Bem-vindo ao

All Blue

É com muito prazer que lhes damos os comprimentos ao nosso RPG. All Blue se trata de um RPG narrativo com o ambiente principal centrado em One Piece, obra de Eiichiro Oda.
Se divirta nessa nova aventura e se torne o novo rei pirata... Se puder!

Últimos assuntos
Criação de AventurasOntem à(s) 11:33 pmporShioriII - Procura-se um BobôOntem à(s) 11:32 pmporShioriBad KarmaOntem à(s) 6:56 pmporMendoncaÚltimo Baile Antes da GuerraOntem à(s) 6:00 pmporMendoncaLolo BanditoOntem à(s) 4:41 pmporVrowkÉmile SixthornnOntem à(s) 12:13 pmporGrenyAlvorecerOntem à(s) 10:21 amporAuroraCaitlyn G.Ontem à(s) 7:49 amporAchilesCap. 6 - TerritorialOntem à(s) 12:30 amporDeepCausamortis I - Damnatio.Sab Fev 04, 2023 9:52 pmporShiori

III - Sem Remorso

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte
Sasha
Imagem :
Berserker
Créditos :
9
Localização :
Rota 6 - 4ª Ilha Vedde
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Sasha
Rank B
III - Sem Remorso Qui Dez 08, 2022 11:05 pm


III - Sem Remorso


Aegon E. Agaznog [Marinheiro]

Não possui narrador definido.
Fechada

_________________


 III - Sem Remorso HGWnxh1
Mizzu
Imagem :
 III - Sem Remorso 3QdrUHN
Créditos :
42
Localização :
Polestar - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2133-aegon-e-agaznog#23197 https://www.allbluerpg.com/t2400p15-iii-sem-remorso
Mizzu
Pirata
Re: III - Sem Remorso Qui Dez 08, 2022 11:15 pm
Sem Remorsos

Era incrível como uma viagem poderia aos poucos e mudando o jovem aegon, ele entendia que não poderia se misturar com os humanos do mares de baixo, porém repudiava a forma que tanto eles, como seus pares, agiam de forma preconceituosa em ambas as partes, começando a entender que mesmo com todo aquela luta contra a divisão de classes, o loiro teria que de alguma forma se misturar a ambas raças, pois só assim ele poderia achar um equilíbrio.

Merda, mas acho que ficaria legal, me deixaria mais chamativo, ou não…

O jovem celestial conversava consigo mesmo, enquanto tentava observar em algum espelho ou nele mesmo os seus grandes cabelos lisos e loiro, ele sabia que essa era uma das grandes peculiaridades que o tornava um celestial, e poderia ser por meio dela que muitos tinham a inveja velada por preconceito contra ele. “Vou tentar adequar a moda desses mares, acho que com isso consigo mais notoriedade, talvez.” Pensou aegon enquanto começava a tocar seus cabelos com sua mão direita, entrelaçando os dedos nos mesmos, a começar de sua testa e parar na nuca.

Alguém aqui é barbeiro?

Aegon não se incomodava com o que estava acontecendo no convés daquele navio, se estava em uma tempestade ou não, se estava de manhã ou já no cair da noite, ele apenas pensava em algo que vinha em sua cabeça e assim procurava por alguém naquele navio que pudesse ajudá-lo. Seu desejo naquele momento era conseguir cortar seu cabelo para um corte mais comum daquele mar, algo mais simples, porém nada feio, assim como uma bela forma de passar o tempo mediante aquela viagem. “Com a chegada na grand line, novos ciclos se iniciam.” Olhando para o céu, o loiro observava que a partir daquele momento, tudo seria mudado em sua vida, seria aquele o primeiro passo para glória?


Formiga
Imagem :
 III - Sem Remorso Teste
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: III - Sem Remorso Sex Dez 09, 2022 6:34 pm



Os preparativos em Tequila Wolf ocorreram de maneira sucinta, a carga foi alocada no último “andar” daquela embarcação, assim como os papéis foram assinados com celeridade pelo superior daquela missão. Não demorou mais que algumas horas para que o navio estivesse novamente em alto mar, guiado pelas águas tortuosas do East Blue, que por sua vez, faziam a construção marítima balançar selvagemente.

A figura angelical estava por ali, carregando suas longas madeixas loiras, pensando sobre todo o preconceito que algumas raças sofriam por ali, inclusive, no próprio caso que sofreu anteriormente. Sua ideia? Se misturar com a aparência dos demais, de fato, grande parte dos marinheiros cultuavam um penteado curto, carregado por todo um militarismo singular existente em Shells Town, uma ilha dominava pelas forças da lei. Sua voz se espalhou com velocidade pelo ambiente, se misturando pela força do mar que batia furiosamente no casco da embarcação, porém, as coisas ainda estavam bem por ali - Não sou especialista, mas quebro um galho. - Um rapaz de cabelo curto, olhos cor de mel e um porte físico invejável tomou a frente, caminhando em passos lentos em direção ao anjo da marinha - Está querendo mudar o visual? Quer que deixe igual ao meu? - Falou mostrando com orgulho o cabelo bem curto, com um degrade totalmente militar e um corte navalhado na lateral.

O céu começava a ser tomado por nuvens acinzentadas, que gradativamente ia cobrindo toda o território celeste, que outrora já foi lar do celestial. Os ventos começavam a dançar com maior velocidade, fazendo as velas da embarcação chacoalharem com intensidade, fazendo um som típico do material – uma lona. Não existiam muitas pessoas no convés, além do protagonista e a figura apresentada anteriormente, haviam cerca de cinco pessoas espalhadas por ali, duas delas cuidando das velas, uma no timão e outras duas observando os arredores, sendo que uma dela estava bem no centro do caralho.


Histórico:
Mizzu
Imagem :
 III - Sem Remorso 3QdrUHN
Créditos :
42
Localização :
Polestar - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2133-aegon-e-agaznog#23197 https://www.allbluerpg.com/t2400p15-iii-sem-remorso
Mizzu
Pirata
Re: III - Sem Remorso Sex Dez 09, 2022 7:31 pm
Sem Remorsos

Pode ser, um corte mais comum… É, o seu não parece tão ruim.

Respondendo aquele marine que deixava desejar em suas palavras se era barbeiro ou não, Aegon não hesitava, sabia que se por um incrivel destino da natureza o corte não ficasse bom, era só esperar seus belos e lisos cabelos loiros crescerem novamente, assim aceitando a ajuda daquele marinheiro para cortar o seu cabelo.

