Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
四 - Morte e SangueHoje à(s) 1:21 ampor  Koji6º Capítulo: Gigantes versus Dragões!Ontem à(s) 11:23 pmpor  Sashaficha Aika KinOntem à(s) 10:50 pmpor  mestrej2° - De Dawn a Shells - Uma viagem para conhecimento.Ontem à(s) 10:39 pmpor  SaruNo Maidens?Ontem à(s) 9:38 pmpor  IzumiCap. 2 - Ascendendo às profundezasOntem à(s) 9:23 pmpor  VanKaoru KageyamaOntem à(s) 9:09 pmpor  Kaoru[Pedido de instrutor] - TaliyahOntem à(s) 9:00 pmpor  nothawaiian[TUTORIAL] - TaliyahOntem à(s) 8:56 pmpor  nothawaiianPorradaria e Fuga: Grand Line Drift. [3]Ontem à(s) 8:46 pmpor  Van
Página 1 de 4 Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte
Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Capítulo I - Treina y Treina Qui Fev 03, 2022 2:07 pm
Capítulo I - Treina y Treina

Aqui ocorrerá a aventura do(s) Agente Aizawa Mikagi (Formika D. Smilinguida). A qual não possui narrador definido.

_________________



Capítulo I - Treina y Treina WN4Utd7

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Capítulo I - Treina y Treina Qui Fev 03, 2022 3:22 pm





Formika D. Smilinguida




Em passos lentos uma figura feminina de cabelos esverdeados caminhava pelas ruas daquela Ilha que normalmente era movimentada, sua expressão demonstrava tranquilidade e nenhuma pressa para alcançar o seu destino. O jovem Aizawa estava simplesmente perdido em seus próprios pensamentos, rememorando lembranças do pesadelo ocorrido em sua vida passada, que findou na morte de toda sua família. Claro, ele também morreu, mas por decisão do próprio destino, permaneceu envolto em escuridão por longos milênios, amargurando o sofrimento e nutrindo uma vontade vingativa única. Certo, as coisas não saíram como ele imaginou, na verdade, ele nem sequer imaginou que um dia teria a chance de retornar a vida, mesmo que fosse em um corpo selvagem e feminino, algo que o deixou incomodado inicialmente.

Já faz alguns anos desde o seu retorno e Mika se acostumou com os olhares carregados de tensão sexual que aquele corpo captava, aprendendo a aceitar na medida do possível, mas estourando em momentos que terceiros passavam do limite. Enfim, a caminhada passou a ter um destino certo em meados do caminho percorrido até então – ”Preciso chegar ao Quartel General, é hoje que começa meu treinamento?” – Pensou enquanto continuava seguindo seu caminho em passos largos. Por mais que já estivesse há algum tempo em Masquerade, o selvagem ainda mantinha os olhos atentos aos mais diversos estabelecimentos espalhados pelo lugar, com intuito de se familiarizar com o ambiente, já que não sabia se iria ser remanejado ou não – Ah! Não posso mais postergar minha ida, preciso comprar uma máscara... – Deixou escapar, já que provavelmente estava utilizando a máscara padrão recebida no porto logo na chegada na Ilha –” Para onde era mesmo? Lembro de já ter passado algumas vezes por lá nesses últimos dias, mas, sempre tinha algo mais importante para fazer... “– Pensou Aizawa levando sua mão ao queixo e parando de se mover.

A criatura felina olhou cada pedacinho de estrutura ao seu redor, buscando algum indicativo que surgisse em sua mente com relação ao caminho que deveria tomar – Que merda! – Reclamaria se não conseguisse identificar o caminho a ser seguido, voltando sua atenção para os transeuntes que estivessem passando por ali – Oi, tudo bem? Para que lado fica o Mercado de Máscaras mesmo? – O jovem perguntaria com atenção para qualquer um que demonstrasse uma expressão receptiva, evitando aqueles mal encarados ou que claramente queriam comer o garoto com os olhos. Ele não pararia por aí, repetindo o processo anterior até encontrar o bendito caminho, afinal, era necessário ter algo personalizado, ainda mais agora que finalmente iniciaria sua rotina no Governo Mundial – Valeu meu chapa! – Respondeu com certa masculinidade em suas palavras, dando um simples “joinha” para a boa alma que lhe indicou o caminho.

Com a informação obtida buscou ir em direção ao Mercado, sua vestimenta de número maior proporcionava um conforto digno e também ajudava a esconder suas curvas, mesmo que esse último ponto ainda fosse difícil de ser feito. Aliás, se por acaso Aizawa não encontrasse ninguém para lhe informar o caminho, continuaria caminhando de maneira tranquila, focado unicamente em encontrar o lugar. De qualquer forma, se por acaso ele chegasse no Mercado, entraria sem pensar duas vezes com uma passada confiante, observando o interior do lugar e quem estava por ali, afinal, ele estava com o uniforme do Governo e nunca se sabe onde inimigos podem ser encontrados, não é? Logo após aquela primeira “olhada”, voltaria sua atenção para a figura que atendia no lugar – Preciso de uma máscara, pode me falar os preços de algumas? – Perguntou com educação se aproximando daquele responsável pelo atendido, mesmo que para isso fosse necessário chamar a atenção para si no balcão – se existisse e caso ninguém viesse recebê-lo –.

Por fim, Mikagi apenas aguardava o desenrolar das suas ações, ouvindo cada palavra que fosse direcionada a si, tentando buscar o menor preço que cabia em seu bolso.

Legendas:
Fala
"Pensamento"

Formika D. Smilinguida - Histórico/Objetivos:



Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Capítulo I - Treina y Treina Qui Fev 03, 2022 7:38 pm


      Narração

Aizawa andou pelas ruas de Mascarade, podendo ver  que ele destoou em meio a multidão, a lei das máscaras, provavelmente teria feito com que enquanto ele caminhava, que a maior parte por debaixo de suas máscaras tivessem expressões de desaprovação, como se  fosse de fato um criminoso andando cometendo um crime a céu aberto.

