Tópicos Recentes
Destaques
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
I - A Selvagem e o SonhadorHoje à(s) 10:25 pmpor  DioColorsHoje à(s) 8:42 pmpor  Shiori1º Chapter - Wild HuntHoje à(s) 8:24 pmpor  ÀsCabras da Peste, vol 1- Amanhecer do SulHoje à(s) 6:02 pmpor  DeepDesventura na Terra dos Sonhos - Grupo 8Hoje à(s) 5:29 pmpor  Narrador De EventosP.D.N. Homem Ciclista vai atropelar Hoje à(s) 5:28 pmpor  Admin1v9 Kirinha Adventures - 1° EpisódioHoje à(s) 5:18 pmpor  Kira[Pedido de Instrutor] AnakinHoje à(s) 4:15 pmpor  Anakin[TUTORIAL] - IonukyHoje à(s) 4:11 pmpor  Joker[TUTORIAL] - DennisHoje à(s) 4:09 pmpor  Joker
 :: Oceanos :: Blues :: South Blue :: Reino Sorbet
Página 3 de 8 Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 XqxMi0y
Créditos : 10
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t386-prologo-frenesi-da-raposa#1165
1º Chapter - Wild Hunt Seg Maio 10, 2021 9:56 pm
Relembrando a primeira mensagem :

1º Chapter - Wild Hunt

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Às Volkerbäll . A qual não possui narrador definido.

_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 J09J2lK

Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 6Zsycwl
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Sex Maio 21, 2021 12:54 am

WILD HUNT


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h




Reino de Sorbet – South Blue
13:00h
Dia fresco com céu azul, 22 °C


Luta Akira



O tritão voava quase como um boneco para a parede, suas costas recebiam todo o impacto que faziam tudo atrás dele ficar totalmente rachado e destruído, mas ele era mais resistente do que parecia e se levantava depois de um tempinho.

Um bola de sangue com 2 dentes era cuspida por Akira que arrumava sua postura e desafiava Largo que nesse momento não parecia motivado a lutar como sempre, ele arregalava os olhos e dizia.

— Eu não posso fazer isso o dia todo! Odeio lutar tanto tempo, por isso que eu acabo logo eles matando as pessoas que são minhas oponentes.

Ele falava isso sem um pingo de malicia, apenas como um fato verídico que acontecia de novo e de novo em suas poucas lutas que já tivera antes, Shimizu tentava concertar seu maxilar que o incomodava mexendo de um lado para o outro para tentar aliviar a dor.

Já que estava sem dentes, ele mesmo terminava de arrancar toda a sua arcada dentaria, e sorria para largo com as gengivas sangrando levemente, sua aparência agora era de um senhor que a muito tempo não comia nada solido.

— Vocês tritões são estranhos...

Falava ele tentando não ver a tão estranha cena que acontecia em sua frente, enquanto Akira balbuciava algo para ele.

— Eu não entendi uma palavra do que você disse, porém acredito que tenha sido uma provocação, então vamos logo acabar com isso!

Ele abria os braços ainda tremendo, mas parecia ter diminuído em comparação a antes, talvez o calor da batalha estava fazendo ele se acostumar com a situação?

Segurando sua arcada dentaria e arrumando toda a sua postura de carateca Akira circulava Largo que ficava um pouco receoso de atacar de primeira, mas perdia a paciência e tentava agarrar o tritão.

Usando técnicas Shimizu redirecionava o antebraço dos dois braços de Largo para que não pudesse ser pego em um abraço mortal.


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 86aa1252786b13852bfd75b84cbda329


Um “soco” com a parte traseira da mão de Akira batia no nariz do homem, mas logo vinha o verdadeiro ataque, a mão que estava seus dentes o ataca atingindo o com tremenda força.

Um som de algo sendo rachado pode ser escutado pelo tritão, era o dente de tubarão sendo fixado no crânio do pobre Largo que agora grunhia de dor enquanto se afastava lentamente para não cair.

Aproveitando a abertura Akira se abaixava e desferia um ataque nas costelas do grandão e mais um som de algo se partindo era ouvido, talvez uma costela ou outro osso acabou de ser trincado.

Mas antes que ele pudesse se afastar novamente, seu braço era agarrado mais uma vez, a força do agarrão dele era tremenda, e algo estava diferente, ele não estava mais tremendo! E sua aura havia mudado de forma drástica.


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Tenor


— AIIIIIIIII, CHEGA! EU NÃO AGUENTO MAIS, QUE DOR, QUE DOR, QUE DOR, POR ISSO QUE EU NÃO GOSTO DE LUTAR, MAS SE EU ME FERREI TANTO ASSIM VOCÊ TAMBEM VAI!

Em uma reação rápida, Shimizu mordia com aqueles dentes que até moíam pedras, seus dentes fincavam na carne de Largo e o gosto de sangue inundava sua boca de tubarão, mas ainda assim o homem não o soltava.

Ele levantava Akira e agora o segurava pelos cabelos, puxava com tanta força ele para trás que mais uma vez sua arcada dentaria era arrancada, tentando lutar para sair daquela posição com toda sua força o tritão ficava em apuros real desde que a luta começou.

A postura do grandão mudava, ele abaixava as suas pernas e seu braço que estava livre ia bem para parte de trás quase como um soco de um carateca, parecia que ele havia aprendido algo nessa luta.

Ainda tentando escapar de forma desesperada o tritão escutava algo que nunca tinha visto antes, o coração do homem parecia bombear uma quantidade massiva de sangue, quase como outra mistura que não era sangue.

O braço do homem inchava pela quantidade de sangue que era recebida, seu bíceps aumentava levemente de tamanho, um olhar assassino vinha na direção de Shimizu, algo grande estava por vim, e ia doer muito!


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 7f19761f1a1399ca8214a12c077f8de6


— AAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHH

Gritava largo de forma desenfreada como se estivesse possuído por alguém diferente de antes, o punho que mais parecia uma marreta acertava a pobre e linda face do homem peixe, ele redirecionava o golpe para o chão e o enfiava lá.

Jogava seus dois braços para trás agora ainda maiores que antes e começava a socar sem parar o corpo de seu adversário.


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 C8132a02205025a4684847a25fa740df2022f9ac_hq


Depois de um bom tempo socando e gritando sem parar o homem finalmente parava, em pé olhando para cima suando como um louco, mas rapidamente fraquejava e caia de cara no chão apagado.

Akira estava em uma cratera formada por punhos grandes, provavelmente se mexer seria muito difícil ou pelo menos extremamente doloroso e desconfortável...


Luta Ás



Ás ficava animada com tudo, porém não transparecia para sua oponente, ela percebia a quão rápida e durona a caolho era, sem tanta sorte a jaqueta que ela adorava era rasgada pela faca da pirata.

Volkerball respondia a pergunta de antes mesmo que provavelmente fosse retorica.

— Hahahahahahaha, concordo, eu vou matar você rapidinho, você é divertida, não merece morrer sofrendo.

Contraindo suas pernas para um grande avanço, Ás se abaixava bem e saia como um foguete para cima de sua oponente.


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 88ckufw


Cada segundo que se passava e quanto mais ela se aproximava de sua oponente, mais seus olhos e outros sentidos trabalhavam de forma afiada, afinal tomar uma facada não seria algo que ela ou sua jaqueta gostariam.

Percebendo os mínimos detalhes para cessar o ataque caso precisasse Ás continuava o avanço, ela não se movia também olhando tudo, mas quando o chute era dado ela usava a sua faca para cortar a perna de Volkerball.

Já esperando por isso, ela parava seu ataque de forma abrupta, e começava a “gingar” como um lutador de boxe faria, A caolho tenta um corte porem Ás passava por de baixo do braço da pirata e acertava um cruzado bem no queixo da mulher.

A porrada era grande e o ataque era em cheio, o que fazia ela cambalear levemente, esperta e sagas a mulher do time dos mocinhos percebia que mais um corte seria efetuado, então logo colava seu corpo junto do da pirata, porem talvez para ela aquilo não fosse tão bom assim.

Largando a faca e deixando ela cair no chão a caolho pegava na gola da jaqueta de Ás e movia todo seu corpo para trás como se preparasse algo, era rápido demais para desviar então ela ia com tudo.


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Tenor


O crânio e o cérebro de Volkerball estremeciam, aquilo era uma cabeça ou uma rocha? Provavelmente era uma dúvida que se passaria na cabeça dela neste momento, ela não tinha escolha a não ser ir para trás, porem a pirata não parecia ter saído ilesa daquilo.

— Hahahahahaha, esse tipo de ataque são os mais divertidos, de resistência!