O jovem celestial seguiria o marine de cabelos curtos por onde o mesmo indicasse, procurando por uma cadeira ou algo para se apoiar ele tentava ao máximo ajudar o companheiro que de maneira voluntária se abria para ajudar o mesmo. “Puta cara bom, pensei que teria que pagar a alguém para fazer isso.” Pensou o loiro enquanto se ajustava para o possível inicio do corte. “Acho bom ser rápido, essas nuvens não parecem ser lá tranquilas, e ficar com o cabelo meio cortado durante a tempestade não seria muito bom.” Novamente o celestial se questionava ao ver nas nuvens sobre aquele návio começarem a escurecer, ele sabia que seria como um sopro para uma tempestade atacar aquela embarcação, assim podendo atrapalhar ainda mais a viagem e o seu corte.

Ow, você sabe o que está acontecendo no grand line? Soube que algo grande tá rolando, porém não passaram os detalhes em si, e outra, por que os suprimentos que pegamos em tequila estão no último vagão? Não seria ruim caso precisasse de uma evacuação rápida?

Aegon tinha algumas dúvidas quanto aquela missão, ele sabia que existia algo escondido mediante a todas aquelas ordens, mas também poderia ser apenas paranoia de sua cabeça, devido ao acontecimento em shellstown que ainda deixava o mesmo pisando em ovos, quando o assunto era confiar nos próprios marinheiros. “Não posso baixar a guarda nesse lugar, essa missão é uma boa oportunidade para eu sair do QG de Shells e ir para um melhor na grand line, lá serei bem mais utilizado de maneira certa, que antes, e assim talvez não precise mais me preocupar com aqueles seis mortos.” Ainda inquieto com o acontecido anteriormente, Aegon apenas deixava a maré passar e assim aos poucos apagar alguns acontecimentos do passado, mesmo que ele ainda quisesse descobrir quem foi que assassinou aqueles outros dois marinheiros e o “salvou”.

Cara, ficou ótimo, fico te devendo essa mano.

O loiro agradeceria ao nobre marinheiro que cortou seu cabelo, assim tentando seguir para o alojamento daquele navio, procuraria se lavar e tirar o excesso de cabelos que tinha sobre o corpo, mas caso fosse lhe solicitado o auxílio no convés, não demoraria para seguir ao mesmo e assim de maneira braçal ou moral, ajudar os companheiros que estavam lutando contra uma possível tempestade, ou qualquer outra coisa. Procuraria assim comer e descansar em sua cama, num mar onde dias calmos e agitados seriam como uma roleta russa, qualquer momento para descansar seria vital, mesmo com toda resistência do anjo.

Formiga
Imagem :
 III - Sem Remorso Teste
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: III - Sem Remorso Sex Dez 09, 2022 8:00 pm



Aegon seguiu o marinheiro até o dormitório, onde haviam alguns outros companheiros de farda dormindo, lendo e jogando cartaz por ali - Detalhes? Bem.. - Falou o homem chutando um “banquinho” para o celestial se sentar, caminhando com tranquilidade pelo ambiente, perdendo o equilíbrio em alguns momentos - Não muitos, apenas que os piratas estão cada vez mais ousados por lá. - Bradava enquanto caminhava em direção a figura angelical, carregando em sua mão direita uma tesoura e uma adaga na esquerda - Dominando e destruindo ilhas. Inclusive, tem também os malditos dos revolucionários que estão a cada dia mais “fortes”, precisamos cortar as asas deles o quanto antes! - Disse com um certo ódio em suas palavras - Não me leve a mal quando falo das asas, é modo de falar. - Disse dando uma gargalhada.

Ele então começou a cortar com a tesoura as grandes madeixas de Aegon - Não sei, não manjo muito dessa parte organizacional. Só sei lutar, comer, transar e beber. - Ele era bem direto em suas palavras - E cortar cabelo, é claro. - O marinheiro podia sentir algo “estranho” vindo disso, como se ele não fosse tão hábil assim na arte de cuidar dos cabelos. Bom, o tempo necessário passou enquanto o rapaz cortava, acabando que por alguns deslizes, teve que cortar ainda mais curto que o esperado, deixando um volume maior na parte de cima - Acho que assim fica bom. - Falou assim que acabou sua obra prima - De nada, é bom treinar em outras pessoas também. Hahaha! - Deu uma gargalhada forte - Qualquer coisa é só falar comigo, não sei o que iremos encontrar lá na frente, mas eu tô aqui pro que precisar. - Finalizou.

A viagem continuou no mesmo clima citado anteriormente, tendo o marinheiro feito o asseio básico e também ajudado fisicamente quando foi chamado, movendo as cordas para que o navegador manejasse a embarcação sem muitos problemas. E em seguida? Foi de encontro com a alimentação e posteriormente o descanso. Os dias de viagem então continuaram naquele mesmo ritmo, momentos mais conturbados e outros de calmaria, algo bem típico de uma viagem.

Por fim, em um momento em que Aegon estivesse no convés – rolou uma passagem de dias – ele veria uma silhueta que, aos poucos, tomaria forma de uma grande ilha - Polestar a vista! - Gritou o marinheiro que estava de vigia, alertando os demais. Não tardou para que eles chegasse no porto movimentado e tomado pelas forças defensoras da lei, afinal, era possível ver um número considerável de marinheiros por ali - Senhores, ajudem na descarga dos caixotes e depois vocês tem o resto do dia livre. Se apresentem no Quartel General-39 o quanto antes e amanhã passarei nossa primeira missão aqui em Polestar. - A voz do superior daquela movimentação declarava a chegada na ilha, que era seguida por um grito de alegria vindo de grande parte dos marinheiros.

Aegon estava em uma nova ilha, desconhecida por ele, mas que parecia ser interessante. O porto estava movimentado – como citado anteriormente – e ele conseguia ver alguns estabelecimentos por ali, principalmente tabernas e alguns restaurantes. A movimentação de pessoas pela região portuária era alta, quiçá pudesse assustar o garoto, já que seria difícil até mesmo transitar por ali. Pessoas trabalhavam, gritavam e liberavam ordens distintas por ali, levando cargas para as embarcações atracadas – 5 – e também descarregando alguns deles.


