um golpe vindo do monstro de piche, Blade replicaria o movimento feito no homem de barro, em que ele mergulhava no peito do inimigo com seus braços transformados em ferro, mas dessa vez, quando retirasse as garras do inimigo e ficasse em cima dele, Blade não iria cortar o rosto do inimigo, e sim, pegar sua arma, e dar um tiro a queima roupa no tronco do monstro.

Após realizar o ataque, Blade se impulsionaria para trás, ficando em pé frente ao seu inimigo, esperando que ele pegasse fogo, com seu tronco agora transformado em ferro, e com a guarda alta esperando por ataques do monstro, seus braços defendendo rosto e tronco, torcendo para que o inimigo não tivesse tempo de reação.






perícias:
• Adestramento: Você é capaz de ensinar um animal domado a executar diversas tarefas, como, por exemplo, servir de montaria, servir de animal de carga, atacar, caçar e executar diversas outras funções.
• Doma: Você é capaz de domesticar ou tornar mansa uma criatura selvagem, fazendo com que ela deixe de ser hostil contra você ou seu grupo momentaneamente.
• Ilusionismo: Você é capaz de realizar truques e enganar uma plateia. Podem ser coisas simples, como fazer uma moeda surgir ‘‘do nada’’ em sua mão até truques complexos com fumaça e espelhos.
• Discurso: Você domina a arte das palavras, sendo capaz de expressar suas ideias, vontades, sentimentos e objetivos com precisão. Com sua dicção e articulação é capaz de se comunicar com exatidão com pessoas e grupos, podendo cativá-los dependendo da mensagem que deseja passar.
• Veterinária: Você consegue tratar de ferimentos animais, desde que tenha em mãos os materiais necessários, independentemente da complexidade dos ferimentos.

Os artistas dominam a arte do canto, dança, artesanato ou outras áreas. Artistas são mestres do entretenimento, sendo capazes de se expressar nas mais diversas formas e cativar aqueles que o cercam
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades :

Carismático (2 Pontos):
Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.
Visão na Penumbra (1 Ponto):
Você é capaz de enxergar com clareza em ambientes com pouca iluminação. Desde que não seja uma escuridão completa, você consegue distinguir coisas e pessoas com relativa precisão. Mecanicamente, esta qualidade reduz a condição Cego em uma categoria quando a causa do efeito em questão for relacionado a falta ou obstrução de luz.
Visão Aguçada (1 Ponto):
Você tem capacidades visuais sobre-humanas, sendo capaz de enxergar com clareza e precisão mesmo em grandes distâncias, além disso, costuma ver detalhes não notados pelos outros. (Metade do custo para Minks)
Olfato Aguçado (1 Ponto):
Você tem capacidades olfativas que são capazes de rivalizar com um cão farejador, sendo capaz de distinguir aromas e cheiros com clareza e precisão mesmo em médias distâncias. (Metade do custo para Minks e cegos)
Renome(1 Ponto):
Você é conhecido localmente de forma positiva, seja por um feito ou sua origem, não importa se você é filho de um herói lendário ou ajudou a capturar uma gangue de criminosos locais. As pessoas tendem a confiar facilmente em você, além de lhe tratarem bem e respeitarem enquanto seu comportamento for coerente.
Blade é bem conhecido pelos lugares aonde passa, pelos seus truques e pela sua fama de gente boa.
Impassível (1 Ponto):
Você é uma pessoa calma que não tem o seu humor alterado por ameaças, provocações ou acontecimentos drásticos, sua razão sempre consegue dominar a sua emoção e você sempre é capaz de tomar as suas decisões com clareza. Isso não significa que você não possa sentir raiva ou outros sentimentos extremos, apenas consegue ter um controle maestral sobre os mesmos.
Qualidades de Raça:
Garras e presas: Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos): Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Electro: Minks tem a capacidade de produzir choques elétricos a partir de seu corpo, de forma não contínua e por meio de liberação única. Os Minks não são capazes de manipular essa eletricidade, apenas gerá-la e transferi-la para outro corpo através de contato direto. O Electro pode ser utilizado uma vez por página e não gera nenhum bônus de atributo, apenas narrativo.

