Tópicos Recentes
Destaques
Klaus
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Akira
Sasha
Ás
Shiori
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Vago
Últimos assuntos
O Bando da Rainha CaolhaHoje à(s) 7:08 pmpor  OniI - Hoist the Colours!Hoje à(s) 6:59 pmpor  John SilverOperação FireflyHoje à(s) 6:31 pmpor  WeskerIII - Death or ParadiseHoje à(s) 5:16 pmpor  Lyosha[P.D.N] Liu Feng - Marciano aceitou narrarHoje à(s) 4:33 pmpor  Jean FragaCabra da Peste, vol 4 - InterlúdioHoje à(s) 4:27 pmpor  SubaéCriação de AventurasHoje à(s) 4:23 pmpor  SashaI - Anjo CaídoHoje à(s) 4:20 pmpor  SashaLiu FengHoje à(s) 3:22 pmpor  Jean FragaCap. 2 - Ascendendo às profundezasHoje à(s) 2:47 pmpor  Van
Página 5 de 10 Página 5 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte
Kenshin
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 XqxMi0y
Créditos : 26
KenshinDesenvolvedor
https://www.allbluerpg.com/t360-agatha-harkness https://www.allbluerpg.com/t1510-capitulo-ii-sonho-de-uma-noite-de-verao
Relembrando a primeira mensagem :

A sailor who enlisted because she didn't want to get married

Aqui ocorrerá a aventura do(a) Civil Rael Kronin. A qual não possui narrador definido.

_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 J09J2lK

"Ah, mas eu não quero ter dois caminhos ou ah, mas eu não quero ter caminho nenhum. Ué, você já pode porra, a única coisa que te impede de fazer isso é ser zé metinha e querer ficar comparando o tamanho do pau com o coleguinha pra compensar o ego frustrado." - Luquinhas, 2022

Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 0tSpN1S
Créditos : 05
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t1620-liu-feng#17327 https://www.allbluerpg.com/t1586-morte-e-sangue


A sailor who enlisted because the world needs a hero


- Compras -

Por sorte o clima estava a nosso favor, tornando nossa caminhada perigosa pelas ruas um momento calmo e nada perigoso no fim, relaxando os ombros quando finalmente avistava a loja.

— Um local lindo e cheiroso a sua altura Rael... – Por mais angustiada que estivesse com a situação, minha animação era abafadora de tal sensação, por vezes passei pela vitrine e finalmente, estava agora como uma compradora.

Sendo rapidamente atendidas por uma mulher, que assim como tudo naquele local, era linda e elegante, trazendo comigo Rael com nossos braços entrelaçados diria.

— Bom dia!! Primeiramente qual seu nome? Antes de qualquer roupa... Eu e minha companheira, estamos precisando... pre – Envergonhada me aproximava e dizia cochichando para a atendente – De roupas intimas... – Assim voltando para minha posição inicial e finalizando a fala – Acabamos por se alistar na marinha e esquecemos desse pequeno detalhe...

Seguiria a moça, indo até a seção certa, escolheria quatro pares de calcinha e sutiã, sendo eles, um branco, dois pretos e um vermelho, levando as compras até o balcão, rapidamente já pagaria pelo comprado e voltando ao vestiário, botaria o conjunto branco.

Meus ânimos se acalmavam e eu me sentia mais segura, logo ouvindo o pedido de Rael, que a primeiro momento não entendia muito bem, talvez por ser minha primeira amiga mulher, era o tipo de coisa que nunca tinha feito, então empolgada, responderia, — Claro! E sim!! Tenho ideia de algo que pode ficar legal.

Não pretendia comprar para mim nada, já que por hora, acreditava que passaria mais tempo fardada ou com a roupa que costumo usar, ainda assim, me dedicaria para ajudar minha amiga.

— Que tal algo mais leve? Quem sabe um vestido bem longo e solto, como você já deve ter percebido, Las costuma ser bem quente e dificilmente você vai precisar de roupas de frio aqui...

Até tentava acompanhar ela no provador, mas era barrada, — Hmmmm... to sabendo... Pra tomar banho comigo foi a maior naturalidade..., mas pra ver você com outra roupa é essa surpresa toda... – Fala mais contida e um tom baixo, desabafando para mim mesma sobre aquela situação, afinal de contas, controlar a ansiedade não é o forte da firma.

Esperava quase surtando e abrindo a cortina quando arregalava os olhos ao vê-la aparecendo... — Wow... você esta linda!! Talvez a única coisa que eu me atentaria, seria o casaquinho... se ele for muito quente, acho desnecessário para o clima da ilha.

Tinha dificuldades de encontrar boas palavras para descrever a beleza de Rael, fardada já era coisa de maluco e até mesmo com uma roupa casual como aquela... — Creio que sim e na arena, normalmente ocorrem corridas de touro e/ou touradas, que normalmente são uma briga entre um cavalheiro e um touro... – Para mim era estranho explicar todo o espetáculo, até porque se fui duas vezes foi muito.

— No caso a gente vai como espectad- Não conseguia concluir minha fala, a animação de Rael era tanta que não pretendia cortar tal momento, apenas esperando pelo novo modelito, ficando animada quando via seu rostinho eufórico.

Estendia a mão dando um joinha para minha companheira, — Valeu apena você não ter ouvido... Você está maravilhosa! Acredito que agora sim! Você escolheu a roupa certa, vale ressaltar que estamos indo para assistir e não necessariamente participar..., mas caso queira, acho que tem como! - Não olhava nos olhos de Rael, já que a barriga da garota era hipnotizante, prendo-me naquele momento por um tempo, voltando a realidade minhas bochechas se rosavam e ficava levemente envergonhada, principalmente se notasse que ela percebeu minha fixação momentânea.

Com tudo concluído ali, guardaria minhas compras em uma sacolinha, — Para ser sincera, a única mochila que tenho, foi meu pai quem me deu, então não sei..., mas quem sabe a atendente saiba...

Por fim, iria com Rael em busca da sua mochila, adquirindo-a, diria, — Se importa se eu guardar minhas compras dentro da bolsa? Pra eu não ter que carregar essa sacola... ainda mais quando entrarmos no quartel.

— Antes de irmos pra tourada, preciso de um livro... não sei se comentei, mas estou estudando medicina e alguns meses atrás acabei me afastando dos estudos, então queria retoma-los... enfim, vem comigo. – Segurando em sua mão, seguiria em busca da biblioteca.

— Bom dia!! Vocês teriam uma seção de livros na área da medicina? Especificamente sobre cirurgia? Do básico ao mais avançado se possível... – Torcia para encontrar o que buscava, mas principalmente para que não fosse tão caro.



HistóricoInfo
Nº de Posts: 13
Ferimentos
  • N/A

Objetivos
  • Macetar a Rael
  • Macetar a Tenente
  • Fazer uma missão
  • Aprender cirurgia 
  • Aprender física

Ganhos:
  • Par de Soqueiras
  • Pistola
  • Uniforme da Marinha
  • 1.500.000 Berries - Post 10


Perdas
  • N/A




_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 OAKySZI
Scylla
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 NFaEX9G
Créditos : 05
Localização : Las Camp
ScyllaSoldado
https://www.allbluerpg.com/t1207-luciferanna-von-brilliant#11238 https://www.allbluerpg.com/t1004-a-sailor-who-enlisted-because-she-didn-t-want-to-get-married


O elogio da tenente me dava pontadinha de orgulho e satisfação. - Não é querendo ser modesta, mas é como se eu não pudesse ou conseguisse esquecer de nada mesmo que eu queira, às vezes isso é uma maldição… - Estava com um semblante alegre, entretanto meus olhos entreabertos refletiam a fadiga mental responsável por me afligir, junto da respiração pesada. - Mas também é uma benção, porque assim eu sei que nunca vou esquecer o rosto das pessoas de quem eu gosto! - Nesse momento as orbes cor de esmeralda em minha face eram direcionadas ao semblante de Kat, comigo aproximando minha cabeça um pouquinho em sua direção, de forma que ela conseguisse ver as diferentes tonalidades esverdeadas em meus olhos, querendo dizer que a tenente também estava incluída naquele grupo de pessoas.

Juro que senti meu coração parar de bater durante uns segundos ao escutar a tenente me chamando. - Sim! - Respondia ainda de costas elevando o tom de voz, um calafrio percorreu minha espinha me fazendo ficar toda ereta. - Obrigada, espero que você também possa ter um bom descanso, Tenente Kat. - E de repente todo o peso em meus ombros desapareceu, eu sabia que aquela mulher não se prendia as formas de tratamento hierárquicos, porém a maneira como fui criada me fazia seguir a risca esses costumes, simplesmente não me parece correto chamá-la apenas pelo nome ou apelido, por isso Tenente Kat, porque assim eu consigo vê-la como uma amiga, mas me lembro que ela continua sendo minha superiora.

Deixava a sala de investigações e ia caminhando pelos corredores na direção do dormitório, os braços ficavam esticados ao lado do corpo e balançavam no ritmo de meus passos, minha cabeça se movia de um lado para outro enquanto eu não conseguia arrancar o sorriso bobo estampado no rosto. Eu aprendi tantas coisas que poderiam contribuir e muito para o sucesso do time nos futuros casos, além de ter tido a oportunidade de passar um tempinho na presença da tenente. Havia sido um momento bem proveitoso por diferentes razões.

Estava tão imersa em meus próprios pensamentos e emoções a ponto de simplesmente esquecer de cumprimentar  os marinheiros que passassem por mim até o dormitório, e no quarto eu logo apanharia uma toalha branca assim como o collant guardado bem no fundo da cômoda para me dirigir até o banheiro. Prendia os enormes cabelos dourados pois não desejava molhá-los, assim iria me refrescar na água gelada, ficando alguns minutos apenas com o rosto erguido na direção o chuveiro sentindo a água caindo sobre minha face delicada e escorrendo pelas bochechas. De olhos fechados o ar lentamente era expelido através dos lábios, tentava relaxar, apenas me concentrando na sensação proporcionada pela água em contato com meu corpo, deixaria minha mente vazia, sem pensamentos ou preocupações, eu literalmente esfriava a cabeça, após ter absolutamente tudo que foi visto e escutado na sala de investigações gravado no cérebro, precisava pôr em ordem toda aquela montanha de informações, então nada melhor do que um relaxante e silencioso banho…

Sem muita noção do tempo gasto durante o momento de introspectivo começaria a banhar-se de fato, passando sabonete em todo o corpo, o enxágue viria logo na sequência. Agora restava outra temível provação a ser realizada. "Essa é a última… Eu não posso falhar agora!" Estava determinada a conseguir, reunido toda a coragem de meu ser, segurava uma bela e sofisticada peça íntima nas mãos. Mas a coragem não durou muito, fechei os olhos começando a esfregar bruscamente a peça de roupa embaixo do chuveiro ligado. CLACK! Um estalo teria ecoando, me deixando só um pouquinho em total desespero. "Isso não é um bom sinal…" Engolia a seco, bem devagarinho iria abrir um dos olhos como se isso fosse diminuir o estrago. - Éhhh… Fudeu. - Suspirava desiludida olhando para a alça branca  da calcinha de algodão e seda partida em minhas mãos, meu rosto fora congelado num ligeiro sorriso, sendo apenas uma casca vazia, pois sentia que havia morrido internamente. Só me restava aceitar a árdua realidade, mesmo porque não é como se a alça fosse magicamente ser colada de volta, não importando o quanto eu desejasse por isso.