Histórico:
Mizzu
Imagem :
 III - Sem Remorso 3QdrUHN
Créditos :
42
Localização :
Polestar - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2133-aegon-e-agaznog#23197 https://www.allbluerpg.com/t2400p15-iii-sem-remorso
Mizzu
Pirata
Re: III - Sem Remorso Sex Dez 09, 2022 9:12 pm
Sem Remorsos

Polestar era avistada, mesmo depois das dúvidas do loiro quanto aquele barbeiro, o mesmo pareceu ter feito um bom trabalho no cabelo do jovem, ou não, o celestial ainda não tinha muita métrica quanto aos estilos do mar de baixo, porém ele havia gostado do novo modelo. Atracando naquela nova ilha, novamente Aegon estava em um outro terreno, novos ares, novas pessoas, talvez uma nova cultura, mas o que ele pretendia mesmo era apenas desfrutar do período curto que ficaria ali, assim tentando extrair o máximo da ilha, pois ele sabia que sua passagem será curta.

OK!

Logo começava os trabalhos braçais, Aegon tanto ajudava os seus superiores, como também os seus subordinados na descarga e recarga dos suprimentos naquele navio, o mais rápido possível para assim conseguir ter o resto do dia livre naquele lugar. “Quanto mais rápido, mais rápido!” Pensou o loiro enquanto tentava animar e acelerar os outros marinheiros naquele trabalho.

Sua primeira vista quanto a ilha era um tanto quanto surpresa, muitas pessoas, tanto trabalhando, quanto caminhando por aquele porto, cinco grandes navios estavam atracados naquele lugar, fazendo assim o loiro entender a causa de toda aquela movimentação. “Preciso procurar algum lugar para descontrair, sempre ouvi falar que as bebidas do mar de baixo são as melhores, porém ainda não tive tempo de provar nada.” Com o peito estufado, corpo ereto e queixo levantado, a marra daquele peculiar celestial se exalava aos arredores, suas grandes asas poderiam ser algo que mais chamaria a atenção de terceiros, porém seu rosto angelical juntamente com seus cabelos loiros, eram o que mais poderiam tocar as pessoas com sua aparência meiga e suave, um tanto que diferente do que Aegon na verdade era.

Com o objetivo de seguir para alguma taverna, o loiro esperaria ver se algum dos marinheiros iriam para algum lugar em específico, ele não sabia muito sobre a ilha, então talvez os companheiros tivessem alguma informação privilegiada sobre o local, conhecendo os melhores estabelecimentos da mesma. Caso não, Aegon apenas caminharia ruas a dentro de Polestar, procurando a taverna mais agitada para adentrar, pois se tinha bastante pessoas, era porque o local era bom, ou barato. Bastante confiante de si, seu rosto meigo e angelical apenas realçava sua personalidade forte, ainda andando com o queixo levantado e os olhos semicerrados, enquanto deixava um leve sorriso fechado de boca, como se estivesse desconfortável com algo.

Opa, tudo bom, me vê algo que me dê asas!

Essas seriam as primeira palavras de Aegon para um balconista, talvez? Ele tentaria adentrar a taverna a fim de conseguir algo para beber e comer, seu objetivo era sentir novos sabores, mas também conhecer mais daquela ilha, assim sendo um pouco extrovertido em suas palavras, pois o mesmo já tinha asas, e que grande asas o mesmo tinha. No momento da fala, o jovem deixava soltar um leve sorriso acompanhado do levantar de sua sobrancelha, assim tentando conseguir a simpatia do que seria o balconista ou a pessoa responsável por vender as bebidas naquele lugar.

Devidamente paga, o celestial tentaria sentar próximo dos marines se estivessem ali, mas caso não, procuraria uma mesa ou cadeira mais solitaria, um pouco longe da porta de entrada daquele estabelecimento, porém nunca dando as costas para a mesma, assim sentando e dando algumas poucas goladas na bebida, e comida caso conseguisse algum combo. “Quem foi que matou aqueles dois marinheiros?” Novamente o loira era pego pensando naquele assassinato de outrora, ele sabia que isso ainda não estava terminado, não até o mesmo chegar na grand line, porisso tentava encaixar as peças daquele qubracabeças enquanto saboreava o que a ilha de Polestar poderia lhe dar.


Formiga
Imagem :
 III - Sem Remorso Teste
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: III - Sem Remorso Sex Dez 09, 2022 9:39 pm



O trabalho braçal realizado pelo marinheiro não demorou muito em ser concluído, junto com os demais fizeram um trabalho rápido e sucinto. O grupo dispersou para todos os lados possíveis naquele mar de trabalhadores, atravessando com dificuldade e Aegon não ficou para trás. Seu objetivo? Seguir alguns marinheiros em busca de uma boa taberna, porém, viu-se sozinho no fim. Seus passos foram dificultados pelo número exacerbado de pessoas na região portuária, que foi diminuindo na medida em que ele se aproximasse do Centro da vila.

Não tardou em encontrar um local movimentado, com o som musical vindo do seu interior, um sinal bem forte que ali era o ambiente que o jovem procurava. Entrou no lugar e deu de cara com um lugar simples, porém, bastante acolhedor.

 III - Sem Remorso 5c0638da689a576e46d61ba4bd88758f

O local era grande, tinha dois andares – além do térreo – e estava bem movimentado, com uma pequena “banda” formada por três homens no extremo esquerdo do lugar. Um tocava violão, o segundo saxofone e o terceiro parecia carregar um violoncelo, demonstrando uma força significativa. O estabelecimento contava com um número considerável de mesas dispostas, a maioria estava ocupada, porém, existiam algumas livres nos cantos e provavelmente, nos andares superiores. O balcão era feito de madeira e formava uma “meia lua”, onde guarda três pessoas que se desdobravam para atender todos os pedidos, além de claro, havia mais funcionários entregando comidas e bebidas nas mesas.

- Asas? É pra já! - Falou um homem calvo, manco e sem um dos olhos, tendo um espaço vazio no lugar que seria seu olho esquerdo. Ele caminhou no famoso “ta fundo, ta raso” e se aproximou de algumas garrafas na lateral, fazendo um drink com extrema velocidade e habilidade. Retornou após cerca de um minuto e meio, carregando um copo robusto com o liquido de cor avermelhada, que se misturava com algumas frutas - Isso aqui vai te fazer voar, meu amigo! - Gargalhou assim que finalizou sua frase.