Caminhando, não demorou muito tempo até que pudesse encontrar uma loja de máscaras sem nem mesmo precisar perguntar muito pelo seus arredores, lá havia uma moça de olhos profundos azuis, usando uma máscara que cobria a metade inferior de seu rosto, não sendo possível ver muito sobre a sua boca e nariz. - Seja bem vinda a  Máscaras mascaradas, como posso te ajudar? - Era o que diria a atendente e quando perguntada sobre um preço, ela teria feito um sinal de  número 1 como  um sinal para ela esperar um pouco, onde por detrás de seu balcão ela abaixou, pegando um caderninho.

- Temos de vários preços,  a 1000 Berries nós temos esse modelo aqui, o saco de pão, que nada mais é do que um saco de pão com furo nos olhos… Eu não recomendaria economizar com a máscara. Temos as máscaras de 10.000 de  plástico, estas não vão ter muitos detalhes e  perdem a cor com a lavagem ou com a chuva. Temos também as de 50 mil, são boas máscaras, você vai achá-las confortáveis, tenho de borracha e de plástico reforçado, feito par ao uso prolongado e diário e lavável. E temos máscaras como a minha, que são personalizaveis e ficam prontas em uma hora. Enquanto ela falava, era notável que um display de luzinha iria formando pela sua máscara de acordo com a sua entonação de voz, era bem maneiro na verdade.

Haviam várias opções, em principal o que ditaria a palavra final era apenas uma coisa, gosto.


Histórico:


_________________



Capítulo I - Treina y Treina WN4Utd7

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Capítulo I - Treina y Treina Qui Fev 03, 2022 9:40 pm





Formika D. Smilinguida




Enquanto caminhava pelas ruas de Masquerade sentir minha bochecha aumentar gradativamente a cada passo que dava, era como se estivessem enchendo elas de ar, será algo orgânico daquele corpo? Ele ainda me surpreende mesmo após longos anos de convívio, era algo realmente estranho. Senti a preocupação percorrendo meu corpo enquanto continuava a minha busca, meus olhos vagavam por todos os cantos como um verdadeiro falcão em busca da sua caça, no entanto, era um falcão preocupado com os problemas que caminhar “despido” por ali podia causar. A ilha era bonita e bem urbanizada, era capaz de encontrar de tudo por aqui, mas essa obrigatoriedade de andar mascarado era chato.

Ao mesmo tempo que achava tudo aquilo muito chato, talvez até por isso que não tinha ido antes comprar uma, não é? Talvez não me barraram por ser do governo? Não, devo ter dado apenas sorte. Continuando, por mais chato que pudesse achar aquela regra, eu me sentia em partes “em casa”, afinal, eu também estou usando uma máscara, só que no corpo todo. Infelizmente não consegui descobrir nada sobre esse corpo, mas isso é algo que já ficou para trás, vamos focar no agora! Já estava desistindo e partindo em direção ao quartel general em busca de uma bendita arma, porém, meus olhos foram abençoados com a visão que tanto desejava: uma loja de máscara - Perfeito! - Deixei escapar em um momento súbito de alívio misturado com euforia.

Ao entrar no lugar observei todo o ambiente e sem delongas me dirigi até alguém que pudesse me atender, vendo uma figura feminino que me chamou a atenção, mas não estou aqui para isso. Ela começou a falar e simplesmente me mantive calado enquanto ouvia cada pequena palavrinha que saia de sua boca, que por sinal estava muito bem escondida - Eu quero uma personalizada, acredito que seja melhor e mais confortável. - Falei enquanto levava a mão a um dos meus bolsos para confirmar que estava com dinheiro em mãos, não podia dar esse mole não é? - Preciso de algo que cubra todo meu corpo, na verdade, toda minha cabeça. Mas que não aperte esse cabelo aqui, eu prezo pelo conforto e o design... vejamos, algo na cor totalmente preta, com espaço para os olhos e alguns furos no lugar da boca, para que minha voz não fique abafada. - É, acredito que saía algo legal dai - Quando fica algo nesse estilo? - Perguntei por desencargo de consciência, não tenho muito dinheiro em mãos nesse momento.

Esperava pelas palavras da moça e se fosse algo dentro do meu poder financeiro, apenas procuraria ao redor por um banco, cadeira ou qualquer lugar que pudesse sentar ou encostar, para esperar a confecção da máscara. Independente da demora, permaneceria por ali com tranquilidade, pensando em tudo que vivi até esse exato momento e também nos séculos preso naquele mundo sombrio... ou foram milênios? Se por acaso não acontecesse de interessante e a moça retornasse com minha máscara, pegaria já colocando em meu rosto e sentindo todo o conforto que foi pedido por mim, apertando e puxando para que ficasse devidamente presa - Ótimo, obrigado! Digo, obrigada! - Porra, esses detalhes ainda é bem chato de lidar, se bem que ultimamente não tenho ligado muito para isso.

Daria em mãos a quantidade necessária pela máscara, dando um curto “tchauzinho” enquanto caminhava em direção a saída do estabelecimento, talvez voltasse aqui para comprar outra. Meu destino agora só podia ser um: o Quartel General do Governo. Era um lugar – provavelmente – já conhecido e então fui em direção ao lugar, no caso de ter esquecido, caminharia pela ilha agora com mais tranquilidade, já que estava devidamente fardado - Moço (a), pra que lado fica o quartel general? - Era a pergunta que faria caso realmente não encontrasse sozinho, para primeira pessoa de aparência receptiva que aparecesse em minha frente. Por fim, finalmente andaria em direção ao quartel, em passos largos e rápidos enquanto pensava no que seria aprendido hoje, finalmente era o dia de aumentar o leque de habilidades para que pudesse alcançar minha vingança. Chegando com tranquilidade no lugar, procuraria deslizar meus olhos sobre a estrutura do Quartel, buscando pelas faces máscaras que provavelmente vagavam por ali ou será que eles estavam sem máscara e eu gastei dinheiro atoa? Que seja, pelo menos é bonita!