Me desfazia da peça de roupa rasgada e iria me enxugar, para poder vestir o collant. - É estranho… - Olhar meu reflexo em tais vestimenta era desconfortável, a visão em si estava longe de ser ruim, porém todas as vezes que trajei vestes do gênero foi logo antes de me atirar em confusões, sentia como se eu estivesse caçando problemas. - Pelo menos é diferente do uniforme. - Tentava olhar o lado positivo, eu tinha uma roupa diferente da farda para usar numa situação casual.

Parava em frente a porta do vestiário segurando firme na maçaneta. "Não tem como ninguém ver nada, não tem como ninguém saber de nada, tudo vai dar certo." Enchia os pulmões de ar estufando o peito, acreditando piamente que o couro junto ao látex cobriria certos relevos e marcas, pois com aquela vestimenta toda coladinha nas curvas de minha silhueta era como estar nua, se não fosse pela fina camada de tecido literalmente grudada no corpo.

Comigo tendo reunido o ímpeto necessário iria abrir a porta, e caminharia rapidamente a passos pesados. "Loja de roupas, loja de roupas, loja de roupas." Meu objetivo fora estabelecido, tentaria me recordar de algum estabelecimento onde pudesse comprar vestimentas íntimas, talvez houvesse algum no mapa que a tenente me entregou, ou então eu posso ter passado em frente durante a patrulha, pois só em último caso pediria por informação, de qualquer forma iria no estabelecimento mais próximo.

Com os cabelos soltos para cobrir o capuz como também o traço de meu quadril, jogava duas longas mechas loiras na frente dos ombros a fim de tapar o busto. Se chegasse na loja iria direto feito uma bala na seção de roupa íntima. "Já encontrei o que procuro, muito obrigada." Dispensaria rapidamente qualquer atendente que viesse me abordar, mantendo o mínimo do mínimo em relação a cordialidade. Teria escolhido um conjunto de sutiã e calcinha esportivos, o pagamento ocorreria com urgência pois no instante seguinte eu me deslocaria até o provador desejando vestir as novas aquisições. - Urrrrrf… - Finalmente sería capaz de respirar aliviada, sem ter a sensação de que meu coração estivesse explodindo graças aos batimentos frenéticos. - Mas agora, como eu vim até aqui. - Apoiava a ponta do dedo indicador abaixo dos lábios estando a sorrir, meus olhinhos curiosos percorriam toda a loja. - Hora de comemorar o primeiro salário. - Juntava as mãos ao lado do rosto com os dedos entrelaçados, acredito que Rael e Raven não se importariam de esperar só um pouquinho a mais, afinal vai ser apenas umas comprinhas rápidas, eu juro. Assim iria caminhar alegremente pelo interior da loja, observando as mercadorias no intuito de encontrar algo que me agradasse.


”Histórico”:


Última edição por Scylla em Ter Fev 15, 2022 7:48 pm, editado 1 vez(es)
Ex-Panda
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 31e5da10d4f3dfb7fa2a1d79e251d5f1
Créditos : 08
Ex-PandaCivil
https://www.allbluerpg.com/t1611-zayn#17239 https://www.allbluerpg.com/t1586-morte-e-sangue#16916


 
Post 01

 

 
A SAILOR WHO ENLISTED BECAUSED HE HOPED TO BANG HIS SUPERIOR


 
O que eu poderia dizer sobre a tenente, com certeza ela era uma pessoa COM PEITOS ENORMES, mas talvez isso refletisse em seu coração já que ela era bem calorosa comigo.

A visão para mim que estava de baixo dela era como ver duas enormes montanhas, eu quase não conseguia ver seu rosto, se eu entrasse ali no meio com certeza teria que pagar aluguel já que seria uma casa.

Flake também parecia gostar dela já que aceitava o carinho de bom grado, era bom saber que a tenente peitos, gostava de falcões também, ela até esquecia da minha missão, mas eu também entrava no clima.

— Eu concordo!! Flake sempre foi um bom companheiro, mas eu diria mais que ele me escolheu do que o contrário hiehiehiehie.

— Bom na verdade eu não sei montar nele ainda... aí meio que ele que monta em mim hiehiehiehie

   
A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 98393c82376fbc9a3268693885671028

Poderia ser muito abuso de minha parte, mas escutando que ela já havia montado em um urso antes talvez ela poderia me ensinar a fazer o mesmo com meu amigo, se eu pudesse voar pelos céus com certeza eu seria mais eficiente.

— Ehh tenente peit... digo senhora! Eu sei que pode ser meio inconveniente da minha parte... Mas será que você poderia me ensinar a montar nele? Eu quero ser mais forte...

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 Fd64067205a5af75ba295ee6385a529f

Se ela aceitasse o pedido ficaria muito feliz e sorridente abraçando Flake, se ela negasse ficaria um pouco desanimado porem pronto para a minha missão, afinal era só aprender depois.

Historico:


Personagem:


 
 Code by Arthur Lancaster



_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 XaxriMi
Garota Cavalo
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 18207c75bc057d17d1e1360e089cd8c4
Créditos : 29
Localização : Las Camp - West Blue

Histórico

Rael Kronin




Post: 18
Objetivos• Fazer missão?
• Macetar a Raven
• Macetar a Tenente
• Aprender Costura

Ganhos• Pistola
• Sabre
• Manto
• Uniforme de Soldado
• O Espadão
• 1.500.000 Berries - Post 15

Perdas

Ferimentos

Relações
Senhora UohtaUma senhora que ajudou Rael à escapar de seu lar através de seu restaurante marítimo, por seis dias Rael trocou trabalho por estadia, e muito grata com a senhora, jurou ajudá-la caso algum dia precisa de ajuda em retorno.



Berries: 1.750.000 ฿S
Ferreira

Inventário



Proficiências• Dança
• Física
• Forja
• Joalheria
• Mecânica

Qualidades• Versátil
• Ambidestra
• Atraente
• Carismática
• Liderança
• Afinidade com Haki

Defeitos• Extravagante
• Altruísta
• Heroico
• Impulsivo
• Ingênuo

Ken no yuusha


    — Ufa… — Não podia evitar de soltar um suspiro de alívio assim que chegamos na loja — Conseguimos… — Havia uma certa esperança no tom de minha voz, como se tivéssemos passado por uma provação terrível. Depois de hoje, nunca mais me esqueço de fazer as malas, é uma promessa.

    — Moça uma pergunta… — Levantava o questionamento mais importante assim que éramos recebidas, a urgência era tamanha que de início não consegui reparar o quão bem apresentável era a loja — A gente pode sair vestindo o que comprar né? — Com uma resposta positiva me animaria por um instante, segurando ambas as mãos da lojista e balançando com ânimo — Ai graças a deus, mostra a gente a sessão de peças íntimas por favor! — Demorava a perceber que minha sequência de perguntas e palavras revelava nosso segredo inconveniente, envergonhada e toda vermelha soltei as mãos da garota, deixando-a nos guiar pela loja.

    Por sorte a prova de uniformes da Marinha já nos deixava com uma noção de nossos números, pegava uma peça de calcinha e sutiã de um modelo que me agradasse, na cor escura de preferência, me locomovendo de imediato até o caixa. — Vou pagar essa daqui primeiro, depois escolho o resto — Assim que entregasse o dinheiro já pegaria as peças e correria até o provador, demorava um pouquinho para retirar e depois vestir novamente o collant, mas o alívio e conforto que vinha como consequência fazia tudo valer a pena — *Fiu… Muito melhor…

    Desviava o olhar, disfarçando a cena anterior como se nada tivesse acontecido. — Poxa que loja linda… — Andava de volta até a gôndola de roupas íntimas, apanhando mais dois conjuntinhos só por garantia.

    — Raven quer me ajudar a escolher alguma peça? — Já perguntava com uma certa naturalidade, estava acostumada com alguém me auxiliando nesse quesito — Acho que algo mais casual seria bom… Alguma recomendação? — Apanhava as peças que me interessavam e um vestido claro e estampadinho recomendado por Ravena, juntando tudo no provador para montar meus looks. Barraria a garota caso ela tentasse entrar no provador comigo — Sem espiar! Quero que seja uma surpresa, Gishishi.

    Provaria o primeiro conjunto misturando uma camisa cropped branca com um shortinho jeans, meia calça branca e pra complementar um casaquinho azul por cima. — Como estou? — perguntei para Ravena abrindo a cortina e posando da mesma forma que ela fez antes no vestiário. Isso inclusive me lembrava das palavras da senhora Uohta, e me fazia questionar se eu deveria estar cobrando a garota para ver aquilo, mas como da última vez à toquei sem lhe entregar nada em retorno, vou considerar que estamos quites.

    — Tem razão — concordei com sua observação quanto ao casaco — Mas vou levar pra quando a gente viajar pra um lugar frio. Acha que é uma roupa adequada pra tourada? — Perguntei sem saber o que aquilo significava direito — A propósito isso é o que mesmo? Algum tipo de churrasco de boi?

[...]

    — Eeeh?! Eles lutam com os bois como num coliseu? Isso parece divertido! Peraí, isso aqui não vai servir então! — Fechava as cortinas entendendo que seríamos nós a brigarmos com os touros. Retirava as roupas vestidas as dobrando e separando no canto das que iria comprar, vestindo o próximo conjunto, dessa vez um pouco mais atlético; Um top e short preto confortável com uma calça legging por baixo, vestia o mesmo casaquinho azul por cima, e aproveitava para amarrar meu cabelo em um rabo de cavalo.

    — Pronta? — Colocava só a cabeça para fora da cortina, com um sorriso animado esperando pela atenção de minha companhia.