Ao beber o homem sentiria um gosto delicioso escorrendo pela sua garganta, assim como uma certa quentura, mas que não chegava a ser incômoda. O valor? Meros setenta mil berries! Salgado? Sim, mas havia valido apena. Encontrou uma mesa onde lhe dava a visão de grande parte do estabelecimento, onde conseguia ver um número considerável de pessoas festejando por ali, outras servindo e uma estranha garota que parecia um tanto quanto desgostosa de estar naquele ambiente. Ela estava sozinha? Não! Ao seu redor estavam cerca de três homens, sendo que um deles carregava uma tatuagem em seu ombro direito, um símbolo de um grifo com asas abertas. A garota? Carregava uma tatuagem semelhante, não tão detalhada quanto a do homem, mas parecia também ser um grifo, era mais como uma “marca”. A mulher olhava ao redor e foi repreendida algumas vezes pelo rapaz, que se mostrou bastante ríspido no tratamento para com ela, sendo bem autoritário, como se a jovem fosse sua propriedade.

Para ser sincero, Aegon conseguia ver mais algumas garotas como ela, cerca de três espalhadas pelo lugar. Aquilo era normal em Polestar? Talvez fosse algum fetiche dos humanos? Bem, não tinha como ter certeza.


Histórico:


Última edição por Formiga em Sab Dez 10, 2022 12:19 am, editado 1 vez(es)
Mizzu
Imagem :
 III - Sem Remorso 3QdrUHN
Créditos :
42
Localização :
Polestar - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2133-aegon-e-agaznog#23197 https://www.allbluerpg.com/t2400p15-iii-sem-remorso
Mizzu
Pirata
Re: III - Sem Remorso Sab Dez 10, 2022 12:01 am
Sem Remorsos

Aquele licor avermelhado parecia ter batido com força em Aegon, a alta temperatura que o mesmo causava no interior do loiro só mostrava o porquê daquela bebida ser um tanto cara, porém fazia jus ao preço. “Então essa é a sensação?” Pensou o celestial eu sentir seu corpo esquentar a cada golada que dava na bebida, imaginando como era que seus inimigos se sentiam ao serem queimados por suas chamas.

Aegon aos poucos ia se habituando com a atmosfera local, apenas com um copo a mão, sentado numa mesa, seus olhos observavam tudo ao redor, do tanto de pessoas que estavam naquele lugar, quanto também do tamanho que aquele lugar era, com seus outros dois andares que ainda eram desconhecidos para o celestial. Sua primeira impressão era nada mais, nada menos que uma bela jovem de cabelos brancos, que em primeira vista pensou ser também uma celestial, mas logo percebia que aquela sua percepção era falha, apenas observando que tanto ela, quanto outro cara que estava a sua mesa, tinham uma marca em evidência, e isso não era bom, não era nada bom. “Não, não é isso que eu estou pensando.” Resmungou consigo mesmo Aegon ao notar que aquela garota não estava nada confortável naquela mesa, e não só ela, mas algumas outras garotas pareciam transparecer a mesma sensação que ela, repugnância.

Saúde!

Os olhos de Aegon não saiam da mesa daquela garota de cabelos brancos, mesmo tentando não crer que aquilo poderia ser algum caso de escravagismo, sua essência não conseguia deixar aquilo passar desapercebido, e quando menos esperava ele já havia bebido todo aquele líquido no copo, realizando o gesto de brinde na direção da mesa ao qual olhava, bradando “saúde” posteriormente. Era possível ver em seus olhos que ele não estava nada contente com aquela situação, porém sua face era tomada por um sarcasmo excêntrico, seu rosto se inclinava um pouco deixando sua pupila elevada rente a sobrancelha no mesmo momento em que levantava seu copo.

O loiro se levantava da mesa, balançando um pouco o copo, ele mostrava para o mundo que já não tinha mais bebida ali, seguindo novamente para o barman daquele estabelecimento e dando a entender que iria pegar mais bebidas. Sua passada era lenta, com um sorriso no rosto ele seguia sem se importar com muita coisa que acontecia no bar, ou tentava transparecer isso, assim passando até mesmo pelas mesas que tinham aquelas possíveis “escravas”.

Cara… E não que essa bebida me deu asas mesmo! Agora me diz algo, tá vendo aquela mesa ali atrás, do cara com a tatuagem de grifo, separa umas três bebidas pra levar pra lá, agora a mais barata que tiver, ok?

Disse Aegon enquanto continuava no balcão, ele assim esperaria as três bebidas que acabara de pedir ao barman.

Opa, agora me fala algo, quem são aqueles caras?

Seria uma tática boa perguntar para o barman sobre aquele grupo? Talvez, mas mesmo assim ele tentaria arrancar alguma informação sobre os mesmos, não iria intervir naquele caso às cegas, porém caso ele não conseguisse iria do mesmo jeito, sua personalidade não  deixaria passar aquilo sem uma boa explicação sobre.

Com dois copos em uma mão e outro na outra mão, Aegon seguia normalmente para a bendita mesa, seus passos? Curtos e suaves, não queria tropeçar ou ser tratado como um desajustado naquele lugar, coisa que com sua aparência meiga era fácil de acontecer. Na frente da mesa o loiro apenas colocava os três copos sobre, sem ao menos se ater a gravidade, ele soltava os braços fazendo com que os copos caíssem na mesa, podendo até derramar um pouco o líquido que estivesse contido nos mesmos.

Hahahaha, opa meus caros, trago essas bebidas de cortesia para os senhores por um simples preço, a resposta de uma pergunta!

Aegon por um breve momento sorria perante o grupo, ele tentava fazer com que sua primeira impressão fosse boa, assim não trazendo a ameaça aquele trio e a outros que estivessem por perto, pois logo em seguida viria a bendita pergunta.

Ok, me respondam, onde e como vocês conseguiram essas belas mulheres?!

A pergunta do loiro era direta, ele não perguntava se elas eram precificadas, ou se eles ganharam elas na lábia, ele apenas queria saber como conseguiram elas, pois mediante a resposta do homem com tatuagem de grifo as coisas não iriam tomar rumos bons. No momento da pergunta sua testa franzia, seus olhos grudavam nos olhos do homem tatuado, assim procurando uma cadeira para se sentar ou apenas ficando em pé, sua face mostrava um aspecto intimidador, enquanto vagarosamente dele deixava escapar um sorriso de canto de boca, sarcástico por sinal.