Ela tentava pegar a faca no chão o que abria uma abertura para um contra-ataque, um pulo com um chute rotativo na altura do queixo era encaixado, ela rodopiava no ar e caia no chão, tentava se levantar o mais rápido possível e Volkerball avançava rapidamente em sua direção.

Mais um golpe era encaixado, um gancho de direita acertava novamente seu queixo que já sangrava e estava roxo de tanta porrada, ela parecia muito desnorteada e aproveitando Ás encaixava mais um e mais um e outro!


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Tumblr_nzo592z47U1s21xzoo1_500


Ela finalmente cambaleava e parecia que ia cair a qualquer momento de cara no chão, ela sorria sem alguns dentes e apontava para a barriga de sua oponente vitoriosa, sem nem perceber antes talvez pelo calor da batalha, a faca estava fincada no abdômen de Ás e sangrava de forma lenta porem constante.

Ela caia desmaiada no chão com um sorriso, ao menos ela parecia ter gostado da luta.

Luta Hollyday



Os dois eram muito bons dançarinos nessa valsa mortal, e Hollyday sabia disso, talvez Estreitin também, mas uma coisa era fato, os dois possuíam dedos rápidos o bastante para se colocarem no caixão.

— HOLLYDAYYYYY EU VOU MATAR OCE HOLLYDAYYY.

O coiote respirava lentamente atrás do caixote que ele estava protegido, ele lembrava dos ensinamentos de seus experiente pai, afinal Estreitin não teria aquela recompensa toda por nada, ele já havia matado muitos outros antes.

Pensativo em como lidaria com a situação, Rango retirava seu chapéu de sua cabeça, o que havia gerado tudo isso para começo de conversa, mas ele seria sua carta na manga, levantando o chapéu lentamente colocando ele em um ponto estratégico Estreitin mordia a isca.


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Aoharu-x-Kikanjuu-gif-3


Quase como se tivesse um rifle em suas mãos, ele acertava o meio do chapéu, se a cabeça do coiote estivesse ali, certamente um buraco entre seus olhos seria feito neste momento.

— AHHH SEU RATO SUJO! EU VOU MATAR OCE AGORA!!!!

Estreitin perdia a paciência e saia de trás de sua proteção e começava a “chumbar” o coiote de tiro, ele puxava seu segundo revolver quando as balas do primeiro acabavam e atirava novamente sem parar.


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 4049b559d6f08dc8ac5c174a53d109d4


— Oce viu o que ta cheio suas caixa seu fi da mãe? Oce acha que eu escolhi o lado de lá atoa? SUA CAIXA TA CHEIA DE DINAMITE!!!!!

Em um movimento rápido Hollyday rolava agora onde estava o chapéu de distração, e ele o colocava em sua cabeça, ele aparecia enquanto Estreitin recarregava sua arma ele mirava, com apenas um olho.

Um disparo certeiro de Rango acertava a garganta de Estreitin, ele caia de joelhos e parecia desolado com o que havia acontecido, mas ele não parecia que iria se render! Ele levantava seu revolver, puxava o cão de sua arma e mirava para as caixas que Hollyday estava próximo e....

— BANG BANG

O coiote corria com toda a sua velocidade quando via que a arma tinha sido levantada, então com sua ótima audição ele sabia, a dinamite havia sido acertada e o boom viria agora!


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Gifs%2Banimados%2BExplos%25C3%25A3o%2B8


Todos que estavam próximos eram lançados com uma força poderosíssima, o cais era totalmente destruído e o navio era jogado ao longe se soltando das amarras que o mantiam parado.

O coiote que era o que estava mais próximo sentia suas costas queimarem como fogo e era lançado até onde Akira estava, e caiam logo em cima do pobre tritão que já estava completamente surrado.

O destino de Ás era diferente e ela era jogada no mar para sua sorte, ou não já que com isso a faca saia do local que estava presa e uma forte hemorragia começava e agora a perda de sangue era grande e continua.


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico:
Post: 5
Perdas:

Ganhos:

Considerações:
Akira: PdV: 200 - 50 Pelo lançamento na parede = 150 - 40 pelo primeiro soco e 50 pelo restante = 60
Hollyday: PdV:140 - 35 pelo tiro de raspão = 105 - 60 pela explosão e queimadura = 45
Ás: PdV: 120 - 20 pela facada = 100 - 40 pela facada = 60


_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 KMdYuOB
Yami
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 D4ektrF
Créditos : 5
Localização : Reino Sorbet
YamiEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t297-1-chapter-wild-hunt
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Sex Maio 21, 2021 9:19 pm

Wild Hunt
- Falas | ~ Pensamentos



A saliva parecia se solidificar, com tamanha dificuldade de engolir. O braço, preso como se tivesse enfiado-o em concreto, sentia um aperto que seria capaz de triturá-lo sem o menor esforço. Uma mordida havia sido tudo o que eu era capaz de fazer, mas graças a um puxão forte de meu couro cabeludo, deixava outra arcada dentária para trás, ficando bangela novamente. Sorria meio sem jeito para o grandão, enquanto uma gota de suor fria escorria pela têmpora. — Hehe… Amigos? — É… Eu tentei, mas os segundos seguintes não me diziam que isso seria uma opção.

A analogia mais próxima que eu poderia imaginar era de ter sido atropelado por um navio um pouco depois de uma manada de elefantes ter me tornado um patê de homem-peixe. Ossos estalavam em lugares que eu sequer imaginava que existiam e, quando enfim o golpe cessou, pude abrir os olhos e notar o estrago feito. Largo, entretanto, havia dado o máximo de si, e graças aos golpes que eu também havia encaixado com precisão, seu corpo caía antes que pudesse agir mais uma vez.

Meu corpo, entretanto, era inquebrável! Ou, ao menos, era assim que eu me enxergava. Com as mãos nos joelhos, me daria apoio para me erguer, enquanto o sangue escorreria pela minha face e corpo. — Mandou bem, grandão. Defendeu seu irmão com tudo o que tinha. — Minha mão esticaria até ele, arrancando a arcada dentária que havia ficado ali e encaixando em meu maxilar novamente, para ao menos não me deixar sem dentes. Entretanto, um cachorro-voador-não-identificado vinha direto ao meu encontro, como uma vingança pela brincadeira de hoje de manhã, e nos fazia rolar novamente pelo chão sujo.

Com o corpo doendo de novo, olhava para o Sarnento e suas costelas queimadas. Olhava para os lados, em busca de algo rápido para tratá-lo. — Droga, droga, droga… Você tá bem, Sarnento?! Fique quieto aqui, tá entendendo?! Veja se conseguem água pra você!! — Cogitava levá-lo até o mar, mas o sal da água iria piorar a situação. Ele precisava ser tratado com água potável e corrente para aliviar a sensação, e talvez de algumas pomadas cicatrizantes… Eu estava ferrado quando voltasse pra casa com esses dois machucados.

Por falar na outra, agora notava que Às estava numa situação ainda mais intensa. Ao ver as gotas do sangue de minha irmã saindo de seu tórax, meu corpo começava a agir esquisito, e quase como um telespectador assistindo a um filme em primeira pessoa, eu testemunhava algo que não conseguia explicar. E naquele momento… Eu não pensei em nada. Meu corpo apenas se moveu por conta própria.

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 EisChBjWkAYghaN

Cruzando o campo de batalha totalmente destruído, mesmo entre tiros e explosões, eu cruzaria numa linha reta até onde Às estava despencando, e sem sequer planejar, eu pularia de cabeça no mar em uma tentativa frenética de alcançá-la. Mesmo que caíssemos na água, utilizaria de toda a hidrodinâmica de meu corpo para interceptá-la antes que afundasse demais, ou até mesmo se afogasse. Colocando-a em meus braços, daria uma meia-volta com um jogo de pés, me impulsionando para fora do mar assim como os golfinhos fazem — apesar de odiar me comparar a eles.

Tentaria sair do mar com um único impulso, ainda com minha irmã em meus braços. Apoiaria seu corpo no chão, com cuidado, enquanto levaria minha mão para seu ferimento, pressionando-o firme. — Evite se mexer mais do que o necessário, Às. Eu vou cuidar de você, ok? Confie em mim. — Apesar do nervosismo, os músculos não tremeriam nem por um único instante, e até mesmo as dores que estava sentindo segundos atrás, não pareciam mais do que leves incômodos. Sabia que meu corpo estava tão ruim quanto o dela, mas eu jamais me perdoaria se essa idiota fosse dar desculpa no jantar que “não comeu demais pois recebeu uma facada hoje”. Quanto às tentativas da garota em se manter firme, eu sorriria em alívio ao ver que sua determinação não havia sangrado junto. — Um irmão nunca será tão delicado quanto uma mãe. Melhor segurar firme. — Diria, me referindo à dor, e também uma pitada de humor para distraí-la do ferimento.