    — Tã-dã! — Abria novamente as cortinas, parando na pose de braços abertos, recolhendo-os logo em seguida até a cintura — Assim fica muito melhor de derrubar boi. Gishishishi — Minha reação instintiva ao notar seu olhar era de cobrir a barriga com uma parte do casaco, não sei porque reagi de tal forma, não é do meu feitio, talvez por hoje ser um dia de muitas novidades eu esteja agindo meio estranha. Abri o casaco novamente colocando um sorriso no rosto — Está decidido então, se dermos sorte conseguimos participar da tourada.

    Levaria as roupas para o caixa, contando com as roupas que vestia, ao todo estaria levando as roupas íntimas, o primeiro conjunto que experimentei, o vestido indicado por Raven e uma camisola preta bem larga estampada com o nome de um grupo musical bem famoso pelo West Blue ultimamente.

    Apanhar as compras me fazia perceber a inconveniência de carregar sacolas, acho que nunca precisei fazer isso… — Raven, recomenda algum lugar que venda bolsas? Eu não tenho nenhuma — Valia a tentativa, mas não era bem a área de especialidade da garota, tentava então a sorte com a senhorita lojista — Vocês vendem aquelas mochilas esportivas nessa loja? Ou talvez saiba de um lugar que venda? — Se possuísse naquela loja, compraria por ali mesmo — Muito obrigada! Tenha uma ótima tarde.

    Ao final de todas aquelas compras me despedia com a vendedora, seguindo para o caminho indicado por ela, caso não tivesse comprado a mochila ainda. Não faria muita cerimônia dessa vez, apenas escolheria uma bolsa esportiva grande e pagaria pelo item.

    — Pode ficar à vontade — Cederia a mochila para Raven usar assim que guardasse minhas coisas. Novamente estava à mercê de minha guia, seguiria-a segurando as mãos sem nenhuma contrariedade, na verdade mantinha um sorriso bobo no rosto — Caramba você é médica?! Esses últimos dias tem uma dorzinha no ombro que tá me incomodando, talvez seja o movimento repetitivo de bater o martelo? Eu não sei. Quem sabe você não possa me usar de prática, sabe, como caso de estudo.

Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 CSDlXWh
Créditos : 05


Trio - Marinheiros



Luci


Lucy saia da sala se despedindo da tenente, imaginando que chamar ela de Tenente, mesmo que seguido de um apelido, ainda deixava o ar de hierarquia bem presente. Então ela foi até o dormitório, pegou os preparativos para o banho e assim o fez. Mas acontecia ali uma tragédia, quando ela estava lavando suas roupas íntimas… Dessa vez ela as rasgou…  Era um caso similar ao de Rael e Ravena… Mas ao mesmo tempo muito pior.

Aquele barulho era desesperador, ainda mais que suas roupas justas, faziam com que toda a situação fosse mais… Constrangedora, já que daquele ponto ela tinha de se convencer que aquele tipo de roupa realmente fazia o efeito de esconder algo, mesmo que fosse fácil chegar a conclusões opostas.

Mas vestida pra tourada, ela começava a sair do lugar, pronta para a tourada… Mas precisava muito de uma loja de roupas e sua busca por isso começou passo atrás de passo ela olhava a região passando os olhos rápido pelo ambiente.

Rael & Ravena


As duas haviam chegado na loja, finalmente estando prontas Ravena era bastante prática, expondo a necessidade das duas, mesmo que com leve vergonha, enquanto que a mulher respondia sem muita demora.-Claro, roupas íntimas ficam logo ali.- selecionando ali 4 conjuntos de calcinha e sutiã, onde ela pegava dois pretos um branco e um vermelho.

Rael escolhia apenas um conjunto preto específico provando ele e voltou a mulher já pagando e aproveitando para lhe questionar o assunto, onde ela respondeu igualmente com bastante paciência e gentileza.-Claro o conjunto é 100.000 B$, e sim você pode usar os provadores pra se trocar depois de pagar pode usar como quiser, se quiserem podem ir vestidas.- disse sorridente recebendo o primeiro valor em dinheiro.

Então as outras escolhas das moças iam surgindo onde, Rael aproveitava até o limite, provando e brincando enquanto as duas conversavam sobre algumas coisas até que tendo selecionado todas as coisas, ela voltou a atendente querendo saber sobre a mochila que poderia usar para si.-Temos, elas custam 500.000 berries estão ali- disse apontando e deixando que ela escolhesse sua mochila.

A moça então pegou, chegando a hora de pagar tudo a mulher cobrou o valor final de tudo que estava ali.-Bem, todas as coisas que pegou somadas, retirando o primeiro conjunto de calcinha que já pagou, somam um total de 1.100.000 berries, 500.000 da mochila e 600.000 da soma das roupas.- enquanto isso uma terceira presença entrava na loja.

Rael, Ravena &  Luci


A moça loira chegou ao local vendo suas colegas que ainda estavam ali até agora, elas demoraram bastante no provador, brincando e trocando interações, então a Loira acompanhou. A atendente já se virou pra ela dizendo-Bem vinda fique a vontade para escolher suas roupas.- e isso era tudo por enquanto, como elas iam fazer as coisas agora dependia das três.

Snow


Snow estava tendo ali seu bom momento com a superior, a qual ele conseguia apreciar a beleza dela. Ele comentava respondendo ela sobre esses detalhes do falcão, algo que pra ela foi levemente inesperado, acreditava que um domador poderia ter um conhecimento mais aprofundado sobre tudo isso.

Mas ainda assim, não era incomum, ela então começava a pensar em como ensinar ele, algo que era simples pra ela, mas nunca voou em algo, então poderia ter pequenas diferenças.-Sim, posso te ensinar. Montaria é algo relativamente simples, primeiro de tudo você precisa aprender a se equilibrar, a maneira que você se senta e se segura é importante.- explicou ela pegando a cadeira e afastando para mais perto da janela para demonstrar.

Ela virou a cadeira de frente para ela, e se encaixou ela ficava com as duas pernas mais para frente fazendo que o encaixe fosse eficiente, enquanto erguia os braços pra frente também se inclinando a calça justa deixava os belíssimos glúteos da mulher bastante evidentes.-Aqui a inclinação é importante, por que? Isso gera aerodinâmica pra que diminua a chance do vento te arrancar de cima do animal.- então depois ela ajustava a cadeira de novo, onde novamente sentou-se corretamente.

Ela logo pegou ali algumas coisas que poderiam ajudar, era uma caneta e um lápis. Onde ela desenhou algumas posições que ela tinha em mente para momentos específicos.-Certo irei te ensinando, podemos fazer alguns testes com o falcão, até você dominar.-  disse se dispondo a ajudar ele de forma eficiente.

Histórico:


Legenda:



Última edição por Shiori em Qua Fev 16, 2022 1:57 am, editado 1 vez(es)

_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 YHVeK1M

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 VYrwji0
Ex-Panda
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 31e5da10d4f3dfb7fa2a1d79e251d5f1
Créditos : 08
Ex-PandaCivil
https://www.allbluerpg.com/t1611-zayn#17239 https://www.allbluerpg.com/t1586-morte-e-sangue#16916


 
Post 03

 

 
A SAILOR WHO ENLISTED BECAUSED HE HOPED TO BANG HIS SUPERIOR


 
Mais uma vez a tenente mostrava ser uma ótima pessoa, ela até se prontificava a realmente me ensinar como se montar apropriadamente em Flake, o que era muito legal da parte dela.

— Tenente na verdade você é uma pessoa muito doce ne? Bom fico feliz que terei aulas particulares com uma mulher bonita, então vamos aprender o equilíbrio!

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 0e8824117d77f9251201203bf966c756

Depois uma linda cena acontecia, a tenente me explicando como eu poderia montar me mostrava sua maravilhosa bunda, eu tentava não olhar, mas meus olhos não me obedeciam, mas mesmo assim eu prestava atenção em sua aula.

Início do treino de montaria

Certo se eu entendi bem a tenente, a primeira coisa que eu deveria treinar seria meu equilíbrio e posição em cima de Flake, imagino que com uma cela seria bem mais fácil, mas como eu ainda não tinha uma faria do meu jeito.

— Hmm acho que entendi tenente! Flake vem aqui amigão, será que você me deixaria montar? Eu tentarei primeiro ficar pelo menos na posição correta e depois irei trocar de posições.

Ele me permitia subir gentilmente por sua asa, depois mais próximo ao seu pescoço tentaria me ajustar, como eu havia pensado sem uma cela aquilo era realmente difícil.

Sempre que fosse cair ou me desestabilizar me seguraria em suas penas tentando não o machucar, seu osso das costas era até relativamente grande para mim, mas não tinha ergonomia alguma.

Sua pele me fazia ficar indo de um lado para o outro quando ele se mexia o que dificultava ainda mais o processo de aprender a ficar estático ali, ouviria tudo o que a tenente me dissesse de dicas e as faria logo após.

A medida que ele se movia e o tempo passava eu percebia que se eu acompanhasse com meu corpo seu movimento ficava tudo mais fácil, quando eu finalmente conseguisse ficar equilibrado começaria a tentar a fazer a posição que ela havia me mostrado antes.

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 Dragao1

Como ela havia dito a essa era a melhor posição, eu sentia que não cairia para trás quando voássemos e o vento passaria por meu corpo criando uma aerodinâmica bem mais agradável, depois que me acostumasse começaria a fazer as outras que ela havia desenhado.

— Certo tenente acho que já entendi da forma básica como montar nele, pelo menos parado hiehiehiehiehie, eu acho que está na hora de tentar fazer isso voando....

— Se não tiver problema tenente podemos voar aqui? Não se preocupe Flake é um exímio voador ele não bateria em nada e ele vai basicamente ficar me baixa altura para caso eu cair eu não me quebrar todo hiehiehiehie certo amigão?

Ela me deixava voar por ali mesmo, e então começaria a tentar dessa vez aplicar tudo o que eu havia aprendido porem voando, as primeiras vezes eu caia quase que imediatamente no chão, sempre que podia eu tentava “pousar” da melhor forma possível.

Mas a medida que íamos fazendo isso de novo e de novo eu começava a me acostumar, quando ele virava eu tinha que me abaixar e virar meu corpo o acompanhando, quando ele subia eu tinha que colar meu peito em suas costas e quando descia a mesma coisa.

Treinaria até ter confiança em minhas habilidades sempre escutando a tenente e todas as suas dicas valiosas. Quando finalmente terminasse então eu diria:

— Acho que eu consegui tenente!! Eu estou tão feliz que finalmente posso voar, mas eu tenho que fazer um último teste o que irá provar se eu aprendi ou não... Se a senhora permitir eu irei dar um pequeno voou aqui perto e voltarei rapidamente!

