Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
1º Capítulo: Alvorada dos Monstrorines!Hoje à(s) 11:01 ampor  Pippos[TUTORIAL] JaeggarHoje à(s) 9:31 ampor  MakaI - Desventuras em SirarossaHoje à(s) 3:18 ampor  PepeVirando a casacaHoje à(s) 2:28 ampor  Terry[P.N.D] MARINES&AGIOTAS, NÃO SÃO O MESMO?Hoje à(s) 12:38 ampor  GyathoLivro I - A CaminhadaHoje à(s) 12:37 ampor  YamiAgnis CyrielleHoje à(s) 12:06 ampor  gmasterXP.D.N. - Caçadores BacanosOntem à(s) 11:41 pmpor  KenshinChocho KimikoOntem à(s) 10:19 pmpor  RyomaMaka JabamiOntem à(s) 9:54 pmpor  Ryoma
 :: Eventos e PvP :: Eventos :: Pequeno
Página 3 de 3 Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3
Narrador De Eventos
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 Akhl8LC
Créditos : 00
Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 Seg Maio 31, 2021 12:14 pm
Relembrando a primeira mensagem :


Desventura na Terra dos Sonhos



Grupo 1

“Um soar que lembrava uma flauta, aos poucos entoava uma melodia melancólica, algo que parecia até mesmo como um pedido de socorro. Ela ecoava pelos ouvidos e estremecia até os ossos.” - Durotan Almarc, Guerra no mundo dos sonhos.

Era uma sensação agonizante para aqueles que ali chegavam até abrir os olhos, o mundo havia mudado, seus ouvidos se preenchiam agora com um barulho de água corrente, mas à sua volta haviam paredes de metal. Sim, era uma pequena sala vazia, o chão era reto e liso e parecia regular. Um lugar aterrador e sombrio, uma sensação de alguém estar os observando era inquietante, mas não parecia existir ninguém além dos 3. De primeiro momento, não era possível escutar nada além das suas respirações e palpitar do coração, mas assim que se focassem seriam capazes de escutar diversos sons vindos das portas, como se fossem sussurros ou chamados.

A sua frente haviam 3 portas numeradas em algarismos romanos I,II,III, e uma incógnita se deve ou não ser aberta e se vão... qual delas abrir? Algumas pessoas estão agora ali reunidas nesse claustrofóbico ambiente, dado que o espaço é curto, medindo apenas 4 metros de largura e 10 de altura. O grupo está preso nesse local, em um clima frio. Tão frio que conseguiam ver o "fumo" saindo da sua respiração e até mesmo sentir cada parte de si começar a tremer. Era um frio tão agonizante que parecia ser impossível de se replicar.

A sensação é de que a qualquer momento podem desenvolver algum problema, talvez hipotermia, talvez alguma outra coisa. Cada porta transmitia uma sensação única: a primeira porta parecia transmitir um calor único, como se por de trás dela os aguarda-se o tão desejado calor que almejavam; a segunda porta, não sentiam nenhuma alteração de temperatura, no entanto pareciam escutar água corrente e sons de folhas abanando; por fim, a terceira porta, tinha uma aura tão fria quanto aquela sala, parecia até mesmo que estava sendo congelada nas suas extremidades. - Achem a saída... - escutavam uma voz sussurrar dentro da cabeça de cada um deles, uma voz tenebrosa e cheia de intensões malignas - Ou aceitem o vosso destino...

Regras Gerais

1- Só será usado um único atributo de suas fichas que é a Agilidade, essa com a finalidade de definir qual dos personagens agirá primeiro, tirando isso os atributos da ficha são irrelevantes para os combates e ações gerais.

2- Deve-se considerar também que os personagens possuem armas básicas de seus respectivos estilos de combate, mas todos possuem também a perícia briga, e podem utilizar suas habilidades de “Classe” que vão lhe conceder pequenos poderes/melhorias que independem de seus estilos de combate padrão.

3- Os posts devem ser realizados em um total de 48 horas após o post do narrador, caso um jogador não poste esse será pulado, e sofrerá consequências narrativas por ficar paralizado lá durante aquele post. A reincidência disso o levará a ser desqualificado do evento.

4- Se um jogador for desqualificado do evento sem uma justificativa plausível para tal, este ficará banido do próximo evento, por prejudicar seu grupo com um membro a menos dentro dos desafios.

5- O limite dos posts é de 4000 caracteres sem contar espaços, para evitar posts muito volumosos, e dificultar muito o trabalho do narrador. Caso passe desse número, tudo que passar daqui será desconsiderado.

6- A abertura das portas será definida de uma maneira aleatória. Independente da porta que os jogadores escolherem a sua frente será rolado 1d3, esse definirá qual é o destino por trás da porta que eles abriram.