Por fim, caminharia até a recepção ou alguém que pudesse me ajudar a me situar naquele lugar - Olá, preciso de um lugar para treinar ou alguém que possa me ensinar... existe algo do tipo por aqui? - Seria direto e reto, ignorando qualquer tipo de olhar carnal que pudesse ser direcionado a mim, malditos homens, que morram todos!

Legendas:
Fala
"Pensamento"

Formika D. Smilinguida - Histórico/Objetivos:




Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Capítulo I - Treina y Treina Sex Fev 04, 2022 12:28 pm


      Narração

Pelos olhos, seria possível ver que a reação da vendedora por ficar feliz em ter um trabalho como aquele para realizar - Certo, algo desse estilo sairia por volta dos 100.000 berries, já com todos os descontos possíveis. - Era possível a ver anotando as especificações, mostrando que havia levado bem a sério o pedido. - Vou pegar uma cadeira pra você, quer um chá? Eu não passei um café hoje, então é o que tenho pra te oferecer enquanto espera.- Tivesse aceitado o chá, receberia em um copinho plástico de 100 ml, era um chá doce e bem gostoso, do contrárior eceberia apenas a cadeira para se sentar e esperar.

Passado o tempo, poderia ver que a moça havia feito sua máscara extremamente como ela havia pedido, com um toque ou outro de personalização que tornava a máscara mais confortável de se vestir, inclusive feita com uma mistura que incluia um tecido respirável e bem fresquinho, que quando ela vestisse, sequer lembraria que vestiu uma máscara. - Espero que você goste, esse modelo é algo que eu estou pensando em patentear, pelo conforto. - Comentou com simpatia, recebendo enfim também o dinheiro.

Apesar de estar ainda um pouco desorientado, o quartel não tardou para vir a ser o caminho de seus passos, a visão do quartel, era como sempre bem memorável e a movimentação de tropas saindo e entrando tornava um lugar que não dava pra ficar só parado na frente por muito tempo para não atrapalhar o fluxo, talvez não fosse assim todo dia mas se era, definitivamente era um lugar bem animado. Dentre as pessoas, desmascarados em geral carregavam consigo sinais de combate ou violência e eram comumente arrastados quartel a dentro, como criminosos… Então a felicidade de não ser mais uma ali naquela situação poderia lhe atingir.

Quando caminhou até a recepção, teria encontrado um rapaz jovem e loiro que havia lhe atendido -Hm… Você tem algo em mente? Na verdade, nosso campo de treinamento fica bem próximo da recepção, você segue por essa porta aqui, vai passar pelos vestiários e seguindo reto vai chegar no campo de treinamento… Muita gente gosta de treinar sozinha mas, se quiser aprender algo mais avançado, te recomendaria procurar por Roy Chock õ Latte, mas, evite piadinhas com o sobrenome… Ele é complexado.- Se perguntado sobre como ele parecia ele diria - Alto, magrelo, e sua cabeça é tão lisa que parece até um pirulito de terrorista, mas não fale sobre a careca também… Apesar de não parecer, o cara é bom viu. Tem o boato que ele tem uma rotina de treino secreta, que é o que fez ele ser tão absurdo assim mas, o que ele diz ter feito não foge de treino padrão. HEHE, mas bem, vou deixar você ir, valeu pela atenção.- O rapaz parecia que havia tempos que precisava de conversar, provavelmente não era tão frequente ter ação no seu trabalho.

Histórico:


_________________



Capítulo I - Treina y Treina WN4Utd7

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Capítulo I - Treina y Treina Sex Fev 04, 2022 1:02 pm





Formika D. Smilinguida




“Cem mil? Muito menos do que imaginei.” – Foi a primeira frase que cortou minha mente ao escutar as palavras daquela mulher, que por sinal, realizou um atendimento realmente bom, onde posso avaliar? Preciso dar nota máxima! De qualquer forma, aceitei o chá e permaneci aguardando a confecção da máscara que me surpreendeu pela fidelidade com o meu pedido, imaginei que ficaria uma coisa ou outra diferente, mas não, realmente está igual ao que eu imaginei e pedi. Com tudo pago e os agradecimentos feitos, ir até o quartel general não foi algo difícil, na realidade, bem simples até. Algumas pessoas estavam sendo presas por ali, seria culpa da obrigatoriedade das máscaras? Ou eles eram simples criminosos que tiveram o fim justo? Ah! Isso não me importa, não é algo que esteja envolvido ou nem que precise do meu envolvimento.

O lugar estava movimentado e aquela criatura de cabelos loiros me respondeu com clareza e um pingo de humor – “Chocolate?” – Não tinha como não imaginar isso, quem tem um nome que parece chocolate? O homem continuou falando sobre as particularidades do rapaz, mas pelo jeito ele era um bom professor e isso era o que realmente importava, meus objetivos necessitam fortalecer o meu corpo, então devo aproveitar de pessoas com o conhecimento necessário para ajudar em minha jornada – Certo, irei manter isso em mente. Obrigada! – O sorriso dominou meu rosto ao fim da frase, estava acostumado a ser simpático, mesmo que às vezes algumas pessoas confundem isso com segundas intenções – “Estou sorrindo com máscara? Que situação...” – Realmente, isso foi foda.

Sem mais delongas, parti em direção ao centro de treinamento que, nas palavras daquele homem, não ficava muito longe dali. Percorri o caminho observando o lugar, vendo o números de pessoas naquele quartel general e também se a área de treinamento estava muito cheia. Claro, meus olhos não estavam apenas focados nesses dois pontos citados anteriormente, mas sim procurando o tal do Roy Chocolate, já que pelas características citadas pelo rapaz na recepção, não seria algo muito complicado de encontrar – “Alto, magrelo e careca... cadê você caro professor?” – O pensamento surgia enquanto minhas mãos eram levadas até a cintura, procurando de maneira tranquila pela figura que ia me ajudar naquele dia.