Ela era tão gentil que me permitia, eu nem mesmo usaria cordas, era hora da verdade e eu confiava em meu companheiro da mesma forma que ele fazia o mesmo comigo, ia até a janela de sua sala e então gritava.


— VAMOS NESSA FLAKE!! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

Quando ele caísse em queda livre tentaria ficar o mais calmo possível, apertaria minhas pernas em seu tronco, colaria meu peito em suas costas e me prepararia para mudar o seu curso para cima.

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 6b09e17aad5f7ee93fbd186dbc0d6f46d1f4a1e0r1-400-208_hq

— ARGHHH QUE FRIO NA BARRIGA!! É ISSO QUE VOCÊ SENTE TODA VEZ?

Quando estivéssemos quase indo direto ao chão eu puxaria suas penas para trás e me posicionaria junto com seu corpo, à medida que ele fosse deixando seu corpo mais reto para começar a subir eu subiria as costas para ajudar, mas logo depois colaria meu peito novamente.

Lá em cima podia sentir as nuvens, a minha confiança estava mais forte do que nunca então eu tomava uma ação precipitada.

— FLAKE ESTA NA HORA DE TESTARMOS NOSSA CONFIANÇA!! EU ESPERO QUE VOCE NÃO ME DEIXE VIRAR PURE AMIGÃO!

Eu me deixava cair de Flake em um mergulho pelos céus e esperava que logo após isso ele fosse atrás de mim.

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 10572
   
— AHH PUTA MERDA EU SOU MUITO BURRO! PORRA! FLAAAAKEEEEEEEEEEEEEE ME PEGAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!

Flake aparecia em minha frente com um sorriso pretencioso no rosto, ele queria brincar com meu coração essa ave maldita.

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 Petshop

— FLAKE CARALHO VIRA DE COSTAS PORRA!! MEU DEUS! EU VOU MORRER CARA! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

A cada segundo ficávamos mais perto do chão, mas quando estávamos em uma altura critica ele se virava rapidamente para mim, eu me segurava em suas penas rapidamente, apertava minhas pernas em seu torço e então com força o puxava para cima.

— SOBEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE!

No último segundo passávamos raspando no chão, eu estava completamente desnorteado, meus cabelos uma bagunça, mas a sensação havia sido incrível!

— FLAKE SEU FILHO DA PUTA VOCÊ QUASE ME MATOU DE MEDO CARA!!

Dava uns socos em sua cabeça o punindo por brincar com meus sentimentos, mas seu sorriso não sumia de seu rosto. Bom se eu não tivesse aprendido eu talvez teria morrido então pelo menos por agora eu podia dizer que eu aprendi a montar, eu acho....

Fim do treino de montaria

Voltávamos a sala da tenente, eu pousava em cima da mesa e descia ainda com as pernas meio bambas.

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 4fa4d45033db25bd4d9566bc8e72e12c

— Soldado Snow se apresentando para o serviço novamente senhora! Eu acho que eu consegui aprender hiehiehiehie, desculpa a demora o idiota do Flake quase me matou de medo, não sei se a senhora viu, mas foi INCRÍVEL.

Corria até seu dedo e então o pegava o balançando-o para cima e para baixo com uma cara super alegre.

— Eu não tenho como te agradecer! A experiência de voar foi super incrível, é uma pena que você seja tão grande e eu não possa te levar junto comigo... Mas muito obrigado de verdade!

— Agora eu estou realmente pronto para a minha missão tenente!

Historico:


Personagem:


 
 Code by Arthur Lancaster



_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 XaxriMi
Garota Cavalo
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 18207c75bc057d17d1e1360e089cd8c4
Créditos : 29
Localização : Las Camp - West Blue

Histórico

Rael Kronin




Post: 19
Objetivos• Fazer missão?
• Macetar a Raven
• Macetar a Tenente
• Aprender Costura

Ganhos• Pistola
• Sabre
• Manto
• Uniforme de Soldado
• O Espadão
• Algemas
• 1.500.000 Berries - Post 15
• Roupas - Post 18

Perdas• 1.100.000 Berries

Ferimentos

Relações
Senhora UohtaUma senhora que ajudou Rael à escapar de seu lar através de seu restaurante marítimo, por seis dias Rael trocou trabalho por estadia, e muito grata com a senhora, jurou ajudá-la caso algum dia precisa de ajuda em retorno.



Berries: 650.000 ฿S
Ferreira

Inventário



Proficiências• Dança
• Física
• Forja
• Joalheria
• Mecânica

Qualidades• Versátil
• Ambidestra
• Atraente
• Carismática
• Liderança
• Afinidade com Haki

Defeitos• Extravagante
• Altruísta
• Heroico
• Impulsivo
• Ingênuo

Ken no yuusha


    — Gishishishi... Eu entendi sim, pode me usar a vontade! — Respondi a Ravena quando se animou sobre seu ofício, não compreendi porque ela ficou tão nervosa, talvez tenha pouca confiança na própria medicina, fazia questão de mostrar meu apoio e total confiança em suas mãos.

[...]

    — Ah! — Assim que via aqueles fios de ouro refletindo a luz que vinha da porta, soltava uma única sílaba de surpresa, enquanto apontava para a garota em nossa frente, Lucy. Demorava um pouquinho para perceber o quão indiscreta estaria sendo, escondendo as mãos nas costas assim que caía a ficha — É, eu acho que o nosso ponto de encontro mudou, gishishishi.

    Foi necessário que Lucy nos alcançasse para eu notasse o quanto Raven e eu havíamos enrolado, e o quanto o tempo passa depressa quando estou me divertindo com ela. Ver a loira entrando no provador com aquelas peças e saindo sem nada me fazia perceber que tivemos problemas de certa forma similares… Ficava quieta dessa vez, só ria comigo mesmo um pouco. Se Lucy percebesse minha atitude e se sentisse constrangida, eu levantaria meu polegar direito à ela, com um sorriso aberto no rosto — Tudo bem, tivemos o mesmo problema…

    Travava meus movimentos quando ouvia o que exatamente tinha acontecido com a loira — V-você o que? Ah! Não... a gente... elas só ficaram molhadas mesmo... — Minha voz saía bem baixinha, e minha cabeça entrava em parafuso, começava a observar minhas mãos, observando a cena absurda daquilo acontecendo, alternando minha visão para os braços fininhos de Lucy, e me perguntando como.

    — Eh?! — Distraída em minha própria imaginação, era pega de surpresa com a garota removendo meu casaco, sem pensar muito levantei ambos os braços deixando minha cintura livre — Eu tinha me esquecido dessa opção. — Na hora em que era apresentada para Ravena não pude deixar de desviar o olhar, se antes já tinha ficado com vergonha não sei se aguento seu olhar ainda mais exposta, já não era mais meu rosto que estava vermelho, e sim eu todinha.

[...]

    — Vai escolher algo mais? — Perguntei já me aproximando da loira puxando Ravena junto — A Raven me fez levar um vestido, eu pessoalmente prefiro um shortinho e blusa mais leves.

    Vendo a reclamação sobre Lucy querer comprar tudo sem ao menos provar uma peça me fazia concordar acenando a cabeça — Sim sim! Não é justo se a gente não puder avaliar — enquanto esperávamos pela apresentação da loira, ficava bem pertinho de Ravena — Tem certeza que não vai levar nada a mais? Nesse caso eu te empresto as minhas roupas, pode pegar quando quiser

    Aplaudi brevemente para o visual que Lucy experimentava — Caramba eu queria ter visto esse quando estava comprando — se fôssemos de tamanhos similares eu totalmente pegaria essa roupa emprestada em alguns dias de folga.

    Mas a apresentação principal não era a loira e sim a morena que logo depois se prestava ao provador — Uau... — Por algum motivo era um pouco difícil vir com as palavras certas, observava Ravena com o olhar aficionado por alguns instantes — Realmente só gente bonita — parafraseei a própria garota — ficou ótimo! Você tem que levar isso pro nosso encon... quer dizer, pro nosso passeio — tentava disfarçar meu deslize, o nervosismo me levava ao pequeno tique de mexer nas mexas compridas de meu cabelo, e novamente desviava brevemente o meu olhar.

    No final das compras eu cederia minha bolsa para todas possam guardar suas coisas, por fim seguindo Raven até nosso próximo destino.



Última edição por Remenuf em Qui Fev 17, 2022 10:32 am, editado 7 vez(es)
Scylla
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 NFaEX9G
Créditos : 05
Localização : Las Camp
ScyllaSoldado
https://www.allbluerpg.com/t1207-luciferanna-von-brilliant#11238 https://www.allbluerpg.com/t1004-a-sailor-who-enlisted-because-she-didn-t-want-to-get-married


Encontrar a loja fazia meus olhos brilharem maravilhados, era a mesma sensação de achar o santo graal  em um momento de crise. - Obrigada… Na verdade, eu estou procurando por… - Tentava ao máximo não transparecer o constrangimento diante a simpática atendente que veio me atender, talvez não fosse a mais fácil das tarefas considerando o quão tenso meu corpo estava junto da voz insistindo em tremular, propositalmente eu enrolava para proferir as frases pois assim meus olhos seriam capazes de percorrer o interior da loja em busca da seção de roupas íntimas e sutiã, principalmente se a atendente fosse mais baixa porque desta maneira eu poderia olhar por cima de sua cabeça. E meu objetivo fosse visualizado. - Não se preocupe, já achei o que vim buscar. - Dispensaria a funcionária, infelizmente não seria da forma mais graciosa considerando a urgência, e de imediato caminharia até a seção. Porém se meus olhos não encontrassem o que vim buscar da posição qual me encontro. - Por favor, poderia me indicar onde fica a seção de moda íntima? - Nem de perto minha primeira vez comprando produtos do gênero, mas as circunstâncias além de deixarem minhas bochechas coradinhas por causa da vergonha eu também acabava por desviar os olhos da atendente.

A caminho da seção eu já estaria analisando minuciosamente as mercadorias pois assim não precisaria perder tempo procurando direto no objeto de interesse. "Vai servir." Pensava satisfeita após ter apanhando três conjuntos idênticos de roupas íntimas esportivas, não era exatamente o meu modelo favorito mas eu estava prezando pelo conforto, mesmo porque aquelas roupas iriam nas futuras missões, a cor também não fazia meu estilo, mas certa vez uma pessoa muito sábia me disse para nunca, jamais, em hipótese alguma trajar calcinhas brancas durante o cotidiano, e o motivo, bem, vocês podem imaginar.