7- Caso por motivos de roleplay os jogadores discutam e discordem na hora de abrir a porta a Agilidade define quem tomou a iniciativa de abrir.

8- Não podem, de maneira alguma, editar o post após ele ser postado.




Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

Post 5: Run Bitch!


O plano funcionou tão bem quanto eu imaginei. Para ser sincero eu até me surpreendi ao me ver atravessar todo aquele espaço voando, infelizmente não consegui chegar até a estátua.

Um dos vermes dentuços se meteu na frente para interceptar o meu avanço, ele até conseguiu me parar mas custou-lhe muito, afinal, a minha cabeçada foi tão forte que o nocauteou e até quebrou os dentes do invertebrado.

-Pelo menos um já foi.

Sairia correndo o mais rápido que conseguisse na direção da escada. Metade do caminho (pelo menos) eu já havia feito quando Kuro me arremessou.

-Vou deixar os vermes com vocês.

Caso eu a estátua esteja perto de mim, iria lhe desferir um forte chute com a perna revestida para danificar de vez a estátua. Depois disso recolheria as jóias e a coroa.

Quando eu alcançasse as escadas, subiria de très em três degraus. Correndo ao máximo para adiantar o lado de meu grupo de sonhos.

Durante a corrida, eu estaria atento aos vermes inimigos (tanto os dois que avançavam contra meus companheiros, quanto a possíveis aparições de novos vermes).

Caso eu seja atacado por algum oponente o meu foco seria sempre desviar, para só depois contra atacar com um chute que golpeie a cabeça do oponente (de cima para baixo), jogando-o de cara no chão. (faria isso quantas vezes fosse necessário/possivel)

Depois, voltaria a correr até a escada.


Histórico::
Páginas: 1
Posts: 5

Classe: Tanque
Agilidade: 110

Ganhos:
Perdas:


Classe: Tanque
Agilidade: 110
-Encontrar a saída do labirinto de salas.
240/240100/1005/1010/15

_________________

Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 Sign_b10


Meus cabritinhos
Narrador De Eventos
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 Akhl8LC
Créditos : 00

Desventura na Terra dos Sonhos



Grupo 1

Os dois vermes iam ao encontro da dupla, Kuro não podia deixar sua parceira de lado e enfrentar as monstruosidades sozinho, havia percebido o poder de Saori, teriam de lidar juntos com o problema enquanto Subaé corria em direção as escadas do rei. A garota era pegue e colocada sobre o ombro do espadachim que não parecia nada envergonhado de sua ação, a dama por outro lado corava, mas entendia que era apenas um modo rude deles ficarem juntos enquanto poderiam lutar contra seus inimigos.

Um verme ia diretamente em sua direção enquanto o outro assumia uma postura mais defensiva esperando o primeiro ataque de seu companheiro, a agilidade do gótico era aumentada drasticamente, seu corpo estava mais leve e suas pernas velozes, mesmo sentindo o peso da chicoteadora, podia facilmente escapar do primeiro ataque do verme que se lançava como um peixe fisgando a isca em direção a dupla, sua velocidade era aumentada de forma repentina ao modo que o monstro havia sido enganado. Por sua vez observando o horizonte, aquele mesmo verme que antes estava na retaguarda havia desaparecido, o espadachim sentia em seus pés uma grande tremulação, algo tinha passado por de baixo dos panos enquanto ele esquivou do primeiro ataque.

A criatura surgiu da areia límpida, servindo como os olhos das costas do rapaz, a garota pegava seu chicote e antes que ambos fossem devorados, ela investia em um golpe minguante fazendo a fera se restringir, Kuro aproveitava o desfecho para efetivar sua verdadeira habilidade dada por seu precioso sonho, uma aura se acumulava na lâmina e era lançada contra criatura a fazendo sofrer um corte em seu couro espesso. Podiam escutar um esguicho enquanto o verme se revirava e lançava um golpe no solo jogando areia e os dois para longe, não haviam sido feridos, porém a fera enganada de antes, parecia ainda mais aborrecida.

Durante isso, a corrida de Subaé era efetuada e mesmo bufando trilhava em direção ao faraó esperando tirar aquela coroa de sua posse, chegando a escada, um sorriso triunfante era efetuado, podia imaginar o chute que daria na estátua enquanto se vangloriava por ter ganho no próprio jogo da realeza, porém antes que subisse o primeiro degrau, era atingido por uma gosma que lhe jogava nos grãos brancos do ambiente. Seu corpo estava pesado e quase não tinha forças para se locomover, ficando deitado enquanto sentia aquela substância lhe prender com areia, mesmo se levantando, sentiu seu corpo pesado pelo excesso dos grãos pregados em seu corpo.