Ao encontrá-lo não pensaria duas vezes até ir em sua direção, desviando as pessoas que estivessem por ali e ignorando qualquer tipo de piadinha que fosse dita e claro, se fosse – Senhor! Me chamo Formika D. Smilinguida, estou aqui para pedir pelos seus ensinamentos! – Falei ao mesmo tempo que bati continência, isso se o rapaz tivesse algum indicativo de ser uma patente acima da minha. Esperava por uma resposta positiva – Preciso aprender a trabalhar com minha mão esquerda, além de aprender as técnicas únicas do Governo Mundial. – Sim, eu conhecia o Rokushiki e suas possibilidades, era algo que esperei por muito tempo para aprender. Estava pronto para o aprendizado, no entanto, caso recebesse alguma negativa por parte do homem, recuou dois passos – Certo, me desculpe pelo incômodo. – Aquilo não era de fato um problema, só restava procurar outra pessoa que pudesse me treinar naquele quartel. Voltaria meu olhar a sala de treinamento, procurando alguém com algum indicativo que pudesse me indicar, talvez alguém treinando outra pessoa ou outro grupo? Talvez alguém treinando algo do meu interesse? Era isso, permaneceria pela área observando.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Formika D. Smilinguida - Histórico/Objetivos:




Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Capítulo I - Treina y Treina Sab Fev 05, 2022 8:21 pm


      Narração

Quando caminhou pelo centro de treinamento, poderia ver que fardados com as vestes da marinha, havia a composição da maior parte das pessoas por ali, havendo um ou outro coitado fardado em meio a um clima que… Certamente não era legal treinar de terno, era um crime. Haviam moças e rapazes bem afeiçoados no entanto, tanto fardados como enternados, o homem descrito pelo recepcionista, pareceu destacar-se em meio a multidão, estava simplesmente sentado parecendo estar tomando um sorvete azul.

Notava-se que apesar da careca, ele não era magricela mas, bem musculoso na verdade, suas roupas eram uma regata de treino e um bermudão e nem parecia que fazia parte de qualquer coisa, sua máscara? Era uma espécie de máscara ninja que cobria só o queixo e fazia um circulo ao redor do seu rosto, destacando o quanto ele era redondo. - Formika? Gostei, nome de gente humilde. - E com isso, o seu rosto antes morto, deu-lhe um sorriso.

- Vamos lá, são duas coisas, posso te ajudar com as duas, primeiro, gostaria de saber qual é o foco que você quer dar primeiro, se precisa que eu descreve as técnicas, vamos lá, me fale um pouquinho enquanto eu termino o sorvete aqui. - O cara era bem gente boa e apesar de não parecer, era como se uma aura de força emanasse de seu corpo quase como uma aura bizarra, Roy certamente não era um zé-mané. Esperando a resposta, seria onde o homem daria a direção.

Histórico:


_________________



Capítulo I - Treina y Treina WN4Utd7

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Capítulo I - Treina y Treina Sab Fev 05, 2022 9:04 pm





Formika D. Smilinguida




Tudo bem, tem algo realmente estranho com os olhos daquele loiro, onde está o magricela nessa criatura careca de nome estranho? Ele era até fortinho, minto, era bem musculoso. De qualquer forma, havia encontrado meu alvo sem muita dificuldade e aquilo me deixava aliviado, não queria perder mais tempo, quanto mais demorasse para me tornar forte, mais longe minha vingança estaria. Seus trajes eram meio estranhos, assim como sua máscara ninja, mas cada um tem seu isso não é algo que podemos julgar.

Ele tinha sido simples em suas palavras, se mostrado solícito para ensinar e aquilo soou agradável, será que seu sistema de treino era realmente infernal? Ou aquele loiro tinha exagerado mais uma vez? Seu nome era mesmo Chocolate? Digo, Roy e o restante que lembrava chocolate - Hum.. vejamos. - Levei minha mão ao queixo pensativo, já tinha conhecimento prévio sobre todas as técnicas “secretas” do governo, os Rokushikis - Shigan e Soru, preciso deles no momento. - Falei voltando meu olhar ao homem que seria meu professor. Algo notável no corpo daquele homem era sua “aura” algo que realmente indicava que ele não era qualquer um, algo que seria bom, para ficar forte você precisa aprender com os fortes.

Por fim, continuei por ali apenas observando toda situação e esperando o desenrolar das ações, não estava ansioso... mentira, eu estava um pouco ansioso sim, após algum tempo só imerso nos trabalhos administrativos, aprender algo realmente útil era uma coisa que eu ansiava no fundo da minha alma - ”Depois disso preciso aprender a dominar minha mão esquerda, é realmente algo incômodo não trabalhar bem com ambas as mãos.” - Aquilo passou pela minha mente, foi algo negligenciado por muito tempo e eu nem mesmo sei o motivo disso tudo, pelo menos agora as coisas iriam melhorar, bom, pelo menos era o que eu esperava.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Formika D. Smilinguida - Histórico/Objetivos:




Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Capítulo I - Treina y Treina Sab Fev 05, 2022 11:42 pm


      Narração

O careca olhou para a mascarada e teria feito um joinha com a mão, enfim terminando o seu sorvete, guardando em uma sacolinha que ele guardava em um dos bolsos da bermuda que ele enrolou e guardou de volta - Perfeito, se importa de eu escolher qual dos dois vamos começar primeiro? - Se ela não disesse se importar, ele teria levantado um dos dedos - Você não é nenhuma novata e seu conhecimento mostra isso, você havia me dito para ajudar com a parte de treinar ambos os lados do corpo também, certo? - Ele então estralou o pescoço de um lado pro outro, apontando para os próprios pés, para que ela olhasse.

- Alguns acham que o segredo do Soru esta só na velocidade, mas não, ela é um resultado de um ritmo bem executado. - Ele então começou a se alongar, seu alongamento passou de algumas esticadas de um lado para o outro e então ele levantou os joelhos na altura do peito um por vez e então esticaria as pernas para trás - Aquecimento é importante, com o corpo frio você vai se machucar. - Ele comentou enquanto continuou mostrando a ela como se alongar.