Idioma Silvestre: Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas similares a sua subespécie através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Defeitos:

Extravagante (1 Ponto):
Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.
Apegado (2 Pontos):
Você ama algo ou alguém, não medindo esforços para proteger e recuperar o alvo de seu apego emocional. Perder algo que ama é uma experiência traumática que pode deixar sequelas.
Blade ama seus companheiros e amigos de verdade, sejam eles membros da sua tripulação ou um pet
Intolerância Racial (2 Pontos):

Blade tem ódio e repulsa contra minks felinos, também desgosta dos animais que lembram ele dos mesmos, um preconceito antigo de Blade
Leal(2 Pontos):
Existe algo ou alguém, uma pessoa ou organização, que você coloca acima de si mesmo, não se importando com o fato de ignorar seus valores ou se sacrificar para proteger essa relação.

Blade é leal ao seu bando e ao seu capitão
Defeitos de Raça:
Preconceito: Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Atípico: Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Sensíveis ao calor: Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong: Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.

Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.


Histórico:
Nome: Blade
Posts: 4
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:

_________________

Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Trono1
Rangi
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 120x120
Créditos : 00





Legenda


Narração.
"Pensamentos".
—Falas.


Post - 04



— Obrigado — direcionava o agradecimento ao Lobo que havia me ajudado com o monstro de barro. Estamos bem pelo menos, mas isso é só o início. O pantano abriga muitos inimigos e perderíamos muito tempo matando todos, nossa missão é pegar o cajado. Obviamente não podemos deixar muitos inimigos acumularem, podemos acabar sendo cercados. Há muitas coisas que temos que nos preocupar além da missão principal, é um desafio e tanto.

Olharia para cima para ver oque tapava a luz. Então esse monstro pode moldar seu corpo, interessante. Não perderia tempo ficando surpreso, tenho que correr. Dispararia o mais rápido que consigo para uma região que sombra não tivesse tampado, fosse o espaço entre os dedos ou uma área mais longe, pressupondo que o membro não atingiria essas regiões. Se fosse necessário, pularia para fora da área de impacto perto do final da corrida. — Essa foi por pouco — diria caso conseguisse me salvar. Se notasse que não tinha como escapar a tempo, tentaria disparar no centro da mão para que pelo menos pudesse causar algum dano ou fazer ela recuar.

Uma vez de pé, olharia para ver se Jasmine conseguiu fugir também. O grupo tem habilidades e táticas bem diferentes. O lobo tem sido bem ofensivo, mas é difícil dizer seu real poder, ele tem sido buffado toda hora. Sua habilidade de se transformar em ferro são bem úteis com as garras, mas aposto que tem bons usos defensivos também. A garota por outro lado, está se saindo bem sem meu suporte, matando muitos inimigos e demonstrando ser bem difícil de acertar. Sua magia a distância é bem destrutiva e muito conveniente. Realizaria uma respiração profunda para encher minhas energias e acalmar a mente, é hora de testarmos como o lobo se sai sozinho e como Jasmine será com os buffs. — Ok — responderia o pedido de ajuda. Ergueria ambas as mãos para ela e mirando com atenção na garota, liberaria um pulso de energia positiva para aumentar sua destreza — Tenta atacar agora. — eu apenas observaria, quero ver como seu poder destrutivo agora. Quanto ao chefão, precisamos conhecer suas habilidades e bolar alguma tática contra ele. Se ainda não tivesse atacado anteriormente, tentaria achar algum ponto diferente no monstrengo, algum núcleo ou algo que parecesse um ponto fraco. Miraria em algum desses pontos, se encontrasse, ou em outra parte, se não tivesse nada do tipo, e gastaria todos os meus disparos restantes.

Se recebesse algum ataque, focaria totalmente em me defender, deixando que o grupo tomasse a defensiva. Priorizaria esquivar dos golpes, seja usando uma perna de apoia para me impulsionar para o lado, saltar sobre o membro que me foca, agachando ou apenas correndo para longe. Procuraria saber quem está me atacando, tentando distinguir se são novas criaturas ou algum ataque do boss.