Formiga
Imagem :
 III - Sem Remorso Teste
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: III - Sem Remorso Sab Dez 10, 2022 12:22 am



O celestial sentiu pela primeira vez o gosto da bebida “mundana”, aproveitando bem a degustação. De qualquer forma, a mulher chamou a atenção do homem, que por sua vez, não conseguiu tirar os olhos daquela mesa, rolando uma breve interação entre ele e os demais, que “responderam” ao celestial da mesma maneira. Não tardou para voltar ao balcão e então comprar algumas bebidas que custaram noventa mil berries, sendo esse valor a somatória total pelas três - Iiiih, são pessoas que você não deve mexer. - Disse o mesmo homem de antes - Eles vão e vem trimestralmente, não sei os negócios que fazem por aqui, mas pelo que soube, são bem ricos e perigosos. - Ele falava de maneira despreocupada, mas, em um tom baixo - O último rapaz que mexeu com uma das garotas acabou sem as mãos, foi uma cena bem estranha, aconteceu bem ali. - Apontou em direção a banda - Ele tocava e cantava por aqui algumas noites, acabou que mexeu com a mulher errada e perdeu o que precisava para ganhar a vida, agora só fica cantando por aí. - Bradava o balconista.

Após os avisos dados a bebida era servida e Aegon caminhava em direção a mesa de maneira tranquila, tendo cuidado para não tropeçar no meio do caminho - Uhn? Cortesia? - Disse um dos homens – o da tatuagem – levantando uma das suas sobrancelhas - Mulheres? Aqui só tem a minha mulher. - Disse olhando em direção a figura vista pelo marinheiro anteriormente - E não “consegui”, ela é minha namorada. Não é, amor? - Questionou olhando para garota que ficou sem jeito, sua fisionomia e nuances indicavam que ela estava ligeiramente com medo e acanhada - S-sim... - Disse com uma voz meiga - Algum problema nisso? Tá querendo alguma dica de como pegar uma mulher? Bem, se não tiver mais nada que queira saber, pode dar o fora. - Falou o homem pegando duas das três bebidas e virando de vez, mantendo seu olhar fixo no marinheiro.

O clima na taberna continuava o mesmo, com bastante festa, gente bebendo e se divertindo por ali.


Histórico:
Mizzu
Imagem :
 III - Sem Remorso 3QdrUHN
Créditos :
42
Localização :
Polestar - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2133-aegon-e-agaznog#23197 https://www.allbluerpg.com/t2400p15-iii-sem-remorso
Mizzu
Pirata
Re: III - Sem Remorso Sab Dez 10, 2022 12:50 am
Sem Remorsos

Por um breve momento, Aegon percebia a angústia nas palavras daquela mulher, porém não poderia fazer nada quanto aquilo, pois a mesma não havia lhe pedido algum socorro ou algo do tipo, poderia o loiro estar em um triste mal entendido? Talvez, porém ele não deixava sua face intimidadora desfalecer, mesmo com seu rosto meigo e suave, ele apenas realçava seu sorriso sarcástico para responder o homem.

Problemas? Nenhum…Olhe bem pra mim, você que eu preciso de dicas para conseguir mulher?

Bradou o loiro enquanto encarava o homem beber aqueles dois copos de bebidas de uma vez. A determinação do jovem era tamanha que por nenhum momento ele se sentia pressionado ou amedrontado, porém ele sabia que não podia fazer nada mediante ao que estava acontecendo, assim apenas dando as costas por um momento enquanto iniciava os passos para voltar a sua mesa. “Não, não, não, não…” Aegon tentava conter seus instintos, negando a si mesmo por pensamento, porém ao dar o segundo passo na direção contrária da mesa daquele trio, o mesmo virava seu corpo rapidamente e voltava para aquela mesa novamente.  

Você está bem? Sou da marinha, posso lhe ajudar em qualquer coisa, basta apenas você pedir!

O celestial passava a ignorar os outros naquela mesa enquanto direcionava sua voz e também seu rosto para a mulher de cabelos brancos, ele até que tentava, mas não conseguia deixar passar assim tão na cara algo tão cruel. Segurando o copo que ainda estava sobre a mesa, ou qualquer um que estivesse naquele momento, Aegon tentaria assim esquentar o mesmo ao ponto de ver o líquido ferver o mais rápido possível, isso no mesmo momento em que dirigia suas palavras para moça. “Reage, por favor!” O instinto do loiro falava por si só, em seus pensamentos ele queria um simples motivo para acabar com aquele trio de malditos que estavam na mesa, não se importando se eles eram filhos de beltrano, ou se eram ricões malfeitores, ele apenas queria se fazer cumprir a lei, ou melhor, sua lei.

Com a resposta positiva ou não daquela mulher, Aegon pegaria o copo de água fervente e jogaria na direção do homem com a tatuagem, tentaria pegá-lo de surpresa, pois ninguém ali sabia dos poderes flamejantes do anjo, assim fazendo com o que o larápio pensasse ser apenas bebida caindo sobre ele, porém a mesma estava em uma temperatura altíssima, tentando fazer com que o mesmo queimasse no mesmo instante que o líquido toca-se seu rosto. Puxando a mulher pelos braços, ele tentava fazer com que a mesma ficasse a sua retaguarda, com o intuito de protegê-la ele puxava seus punhos para próximo do rosto, entrando em posição de luta, esperando alguém reagir.

Sou cabo da marinha, se tentarem qualquer coisa saibam que arcarão com as consequências, e vos digo, o menor preço que podem pagar é a prisão!

Disse Aegon enquanto mostrava que estava disposto a lutar contra quem quer que fosse ali, ou contra quantos fossem, assim mantendo sua guarda alta para qualquer ataque naquele lugar. Ele não queria utilizar de suas chamas naquele momento, assim caso algum dos inimigos tentasse alguma movimentação brusca e estranha, tanto para puxar alguma arma, ou avançar contra o loiro, o mesmo tentaria neutralizar o indivíduo com um chute circular na altura do seu tórax, assim tentando fazer não só que um, mas quem estivesse próximo do mesmo, vulgo os outros inimigos, fossem atingidos pelo calcanhar do jovem e jogado para longe, porém caso o ataque não fosse efetivo, o mesmo tentaria se defender com suas próprias pernas e mãos, fazendo com que elas empurrassem o inimigo para mais longe, ou suprimisse os ataques para não sofre o dando total.