Então, após o alongamento ele começou a das alguns saltos no mesmo lugar, intercalando os pés entre um e outro, no primeiro era possível ver que ele começou com um pulinho e então trocou para o outro pé ao aterrissar e também fez um pulinho bem curto, então começou a aumentar gradativamente, era quase hipnótico, quando chegava a 10 impulsos, era o momento em que a mágica ocorria e seus pés pareciam sumir. - Observando deu pra entender? Nada mais são do que saltos seguidos feitos em um ritmo rápido… Adicione uma direção e impulso e zoom, você vai percorrer uma distância muito grande em um piscar de olhos. - Ele novamente fez um joinha e disse - Como você não domina muito bem os dois lados do corpo, é um bom treino pra você ir praticando, mesmo durante o aprendizado do rokushiki.-

O homem preparou-se para a ajudar caso visse que ela fosse cair e em momento algum houve mais toque do que o necessário para evitar uma queda, havia um respeito grande de sua parte, caso Aizawa topasse a ideia e começasse a praticar ele teria dito - Certo certo, talvez de inicio você vá conseguir aprender primeiro com seu lado dominante, fazer curva vai ser mais difícil assim com um só pé de apoio mas, te falar que já conheci um rapaz que conseguia fazer com uma perna de pau, então mesmo com movimentos limitados, você vai longa hahaha.- Apesar de ser aquele o treino em essência de forma mais mastigada, talvez a garota não entendesse de cara ou tivesse dificuldades, era surpreendente mas, Roy realmente era bom ensinando.

Histórico:


_________________



Capítulo I - Treina y Treina WN4Utd7

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Capítulo I - Treina y Treina Dom Fev 06, 2022 12:16 am









Formika D. Smilinguida




O treinamento dos demais naquela sala pelo jeito ainda continuava, estava ansioso para começar o meu e o “joinha” do caca me soou como um start para o treinamento. Não estava ali para criar laços, pelo menos não naquela organização, sabia que no futuro minhas escolhas poderiam nos colocar em lados opostos, mas era uma consequência que eu estava pronto para arcar. De qualquer forma, as explicações teóricas e práticas de Roy me levaram a focar em suas palavras, observando cada mísero detalhe dos seus ensinamentos para poder entender tudo aquilo que ele estava falando.

Aquele momento inicial se resumiu em um alongamento básico, onde eu acompanhei o homem girando meus braços, quadris e pescoço, fazendo o sangue percorrer com mais velocidade pelo corpo. Suas palavras eram simples o que tornou o aprendizado ligeiramente mais fácil, uma pena que essa merda de corpo pareça ter um bloqueio quanto a isso, me levando a magicamente aprender mais devagar as coisas, por mais que eu entenda de primeiro - ”Certo, primeiro o lado esquerdo.” - Não tinha muito domínio, na verdade, apenas o mínimo do mínimo de controle dos membros esquerdo, o que sempre me incomodou, principalmente no que se diz respeito a batalha. Comecei a saltitar de um lado para o outro, tentando manter o equilíbrio quando colocava unicamente a perna esquerda em contato com o chão.

Em alguns momentos senti minha perna tremer, como se fosse mais fraca que o normal, talvez fosse necessário um treino localizado de fortalecimento? Como fiz em minha infância durante os treinamentos? É, se tivesse feito isso antes, hoje não estaria com esse problema. Por um momento parei afastando ambas os pés um do outro, flexionando um joelho enquanto esticava a outra perna tentando ir o mais próximo do chão que conseguia, era um alongamento para evitar maiores lesões, já que normalmente meus treinos levavam um tempo acima do normal - Certo Roy, agora vamos lá. - Falei com convicção enquanto ajeitava minha máscara.

Aprendizado de Rokushiki: Soru

Pedi para o homem repetir aquele primeiro passo mais uma vez, enquanto observava com atenção suas ações – Espere, deixe eu te explicar uma coisa antes. Você já deve saber, mas o Soru é uma técnica que permite os usuários se locomoverem em velocidades extremamente altas, a fim de evitar ataques ou até mesmo intensificar sua investida. Como citei momentos atrás, você deve manter uma constância nesse momento inicial, controlando seu corpo enquanto pega o ritmo dos pulos, vamos lá, primeiro tente isso. – Finalizou o homem me dando um pouco mais de espaço. Logo voltei com os pequenos pulos enquanto usava todas minhas habilidades com acrobacia e afins para manter o equilíbrio necessário naqueles movimentos.

A princípio meus saltos não foram tão curtos quantos os do Roy, o que me custou um certo tempo para aplicar de fato a constância necessária para tais aprendizados. Gradativamente consegui aumentar o ritmo dos meus pulos, diminuindo o espaço entre eles pouco a pouco, conseguindo sentir cada parte do meu corpo tendo leves explosões de impulso a cada simplório pulo que dava - Agora adicione a segunda parte, a direção. – Ouvi as instruções e então comecei a saltar para os lados primeiramente, usando da direita e esquerda em impulsos para me mover a uma determinada distância, cerca de um ou dois metros no máximo para cada lado. As coisas estavam indo bem, mas adicionar a verdadeira explosão que me faria viajar pelo ambiente estava difícil de encaixar, era como se meu corpo estivesse limitado ao aprendizado, algo muito estranho - ”Sem desistir, vamos lá Formika!” - Roy não conseguiu enxergar minha cara estranha ao me ver como Formika, viver naquele corpo estava me levando a ações que nunca achei que teria, bem, eu nunca pensei que iria reencarnar em outro corpo após os milênios passos naquele mundo.