Histórico:
Player: Rangi
Personagem: Solomon
Post 04
Classe: Suporte
Agilidade: 13 (260 no novo modelo)
Ganhos:
Perdas:
Controle Buff/Debuff:

- Buff -
Usado no post:
01 - Destreza (Blade)
02 - Velocidade (Blade)
04 - Destreza (Jasmine)

- Debuff -
Usado no post: 03 - Lentidão (Cara de Barro)
Disponível novamente no post: 05

Narrador De Eventos
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Akhl8LC
Créditos : 00

Desventura na Terra dos Sonhos



Grupo 5

Aquela batalha se mostrava cada vez mais desafiadora, e à medida que o tempo dos nossos três heróis se estendia naquele lugar, mais obstáculos apareciam. Blade e Solomon haviam conseguido destruir uma das criaturas com certa facilidade, principalmente pela força e voracidade do Mink. No entanto, Jasmine não poderia pensar o mesmo, pois se mostrava um erro enorme tentar um combate direto contra cinco monstros de uma só vez, e isso lhe custara uma queimadura em seu braço, e belos cortes no rosto, apesar de ainda conseguir abater ao menos duas delas.

A luta agora estava apenas começando, e o embate principal estava para acontecer, pois enquanto nossos heróis enfrentavam criaturas terríveis, o temível monstro de piche que Solomon havia avistado em outro momento, tinha se esgueirado até ali, quase que surpreendendo os três combatentes, com uma enorme mão caindo sobre eles.

Blade e Solomon agiram na mesma hora, e correram para fora dali. O Mink foi o primeiro a escapar, se aproveitando de seu corpo animal que lhe dava a vantagem de naturalmente ser mais rápido que os demais. Solomon por sua vez, não tinha a mesma capacidade física que o lobo, e precisou em um último instante, saltar e rolar pelo chão para que conseguisse fugir do impacto. No entanto, Jasmine pôs se a ser teimosa e insistir no combate contra as plantas, quase que ignorando a presença perigosa do ser imenso de piche, e na insistência em desafiar as plantas humanoides, acabara por sofrer mais danos, pois não lhe havia tempo para combater as criaturas enquanto aquele imenso ser os atacava.

O impacto daquela mão causava danos bem superficiais ao chão do lugar, porém, o piche se espalhava por toda a área, engolindo as três criaturas que ali restavam, levando Jasmine para longe de Solomon e Blade. A garota cor de rosa agora estava ao chão, praticamente impossibilitada de se mover, pois havia engolido uma pequena quantidade de piche, que agora provavelmente estaria vomitando um pouco daquilo que ainda restava atolado em sua garganta, a deixando muito fraquejada e incapacitada de utilizar das suas habilidades atléticas e acrobáticas por um tempo.

Solomon, que havia conseguido escapar por um triz, procurou observar melhor o monstro que estava a sua frente, tentando encontrar alguma brecha ou ponto fraco que pudesse fazer co que aquela criatura pudesse ser derrotada, no entanto, o brilho e destaque do cajado que estava na mão esquerda do monstrengo era tão forte, que não tinha como Solomon se concentrar em outra coisa. No entanto, o que ele conseguia ver além do cajado que estava em posse do monstro de piche, era seu companheiro mink subindo pela mão que havia se esparramado pelo chão.

Blade não pensou duas vezes, para de forma voraz, atacar o monstro por conta própria, confiando em suas habilidades e na grande... ideia? Blade subiu sobre a mão na intenção de chamar atenção do monstro para si, e na tentativa de causar um grande dano a criatura, pensou na seguinte ideia de, com sua arma, atirar no monstro para que ele pegasse fogo. No entanto, sua ideia não funcionou, pois nada aconteceu ao aplicar o disparo, e na tentativa de sair de perto do monstro, Blade acabar por ser pego no ar por cipós, que se enrolavam no mink e o jogavam contra uma árvore que havia logo atrás de Solomon e Jasmine, fazendo com que o lobo fraturasse alguns ossos ao ser parado pelo impacto na árvore, e mesmo assim, ainda conseguia se mover, porém, ele sentiria algumas dores na costela.