Erguê-la-ia novamente no colo, caso não conseguisse se erguer, ou apenas a ajudaria a apoiar seu corpo em meus ombros. Estreitin, Largo e agora a outra mulher já estavam nocauteados - ou pior - então eu tinha tempo o bastante para cuidar dos ferimentos de meus irmãos antes que o meu próprio corpo chegasse ao limite. Apoiando o corpo de Holly e Às na mesa do bar, olharia para os que ali estavam presentes com um olhar mortal, como de alguém que havia derrubado um pirata com o dobro do seu tamanho. — Álcool. Agulha. Linha. Ataduras. Agora! — Por sorte, sabia que alguns daqueles eram conhecidos de Às, portanto a possibilidade de haver um médico entre os tripulantes era alta, e do mesmo disponibilizar para a gente um kit de primeiros socorros era algo provável de acontecer. Se não fosse o caso, teria que improvisar com o que tínhamos, seja esquentar a faca de Largo para cauterizar o ferimento e usar peças de roupa para pressionar a ferida… Qualquer coisa que fosse manter meus irmãos vivos era válido naquele momento. Entretanto, caso o extremo fosse necessário e a cauterização fosse viável, notaria a rejeição de Às quanto ao procedimento, me fazendo arremessar a faca para trás em protesto. — Você não tá ajudando! Ou é isso ou é pedir pro Sarnento lamber até sarar! — Resmungava, mas nesse caso em específico onde não houvesse recursos o bastante, apenas pressionaria o ferimento e faria um torniquete, que seria o bastante para ao menos servir para levá-la de volta para casa, onde poderíamos tratá-la melhor.



  • Posts: 6
  • Ganhos:
  • Perdas:
  • Posts Desvantagem: 4/20
  • Players/NPCs:
    Às (irmã)
    Hollyday (irmão)
    Sasha (mãe/NPC)
    Teodor (pai/NPC)
  • Localização: South Blue - Reino Sorbet



PdV: 200
STA: 100

Força: 5 +4 +2 +2
Destreza: 0
Acerto: 15 +4 +2
Reflexo: 0 +2
Constituição: 0 +4

Agilidade: 11
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Qualidades:

Afinidade com HakiPor algum razão, você tem uma facilidade natural para compreender a manipulação e o conceito de Haki, por conta disso, você pode escolher aprender o Haki do Armamento ou Haki da Observação no nível oito, aprendendo o Haki seguinte normalmente no nível dez.

Duro de matarVocê continua consciente mesmo ao atingir uma porcentagem negativa de PdV, entretanto, ainda morrerá normalmente ao alcançar -21% de seus PdV.

CarismáticoVocê tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.

Idioma MarítimoVocê é capaz de se comunicar com criaturas marítimas através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Nadador NatoVocê é capaz de respirar debaixo d’água e ganha 10% de agilidade ao se locomover dentro d’água.

Arcada RemovívelVocê possui dentes extremamente afiados e resistentes. Sua arcada dentária pode ser removida da sua boca e crescerá instantaneamente de forma automática. A regeneração de arcada dentária pode ocorrer uma vez a cada duas páginas.

Defeitos:

GulosoSeu estômago parece um poço sem fundo, você sempre come mais do que necessita e precisa se alimentar ao menos uma vez a cada duas páginas. Além disso, em termos mecânicos, todas as condições de faminto aplicadas em você sobem uma categoria.

AltruístaVocê constantemente coloca a vontade, os desejos e a segurança das outras pessoas sobre a sua.

ImpulsivoVocê não pensa antes de agir, comprando brigas e assumindo riscos que podem ser mortais, além de frequentemente ignorar o bom-senso padrão.

Ambição [Fazer a maior festa que o mundo já viu]Você tem uma meta ou objetivo de vida claro e não mede esforços para alcançá-lo. Pode-se tratar de alcançar um posto, adquirir um objeto ou realizar uma mudança no mundo, você aproveitará toda oportunidade que tiver para se aproximar de seu objetivo. [Akira tem como maior objetivo de vida se tornar conhecido pelo mundo inteiro e, um dia, ser capaz de reunir pessoas de todos os cantos do mundo para uma grande festa, onde poderá compartilhar copos de sakê com grandes amigos.]

AtípicoDevido ao fato dos Homens-Peixe não serem tão comuns e não se tratarem de uma raça tão populosa quanto os humanos, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

DiscriminaçãoVocê tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e muitos podem lhe perceber como uma criatura grotesca e monstruosa. Vários humanos podem lhe tratar como uma criatura inferior e desumana pelo fato de você ser diferente deles e pelo histórico das relações entre homens-peixe e os humanos. É válido notar que nem todos partilham desse pensamento e agem dessa forma.

SegregaçãoPelo fato de ser um homem-peixe, você é proibido de ingressar na Marinha ou no Governo Mundial (contudo ainda pode fazer a vida como um Caçador de Recompensas).

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.



Arma: Faixas de MãoDescrição: Um par de faixas de um tecido maleável e resistente, que serve para ser enroscado ao redor dos punhos para dar maior firmeza e capacidade de impacto.
Tipo da Arma: N/A
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +2 em Força/LVL
Estado: Nova


Última edição por Yami em Sab Maio 22, 2021 12:12 am, editado 1 vez(es)

_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 V8upj2D

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 YDNzcDa
Às
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 PqslDr4
Créditos : 05
ÀsDesigner
https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t297-1-chapter-wild-hunt#894
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Sex Maio 21, 2021 11:41 pm




»» Wild Hunt ««

- Às Volkerbäll -


Ж

Uma boa luta podia se encaixar perfeitamente em muitas descrições, uma disputa acirrada entre oponentes do mesmo nível era talvez o conceito mais comum dentro dessa linha de pensamento, mas era preciso ser sincera em relação a minha impressão de tal conceito, sentia-me confortável com particularmente qualquer luta, mas uma boa luta certamente era aquela onde podia tirar algum proveito, especialmente no que se dizia a experiência de luta ainda que já tivesse bastante até aquele momento. O combate se resolvia de maneira breve, se tinha interesse em resolver aquilo rápido, a caolha certamente pensava o mesmo após a primeira troca de golpes, afinal de contas para alguém aparentemente cheia de si, buscar uma finalização rápida era um sinal de que pelo menos havia percebido que eu não era alguém a ser subestimada.

Havia cumprido com minha estratégia, mas ainda sim era surpreendida por um golpe inesperado da mulher enquanto me mantinha bem próximo dela. Uma falha de julgamento para ser mais correta, havia me prendido tanto a suas armas que sequer havia considerado a possibilidade de um golpe com sua cabeça. - Sua tenacidade é interessante… - o comentário vinha como um tiro, a dor de cabeça que aquilo me causaria depois seria um belo problema, mas se ele esperava de mim um sinal de fraqueza, havia cruzado com a pessoa errada e principalmente, deveria ter permanecido com o rifle. - ...mas é insuficiente. - um leve sorriso surgia antes de voltar a investir contra a pirata, aproveitando-me de sua abertura para desencadear uma enxurrada de golpes até enfim, percebe-la prestes a desmaiar.

O calor da luta fazia meu sangue ferver e muito por isso, podia dar-me ao luxo de ignorar certas dores, talvez por isso ao testemunhar o sorriso retumbante dela ao apontar a faca presa em meu abdômen, pude reagir de maneira intimidadora até o final. - Uaaau… - observei a ferida, notando o sangue escorrer levemente à medida que levava um de meus dedos ao cabo, tocando-o algumas vezes, tentando compreender a profundidade que a lâmina havia chegado. - ...uuuuuuh! - voltava a encará-la com um olhar de desdém, como se fizesse troça de sua pequena vitória. Não permitiria a ninguém como ela ver-me com olhos de medo ou desespero, não lhe daria esse gosto enquanto estivesse consciente. - Fique feliz somente pela luta! - sentia o gosto de sangue nos lábios, cuspindo um pouco no chão antes de ser surpreendida pela explosão, sentindo o impacto atingir-me junto do navio, arremessando-me direto no mar.

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Giphy

Havia sido questão de segundos, um som seguido de um flash e depois a água, a surpresa durava pouco tempo, o pensamento corria rápido e a percepção me levava a notar a dor crescente antes mesmo de notar o vermelho do sangue manchando as águas. - Tenha foco! - o pensamento vinha como um alerta, quase um tranquilizante. Prenderia a respiração de imediato, a situação me colocava com pouco oxigênio e precisava agir com rapidez perante a incerteza do tempo que levaria para alcançar a superfície. Arrancaria a jaqueta ainda dentro da água, enquanto procuraria pelo corpo da caolha, assim começaria a nadar até a superfície, enrolando a peça de roupa ao redor do meu abdômen para que pudesse apertá-la com um forte nó na região perfurada a fim de estancar ao máximo o ferimento. Se encontrasse a pirata próxima de mim, nadaria até ela, para puxá-la até a superfície também.