Roy estava atento para me ajudar e aquilo me deixou um pouco mais confortável, mesmo que no primeiro momento pensei em não aceitar aquela ajuda, mas não posso está me limitando por coisas tão chulas como essa. Continuei minhas tentativas adicionando saltos para frente e para trás, algo que me pareceu mais fácil de adicionar um maior impulso, principalmente quando saltava para frente. Bom, senti que estava na hora de realmente dar tudo de mim naqueles pulos, flexionando os joelhos e então inclinando levemente meu corpo para frente dando a direção necessária - ”Soru! - Pensei no nome da técnica no maior estilo Shounnen possível, jogando meu corpo em grande velocidade para frente - Ainda não, você precisa de mais impulso! – Alertou meu professor e assenti positivamente em sua direção, eu estava pronto, vamos lá.

Pulei mais algumas vezes e então explodi para frente, indo realmente em uma grande velocidade, aparecendo alguns metros a frente – cerca de um e meio -, mas na hora de tocar meu pé no chão, o lado esquerdo cobrou o domínio quase nulo e me fez ir de encontro ao chão - Está segura! Ótimo, foi bem, mas precisa de mais um pouco de treino. – Fui pego por Roy e aquilo me deixou um tanto quanto sem jeito outro homem tão perto assim, que merda é essa? O que? Que tipo de sentimento foi esse? Pare corpo! Pare imediatamente! - Obrigada. - Curto e educado enquanto me afastava do homem alguns centímetros.

Fim do Aprendizado de Rokushiki: Soru

Isso era difícil, principalmente com esse “corpitcho” dando esses sinais errados ou será que estavam certos? Que seja! Isso é indiferente para os meus objetivos - É difícil controlar a impulsão, principalmente a chegada... alguma dica? - Sim, exatamente Aizawa! Você está aqui para extrair o máximo possível dessa galera, vamos lá, sugue tudo o que for possível e necessário para se tornar mais forte.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Formika D. Smilinguida - Histórico/Objetivos:




Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Capítulo I - Treina y Treina Dom Fev 06, 2022 3:29 pm


      Narração

Durante o treinamento, Roy havia visto algo que era esperado afinal, quando não se tem o dominio igual sobre os dois lados do corpo é difícil extrair cem por cento de seu potencial, o caraca parou e pensou um pouquinho enquanto comentou - Vamos mudar um pouco a abordagem, que isso deve fazer você ir pegando o jeito aos poucos. Ele comentou fazendo um sinal para que a garota esperasse um minutinho, ele puxou alguns colchonetes e os posicionou bem próximos um do outro, com pelo menos 10 centimetros um do outro e comentou - Vamos a dica, você já pegou uma boa base. .

Ele teria demonstrado andando pela fileira que continha um total de 10 colchonetes a frente dos dois, não havia nada de estranho com o modo como ele andava, nenhum segredo na verdade. - Primeiro, quero que você venha até esse lado, andando mesmo, o motivo? É normal que em alta velocidade possa ser assustador uma sensação diferente sobre os pés, quando você me disser que esta tudo certo, eu explico. - Ele esperou que a garota fizesse isso e então diria

- A contenção é uma dica que pode te ajudar com a sua dificuldade, procurar enxergar o seu alvo de movimentação antes de faze-la é importante. Eventualmente esse processo se tornará natural e você fara isso de forma a conseguir se adaptar. Até lá, eu quero que você acumule experiência. - Ele teria dito isso e então demonstraria o treinamento, primeiro usando a impulsão com um dos pés, indo e voltando, ele faria um dash por vez, parando sempre entre os colchonetes, o que fez fácil de entender o que ele esperava.

- É normal que você vá ter mais dificuldade, mas treine com os dois lados, os colchonetes vão impedir que você se machuque, acredite são bem fofos, eu até comprei um desses pra casa ahaha. - Ele teria dado um sinal para que ela pudesse tentar, com os colchonetes ali, ele só interferiria no caso de ver que ela ia se machucar mesmo, não tinha porque no treino sofrer atoa.

Histórico:


_________________



Capítulo I - Treina y Treina WN4Utd7

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Capítulo I - Treina y Treina Dom Fev 06, 2022 3:54 pm









Formika D. Smilinguida




O treinamento continuava e pude sentir a melhora em meus movimentos, mesmo que ainda faltassem alguns detalhes importantes para a real conclusão do meu objetivo. Soru era uma técnica interessante que dava uma abordagem diferente ao combate, um leque de ações ofensivas e defensivas que realmente fariam a diferença em meio a uma disputa, algo que claramente facilitaria minha vida se unisse a furtividade natural daquele corpo. Não permaneci muito tempo perdido em meus pensamentos, voltando minha atenção rapidamente para as palavras do homem com nome de Chocolate, que mudava sua didática e também a sua forma de ensino, criando uma outra variante de ambiente que pudesse treinar.

Suas explicações foram entendidas sem dificuldade enquanto pude ver os colchonetes sendo colocados no lugar - Certo! - Falei antes de fazer o que me foi pedido, percorrendo a distância dos colchonetes - Ok, acho que entendi, irei fazer isso. - A princípio meu treinamentos seria focado no domínio dos membros esquerdo, aproveitando da prontidão para alcançar o pico da minha velocidade sem muitos problemas, tentando controlar principalmente a chegada. Continuava seguindo a mesma ideia do treino anterior, flexionando os joelhos enquanto saltava variando os pés, no momento de flexão total dos joelhos explodia em um dash frontal, visualizando o ponto de chegada para tentar ter um controle melhor do meu movimento.

O lado direito estava sendo feito com louvor, sem muitos problemas para impulsionar e nem frear, usando a flexão do joelho para reduzir os danos nas articulações, evitando assim o impacto direto em meu corpo. Já do lado esquerdo o problema acabou sendo relativamente maior, tendo a necessidade de atenção redobrada e controle do corpo, principalmente na hora da impulsão, que ao colocar muita força, me jogava em um ponto diferente do visualizado por mim, muito mais a frente do que o necessário - ”Preciso dosar a força, obter o controle necessário para fazer isso.” - Uma dica mental foi repetida algumas vezes enquanto flexionava o joelho esquerdo e então explodia para frente em um único movimento, dosando o controle da força e tentando também controlar a chegada, seguindo os mesmos movimentos de antes, para evitar danos em meu joelho e tornozelo.