Naquele instante, Solomon ao observar toda a ação, poderia perceber que os cipós foram controlados pela criatura de piche que estava em posse do cajado.

Histórico:

Blade:
Fratura na costela.

Solomon:

Jasmine:
Pequenos cortes no rosto.
Pequena queimadura no braço esquerdo.

COMENTÁRIO IMPORTANTE:
Bom galerinha, finalmente vamos começar a batalha contra o boss pra valer!

Por conta disso eu gostaria de chamar a atenção de vocês pela falta de conexão da equipe. Pensem, repensem, avaliem, montem uma estratégia e realizem o objetivo principal com maestria!!



Jupges
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Dz4yuJf
Créditos : 00
Blade
Lobão
Blade estava errado no final que merda hein.
Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 3d3fb06ddce27340811a8810714e68b9

Blade se levantava com uma puta dor nas costelas e dava o dedo do meio pro monstro, e com bastante dificuldade corria em sua direção.

Para se defender dos ocasionais cipós, Blade esperaria pelos cipós vindo em sua direção, nem mesmo deixando eles chegarem perto, cortando com suas garras transformadas em ferro qualquer um que ficasse ao seu alcance. Caso um de seus braços fossem agarrados pelos cipós, ele usaria sua boca e o outro braço para cortar as vinhas.

Mesmo com uma dificuldade na movimentação de seus braços o lobo não poderia vacilar, depois de reagir aos cipós o lobo transformaria seu tronco em ferro, tentando conter o seu ferimento nas costelas, iria até o grandalhão e ao invés de ataca-lo pela frente, daria uma finta e contornaria ele por suas costas. Ao chegar até lá daria um suplex no monstro utilizando de seu peso e tentando conter a dor na sua costela, se levantaria, pisaria em sua cabeça e tentaria pegar o cajado.

Caso algum outro monstro viesse me atacar, eu apenas tentaria desviar e seguiria o caminho até o guardião do cajado, dando tiros para trás  para tentar impedi-los de me seguir. E caso aquela mão de piche viesse me atacar, eu apenas desviaria e gritaria para ela -Vai tomar no cu! Como que você não pegou fogo!!?





perícias:
• Adestramento: Você é capaz de ensinar um animal domado a executar diversas tarefas, como, por exemplo, servir de montaria, servir de animal de carga, atacar, caçar e executar diversas outras funções.
• Doma: Você é capaz de domesticar ou tornar mansa uma criatura selvagem, fazendo com que ela deixe de ser hostil contra você ou seu grupo momentaneamente.
• Ilusionismo: Você é capaz de realizar truques e enganar uma plateia. Podem ser coisas simples, como fazer uma moeda surgir ‘‘do nada’’ em sua mão até truques complexos com fumaça e espelhos.
• Discurso: Você domina a arte das palavras, sendo capaz de expressar suas ideias, vontades, sentimentos e objetivos com precisão. Com sua dicção e articulação é capaz de se comunicar com exatidão com pessoas e grupos, podendo cativá-los dependendo da mensagem que deseja passar.
• Veterinária: Você consegue tratar de ferimentos animais, desde que tenha em mãos os materiais necessários, independentemente da complexidade dos ferimentos.

Os artistas dominam a arte do canto, dança, artesanato ou outras áreas. Artistas são mestres do entretenimento, sendo capazes de se expressar nas mais diversas formas e cativar aqueles que o cercam
Vantagens e coisas ruins:

Qualidades :