Na superfície, com ou sem a pirata procuraria nadar até o porto, observando a destruição de longe. - Merda...preciso me apressar! - reclamaria, mas se visse Akira vindo ao meu encontro ficaria mais calma, ajustando meu ritmo com o dele, já que ele não pareceria tão melhor assim fisicamente. Ao chegar no porto, sairia da água, procurando algum local para me sentar. - Não se preocupe tanto comigo, esqueceu que minha mãe era médica? - sorriria, sentindo de forma bem mais forte a dor na região. - Além do mais, já passei por coisa pior. Como está Rango? - questionaria a respeito do coiote, levando a mão até o local do ferimento para manter a região pressionada. Seguiria junto de Akira até um local onde pudesse dar a ela a condição de tratar de mim e de Rango, se houvesse membros conhecidos no local, adicionaria mais um pedido junto ao kit médico. - Bebida, eu preciso de uma boa bebida! - o álcool seria ideal para esquecer um pouco a forte dor que passava a me acometer, tornando até mesmo o simples fato de respirar uma tarefa incômoda.

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Tenor

Se recebesse uma garrafa, arrancaria a tampa com a boca, cuspindo-a longe antes de virar alguns bons goles. Aguardava o tratamento, mas somente uma coisa poderia me tirar do eixo naquela ocasião e se, notasse a intenção de Akira em cauterizar minha ferida o impediria de imediato, segurando sua mão. - Sem cauterizações! - minha face mudaria e elevaria meu tom de voz na mesma proporção, haveria uma forte intimidação vinda da minha parte, mas somente Akira poderia perceber um sutil detalhe através do toque, uma mão trêmula a apertá-lo com força.






Histórico:
Post: 6
Nome: Às Volkerbäll
Profissão: Navegadora.
Proficiências: Acrobacia | Astronomia | Condução | Navegação | Meteorologia.
Qualidades: Versátil | Destemida | Prontidão | Mestre em Haki | Duro de Matar.
Defeitos: Altruísta | Heróica | Sincera | Leal | Gulosa.
Ganhos : -x-
Perdas: -x-
Localização: Porto - Reino Sorbet - South Blue






_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 1z5ndHk

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 ZaT0xpq
HollydayRango
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 120x120
Créditos : 00
HollydayRangoCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Dom Maio 23, 2021 4:20 am
Cachorro Quente!

Aquilo que chamamos de duelo explosivo!





Aquele cachorro louco era bom de tiro assim como era bom em gerar confusão mas nem nos meus sonhos mais loucos eu imaginaria ele também fosse um egocêntrico do caralho, não como ele de fato era. Quando os tiros foram trocados e as estratégias formadas restava esperar para ver quem ia perder e eu estava confiante.    

A estratégia do chapéu tinha funcionado exatamente como planejado, aquele baixinho estava concentrado e me acertar mas não em observar onde eu estava. Quando ele começou a descarregar a arma buscando me furar com uma peneira não havia reparado no erro de principiante que ele mesmo havia cometida, em um duelo de tiros economizar cada uma das balas era primordial. Eu contei cada um dos espaços uma após outra e quando todos os disparos tinham sido feitas rolei pegando meu chapéu e disparei único e direto tiro, em minha mente apenas um pensamento:
“eu Vou disparar agora...”. Uma cadeia de ações começou a correr após o disparo, uma cadeira de ações que só poderia ser dita como caótica.


ele tinha falado sobre dinamites no barril, nas caixas em tudo à minha volta, e acabar com ele foi a minha decisão pois do contrário seria uma ameaça ainda maior. O que eu não contava que eu desgraçado era muito sagaz, acionamentos tinham acendido pode sentir pelo meu nariz aguçado o cheiro adocicado os componentes que faziam a dinamite, instalo surdo foi ouvido no momento que as dinamites se ativaram mais rápido do que a minha reação veio a explosão.  ”Que merda...” Foi o único pensamento que tive tempo para ter.

O clarão tomou conta minha visão eu pude sentir o meus pelos chamuscar em e depois logo senti o cheiro da minha pele queimada. Fui alavancado do chão para um outro lugar.

Se não fosse aquela tilápia de 1,79 muito provavelmente eu estaria em maus lençóis por me chocar com a parede, eu não sabia qual a reação tomar naquele primeiro momento se tentar parar aquela dor, se tentar me levantar, focal generalizada gerado pela aquela explosão poderia ser dito apenas como está dentro de um inferno.

Demorei a recobrar a minha consciência mas logo me dei conta da minha situação, quando escutei o desespero de Akira compreendi que muito provavelmente algo tinha ocorrido.


Nossa irmã não parecia estar ali o que me fazia presumir rapidamente que alguma coisa tinha acontecido, tentei recobrar minhas forças mas as queimaduras doíam muito, quando vi Akira e minha irmã sair da água pude sentir um certo alívio, apenas emocional o físico continuar baleado, observei o cenário tinha que ver se os corpos estavam ali, esperei a aproximação de Akira para então uma ponta para ele com meu rosto onde os corpos estavam, a mensagem poderia aparecer que eu estava preocupado se os homens estavam prontos para uma luta mas minha preocupação era apenas se outros virão em seu resgate.

Pressupondo que nenhum outro membro daquela tripulação estava tentando resgatar seus companheiros esperaria ser tratado para poder auxiliar a recolher aqueles corpos, claro também observaria se não existiam mais feriados civis, era para ser uma ida até o porto mas parece que essa família não consegue lidar com um assunto simples sem uma confusão.



bichaelson




- Falando com animais.
- Pensamento
- Técnica
- Fala Normal

Comentários OFF:



Histórico Rango:


Nome do Player:  Hollyday Rango
Nº de Posts: 06
Perícias: Zoologia, Briga, Sobrevivência, Doma e Adestramento
Ofício: Cozinheiro
Vantagens: Ambidestra, Liderança, Prontidão, Precisão Temporal, Garras e Alpha
Desvantagens: Inimigo, Dívida ( 25 Milhões  - Pagos 0 Milhões ), Extravagante e Altruista.

● Ganhos Rango:


● Perdas Rango:


● Ferimentos Rango:



_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 XHHUTWQ
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 6Zsycwl
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Dom Maio 23, 2021 6:09 pm

Wild Hunt


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h






Reino de Sorbet – South Blue
13:20h
Dia fresco com céu azul, 22 °C


O tritão se levantava lentamente após ter sido esmurrado como uma massa nas mãos de um padeiro, as dores que seu corpo mostrava que não era brincadeira a força de largo, que possivelmente era o último vivo dentre os 3 piratas.

Tentando pegar a sua arcada dentaria, Akira percebia que ela estava muito mais quebrada do que em boas condições, vários dentes estavam faltando, mas era melhor aquilo do que ficar sem nada em sua boca...


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 0aefcb946ea28ae3eb5c4188953321bf


Um cachorro quente vinha voando com grande velocidade para cima do ruivo e os dois se trombavam rolando pelo chão mais uma vez, porém quando ele de fato observava, percebia que seu irmão não estava “tão bem” quanto ele.

Já meio desesperado pensando no que deveria fazer, o tritão começa a tentar ir atrás de água potável, mas ao ver sua irmã sendo jogada ao mar com tanto sangue sendo espalhado, sem nem pensar ele saia em disparada até lá.

Correndo por meio de leves explosões, madeira queimada, ele ia em uma linha reta frenética, Shimizu pulava de ponta na água.

Ás pouco a pouco sentia tudo ficar gelado e sua respiração era pouca já que não tinha tido tempo direito para se preparar para um mergulho, o sangramento era sério, mas ela sabia se cuidar, afinal sua mãe era médica.

Mesmo que lentamente ela começava a nadar para a superfície e para a praia, porem antes que ela precisasse gastar muito mais energia seu irmão a encontrava.

Enquanto isso o coite ficava apagando e voltando para a realidade sentido o cheiro de pelo e carne queimada, ele tentava levantar, mas quando se mexia ele podia sentir que era melhor não, provavelmente iria agravar a situação da queimadura em suas costas.

Um cheiro familiar invadia seu focinho, alguém que ele não gostaria de ver, apesar de só ter falado com ele poucas vezes antes, porém ele sabe que esse alguém era do “cartel”


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 884c08cc5af2579f36e788114066de3e


— AUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU ora ora ora, quem nos encontramos aqui hm?