Após apanhar os três pares de roupas iria pagar por eles, sem nem mesmo provar, apenas observaria o tamanho de cada roupa e as comparava mentalmente com aquelas que eu normalmente usava. Tendo pago pela compra eu caminharia até o provador. - Eu já volto. - Diria para Rael e Ravena antes de entrar na cabine, queria conversar com elas, mas precisava resolver o assunto urgente antes de qualquer outra coisa. Assim daria início ao processo de tirar collant, por sutiã e calcinha, depois colocar collant, tenho certeza que já vi algo assim num livro sobre um menino que treinava kung-fu, enfim. - Bem melhor…  - Suspirava revigorada, quase havia me esquecido de como algo tão trivial quanto respirar sem preocupações pode ser extremamente relaxante.

Deixaria a cabine sorrindo de forma a exalar plenitude, sem nenhuma tensão ou aflição recaindo sob os ombros. - Estão comemorando o sucesso na primeira? - Perguntava num ar de descontração para a Rael e Raven, comigo percebendo que ali acontecia um pequeno desfile de moda. Entretanto a reação de Rael era um tanto quanto assustadora, mesmo que seu riso fosse agradavel de se escutar. "Ela... Sabe? Isso é mesmo possível?" Fiquei paralisada sem saber como agir, acreditando que a mulher de cabelos azulados conseguia ler mentes, ou enxergar atraves de paredes, mas então tudo foi esclarecido. - EEEEEEEEH! - Gritava incrédula, pois quais as chances de nós três passarmos pela mesma situação? Porém logo depois do grito espantando que provavelmente teria alertado todos os clientes e funcionários da loja eu rapidamente cobria boca para retomar a compostura, então aproximava meus lábios ao ouvido de Rael. - Vocês também rasgaram suas roupas intimas tentando lavar elas? - Cochichava bem, bem, beeeem baixinho, ainda tendo dificuldade de acreditar nessa coincidência.

Se a garota de cabelos azuis estivesse trajando o modelito com a jaqueta no momento em que eu deixasse o provador. - Nhmm…. Você também pode usar o casaco amarrado na cintura. - Teria comentado após analisar minuciosamente Rael dos pés a cabeça. - Posso? - Estendia as mãos pedindo a permissão da marinheira do espadão para que eu pudesse amarrar a jaqueta. E se assim ocorresse, eu me posicionaria entre Rael e Raven obstruindo de maneira nem um pouco proposital a visão da morena, assim envolveria o quadril de Rael com o casaco, puxando as mangas ao redor da cintura dela em minha direção para então entrelaça-las. - Tcharam! O que achou Raven? - Me colocaria atrás de Rael apoiando minhas mãos em seus ombros, finalmente permitindo que a morena pudesse ver o resultado de minha idéia.

No momento em que deixássemos o provador. - Então para onde nossa guia irá nos levar agora? - Perguntaria a Raven carregando um certo ar de divertimento na voz. - Sério!? Na verdade eu também gostaria de escolher alguns livros. - Responderia animada caso Raven me respondesse sobre passarmos antes na biblioteca.

Entretanto antes de deixarmos a loja. - Eu só vou comprar mais algumas coisinhas antes. - Meus olhos verdinhos aparentavam querer devorar a loja, minha vontade era comprar todas as roupinhas super lindinhas que havia visto a partir do momento de minha entrada na loja até o provador, mas quem iria carregar tudo? "Nessas horas eu sinto falta dos empregados…" Por uns instantes eu me lamentava, recordando das vezes em que eu e minhas irmãs saímos para fazer compras e cada uma de nós enchiamos várias  de roupas, bons tempos. "E também, eu não tô na melhor condição financeira." Inflava uma das bochechas ficando emburrada, porque eu queria comprar praticamente tudo, mas com que dinheiro?

Sendo assim, apenas iria passeando pela loja apanhando os itens de maior interesse, porque pelo menos um outfit casual eu estou merecendo, teria pego uma blusa azul clara com gola halter, um short branco de cintura alta, um cinto preto com fivela prateada. - Onde estava mesmo? - Logicamente eu precisava de um sapato para combinar com a roupinha nova, só precisava lembrar onde eu o havia visto. - Perfeito! Olha, não lembra as cores da marinha? - Mostrava a combinação para dupla de senhoritas que me acompanhava.

Agora sim estava prontíssima para fazer o pagamento e deixar a loja pois eu teria escolhido cada peça já com base em seus tamanhos, entretanto o protesto de Rael me fazia cobrir os lábios abafando o riso alegre fluindo de minha boca. - Certo! - Respondia estando a sorrir empolgada, provar as roupinhas era uma das partes mais divertidas do processo, então não teria como recusar.

Assim retonarva ao provador para vestir o outfit novo. - Que tal? - Deixava a cabine ficando parada em frente a Rael e Ravena, com meus braços ligeiramente afastados do corpo, também me virava parcialmente de costas para que elas pudessem observar melhor as roupas. "Eu quero sair assim... Mas... Eu terei mais roupas para lavar depois." Suspirava um tantinho desapontada, porque estava ansiosissima para estrear a roupinha, entretanto afim de economizar esforços eu novamente trajaria o collant, para fazer o pagamento e deixar a loja carregando as sacolas de compras com as alças envolvendo meu antebraço esquerdo.


”Histórico”:
Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 0tSpN1S
Créditos : 05
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t1620-liu-feng#17327 https://www.allbluerpg.com/t1586-morte-e-sangue


A sailor who enlisted because the world needs a hero


- Para todo sempre -

Ficava envergonhada com a empolgação de minha amiga ao descobrir minha “profissão” e sendo contagiada pela empolgação de Rael, respondia sem ao menos pensar, — Seria ótimo Usa-la! – Percebendo a cagada, com movimentos de negação com as mãos, repetidas vezes, tentava concertar o erro – E- Eu quis dizer, seria ótimo praticar com você! ... N-Não pera... Você entendeu né?

[...]

Levemente me preocupava após recordar-me do combinado feito com Luciferanna... e se ela já está esperando a gente a muito tempo? Bom... eu não me arrependo, estar com Rael deixava tudo mais leve e para nossa sorte, Lucy logo aparecia, com uma certa pressa, ria do comentário de Rael.

Mas porque igual nos ela também entrava de mãos cheias e voltava com elas vazias? Especificamente sendo calcinha e sut- Ta brincand Gihihihihi – Percebendo até a extravagancia que aquilo poderia soar, eu tapava a boca segurando as risadas, que escorriam pelos meus dedos.

Preferia por deixar Rael falar e tomar conta da situação, porque abrir a boca naquele momento poderia ser preocupante, o pior era descobrir o motivo pelo qual Luci acabou chegando na mesma situação que nós.

Gargalhava, porém, dessa vez baixinho, abafando o som com minhas mãos, — No caso eu acabei por apenas trazer uma para o quartel e não daria para usa-la molhada...

Era realmente divertido estar ao lado das duas e talvez fosse apenas a empolgação do primeiro dia, mas me sentia muito bem feliz naquele grupo, torcendo para que tal formação perdurasse por muito tempo.

Com as modificações sugeridas e feitas pela loira, tinha a oportunidade de contemplar mais ainda a aparência de Rael, não só a dela, como a de Luci que ficava apoiada logo atrás da moça.

— Wow...! Deu um ar mais descontraído... você ficou linda! – Sorria feliz e levemente emotiva, tendo o meu primeiro momento só das meninas.

— Ótimo!! Passaremos lá assim que sairmos daqui – Ouvindo que Lucy também faria compras, acenava com o rosto entendendo e com calma, afinal estávamos de folga e poderíamos ir com mais calma.

— O vestido ficou tão lindo em você garota... da uma chancezinha pro meu lado mais stylist. – Fala seguida de uma risadinha, conforme sorria olhando para Rael.

Não entendia muito bem, quando simplesmente a loira saia com as compras indo direto pro caixa, me metendo no meio dela, — Calma lá garotinha... – Ia empurrando-a de volta pro provador – Assim como Rael, você terá que passar pela aprovação de nos duas, então pode ir lá botar as roupas pra gente avaliar... Aiai... essa luci...

Com um joinha aprovava a primeira escolha de minha amiga, — Azul fica bom em você Luci! – Dando a atenção necessária naquele momento, até me sentindo meio excluída nesse quesito, já que era a única a não fazer compras.

Vendo o ouro outfit, dizia para Luci, — Realmente... nosso grupo só tem pessoa bonita viu Gihihihi, adorei a escolha!

Vontade anterior que crescia com o comentário da marinheira, adoraria usar as roupas dela, mas quem sabe ter outra de minha autoria, seria legal, ainda mais fruto do meu salário.

Soltando-me momentaneamente, passaria pela loja, pegando um conjuntinho de roupas que acreditava que ficaria bom em mim, indo ao trocador, botava o conjunto criado.

Um top preto que era coberto por uma jaqueta vermelha por dentro com uma certa pelugem preta por fora, abaixo, uma calça preta mais justa, utilizando um cinto com detalhes em dourado e um par de botas de cano médio.

Saia envergonhada, já que poderia ter errado completamente na ideia do conjunto, segurando uma mão na outra, diria, — O que acharam? Acho q ficou feio né... – fazia algumas poses, girando até em meu próprio eixo.

[...]

Com tudo pago e vestindo a roupa inicial, guardando todas as compras na mochila de Rael, guiaria primeiramente nosso grupo para a biblioteca, olhando ao céu para tentar ter uma ideia de que horas seriam naquele momento.



HistóricoInfo
Nº de Posts: 14
Ferimentos
  • N/A

Objetivos
  • Macetar a Rael
  • Macetar a Tenente
  • Fazer uma missão
  • Aprender cirurgia 
  • Aprender física

Ganhos:
  • Par de Soqueiras
  • Pistola
  • Uniforme da Marinha
  • 1.500.000 Berries - Post 10


Perdas
  • N/A




_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 OAKySZI
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 CSDlXWh
Créditos : 05


Trio - Marinheiros




Rael, Ravena & Luci


As três garotas seguiram com seu rolê das compras, Luci fazia sua prova e mudas de roupa, Ravena também acabava por escolher mais algumas, a mulher da loja parecia ter dois cifrões nos olhos, bastante empolgada vendo que as moças faziam suas provas, e só Rael já tinha lhe rendido mais de um milhão de berries.