Aprendizado de Rokushiki: Soru

Não sei quanto tempo passou, mas pude sentir uma melhora significativa do domínio do lado esquerdo do meu corpo, mas ainda seria necessário bastante empenho para dominar por completo. Agora era hora de unir aquele treino ao Soru, onde precisaria usar uma impulsão ainda maior para que meu corpo se movesse em extrema velocidade. Ajeitei a máscara novamente e minhas roupas, tirando o sapato que estava utilizando, deixando que a sola dos meus pés entrassem em contato diretamente com o chão do lugar. Continuava então o processo de antes, saltos que ficavam mais curtos gradativamente, mantendo os joelhos flexionando em cada um deles e fazendo uso da prontidão para alcançar o pico da minha velocidade, lançando meu corpo no ponto visualizado à frente.

A primeira tentativa jogou meu corpo completamente para frente em um movimento veloz, mas ainda sim acabei parando alguns centímetros a frente do necessário - Controle seu corpo! - Pontuei em meio aos meus saltos e então explodir novamente para frente em uma grande velocidade, passando do meu alvo por pouco, mas uma diferença menor que a anterior. Pude sentir em meu corpo que aquilo estava ficando mais fácil e então continuei mantendo o ritmo das repetições, obtendo cada vez um maior controle daqueles movimentos ao ponto de começar a desaparecer, era como se eu realmente estivesse teletransportando de um ponto ao outro, usando unicamente da minha velocidade para tal feito.

Não parei quando senti um melhor controle daquela técnica, tentando sempre alcançar os pontos fixos de visualização entre os colchonetes, arriscando em alguns momentos atravessar a distância de dois deles. Aquilo estava melhorando pouco a pouco, continuei totalmente imerso naquele treinamento, alongando a distância que percorri pouco a pouco, quando sentia meu corpo acostumado com a distância anterior. Algumas quedas aconteceram? Sim, mas aquilo não me impediu em nenhum momento de continuar, pequenas dores e falhas nunca chegariam aos pés de tudo o que já sofri. Por fim, o domínio da técnica foi alcançado, me proporcionando o movimento veloz entre os pontos e variando sua distância, aquilo era incrível.

Fim do Aprendizado de Rokushiki: Soru

- Isso! - Fechei meu punho dando um salto para cima no maior estilo jogador de futebol, voltando minha atenção para Roy - Está certo agora? - Indaguei repetindo a técnica mais algumas vezes, em volta do homem com o máximo de velocidade que aquele corpo alcançava - Estou animado para o próximo! - Ops! Você é a Formika D. Smilinguida - Animada! Qual próximo passo? - Perguntei me movendo ficando de frente com ele, claro, mantendo uma distância considerável.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Formika D. Smilinguida - Histórico/Objetivos:




Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Capítulo I - Treina y Treina Seg Fev 07, 2022 10:45 am


      Narração

Até que o treino tivesse enfim concluído havia se passado algumas horas, exigindo assim um esforço bem considerável da garota. Era possível ver na expressão do careca que ele estava orgulhoso, seu sorriso não escondeu isso de forma alguma e suas palavras muito menos - É incrível, de verdade incrível. Tem pessoas que levam semanas só pra começar a ter algum progresso.- Com isso dito não havia muito mais o que enrolar.

- Certo, segura um segundo, que a gente já começa a treinar o Shigan. - Ele teria ido pegar alguns materiais para o treino, primeiro de tudo, era possível o ver carregando uma garrafa de água, ao qual ele atirou para a garota - Antes de tudo, sem se hidratar você não vai longe! - E no outro mão havia… Papel??! Sim, havia um pacota grande de folhas de papel consigo.

- O shigan trata-se sobre duas coisas, potência e velocidade, ter um sem o outro só fará com que você machuque os seus dedos.- ele separou uma folha de papel e a mostrou a frente dele se colocando de lado para que a garota pudesse ver - Apenas a velocidade não terá efeito, veja. - Ele teria esticado o polegar e então teria batido no papel em uma velocidade imensa. O papel apenas se moveu e voltou ao local intacto - No entanto, enganam-se aqueles que buscam apenas a potência. - Ele então teria demonstrado usar a força mas, sem a aceleração, sua potência era tanta que até mesmo teria visto o papel querer queimar mas, o resultado havia sido o mesmo, ao fim, só a força também não havia trazido resultado algum.

- o Shigan trata-se de um ataque concentrando toda a força de seu corpo em um único ponto, de forma veloz e potente, portanto, isso mesmo, vamos treinar pra extrair isso.- Se perguntado do porquê de uma folha de papel, ele diria - Algo duro, só encurtaria o seu treino, além disso, fácilmente você poderia danificar um material mais resistente mesmo fazendo errado, te daria manias ruins.- E então ele diria, deixando o pacote de papeis a disposição para que Aizawa pegasse, ele demonstraria de forma lenta o modo como ele jogava o peso nas costas e então transicionava para um movimento longo e esticado a frente com o indicador, o teria feito com ambos os lados para que ele pudesse visualizar bem o que ele queria dizer de extrair toda a força do corpo, em sua postura e suas pernas, poderia ser visto os músculos tensionados, realizando todo o movimento até a liberação, onde ele concluiu - Comece devagar, domine o movimento com ambos lados do corpo partiremos dai.- Ele daria um sorriso e a acompanharia no treino.