Carismático (2 Pontos):
Você tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.
Visão na Penumbra (1 Ponto):
Você é capaz de enxergar com clareza em ambientes com pouca iluminação. Desde que não seja uma escuridão completa, você consegue distinguir coisas e pessoas com relativa precisão. Mecanicamente, esta qualidade reduz a condição Cego em uma categoria quando a causa do efeito em questão for relacionado a falta ou obstrução de luz.
Visão Aguçada (1 Ponto):
Você tem capacidades visuais sobre-humanas, sendo capaz de enxergar com clareza e precisão mesmo em grandes distâncias, além disso, costuma ver detalhes não notados pelos outros. (Metade do custo para Minks)
Olfato Aguçado (1 Ponto):
Você tem capacidades olfativas que são capazes de rivalizar com um cão farejador, sendo capaz de distinguir aromas e cheiros com clareza e precisão mesmo em médias distâncias. (Metade do custo para Minks e cegos)
Renome(1 Ponto):
Você é conhecido localmente de forma positiva, seja por um feito ou sua origem, não importa se você é filho de um herói lendário ou ajudou a capturar uma gangue de criminosos locais. As pessoas tendem a confiar facilmente em você, além de lhe tratarem bem e respeitarem enquanto seu comportamento for coerente.
Blade é bem conhecido pelos lugares aonde passa, pelos seus truques e pela sua fama de gente boa.
Impassível (1 Ponto):
Você é uma pessoa calma que não tem o seu humor alterado por ameaças, provocações ou acontecimentos drásticos, sua razão sempre consegue dominar a sua emoção e você sempre é capaz de tomar as suas decisões com clareza. Isso não significa que você não possa sentir raiva ou outros sentimentos extremos, apenas consegue ter um controle maestral sobre os mesmos.
Qualidades de Raça:
Garras e presas: Minks caninos possuem presas e garras afiadas que podem ser utilizadas como armas naturais.

Alpha (Machos): Você naturalmente se destaca como um líder dentro do seu círculo de amigos. Não quer dizer que você seja um líder nato, mas aqueles que confiam em você sentem quase que uma aura de liderança vinda de você. Infelizmente, devido a sua natureza, quando outro Mink Canino (especialmente de outra “raça”) entra no seu círculo de amigos vocês têm a tendência a ter uma pequena rivalidade saudável nos primeiros momentos.

Electro: Minks tem a capacidade de produzir choques elétricos a partir de seu corpo, de forma não contínua e por meio de liberação única. Os Minks não são capazes de manipular essa eletricidade, apenas gerá-la e transferi-la para outro corpo através de contato direto. O Electro pode ser utilizado uma vez por página e não gera nenhum bônus de atributo, apenas narrativo.

Idioma Silvestre: Você é capaz de se comunicar com criaturas mamíferas similares a sua subespécie através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Defeitos:

Extravagante (1 Ponto):
Você chama atenção por onde quer que passe, seja pela sua aparência ou seus hábitos, você causa uma impressão difícil de esquecer.
Apegado (2 Pontos):
Você ama algo ou alguém, não medindo esforços para proteger e recuperar o alvo de seu apego emocional. Perder algo que ama é uma experiência traumática que pode deixar sequelas.
Blade ama seus companheiros e amigos de verdade, sejam eles membros da sua tripulação ou um pet
Intolerância Racial (2 Pontos):

Blade tem ódio e repulsa contra minks felinos, também desgosta dos animais que lembram ele dos mesmos, um preconceito antigo de Blade
Leal(2 Pontos):
Existe algo ou alguém, uma pessoa ou organização, que você coloca acima de si mesmo, não se importando com o fato de ignorar seus valores ou se sacrificar para proteger essa relação.

Blade é leal ao seu bando e ao seu capitão
Defeitos de Raça:
Preconceito: Você tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e alguns podem lhe achar repugnante, assustador ou até mesmo uma aberração. Alguns humanos podem lhe destratar e serem hostis simplesmente pelo fato de você ser diferente deles, entretanto, é importante notar que nem todos pensam e agem desse jeito.

Atípico: Devido ao fato dos Minks não serem tão comuns e não se tratar de uma raça tão populosa, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

Sensíveis ao calor: Devido a sua pelagem, os Minks são mais suscetíveis a sofrer efeitos adversos relacionados ao calor e altas temperaturas.