O invertebrado havia tombado, depois de levantar novamente e balançar sua cabeça capenga algumas vezes, notava que aquele homem que lhe tirou suas presas corria de forma apressada em direção ao objetivo, de forma calma passou a vagar e surpreender seu adversário com a arma secreta das avarezas do deserto, um cuspe que era igual uma cola potente que se endurece em cerca de alguns segundos fazendo seus alvos se fixarem e não poderem escapar. O momento era crítico, mas não poderiam desistir se quiserem vencer o jogo e não perder suas vidas, ou não, afinal.. É um sonho..?
off:
-x-



Kuro Tempest
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 L4qXuOc
Créditos : 00
THE
LAST
SPARK OF HOPE
A defesa tinha surtido efeito, mesmo não sendo da forma que eu havia planejado. Nossos corpos foram de encontro à areia, logo após a criatura que acertei se debater contra o solo, lançando os grãos brancos de um lado para o outro. —‌ Droga! ‌—‌ Tinha sido por muito pouco, e se não tivesse sido por Saori, estaríamos mortos naquele momento. —‌ Obrigado moça. ‌—‌ Me levantei e tirei a sujeira de minhas vestes, aproximando-me dela para saber se estava tudo bem, ajudando-a a se levantar. —‌ Como você está? ‌—‌ Sentia um arrepio em minha espinha, como se algo sinalizasse para continuar atento aos arredores, fazendo-me voltar minha atenção para as outras duas criaturas.

Suspirei, colocando-me à frente da garota enquanto posicionava minhas mãos a frente do corpo e logo na lateral do mesmo, juntas enquanto canalizavam minha energia. —‌ Fique atrás, qualquer coisa, deixo com você. ‌—‌ Uma energia verde e brilhante tomava as palmas das mãos, a medida que meus olhos observavam a movimentação dos inimigos, a espera de sua aproximação.

Aguardaria a aproximação de um deles, e quando o mesmo viesse com sua enorme boca aberta eu simplesmente dispararia toda a energia canalizada contra o seu interior, visando explodi-lo de uma só vez. Daria certo? Não fazia ideia, mas esperava que pelo menos um conseguisse matar. Caso não fosse o bastante, e a outra monstruosidade viesse logo em seguida, avançaria contra Saori e a seguraria novamente, caso não desse para ela nos proteger, para assim me distanciar junto a ela.

HP: 3800/3800 | ST: 100/100

Considerações:

Informações:
● Numero de Posts: 6
● Paginas: 1
● Ganhos: -x-
● Perdas: -x-
● NPCs: -x-
● Players Conhecidos: -x-
Ficha:
Agilidade: 215

Qualidades:
● Versátil
● Ambidestro
● Audição aguçada
● Prontidão
● Mestre em Haki

Defeitos:
● Pacifista
● Sincero
● Personalidade Extra (Combatente)
● Obediente
● Leal

Proeficiências:
● Acrobacia
● Costura
● Forja
● Física
● Projéteis
● Briga

EDC:
● Espadachim
● Dual Arms
Itens:
Habilidades:
Objetivos:

_________________

Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 KTTKkRi

Ficha / Template
Saori
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 S4MHZOv
Créditos : 13
SaoriDesigner
https://www.allbluerpg.com/t285-saori-ito https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta
In the name of the primrose i'll punish you!
Acertar a fera acabou sendo custoso para a dupla. A cobiça do deserto fez jus ao seu título, debatendo-se na areia, e sua fúria ergueu uma onda de poeira branca que interceptou a corrida de Kuro. Ambos foram jogados para trás, encontrando mais da areia em sua queda.

Saori respirou fundo, levantando-se na mesma medida em que limpava o corpo. Leves batidas contra a pele pálida retiravam os grãos de areia. Aparentemente, nenhum dos dois estavam feridos.

Estou bem, — respondeu ao Kuro. — E você?

Ela ainda empunhava o chicote, segurando-o com firmeza. Os olhos esmeralda vasculhavam o cenário, atentos a qualquer movimentação dos grãos de areia. Enquanto isso, refletia sobre o último ataque, ele veio pelas costas de Kuro.

"São criaturas traiçoeiras...", pensou. Saori logo tratou se posicionar atrás do seu aliado, marcando a defesa no ponto cego dele.

Quando for atacar... — sussurrou ela, sobre os ombros de Kuro. — Ataque com tudo!

Uma vez mais, a energia cor-de-rosa saltou do corpo de Saori para o do rapaz. Ela reconhecia a força de Kuro, portanto, fortifica-lo seria a melhor opção para causar um dano massivo no próximo ataque.

Preparada, assim que a próxima movimentação surgisse, Saori brandiria seu chicote para golpear a criatura logo quando ela emergisse. Dessa vez, a garota buscaria mais precisão em seu ataque, tentando acertar um dos olhos baixos do verme gigante.

Porém, caso fosse necessário, ela esquivaria antes ou depois de seu ataque, a fim de se reposicionar para não ser acertada por uma possível investida da cobiça do deserto.