Então nesse tempo ela ia contando a grana até que ambas traziam suas roupas também.-O valor das suas compras é de 800.000 berries. Contando as roupas intimas e o que você acabou de pegar.- Disse ela para a moça de cabelos castanhos enquanto deu um grande sorriso.

Então foi olhando o shortinho, sapatilha, tudo perfeitamente combinando com o cinto e também a blusinha. Ela achou algo bem chique, era de fato uma roupa a se pensar.-O seu junto das roupas íntimas vale um total de 700.000 berries.- então ela receberia o dinheiro, contando nota por nota de ambas as garotas.

Então tendo tudo ali consigo ela agradecia a visita, deixando que elas seguissem em frente.-Muito Obrigada, voltem sempre viu?- disse acenando pra elas, deixando que pudessem sair daquele ambiente, para seguir adiante para outro lugar. Antes da tourada Ravena pedia pra ir pra biblioteca.

E assim todas que fossem junto dela iriam ter ali a viagem tranquila, vendo no final uma enorme biblioteca, tinha uma frente enorme, com alguns pilares que seguravam um teto a mais que ficava à frente do lugar, havia ali também uma placa “Biblioteca e Livraria”. Lá dentro haviam muitas prateleiras separadas em seção, ciências, artes, ficção, aventura e por aí vai.

De frente pra porta ficava a mulher no balcão, que parecia estar lendo um romance investigativo, pela capa dava pra ver um detetive com o chapéu sobre o peito, olhando para um túmulo com a cabeça baixa e cabelos sobre os olhos. Ela parecia já ter certa idade, algo como uns 55 anos mais ou menos, seus cabelos brancos grisalhos e umas poucas rugas no rosto revelavam sua idade, mas ainda assim estava com o corpo muito bem cuidado, seu vestido era roxo, ia até os pés, mas a parte que apertava a cintura mostrava ali um corpo bem feito. Provavelmente ela nunca largou a academia.

Ela via as moças entrando mas não falava ainda, já que nem todas as pessoas que visitavam a biblioteca precisavam de ajuda, ela esperava que elas fossem até ela, para poder atender, já que muitos vão direto as prateleiras.

Snow


O treinamento de Snow era intenso, o sei falcão certamente queria tirar uma com a cara dele, fazendo algumas manobras claramente diferenciadas, e ainda mais que ele não tinha uma cela, então os movimentos eram bastante difíceis pra se segurar. Mas isso foi bom pra ele que aprendeu de forma mais eficiente.

A tenente ajudou ele durante todo o tempo, mas ao mesmo tempo, ela achava a situação engraçada, já que a altura da queda não era tão preocupante assim, já que aquela sala não era tão alta, certamente o pequenino não teria nenhum tipo de dano elevado daquela altura ali, até por que ele não é tão pesado.

Mas depois ela pensou que talvez ele não conseguisse ter uma queda suave, era algo que veio a cabeça dela tempos depois de ver as manobras, algo que não a preocupou tanto já que mesmo assim era algo até comum… Mas era algo que passou na mente dela.-Você aprendeu muito rápido até. Acho que não era algo tão complicado pra você né?- ela estava bastante sorridente quando pensou no assunto.

Era algo que era bom de ver, que alguém tinha conseguido uma nova habilidade que iria realmente gerar uma maior facilidade, mesmo assim antes de falar da missão ela questionou sobre outro assunto.-Vendo você voando eu pensei no seguinte… Você sabe como cair de forma eficiente, saltar, no caso sabe como realizar acrobacias né?- Para ela essa era claramente uma habilidade essencial para alguém do tamanho dele, ainda mais indo voar, ou se ele fosse jogado no meio de uma luta.

Quando ouvisse a resposta, ela então pensaria um pouco e olhava para o relógio, e bem eles tinham bastante tempo ainda, o que deixava ela bastante relaxada em relação a missão.- Se quiser posso te ensinar isso, vai te ajudar se você for derrubado, ou lançado para longe. Isso te permite um reposicionamento eficiente, tem melhor controle em batalha e cair de alturas grandes distribuindo bem o impacto da queda, e não se machucar.- disse ela naquele tempo, tentando ter já ali alguma ideia de como eles deveriam prosseguir. Até por que pra ela era mais eficiente ele saber algo assim.

Histórico:


Legenda:


_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 YHVeK1M

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 VYrwji0
Ex-Panda
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 31e5da10d4f3dfb7fa2a1d79e251d5f1
Créditos : 08
Ex-PandaCivil
https://www.allbluerpg.com/t1611-zayn#17239 https://www.allbluerpg.com/t1586-morte-e-sangue#16916


 
Post 04

 

 
A SAILOR WHO ENLISTED BECAUSED HE HOPED TO BANG HIS SUPERIOR


 
Pelo visto era quase como se eu fosse um prodígio na montaria, bem isso de acordo com a tenente peitões.

— Olha não era que não fosse complicado, mas depois que sua vida depende de algo acho que você aprende mais rápido, né Flake?!
   
Ainda antes de ela me passar minha missão ela parecia ainda animada para me ensinar novamente algo novo, ela me perguntava se eu sabia cair e tinha algumas lembranças de meu passado caindo de cara no chão.

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 7f82aab99d94a117aaa5f059c7422508

— Cair metendo a fuça no chão conta? Hiehiehiehie bem eu nunca aprendi, mas agora que você disse seria bem útil.

Ela realmente se oferecia mais uma vez, o que me fazia corar e ficar um pouco preocupado, ela fazia aquilo com todos ou era favoritismo com minha parte, e se eu me apaixonasse?? A tenente peitos teria que assumir a responsabilidade não?

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 608bd2cc77d7c6387f17e4f1277ba857

— Bo... Bom se realmente não é problema para você perder tempo com isso então eu adoraria! Desculpa tenente mas até agora eu não sei seu nome, queria saber mais um pouco sobre você...

Depois de deixar a vergonha de lado e respirar fundo eu me concentrava para começar a ouvir todas as suas dicas e a aprender novamente todas as acrobacias que eu pudesse.

Início do treino de montaria

A tenente começava me explicando o conceito básico por cima daquela “arte”, eu já tinha visto alguns outros de minha espécie fazer aquelas manobras, mas nunca tinha feito igual, bom, mas era hora de começar a tentar porque seria útil depois.

Ela explicava que na acrobacia tudo era sobre como você controlava a sua própria massa corporal, usando força, velocidade e a gravidade ao seu favor, quando você corre em uma parede tem que acelerar para “correr” por alguns segundos na parede e depois usar a força em suas pernas para se projetar para trás, usando seus músculos abdominais e das costas se projeta o corpo para começar a rodar e dar um mortal para trás...

O conceito de apenas uma delas era já muito complexo, mas eu entendia o básico, olhava para livros empilhados em sua mesa, corria para cima deles com muita velocidade, pisava correndo pela parede e então! Caia de cabeça no chão.

— AIIIII MINHA CABEÇA, droga agora eu sei porque poucas pessoas querem aprender a fazer essas coisas... Tenente faz carinho na minha cabeça ta doendo...

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 C5ff33724ecebccb8838219e547cde7a

É claro que não doía tanto assim, mas a verdadeira intenção era receber carinho dela, ela fazendo isso por mim ou não eu continuava com meu treino.

Inicialmente pegar o conceito era difícil, principalmente porque agora eu tinha medo de cair novamente, mas à medida que você erra a cada nova tentativa tudo ficava mais fácil, contrair os músculos da barriga e costas e encolher as pernas para ajudar na rotação eram coisas que pouco a pouco entravam em minha cabeça.

Depois de muitas, muitas tentativas talvez por sorte pela primeira vez eu caia em “pé” com as mãos no chão ainda, porem já era uma vitória!

— EHHH ISSO! ACHO QUE EU ENTENDI TENENTE, bom pelo menos essa hiehiehiehiehie.

Aos poucos eu ia conhecendo melhor minha força de impulso, aceleração, quais músculos contrair, quais relaxar e mesmo quais membros esticar ou flexionar na trajetória da acrobacia, mortais para frente e para trais já eram mais fáceis a medida que o tempo passava.

Depois de cair totalmente de pé várias vezes seguidas eu passava para a próxima, sempre ouvindo a explicação da tenente de forma previa para me ajudar, o que eu realmente tinha mais problema era meu equilíbrio então queria treinar isso.

— Bem... você se importa se eu bagunçar sua sala por alguns segundos? Prometo que depois eu limpo bem rapidinho!

Novamente sem muitos problemas ela me permitia, pegava uma linha na base e então começava a enrolar em vários pontos do quarto, pedia ajuda para o Flake em lugares mais altos.

Começava de forma simples apenas amarrando uma linha em cima da mesa dela e andava de um lado para o outro em uma corda bamba, caia várias e várias vezes, mas as dicas dela eram realmente validas, como abrir os braços para me dar mais equilíbrio.

Depois de sentir confiança em tudo o que eu havia aprendido estava na hora do desafio final, com várias linhas presas no quarto eu começaria a saltar por todas elas fazendo várias acrobacias e movimentos no ar.

De primeira eu caia de cara no chão, a dor era latejante e incomoda, mas eu já estava determinado a aprender aquilo, a tenente havia me cedido seu precioso tempo para isso, então desistir não era uma opção.

Depois de um bom tempo as cordas e meu corpo pareciam leves, meus dedos ficavam mais fortes, meus músculos pouco a pouco aprendiam o que fazer sem eu ter que pensar tanto sobre isso, e então finalmente eu conseguia.

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 Yuma-kuga

Mortais, pulos, eu entendia todos, pelo menos o básico, estava tão feliz que não podia me conter, parava na frente dela dava um mortal para trás abria os braços e então dizia:

— TARAMMMMM EU APRENDI!! Bem eu acho que aprendi hiehiehiehiehie, obrigado de novo tenente!

Fim do treino de acrobacia

Me sentia legal, confiante e principalmente... MORRENDO DE FOME! Minha barriga provavelmente já roncava alto, fazer tanto esforço físico me deixava com ela extremamente vazia o que me incomodava.

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 98393c82376fbc9a3268693885671028

— Eu sei que estou sendo muito abusado, mas.... Será que eu poderia comprar algo para eu comer no caminho da missão?

Meus olhos brilhavam na imensa quantidade de coisas que eu poderia achar voando com Flake, mas eu também estava animado para a missão, mas não se faz justiça de estomago vazio... certo?

Antes que eu partisse arrumaria a sala dela e a deixaria da forma que a encontrei e claro que devolveria os fios para a base, não queria arrumar encrenca depois de ela ter sido tão boa para mim.