Algo deixava o coiote um pouco receoso, ele definitivamente estava na presença de outro alfa, um primo distante de uma raça que dominava todas as canídeas, um lobo!

— Uma explosão gigante acontece na minha área e olha só quem está por trás dela né Hollyday, você assim deitado sem quase conseguir se mexer me dá até [agua na boca HAHAHAHAHA AUUUUUUUUUUUUUUUUUU!

Ele se agacha bem perto da orelha de Rango que estava tentando se levantar até o momento, pouco a pouco ele começava a se acostumar com a dor.

— Mas claro que o Cornelios não ia deixar eu fazer isso, bem pelo menos não até você pagar o que deve, mas olha só você até caçou algumas pessoas para gente!

Enquanto isso os dois saiam finalmente da água e podiam ver vários lobos e humanos recolhendo os corpos dos piratas enquanto Hollyday finalmente conseguia ficar de pé novamente.

Os três se reuniam novamente enquanto os dois que acabaram de voltar talvez ficassem perdidos com toda a situação.

— AUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU nossa vocês estão só o caco em... Bem eu não sou um monstro, eu posso vender para vocês alguns kits médicos HAHAHAHAHAHAHA, mas claro que isso ia aumentar a dívida de vocês.

O lobo era interrompido por os marinheiros que estavam no porto antes, e agora voltavam com algumas coisas para ajudar Ás e seus irmãos.

— Tch, eu ia fazer mais uma venda se esses caras não voltassem, bem foda-se, GALERA PEGUEM OS CORPOS É TUDO NOSSO!

Se algum dos irmãos tentassem impedir o lobo ele apenas abaixaria o óculos um pouco e soltaria toda a sua sede por sangue.

— Hehehehe, tem certeza que quer brincar agora? Não acho que vocês estejam em condição de me enfrentar, nem com todos os dentes aquele ali ta na boca, e além do mais, eu só estou pegando o que é nosso certo?


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Tumblr_mmcjems5bk1r3tf2lo1_500


Mais um lobo aparecia logo atrás dele trazendo novas notícias da situação


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 Aa44788341a848cf862a1ce24c7282b4

— Chefe os dois corpos já estão na carroça, porem um deles não cabe é grande demais.

— HAHAHAHAHA perfeito! Homens vamos embora, ah, família Rango, ótimo fazer negócios com vocês! AUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU HAHAHAHAHAHAHAHA!

Aos poucos eles iam deixando o local com as cabeças que valiam tanto dinheiro porem o lobo chefe parava e falava.

— Como eu disse antes eu não sou um monstro certo, porem ficar com a recompensa de Largo e ah não se preocupem, isso vai contar para a dívida de vocês pelo menos HAHAHAH AAUUUUUUUUUUUUUU!!!

Aos poucos os homens do porto de antes começavam a cuidar dos Rango, pomadas, suturas e até cauterização porem Ás ficava muito relutante a esse procedimento e pedia para Akira para que não fosse feito.

— Bem o melhor que eu posso fazer é de oferecer esse rum e costurar no seco mermo! Porem vai dor pra dedeu!

Dizia um dos homens que havia viajado com Volkerball, agora estavam todos ali, sendo tratados e com os corpos das suas recompensas sendo levados, menos o de largo que ainda estava inconsciente no chão.


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico:
Post: 6
Perdas:

Ganhos:

Considerações:
Akira: PdV: 200 - 50 Pelo lançamento na parede = 150 - 40 pelo primeiro soco e 50 pelo restante = 60
Hollyday: PdV:140 - 35 pelo tiro de raspão = 105 - 60 pela explosão e queimadura = 45
Ás: PdV: 120 - 20 pela facada = 100 - 40 pela facada = 60

TODOS OS FERIMENTOS ESTÃO SENDO TRATADOS CASO NÃO DECIDAM TRETAR DE NOVO


_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 KMdYuOB
Às
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 PqslDr4
Créditos : 05
ÀsDesigner
https://www.allbluerpg.com/t271-as-e-volkerball#780 https://www.allbluerpg.com/t297-1-chapter-wild-hunt#894
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Dom Maio 23, 2021 10:00 pm




»» Wild Hunt ««

- Às Volkerbäll -


Ж

Então onde ele está? - o resmungo era risível junto a preocupação de uma possível cauterização. Embora o aparente estado físico indicasse que estava em melhor condição, na prática era outra coisa e a perda de sangue constante era suficiente para roubar boa parte de minha força, ainda que pouco deixasse transparecer tal estado de debilidade. Akira havia se jogado no mar, mesmo ferido para me ajudar e talvez por isso pudesse ainda ser capaz de reagir ou me manter consciente naquela situação, embora o pouco tempo de resolução do conflito abrisse margem para visitas inesperadas. - Sabe quem são aqueles? - diria assim que colocasse meus olhos no grupo de desconhecidos que pareciam recolher os corpos dos piratas. Um destes, o Mink parecia ser o mais chamativo não demorava para nos notar e oferecer kits médicos ao custo de aumentar uma dívida.

Dívida? - as palavras vinham com uma óbvia confusão, enquanto olhava o ruivo de soslaio e logo recolocava meu olhar no semblante de Rango, a agitação do porto aumentava e naquele espaço de tempo os marinheiros que me conheciam retornavam com suas próprias provisões para nos ajudar. - De vocês?! - cuspia as palavras com evidente indignação, enquanto me levantava para seguir na direção deles. - Isso seria uma ameaça? - o olhar firme mal pareceria condizer a mão trêmula na região atingida pela faca, o lobo era bom de cuspir ameaças, mas intimidar-me não seria tão fácil, além do mais toda aquela situação ainda me deixava muito confusa em relação ao que ele dizia sobre dívida e de como eu preferiria socar-lhe a cara. - Rango, você o conhece? - questionaria o coiote e baseado em sua resposta, recuaria se fosse necessário, ainda sim a presença de um outro Mink fazia o lobo voltar a falar dando mais entendimento sobre o que era aquela ação.

Acho que estou começando a entender… - sussurraria junto a Akira, indicando-o para se controlar também. - ...este assunto envolve Rango diretamente, aceite a decisão dele por enquanto. - não era do meu feitio recuar, mas a possibilidade de passar por cima da decisão do sarnento naquela ocasião não me pareceria correta, por mais razões que a súbita antipatia para com aquele lobo me desse. - Eu realmente vou precisar de uma boa bebida! - suspirava à medida que observasse os homens partindo com os procurados que havíamos capturado. - Oww...vai doer mesmo? Eu nem imaginava… - diria de forma cínica, bebendo o rum até a metade da garrafa antes de puxar a blusa para o procedimento. Iria doer? Certamente, mas naquele momento talvez meu sangue estivesse tão quente que pouco me incomodaria com aquilo. - Rango!! - chamaria pelo Mink. - Quem eram aqueles caras? De que dívida eles estavam falando! - um pouco irritada? Talvez, é comum se irritar quando se está em uma situação da qual você pouco conhece mas se vê invariavelmente presa. - Melhor começar a falar, porque eu não estou gostando nem um pouco do que estou pensando a respeito disso! - era dura, mas sincera nas palavras, não estava disposta a me mover um centímetro que fosse se não houvesse uma boa explicação da situação e somente após uma resposta que agitaria não apenas a recompensa de Largo, como nosso possível retorno a fazenda.






Histórico:
Post: 7
Nome: Às Volkerbäll
Profissão: Navegadora.
Proficiências: Acrobacia | Astronomia | Condução | Navegação | Meteorologia.
Qualidades: Versátil | Destemida | Prontidão | Mestre em Haki | Duro de Matar.
Defeitos: Altruísta | Heróica | Sincera | Leal | Gulosa.
Ganhos : -x-
Perdas: -x-
Localização: Porto - Reino Sorbet - South Blue






_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 1z5ndHk

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 ZaT0xpq
Yami
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 D4ektrF
Créditos : 5
Localização : Reino Sorbet
YamiEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t297-1-chapter-wild-hunt
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Dom Maio 23, 2021 10:37 pm

Wild Hunt
- Falas | ~ Pensamentos



Ter minha irmã a salvo era algo que deixaria minha cabeça um pouco mais tranquila, e apesar de saber que o Sarnento estaria estável até o meu retorno, agora notava a presença de outras pessoas que eu não havia visto antes. Talvez parte da tripulação de Estreitin? Talvez estivessem recolhendo os corpos para algum enterro, mas por qual motivo ainda não estavam atacando? Apertaria o passo antes mesmo de completar o raciocínio, deixando Às numa mesa enquanto partiria em direção ao Sarnento, vendo suas costas completamente chamuscadas. — Ei! Se tiver algum problema com o Sarnento, tem problema comigo também! — Minha impulsividade estava me fazendo quase saltar na garganta daquele lobo, mas a voz serena de Às me fazia refletir por um instante.