Formiga
Imagem :
 III - Sem Remorso Teste
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: III - Sem Remorso Sab Dez 10, 2022 1:02 am



- Sim, eu acho. - O homem respondia de maneira curta e grossa, encarando o marinheiro com um olhar de desdém, como se Aegon fosse um mero “lixo”. O marinheiro deu as costas enquanto se movia para longe, mas as particularidades em sua personalidade o impediam de deixar alguém indefeso sofrendo, como claramente era o caso daquela mulher. Ele voltou falando diretamente com a garota, que naquele momento se sentiu perdida, sem o mínimo de noção do que fazer naquela situação. Sua primeira reação – involuntária – era olhar em direção ao homem com a tatuagem de grifo, que a fitava com um olhar perigoso - N-Não... - Ela falou a princípio, antes de ver o resto das ações do marinheiro herói, que por sua vez, jogou água e m direção ao homem.

O marinheiro realizou suas ações sem pensar duas vezes, atacando a figura masculina com a água, fazendo-o liberar um urro de dor, seguido por xingamentos pesados - Filha da puta! - Disse o homem olhando na direção do marinheiro, mostrando-se ser alguém bem capaz, aguentando toda aquela dor causada pelo ataque - Você sabe com quem está mexendo? A merda de um cabo da marinha fazendo uma porra dessas? - Ele começava a resmungar de maneira furiosa - Tudo por causa de uma mulher? Gado pra caralho! - Completou, tendo os outros homens a mesa se colocado de pé e entrado em uma posição “ofensiva”. A mulher recuou alguns passos - Ei, sua porra! Tá indo pra onde? - Questionou o rapaz segurando com firmeza em um dos seus braços, impedindo que ela continuasse seguindo seu caminho.

- Você está louco? Atacando um civil de maneira aleatória, isso é inveja? Está querendo roubar a mulher dele? - Bradou um outro homem da mesa, tentando fazer com que a opinião púbica se virasse contra o marinheiro - Um trabalho de bem não pode nem sair para beber com sua mulher, que um marinheiro se acha acima da lei! - Completou o homem atingido, passando o braço por cima dos ombros da garota.

Não demorou para que os clientes começassem a vaiar e repudiar as ações de Aegon, que ao atacar primeiro, acabou jogando por água baixo toda a “vantagem” que poderia vir a ter. Rapidamente notou alguns pedaços de comida voando em sua direção, assim como o líquido nos copos dos clientes ao seu redor e nos andares superiores. O que o marinheiro faria? Bem, ele teria que lidar com tudo aquilo - Nós iremos denunciar você! - Gritou um outro cliente no primeiro andar.


Histórico:
Mizzu
Imagem :
 III - Sem Remorso 3QdrUHN
Créditos :
42
Localização :
Polestar - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2133-aegon-e-agaznog#23197 https://www.allbluerpg.com/t2400p15-iii-sem-remorso
Mizzu
Pirata
Re: III - Sem Remorso Sab Dez 10, 2022 11:16 am
Sem Remorsos

O cenário parecia ter tomado um rumo totalmente diferente que Aegon esperava, tanto a mulher como os outros naquele bar estavam contra ele, porém ele ainda tinha a certeza que estava agindo de forma certa, aquela mulher poderia falar que não precisava de ajuda, porém seus olhos falavam totalmente o contrário, e mesmo que fosse uma pira louca da cabeça do loiro, ele não poderia deixar aquilo passar, mesmo que mais para frente ele sofresse com as consequências dos seus atos ali. “Droga, mal cheguei na ilha e vou arrumar confusão!” Pensou o celestial enquanto via comidas e bebidas sendo lançadas contra ele, e pior, o homem colocava seus braços sobre os ombros da mulher.

Foda-se, você foi avisado!

O rosto do loiro se inclinava, uma pequena sombra gerada pelos seus cabelos ocultava seus olhos, enquanto sua boca já não soltava aquele sorriso sarcástico de antes, pois agora seus lábios estavam enrijecidos igual sua testa, então assim que desferia as palavras, demonstrando que pouco se importava com a denúncia do homem, ainda em posição de luta Aegon movimentava seu corpo em um giro de trezentos e sessenta graus, levantando sua perna tentando realizar um chute frontal no peito do homem que colocava as mãos nos ombros da mulher, sua intenção? Jogar o mesmo para bem longe dali, utilizando todas as suas forças para tal, assim posteriormente alargando suas asas fechando cada vez mais sua guarda.

Eu não estou acima da lei, essa é a minha lei! Vocês garotas, se quiserem se livrar desses malditos escravagistas, venham comigo!

Aegon demonstrava seu ódio por aqueles homens, ele pregava a liberdade para todos, por isso havia se ingressado na marinha, achando que com tal organização ele poderia libertar o mundo desses malfeitores, assim não se importando muito com os meios, mas sim com o final de todo aquele embate. Caso conseguisse acertar o homem e com sua força joga-lo pra longe ou não, o loiro não hesitaria naquele momento em utilizar suas chamas, assim retraindo seu braço direito com o punho fechado, no mesmo momento os lampejos de suas chamas se envolviam pelo seu punho, assim tentando desferir um soco forte no ar, ao qual fazia com que as chamas se propagassem na direção do homem, para não dar nenhuma chance do mesmo contra-atacar, e melhor, para mostrar seu poderio para todo aquele bar, como forma de intimidar, assim fazendo com que onde o inimigo estivesse entrasse em chamas, chamando a atenção do estabelecimento para o local, para assim eu poder fugir.

Vamos sair daqui!

Ele tentava pegar pelas mãos a menina de cabelos brancos, porém desferiu as palavras não só olhando para a mesma, mas sim para as outras que estavam sendo refém daqueles brutamontes, com o intuito de salvá-las, mas poderia acontecer que nenhuma deles quisessem ser salvas, assim fazendo com que o loiro apenas corresse para fora daquele bar, só ou acompanhado. Seu destino era nada mais que o qualquer general daquela ilha, ele sabia que se conseguisse abrigo para aquelas garotas, elas iriam se sentir mais confortáveis e seguras para falar o que acontecia com elas, pois o loiro ainda tinha a crença que a marinha era a melhor escolha de abrigo.