Historico:


Personagem:


 
 Code by Arthur Lancaster



_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 XaxriMi
Garota Cavalo
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 18207c75bc057d17d1e1360e089cd8c4
Créditos : 29
Localização : Las Camp - West Blue

Histórico

Rael Kronin




Post: 20
Objetivos• Fazer missão?
• Macetar a Raven
• Macetar a Tenente
• Aprender Costura

Ganhos• Pistola
• Sabre
• Manto
• Uniforme de Soldado
• O Espadão
• Algemas
• 1.500.000 Berries - Post 15
• Roupas - Post 18

Perdas• 1.100.000 Berries

Ferimentos

Relações
Senhora UohtaUma senhora que ajudou Rael à escapar de seu lar através de seu restaurante marítimo, por seis dias Rael trocou trabalho por estadia, e muito grata com a senhora, jurou ajudá-la caso algum dia precisa de ajuda em retorno.



Berries: 650.000 ฿S
Ferreira

Inventário



Proficiências• Dança
• Física
• Forja
• Joalheria
• Mecânica

Qualidades• Versátil
• Ambidestra
• Atraente
• Carismática
• Liderança
• Afinidade com Haki

Defeitos• Extravagante
• Altruísta
• Heroico
• Impulsivo
• Ingênuo

Ken no yuusha


    Achava curiosa a reação extremamente contente da vendedora, estava acostumada com valores muito maiores do que aquilo… Mas acho que essa é a minha vida agora, pelo menos por enquanto, vou ter que tomar cuidado para não gastar meu salário todo em besteiras, apesar das compras de hoje terem sido meio emergenciais.

[...]

    — Uoooo… — Ovacionei a biblioteca e suas estantes assim que entrávamos no local, a biblioteca realmente é um lugar querido para mim, apesar de ter sido onde passei a maior parte de minha infância aprisionada de castigo, também foi onde encontrei histórias maravilhosas e principalmente o diário de meu bisavô. Demorava um pouco para perceber que estaria fazendo barulho, afinal de contas estava acostumada com algo mais particular, mas logo tapava minha própria boca.

    Embora fosse Raven a principal interessada no local, eu decidia sair em minha própria aventura pelas prateleiras — Será que aqui tem registros sobre os monstros marítimos ou ilhas submersas citadas no diário? — Iria de sessão em sessão, abrindo títulos que me chamassem atenção em páginas aleatórias e lendo um pouco, também procurava prestar bastante atenção nos detalhes das figuras.

    Eventualmente, sem perceber esbarrava na sessão de romance, inicialmente achei ser uma história bestinha, em uma cena de duas pessoas num encontro se desenvolvendo naturalmente, nunca havia o feito antes mas já tinha lido coisas do tipo diversas vezes. No entanto à medida que as linhas iam passando eu começava a notar cada vez mais similaridades com o que estava acontecendo hoje… As atitudes estranhas, o nervosismo, vergonha, a quebra de contato visual junto da dita vermelhidão, se- segurar as mão... mãos enquanto andam…



    Fechava o livro com força fazendo barulho, meu rosto mais vermelho do que um pimentão, virava então meu olhar para a entrada procurando a imagem da morena. “ Se… será? “ Começava a imaginar coisas de que não tinha muita certeza, e que certamente não estava acostumada. Se tivesse seguido minha vida normalmente, a este ponto estaria casada com um homem, mas agora parece que estou gostando de uma garota? Não tinha certeza, mas meus sinais apontavam que sim, e certamente não sabia como me sentir em uma situação dessas.

    "Será que ela me taxaria como estranha se eu disser que acho que gosto dela? Se eu pensar bem, o passeio de hoje foi tipo um e-encontro…"

    — Não não não… — Balançava a cabeça em negação, falando comigo mesma, longe dos ouvidos de todo mundo é claro — Mas nós duas somos garotas… Urrrgh… — Soltava um som gutural enquanto tentaria devolver o livro para a estante — é melhor não pensar muito sobre isso por equanto.

    Caso alguém apareça em algum momento que esteja com o livro, o esconderia atrás de minhas costas — Ah! O que? O que eu tô lendo? Err… Nada, não é nada nadinha — Encenaria uma cara de surpresa apontando para trás da pessoa — Eita aquela ali não é a Tenente Kat?! — Quando se virasse eu devolveria o livro rapidamente, já estando de mãos vazias quando terminassem de conferir minha mentira — Devo ter me enganado… ahahaha… — Novamente, até minha risada sairia toda desconcertada e estranha.

    — D-de qualquer forma, é melhor a gente ir, né? — Começava a marchar em direção a saída — Ra… Ravena já encontrou o que procurava? — Minha voz ainda apresentava nervosismo de meus pensamentos anteriores.

    Da biblioteca acompanharia as duas até nosso real ponto de encontro, o local da tourada. Durante o caminho evitava um pouco o contato visual e físico com a morena, ainda meio confusa comigo mesma.

Jean Fraga
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 0tSpN1S
Créditos : 05
Jean FragaEstagiário
https://www.allbluerpg.com/t1620-liu-feng#17327 https://www.allbluerpg.com/t1586-morte-e-sangue


A sailor who enlisted because the world needs a hero


- A cereja do Bolo -

Doía um pouco no bolso os gastos que havia tido na loja com as meninas, porém não me arrependia, sempre foi um sonho ter alguma roupa daquele lugar e juntamente do sentimento de me sentir bela, os elogios vindos de Rael me deixavam muito segura da escolha.

— Com certeza votaremos Gihihihi... – Saia percebendo a felicidade até mesmo da atendente, que provavelmente havia garantido o fechamento em lucro da loja nesse mês.

[...]

Assim como permitido, guardaria a roupa adquirida na loja juntamente das minhas roupas intimas dentro da mochila de Rael, guiando agora as duas até a biblioteca.

— Companheiras!! Vamos ser mais rápidas aqui dentro ok? Afinal, não quero que vocês percam o espetáculo! – Com firmeza, dizia quase que como uma ordem para as duas.

Até a entrada da livraria, andaria de mãos dadas com Rael, mantendo-me próxima de Luci também e assim que entrássemos, soltar-me-ia, não queria atrapalhar a atendente que focada em seu livro, parecia viver tudo que nunca poderia ter.

Assim, tentaria encontrar dentre as seções, a especifica para medicina, ou quem sabe até mesmo dentro da área da ciência poderia encontrar o que buscava, focando-me em encontrar os livros especializados para cirurgia, do volume um com a introdução básica até cirurgias mais especificas e complexas, afinal, na duvida preferia por aprender tudo que pudesse.

Queria tentar poupar parte do meu dinheiro, por isso, imaginando que poderia ser caro, iria atrás de possíveis combos, recebendo mais de um livro, porém com um preço mais acessível.

Se tivesse dificuldade em encontrar o que buscava, teria que pausar brevemente as viagens da bibliotecária e me encaminhando até ela, diria em um tom de voz baixo, — Com licença... Desculpe por te incomodar, poderia me informar onde posso encontrar a seção referente a medicina? Especificamente na área de cirurgia – Recebendo as informações necessárias, iria para o local informado.

Por fim, com o que procurava agora em mãos, iria atrás de Rael, antes ela não parecia ter interesses aqui, mas vai que algo tenha a cativado, caminhando em silencio para não atrapalhar a leitura de ninguém, iria até ela.

Encontrando-a sobre a seção de romance, ficaria agora mais do que nunca curiosa, minhas bochechas até se avermelhavam sem eu ao menos entender muito o porquê, algo que repetidas vezes vinham acontecendo durante o dia.

— Então a querida Rael tem seu lado romântico também... – tentando ver o que ela teria pego por lá me distraíra, virando de forma brusca, ficaria em posição de continência - Senhorita! Ravena ao seu dis - Porém não havia ninguém ali – Tem certeza que você a viu?

— Bom, vamos nessa, a cereja do bolo está quase chegando! – Ansiosa com a tourada, esquecia por hora aquele momento, me encaminhando até a bibliotecária, — Gostaria de levar estes dois livros, existe a opção de alugar? Como funciona? Senão, pretendo compra-los! Quanto ficaria?

Se possível alugaria por sete dias e se necessário, faria a compra limitando-me a pagar no máximo quatrocentos mil berries, — Ajude essa jovem a acabar seus estudos na área medica senhorita... Mais que isso fica difícil para eu pagar...

Torceria para que a barganha funcionasse, com tudo resolvido, esperaria Luciferanna e Rael estarem prontas e agora, finalmente, guiaria o grupo até a arena.

Rael parecia meio distante, diferente de antes ela andava mais isolada, bom, quem sabe pode estar triste com algo, por hora não há porque me preocupar, já que a tourada com certeza vai deixa-la animada de novo.



HistóricoInfo
Nº de Posts: 15
Ferimentos
  • N/A

Objetivos
  • Macetar a Rael
  • Macetar a Tenente
  • Fazer uma missão
  • Aprender cirurgia 
  • Aprender física

Ganhos:
  • Par de Soqueiras - Post 06
  • Pistola - Post 06
  • Uniforme da Marinha - Post 06
  • 1.500.000 Berries - Post 10
  • Roupas intimas - Post 13
  • Look casual - Post 14


Perdas
  • 800.000 Berries - Post 14




_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 OAKySZI
Scylla
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 NFaEX9G
Créditos : 05
Localização : Las Camp
ScyllaSoldado
https://www.allbluerpg.com/t1207-luciferanna-von-brilliant#11238 https://www.allbluerpg.com/t1004-a-sailor-who-enlisted-because-she-didn-t-want-to-get-married

E mais uma vez retornamos ao provador, não que fosse algo ruim, sendo sincera era até engraçado o modo como Raven se deixou levar pelo momento. - Parece que as roupas foram feitas para você. - Comentava em tom de elogio ao o quão bem o modelito combinava com a morena.

Antes de deixar a loja. - A gente só volta se na próxima vez tiver roupas ainda mais bonitas. - Me despedia da atendente com uma inocente piada enquanto acenava antes de lhe virar as costas. Inicialmente dispensava a mochila de Rael, porque as sacolas não eram pesadas, e também fazia eu me sentir como se estivesse passeando por Illusia após uma sessão de compras.

Fiquei maravilhada com a imensidão da biblioteca, parecia que a gente poderia encontrar tudo quanto é tipo de livros ali, logo ao adentrar minha atenção foi roubada pelo livro nas mãos da bibliotecária. Assim iria me aproximar do balcão ficando parada até que a bibliotecária me dirigisse a palavra, e caso eu não reconhecesse a obra. - Olá, poderia me dizer o título do livro que a senhora está lendo? - Me lembrava de manter o volume baixo em minha voz, pois o local prezava pelo silêncio. - Muito obrigada. - Agradeceria após a bibliotecária me responder.