Quando notava que a intenção do lobo era apenas de pegar os corpos que havíamos derrotado, eu ainda estaria na frente de Holly, deixando meu irmão logo atrás para evitar que ele se machucasse de novo. — Os corpos? Pode pegar à vontade, só nos deixe em paz. — Sequer imaginava naquele momento o motivo deles fazerem tanta questão, mas a menção sobre uma suposta “dívida” não dava para ser ignorada.

Os mesmos iam embora, enfim, deixando o Largo ainda para nós. Com o peito estufado, como se ainda tivesse forças para enfrentar qualquer um que viesse para cima, eu os olharia com o olhar frio de um tubarão, com as pupilas dilatadas após sentir tanto cheiro de sangue naquele dia. Com isso, voltaria minha atenção para Às, não dirigindo o olhar ao Sarnento naquele momento. Quanto à oferta de rum e agulha e linha, pegaria da mão do homem ambos os objetos, dando eu mesmo o primeiro trago da garrafa e entregando para Às. — Deixa comigo, eu cuido de minha irmã. — Agora, com a mão mais firme, tentaria fazer o melhor trabalho possível com meus conhecimentos cirúrgicos, evitando ao máximo fazê-la sofrer mais do que o necessário.

Enquanto fazia o procedimento, ouvia Às questionando nosso irmão sobre a tal dívida, que também martelava em minha cabeça. Com um olhar firme para ela, enfiando a agulha um pouco mais profundo do que deveria para alfinetá-la, diria com uma voz firme. — Confie no Holly. Seja lá o que ele fez, foi por uma boa causa. Se ele não contou, foi para nos proteger. — A mágoa de saber que há um segredo entre nós me doía a alma, mas não podia deixar que Sarnento sentisse culpa por fazer aquilo que ele achava correto. Confiava em suas decisões, e seja lá qual fosse o motivo, ele nos diria no momento certo. E, por isso, olharia para ele após o questionamento de Às. — Não precisa dizer nada se não quiser. Seja lá o que for, estaremos te apoiando. — Retornaria a atenção para a cirurgia, finalizando-a da forma mais limpa que fosse possível.

Após isso, secando o suor e, enfim, deixando as dores do corpo serem sentidas, olharia para o corpo gigantesco de Largo, que ainda jazia ao chão. — Eles estavam levando os outros para trocar por recompensas, não é? Esse daí também deve ter. — Ainda mantinha o olhar no corpo, aguardando ouvir alguma informação. — E se fizéssemos isso também? Nunca me passou pela cabeça ser um “Caçador”... Mas é um jeito de conseguir dinheiro, e um bom motivo para fazermos a viagem que mencionei. — Comentava com meus irmãos, deixando meus devaneios contaminá-los também. Podia parecer loucura… Mas talvez fosse uma alternativa de propagarmos nossa liberdade enquanto colocamos no lugar àqueles que causavam tanto mal, como o bando de Estreitin.



  • Posts: 7
  • Ganhos:
  • Perdas:
  • Posts Desvantagem: 5/20
  • Players/NPCs:
    Às (irmã)
    Hollyday (irmão)
    Sasha (mãe/NPC)
    Teodor (pai/NPC)
  • Localização: South Blue - Reino Sorbet



PdV: 200
STA: 100

Força: 5 +4 +2 +2
Destreza: 0
Acerto: 15 +4 +2
Reflexo: 0 +2
Constituição: 0 +4

Agilidade: 11
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Qualidades:

Afinidade com HakiPor algum razão, você tem uma facilidade natural para compreender a manipulação e o conceito de Haki, por conta disso, você pode escolher aprender o Haki do Armamento ou Haki da Observação no nível oito, aprendendo o Haki seguinte normalmente no nível dez.

Duro de matarVocê continua consciente mesmo ao atingir uma porcentagem negativa de PdV, entretanto, ainda morrerá normalmente ao alcançar -21% de seus PdV.

CarismáticoVocê tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.

Idioma MarítimoVocê é capaz de se comunicar com criaturas marítimas através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Nadador NatoVocê é capaz de respirar debaixo d’água e ganha 10% de agilidade ao se locomover dentro d’água.

Arcada RemovívelVocê possui dentes extremamente afiados e resistentes. Sua arcada dentária pode ser removida da sua boca e crescerá instantaneamente de forma automática. A regeneração de arcada dentária pode ocorrer uma vez a cada duas páginas.

Defeitos:

GulosoSeu estômago parece um poço sem fundo, você sempre come mais do que necessita e precisa se alimentar ao menos uma vez a cada duas páginas. Além disso, em termos mecânicos, todas as condições de faminto aplicadas em você sobem uma categoria.

AltruístaVocê constantemente coloca a vontade, os desejos e a segurança das outras pessoas sobre a sua.

ImpulsivoVocê não pensa antes de agir, comprando brigas e assumindo riscos que podem ser mortais, além de frequentemente ignorar o bom-senso padrão.

Ambição [Fazer a maior festa que o mundo já viu]Você tem uma meta ou objetivo de vida claro e não mede esforços para alcançá-lo. Pode-se tratar de alcançar um posto, adquirir um objeto ou realizar uma mudança no mundo, você aproveitará toda oportunidade que tiver para se aproximar de seu objetivo. [Akira tem como maior objetivo de vida se tornar conhecido pelo mundo inteiro e, um dia, ser capaz de reunir pessoas de todos os cantos do mundo para uma grande festa, onde poderá compartilhar copos de sakê com grandes amigos.]

AtípicoDevido ao fato dos Homens-Peixe não serem tão comuns e não se tratarem de uma raça tão populosa quanto os humanos, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

DiscriminaçãoVocê tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e muitos podem lhe perceber como uma criatura grotesca e monstruosa. Vários humanos podem lhe tratar como uma criatura inferior e desumana pelo fato de você ser diferente deles e pelo histórico das relações entre homens-peixe e os humanos. É válido notar que nem todos partilham desse pensamento e agem dessa forma.

SegregaçãoPelo fato de ser um homem-peixe, você é proibido de ingressar na Marinha ou no Governo Mundial (contudo ainda pode fazer a vida como um Caçador de Recompensas).

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.



Arma: Faixas de MãoDescrição: Um par de faixas de um tecido maleável e resistente, que serve para ser enroscado ao redor dos punhos para dar maior firmeza e capacidade de impacto.
Tipo da Arma: N/A
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +2 em Força/LVL
Estado: Nova

_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 V8upj2D

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 YDNzcDa
HollydayRango
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 120x120
Créditos : 00
HollydayRangoCriador de Conteúdo
https://www.allbluerpg.com/
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Seg Maio 24, 2021 12:24 pm
Segredos!

O homem que se sacrificou por sua família!





As coisas estavam se resolvendo, meus irmãos estavam sendo tratados, nossos inimigos estavam mortos e eu teria chance de descansar finalmente daquele conflito, mas eu não contava com que estava a acontecer a seguir. Quando meu pai adoeceu eu não tive escolha senão vou buscar recursos de todas as formas, eu não agiria contra lei e a contra os meus princípios, mas se eu tivesse que decidir entre a vida do meu pai e a minha dignidade, ela não teria o menor peso.    

Não demorou muito para sentir o cheiro da minha dignidade se esvaindo, o sabor amargo daquele aroma entrou em minha boca e minhas papilas gustativas compreenderam qual era o sabor da vergonha. Um dos capangas de Cornelius apareceu, marrento como só ele era, aquele brutamontes estava ali apenas para fazer o que ele tinha de fazer, me cobrar. Suas palavras eram provocativas, ele revelava a todos os presentes algo que eu não tinha revelado até então, no silêncio absoluto em cada uma das palavras ditas garanti a certeza que eles não agiram de maneira truculenta contra aqueles próximos a mim. No fim eram apenas negociantes sendo negociantes, observando a reação dos demais pude perceber a problemática que seria enfrentar um homem daquele porte naquele momento, mas quando os ânimos se acalmaram e ele partiu deixando para nós apenas o corpo de Largo pude respirar em paz sabendo que por hora estávamos seguros.

Estava sendo tratado da maneira que podia e podia perceber a inquietação que muito provavelmente meus irmãos estariam, se questionado ou até mesmo pressionado sobre quem eram eles e por que estavam ali trataria de falar:


-- Eles são agiotas, eles são os responsáveis por eu ter tido dinheiro para salvar a fazenda das dívidas quando o pai ficou "arriado"...eles são " O cartel".