Forma Sulong: Como parte da tribo Mink seu corpo tem uma interação muito única com a lua que nenhuma outra raça tem, uma vez que você tenha contato visual com a lua, desperta-se em eu interior os instintos mais primitivos, selvagens e violentos fazendo com que você perca a sua razão agindo como uma besta furiosa que ataca tudo e todos ao seu redor com uma fúria sanguinária, suas características físicas selvagens mostram-se mais aparentes e justifica-se o medo e o preconceito que existem contra os minks, pois aqueles incapazes de dominar a besta anterior, dificilmente serão vistos como algo além disso.

Durante a transformação passada ao se ter o contato visual direto com a lua, você sentirá uma espécie de sede de sangue imensa, atacando a todos ao seu redor que não sejam Minks, sendo assim todas as noites você terá de ser cauteloso pois a sua razão pela noite estará sempre em cheque. Mecanicamente a fúria dura três turnos e após o término, do quarto turno até o momento em que você possa tratar da condição, você estará sobre o efeito de Exausto I.


Histórico:
Nome: Blade
Posts: 5
Ganhos:
Perdas:
Players conhecidos:
NPC's:
Extras:

_________________

Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 Trono1
Rangi
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 120x120
Créditos : 00





Legenda


Narração.
"Pensamentos".
- Falas. -


Post - 05



- Que claro… - comento colocando a mão entre a luz ofuscante e meus olhos já começando a doer. Mesmo que a doença não me afete nessa dimensão, acho que meus olhos se tornaram naturalmente sensíveis.

Assim que visse o lobo sendo jogado pelos cipós e notasse o controle do cajado sobre o pântano, estenderia a palma da mão em direção a água e concentraria energia com efeito se sono no centro da mesma. Após poucos segundos, liberaria toda a energia pela área ao meu redor, tentando adormecer o guardião do cajado, os cipós e qualquer monstro escondido. Caso não fosse possível causar o efeito em toda a área, tentaria imbuir uma munição com a mesma energia de sono, recarregaria a pistola e atiraria somente contra o guardião. Se ele que controla os mosntros-pântano, chuto que se ele dormir ou ficar sonolento, não poderá manter seu poder. Me questiono se estamos mesmo na barriga de um monstro, será que posso colocá-lo para dormir também? Deixarei para testar outra hora - Ei, estão bem? - perguntaria só pela educação, não sou médico e não poderia fazer nada se não estiverem - Jasmine, irei te fortalecer de novo, acha que consegue acabar com o do cajado? - assim que recebesse a resposta, tocaria sua mão e aumentaria seu controle sobre o próprio corpo, ou seja, sua destreza.

Caso o monstro dormisse pra valer - Ei, vamos tentar pegar o cajado. - diria novamente para Jasmine, afinal, o lobo já está puto e não escuta ninguém. Tentaria escalar o piche com cuidado para não escorregar e atento a possíveis ataques, quando alcançasse o objeto, puxaria o cajado com toda a força. Se fosse atacado na escalada ou enquanto puxo, tentaria rolar para um lado e continuar escalando mais rápido dessa vez. Rolaria o quanto for necessário, mas sempre tentando me manter firme no piche e pegar o cajado.

Se o monstro apenas ficasse sonolento, miraria no centro do monstro e atiraria. No mais, faria o possível para evitar se acertado, sem uma pele de ferro ou armadura, um golpe bem dado faria muito estrago. Sempre tentaria esquivas em vez de bloqueios, rolando para o lado que for mais conveniente ou apenas correndo sem parar. Não gastaria meu último ataque se necessário, focando apenas na defesa e em não morrer… de novo.