Independente da situação anterior. - Tem alguma prateleira destinada aos livros publicados por escritores da ilha? - Agora sim perguntava sobre meu real interesse, nunca fui uma devoradora de livros, porém as histórias e fábulas mais famosas eu conhecia boa parte delas, assim como a literatura de Illusia, sendo assim eu optava por escolher livros que eu só poderia encontrar em Las Camp.

Com a resposta da bibliotecária daquela senhora eu seguiria até o local indicado, ou então apenas procuraria por um livro que ainda não houvesse lido com temas de aventura e romance, um pouquinho de mistério também seria legal.

Ao caminhar entre uma prateleira e outra uma situação no mínimo curiosa teria surgido diante dos meus olhos. - Ara ara… - Dizia numa leve tonalidade maliciosa vendo o estado de vermelhidão revestindo as bochechas de Rael. - Vocês duas... Sozinhas nessa seção... O que será que estão aprontando… Por acaso vocês estavam fazendo aquilo? Sabe, aquele tipo coisa… - Não dizia nada com nada, simplesmente fazia comentários sugestivos dando a entender que alguma indecência ocorria nos corredores biblioteca. Colocava uma mecha loira em frente a boca sendo obrigada a desviar completamente o olhar das duas, pois palavras me faltavam para descrever todo o constrangimento que me assolava, pensando em certas coisas feitas por duas jovens mulheres sozinhas numa biblioteca, ou pelo menos era o que deveria parecer, pois eu cobria o rosto e evitava olhar para elas justamente para esconder meu semblante aeteiro.

De toda forma meu teatrinho não duraria muito. - Kfffffff! Kaskaskas! - Apertava a boca usando as duas mãos afim de reduzir a sonoridade da gargalhada. - Eu só estava brincando com vocês, desculpe, mas não consegui resistir. - Isso me trazia boas lembranças, quando uma de minhas irmãs faziam algo errado e tentavam esconder, eu apenas fingia saber de tudo e eventualmente elas deixavam algo escapar. - Acho que é coisa de irmã mais velha, fica muito difícil resistir a vontade de implicar com as caçulas. - Ainda ofegante após tanto rir eu explicava o motivo de tal brincadeira impertinente, não havia mistério, era somente uma das várias maneiras de demonstrar amor e carinho que eu e minhas irmãs tínhamos.

Mas o clima parecia tenso, principalmente em relação a Rael. - Mas essa biblioteca está mesmo bem quente, que tal nos refrescarmos com um sorvete antes da tourada? Eu pago essa rodada. - Era perceptivel que a temperatura da biblioteca não influenciava tanto assim no tipo de calor que Rael sentia, mas um sorvete docinho e geladinho não seria uma ótima maneira de suavizar a situação?

Assim deixaria novamente as duas com alguma privacidade comigo indo procurar por algum livro de aventura bem clichê contando a história do mocinho honrado que precisa derrotar o vilão malvado mas antes tem de salvar a donzela da torre vigiada por um dragão assustador.

Se durante o pagamento Raven estivesse com dificuldades financeiras. - Aqui, eu te ajudo com os livros. - Entregaria o restante de meu salário esperando ser o suficiente para ajudar nas compras dos livros escolhidos pela morena, mesmo significando deixar de comprar os livros que eu queria. Em seguida deixaria Raven novamente me guiar até Arena dos Touros, observando os estabelecimentos pelo caminho na tentativa de encontrar uma sorveteira aberta.

”Histórico”:
Shiori
Ver perfil do usuário
Imagem : A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 CSDlXWh
Créditos : 05


Trio - Marinheiros




Rael, Ravena &  Luci


As aventuras de Ravena na biblioteca eram rápidas, ela em pouco tempo dando uma pequena olhada pelas prateleiras achava o como de livros por vinte mil berries, o combo era de dois livros, com promoção de pague dois e nível um, o primeiro se chamava “Medico Cirurgião, o que sabemos?” e o outro se chamava "Física do Amanhã, formando novos cientistas”.

Enquanto isso Luci já se questionava onde estavam os melhores livros de autores da região perguntando a bibliotecária que explicava-Terceira seção para diretia, você vai encontrar uma prateleira de autores locais.- e ela estava certa se a moça fosse até esse lugar ela acharia mesmo tal prateleira.

Nela estava contida uma quantidade grande de livros, os títulos mais destacados eram “A princesa e o gigolô!!" o qual se ela lesse a sinopse veria que é sobre uma moça que cansada de interagir com homens da alta corte dos oligarcas decide entrar no submundo, e encontra-se com garotos de programa para se satisfazer. Ela lida com seu próprio vazio existencial. A capa era azul e tinha duas sombras se beijando, mas uma lágrima azul no rosto da moça, e tinha um banco branco, tudo sombreado pela luz de uma lua branca no céu.

Outro se chamava  “Burrinho, meu alazão.”  Sua sinopse tratava de um homem que havia, comprado um burro, para ajudar ele nos serviços, ele ventia agua pela cidade, no entanto ele era apaixonado por uma oligarca casada, a qual ele namorou um dia, então ele se prepara para tentar se passar por um rico homem, onde tenta convencer ela a voltar para seus braços, sendo esse seu novo objetivo de vida. A capa era o homem vendendo peixe numa carroça velhinha com um jumentinho na frente puxando ela.

Um que também era bastante interessante, e até mesmo sua capa chamava atenção, era um homem grande e musculoso, com a barba bem feita, um chicote nas mãos, que segurava no rosto de uma moça naquele instante, que chorava, com as mãos amarradas, erguida do chão por cordas amarradas no teto. Seu título era “Os terrores da Servidão, o pesadelos das jovens” Sua sinopse era bem peculiar: Um nobre extremamente rico, pedia na ilha 100 belas mulheres para ele, de todas as raças que a ilha tivesse, para que elas fossem acorrentadas e levadas a ele, para virarem suas escravas. A ilha sedia isso ao homem constantemente, os oligarcas preparavam garotas de castas mais baixas para servir a esse ricaço. Lá elas viviam muitos horrores.

Esse livro parecia sutilmente retratar parte da história da ilha, mas disfarçado de conto, já que no passado, as moças eram realmente doadas para um dragão celestial viciado em mulheres belas… Então talvez aquilo fosse um desabafo, se ela checasse o nome da autora, veria que era “Erica Wildenberg”.

Além disso por final havia o livro sobre um detetive, sua capa tinha um moço de sobretudo, com chapéu escuro, um cigarro na boca, todo sombreado, com um tipo de efeito psicodélico de preto e vermelho nos arredores dele. Titulo desse livro era “Detetive Alexander: A caçada ao carniceiro de Sirarossa” e dava para ver que as crônicas do detetive Alexander, eram uma coleção. Haviam 7 livros dele.

A sinopse desse era especifica, um pirata natural de Sirarossa, veio para Las Camp, ele era famoso por cometer assassinatos brutais com vítimas extremamente específicas, apenas mulheres loiras. Ele as esquartejava, e geralmente haviam sinais de violação. O detetive luta incansavelmente em busca de parar esse homem que até então não deixava muitos rastros.

Essas eram algumas das sinopses que chegaram para a loira, se ela quisesse tentar escolher algum desses, ou tentar ler, eram todos livros que ela ainda não tinha consumido. Ravena vendo livros desse preço super barato falou com a mulher que logo recebia os 20.000 berries pelos dois livros, aparentemente estavam num desconto alto, era bom poder receber aquilo de forma rápida.

Enquanto isso, Rael havia chegado na seção de romance… E ela tinha visto uma coisa que a fazia questionar seus desejos, vontades e sabores que parecia querer provar. Aquilo ia de encontro com tudo que ela viveu e pra piorar a situação Ravena pegava ela vendo o livro e Luci também, o que fazia ela rapidamente inventar uma história quando Ravena  falou do caso dela.

Ravena até olhou mas não viu nada, e logo voltou pra Rael, enquanto a loira começava brincar falando algumas coisas um pouco diferenciadas sobre elas, brincando com as duas naquele momento, sobre elas estarem fazendo coisas. Claramente ela tinha a mente mais perversa entre as três ali.

Snow


O rapaz que ficava um pouco desconcertado com a situação aceitava o treino para conseguir aprender acrobacia. Algo que ele sempre tentava parecer não inconveniente, por questões pessoais provavelmente. Mas ali a mulher não ligava pra esses papos, o que fez com que os dois começassem um aprendizado.

Era um treinamento assim como os outros bastante árduo, onde ela ensinou os conceitos e apresentou o fundamento prático pra ele, ficando algumas horas a mais ali com ele. Eles gastavam tempo pra caramba nisso, mas ainda assim, ainda não tinha chegado o horário da missão.

O rapaz então acabava com fome e questionava sobre isso, se ele poderia comer, ou coisa desse gênero. -Você tem 30 minutos pra chegar ao lugar. Se você estiver lá nesse tempo, o que você faz nesses 30 minutos é com você. Não tem problema em realizar qualquer atividade, desde que você esteja lá no horário keke- disse ela, explicando a situação do garoto, e o que ele tinha de fazer naquele momento.

Ela então pegou o mapa com tudo circuladô de onde ficava o lugar que ele tinha de ir, e começou a explicar a missão.-Sua missão é tomar conta das casas de banho Takawashi, ficam nesse lugar aqui. A dona lá te mostra o lugar. Você deve proteger os clientes e manter o lugar seguro pelo resto do dia. Ela te fornecerá uma janta e lugar pra descansar quando precisar.- disse ela explicando como era a situação da missão.

Então ela explicava logo em seguida por que esse lugar precisava de alguma guarnição. Já que provavelmente algo teria acontecido para que isso fosse cogitado, e era bem como imaginado.-Lá tem ocorrido alguns problemas com baderneiros locais, que tem incomodado as mulheres da região. Não houveram agressões, mas eles importunam a dona do lugar às vezes, e enchem o saco das clientes entrando e saindo. Seu dever lá é manter a ordem, lembrando que esses arruaceiros são civis, então se precisar conter eles faça isso com cautela.- explicou ela todo o serviço do pequenino, era meio estranho imaginar por que ele foi selecionado para uma missão dessa, já que parecia o tipo de coisa que um meio gigante amedrontador cumpriria mais facilmente, talvez essa fosse a questão, testar qualidades do rapaz…

Histórico:


Legenda:


_________________

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 YHVeK1M

A sailor who enlisted because she didn't want to get married - Página 5 VYrwji0