Trilha Sonora:

Considerações:Ficha na assinatura.
Dei um buff de Força para o Kuro.
Classe: Suporte.
Agilidade: 200.
EdCs: Chicoteador e Taekwondo.
Armas: Chicote de couro e Salto Alto de metal.
262 palavras // tag: flower & sailor // outfit (click) // local: my dreams

_________________

Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 LZVuJBY
Subaé
Ver perfil do usuário
Imagem : Cabra da Peste
Créditos : 02
SubaéCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/t354-subae?highlight=subaé https://www.allbluerpg.com/t348-cabras-da-peste-vol-1-amanhecer-do-sul#1033

ECA!!!
A situação não era nem um pouco boa para a dupla, imagina para mim que estava caido na areia, todo fujo de gosma grudenta…

De qualquer forma, precisamos terminar essa palhaçada,sendo assim, eu preciso pegar o cristal, e a coroa, custe o que custar!!

Sem pensar muito, até porque se pensasse não faria, comecei a beber a gosma, sugando igual gelatina, mastigaria em lágrimas e engoliria tudo que pudesse e pouco a pouco, até que eu conseguisse levantar. “Imagina que é quiabada” Mentiria para mim mesmo.

Em pé, vomitaria tudo para longe de mim. E se eu continuasse vivo depois disso, avançaria atrás da jóia novamente, mas dessa vez atento para desviar de qualquer possível jorrada de gosma, ou ataque inimigo.



Histórico::
Páginas: 2
Posts: 6

Classe: Tanque
Agilidade: 110

Ganhos:
Perdas:


Classe: Tanque
Agilidade: 110
-Encontrar a saída do labirinto de salas.
240/240100/1005/1010/15

_________________

Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 Sign_b10


Meus cabritinhos
Narrador De Eventos
Ver perfil do usuário
Imagem : Desventura na Terra dos Sonhos - Grupo 1 - Página 3 Akhl8LC
Créditos : 00

Desventura na Terra dos Sonhos



Grupo 1

Um ato vale mais que mil palavras, não há pessoas que desejam verdadeiramente morrer, o instinto de cada ser vivo é primeiramente de preservação e sempre será, mesmo se tiver que queimar a bandeira do governo mundial e declarar guerra ao mundo, os seres vivos podem fazer de tudo para continuar respirando. Subaé não era diferente, ele olhava para a gosma grudenta que lhe agarrava e forçava suas pernas a tremularem, o verme entrava no deserto branco dentro da câmara e ia em direção ao mink, ele não tinha muito tempo e não conseguiria subir as escadas a tempo de pegar o cristal, teria de tomar uma decisão rápida, enfrentar o verme ou se livrar de suas amarras.

Sua atitude não era nada confortável, nada usual, era nojenta para ser verdade, se Saori estivesse assistindo, até mesmo vomitaria. O cabrito lançava sua boca em direção a goma e começava sugar a rebaba, a tarefa era difícil já que grãos de areia se misturaram com a saliva da criatura. Teria que ir além de chupar, abocanhava as partes duras e começava a se locomover, seu estômago se revirava lhe deixando tonto, estava vivendo um mini inferno, o gosto da baba do verme não era agradável.

Mesmo sabendo que morreria quando tivesse que fazer o número dois, ele correu pelo cristal, a dupla por sua vez teve que enfrentar as duas criaturas que sobraram, a questão era que estavam tramando um ataque combinado, e a dupla não teria qualquer escapatória, no climax da batalha, Kuro utilizou novamente deu seu poder, lançou a rajada acertando uma das criaturas, já a outra que havia recebido o chicote de Saori, não cairia no mesmo truque duas vezes. Suabé corria desesperado, dava algumas cusparadas em rejeição a última refeição, a criatura batia de frente com a escadaria fazendo degraus de rocha saírem voando, era como se estivesse triturando tudo ao seu caminho buscando apenas a buchada de Subaé.

Se jogando em direção ao cristal e encarando com desdém o faraó, o mink agarrava a chave de vitória, mas era engolido pelo verme que se atirou contra o pirata. Em um flash de luz, as criaturas brilharam e se tornaram parte do solo, explodiram virando areia branca, o casal havia sido salvo nos últimos segundos. - Reconheço os escolhidos. - A voz do imperador anunciava a vitória do trio, o mink caia de bunda no chão, segurando a pedra mágica que brilhava intensamente e um feixe saia em direção a uma parede atrás do faraó. Uma porta secreta se abria. - Eis a recompensa. O teste foi efetuado e o futuro definido, peço que não venham a falhar em suas vidas, pois aventuras perigosas os aguardam. - Uma coroa dourada torneava as cabeças de cada um. - Vão em frente!

Evento Finalizado