Caso acontecesse que aqueles homens fossem mais fortes que Aegon esperava, ele não demoraria para utilizar suas chamas para conter os inimigos ali, pegando a primeira cadeira ou algo que estivesse a sua frente e a jogando nos mesmos, com uma labareda de chamas logo em seguida para suprimir algum ataque dos mesmos, sem muito se importar com a destruição que causaria no local, pois seu ato de luta era por um bem maior. Mesmo assim tentaria se defender com seus braços e pernas, desviando ataques e abafando-os se fosse preciso, porém se caso não tivesse boas chances para isso, utilizaria das suas asas como um movimento de susto para subir aos “céus”, ou melhor, subir para a altura do segundo andar daquele local, como forma de se esquivar dos inimigos, porém nem ele mesmo saberia como usou aquilo, pois nunca havia conseguido voar com suas asas.


Formiga
Imagem :
 III - Sem Remorso Teste
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: III - Sem Remorso Sab Dez 10, 2022 8:38 pm



Aegon estava em uma situação completamente conturbada e ninguém tinha dúvidas disso, porém, o jovem marinheiro parecia convicto em ajudar aqueles que necessitavam, como um verdadeiro herói faria. Não, seu ato de heroísmo não estava apenas vinculado a instituição que representava, era algo inerente em sua personalidade. De qualquer forma, o rapaz não tardou em realizar suas ações, mantendo sua mente focada unicamente em libertar aquelas meninas de uma possível prisão. O chute aplicado por ele lançava o homem alguns metros atrás, que no fim, atingia outras pessoas, lançando algumas mesas e cadeiras pelo ar - CRIMINOSO! - Gritou um daqueles que estavam ao seu redor - Estão vendo? Ele está louco! Com certeza é mais um criminoso que entra na marinha! O poder subiu a sua cabeça. - Disse o homem atingido enquanto colocava-se de pé.

A única garota que moveu seu corpo em direção ao marinheiro foi aquela de madeixas esbranquiçadas, naquele momento o olhar atento de Aegon conseguiu enxergar mais figuras que pareciam em uma situação semelhante, porém, não tiveram a coragem necessária para dar o primeiro passo. Segurando as mãos da garota ele correu, sendo acompanhada por ela - Você não devia ter feito isso, se colocou em perigo. - Sua voz invadia os ouvidos do marinheiro. Bem, durante a fuga alguns dos presentes entraram em sua frente, forçando a utilizar suas habilidades com as chamas, o que rapidamente afugentou aqueles simplórios “civis”.

Eles permaneceram lançando objetivos me sua direção, enquanto o homem – aquele que você atingiu – continuava inflando a população contra o marinheiro, caso olhasse em sua direção em meio à confusão, o veria com um sorriso largo em sua face, como se estivesse passando a ideia de “dever cumprido”. Demorou para que ele encontrasse a rua? Claro que não! Ao chegar do lado de fora o loiro com asas veria um número considerado de transeuntes vagando por ali, que rapidamente voltavam sua atenção a ele, dado o barulho que vinha do interior daquela taberna. Alguns dos homens saíram de lá - PEGUEM! ESTE CRIMINOSO MATOU UM HOMEM! - O que? Ele havia matado alguém? - ESSE DEMÔNIO FEZ ALGUMA COISA COMIGO QUANDO ME ATINGIU, OLHEM! - O rapaz que outrora foi atingido saiu esbravejando, com a camisa banhada com o sangue e um ferimento em sua testa - ELE MATOU MEU SÓCIO! PEGUEM-NO! - Estava claro o objetivo do rapaz em armar tudo aquilo.

Aegon tinha duas opções: Lutar e provar sua inocência ou fugir. O que ele faria? Bem, não dava para saber ao certo, mas uma coisa estava clara, ele agora tinha alguém que precisava defender.


Histórico:
Mizzu
Imagem :
 III - Sem Remorso 3QdrUHN
Créditos :
42
Localização :
Polestar - East Blue
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t2133-aegon-e-agaznog#23197 https://www.allbluerpg.com/t2400p15-iii-sem-remorso
Mizzu
Pirata
Re: III - Sem Remorso Seg Dez 12, 2022 10:48 pm
Sem Remorsos

O loiro se via em uma guerra da carne, mesmo estando certo seguindo seus ideais, ele via que todo aquele povo estava contra ele, seria essa a índole do pessoal do mar de baixo? Essa era a pergunta que mais atacava seu íntimo naquele momento, porém existe algo acima do que os outros pensavam, esse algo era a própria personalidade do celestial, ele não se renderia ao desejo público, sua personalidade excêntrica e cheia de si não deixava ele se render ao que os outros queriam, ele tinha sua própria lei e era ela que ele seguiria.

Maldito salafario, fazendo essas mulheres de suas escravas, você acha que está por cima, mas fique tranquilo, eu vou voltar para acabar com sua raça e com essa quadrilha que você chama de socio!

Gritou Aegon, ele tentava mostrar para o público em si quem era o real vilão naquele momento, claro, ele sabia que não seria só por suas palavras que aquele mal entendido seria resolvido, porém não poderia ficar muito tempo por ali, cada vez mais que o homem inflama a situação, as formas de fugas eram cada vez mais apagadas, assim não restando dúvidas ao loiro que seguir para o QG, pois pior mesmo que ele não fosse de fugir de uma boa briga, agora ele tinha um motivo, estava com uma “refém” e mesmo que ele desse conta daquele grupo lobos em pele de cordeiro, a garota poderia sair ferida de alguma forma, não sendo essa a intenção que o Aegon havia transmitido para ela quando estendeu o braço para salvá-la.

Você confia em mim?

Os olhos de Aegon travavam diretamente na garota de cabelos alvos, estendendo sua mão para a mesma, o jovem celestial deixava soltar um leve sorriso, tentando transpassar além de calmaria para jovem, também confiança e credibilidade, ele entendia que poderiam ser essas as sensações quem a jovem mais queria naquele momento. “Nunca tentei isso, mas nas minhas últimas lutas eu senti que consigo dominar!” Pensou o habitante celeste que tinha por uma deformidade dos celestiais suas enormes asas nas costas, ele já havia tentado algumas vezes, porém nunca sentia a confiança para completar suas ações, sim, estamos falando em voar e devido aos acontecimentos passados, sua confiança estava em alta, poderia ser um tiro no pé? Talvez, mas ele entendia que aquele era o momento certo para tal façanha, pois além da sua determinação, agora ele não só estava por si, e sim para salvar alguém indefeso.