Eu me encontrava envergonhado, mesmo trabalhando em quatro fazenda diferentes não era capaz de pagar toda a dívida. Tratamentos difíceis caros e comida para toda a família, coisas simples mas que quando colocadas no papel mostram-se complexas, e no auge do meu altruísmo eu decidi me sacrificar pelo bem de todos. Mais uma respirada funda e a ser dada enquanto olhava meus irmãos e completava a minha linha de raciocínio:

-- Eu no começo peguei pequenos valores que davam para pagar, mas à medida que o pai fica mais "arriado"  mais dinheiro era preciso, eu não quis contar para "ocês" não ficarem preocupados, isso foi antes de você e as meninas aparecer Às, mas agora com a dívida de 25 "milhão", uma hora vocês iam saber...

Eu não esperava que os irmãos compreendessem em sua totalidade, mas eu tentei ser o mais sincero possível pois agora parecia que até mesmo os capangas mais robustos começaram a dar as caras.

Após falar o que eu tinha de falar permaneci em silêncio, era um momento contemplativo, .

Naquele momento eu parecia ter perdido parte das forças restantes, meus joelhos cederam fazendo cair sentado com chapéu levemente arqueado para baixo.


Respirei mais uma vez profundamente e observei meus irmãos para compreender e se eles ainda estavam comigo nessa, observei que o corpo de Largo que ainda estava lá e muito provavelmente valeria alguma coisa.

E quando vi os oficiais se aproximarem olhei para eles em busca de um rosto conhecido para amenizar todo esse caos que estávamos em volta.



bichaelson




- Falando com animais.
- Pensamento
- Técnica
- Fala Normal

Comentários OFF:



Histórico Rango:


Nome do Player:  Hollyday Rango
Nº de Posts: 07
Perícias: Zoologia, Briga, Sobrevivência, Doma e Adestramento
Ofício: Cozinheiro
Vantagens: Ambidestra, Liderança, Prontidão, Precisão Temporal, Garras e Alpha
Desvantagens: Inimigo, Dívida ( 25 Milhões  - Pagos 0 Milhões ), Extravagante e Altruista.

● Ganhos Rango:


● Perdas Rango:


● Ferimentos Rango:



_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 XHHUTWQ
Alexander III
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 6Zsycwl
Créditos : 07
Alexander IIIEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t294-alexander-lancaster-caven https://www.allbluerpg.com/t301-os-monarcas-i-efeito-borboleta#910
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Qua Maio 26, 2021 1:39 am

Wild Hunt


Around the world : Première partie - Kanto [ft. Lise & Shinzo] 506h






Reino de Sorbet – South Blue
13:30h
Dia fresco com céu azul, 23 °C


Todos

Os capangas da organização “cartel” chegavam na área após a luta ter sido terminada, e mesmo que Hollyday não quisesse, o lobo falava em voz alta e não teria como seus irmãos enfim descobrir de toda a verdade.

Ás era a que ficava mais agressiva contra o grupo de “agiotas” que recolhiam os corpos dos procurados, porem o lobo chefe não parecia dar a mínima para a sua hostilidade, afinal ele estava apenas cumprindo um acordo que o próprio coiote havia aceitado.

Volkerball se levantava e confrontava eles mesmo que sem muita força para tal ato, ela não iria se intimidar tão fácil.

— Ora gracinha, você pode entender da maneira que quiser, mas se atrapalhar eu ou os meus homens teremos um jantar interessante essa noite AUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

O lobo não parecia estar de brincadeira em suas palavras, seus homens não pareciam ser fracos e ele muito menos, na verdade ele parecia ser muito mais forte do que todos que estavam ali.

O coiote ficava apenas ali parado sem dizer nada, ele sabia quem era aquele mink, e também sabia que ele só estava fazendo o seu trabalho que ele mesmo havia criado a um tempo atrás, essa dívida não era de hoje afinal...

Ás começava a entender a situação de tudo e tentava controlar seu irmão tritão, porem antes disso ele soltava uma frase ameaçadora para o lobo.

— Ei sashimi, eu já to sendo bem legal aqui, se vocês derem mais um pio sobre essa merda eu mato vocês e deixo só a porra do seu irmão pagar o que ele deve, afinal eu nem conheço vocês AUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU HAHAHAHAHAHA.

Os dois irmãos sabiam que deveriam apenas deixar eles recolherem os corpos que eles os deixariam em paz, pelo menos pelo momento atual, quando os restos de Estreitin e a Caolha eram colocados em uma carroça eles saiam deixando o corpo de Largo como um “presente”

Os homens do porto que tinham chegado começavam a tratar os ferimentos, uma pasta térmica era passada nas costas de Hollyday que aliviava bastante a dor da queimadura, Akira deixava o outro homem ir fazer outra coisa e começava a ele mesmo a cirurgia de Ás.

Enquanto isso acontecia uma desavença entre os três era iniciada, Volkerball não queria se mexer enquanto Hollyday não explicasse tudo, Akira sabia que seu irmão não teria feito aquilo por mal e deixava ele decidir quando deveria contar.

O coiote envergonhado e triste por toda a situação respirava fundo e começava a explicar tudo para seus irmãos, “o cartel” e toda a dívida que ele criou para cuidar de toda a fazenda e de seus pais.

Era nítido a tristeza no semblante dele enquanto tudo era explicado, a vergonha, o medo de decepção vindo daqueles que ele amava, porem ele era sincero e falava tudo “na lata” para que finalmente esse peso saísse de seus ombros, depois de tudo ele até se sentava por uma fraqueza momentânea.

Akira ficava claramente sentido por seu irmão que era tão próximo de si ter segredos dele, mas no fundo ele sentia que não foi por mal, mesmo que talvez não tivesse sido a melhor escolha guardar isso apenas para si mesmo.

Após ele terminar a cirurgia em sua irmã e receber alguns devidos cuidados dos homens que estavam ali, ele observa o corpo do grandão Largo e comenta sobre a possível recompensa em que eles poderiam ganhar com a “cabeça” dele.

Alguns marinheiros também chegavam por lá para cuidar de toda a situação e Hollyday que procurava um rosto amigo achava um, um velho marinheiro que era amigo de seu pai dos tempos de caçador.


1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 399dc0ec207501e13248f6b1afc96f65


— Ora, ora, ora, se não é um Rango, vejo que você cresceu rapaz, já faz um tempo, a última vez que lhe vi você era apenas uma criança, eu sou o Tom fierre lembra de mim?

Ele dizia enquanto esticava sua mão de forma amistosa para ajudar ele a se levantar, ele olhava para os dois ali perto dele e também sorria.

— Acredito que você deve ser o outro irmão certo? Seu pai já me contou sobre você e a senhorita eu não conheço infelizmente, todos estão bem machucados parece que a briga foi boa, já estão seguindo os passos do seu velho e caçando cabeças por aí chchchchchchch.

— Posso ajudar vocês e levar o corpo do grandão para receberem a sua recompensa se assim desejarem.

Hollyday provavelmente se lembraria do homem indo algumas vezes em sua fazenda para beber com seu pai e conversar sobre o passado, mas não sabe muito dele além de que é marinheiro, patente alta e um velho amigo da família.


OFF:
Qualquer coisa me chama no Discord ou me manda MP XD
Discord: Ex-panda#8692

Histórico:
Post: 7
Perdas:

Ganhos:

Considerações:


_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 KMdYuOB
Yami
Ver perfil do usuário
Imagem : 1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 D4ektrF
Créditos : 5
Localização : Reino Sorbet
YamiEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t343-shimizu-d-akira#1013 https://www.allbluerpg.com/t297-1-chapter-wild-hunt
Re: 1º Chapter - Wild Hunt Qua Maio 26, 2021 3:57 pm

Wild Hunt
- Falas | ~ Pensamentos



O impulso seria enfiar o punho dentro do focinho daquele vira-lata antes que ele pronunciasse mais alguma asneira, entretanto o maior impulso que eu tinha naquele momento era de resgatar Às antes que aquele ferimento se tornasse algo mais preocupante. Nossos pais haviam se despedido de nós pela manhã ainda inteiros, e eu não poderia conceber a mera ideia de retornar com um de nós faltando. Entretanto, sabia que a garota era forte e resistia bem às dores, mesmo com a falta de anestesia.