Histórico:


_________________



Capítulo I - Treina y Treina WN4Utd7

Formiga
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina OFj4cNo
Créditos : 45
FormigaDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t1194-aizawa-mikagi#11079 https://www.allbluerpg.com/t768-capitulo-i-o-espetacular-takeshi-isamune
Re: Capítulo I - Treina y Treina Seg Fev 07, 2022 12:30 pm









Formika D. Smilinguida




O primeiro treinamento tinha sido concluído, aprender aquela técnica versátil foi algo importante para o meu desenvolvimento em busca do objetivo final, precisava ser forte o bastante para enfrentar todos aqueles que destruíram minha família. Claro, não se resumia apenas naquela técnica, precisava também desenvolver minha força física e adquirir mais experiência, além de claro, conseguir aliados fortes que pudessem me auxiliar nesse objetivo - ”Aliados… essa é a parte mais difícil de conseguir.” - Sim, aquilo seria realmente complicado, já que não era qualquer um que toparia uma empreitada em busca da destruição de toda uma ilha, ainda mais correndo o risco de ter o Governo Mundial como seu inimigo.

Roy falou algumas coisas e lançou em minha direção uma garrafa de água - Valeu! - Agradeci enquanto abria a garrafinha, bebendo e hidratando meu corpo para que continuasse forte para mais uma rodada de treinos. Sim, eu levantei a máscara, revelando a parte inferior do meu rosto para aqueles que estivessem olhando. De qualquer forma, estávamos prontos para mais uma rodada de treinos, agora com aquela técnica chamada Shigan. Era algo que eu já conhecia, além das outras técnicas ensinadas pelo Governo, em suma, aquilo me ajudaria no planejamento do meu estilo de combate, algo que seria necessário juntar conhecimentos da vida passada, com todo o aprendizado que consegui desde que retornei.

Aprendizado do Rokushiki: Shigan

O homem então começou o ensinamento com todas as explicações possíveis, citando como deveria ser feito e mostrando os erros comuns daqueles que estavam aprendendo. Não era velocidade e muito menos força, parecia girar em torno na junção dos dois pontos, um ataque concentrado em um único ponto com toda a força do corpo, veloz e potente - Certo, acho que entendi. - Falei enquanto pegava um dos papéis e então começava o treinamento, primeiro de forma lenta mirando e tentando fazer meu corpo se acostumar com o processo para executar a técnica, o dedo indicador estava duro e tentava mirar no centro do papel, como se criasse uma espécie de alvo em minha mente. A princípio não deu muito certo, a força exacerbada atrapalhava, assim como a velocidade que variava para mais e para menos.

Continuei o treinamento realizando um número alto de tentativas, trocando os papéis quando estivessem amassados o bastante por conta dos erros consecutivos - ”Ainda bem que tem muito material.” - Sim, pelo jeito Roy já imaginava que eu não iria conseguir de primeira, mesmo que tivesse sido elogiado momentos atrás. As tentativas continuaram sem preguiça, tentando controlar a força e velocidade, além de deixar o dedo mais confortável, já que sentia que ele estava engessado - Pode segurar um pouco? - Entreguei uma folha ao homem que segurou sem qualquer problema. Agora eu tinha uma base melhor para avançar em direção ao homem, mantendo a velocidade e constância em meus movimentos, tentando focar minha força unicamente na ponta dos meus dedos.

Aquilo era difícil, o papel rasgava, porém, não do mesmo jeito feito por Roy. Algo ainda estava errado, seria a força? É, talvez possa ser. Comecei a reduzir a força, tentando fazer um trabalho mental para focar unicamente na ponta do dedo em meu movimento, o que melhorou um pouco o formato que o papel recebia, mas ainda sim não estava igual ao feito por Roy.

Fim do Aprendizado de Rokushiki: Shigan

Dei alguns passos para trás um pouco ofegante, mesmo que não fossem movimentos amplos, era necessário bastante esforço mental e físico para tentar reproduzir aquela técnica - Uma dúvida que surgiu, preciso fazer só com o indicador? - Era algo ligado unicamente a criação do meu estilo de combate no futuro, se a resposta fosse positiva, um leque de possibilidades estariam à minha disposição.


Legendas:
Fala
"Pensamento"

Formika D. Smilinguida - Histórico/Objetivos:




Sasha
Ver perfil do usuário
Imagem : Capítulo I - Treina y Treina Giphy
Créditos : 17
Localização : Rota 6 - Piutôv
SashaRank B
https://www.allbluerpg.com/t340-sasha-sparks#1002 https://www.allbluerpg.com/
Re: Capítulo I - Treina y Treina Seg Fev 07, 2022 11:46 pm


      Narração


Após o treino intenso, Roy teria dito - De uma pequena pausa, se você se lesionar não vai conseguir continuar treinando.- O careca teria dito, se esticando estranhando um pouco as costas enquanto o fez, respondendo então a dúvida de Aizawa - Os mais tradicionais diriam que sim mas a verdade é que o indicador é um ótimo ponto de inicio. - Ele teria então mostrado as costas da mão para a garota.

- Se fossemos por alcance, o dedo do meio seria a escolha, se fossemos por firmeza, seria o polegar, se fosse pos uma posição privilegiada o anelar seria a escolha e se fosse pela menor área de contato o mindinho sairia disparado… Mas porquê o indicador? Ele então mostraria de forma lenta como cada um dos dedos quando colocados a frente ficava, deixando muito notável como o indicador tinha a base de todos os outros dedos para apoiá-lo e era então que ele diria - O indicador, tem toda a sua mão para apoiá-lo a aplicar e a suportar o impacto sem que você se machuque. -


Ele então pegou uma folha de papel e então com um rápido movimento teria mostrado aplicar a técnica do Shigan com todo o seu punho, fazendo um furo circular perfeito no papel - Como você vê, até mesmo uma parte maior do corpo pode vir a reproduzir o Shigan, quando seu corpo aprende como reproduzir seu efeito com mais naturalidade. - Ele sorriu e ele mesmo pegou uma garrafinha de água pra beber.

- Vamos lá, vejo que seu corpo ainda tá aquecido, vamos ir um pouco mais que eu sei que você vai entender melhor, eu te arrrumo a minha gelatina no refeitório de recompensa se você conseguir.- Ele teria dito fazendo um joinha, esperando a oportunidade para que continuassem o treino.

Histórico:


_________________



Capítulo I - Treina y Treina WN4Utd7