Histórico:
Player: Rangi
Personagem: Solomon
Post 05
Classe: Suporte
Agilidade: 13 (260 no novo modelo)
Ganhos:
Perdas:
Controle Buff/Debuff:

- Buff -
Usado no post:
02 - Destreza (Blade)
03 - Velocidade (Blade
04 - Destreza (Jasmine)
05 - Destreza (Jasmine)

- Debuff -
Usado no post:
03 - Lentidão
05 - Sono
Disponível novamente no post: 07

King
Ver perfil do usuário
Créditos : 00

I NEED A HERO!
Falas x Pensamentos x Devaneios




E não adiantou de nada. Por mais que eu tivesse me preparado para contra-atacar a mão, elaborado um plano para salvar não só a mim, mas meus colegas de batalha, nada daquilo adiantou e acabei sendo alvejada. Foi doloroso, mas ao menos acabou de vez com aquelas malditas plantas. Por outro lado, aquele lodo todo havia me atingido em cheio, e eu consegui sentir até mesmo um pouco daquele treco nojento dentro de mim. Os danos eram tamanhos que quiçá eu mal conseguia me mexer direito, mas não me daria por vencida tão facilmente. Aquele era o oponente perfeito para provar meu valor como a criatura suprema do terror.

Observando as ações dos meus companheiros, eu percebia que também precisava agir. O primeiro passo seria de me erguer, pelo menos minimamente, ao me sentar no chão. Sentindo o lodo me incomodando, eu tentaria vomitar aquela substância e, se fosse necessário, forçaria a azia ao introduzir um dos meus dedos até os limites da minha boca. Claro, aquilo provavelmente não seria o suficiente para me sentir melhor, a pancada tinha sido das fortes, mas aproveitando que a atenção da criatura não estava em mim, eu tentaria ao menos checar o estado dos meus braços e pernas para ter noção do quanto poderia ajudar os dois que estavam comigo.

Ouvindo as palavras do cabeludo e a ideia de lidar com o maldito cajado, eu acenei com a cabeça e respondi com um largo sorriso. – Já passei por coisas piores! Pegar aquele graveto lá? Vou tentar dar o máximo de cobertura que for possível! Sabe, a pancada doeu, não acho que saio desse chão tão cedo, NYEH HEH HEH! – Apesar de mal conseguir me colocar de pé, finalizava com um joinha e tentava soar o mais otimista possível. Se o jovem me tocasse e concedesse a mesma energia de outrora, eu aproveitaria daquilo para traçar meus próximos passos. Enquanto a criatura lutava contra os dois, eu me apoiaria no chão utilizando os dois braços para que pudesse elevar as pernas. Flexionando as armas que tinha, canalizaria a energia para fazer um poderoso disparo contra a criatura que havia me acertado e, após isso, continuaria dando chutinhos no ar, como se pedalasse numa bicicleta, tentando disparar uma saraivada de feixes da energia esmeralda contra a criatura. O meu objetivo ali era claro, por estar no meu limite, eu tentaria machucar o máximo que conseguisse nosso inimigo, e causar um incômodo que atrapalhasse seu foco nos outros dois que tentavam pegar o cajado.

E mesmo estando em maus lençóis, eu sabia que poderia ser vítima de mais ataques. Para impedir que isso ocorresse, eu estaria pronta para chutar, socar, usar tudo que meu corpo ainda oferecia para espantar o que viesse em minha direção, utilizando primeiramente da energia que tinha naquele momento.  Se, e somente se, eu tivesse forças para me colocar de pé novamente, me reposicionaria no campo de batalha, assumindo uma postura de combate e me afastando, aos poucos, da criatura do cajado. Se em algum momento ela resolvesse me atacar novamente, eu concentraria a energia verde para tentar repelir seu ataque com um vindo de mim e se eu fosse surpreendida novamente, mesmo tendo-me preparado para possíveis inconveniências, os braços seriam utilizados como uma última barreira para me proteger do que quer que viesse.


Histórico:
Personagem: Jasmine J. Cousteau
Posts: 5
Classe: Duelista
Agilidade: 120
Estilo de Combate: Taekwondo
Qualidades: Destemida, Atraente, Prodígio, Carismática, Afinidade com Haki e Versátil (racial)
Defeitos: Extravagante, Bisbilhoteira, Ambição, Impulsiva, Louca e Compulsiva
Proficiências: Dramaturgia, História, Acrobacia, Atletismo, Ameaça e Briga (Infelizmente só pelo evento).

_________________

Se a Jasmine tivesse uma voz...


Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 5 - Página 2 DS0oIiS