A explicação por trás de toda aquela confusão era, enfim, explicada. Uma expressão mais séria, totalmente atípica para o meu tipo, acabava se direcionando ao Sarnento, ainda processando as informações. — E por que nunca nos contou, Holly? Poderíamos ter te ajudado a passar por isso juntos. Não confia em seus próprios irmãos? — Aquelas palavras talvez fossem mais dolorosas do que os socos de Largo, mas o Sarnento precisava ouvir aquilo que se passava em meu coração. Com ele confirmando que confiava em nós e antes mesmo dele trazer alguma desculpa esfarrapada para justificar sua péssima escolha de manter segredo, eu me aproximaria e daria um forte cascudo, buscando levar sua cabeça para baixo. — ENTÃO VOCÊ SÓ FOI BURRO MESMO?! — Gritaria, interrompendo-o, com uma expressão intensa de fúria.

O levantaria pelo colarinho, deixando-o de pé novamente enquanto ainda mantinha sua atenção para mim. — Na próxima vez, não se esqueça que tem gente aqui que mataria e morreria por você, entendido? — E, de forma completamente contraditória, o puxaria para um abraço apertado, dando-lhe alguns tapas nas costas. — E obrigado por cuidar do nosso velho. — Agora diria sussurrando em seu ouvido, antes de afastá-lo para enxugar uma lágrima que escapava pela emoção.

Agora com as coisas sob controle, notava a presença de marinheiros que, para a surpresa de ninguém, havia demorado demais para chegar no local do problema. Um senhor com um bigode chamativo saudava meu irmão demonstrando que sabia sobre nossa família e, ainda de braços cruzados e cabeça levemente virada para o lado, tentava relembrar da face do homem. — Eu me chamo Akira! E essa é nossa irmã. — Sorrindo, apertaria a mão do homem, sacudindo com certo vigor pela ideia de conhecer novas pessoas. — E não havíamos pensado ainda sobre o que fazer com Largo… Sei que ele é perigoso, mas é gente boa. — Olharia para o grandão, que ainda deveria estar desmaiado após eu triturar tanto seus ossos.

Olhando agora para Holly e Às, eu cruzaria os braços enquanto mantinha uma expressão de pensativo. — Bem… Como precisamos de alguns trocados e a situação acabou caindo no nosso colo, bem que podíamos abraçar a ideia, huh? Irmãos caçadores de recompensas!! Sasha e Shiori devem curtir a ideia também! GHYAHAHAHA! — A ingenuidade das palavras demonstrava com clareza que eu sequer havia pensado nas consequências de tomar uma vida de caçador, mas a emoção estava falando muito mais alto. — E aí poderemos viajar o mundo tooooodo! Poderemos conhecer muitas pessoas, fazer um bom dinheiro pra fazer festa em toda ilha que formos!! E ficarmos cada vez mais forte e… — As ideias iam sendo disparadas em meus irmãos quase como uma metralhadora. Era óbvio a intensidade de minhas emoções, e isso era de conhecimento público, mas esperava poder contagiá-los com a ideia também.

Caso houvesse o aceite deles, daria um sorriso largo de orelha a orelha, abraçando os dois com cada um dos braços enquanto olharia para o marinheiro do bigode esquisito. — Tá feito!!! Vamos indo, pois temos uma festa pra fazer depois! GHYAHAHAHAHAHA! Além disso, to cheio de fome!! — Diria enquanto saltitava, batendo os calcanhares entre si em pulos de felicidade, deixando que a euforia substituísse a dor que meu corpo ainda sentia pela primeira vitória de um combate tão intenso.




  • Posts: 8
  • Ganhos:
  • Perdas:
  • Posts Desvantagem: 6/20
  • Players/NPCs:
    Às (irmã)
    Hollyday (irmão)
    Sasha (mãe/NPC)
    Teodor (pai/NPC)
  • Localização: South Blue - Reino Sorbet



PdV: 200
STA: 100

Força: 5 +4 +2 +2
Destreza: 0
Acerto: 15 +4 +2
Reflexo: 0 +2
Constituição: 0 +4

Agilidade: 11
Oportunidade de Ataque: 3
Redução de Dano: 0

Qualidades:

Afinidade com HakiPor algum razão, você tem uma facilidade natural para compreender a manipulação e o conceito de Haki, por conta disso, você pode escolher aprender o Haki do Armamento ou Haki da Observação no nível oito, aprendendo o Haki seguinte normalmente no nível dez.

Duro de matarVocê continua consciente mesmo ao atingir uma porcentagem negativa de PdV, entretanto, ainda morrerá normalmente ao alcançar -21% de seus PdV.

CarismáticoVocê tem uma espécie de magnetismo natural que faz com que algumas pessoas gostem de você sem motivo aparente.

Idioma MarítimoVocê é capaz de se comunicar com criaturas marítimas através de certo esforço. É importante frisar que essa qualidade garante apenas a capacidade de comunicar-se com as criaturas, não controlá-las.

Nadador NatoVocê é capaz de respirar debaixo d’água e ganha 10% de agilidade ao se locomover dentro d’água.

Arcada RemovívelVocê possui dentes extremamente afiados e resistentes. Sua arcada dentária pode ser removida da sua boca e crescerá instantaneamente de forma automática. A regeneração de arcada dentária pode ocorrer uma vez a cada duas páginas.

Defeitos:

GulosoSeu estômago parece um poço sem fundo, você sempre come mais do que necessita e precisa se alimentar ao menos uma vez a cada duas páginas. Além disso, em termos mecânicos, todas as condições de faminto aplicadas em você sobem uma categoria.

AltruístaVocê constantemente coloca a vontade, os desejos e a segurança das outras pessoas sobre a sua.

ImpulsivoVocê não pensa antes de agir, comprando brigas e assumindo riscos que podem ser mortais, além de frequentemente ignorar o bom-senso padrão.

Ambição [Fazer a maior festa que o mundo já viu]Você tem uma meta ou objetivo de vida claro e não mede esforços para alcançá-lo. Pode-se tratar de alcançar um posto, adquirir um objeto ou realizar uma mudança no mundo, você aproveitará toda oportunidade que tiver para se aproximar de seu objetivo. [Akira tem como maior objetivo de vida se tornar conhecido pelo mundo inteiro e, um dia, ser capaz de reunir pessoas de todos os cantos do mundo para uma grande festa, onde poderá compartilhar copos de sakê com grandes amigos.]

AtípicoDevido ao fato dos Homens-Peixe não serem tão comuns e não se tratarem de uma raça tão populosa quanto os humanos, eles têm um alto preço no mercado de escravos, o que sempre pode vir a ser um problema.

DiscriminaçãoVocê tem uma aparência incomum quando comparado aos humanos e muitos podem lhe perceber como uma criatura grotesca e monstruosa. Vários humanos podem lhe tratar como uma criatura inferior e desumana pelo fato de você ser diferente deles e pelo histórico das relações entre homens-peixe e os humanos. É válido notar que nem todos partilham desse pensamento e agem dessa forma.

SegregaçãoPelo fato de ser um homem-peixe, você é proibido de ingressar na Marinha ou no Governo Mundial (contudo ainda pode fazer a vida como um Caçador de Recompensas).

Primeiros SocorrosVocê sabe tratar ferimentos externos, de gravidade simples ou moderada, além de ser capaz de ministrar o tratamento inicial de qualquer tipo de ferimento. A proficiência primeiros socorros contempla ações como: parar sangramentos, fazer curativos, mitigar danos e similares.

CirurgiaVocê é capaz de tratar ferimentos graves e internos, desde que esteja em posse dos instrumentos apropriados.

AnatomiaVocê conhece o funcionamento e estrutura do corpo dos humanóides, sabendo identificar órgãos, artérias, veias, músculos e todo o resto.

DiagnoseVocê conhece diversas doenças, sabendo identificar seus sintomas e quadro de evolução, além disso, sabe ministrar os tratamentos para frear ou erradicar a doença, se existentes.

AcrobaciaVocê possui um corpo flexível e é capaz de dar saltos elaborados e piruetas, além disso, consegue equilibrar-se em várias superfícies, fazer malabarismo e sabe como amortecer suas quedas.

Profissão:
MédicoOs médicos são especialistas em saúde humana e/ou animal, sabendo preservar a saúde de seus companheiros e sendo capaz de tratar os mais diversos ferimentos.

Bônus: Jogadores médicos são extremos conhecedores do corpo humano, assim sendo, são capazes de aplicar e encerrar condições por meio de tratamentos, criações e técnicas, além disso, podem tratar qualquer ferimento.



Arma: Faixas de MãoDescrição: Um par de faixas de um tecido maleável e resistente, que serve para ser enroscado ao redor dos punhos para dar maior firmeza e capacidade de impacto.
Tipo da Arma: N/A
Qualidade: Clássica
Durabilidade: Baixa
Dano: +2 em Força/LVL
Estado: Nova

_________________

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 V8upj2D

1º Chapter - Wild Hunt - Página 3 YDNzcDa