Após estender a mão para a garota, Aegon esperava que a mesma aceitasse sua ajuda novamente, então assim que seus dedos se tocarem o loiro a puxaria para o seu corpo, a agarrando com bastante firmeza, suas palavras eram apenas “Fique calma” e no mesmo momento as suas asas se abriam em meio aquela multidão, não se importando muito se iria bater em alguém ou não. “Agora!” Depois se alguns segundos se concentrado, ele utilizava de suas chamas para poder dar um pequeno impulso inicial, o loiro sabia que ainda não dominava por inteiro aquela nova habilidade de voar, assim concentrando suas chamas na sola dos pés para dar um leve empurrão na dupla para os céus, onde logo em seguia ao bater suas asas, as mesmas fariam todo o resto do processo que seria voar.

Louco, não?

No rosto de Aegon era possível ver sua felicidade com aquele acontecimento, não precisava ser nenhum genio para ver que aquela era sua primeira vez em voo, como também era possível perceber que o mesmo ainda não tinha todas as manhas e macetes de tal habilidade, sendo algo meio cru ainda e sem precisão, porém ainda sim voando. Seu destino era nada mais que o QG daquela ilha, ele sabia que assim que chegasse e contasse dos fatos para os seus superiores, a marinha iria tomar as devidas precauções e contramedidas para aqueles malditos, e era esse o destino do jovem, o Quartel General de Polestar.

Ao chegar, tentaria não chamar muita atenção, mesmo sabendo que era bastante difícil de sua parte por estar voando, porém ele não deixaria a garota de cabelos alvos de maneira alguma só, se precisando segurar a mesma pelas mãos, ele a levaria junto consigo até o seu superior para apresentar os fatos do ocorrido e assim poder acabar de vez com aqueles malditos escrotos.

Senhor, Cabo Aegon do Quartel General de Shellstown, venho aqui lhe informar sobre um fato bastante intrigante que presenciei em um bar, um homem estava oprimindo não só essa garota, como algumas outras, as tratando como se fossem suas escravas, até às marcando como se gado fossem. Queria deixar essa jovem aqui em segurança enquanto voltaria lá onde estão os bandidos com mais alguns soldados para acabar com todo esse escárnio, porém preciso de uma aprovação do senhor!

Aegon demonstrava bastante determinação em suas falas, ele sabia que não poderia demorar muito, aquelas outras garotas poderiam sofrer devido a uma delas ter fugido, assim não sobrando muito tempo para pensar e sim agir, assim sendo essas as palavras do loira quando encontrasse algum superior, ou até mesmo o superior que estava com ele na missão dos suprimentos.

Desculpe, mas qual é seu nome mesmo?

Ainda a caminho do QG ou já no mesmo, o loiro tentava ser um pouco mais simpático com a jovem, toda aquele cenário de luta e loucura haviam ocupado o tempo do mesmo, assim não lhe restando a oportunidade de saber o nome da donzela ao qual estava salvando, sendo essa a única oportunidade que o mesmo via para fazer tal ato.



Formiga
Imagem :
 III - Sem Remorso Teste
Créditos :
21
Ver perfil do usuário https://www.allbluerpg.com/t1843-nymeria-nymph
Formiga
Desenvolvedor
Re: III - Sem Remorso Ter Dez 13, 2022 10:08 pm



Aegon tentou virar a maré ao seu favor, porém, o povo já estava bastante inflamado com as injúrias lançadas pelo antagonista, que ao que aparentava, era dotado por habilidades de lábia jamais vistas. O clamor do marinheiro entrou por um ouvido e saiu pelo outro, sem surgir o mínimo efeito benéfico para o seu “time”.

De qualquer forma, aquele caos parecia aumentar a cada momento, ao ponto de alguns dos civis investir fisicamente contra o defensor da lei, que por sua vez, optou em utilizar a única coisa que conseguiu pensar naquele momento: suas asas. Com o bater delas – e a habilidade provinda do seu caminho racial – alçou voo com velocidade, carregando com facilidade a mulher que se agarrava no homem, como se ele fosse o último ponto de salvação existente em sua vida.

O marinheiro conseguiu permanecer no ar por tempo o bastante para alcançar o que parecia ser o Quartel General, já que não foi nada complicado achar aquela construção orgulhosa, que carregava as cores e a bandeira da marinha hasteada na parte mais alta. Desceu sem dificuldades, tendo a mulher ao seu lado, não tardou a partir em busca de alguma figura de maior patente, encontrando um Sargento em seu caminho - Calma lá garotão! Belas asas, por sinal. - O homem tinha uma aparência comum, cabelos curtos, pele clara e uma postura bem imponente – aparência do Sung Jin Woo de Solo Leveling - Essa marca não é de uma escrava, na verdade, é uma tatuagem de família. - Bradou o homem com um olhar um tanto quanto mais sério.

- Essa é a família Cain, uma das mais bem quistas na área do Transporte. Todos da família detém uma marca, assim como todos os contratados por ela ganham essa marca, que por sinal, pode ser retira com água e sabão. O que muda é a tinta, sendo uma criação única do antigo patriarca, onde exala uma cor ao entrar em contato com outra substância que, apenas os maiorais da família sabem a composição. Foi uma forma deles impedirem infiltrados e tudo mais. - Ele continuou a falar de maneira bem direta e reta, expondo toda a verdade que Aegon nem sequer conseguia imaginar - Tire isso da sua cabeça, se você fez algum mal a algum deles, quem irá acabar em uma situação ruim é você. - Disse tendo mais seriedade em suas palavras - Você fez algo com algum deles? - Questionou levando lentamente sua mão ao cabo da sua espada, uma lâmina fina alocado no canto esquerdo da sua cintura.

O clima parecia ruim, talvez, até pior que a situação que o marinheiro estava há pouco - Meu nome é Evy... Evy Jeyes! - Disse a mulher um tanto quanto sem jeito, ainda visivelmente assustada com toda aquela situação. O que Aegon conseguia perceber era que havia se metido em uma baita enrascada, pelo jeito, aquela família tinha seus segredos legalizados ou conseguiam esconder bem a verdadeira face das suas tramoias.

Bem, antes mesmo que o marinheiro fosse capaz de dar alguma resposta ao seu superior, ele escutava uma voz cortar o ambiente – você está bem na entrada do quartel, um grande portão aberto - Senhor! Acabamos de ser informados que um Marinheiro, um daqueles com asa atacaram o neto de Asmodeus Cain. - Era um marinheiro simplório, cabelo longo e castanho - Ahn? - Deixou escapar o Sargento olhando diretamente para Aegon, que agora, tinha pouquíssimo tempo para pensar.


Histórico: